Вы находитесь на странице: 1из 85
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA

FINANCEIRA – ELIAS DANIEL MATEMÁTICA FINANCEIRA 1  Porcentagem A razão entre dois elementos A e
FINANCEIRA – ELIAS DANIEL MATEMÁTICA FINANCEIRA 1  Porcentagem A razão entre dois elementos A e
FINANCEIRA – ELIAS DANIEL MATEMÁTICA FINANCEIRA 1  Porcentagem A razão entre dois elementos A e

1 Porcentagem

A razão entre dois elementos A e B pode ser denotada através de uma taxa percentual ou unitária.

Exemplo: A razão entre o número de professores de matemática (5) e o número total de funcionários (25) de um estabelecimento de ensino, pode ser representada através de uma taxa percentual. Assim,

Observações:

professores de matemática

total de funcionários

5

1

25

5

0,2

20%

1. No exemplo dado 20% é a taxa percentual.

1

2. A fração 5

é chamada de fração equivalente à taxa percentual de 20%.

3. O número decimal 0,2 é chamado de taxa unitária equivalente à taxa percentual de 20%.

1.1 Taxa percentual

Toda taxa percentual pode ser escrita na forma de uma fração centesimal.

Observação:

X%

X

100

Para transformar um número em taxa percentual basta multiplicá-lo por 100.

1.2 Taxa milesimal

Toda taxa milesimal pode ser escrita na forma de uma fração milesimal.

Observação:

X% 0

X

1000

Para transformar um número em taxa milesimal basta multiplicá-lo por 1000.

Em geral, o conteúdo de porcentagem pode ser avaliado através dos problemas ou nas operações entre taxas.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [ESAF] O índice de preços ao consumidor
– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [ESAF] O índice de preços ao consumidor
– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [ESAF] O índice de preços ao consumidor

1. [ESAF] O índice de preços ao consumidor de famílias de classe de renda baixa sofreu um aumento de 11,61%

em um semestre e 12% no semestre seguinte. Calcule a perda do poder aquisitivo da renda dessas famílias no ano em questão.

a)

11,61%

b)

12%

c)

20%

d)

23,61%

e)

25%

2.

[FCC] Um televisor é vendido em uma loja onde o comprador pode escolher uma das seguintes opções:

I. R$ 5 000,00, à vista sem desconto.

II. R$ 1 000,00 de entrada e um pagamento no valor de R$ 4 500,00 em 1 (um) mês após a data da compra.

A taxa de juros mensal cobrada pela loja no pagamento da segunda opção, que vence em 1 (um) mês após a data da compra, é de

a)

30%

b)

25%

c)

20%

d)

15%

e)

12,5%

3.

[FCC] Duas lojas têm o mesmo preço de tabela para um mesmo artigo e ambas oferecem dois descontos

sucessivos ao comprador: uma, de 20% e 20%; e a outra, de 30% e 10%. Na escolha da melhor opção, um comprador obterá, sobre o preço de tabela, um ganho de

a) 34%

b) 36%

c) 37%

d) 39%

e) 40%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [FCC] Uma família gasta 40% de sua renda com

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [FCC] Uma família gasta 40% de sua renda com alimentação.
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [FCC] Uma família gasta 40% de sua renda com alimentação.

4. [FCC] Uma família gasta 40% de sua renda com alimentação. Se em um período, a cesta básica dessa família

aumentar 80% e sua renda familiar apenas 20%, a nova porcentagem que essa família deverá gastar de sua renda familiar para manter o mesmo consumo de alimentos será

a)

20%

b)

30%

c)

40%

d)

50%

e)

60%

5.

[FCC] A Cia. de Ferro Ferrugem vende 2.500 unidades/mês de lingotes de ferro, ao preço unitário de R$ 20,00.

Com uma redução no preço unitário de 20% a empresa espera ter um aumento de 15,2% no faturamento mensal. Nessas condições, pode-se afirmar que

a) a empresa venderá no mercado 2.000 unidades/ mês.

b) a empresa terá um prejuízo no faturamento mensal de R$ 7.600,00.

c) a quantidade de unidades vendidas/mês terá um aumento de 44%.

d) a redução de preço implicará em um acréscimo de 500 unidades vendidas.

e) o faturamento mensal da empresa sofrerá também uma redução de 20%.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 6. [FCC] Publicado o edital de licitação para a compra

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 6. [FCC] Publicado o edital de licitação para a compra de
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 6. [FCC] Publicado o edital de licitação para a compra de

6. [FCC] Publicado o edital de licitação para a compra de 20 monitores de vídeo para microcomputadores, duas

empresas apresentaram as seguintes propostas:

− R$ 870,00 a unidade; 10% de desconto sobre o valor total da compra de 10 ou mais unidades. − R$ 900,00 a unidade; 15% de desconto sobre o valor total da compra de 15 ou mais unidades.

Optando pela melhor dessas duas propostas, a entidade economizará

a)

R$ 360,00

b)

R$ 375,00

c)

R$ 380,00

d)

R$ 425,00

e)

R$ 460,00

7.

[FCC] Um comerciante compra um artigo por R$ 80,00 e pretende vendê-lo de forma a lucrar exatamente 30%

sobre o valor pago, mesmo se der um desconto de 20% ao cliente. Esse artigo deverá ser anunciado por

a) R$ 110,00

b) R$ 125,00

c) R$ 130,00

d) R$ 146,00

e) R$ 150,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [FCC] O preço de um objeto foi aumentado em

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [FCC] O preço de um objeto foi aumentado em 20%
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [FCC] O preço de um objeto foi aumentado em 20%

8. [FCC] O preço de um objeto foi aumentado em 20% de seu valor. Como as vendas diminuíram, o novo preço foi

reduzido em 10% de seu valor. Em relação ao preço inicial, o preço final apresenta

a)

uma diminuição de 10%.

b)

uma diminuição de 2%.

c)

um aumento de 2%.

d)

um aumento de 8%.

e)

um aumento de 10%.

9.

[FCC] Em uma liquidação, certo artigo está sendo vendido com desconto de 20% sobre o preço T de tabela. Se o

pagamento for efetuado em dinheiro, o preço com desconto sofre um desconto de 15%. Nesse último caso, o preço final será igual a

a) 0,68 T

b) 0,72 T

c) 1,35 T

d) 1,68 T

e) 1,72 T

10. [FCC] Denis investiu uma certa quantia no mercado de ações. Ao final do primeiro mês ele lucrou 20% do capital investido. Ao final do segundo mês, perdeu 15% do que havia lucrado e retirou o montante de R$ 5 265,00. A quantia que Denis investiu foi

a) R$ 3 200,00

b) R$ 3 600,00

c) R$ 4 000,00

d) R$ 4 200,00

e) R$ 4 500,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2  Juros Simples e Compostos

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2  Juros Simples e Compostos

2 Juros Simples e Compostos

– ELIAS DANIEL 2  Juros Simples e Compostos 2.1 – Juros Simples São os juros
– ELIAS DANIEL 2  Juros Simples e Compostos 2.1 – Juros Simples São os juros
– ELIAS DANIEL 2  Juros Simples e Compostos 2.1 – Juros Simples São os juros

2.1 Juros Simples

São os juros calculados pela capitalização simples. Nesse regime de capitalização, os juros são iguais em cada período e determinado pelo produto entre o capital e a taxa.

Cálculo do juro e do montante

Considere um capital C aplicado durante n períodos a uma taxa i em cada período. Em um período, os juros correspondem a C.i (produto entre o capital e taxa), em n períodos teremos:

C: capital ou principal

i: taxa

n: prazo da aplicação

j: juro ou rendimento

J = C.i.n

, onde:

O capital acumulado (montante) é dado por M = C+J. Como J = C.i.n, podemos escrever:

M = C + J

M = C + C.i.n

M = C(1+ i.n)

O capital tem crescimento linear em função do tempo, como mostrado no gráfico a seguir:

M C
M
C

n

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Taxas equivalentes Para um mesmo capital e prazo, duas taxas

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Taxas equivalentes Para um mesmo capital e prazo, duas taxas são
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Taxas equivalentes Para um mesmo capital e prazo, duas taxas são

Taxas equivalentes

Para um mesmo capital e prazo, duas taxas são consideradas equivalentes quando produzirem juros iguais.

As taxas equivalentes são proporcionais aos respectivos prazos a que se referem.

Como exemplos podemos citar:

1% a.m. é equivalente a 12% a.a., pois um ano possui 12 meses.

9% a.t. é equivalente a 3% a.m., pois um trimestre possui três meses.

Exemplo

capitalização simples.

1:

Encontrar

a

taxa

anual

equivalente

a

10%

a.q

10%



4meses

i

a 

12meses

Resolvendo a regra de três obtemos:

4ia = 120

ia= 120/4 ia = 30% a.a (ao ano)

(ao

quadrimestre),

considerando

a

Veja que podemos fazer uso de uma regra de três simples, porém, podemos fazer direto, usando apenas uma multiplicação ia = 10% . 3 = 30% a.a, pois o ano possui 3 quadrimestres.

Juro exato e juro comercial

O juro exato é obtido quando consideramos o mês com sua quantidade real de dias. Neste caso

usamos o ano civil de 365 dias, ou 366 dias se o ano é bissexto.

O juro comercial ou ordinário é obtido quando consideramos o mês com 30 dias. Neste caso usamos o

ano comercial de 360 dias

QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

1. [ESAF] Qual o capital que aplicado a juros simples à taxa de 2,4% ao mês rende R$ 1 608,00 em 100 dias?

a) R$ 20 000,00.

b) R$ 20 100,00.

c) R$ 20 420,00.

d) R$ 22 000,00.

e) R$ 21 400,00.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [ESAF] Indique qual o capital que aplicado a juros

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [ESAF] Indique qual o capital que aplicado a juros simples
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [ESAF] Indique qual o capital que aplicado a juros simples

2.

[ESAF] Indique qual o capital que aplicado a juros simples à taxa de 3,6% ao mês rende R$ 96,00 em 40 dias.

a)

R$ 2.000,00

b)

R$ 2.100,00

c)

R$ 2.120,00

d)

R$ 2.400,00

e)

R$ 2.420,00

3.

[ESAF] Uma pessoa aplicou um capital a juro simples exato a uma taxa de 20% ao ano e ele cresceu 8% ao fim

do prazo. Qual foi o prazo de aplicação do capital?

a) 144 dias

b) 146 dias

c) 150 dias

d) 153 dias

e) 155 dias

4. [ESAF] Uma conta no valor de R$ 2.000,00 deve ser paga em um banco na segunda-feira, dia 8. O não pagamento no dia do vencimento implica uma multa fixa de 2% sobre o valor da conta mais o pagamento de uma taxa de permanência de 0,2% por dia útil de atraso, calculada como juros simples, sobre o valor da conta. Calcule o valor do pagamento devido no dia 22 do mesmo mês, considerando que não há nenhum feriado bancário no período.

a) R$ 2.080,00

b) R$ 2.084,00

c) R$ 2.088,00

d) R$ 2.096,00

e) R$ 2.100,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Um capital é aplicado a juros simples durante

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Um capital é aplicado a juros simples durante três
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Um capital é aplicado a juros simples durante três

5. [ESAF] Um capital é aplicado a juros simples durante três meses e dez dias a uma taxa de 3% ao mês. Calcule

os juros em relação ao capital inicial.

a)

9%

b)

10%

c)

10,5%

d)

11%

e)

12%

6.

[ESAF] Durante o mês de abril, um capital de R$ 20.000,00 foi colocado no open market (sistema de juros

simples) pelo prazo de 24 dias, tendo produzido um montante de R$ 24.800,00. A taxa anual de juros simples a que esse capital esteve aplicado foi de:

a)

30%

b)

80%

c)

120%

d)

360%

e)

720%

7.

[ESAF] Uma conta no valor de R$ 1.000,00 deve ser paga em um banco na segunda-feira, dia 5. O não

pagamento no dia do vencimento implica uma multa fixa de 2% sobre o valor da conta mais o pagamento de uma taxa de permanência de 0,1% por dia útil de atraso, calculada como juros simples, sobre o valor da conta. Calcule o valor do pagamento devido no dia 19 do mesmo mês considerando que não há nenhum feriado bancário no período.

a) R$ 1.019,00

b) R$ 1.020,00

c) R$ 1.025,00

d) R$ 1.029,00

e) R$ 1.030,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [FCC] Durante um certo período, um investidor aplicou numa

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [FCC] Durante um certo período, um investidor aplicou numa instituição
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [FCC] Durante um certo período, um investidor aplicou numa instituição

8. [FCC] Durante um certo período, um investidor aplicou numa instituição financeira um capital de R$ 20.000,00 a

uma taxa de juros simples de 14,40% ao ano, tendo resgatado no vencimento o montante de R$ 25.760,00. A taxa mensal de juros simples que teria permitido ao investidor resgatar o montante de R$ 31.520,00, neste mesmo período, corresponde a

a)

1,0%

b)

1,2%

c)

1,6%

d)

2,0%

e)

2,4%

9.

[FCC] Um capital de R$ 20.000,00 foi aplicado no mercado financeiro à taxa de juros simples de 12% a.a.

durante quatro quadrimestres consecutivos. O valor total dos juros recebidos pelo investidor no vencimento da aplicação foi de

a) R$ 800,00

b) R$ 2.400,00

c) R$ 3.200,00

d) R$ 4.800,00

e) R$ 9.600,00

10. [FCC] Um capital de R$ 50.000,00 foi aplicado durante 8 meses no regime de capitalização simples e gerou o montante de R$ 62.000,00 na data de vencimento. A taxa de juros semestral correspondente a essa aplicação foi de

a) 36%

b) 30%

c) 24%

d) 18%

e) 3%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [FCC] Uma pessoa jurídica efetuou aplicações nos bancos Alpha

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [FCC] Uma pessoa jurídica efetuou aplicações nos bancos Alpha e
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [FCC] Uma pessoa jurídica efetuou aplicações nos bancos Alpha e

11. [FCC] Uma pessoa jurídica efetuou aplicações nos bancos Alpha e Omega pelo mesmo período de tempo (5 meses) e à mesma taxa de juros mensal (1%) no regime de capitalização simples. A quantia investida no Banco Alpha foi uma vez e meia superior à aplicada no Banco Omega. Os juros recebidos pela investidora pela aplicação no Banco Omega foram R$ 10.000,00. O valor do capital aplicado no Banco Alpha correspondeu a

a) R$ 100.000,00

b) R$ 200.000,00

c) R$ 300.000,00

d) R$ 400.000,00

e) R$ 500.000,00

12. [FCC] Um capital no valor de R$ 80.000,00 é aplicado a uma taxa de juros simples, durante 8 meses, resultando em um montante igual a R$ 96.000,00 no final do período. Aplicando outro capital no valor de R$ 100.000,00, durante um certo período de tempo t, com a mesma taxa de juros simples anterior, o montante apresentado no final do período seria igual a R$ 115.000,00. Então, t é igual a

a) 4 meses.

b) 5 meses.

c) 6 meses.

d) 7,5 meses.

e) 10 meses.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 13. [FCC] Certas operações podem ocorrer por um período de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 13. [FCC] Certas operações podem ocorrer por um período de apenas
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 13. [FCC] Certas operações podem ocorrer por um período de apenas

13. [FCC] Certas operações podem ocorrer por um período de apenas alguns dias, tornando conveniente utilizar a

taxa diária e obtendo os juros segundo a convenção do ano civil ou do ano comercial. Então, se um capital de R$ 15.000,00 foi aplicado por 5 dias à taxa de juros simples de 9,3% ao mês, em um mês de 31 dias, o módulo da diferença entre os valores dos juros comerciais e dos juros exatos é

a) R$ 7,50

b) R$ 15,00

c) R$ 22,50

d) R$ 30,00

e) R$ 37,50

14. [FCC] Um investidor aplica em um determinado banco R$ 10.000,00 a juros simples. Após 6 meses, resgata

totalmente o montante de R$ 10.900,00 referente a esta operação e o aplica em outro banco, durante 5 meses, a uma taxa de juros simples igual ao dobro da correspondente à primeira aplicação. O montante no final do segundo período é igual a

a) R$ 12.862,00

b) R$ 12.750,00

c) R$ 12.650,00

d) R$ 12.550,00

e) R$ 12.535,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [FCC] Um capital é aplicado à taxa de juros

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [FCC] Um capital é aplicado à taxa de juros compostos
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [FCC] Um capital é aplicado à taxa de juros compostos

15. [FCC] Um capital é aplicado à taxa de juros compostos de i ao ano, durante 2 anos, apresentando então o

montante M 1 no final do período. Se este mesmo capital fosse aplicado à taxa de juros simples também de i ao ano, durante o tempo t, apresentaria no final deste período o montante M 2 . Sabe-se que, quando i = 10% ao ano, M 1 = M 2 . O valor de t, em anos, é igual a

a) 2,44

b) 2,4

c) 2,21

d) 2,2

e) 2,1

16. [FCC] Qual é o capital que, investido a juros simples e à taxa anual de 15%, se elevará a R$ 17 760,00 ao fim

de 1 ano e 4 meses ?

a) R$ 14 500,00

b) R$ 14 800,00

c) R$ 15 200,00

d) R$ 15 500,00

e) R$ 15 600,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. ano. Se, decorridos 2 anos e 8 meses da

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. ano. Se, decorridos 2 anos e 8 meses da aplicação,
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. ano. Se, decorridos 2 anos e 8 meses da aplicação,

17.

ano. Se, decorridos 2 anos e 8 meses da aplicação, obtém-se um juro total de R$ 7 600,00, o capital inicial era

[FCC] Num mesmo dia, são aplicados a juros simples: 5 2 de um capital a 2,5% ao mês e o restante, a 18% ao

a) R$ 12 500,00

b) R$ 12 750,00

c) R$ 14 000,00

d) R$ 14 500,00

e) R$ 14 750,00

18. [Téc. Jud.-(Ár. Adm.)-TRT-5ª REG./2003-FCC].(Q.27) Um capital produzirá juros simples correspondentes a

3

16

de seu valor se for aplicado, durante 9 meses, à taxa anual de

a) 25%

b) 24%

c) 20%

d) 18%

e) 15%

19. [FCC] Um capital de R$ 750,00 esteve aplicado a juro simples, produzindo, ao fim de um trimestre, o montante

de R$ 851,25. A taxa anual de juro dessa aplicação foi

a) 48%

b) 50%

c) 54%

d) 56%

e) 63%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 20. [Téc. Rec. Federal-(P1)-(Ár. Tec. Inform.)-SRF/2006-ESAF].(Q.48) Três

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 20. [Téc. Rec. Federal-(P1)-(Ár. Tec. Inform.)-SRF/2006-ESAF].(Q.48) Três
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 20. [Téc. Rec. Federal-(P1)-(Ár. Tec. Inform.)-SRF/2006-ESAF].(Q.48) Três

20. [Téc. Rec. Federal-(P1)-(Ár. Tec. Inform.)-SRF/2006-ESAF].(Q.48) Três capitais nos valores respectivos de

100, 250 e 150 são aplicados a juros simples no mesmo prazo às taxas de 3%, 4% e 2% ao mês, respectivamente. Obtenha a taxa média mensal de aplicação desses capitais.

a) 3,4%

b) 3,2%

c) 3,0%

d) 2,8%

e) 2,6%

21. [Aud. Fis. Rec. Federal-(P1-Esp.)-SRF/2003-ESAF].(Q.31) Os capitais de R$ 2.500,00, R$ 3.500,00, R$

4.000,00 e R$ 3.000,00 são aplicados a juros simples durante o mesmo prazo às taxas mensais de 6%, 4%, 3% e 1,5%, respectivamente. Obtenha a taxa média mensal de aplicação destes capitais.

a) 2,9%

b) 3%

c) 3,138%

d) 3,25%

e) 3,5%

22. [Aud. Tesouro Munic.-(P1)-Pref. Fortaleza-CE/2003-ESAF].(Q.51) Os capitais de 200, 300 e 100 unidades

monetárias são aplicados a juros simples durante o mesmo prazo às taxas mensais de 4%, 2,5% e 5,5%, respectivamente. Calcule a taxa mensal média de aplicação destes capitais.

a) 2,5%

b) 3%

c) 3,5%

d) 4%

e) 4,5%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 23. [Aud. Fis. Rec. Federal-(P1-Esp.)-SRF/2002-ESAF].(Q.31) Os capitais de R$

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 23. [Aud. Fis. Rec. Federal-(P1-Esp.)-SRF/2002-ESAF].(Q.31) Os capitais de R$
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 23. [Aud. Fis. Rec. Federal-(P1-Esp.)-SRF/2002-ESAF].(Q.31) Os capitais de R$

23. [Aud. Fis. Rec. Federal-(P1-Esp.)-SRF/2002-ESAF].(Q.31) Os capitais de R$ 2.000,00, R$ 3.000,00, R$ 1.500,00 e R$ 3.500,00 são aplicados à taxa de 4% ao mês, juros simples, durante dois, três, quatro e seis meses, respectivamente. Obtenha o prazo médio de aplicação destes capitais.

a) quatro meses

b) quatro meses e cinco dias

c) três meses e vinte e dois dias

d) dois meses e vinte dias

e) oito meses

2.2 Juros Compostos

No regime de capitalização composta, os juros calculados em um período se acumulam ao montante do início do período e esse novo montante é base de cálculo para os rendimentos no período seguinte. Isso é equivalente a dizer que a taxa, em cada período, incide sobre o valor acumulado do período anterior.

Cálculo do juro e do montante

Considerando um capital C, aplicado a uma taxa de juros i, em cada período, após n períodos, o montante a juros compostos é dado por:

M = C(1+i) n

O valor do juro é dado por J = M C. Como o valor do montante é M = C(1 + i) n , podemos escrever que:

Obs:

J

M C

 

J

C

(1

i

)

n

C

J

C

[(1

i

)

n

1]

1. O fator (1+i) n é chamado fator de acumulação de capital.

2. O capital tem crescimento exponencial em função do tempo.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Assim como no juro simples temos: C : capital ou

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Assim como no juro simples temos: C : capital ou principal
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Assim como no juro simples temos: C : capital ou principal

Assim como no juro simples temos:

C: capital ou principal

i: taxa

n: prazo da aplicação

j: juro ou rendimento

i: taxa n: prazo da aplicação j: juro ou rendimento Períodos não inteiros Pra períodos não

Períodos não inteiros

Pra períodos não inteiros o cálculo do montante pode ser obtido de duas maneiras:

Convenção Linear: É aplicado juro composto na parte inteira do período e, juros simples na parte fracionada do período. A expressão usada na convenção linear é apresentada a seguir:

M  C  1  i  n 1 . 1   i
M 
C
1 
i
n 1 . 1
i n
.
2 

M: é o montante

C: é o capital

i: é a taxa

n1: é a parte inteira do período

n2: é a parte não inteira do período

Convenção Exponencial: É aplicado juro composto tanto na parte inteira como na parte fracionada do período. A expressão usada na convenção exponencial é apresentada a seguir:

M  C  i  1  n . 1   i 
M  C  i
1
n
. 1
 i
n
1
2

M: é o montante

C: é o capital

i: é a taxa

n1: é a parte inteira do período

n2: é a parte não inteira do período

Taxa nominal e taxa efetiva

A taxa nominal é a taxa cujo período não coincide com o período da capitalização.

A taxa efetiva é a taxa cujo período coincide com o período da capitalização.

Na resolução dos problemas deve-se usar sempre a taxa efetiva. Para efetivar uma taxa nominal usaremos a proporção.

Exemplos:

12% a.a. com capitalização mensal é uma taxa nominal;

1% a.m. com capitalização mensal é uma taxa efetiva.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [FCC] No regime de capitalização composta a)
– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [FCC] No regime de capitalização composta a)
– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [FCC] No regime de capitalização composta a)

1. [FCC] No regime de capitalização composta

a) a taxa de juros de 20% ao ano é equivalente à taxa de juros de 10% ao semestre.

b) o valor do montante cresce linearmente.

c) a taxa de juros incide sobre o montante acumulado até o período anterior.

d) duas taxas de juros equivalentes são também proporcionais.

e) o valor do montante, após n períodos de capitalização, é menor que o do montante obtido no regime de

capitalização simples.

2. [FCC] João dos Santos fez uma aplicação de R$ 28.500,00 numa instituição financeira por dois anos, com

capitalização composta anual. Sabendo que a taxa composta de juros anual da aplicação correspondeu a 10%, o

montante resgatado pelo investidor no vencimento da aplicação foi de

a)

R$ 34.200,00

b)

R$ 34.485,00

c)

R$ 35.200,00

d)

R$ 35.485,00

e)

R$ 36.200,00

3.

[ESAF] Um capital é aplicado com capitalização dos juros compostos durante três períodos a uma taxa de juros

de 10% ao período. Calcule os juros devidos como porcentagem do capital aplicado.

a) 30%

b) 31,3%

c) 32,2%

d) 33,1%

e) 34%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [ESAF] Usando a taxa de juros efetiva anual que

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [ESAF] Usando a taxa de juros efetiva anual que corresponde
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [ESAF] Usando a taxa de juros efetiva anual que corresponde

4. [ESAF] Usando a taxa de juros efetiva anual que corresponde à taxa de juros nominal de 24% ao ano com

capitalização trimestral, obtenha o montante obtido com a aplicação de um capital de R$ 10.000,00 ao fim de um ano de aplicação.

a)

R$ 12.400,00

b)

R$ 12.544,00

c)

R$ 12.624,76

d)

R$ 12.653,19

e)

R$ 12.682,42

5.

[ESAF] O capital de R$ 20.000,00 é aplicado à taxa nominal de 24% ao ano com capitalização trimestral.

Obtenha o montante ao fim de dezoito meses de aplicação.

a)

R$ 27.200,00

b)

R$ 27.616,11

c)

R$ 28.098,56

d)

R$ 28.370,38

e)

R$ 28.564,92

6.

[ESAF] Calcule o montante obtido ao fim de dezoito meses por um capital unitário aplicado a uma taxa de juros

nominal de 36% ao ano com capitalização mensal.

a) 1,54

b) 1,7024

c) 2,7024

d) 54%

e) 70,24%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 7. [FCC] Dois capitais foram aplicados na mesma data numa

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 7. [FCC] Dois capitais foram aplicados na mesma data numa instituição
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 7. [FCC] Dois capitais foram aplicados na mesma data numa instituição

7. [FCC] Dois capitais foram aplicados na mesma data numa instituição financeira com prazo de dois anos.

Sabendo que a diferença entre o maior e o menor montava a R$ 10.000,00 na data da aplicação e que aumentou para R$ 12.100,00 no vencimento, a taxa anual de juros composta da aplicação corresponde a

a)

8,5%

b)

9%

c)

9,5%

d)

10,0%

e)

11,0%

8.

[FCC] Um capital foi aplicado a juros simples, a uma taxa de 24% ao ano, durante 20 meses. Um outro capital,

de valor igual ao dobro do anterior, foi aplicado a juros compostos, a uma taxa de 10% ao ano, durante dois anos. Se a soma dos juros auferidos pelas duas aplicações foi igual a R$ 16.400,00, então a soma dos respectivos montantes foi igual a

a) R$ 64.800,00

b) R$ 66.400,00

c) R$ 72.600,00

d) R$ 76.400,00

e) R$ 84.000,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 9. [FCC] Na data de hoje, considere que: − João

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 9. [FCC] Na data de hoje, considere que: − João aplica
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 9. [FCC] Na data de hoje, considere que: − João aplica

9. [FCC] Na data de hoje, considere que:

− João aplica todo seu dinheiro à taxa de juros simples de 24% ao ano, durante 15 meses. − Maria aplica também todo seu dinheiro à taxa de juros compostos de 10% ao semestre, durante um ano e meio.

Sabendo-se que João e Maria possuem juntos, hoje, a quantia de R$ 100.000,00 e que a soma dos juros auferidos pelos dois através das suas aplicações será igual a R$ 31.240,00, conclui-se que João está aplicando, nesta data,

a) R$ 80.000,00

b) R$ 60.000,00

c) R$ 50.000,00

d) R$ 40.000,00

e) R$ 30.000,00

10. [FCC] Um capital no valor de R$ 8.000,00 foi aplicado a uma taxa de juros simples durante 25 meses e apresentou, no final do período, um montante igual ao produzido por um capital no valor de R$ 10.000,00, aplicado a uma taxa de juros compostos de 10% ao semestre, durante um ano. A taxa anual de juros simples referente à primeira aplicação é de

a) 18,4%.

b) 19,8%.

c) 20,5%.

d) 22,8%.

e) 24,6%.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [FCC] Antônio aplicou, em uma determinada data, 25% de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [FCC] Antônio aplicou, em uma determinada data, 25% de seu
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [FCC] Antônio aplicou, em uma determinada data, 25% de seu

11. [FCC] Antônio aplicou, em uma determinada data, 25% de seu capital à taxa de juros simples de 1,25% ao mês, durante 1 ano. O restante aplicou, na mesma data, à taxa de juros compostos de 10% ao semestre, também durante 1 ano. Sabendo-se que o montante referente à segunda aplicação superou o da primeira em R$ 24.800,00, tem-se que o total do capital que Antônio possuía no início era de

a) R$ 36.000,00

b) R$ 40.000,00

c) R$ 44.000,00

d) R$ 48.000,00

e) R$ 50.000,00

12. [ESAF] Um capital é aplicado a juros compostos à taxa de 40% ao ano durante um ano e meio. Calcule o valor mais próximo da perda percentual do montante considerando o seu cálculo pela convenção exponencial em relação ao seu cálculo pela convenção linear, dado que 1,40 1,5 =1,656502.

a) 0,5%

b) 1%

c) 1,4%

d) 1,7%

e) 2,0%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 13. [ESAF] Obtenha os juros como porcentagem do capital aplicado

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 13. [ESAF] Obtenha os juros como porcentagem do capital aplicado à
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 13. [ESAF] Obtenha os juros como porcentagem do capital aplicado à

13. [ESAF] Obtenha os juros como porcentagem do capital aplicado à taxa de juros compostos de 10% ao

semestre por um prazo de quinze meses, usando a convenção linear para cálculo do montante.

a) 22,5%

b) 24%

c) 25%

d) 26,906%

e) 27,05%

14. [ESAF] Um capital é aplicado a juros compostos à taxa de 20% ao período durante quatro períodos e meio.

Obtenha os juros como porcentagem do capital aplicado, considerando a convenção linear para cálculo do montante.

Considere ainda que

1,20 4 =2,0736; 1,20 4,5 =2,271515 e 1,20 5 =2,48832.

a) 107,36%

b) 127,1515%

c) 128,096%

d) 130%

e) 148,832%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [ESAF] Um capital é aplicado a juros compostos durante

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [ESAF] Um capital é aplicado a juros compostos durante três
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [ESAF] Um capital é aplicado a juros compostos durante três

15. [ESAF] Um capital é aplicado a juros compostos durante três períodos e meio a uma taxa de 10% ao período.

Obtenha o montante em relação ao capital aplicado considerando a convenção linear.

a) 135%

b) 136,825%

c) 137,425%

d) 139,755%

e) 142%

16. [ESAF] Um capital é aplicado a juros compostos durante seis meses e dez dias, a uma taxa de juros de 6% ao

mês. Qual o valor que mais se aproxima dos juros obtidos como porcentagem do capital inicial, usando a convenção linear?

a) 46,11%

b) 48,00%

c) 41,85%

d) 44,69%

e) 50,36%

17. [FCC] Um capital no valor de R$ 20.000,00 foi investido a uma taxa de juros compostos de 10% ao ano, durante

2 anos e 3 meses. O montante no final do período, adotando a convenção linear, foi igual a

a) R$ 22.755,00

b) R$ 23.780,00

c) R$ 24.805,00

d) R$ 24.932,05

e) R$ 25.500,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 3  Taxas de Juros

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 3  Taxas de Juros

3 Taxas de Juros

FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 3  Taxas de Juros 3.1 – Taxa Nominal e Efetiva No
FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 3  Taxas de Juros 3.1 – Taxa Nominal e Efetiva No
FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 3  Taxas de Juros 3.1 – Taxa Nominal e Efetiva No

3.1 Taxa Nominal e Efetiva

No estudo do juro composto já vimos a diferença entre taxa efetiva e taxa nominal. De acordo com o que já foi exposto, temos:

A taxa nominal é a taxa cujo período não coincide com o período da capitalização.

A taxa efetiva é a taxa cujo período coincide com o período da capitalização.

Para efetivar uma taxa nominal usaremos a proporção.

Exemplos:

12% a.a. com capitalização mensal é uma taxa nominal;

1% a.m. com capitalização mensal é uma taxa efetiva.

Devemos tomar cuidado para não confundirmos essa definição com a definição de taxa efetiva de juros simples para o desconto comercial.

3.2 Taxas Equivalentes

No estudo do juro simples já vimos que duas taxas são equivalentes quando aplicadas em um mesmo capital, durante o mesmo prazo, produzem o mesmo montante. Essa definição também serve para o juro composto. No entanto, as formas de se obter uma taxa equivalente no juros simples e no juro composto são diferentes.

Exemplo 1: Encontrar a taxa anual equivalente a 10% a.q (ao quadrimestre), considerando a capitalização simples.

10%



4meses

i

a 

12meses

Resolvendo a regra de três obtemos:

4 ia = 120 ia= 120/4 ia = 30% a.a (ao ano)

Veja que podemos fazer uso de uma regra de três simples, porém, podemos fazer direto, usando apenas uma multiplicação ia = 10% . 3 = 30% a.a, pois o ano possui 3 quadrimestres.

Exemplo 2: Vamos considerar um capital C aplicado durante um ano. Numa primeira hipótese o capital será submetido a uma taxa de 10% a.q (ao quadrimestre). Vamos obter a taxa anual equivalente, considerando a capitalização composta. Os montante serão dados por

M1 = C(1 + ia) 1 ; n = 1 ano (para o capital aplicado anualmente)

M2 = C(1 + iq) 4 ; n = 3 quadrimestres (para o capital aplicado quadrimestralmente)

Fazendo M1 = M2, temos uma relação entre as taxas ia e iq que as torna equivalentes.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL M 1 = M 2  C(1 + i a

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL M 1 = M 2  C(1 + i a )
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL M 1 = M 2  C(1 + i a )

M1 = M 2 C(1 + ia) 1

= C(1 + iq) 3

1+ ia = (1 + 10%) 3

1 + ia = 1,1 3

ia = 1,331 1

ia = 0,331

ia = 33,1% a.a (ao ano)

Essa última expressão pode ser generalizada para outros períodos. Assim:

(1 i

1)

n

1

(1

i 2)

n

2

3.3 Taxa Aparente, Real e Inflacionária

A taxa aparente é a remuneração total sobre o capital. É a taxa oferecida no mercado. Será representada

por ia. A taxa de inflação será representada por ii e a taxa real por iR. De um modo geral, a taxa iR pode ser assim determinada:

ia

= taxa aparente

ir

= taxa real

ii

= taxa inflacionária

1 + ia = (1 + ir).(1 + ii)

QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

1. [ESAF] Qual o valor mais próximo da taxa equivalente à taxa nominal de 48% ao ano com capitalização mensal?

a) 3,321% ao mês.

b) 24% ao semestre.

c) 26,532% ao semestre.

d) 10,773% ao trimestre.

e) 8,825% ao bimestre.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [ESAF] Indique o valor mais próximo da taxa de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [ESAF] Indique o valor mais próximo da taxa de juros
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [ESAF] Indique o valor mais próximo da taxa de juros

2. [ESAF] Indique o valor mais próximo da taxa de juros equivalente à taxa de juros compostos de 4% ao mês.

a) 60% ao ano

b) 30% ao semestre

c) 24% ao semestre

d) 10% ao trimestre

e) 6% ao bimestre

3. [ESAF] Indique qual o valor mais próximo da taxa equivalente à taxa nominal de 36% ao ano com capitalização

mensal.

a)

2,595% ao mês.

b)

19,405% ao semestre.

c)

18% ao semestre.

d)

9,703% ao trimestre.

e)

5,825% ao bimestre.

4.

[ESAF] A que taxa mensal de juros compostos um capital aplicado aumenta 80% ao fim de quinze meses.

a)

4%.

b)

5%.

c)

5,33%.

d)

6,5%.

e)

7%.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Em uma campanha promocional, o Banco A anuncia

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Em uma campanha promocional, o Banco A anuncia uma
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Em uma campanha promocional, o Banco A anuncia uma

5. [ESAF] Em uma campanha promocional, o Banco A anuncia uma taxa de juros de 60 % ao ano com capitalização semestral. O Banco B, por sua vez, anuncia uma taxa de juros de 30% ao semestre com capitalização mensal. Assim, os valores mais próximos das taxas de juros efetivas anuais dos Bancos A e B são, respectivamente, iguais a:

a) 69 % e 60 %

b) 60 % e 60 %

c) 69 % e 79 %

d) 60 % e 69 %

e) 120 % e 60 %

6. [ESAF] Indique qual a taxa anual de juros compostos que equivale a uma taxa de juros compostos de 2% ao

mês.

a) 24%

b) 24,24%

c) 24,48%

d) 24,96%

e) 26,8242%

7. [ESAF] Obtenha a taxa efetiva anual correspondente à taxa de juros nominal de 36% ao ano com capitalização

mensal.

a) 34,321%

b) 36%

c) 38,423%

d) 42,576%

e) 43,58%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [ESAF] A taxa nominal de 12% ao semestre com

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [ESAF] A taxa nominal de 12% ao semestre com capitalização
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [ESAF] A taxa nominal de 12% ao semestre com capitalização

8.

[ESAF] A taxa nominal de 12% ao semestre com capitalização mensal é equivalente à taxa de

a)

6% ao trimestre.

b)

26,82% ao ano.

c)

6,4% ao trimestre.

d)

11,8% ao semestre.

e)

30% ao ano.

9.

[ESAF] A taxa equivalente à taxa nominal de 18% ao semestre com capitalização mensal é de

a)

26,82% ao ano.

b)

36% ao ano.

c)

9% ao trimestre.

d)

18% ao semestre.

e)

9,2727% ao trimestre.

10. [ESAF] A taxa nominal de 120% ao ano, com capitalização trimestral é equivalente a:

a) 10% ao mês

b) 30% ao trimestre

c) 58% ao semestre

d) 185,61% ao ano

e) 244% ao ano

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [ESAF] Indique a taxa de juros anual equivalente à

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [ESAF] Indique a taxa de juros anual equivalente à taxa
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 11. [ESAF] Indique a taxa de juros anual equivalente à taxa

11. [ESAF] Indique a taxa de juros anual equivalente à taxa de juros nominal de 12% ao ano com capitalização

mensal.

a) 12,3600%

b) 12,6825%

c) 12,4864%

d) 12,6162%

e) 12,5508%

12. [ESAF] Um financiamento externo é contratado a uma taxa nominal de 12% ao ano com capitalização

semestral. Obtenha a taxa efetiva anual desse financiamento.

a) 12,36%

b) 11,66%

c) 10,80%

d) 12,44%

e) 12,55%

13. [FCC] A taxa de juros anual efetiva, equivalente à taxa de juros nominal de 24% ao ano com capitalização

mensal, pode ser calculada por meio da expressão:

a) (1, 02) 12 −1

12

b)

c) (0,02) 12

a) (1, 02) 1 2 −1  12  b ) c) (0,02) 1 2 1,24

1,24

d)

1,24

12

12

1

1

e)

12

 b ) c) (0,02) 1 2 1,24  d)  1,24   12 

0,24

1

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 14. [FCC] A taxa de juros nominal de 36% ao

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 14. [FCC] A taxa de juros nominal de 36% ao ano,
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 14. [FCC] A taxa de juros nominal de 36% ao ano,

14. [FCC] A taxa de juros nominal de 36% ao ano, com capitalização mensal, corresponde a uma taxa efetiva de

a) 9% ao trimestre.

b) [(1,03) 2 1] ao bimestre.

c) 12 . [(1,36) 1/12 − 1] ao ano.

ao bimestre. c) 12 . [(1,36) 1 / 1 2 − 1] ao ano. d) (

d) ( 1,36 1) ao semestre.

e) [(1,36) 1/12 −1] ao mês.

15. [FCC] A taxa efetiva trimestral referente a uma aplicação foi igual a 12%. A correspondente taxa de juros

nominal (i) ao ano, com capitalização mensal, poderá ser encontrada calculando:

a) i = 4

b) i = 12 [(1,12) 1/4 − 1]

c) i = 12 [(1,12) 1/3 − 1]

d) i = (1,04 ) 12 − 1

e) i = 12 [(0,04) ÷ 3]

d) i = (1,04 ) 1 2 − 1 e) i = 12  [(0,04) ÷

1/3 − 1]

16.

[FCC] Na capitalização composta, um taxa de juros semestral de 10% é equivalente a uma taxa de juros anual

de

a)

22%

b)

21%

c)

20%

d)

18%

e)

15%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. [FCC] Qual é a taxa equivalente trimestral de juros

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. [FCC] Qual é a taxa equivalente trimestral de juros compostos
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. [FCC] Qual é a taxa equivalente trimestral de juros compostos

17. [FCC] Qual é a taxa equivalente trimestral de juros compostos de uma taxa de 28% a.a.?

a) 2,08%

b) 2,33%

c) 3,96%

d) 6,37%

e) 7,00%

18. [FCC] Um contrato de financiamento de imóvel foi celebrado considerando-se uma taxa anual nominal de 12%, capitalizada quadrimestralmente. A taxa efetiva anual é de

a) 12,49%

b) 12,55%

c) 13,00%

d) 15,12%

e) 16,99%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 19. [FCC] Um investidor aplica, no início de um ano,

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 19. [FCC] Um investidor aplica, no início de um ano, R$
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 19. [FCC] Um investidor aplica, no início de um ano, R$

19. [FCC] Um investidor aplica, no início de um ano, R$ 20.000,00; resgata o respectivo montante dois anos após. Nesta aplicação, ele obteve uma taxa real de juros de 5%. Considerando que as taxas de inflação no primeiro e no segundo ano foram, respectivamente, 5% e 8%, o investidor resgatou o montante de

a) R$ 23.814,00.

b) R$ 23.730,00.

c) R$ 23.600,00.

d) R$ 21.600,00.

e) R$ 21.470,00.

20. [FCC] Um capital de R$ 10.000,00 foi aplicado no dia primeiro de junho e no último dia de julho foi resgatado todo o montante de R$ 11.082,30. Nesse período, as taxas de inflação foram, respectivamente:

Junho: 2%

Julho: 2,5%

A taxa real desse investimento, nesse período, foi de

a) 6,32%

b) 6,00%

c) 5,50%

d) 5,00%

e) 4,50%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 21. [FCC] Um investidor aplicou R$ 20.000,00 no início de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 21. [FCC] Um investidor aplicou R$ 20.000,00 no início de um
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 21. [FCC] Um investidor aplicou R$ 20.000,00 no início de um

21. [FCC] Um investidor aplicou R$ 20.000,00 no início de um ano e resgatou o valor de R$ 23.562,00 no final de

dois anos, esgotando totalmente seu crédito. A taxa de inflação correspondente ao primeiro ano foi de 2% e ao segundo ano, de 5%. Então, a taxa real de retorno desta aplicação no período considerado foi de

a) 7,00%

b) 7,81%

c) 10,00%

d) 10,70%

e) 10,81%

22. [FCC] A inflação acumulada no primeiro semestre de determinado ano foi de 20%. Uma pessoa aplicou R$

12.000,00 no início deste período e resgatou R$ 18.000,00 no final. A taxa real de retorno no período de aplicação foi de

a) 25%

b) 27,5%

c) 30%

d) 45%

e) 50%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 23. [FCC] Um investidor aplicou R$ 80.000,00 no início de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 23. [FCC] Um investidor aplicou R$ 80.000,00 no início de um
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 23. [FCC] Um investidor aplicou R$ 80.000,00 no início de um

23. [FCC] Um investidor aplicou R$ 80.000,00 no início de um determinado ano e resgatou no final de dois anos o montante de R$ 98.280,00, esgotando totalmente seu crédito referente a esta operação. Sabe-se que a taxa de inflação referente ao primeiro ano da aplicação foi de 5% e ao segundo, 4%. Então, a correspondente taxa real de juros, no período desta aplicação, foi de

a) 11,25%

b) 12,5%

c) 12,85%

d) 13,65%

e) 13,85%

24. [FCC] Um investidor aplica R$ 20 000,00 em uma determinada data e resgata o montante de R$ 23 320,00 depois de um ano. Se a taxa real de juros deste investimento foi de 10%, tem-se que a taxa de inflação neste período de aplicação foi igual a

a) 6,0%

b) 6,6%

c) 7,2%

d) 7,8%

e) 8,4%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4  DESCONTO SIMPLES E COMPOSTO

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4  DESCONTO SIMPLES E COMPOSTO

4 DESCONTO SIMPLES E COMPOSTO

– ELIAS DANIEL 4  DESCONTO SIMPLES E COMPOSTO Se uma dívida é quitada com antecipação,
– ELIAS DANIEL 4  DESCONTO SIMPLES E COMPOSTO Se uma dívida é quitada com antecipação,
– ELIAS DANIEL 4  DESCONTO SIMPLES E COMPOSTO Se uma dívida é quitada com antecipação,

Se uma dívida é quitada com antecipação, a mesma deve sofrer um desconto. O valor do desconto pode ser obtido através de um desconto simples ou composto.

Valor Nominal (VN): O valor nominal de um título corresponde ao valor do título na data de vencimento. No caso de uma dívida, o valor nominal corresponde ao montante da dívida que deverá ser pago ao liquidar essa dívida. O valor nominal também pode ser chamado de valor futuro, valor da dívida, valor da nota promissória, valor de face, valor de título, valor do cheque pré-datado, entre outros.

Valor Líquido (VL): O valor líquido de um título corresponde ao valor do título em uma data anterior a data de vencimento. É também chamado valor de resgate, valor descontado, valor presente, valor atual, entre outros. No esquema do fluxo de caixa, temos:

atual, entre outros. No esquema do fluxo de caixa, temos: Note que o Valor Nominal (V

Note que o Valor Nominal (VN) do título é sempre maior do que o seu Valor Líquido(VL), e que a diferença entre eles é o valor do desconto (d). Assim:

VN> VL

d = VN VL

4.1 Desconto Simples

A idéia de desconto, como já foi visto anteriormente, está associada ao abatimento que se obtém ao saldar-se um compromisso antes de sua data de vencimento. De um modo geral, podemos definir um desconto como sendo a diferença entre o Valor Nominal (VN) e o Valor Líquido (VL).

d = VN VL

Vamos estudar neste ponto os decontos calculados pelos juros simples sobre um dado valor. Temos dois modelos básicos de descontos simples, o desconto por dentro ou desconto por fora.

4.2.1 Desconto por fora, comercial ou bancário

Neste caso, o percentual total de desconto (d% = n . i%)) é calculado sobre o Valor Nominal do título. Neste caso, numa regra de três tem-se o Valor Nominal (VN) equivalente a 100%.

VN 100%

d d%

VL (100 d)%

4.2.2 Desconto por dentro ou racional

Neste caso o percentual total de desconto (d% = n . i%)) é calculado sobre o Valor Líquido (VL) do título. Neste caso, numa regra de três tem-se o Valor Líquido (VL) equivalente a 100%.

VL 100%

d d%

VN (100 d)%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Relação entre desconto por fora e desconto por dentro Considerando

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Relação entre desconto por fora e desconto por dentro Considerando um
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL Relação entre desconto por fora e desconto por dentro Considerando um

Relação entre desconto por fora e desconto por dentro

Considerando um mesmo título, uma mesma taxa e um mesmo período, o valor do desconto por fora é maior que o desconto por dentro.

desconto por fora > desconto por dentro

Uma relação entre o desconto por dentro (d), o desconto por fora (D) e o Valor Nominal (VN) está descrita

abaixo:

D d . V N  D  d
D d
.
V N 
D
 d

Isso equivale a dizer que o Valor Nominal(VN) é razão entre o produto dos descontos e a diferença entre eles.

Taxa efetiva de juros simples para o desconto comercial

Num desconto comercial, a taxa de desconto não corresponde a taxa de juros num determinado período. Como assim? Vejamos uma situação prática: suponha que um artigo custe R$ 100,00 e você ganhe um descontode 20% no pagamento. Dessa forma, ele custará R$ 80,00.Esse capital de R$ 80,00 aplicado á 20% renderia R$ 16,00,ou seja, um montante de R$ 96,00, não sendo equivalenteaos R$ 100,00 do preço do artigo. Podemos então concluir que 20% de desconto comercial não eaquivale a 20% de juros simples.

A taxa efetiva pode ser calculada pela expressão dos juros simples pois é a própria definição dessa taxa.

J: é o juro que equivale ao desconto

C: é o capital que equivale ao Valor Líquido

ief: é a taxa efetiva

n: é o período que equivale ao prazo do desconto

No exemplo acima teríamos:

J = 20 (valor do desconto)

C

= 80 (Valor Líquido)

n

= 1 período

J = C.i.n

20 = 80.i.1

i = 25%

Concluímos que, para um desconto de 20% temos juros efetivos de 25%.

De modo geral, podemos usar a expressão abaixo para o cálculo da taxa efetiva.

ief: é a taxa efetiva

i i ef  1 in 
i
i ef
 1 in

i: é a taxa de desconto comercial

n: prazo do desconto

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [ESAF] Uma dívida no valor de R$
– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [ESAF] Uma dívida no valor de R$
– ELIAS DANIEL QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS 1. [ESAF] Uma dívida no valor de R$

1. [ESAF] Uma dívida no valor de R$ 20 000,00 vence dentro de quatro meses. Calcule a redução da dívida se ela

for paga hoje com um desconto comercial simples a uma taxa de 2,5% ao mês.

a)

R$ 2 400,00

b)

R$ 2 300,00

c)

R$ 2 200,00

d)

R$ 2 100,00

e)

R$ 2 000,00

2.

[ESAF] Um título no valor nominal de R$ 20.000,00 sofre um desconto comercial simples de R$ 1.800,00 três

meses antes de seu vencimento. Calcule a taxa mensal de desconto aplicada.

a)

6%

b)

5%

c)

4%

d)

3,3%

e)

3%

3.

[ESAF] Um título no valor nominal de R$ 10.900,00 deve sofrer um desconto comercial simples de R$ 981,00

três meses antes do seu vencimento. Todavia uma negociação levou a troca do desconto comercial por um desconto racional simples. Calcule o novo desconto, considerando a mesma taxa de desconto mensal.

a) R$ 890,00

b) R$ 900,00

c) R$ 924,96

d) R$ 981,00

e) R$ 1.090,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [ESAF] Um título sofre um desconto comercial de R$

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [ESAF] Um título sofre um desconto comercial de R$ 9.810,00
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [ESAF] Um título sofre um desconto comercial de R$ 9.810,00

4. [ESAF] Um título sofre um desconto comercial de R$ 9.810,00 três meses antes do seu vencimento a uma

taxa de desconto simples de 3% ao mês. Indique qual seria o desconto à mesma taxa se o desconto fosse simples e racional.

a)

R$ 9.810,00

b)

R$ 9.521,34

c)

R$ 9.500,00

d)

R$ 9.200,00

e)

R$ 9.000,00

5.

[ESAF] Uma nota promissória sofre um desconto simples comercial de R$ 981,00, três meses antes do seu

vencimento, a uma taxa de desconto de 3% ao mês. Caso fosse um desconto simples racional, calcule o valor do desconto correspondente à mesma taxa.

a)

R$ 1.000,00

b)

R$ 950,00

c)

R$ 927,30

d)

R$ 920,00

e)

R$ 900,00

6.

[ESAF] Um título sofre um desconto simples comercial de R$ 1.856,00, quatro meses antes do seu vencimento a

uma taxa de desconto de 4% ao mês. Calcule o valor do desconto correspondente à mesma taxa, caso fosse um desconto simples racional.

a) R$ 1.600,00

b) R$ 1.650,00

c) R$ 1.723,75

d) R$ 1.800,00

e) R$ 1.856,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 7. [ESAF] Um título deve sofrer um desconto comercial simples

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 7. [ESAF] Um título deve sofrer um desconto comercial simples de
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 7. [ESAF] Um título deve sofrer um desconto comercial simples de

7. [ESAF] Um título deve sofrer um desconto comercial simples de R$ 560,00 três meses antes do seu vencimento.

Todavia uma negociação levou à troca do desconto comercial por um desconto racional simples. Calcule o novo desconto, considerando a taxa de 4% ao mês.

a)

R$ 500,00

b)

R$ 540,00

c)

R$ 560,00

d)

R$ 600,00

e)

R$ 620,00

8.

[ESAF] Uma nota promissória no valor nominal de R$5.000,00 sofre um desconto comercial simples a uma taxa

de desconto de 4% ao mês. Qual o valor do desconto, dado que a nota foi resgatada três meses antes do seu vencimento?

a)

R$ 416,70

b)

R$ 524,32

c)

R$ 535,71

d)

R$ 555,00

e)

R$ 600,00

9.

[ESAF] Um título de valor de face de R$ 100.000,00 vence no dia 31 de julho. Calcule o desconto comercial

simples no dia 11 do mesmo mês, a uma taxa de desconto de 6% ao mês.

a) R$ 4.000,00

b) R$ 3.000,00

c) R$ 2.000,00

d) R$ 1.500,00

e) R$ 1.000,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 10. [ESAF] O desconto racional simples de uma nota promissória,

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 10. [ESAF] O desconto racional simples de uma nota promissória, cinco
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 10. [ESAF] O desconto racional simples de uma nota promissória, cinco

10. [ESAF] O desconto racional simples de uma nota promissória, cinco meses antes do vencimento, é de R$

800,00 a uma taxa de 4% ao mês. Calcule o desconto comercial simples correspondente, isto é, considerando o mesmo título, a mesma taxa e o mesmo prazo.

a) R$ 960,00

b) R$ 666,67

c) R$ 973,32

d) R$ 640,00

e) R$ 800,00

11. [FCC] Ao descontar em um banco, 2 meses antes de seu vencimento, um título de valor nominal igual a R$

30.000,00, uma empresa recebe na data da operação de desconto comercial simples o valor de R$ 28.500,00. Utilizando a mesma taxa de desconto anterior e ainda a operação de desconto comercial simples, descontando um título de valor nominal de R$ 24.000,00, 3 meses antes de seu vencimento, receberá

a) R$ 20.000,00

b) R$ 21.000,00

c) R$ 22.000,00

d) R$ 22.200,00

e) R$ 22.500,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 12. [FCC] Um título de valor nominal igual a R$

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 12. [FCC] Um título de valor nominal igual a R$ 25
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 12. [FCC] Um título de valor nominal igual a R$ 25

12. [FCC] Um título de valor nominal igual a R$ 25 000,00 foi descontado por uma empresa 40 dias antes de seu

vencimento, segundo a operação de desconto comercial simples, à taxa de desconto de 3% ao mês. Considerando a convenção do ano comercial, a empresa recebeu, no ato da operação,

a) R$ 24 000,00

b) R$ 23 850,00

c) R$ 23 750,00

d) R$ 23 500,00

e) R$ 22 500,00

13. [FCC] Uma empresa desconta em um banco um título com vencimento daqui a 4 meses, recebendo no ato o

valor de R$ 19 800,00. Sabe-se que a operação utilizada foi a de desconto comercial simples. Caso tivesse sido aplicada a de desconto racional simples, com a mesma taxa de desconto anterio r i (i > 0), o valor que a empresa receberia seria de R$ 20 000,00. O valor nominal deste título é de

a) R$ 21 800,00

b) R$ 22 000,00

c) R$ 22 400,00

d) R$ 22 800,00

e) R$ 24 000,00

14. [FCC] Dos títulos abaixo possuídos por uma empresa, qual deve ser descontado em banco para obtenção do

montante exato de R$ 800 000,00, sabendo-se que a taxa de desconto praticada pelo Banco é de 2% a.m.?

a) R$ 816 326,53 com vencimento em 60 dias.

b) R$ 816 000,00 com vencimento em 30 dias.

c) R$ 832 320,00 com vencimento em 90 dias.

d) R$ 818 000,00 com vencimento em 60 dias.

e) R$ 852 158,94 com vencimento em 90 dias.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [FCC] O Banco Money & Papers tem por política

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [FCC] O Banco Money & Papers tem por política operacional
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 15. [FCC] O Banco Money & Papers tem por política operacional

15. [FCC] O Banco Money & Papers tem por política operacional atuar com a taxa de 5% a.m. (juros simples), para

operações financeiras de descontos, envolvendo a aquisição de direitos e utiliza a mesma taxa mensal, mas a juros compostos, para outras operações.

A empresa Comercial de Sapatos e Botas apresenta ao banco para desconto, o seguinte fluxo de duplicatas a receber:

Prazo de vencimento

Valor do título

30

dias

R$ 5.000.000

60

dias

R$ 3.000.000

90

dias

R$ 2.000.000

Total

R$ 10.000.000

Considerando a aceitação total do fluxo financeiro, o valor dos juros cobrados pelo banco será de

a) 875.000

b) 872.700

c) 870.000

d) 865.700

e) 850.000

16. [FCC] Certa empresa desconta em um banco três duplicatas na mesma data, à taxa de desconto comercial

simples de 6% ao mês, conforme abaixo:

DUPLICATA

VALOR NOMINAL (R$)

PRAZO ATÉ O VENCIMENTO

1 10.000,00

30 dias

2 12.000,00

75 dias

3 20.000,00

90 dias

O valor líquido recebido pela empresa foi de

a) R$ 42.000,00

b) R$ 39.000,00

c) R$ 36.720,00

d) R$ 36.000,00

e) R$ 25.620,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. [FCC] Uma duplicata, de valor nominal R$ 16 500,00,

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. [FCC] Uma duplicata, de valor nominal R$ 16 500,00, será
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 17. [FCC] Uma duplicata, de valor nominal R$ 16 500,00, será

17. [FCC] Uma duplicata, de valor nominal R$ 16 500,00, será descontada 50 dias antes do vencimento, à taxa de

0,02% ao dia. Se for utilizado o desconto simples bancário, o valor de resgate será

a) R$ 14 850,00

b) R$ 16 119,29

c) R$ 16 335,00

d) R$ 16 665,32

e) R$ 18 233,50

18. [FCC] Uma pessoa descontou um título, de valor nominal R$ 1 650,00, 20 meses antes de seu vencimento e

recebeu a quantia de R$ 1 386,00. Se foi utilizado o desconto simples comercial (desconto simples por fora), a taxa mensal de desconto foi de

a) 0,8%

b) 1,0%

c) 1,2%

d) 1,4%

e) 1,5%

19. [ESAF] Um banco deseja operar a uma taxa efetiva de juros simples de 24% ao trimestre para operações de

cinco meses. Deste modo, o valor mais próximo da taxa de desconto comercial trimestral que o banco deverá cobrar em suas operações de cinco meses deverá ser igual a:

a) 19 %

b) 18,24 %

c) 17,14 %

d) 22 %

e) 24 %

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 20. [ESAF] Marcos descontou um título 45 dias antes de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 20. [ESAF] Marcos descontou um título 45 dias antes de seu
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 20. [ESAF] Marcos descontou um título 45 dias antes de seu

20. [ESAF] Marcos descontou um título 45 dias antes de seu vencimento e recebeu R$ 370.000,00. A taxa de

desconto comercial simples foi de 60% ao ano. Assim, o valor nominal do título e o valor mais próximo da taxa efetiva da operação são, respectivamente, iguais a:

a) R$ 550.000,00 e 3,4% ao mês

b) R$ 400.000,00 e 5,4 % ao mês

c) R$ 450.000,00 e 64,8 % ao ano

d) R$ 400.000,00 e 60 % ao ano

e) R$ 570.000,00 e 5,4 % ao mês

21. [FCC] Determinado título é descontado 6 meses antes de seu vencimento à taxa de desconto comercial simples

de 6% ao mês. A taxa efetiva semestral correspondente a esta operação é de

a) 24%

b) 32%

c) 36%

d) 42,50%

e) 56,25%

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4.2 – Desconto Composto

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4.2 – Desconto Composto

4.2 Desconto Composto

FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4.2 – Desconto Composto As regras do desconto composto são as mesmas
FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4.2 – Desconto Composto As regras do desconto composto são as mesmas
FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4.2 – Desconto Composto As regras do desconto composto são as mesmas

As regras do desconto composto são as mesmas que a do desconto simples. Porém, para o cálculo do desconto composto, usaremos as regras da capitalização composta.

4.2.1 Desconto composto por dentro ou racional

Neste caso o desconto é calculado sobre o Valor Líquido.

A relação entre Valor Nominal (VN), Valor Líquido (VL), taxa (i) e período (n) é apresentada na expressão abaixo.

VN VL (1i)

n

4.2.3 Desconto composto por fora, comercial ou bancário

Neste caso o desconto é calculado sobre o Valor Nominal.

A relação entre Valor Nominal (VN), Valor Líquido (VL), taxa (i) e período (n) é apresentada na expressão abaixo.

VL VN (1i)

n

QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

1. [FCC] Um título é resgatado 2 anos antes do vencimento, segundo o critério do desconto racional composto. Se a taxa utilizada foi de 10% ao ano e o valor do desconto resultou em R$ 4.620,00, o valor nominal do título é

a) R$ 26.620,00

b) R$ 26.015,00

c) R$ 25.410,00

d) R$ 24.805,00

e) R$ 24.200,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [FCC] Se uma empresa optar por um investimento, na

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [FCC] Se uma empresa optar por um investimento, na data
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [FCC] Se uma empresa optar por um investimento, na data

2. [FCC] Se uma empresa optar por um investimento, na data de hoje, receberá no final de 2 anos o valor de R$ 14

520,00. Considerando a taxa mínima de atratividade de 10% ao ano (capitalização anual), o valor atual correspondente a este investimento é

a)

R$ 13 200,00

b)

R$ 13 000,00

c)

R$ 12 500,00

d)

R$ 12 000,00

e)

R$ 11 500,00

3.

[FCC] Descontando-se um título de valor nominal de R$ 10.500,00 dois meses antes de seu vencimento, à

taxa de desconto de 3% ao mês e de acordo com o critério do desconto comercial composto, o valor do desconto na operação é de

a) R$ 600,00

b) R$ 610,00

c) R$ 615,15

d) R$ 620,55

e) R$ 639,45

4. [ESAF] Uma empresa desconta um título no valor nominal de R$ 112 551,00 quatro meses antes do seu vencimento por meio de um desconto racional composto calculado à taxa de 3% ao mês. Calcule o valor mais próximo do valor do desconto.

a) R$ 12 635,20.

b) R$ 12 551,00.

c) R$ 11 255,10.

d) R$ 12 633,33.

e) R$ 12 948,00.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Uma empresa especializada desconta um cheque no valor

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Uma empresa especializada desconta um cheque no valor nominal
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5. [ESAF] Uma empresa especializada desconta um cheque no valor nominal

5. [ESAF] Uma empresa especializada desconta um cheque no valor nominal de R$ 10.000,00 três meses antes do

seu vencimento por meio de um desconto racional composto calculado à taxa de 4% ao mês. Calcule o valor mais próximo do valor do desconto.

a)

R$ 1.090,00

b)

R$ 1.100,00

c)

R$ 1.110,00

d)

R$ 1.200,00

e)

R$ 1.248,00

6.

[ESAF] O valor nominal de uma dívida é igual a 5 vezes o desconto racional composto, caso a antecipação seja

de dez meses. Sabendo-se que o valor atual da dívida (valor de resgate) é de R$ 200.000,00, então o valor nominal da dívida, sem considerar os centavos, é igual a:

a) R$ 230.000,00

b) R$ 250.000,00

c) R$ 330.000,00

d) R$ 320.000,00

e) R$ 310.000,00

7. [ESAF] Um título deveria sofrer um desconto comercial simples de R$ 672,00 quatro meses antes do seu vencimento. Todavia uma negociação levou a troca do desconto comercial simples por um desconto racional composto. Calcule o novo desconto, considerando a mesma taxa de 3% ao mês.

a) R$ 600,00

b) R$ 620,15

c) R$ 624,47

d) R$ 643,32

e) R$ 672,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [ESAF] Um título é descontado por R$ 4.400,00 quatro

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [ESAF] Um título é descontado por R$ 4.400,00 quatro meses
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. [ESAF] Um título é descontado por R$ 4.400,00 quatro meses

8. [ESAF] Um título é descontado por R$ 4.400,00 quatro meses antes do seu vencimento. Obtenha o valor de face

do título considerando que foi aplicado um desconto racional composto a uma taxa de 3% ao mês. (Despreze os centavos, se houver).

a)

R$ 4.400,00

b)

R$ 4.725,00

c)

R$ 4.928,00

d)

R$ 4.952,00

e)

R$ 5.000,00

9.

[ESAF] Um título foi descontado por R$840,00, quatro meses antes de seu vencimento. Calcule o desconto

obtido considerando um desconto racional composto a uma taxa de 3% ao mês.

a) R$ 140,00

b) R$ 104,89

c) R$ 168,00

d) R$

93,67

e) R$ 105,43

10. [ESAF] Um título sofre um desconto composto racional de R$ 340,10 seis meses antes do seu vencimento. Calcule o valor descontado do título considerando que a taxa de desconto é de 5% ao mês. (Despreze os

centavos)

a) R$ 944,00

b) R$ 980,00

c) R$ 1.000,00

d) R$ 1.133,00

e) R$ 1.340,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5  Alternativas de Investimento e Taxa Interna de Retorno

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 5  Alternativas de Investimento e Taxa Interna de Retorno

5 Alternativas de Investimento e Taxa Interna de Retorno

 Alternativas de Investimento e Taxa Interna de Retorno 5.1 – Equivalência de Capitais Dois ou
 Alternativas de Investimento e Taxa Interna de Retorno 5.1 – Equivalência de Capitais Dois ou
 Alternativas de Investimento e Taxa Interna de Retorno 5.1 – Equivalência de Capitais Dois ou

5.1 Equivalência de Capitais

Dois ou mais capitais são considerados equivalentes quando, em determinada data e considerando uma mesma taxa, possuírem o mesmo valor líquido ou nominal nesta data.

A data de comparação será chamada “data focal”.

A atualização de um valor não depende apenas do regime de juros que se considera, mas também do

tipo de desconto que se adota. Assim, uma equivalência de capitais pode ser feita através de 2 regimes de juros: simples ou compostos e ainda, 2 tipos de descontos: racional ou bancário.

Obs:

Considerando capitalização simples, a equivalência deve ser realizada com uma data focal única, adotada no problema. Considerando capitalização composta, a equivalência pode ser realizada em qualquer data.

5.2 Fluxo de Caixa

É uma representação esquemática das entradas e saídas de capital no decorrer do tempo. Vamos

convencionar que as entradas serão representadas por flechas dirigidas para cima e as saídas flechas

dirigidas para baixo. A seguir segue um exemplo de fluxo de caixa.

Uma empresa investe depósitos mensais no valor de R$ 100,00 em uma caderneta de poupança. Qual o montante obtido na data do quinto depósito, sabendo-se que os depósitos são feitos no início de cada mês?

Neste diagrama cada parcela de R$ 100,00 representa uma saída de valor do caixa da empresa. A flecha que aparece subindo representa a entrada do montante M no caixa da empresa, na data do 5° depósito.

5.3 Análise de Alternativas

De um modo geral, os estabelecimentos comerciais oferecem aos seus cliente duas formas de pagamento: à vista ou a prazo. Frequentemente, somos levados a decidir a melhor forma de pagamento de um bem ou, a melhor alternativa de investir um capital. Existem vários métodos financeiros que nos auxiliam a tomar decisões neste contexto. Entretanto, temos um método muito comum e eficaz chamado “método do valor líquido ou atual”. Temos basicamente duas situações:

Alternativas de pagamento: utilizando a taxa dejuros que podemos aplicar o dinheiro (atratividade),calculamos o valor atual de cada alternativa. Serámais vantajosa a alternativa que apresentar menor valor atual.

Alternativa de investimento: considere um investimento inicial I que produz ao longo do tempo entradas

líquidas E1, E2,

,Em,

representados no fluxo abaixo:

Calculamos o Valor Líquido (VL) das entradas, utilizandoa taxa de atratividade e, comparamos com o investimento inicial.

Se VL> I o investimento deve ser aceito.

Se VL< I o investimento não deve ser aceito.

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL E 1 E V   E 2  

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL E 1 E V   E 2   n
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL E 1 E V   E 2   n
E 1 E V   E 2   n L (1  i
E 1
E
V 
E 2
n
L
(1
 i
)
(1
 i
) 2
(1
 i
)
n

A diferença VL I é chamada Valor Líquido Presente (VLP), então:

Se VLP > 0; aceita-se o investimento

Se VLP < 0; não aceita-se o investimento

5.4 Taxa Interna de Retorno

É a taxa de juros que iguala o valor presente das entradas ao valor presente das saídas de um fluxo de caixa.

 

M = ?

 

0

1

2

3

4

5

           
   

-100

-100

-100

-100

-100

 

QUESTÕES DE PROVAS DE CONCURSOS

1. [FCC] Sejam os dois fluxos de caixa referentes aos projetos A e B, em que X e Y representam os respectivos desembolsos iniciais:

Ano

Projeto A

Projeto B

0

X

Y

1

R$ 16.500,00

R$ 22.000,00

2

R$ 36.300,00

R$ 24.200,00

Verifica-se que a uma taxa de atratividade de 10% ao ano (capitalização anual) os valores presentes líquidos dos dois projetos são iguais. Então (X Y) é igual a

a) R$ 10.000,00

b) R$

c) R$ 7.000,00

d) R$ 6.000,00

e) R$ 5.000,00

8.500,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [FCC] Um título é resgatado dois anos antes de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [FCC] Um título é resgatado dois anos antes de seu
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 2. [FCC] Um título é resgatado dois anos antes de seu

2. [FCC] Um título é resgatado dois anos antes de seu vencimento segundo o critério do desconto racional

composto a uma taxa de juros compostos de 10% ao ano. Se o valor atual é igual a R$ 15.000,00, o valor correspondente do desconto é de

a)

R$ 2.850,00.

b)

R$ 3.000,00.

c)

R$ 3.150,00.

d)

R$ 3.300,00.

e)

R$ 3.450,00.

3.

[FCC] Uma pessoa necessita efetuar dois pagamentos, um de R$ 2.000,00 daqui a 6 meses e outro de R$

2.382,88 daqui a 8 meses. Para tanto, vai aplicar hoje a juros simples o capital C à taxa de 3% ao mês, de forma que:

− daqui a 6 meses possa retirar todo o montante, efetuar o pagamento de R$ 2.000,00 e, nessa data, aplicar o restante a juros simples, à mesma taxa, pelo resto do prazo; − daqui a 8 meses possa retirar todo o montante da segunda aplicação e efetuar o segundo pagamento, ficando com saldo nulo e sem sobras.

Nessas condições, o valor de C é igual a

a) R$ 3.654,00

b) R$ 3.648,00

c) R$ 3.640,00

d) R$ 3.620,00

e) R$ 3.600,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [FCC] O esquema abaixo representa o fluxo de caixa

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [FCC] O esquema abaixo representa o fluxo de caixa de
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 4. [FCC] O esquema abaixo representa o fluxo de caixa de

4. [FCC] O esquema abaixo representa o fluxo de caixa de um determinado investimento, com a escala horizontal em anos:

determinado investimento, com a escala horizontal em anos: Se a taxa interna de retorno apurada foi

Se a taxa interna de retorno apurada foi de 20% ao ano, tem-se que o valor de X é igual a

a) R$ 8.640,00

b) R$ 8.568,00

c) R$ 8.496,00

d) R$ 7.920,00

e) R$ 7.600,00

5. [FCC] Dois títulos cujos valores nominais são R$ 16.500,00 e R$ 26.620,00, vencíveis no fim de 1 ano e 3 anos, respectivamente, serão substituídos por um único título equivalente, vencendo no final de 2 anos. Adotando a operação do desconto racional composto à taxa de juros compostos de 10% ao ano, o valor nominal deste único título é

a) R$ 47.432,00

b) R$ 44.770,00

c) R$ 44.165,00

d) R$ 42.350,00

e) R$ 39.200,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 6. [FCC] A representação gráfica abaixo corresponde ao fluxo de

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 6. [FCC] A representação gráfica abaixo corresponde ao fluxo de caixa
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 6. [FCC] A representação gráfica abaixo corresponde ao fluxo de caixa

6. [FCC] A representação gráfica abaixo corresponde ao fluxo de caixa de um projeto de investimento com a escala horizontal em anos.

um projeto de investimento com a escala horizontal em anos. Se a taxa interna de retorno

Se a taxa interna de retorno referente a este projeto é igual a 10% ao ano e (X + Y) = R$ 10.285,00, tem-se que X é igual a

a) R$ 3.025,00

b) R$ 3.267,00

c) R$ 3.388,00

d) R$ 3.509,00

e) R$ 3.630,00

7. [FCC] O gráfico abaixo representa o fluxo de caixa referente a um projeto de investimento com a escala horizontal em anos.

um projeto de investimento com a escala horizontal em anos. Se a taxa interna de retorno

Se a taxa interna de retorno correspondente é igual a 20% ao ano, então X é igual a

a) R$ 21 600,00

b) R$ 20 000,00

c) R$ 18 000,00

d) R$ 15 000,00

e) R$ 14 400,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. correspondentes: [FCC] Considere os projetos a seguir, mutuamente exclusivos,

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. correspondentes: [FCC] Considere os projetos a seguir, mutuamente exclusivos,
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 8. correspondentes: [FCC] Considere os projetos a seguir, mutuamente exclusivos,

8.

correspondentes:

[FCC]

Considere

os

projetos

a

seguir,

mutuamente

exclusivos,

Ano

Projeto A

Projeto B

R$

 

R$

0

− 38 000,00

− 50 000,00

1

0,00

26

620,00

2

48 400,00

37

510,00

representados

pelos

fluxos

de

caixa

A taxa mínima de atratividade é de 10% ao ano (capitalização anual). O maior valor atual líquido corresponde ao projeto

a) A e é igual a R$ 10 400,00.

b) A e é igual a R$ 6 000,00.

c) B e é igual a R$ 5 200,00.

d) B e é igual a R$ 8 300,00.

e) B e é igual a R$ 14 130,00.

9. [FCC] André empresta, hoje, R$ 10 000,00 a seu amigo, que assume o compromisso de devolver o empréstimo em 2 parcelas anuais e consecutivas, vencendo a primeira daqui a um ano no valor de R$ 7 260,00. O valor da segunda parcela, sabendo-se que a taxa interna de retorno referente a esta operação é igual a 10% ao ano, é

a) R$ 4 840,00

b) R$ 4 719,00

c) R$ 4 598,00

d) R$ 4 525,40

e) R$ 4 114,00

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 10. [FCC] Uma empresa deverá escolher um entre dois projetos

MATEMÁTICA FINANCEIRA ELIAS DANIEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 10. [FCC] Uma empresa deverá escolher um entre dois projetos X
MATEMÁTICA FINANCEIRA – ELIAS DANIEL 10. [FCC] Uma empresa deverá escolher um entre dois projetos X

10. [FCC] Uma empresa deverá escolher um entre dois projetos X e Y, mutuamente excludentes, que apresentam os seguintes fluxos de caixa:

 

Projeto X

Projeto Y

Ano

R$

R$

 

0 −D

-40 000,00

1 800,00