Вы находитесь на странице: 1из 14

05-01-2015

TécnicoTécnico dede AnáliseAnálise LaboratorialLaboratorial QuímicaQuímica AplicadaAplicada MóduloMódulo 88 ––

TécnicoTécnico dede AnáliseAnálise LaboratorialLaboratorial

QuímicaQuímica AplicadaAplicada

MóduloMódulo 88 –– ControloControlo dede MicrorganismosMicrorganismos IIII

MóduloMódulo 88 –– ControloControlo dede MicrorganismosMicrorganismos IIII Alexandra Nobre 2014/2015

Alexandra Nobre

2014/2015

MóduloMódulo 88 –– ControloControlo dede MicrorganismosMicrorganismos IIII Alexandra Nobre 2014/2015
Importância do controlo microbiano
Importância do controlo
microbiano

O bem-estar da humanidade depende, em grande parte, da capacidade do Homem em controlar a população de microrganismos, de modo a:

Prevenir a transmissão de doenças

de modo a: • Prevenir a transmissão de doenças https://1.bp.blogspot.com/-s9-

https://1.bp.blogspot.com/-s9-

uuX21NUk/VGJy5QWtLdI/AAAAAAAAxoU/5WgABYhqILc/s1600/xxx.png

uuX21NUk/VGJy5QWtLdI/AAAAAAAAxoU/5WgABYhqILc/s1600/xxx.png http://www.thehindu.com/news/cities/Delhi/delhi-passenger-

http://www.thehindu.com/news/cities/Delhi/delhi-passenger-

tests-negative-for-ebola-virus/article6298095.ece

05-01-2015

Importância do controlo microbiano
Importância do controlo
microbiano

Evitar a decomposição de alimentos

microbiano • Evitar a decomposição de alimentos

http://vinhonovoccj.blogspot.pt/2011/05/porquanto-pelos-seus-frutos-os.html

Importância do controlo microbiano
Importância do controlo
microbiano

Evitar a contaminação do ambiente (água, ar…)

• Evitar a contaminação do ambiente (água, ar…) http://www.mormaii.com.br/sem-categoria/2013/04/rrr-

http://www.mormaii.com.br/sem-categoria/2013/04/rrr-

canudo-transforma-agua-contaminada-em-potavel/

05-01-2015

Importância do controlo microbiano
Importância do controlo
microbiano

Controlo de microrganismos

do controlo microbiano Controlo de microrganismos Agentes físicos e agentes químicos Morte da célula

Agentes físicos e agentes químicos

de microrganismos Agentes físicos e agentes químicos Morte da célula microbiana, ou Inibição da reprodução

Morte da célula microbiana, ou Inibição da reprodução

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

Definições

1.Esterilização

2.Desinfeção

2.1. Antissepsia

2.2. Degermação

2.3. Sanitização

05-01-2015

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

1. Esterilização

- Destruição de todas as formas de vida microbiana,

incluindo os endosporos (formas mais resistentes)

- Método mais comum: Aquecimento

- Esterilização comercial: tratamento de calor

suficiente para matar os endosporos do Clostridium botulinum nos alimentos enlatados.

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

2. Desinfeção

- Processo que promove a inibição, morte ou remoção

de vários microrganismos patogénicos e saprófitas, sem eliminar todas as formas de vida. (somente a destruição dos patogénicos vegetativos e não dos endósporos)

05-01-2015

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

2. Desinfeção

Métodos:

- substâncias químicas

- radiação ultravioleta

- água fervente

- vapor

Utilização de desinfetantes (produtos químicos) para tratar uma superfície ou substância inerte.

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

2.1. Antissepsia

Quando este tratamento é para um tecido vivo

Produto químico = antissético

Antisséticos: menos tóxicos que os desinfetantes

05-01-2015

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

2.2. Degermação

Remoção mecânica dos microrganismos, em vez da morte, numa área limitada.

Exemplo: quando a pele é esfregada com álcool etílico antes de receber a injeção.

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

2.3. Sanitização

Processo que leva à redução dos microrganismos, a níveis seguros, de acordo com os padrões de saúde pública (elimina 99,9% das formas vegetativas).

Ex. lavagem de copos, talheres e louças com alta temperatura ou aplicando desinfetante químico.

05-01-2015

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

Curiosidades

SUFIXO cida - Tratamentos que causam a morte direta dos microrganismos: germicida, fungicida

SUFIXO stático/stase - Inibem o crescimento e multiplicação dos microrganismos: Bacteriostase

SEPSE: Termo grego = estragado/podre (indica contaminação)

Asséptico = sem contaminação

Princípios do controlo microbiano
Princípios do controlo
microbiano

Curiosidades

FUNGICIDA/BACTERICIDA: produto que exerce uma ação específica (morte) sobre determinado grupo de microrganismos.

FUNGISTÁTICO/BACTERIOSTÁTICO: produtos que inibem a reprodução de determinado microrganismo.

05-01-2015

Taxa de morte microbiana
Taxa de morte microbiana

Morte microbiana

É a perda permanente da capacidade de um organismo

se reproduzir, sendo esta a forma mais fácil de se avaliar

a inativação das funções vitais de um microrganismo.

A incapacidade de se multiplicar, nesse caso, é aceite

pela microbiologia como uma definição de morte de um microrganismo.

Taxa de morte microbiana
Taxa de morte microbiana

Morte microbiana

A morte microbiana ocorre de uma forma exponencial.

Após uma rápida redução da população, a taxa de morte torna-se mais lenta devido à sobrevivência de células mais resistentes.

05-01-2015

Taxa de morte microbiana
Taxa de morte microbiana

Morte microbiana

Exige um certo tempo de

exposição ao agente microbicida

Células jovens e

metabolicamente mais ativas morrem primeiro, enquanto células mais velhas e menos ativas são mais resistentes

jovens e metabolicamente mais ativas morrem primeiro, enquanto células mais velhas e menos ativas são mais
Taxa de morte microbiana
Taxa de morte microbiana

Morte microbiana

Eventualmente, atinge-se um ponto em que a sobrevivência de qualquer célula se torna altamente improvável, esse ponto é equivalente à esterilização.

em que a sobrevivência de qualquer célula se torna altamente improvável, esse ponto é equivalente à

05-01-2015

Taxa de morte microbiana
Taxa de morte microbiana
   

n.º células

Tempo (min)

Mortes/min

viáveis

0

0

1 000 000

1

900 000

100 000

2

90 000

10 000

3

9 000

1 000

4

900

100

5

90

10

6

9

1

Taxa de Morte é normalmente constante (A cada 1 min. 90 % da população morre)

Taxa de morte microbiana
Taxa de morte microbiana

Taxa de Morte é normalmente constante (A cada 1 min. 90 % da população morre)

05-01-2015

Condições que influenciam a ação antimicrobiana
Condições que influenciam a
ação antimicrobiana

1.Tamanho da população 2.Natureza da população 3.Concentração dos agentes 4.Tempo de exposição

5.Temperatura

6.Condições ambientais

Condições que influenciam a ação antimicrobiana
Condições que influenciam a
ação antimicrobiana

1.Tamanho da população

Quanto > a população microbiana > o tempo de tratamento

a ação antimicrobiana 1. Tamanho da população Quanto > a população microbiana > o tempo de
a ação antimicrobiana 1. Tamanho da população Quanto > a população microbiana > o tempo de

05-01-2015

Condições que influenciam a ação antimicrobiana
Condições que influenciam a
ação antimicrobiana

2. Natureza da população

- Presença de endosporos (+ resistentes)

- Diferentes estágios de

crescimento: células jovens

mais suscetíveis (do que as na fase estacionária)

- Presença de

Mycobacterium (mais resistentes)

células jovens mais suscetíveis (do que as na fase estacionária) - Presença de Mycobacterium (mais resistentes)
Condições que influenciam a ação antimicrobiana
Condições que influenciam a
ação antimicrobiana
Condições que influenciam a ação antimicrobiana 3. Concentração dos agentes Quanto + concentrado o agente >

3. Concentração dos agentes

Quanto + concentrado o agente > a sua eficiência

Exceção: álcool etílico

Escherichia coli foi exposta a várias concentrações de fenol a 35°C.
Escherichia coli foi exposta a
várias concentrações de
fenol a 35°C.

05-01-2015

Condições que influenciam a ação antimicrobiana
Condições que influenciam a
ação antimicrobiana

4. Tempo de exposição

OMS:

Tempo mínimo de exposição = 30 min.

(probabilidade de haver sobreviventes de 1 em 106 indivíduos)

Condições que influenciam a ação antimicrobiana
Condições que influenciam a
ação antimicrobiana

5. Temperatura

- Temperaturas

+ altas: mais eficiência no tratamento

- 1ºC aumenta 10x a eficiência (potencializa o controlo e, em conjunto com o agente pode diminuir-se a concentração deste)

Escherichia coli foi exposta ao fenol numa concentração de 4,62 g/L em temperatura de30 a
Escherichia coli foi exposta
ao fenol numa concentração
de 4,62 g/L em temperatura
de30 a 42°C.

05-01-2015

Condições que influenciam a ação antimicrobiana
Condições que influenciam a
ação antimicrobiana

6. Condições ambientais

- Presença de material orgânico: inibe a ação dos

antimicrobianos químicos

- pH do meio e calor: ácido (potencializa o resultado)