Вы находитесь на странице: 1из 43

Administração da

Produção II Aula 1

Administração da Produção II Aula 1 1
Administração da Produção II Aula 1 1
Administração da Produção II O que é Capacidade? Mencionado isoladamente, esta associado à idéia de

Administração da Produção II

O que é Capacidade?

Mencionado isoladamente, esta associado à idéia de compe- tência, volume máximo ou quantidade máxima de alguma coisa.

tência, volume máximo ou quantidade máxima de alguma coisa . Capacidade de 300 litros. Capacidade de

Capacidade de 300 litros.

tência, volume máximo ou quantidade máxima de alguma coisa . Capacidade de 300 litros. Capacidade de

Capacidade de 400 lugares.

Administração da Produção II O termo capacidade, considerou o volume ou a quantidade máxima em

Administração da Produção II

O termo capacidade, considerou o volume ou a quantidade

máxima em condições fixas destes ativos ou instalações.

Embora estas medidas possam ser úteis, e frequentemente utilizadas pelos gestores de produção, é necessário também se conhecer a capacidade sob seu aspecto dinâmico.

Administração da Produção II Como? 4

Administração da Produção II

Como?

Administração da Produção II Como? 4
Administração da Produção II Adicionando a dimensão tempo a esta medida. Cinema Capacidade para 1.200

Administração da Produção II

Administração da Produção II Adicionando a dimensão tempo a esta medida. Cinema Capacidade para 1.200 espectadores

Adicionando a dimensão tempo a esta medida.

Cinema

Capacidade para 1.200 espectadores por dia de 8 horas

Sala de aula

80 alunos por dia em dois turnos

Cinema Capacidade para 1.200 espectadores por dia de 8 horas Sala de aula 80 alunos por
Administração da Produção II Atenção: As informações a respeito da capacidade são de fundamental importância.

Administração da Produção II

Administração da Produção II Atenção: As informações a respeito da capacidade são de fundamental importância.

Atenção:

As informações a respeito da capacidade são de fundamental

importância. São informações imprescindíveis para todos os níveis da organização: estratégico, tático e operacional.

Administração da Produção II O que significa Capacidade de Produção? O maior nível de produção

Administração da Produção II

O que significa Capacidade de Produção?

O maior nível de produção que uma empresa pode manter dentro da estrutura de uma programação de trabalho realista, levando em conta um período de inatividade normal e supondo uma disponibilidade suficiente de entradas para operar a maquinaria e o equipamento existente.

Administração da Produção II O ponto é a quantidade máxima que pode ser produzida por

Administração da Produção II

O ponto é a quantidade máxima que pode ser produzida por

unidade produtiva (que pode ser a empresa toda ou uma única máquina ou funcionário) em um intervalo de tempo fixo.

Administração da Produção II ORGANIZAÇÃO CAPACIDADE CAPACIDADE DE ESTÁTICA PRODUÇÃO Faculdade

Administração da Produção II

ORGANIZAÇÃO

CAPACIDADE

CAPACIDADE DE

ESTÁTICA

PRODUÇÃO

Faculdade

Quantidade de salas, carteiras, enfim, número de

Quantidade de alunos for- mados por ano.

vagas disponíveis.

Supermercado

Área de vendas em m 2

Faturamento mensal por m 2

Fábrica de fogões

Número de homens e de máquinas.

Fogões produzidos por mês.

Fazenda

Área cultivada.

Toneladas de grãos por as- fra.

Administração da Produção II O conceito de capacidade deve ser estratificado em outras definições mais

Administração da Produção II

O conceito de capacidade deve ser estratificado em outras definições mais específicas e de maior grau de utilidade para seu planejamento.

A denominação utilizada para cada tipo de capacidade definida pode variar de autor para autor, ou de organização para organização. Porém, o significado do conteúdo,

independente da terminologia, permanece comum.

Administração da Produção II A capacidade refere-se frequentemente a um limite superior da quantidade produzida

Administração da Produção II

A capacidade refere-se frequentemente a um limite superior da quantidade produzida por unidade de tempo. Duas definições de capacidade máxima são importantes:

Capacidade de projeto (ou capacidade pico)

capacidade efetiva.

Administração da Produção II Capacidade Instalada É a capacidade máxima que uma unidade produtora pode

Administração da Produção II

Capacidade Instalada

É a capacidade máxima que uma unidade produtora pode produzir se trabalhar ininterruptamente, sem que seja consi- derada nenhuma perda.

ininterruptamente, sem que seja consi- derada nenhuma perda. É a produção que poderia ser obtida em

É a produção que poderia ser obtida em

uma unidade fabril trabalhando 24 horas por dia, todos os dias da semana e todos os dias do mês, sem necessidade de

parada, de manutenções, sem perdas por dificuldades de programação, falta de material ou outros motivos que são

comuns em uma unidade produtiva.

Administração da Produção II Exemplo: Uma empresa do ramo alimentício tem capacidade de produzir, em

Administração da Produção II

Exemplo:

Uma empresa do ramo alimentício tem capacidade de produzir, em um forno contínuo, duas toneladas de biscoitos por hora. Qual é a capacidade mensal instalada desta

empresa?

Dados:

1.

Dias no mês = 30 dias

2.

Horas por dia = 24 horas

3.

Capacidade de produção = 2 toneladas

Administração da Produção II Exemplo: Resposta: Capacidade instalada = 30 dias x 24 horas x

Administração da Produção II

Exemplo:

Resposta: Capacidade instalada = 30 dias x 24 horas x 2 ton- eladas por hora = 1.440 toneladas de biscoitos por mês.

Neste caso, a unidade de medida da capacidade pode ser em tempo (horas de forno disponíveis) ou em quantidade (tone- ladas de biscoito produzidas).

Administração da Produção II Capacidade Disponível (ou de projeto) É a quantidade máxima que uma

Administração da Produção II

Capacidade Disponível (ou de projeto)

É a quantidade máxima que uma unidade produtiva pode produzir durante a jornada de trabalho disponível, sem levar

em consideração qualquer tipo de perda.

Observação: A capacidade disponível, via de regra, é con-

siderada em função da jornada de trabalho que a empresa

adota.

Administração da Produção II Exemplo: O fabricante de biscoitos do exemplo anterior, com 720 horas

Administração da Produção II

Exemplo:

O fabricante de biscoitos do exemplo anterior, com 720 horas mensais de capacidade instalada, pode trabalhar:

a) Um turno: um turno diário, com oito horas de duração, cinco

dias por semana.

CD = 8 x 5 x 4 = 160 horas mensais

Administração da Produção II b) Dois turnos: dois turnos diários, com oito horas de duração

Administração da Produção II

b) Dois turnos: dois turnos diários, com oito horas de duração

cada um, cinco dias por semana.

CD = 2 x (8 x 5 x 4) = 320 horas mensais

c) Três turnos: três turnos diários, com oito horas de duração cada um, cinco dias por semana.

CD = 3 x (8 x 5 x 4) = 480 horas mensais

Administração da Produção II d) Quatro turnos: três turnos diários, com oito horas de dura-

Administração da Produção II

d) Quatro turnos: três turnos diários, com oito horas de dura-

ção cada um, sete dias por semana (há quatro equipes que se intercalam para garantir o funcionamento ininterrupto, respei-

tando o descanso semanal de todos os funcionários).

CD = 3 x (8 x 7 x 4) = 672 horas mensais

Você pode observar que o valor não atingiu 720 horas, pois

estamos considerando um mês composto por quatro semanas

o que representa 28 dias, por facilidade de cálculo.

Administração da Produção II d) Realização de horas-extras Qualquer hora trabalhada além da jornada normal

Administração da Produção II

d) Realização de horas-extras

Qualquer hora trabalhada além da jornada normal de tra- balho, considerada hora-extra é somada à capacidade disponível.

Administração da Produção II Pergunta : Como uma empresa pode aumentar a sua capaci- dade

Administração da Produção II

Pergunta: Como uma empresa pode aumentar a sua capaci-

dade disponível?

Aumento da capacidade instalada: consiste em au- mentar a quantidade de máquinas, em adquirir má-

quinas com maior capacidade de produção, enfim, na

expansão da planta industrial.

Desta forma, com a mesma jornada de trabalho, a empresa

pode produzir mais. O custo da mão-de-obra, em apenas um turno de trabalho, é menor, porém investimentos na planta

industrial representam custos fixos geralmente elevados;

Administração da Produção II Pergunta : Como uma empresa pode aumentar a sua capaci- dade

Administração da Produção II

Pergunta: Como uma empresa pode aumentar a sua capaci-

dade disponível?

Aumento de turnos de trabalho: O custo da mão-de- obra aumenta quando se aumentam os turnos de

trabalho em função da necessidade de pagamento de

“adicional noturno”, necessidade de transporte durante a madrugada para os funcionários, necessidade de

mão-de-obra indireta para supervisão dos turnos e

assim por diante. Porém, trata-se de um custo vari- ável.

Administração da Produção II Quando se opera próximo aos níveis máximos da capacidade disponível, a

Administração da Produção II

Quando se opera próximo aos níveis máximos da capacidade

disponível, a empresa corre sério risco de faturar mais, porém

com menores resultados ou até prejuízo.

Por que?

Porque os custos de produção aumentam. Não se trata apenas de custos de pagamento com horas-extras, adicional noturno e aumento do overhead, acumulam-se os custos da falta de produtividade e qualidade, em um fenômeno que é conhecido como “deseconomia de escala”.

Administração da Produção II Atenção: O aumento da capacidade instalada pela expansão do parque instalado

Administração da Produção II

Administração da Produção II Atenção: O aumento da capacidade instalada pela expansão do parque instalado é

Atenção:

O aumento da capacidade instalada pela expansão do parque

instalado é recomendado quando a demanda de mercado tende a continuar em crescimento e não haverá ociosidade deste investimento.

Administração da Produção II Atenção: O aumento de capacidade por meio da adoção de mais

Administração da Produção II

Administração da Produção II Atenção: O aumento de capacidade por meio da adoção de mais jornadas

Atenção:

O aumento de capacidade por meio da adoção de mais

jornadas de trabalho pode ser mais interessante quando os

investimentos em equipamentos forem elevados e não houver certeza do comportamento da demanda.

Administração da Produção II Capacidade Efetiva (ou de carga) Representa a capacidade disponível subtraindo-se as

Administração da Produção II

Capacidade Efetiva (ou de carga)

Representa a capacidade disponível subtraindo-se as perdas planejadas desta capacidade.

A capacidade efetiva não pode exceder a capacidade dispo-

nível, isto seria o mesmo que programar uma carga de má-

quina por um tempo superior ao disponível.

Administração da Produção II O que vem a ser Perda de Capacidade Planejada? São aquelas

Administração da Produção II

O que vem a ser Perda de Capacidade Planejada?

São aquelas perdas que se sabe de antemão que irão acon- tecer.

Necessidade de setups para alterações no mix de pro- dutos;

Manutenções preventivas periódicas;

Tempos perdidos em trocas de turnos;

Amostragens da qualidade, etc.

Administração da Produção II Perda de Capacidade não Planejada? São perdas que não se consegue

Administração da Produção II

Perda de Capacidade não Planejada?

São perdas que não se consegue antever.

Falta de matéria-prima;

Falta de energia elétrica;

Falta de funcionários;

Paradas para manutenção corretiva;

Investigações de problemas da qualidade, etc.

Administração da Produção II Capacidade Realizada É capacidade efetiva. obtida subtraindo-se as perdas não

Administração da Produção II

Capacidade Realizada

É

capacidade efetiva.

obtida

subtraindo-se

as

perdas

não

planejadas

da

Em outras palavras, é a capacidade que realmente aconteceu

em determinado período.

Administração da Produção II Vamos pensar Suponha que um fabricante de papel fotográfico tenha uma

Administração da Produção II

Vamos pensar

Suponha que um fabricante de papel fotográfico tenha uma linha de cobertura cuja capacidade de projeto seja 200 metros quadrados por minuto e a linha opera 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Capacidade Instalada (por hora)

Capacidade Instalada = 168 horas semanais

Administração da Produção II Capacidade Instalada (por m 2 ) Capacidade Instalada = 168 x

Administração da Produção II

Capacidade Instalada (por m 2 )

Capacidade Instalada = 168 x 200 x 60 = 2.016.000 m 2 por semana.

Durante essa semana, o volume de produção real foi somente

582.000 metros quadrados. A Produção perdida planejada

totaliza 59 horas e a Produção perdida não planejada totaliza 58 horas.

Administração da Produção II Capacidade Instalada = Capacidade Disponível 168 h. Perdas Planejadas 59 h.

Administração da Produção II

Capacidade

Instalada

=

Capacidade

Disponível

168 h.

Perdas Planejadas

59 h.

Capacidade

Efetiva

109 h.

Perdas não

Planejadas

58 h.

Capacidade Real

51 h.

Administração da Produção II Grau de Disponibilidade É um índice que indica, em forma percentual,

Administração da Produção II

Grau de Disponibilidade

É um índice que indica, em forma percentual, quanto uma unidade produtiva está disponível.

Ela é formada através dos valores da capacidade instalada e

da capacidade disponível.

Grau de Disponibilidade

capacidade disponível

capacidade instalada

Administração da Produção II Grau de utilização Representa, em forma percentual, quanto uma unidade produ-

Administração da Produção II

Grau de utilização

Representa, em forma percentual, quanto uma unidade produ- tiva está utilizando sua capacidade disponível.

Ela é formada através dos valores da capacidade disponível e

da capacidade efetiva.

Grau de utilização

capacidade efetiva

capacidade disponível

Administração da Produção II Índice de Eficiência A capacidade realizada, quando comparada à capacidade efetiva,

Administração da Produção II

Índice de Eficiência

A capacidade realizada, quando comparada à capacidade efetiva, fornece a porcentagem de eficiência da unidade produtora em realizar o trabalho programado.

Índice de Eficiência

capacidade realizada

capacidade efetiva

Administração da Produção II Capacidade Instalada = Capacidade Disponível 168 h. Perdas Planejadas 59 h.

Administração da Produção II

Capacidade

Instalada

=

Capacidade

Disponível

168 h.

Perdas Planejadas

59 h.

Capacidade

Efetiva

109 h.

Perdas não

Planejadas

58 h.

Capacidade Real

51 h.

h. Perdas não Planejadas 58 h. Capacidade Real 51 h. GD = CD / CI GD
h. Perdas não Planejadas 58 h. Capacidade Real 51 h. GD = CD / CI GD
h. Perdas não Planejadas 58 h. Capacidade Real 51 h. GD = CD / CI GD

GD = CD / CI

GD = 168 / 168

GD = 100%

GU = CE / CD

GU = 109 / 168

GD = 64,88%

E = CR / CE

E = 51 / 109

E = 46,79%

Administração da Produção II Exercício Tingimento de uma tecelagem, entregue aos alunos em sala de

Administração da Produção II

Exercício

Tingimento de uma tecelagem, entregue aos alunos em sala de aula.

Administração da Produção II Registros de produção do setor de tingimento.   Ocorrência Tempo Perdas

Administração da Produção II

Registros de produção do setor de tingimento.

 

Ocorrência

Tempo

Perdas

Parado

1

Mudança de cor (setup)

4,5 horas

Planejada

2

Amostragens da qualidade

3,0 horas

Planejada

3

Falta de pessoal

4,0 horas

Não Planejada

4

Tempos de troca de turnos

0,83 horas

Planejada

5

Falta de tecido

2,0 horas

Não Planejada

6

Manutenção preventiva regular

4,0 horas

Planejada

7

Nenhum trabalho programado

2,0 horas

Planejada

8

Investigações de falha de qualidade

0,66 horas

Não Planejada

9

Acidente de trabalho

0,42 horas

Não Planejada

10

Falta de energia elétrica

2,15 horas

Não Planejada

Administração da Produção II Capacidade Instalada Capacidade instalada = 7 dias por semana x 24

Administração da Produção II

Capacidade Instalada

Capacidade instalada = 7 dias por semana x 24 horas por dia Capacidade instalada = 168 horas por semana

ou

Capacidade instalada = 168 x 300 quilos Capacidade instalada = 50.400 quilos de tecido por semana.

Administração da Produção II Capacidade Disponível Capacidade disponível = 16 horas por dia x 5

Administração da Produção II

Capacidade Disponível

Capacidade disponível = 16 horas por dia x 5 dias por semana Capacidade disponível = 80 horas por semana

ou

Capacidade disponível = 80 x 300 quilos Capacidade disponível = 24.000 quilos de tecido por semana.

Administração da Produção II Capacidade Efetiva Capacidade Efetiva = 80 horas -14,33 horas Capacidade Efetiva

Administração da Produção II

Capacidade Efetiva

Capacidade Efetiva = 80 horas -14,33 horas Capacidade Efetiva = 65,67 horas

ou

Capacidade Efetiva = 65,67 horas x 300 quilos Capacidade Efetiva = 19.700 quilos de tecido por semana.

Administração da Produção II Capacidade Realizada Capacidade Realizada = 65,67 horas – 9,23 horas Capacidade

Administração da Produção II

Capacidade Realizada

Capacidade Realizada = 65,67 horas 9,23 horas Capacidade Realizada = 56,44 horas

ou

Capacidade Realizada = 56,44 horas x 300 quilos Capacidade Realizada = 16.932 quilos de tecido por semana.

Administração da Produção II Grau de Disponibilidade Grau de disponibilidade = Cap. Disponível / Cap.

Administração da Produção II

Grau de Disponibilidade

Grau de disponibilidade = Cap. Disponível / Cap. Instalada Grau de disponibilidade = 24.000 / 50.400 = 46,62%

Grau de utilização

Grau de utilização = Cap. Efetiva / Cap. Disponível Grau de utilização = 19.700 /24.000 = 82,08%

Administração da Produção II Índice de Eficiência Índice de eficiência = Cap. realizada / Cap.

Administração da Produção II

Índice de Eficiência

Índice de eficiência = Cap. realizada / Cap. Efetiva Índice de eficiência = 16.932 / 19.700 = 85,95%