Вы находитесь на странице: 1из 3
Univ. da Integração Internaciona l da Lusofonia Afro-Brasileira Instituto de Engenharias e Desenvolvimento

Univ. da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira Instituto de Engenharias e Desenvolvimento Sustentável Engenharia de Energias Disciplina: Lab. de Conversão Energética Professor: Raphael Amaral

PRÁTICA Nº 01 - CARACTERÍSTICA DA INDUTÂNCIA

Objetivos:

Apresentar as características básicas de um indutor;

Realizar a montagem básica de uma indutância e calcular seu valor a partir das suas características geométricas.

Observar o comportamento de uma indutância quando submetida a variações de tensão e corrente;

Questão 1:

Em um circuito magnético, composto de material magnético de permeabilidade constante ou que inclua um entreferro dominante, a relação entre ϕ e i será linear e definida como indutância L. Este componente pode ser obtido a partir da expressão abaixo:

L

N

2

N

2

o

A

g

g

1. Utilizando um paquímetro, meça a área da perna central do núcleo de ferrite NEE 42/21/20 da Thornton e o material utilizado como entreferro.

2. Com o condutor de cobre fornecido, monte um indutor com 2, 5 e 10 espiras e meça as respectivas indutâncias. Compare os resultados experimentais com os teóricos.

Questão 2:

Sabe-se que em um elemento com característica indutiva, a variação de corrente induz uma tensão sobre o próprio dispositivo, de acordo com:

v

di

L dt

Na figura abaixo é apresentado um circuito composto por uma fonte de tensão V, uma indutância L e uma chave eletrônica S. O funcionamento do circuito consiste, basicamente, em ligar e desligar periodicamente S para garantir um carregamento magnético ou armazenamento de energia no indutor. De acordo com a expressão anterior, o ligamento da chave fará com que o indutor apresente uma tensão igual a da fonte, enquanto que a corrente variará no tempo de forma linear.

Figura 1 – Circuito de chaveamento de uma indutância.
Figura 1 – Circuito de chaveamento de uma indutância.

1.

Considere o circuito de comando da chave eletrônica mostrado na figura 1 (placa experimental do circuito integrado 3525). Identifique o resistor de ajuste do ciclo de trabalho (Rx) da chave, que deve ser incialmente igual a 3,9 k.

CIRCUITO DE COMANDO

FONTE AUXILIAR (18 a 30 V) _ + _ PLACA EXPERIMENTAL + CI 3525 10k
FONTE
AUXILIAR
(18 a 30 V)
_
+
_
PLACA EXPERIMENTAL
+
CI 3525
10k
SG3525
Rx
1 16
+15
FONTE DE
D1
2 15
POTÊNCIA
+Vc
L1
Vp
3 14
2R2
1.000uF
25 V
4 13
+
5 12
D
220
nF
_
22R
100
V
G
6 11
IRF740
10n
10k
R1
S
7 10
8 9

Figura 2 – Circuito de teste.

2. Faça a conexão dos componentes do circuito de potência (equivalente ao da Figura 1), mas não conecte ainda o conjunto formado pelo diodo D1 e resistor de 2,2 .

3. Ajuste a FONTE AUXILIAR (fonte de comando) em 20 V e teste o circuito de comando, verificando o sinal no gate G do MOSFET. Desenergize o circuito de comando. Anote a frequência e a largura do pulso do ciclo de trabalho da chave.

4. Ajuste a FONTE PRINCIPAL (fonte do estágio de potência - Vp) em 3 V e energize o circuito de comando. Observe a forma de onda entre os terminais Dreno D e Source S do MOSFET. Com apenas 3 V, qual o valor de pico da tensão gerada pelo

Justifique o comportamento da forma de

tensão obtida. Anote também a corrente apresentada no display da fonte de potência Vp.

indutor ? Vpk =

ATENÇÃO: Não toque em nenhuma parte do circuito de potência, pois neste experimento pode surgir tensão elevada. Lembre-se: a carcaça do MOSFET está conectada ao terminal de dreno.

5. Mude a configuração do resistor de ciclo de trabalho para: Rx = 10 ke refaça os passos 2, 3 e 4. A partir do conceito de energia total em uma indutância, justifique as diferenças entre os valores de pico da tensão gerada pelo indutor para cada um dos casos de configuração de Rx.

6. Conecte um diodo (D1) UF4007 em série com um resistor de 2,2 , conforme indicado na figura 1. Observe e registre a forma de onda de tensão sobre o indutor.

RELATÓRIO – questões adicionais

1. Quais possíveis fatores alteraram o valor da indutância experimental quando comparada com o valor teórico?

3.

Justifique os picos de tensão obtidos nos itens 4 e 5 do experimento da questão 2. Quais possíveis fatores limitam o pico de tensão gerados pelo indutor ?

4. Comente detalhadamente as formas de onda do experimento e explique como o diodo D1 contribui para a alteração da tensão de pico no indutor.