Вы находитесь на странице: 1из 1

10 | 25 de Fevereiro de 2010

Porto de Albufeira apresenta

olhão sérios problemas pág. 12

Campeonato de Leitura atinge fase final


Biblioteca Municipal acolhe iniciativa
joão evaristo
A fase final do Campeonato por Filomena Branco, inter- jectivos são a promoção dos
de Leitura das Bibliotecas do locutora da Rede de Bibliote- hábitos de leitura, a motiva-
Agrupamento de Escolas Pro- cas Escolares na Direcção Re- ção dos alunos para a quali-
fessor Paula Nogueira - Olhão gional de Educação do dade na leitura e a valoriza-
(AEPPN) tem lugar na próxima Algarve, António Pina, verea- ção dos bons leitores. Neste
terça-feira, 2 de Março, pelas dor da Educação, Cultura e momento especial de cele-
11 horas, na Biblioteca Muni- Desporto da autarquia olha- bração da leitura, os profes-
cipal da cidade de Olhão. Inse- nense, Isabel Dias, responsá- sores realçam que as competên-
rida na Semana da Leitura, vel do Curso de Pós-gradua- cias leitoras são a base de um
promovida pelo Plano Nacio- ção em Promoção e Mediação bom desempenho curricular.
nal de Leitura, esta actividade da Leitura da Universidade do As Bibliotecas Paula No-
é uma organização das biblio- Algarve, Ana Cristina Olivei- gueira (AEPPN) convidam
tecas do agrupamento escolar ra, directora do Curso Profis- todos os interessados a as-
e conta com alunos selecciona- sional de Artes do Espectáculo sistir ao evento que contará
dos de entre três escalões - da Escola Secundária Pinheiro ainda com a apresentação
3º/4º; 5º/6º e 6º/7º/8º anos de e Rosa, e Henrique Freire, di- de leituras e canções por
escolaridade - ao longo das rector do POSTAL. Paulo Moreira, director do
várias fases do campeonato. Curso Profissional de Artes
Os alunos finalistas foram Os objectivos Segundo João do Espectáculo da Escola
seleccionados através da rea- A promoção dos hábitos de leitura é o grande objectivo Evaristo e Teresa Pedro, pro- Secundária de Albufeira e
lização de duas provas, “Leitu- fessores bibliotecários do encenador, e Afonso Dias,
ra Expressiva” de um texto li- conhecido e estudado e “Lei- cia do Postal do Algarve. Este lizado na final do campeona- AEPPN e responsáveis pela cantor e actor, que colabo-
terário previamente tura Sem Erros” de uma notí- formato de provas será o uti- to, perante um júri composto iniciativa, os principais ob- ram na iniciativa.

Sociedade Recreativa Olhanense

APOS promove conferências sobre personalidades olhanenses


+ info
A Associação de Valorização
do Património Cultural e Am-
biental de Olhão (APOS), vai
Raul Veríssimo: o combatente esquecido!
continuar a promover, ao longo Raul Martins Veríssimo nas- período desgastante para a horas da noite, bateram à por- encontrar-se com um amigo respectivos artigos. Também
dos próximos meses, o ciclo de ceu em Lisboa a 21 de Outu- sua saúde, que foi o serviço ta. Era a polícia política, pre- que o recolheu até que, dias os seus colegas e colaborado-
conferências sobre personalida- bro de 1919 e faleceu em Faro militar, fixou-se em Estoi du- tendendo disfarçar-se com o depois, seguiu para Messines res o admiravam, tanto pelo
des naturais de Olhão ou que ali a 13 de Março de 2003. rante o tempo necessário para nome de Epifânio (amigo do de Baixo, onde viveu várias seu trabalho como pelo rela-
se vieram a estabelecer e de al- Veio para o Algarve com a fa- a recuperação da sua vida nor- Raul), para poder entrar. Mas, semanas escondido no sobra- cionamento afectuoso e hu-
guma forma ganharam desta- mília, fixando-se em Olhão, mal. Durante este período de quando a porta de casa foi do de um palheiro de pessoa mano, merecedor da estima
que na vida local. com muito tenra idade. Rece- descanso, continuou estudan- aberta e os pides entraram, já sua familiar. que tinham por ele.
As conferências, que contam beu a instrução primária nes- do as matérias de interesse o Veríssimo tinha desapareci- Procurou e conseguiu empre- Durante toda a sua participa-
com o apoio do POSTAL, vão ta terra e frequentou o Liceu académico e cultural, princi- do, fugindo pelas escadas tra- go precisamente na Compa- ção nas lutas políticas pela
decorrer na Sociedade Recreati- de Faro, tendo completado os palmente matemática, portu- seiras do prédio que condu- nhia de Diamantes de Angola, emancipação social e cultural
va Olhanense, sempre a partir estudos secundários, recor- guês e filosofia, tendo-se tor- ziam à açoteia, de onde ele se onde desempenhou um im- do povo português, sempre o
das 15 horas. rendo na última fase da fre- nado um exímio professor, atirou, escorregando junto à portante cargo, junto da pró- Raul Veríssimo continuou
No próximo sábado terá lu- quência, ao ensino livre, can- apesar de não ter formalizado parede, para a rua oposta à pria Administração, dirigindo lendo e escrevendo sobre lite-
gar a conferência dedicada a didatando-se a exames qualquer licenciatura. entrada da casa, onde a polí- a existência de uma Revista ratura e arte, principalmente
Raul Veríssimo, o combatente oficiais, por ter repartido o Cidadão generoso e dedicado, cia continuava a procurá-lo, Científica e Cultural de pro- poesia, que nem sempre ou
esquecido, proferida por Ma- seu tempo entre os estudos e envolveu-se na luta de grande com a família em alvoroço, jecção internacional, nos do- nunca publicava (apenas em
nuel Madeira. o trabalho prestado no esta- parte do povo português pela não tanto talvez como o dos mínios de Antropologia, Bio- revistas e jornais clandesti-
As conferências representam belecimento de venda de ta- Democracia, tendo sido preso facínoras que vasculhavam logia, Ciências Naturais, nos), para evitar os cortes e as
já um incontornável momento bacos, que o seu pai dirigia. e perseguido pela Pide. Tor- tudo, em vão! Etnografia e Sociologia. Nesta proibições da Censura e as
cultural da cidade cubista e têm Todo o seu aproveitamento nou-se o mais influente diri- Entretanto o Raul, toscamente actividade, e durante todo o perseguições políticas a que a
registado uma crescente ade- escolar foi exemplar. Por mo- gente do MUD juvenil na or- vestido, escapara-se pelas ruas tempo em que permaneceu Pide não dava tréguas; no en-
são por parte da população tivos económicos e de saúde ganização das Jornadas de silenciosas da noite morta e na «Diamang», o Raul recebeu tanto, conseguiu entre 1951 e
olhanense e de pessoas interes- não frequentou a Universida- Belamandil e, posteriormen- foi bater à porta do Chalé da merecidamente os maiores 1974 iludir a vigilância da Po-
sdas na vida e percurso dos de, tendo prestado o serviço te, um influente dirigente família Luís Saias, depois das encómios da Administração, lícia Política.
homenageados. militar em Évora; terminado clandestino do Partido Comu- «quatro estradas», a caminho dos próprios colaboradores
Os olhanenses vêem assim o tempo mínimo de tropa, nista no Algarve. de Pechão. Foi recebido com da Revista, alguns, cientistas António Paula Brito
recordada a sua história e reavi- regressou a casa de seus pais, Decorria o ano de 1951, quan- afecto e medo e, no dia se- de outros países, dos quais ele (APOS)
vada a sua memória colectiva. mas, para se refazer de um do, estando em casa, a altas guinte de manhã, saiu e foi traduzia para português os Fonte: Página Web da APOS

Похожие интересы