Вы находитесь на странице: 1из 16

22

DELÍCIAS PRONTAS
Lata e vinho: harmonia
perfeita de sabores e aromas

Págs. 04 e 05

ENTREVISTA
Carlos Alberto Augusto, da
Metalic, fala sobre o aço no
segmento de bebidas
Págs. 2 e 3

FOOD SERVICE
Mercado em expansão
tem a embalagem de
aço como aliada

Págs. 12 e 13
Aço cresce 16% no setor
de bebidas em 2008
Foto: Sérgio Zacchi

Carlos Alberto Augusto, da Cia. Metalic Nordeste, fala sobre o crescimento


Thaís Fagury, Gerente Executiva da lata de aço para bebidas em 2008 e as boas perspectivas para 2009
Editorial
O mercado de alimentos prontos vem
aumentando e o número de famílias pe-
quenas e de solteiros já soma 74 milhões
de habitantes no Brasil, segundo estudo
do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia
e Estatística). De olho nessa demanda,
empresas do segmento ampliam a varie-
dade de produtos e os alimentos prontos
em lata conquistam consumidores que
não têm tempo a perder e que exigem
qualidade da refeição.

O mercado de Food Service, que engloba


toda a alimentação realizada fora do lar
e a compra de produtos prontos, como

Foto: Divulgação
os enlatados, também cresceu. A indús-
tria fabricante desse tipo de alimentos
registrou aumento de mais de 100% en-
tre 2000 e 2006 segundo último dado da
Abrasel (Associação Brasileira de Bares e
Carlos Alberto, da Metalic: "em 2007, o índice de reciclagem foi de 81,5% de latas coletadas versus latas vendidas"
Restaurantes). Veja em matéria nas pági-
nas 12 e 13 a opinião de empresas do se- O mercado de sucos e bebidas vive um ABEAÇO NOTÍCIAS: Qual a projeção
tor sobre as vantagens da lata de aço. momento de expectativa positiva. Se- para 2009 no mercado de sucos e be-
gundo a Associação Brasileira das In- bidas em latas de aço?
Em entrevista nas páginas 2 e 3, Carlos dústrias de Refrigerantes e de Bebidas
Alberto Augusto, da Cia. Metalic do Nor- CARLOS AUGUSTO: A Cia. Metalic Nor-
Não Alcóolicas (Abir), a produção de deste vende latas de aço para bebidas
deste, fala sobre o setor de bebidas e da refrigerantes no Brasil chegou a 14,1
importância de conscientizar o maior nú- principalmente na região Nordeste e
bilhões de litros em 2008, 4,04% acima por este motivo está mais voltada para
mero de pessoas sobre a reciclagem e a do registrado em 2007. No segmento
preservação do meio ambiente. os mercados de refrigerante e cerveja,
de sucos, o crescimento é ainda maior, uma vez que os envasadores da região
representando 11,38%, comparado ao
Boa Leitura! trabalham mais com essas bebidas. Os
ano anterior. Atualmente, de toda a
fabricantes de sucos que têm linha de
produção de bebidas no país, 6% do
montante é distribuído em latas de latas estão, em sua maioria, localizados
aço de duas peças. A maior participa- no Sudeste. De qualquer maneira, exis-
Informativo da Associação Brasileira da ção da embalagem está no Nordeste, tem estudos de viabilidade por parte
Embalagem de Aço - ABEAÇO com 41%, segundo dados da empre- dos fabricantes regionais para colocar
Alameda Vicente Pinzon, 144 - cj. 61 sa Metalic. linhas de latas ainda em 2009.
Vila Olímpia - 04547-130 - São Paulo - SP
Fone: (11) 3842-9512 / Fax: (11) 3849-0392 Em entrevista à Abeaço Notícias, Carlos AN: Houve aumento em volume de ven-
Editor: Claudia Reis (MTB 15693) das e em participação no mercado como
Alberto Augusto, diretor-presidente da
Colaboradores: Carolina Fogaça, Débora um todo durante este último verão?
Bassanezi, Danielle Brito e Renata Chiurciu
Cia. Metalic Nordeste, fala sobre o cres-
cimento e as vantagens da embalagem CA: Na Metalic a demanda pela embala-
Foto da Capa: Sérgio Zacchi
Arte e Diagramação: QBTT Comunicação de aço no segmento de bebidas e da gem de aço em 2008 foi bastante forte,
Coordenação: Thaís Fagury (gerente-executiva) importância de conscientizar o maior com crescimento de 16% em relação ao
Produção: Press à Porter Gestão de Imagem número de pessoas sobre a reciclagem ano anterior, possibilitando atingirmos
Fotolitos e Impressão: Gráfica São Francisco e a preservação do meio ambiente. os recordes de vendas mensal e anual. E

2
isso com certeza nos fez ganhar alguns comprovado que ela é 100% reciclá- coletada com o volume de venda reali-
pontos de market share no Nordeste, já vel e degradável? zado mês a mês. É importante ressaltar
que o mercado não cresceu na mesma CA: Cremos que sim, e estamos ano a que existe um tempo de defasagem de
proporção. ano conquistando mais espaço no mer- quatro meses, período que contempla
cado de bebidas. Em 2009 lançaremos o tempo entre a venda para o cliente
AN: Quais as vantagens que a embala- a lata de 250 ml, atualmente fabricada (envasador) e a entrega da lata já suca-
gem de aço no envase de bebidas ofere- apenas em alumínio, que aumentará teada na siderúrgica. Ainda não temos
ce em comparação às latas de alumínio? nosso portfólio e trará um incremento fechado o índice referente ao ano de
CA: Primeiramente, destacamos que no volume de venda de latas de pelo 2008, mas em 2007 o índice de recicla-
ambas são embalagens que trazem menos 10%. gem foi de 81,5% de latas coletadas ver-
ganhos significativos para os clientes, sus latas vendidas.
por comunicarem-se muito bem com
o consumidor em relação às outras Em 2009 lançaremos AN: De que forma a Metalic trabalha
embalagens. O que faz diferença, em para conscientizar a população do
alguns casos, são as particularidades de a lata de 250 ml, que Nordeste sobre a importância da par-
cada região. Como vantagens da lata de trará um incremento no ticipação no projeto Reciclaço?
aço destacamos a alta resistência, que volume de venda de latas CA: O Reciclaço atua em duas frentes.
possibilita o envase, manuseio, armaze- Uma aborda a questão financeira como
namento e distribuição em longas dis- de pelo menos 10% meio de fomentar a logística reversa,
tâncias, com perdas por avarias muito atuando junto aos catadores, sucatei-
inferiores às das latas de alumínio. Ou- ros, associações e cooperativas, para
tro ponto que as diferencia é a decora- AN: Qual foi o aumento do índice de que coletem e direcionem a sucata para
ção. O processo de fabricação de latas reciclagem em 2008 comparado a as siderúrgicas regionais. Nesta frente
de aço exige a utilização de uma base, 2007, com o trabalho do Reciclaço, não participamos com incentivo finan-
que pode ser branca ou incolor, fazen- programa de reciclagem criado pela ceiro, mas com infraestrutura de todos
do com que a impressão apresente uma Metalic para dar um destino às latas os eventos regionais realizados no Nor-
melhor percepção visual. de aço para bebidas pós-consumo? deste (ex.: Carnaval fora de época, São
CA: Anualmente passamos por audito- João, Carnaval, vaquejadas, feiras etc.).
AN: Com a atual busca pelo consumo ria independente da ERM do Brasil, uma A outra frente busca conscientizar a po-
consciente, você acredita em uma das maiores empresas de consultoria pulação sobre a necessidade de manter-
expansão da participação da lata de ambiental atuando no mercado brasi- mos o meio ambiente limpo, enfatizan-
aço neste segmento, uma vez que é leiro, que avalia a quantidade de sucata do que isso é responsabilidade de todos
e não de órgãos ou pessoas específicas.
Para isso, praticamos algumas ações em
parceria com clientes (ex.: Dia Mundial
de Limpeza de Praias e Rios, realizado
anualmente em todo o Nordeste) e tam-
bém com iniciativas exclusivas de atua-
ção junto a escolas públicas e privadas,
associações de moradores e prefeituras,
realizando palestras e divulgando nossa
proposta a partir de material didático.

AN: Fazendo um panorama do Recicla-


ço, quais os índices de reciclagem des-
de que foi criado o programa e quantas
pessoas foram beneficiadas, já que o
Reciclaço é também um projeto social?
CA: Em 2000, quando teve início o
programa, o índice de reciclagem era
de 27%. Em 2007 foi de 81,5%. Nosso
Foto: Divulgação

programa tem parcerias com 38 suca-


teiros e quatro associações/cooperati-
vas. Nesse universo temos aproxima-
damente 45 mil pessoas envolvidas
Ação do Reciclaço, programa de reciclagem da Metalic, no carnaval de Salvador, Bahia, em 2008 direta e indiretamente.

3
Casamento feliz entre a lata e a taça
A qualidade do alimento pronto enlatado permite uma combinação com os melhores
rótulos de vinhos, que resulta em perfeita harmonia de sabores e aromas

Os pratos prontos em lata conquis- sabor à mesa. Na opinião do enófilo


tam cada vez mais espaço nas gôndo- e gourmet Ennio Federico, a escolha
las dos supermercados para atender do vinho não deve distinguir se o ali-
consumidores que não têm tempo a Para os amantes de mento é enlatado ou preparado na
perder e exigem qualidade na hora da vinhos, a escolha de hora.
refeição. Para os amantes de vinhos, a
escolha de alimentos enlatados não alimentos enlatados não A lata, que antes era alvo de críticas
significa abrir mão dessa paixão: con- significa abrir mão dessa dos consumidores que desconheciam
ciliar os dois é possível e dá certo. paixão: conciliar os dois é o processo industrial, caiu no gosto do
público. Hoje já se sabe que os alimen-
Com inúmeras opções de comida
possível e dá certo tos em lata são cozidos dentro da pró-
pronta em lata, é possível preparar pria embalagem, em um processo que
pratos para todos os gostos, desde utiliza altas temperaturas para destruir
receitas do dia a dia até jantares re- os microorganismos nocivos à saúde,
quintados para os paladares mais exóticos. Para uma re- além de manter o conteúdo esterilizado durante toda a sua
feição completa, os alimentos prontos em lata podem ser vida útil, até o momento de abertura, garantindo segurança e
harmonizados com vinhos, garantindo requinte e mais qualidade do produto sem adição de conservantes químicos.
Foto: Sérgio Zacchi
O mercado de pratos prontos vem au- A profissão e a
mentando e isso se deve ao crescimen- vida de recém-ca-
to do número de famílias pequenas e sada da comissária
de solteiros, que já somam 74 milhões de bordo Juliana
de habitantes no país, segundo estu- Alves fazem com
do do IBGE (Instituto Brasileiro de Ge- que a gôndola dos
ografia e Estatística). Essa tendência alimentos pron-
se reflete nos dados do mercado de tos em lata seja a
pratos prontos, que cresce a um ritmo primeira parada
médio de 13,8% ao ano, segundo a no supermerca-
ABIA (Associação Brasileira das Indús- do. “Comodidade
trias da Alimentação). Para atender a

Foto: Divulgação
e qualidade são
essa demanda cada vez maior, as em- os itens que mais
presas do segmento ampliaram nos contam na esco-
últimos anos a variedade de produtos. lha desse tipo de Ennio Federico, enófilo e gourmet: " o segredo para uma associação correta é escolher o
A Bertin, por exemplo, após realizar prato. Como não vinho cujo peso (álcool) e sabor se equilibrem com o prato"
uma pesquisa de mercado para iden- tenho prática na cozinha e quero agra- Requinte à mesa
tificar hábitos de consumo, decidiu
dar meu marido, a escolha certa são ali- A harmonização entre vinho e comida
diversificar o mix de produtos prontos
mentos prontos. Prefiro aqueles em lata, consiste em fazer com que ambos se valo-
enlatados e hoje oferece as versões
porque assim posso estocar e empilhar e rizem mutuamente. O segredo para uma
carne em conserva, carne em conser-
nem preciso usar a geladeira”. Alimentos associação correta é escolher o vinho cujo
va com molho, almôndegas ao molho,
enlatados oferecem a embalagem mais peso (álcool) e sabor se equilibrem com
picadinho de carne ao molho e carne
resistente disponível no mercado hoje. o prato, ou seja, pratos leves combinam
moída ao molho.
Ela é segura, protege o alimento contra com vinhos leves (em geral pratos leves
a luz e contaminação, além de possuir têm alimentos claros e o vinho ideal é o
A Superbom aproveitou o crescimen-
uma película interna que mantém o ali- branco) e pratos pesados combinam com
to do mercado de alimentos prontos
mento intacto caso a lata seja amassada, vinhos tintos (pratos pesados em geral
enlatados e desenvolveu uma linha
destaca Thaís Fagury, engenheira de ali- são escuros e os vinhos tintos são ideais).
de produtos vegetarianos, a SoyGood,
mentos da Abeaço. No caso dos alimentos, é preciso saber
com opções de medalhão vegetaria-
que muitas vezes molhos, especiarias, er-
no ao molho madeira, almôndega ve- vas e recheios são os elementos de sabor
getariana ao sugo e molho bolonhesa Para a designer Izabel Gromik, a pratici-
predominante, que definem as caracterís-
vegetariano. São pratos prontos com dade do alimento em lata não impede
ticas finais do prato.
ingredientes de origem 100% vege- que ela prepare jantares para amigos
tal, elaborados com proteínas de soja sem ter que abrir mão de vinhos, uma
Para uma refeição sem surpresas, o
e com alto valor nutritivo. “A venda de suas paixões. “Esse tipo de alimento
aconselhável é escolher combinações
de alimentos prontos em lata repre- me ajuda muito na hora de preparar
já consagradas. Degustar o vinho e a
senta 30% do faturamento mensal da qualquer tipo de prato, seja no dia a dia, comida conjuntamente é essencial para
empresa. O perfil dos consumidores para a família, ou em um fim de sema- obter o resultado final. Agora que você
de nossos produtos são famílias vege- na, para ocasiões especiais. A grande já sabe dos benefícios e das vantagens
tarianas, solteiros e recém-casados”, vantagem é que a qualidade do prato dos alimentos prontos em lata, siga as
informa Cristina Ferreira, gerente in- pronto em lata me permite pensar em dicas do enófilo e gourmet Ennio Fede-
dustrial da Superbom. combinações com um bom vinho”. rico e bom apetite!

5
Foto: Divulgação

PRATOS VINHOS
O vinho madeira que vai à receita é doce e alcoólico. O álcool evapora no cozi-
mento, mas o doce fica. Para combinar deve ser escolhido um vinho tinto com
Medalhão ao molho madeira - (ideal servir com arroz bran-
mais de 13% de álcool, pois vinhos alcoólicos causam sensação de doçura e se
co, legumes ou purê de batatas) - Superbom
harmonizam com molhos adocicados. Vinhos tintos do Novo Mundo (Argenti-
na, Chile, Brasil etc.), normalmente são mais alcoólicos que vinhos europeus.
A melhor opção é um vinho com boa acidez, pois além de eliminar essa sensa-
Almôndega Vegetariana ao Sugo – (ideal servir com arroz
ção também atenua o sal e a gordura. Vinhos italianos tintos se caracterizam
branco, legumes ou purê de batatas) - Superbom
por maior acidez.
O rôti é um molho escuro, principalmente pelo uso do vinho tinto. Definitiva-
Carne fatiada ao molho rôti - (ideal servir com arroz bran-
mente um prato para vinho tinto de qualquer variedade de uva como Cabernet
co) - Swift
Sauvignon, Merlot, Malbec, Shiraz etc.
Embora seja um prato claro, é relativamente pesado conforme os temperos
Dobradinha com feijão branco e linguiça - (ideal servir com utilizados. Para harmonizar, o ideal é um vinho branco de corpo médio, de pre-
arroz branco) - Swift ferência com envelhecimento em madeira. A uva correta para o prato é a Char-
donnay e a melhor procedência para o vinho nessa condição é o Chile.
Um prato difícil, mas ainda assim pode conseguir uma boa parceria com vinhos
Feijoada à brasileira - carne bovina suína, linguiça calabre-
tânicos. Essa condição é encontrada em vinhos tintos muito jovens (a última
sa defumada, paio e feijão preto – (ideal servir com arroz
safra disponível) e baratos. As proteínas e gorduras das diversas carnes não dei-
branco, couve refogada e farofa) - Swift
xam os taninos se sobressaírem.
As massas são relativamente leves, mas ganham um pouco de consistência
com o molho de carne, ideal para um vinho rosé. Como esses vinhos são produ-
Penne à Bolonhesa - Swift
zidos com uvas tintas, continua prevalecendo a regra fundamental de “carnes
vermelhas com vinhos tintos”.
Strogonoff de carne à moda russa - carne bovina, creme Um prato clássico, pesado e com molho rico por causa do creme de leite. Cai na
de leite e um toque de conhaque - (ideal servir com arroz categoria que exige um vinho também com boa estrutura. A melhor recomen-
e batata palha) - Swift dação seria um tinto de uva Shiraz.
Cassoulet - (ideal servir com arroz branco e salada verde) O ideal é que seja combinado com Provence Tinto, Cote du Rhône, Cahors ou
- Casino Vacqueyras.
Picadinhos de carne ao molho (ideal servir com arroz bran- A sugestão é um vinho tinto e de preço modesto, mas desde que não seja de
co, legumes ou purê de batatas) - Bertin garrafão.

Agradecemos o Restaurante Cibelle Gastronomia (R. Peixoto Gomide, 1.532, tel.: 11-2538-3597) pelo espaço cedido para a realização da foto de capa.

6
A hora do lanchinho
O uso de alimentos em lata no preparo do lanche escolar pode ser uma solução
prática e saudável para os problemas dos pais modernos

Fazer um lanche diferente todos os dias para a criançada A nutricionista Isabela Pimentel, do HCor (Hospital do Co-
levar para a escola é o grande desafio que os pais enfren- ração), defende que os pescados em lata são uma boa op-
tam diariamente. A alimentação escolar é a que garante ção para o preparo de um lanche saudável. “É uma manei-
à criança energia e maior capacidade de ra de introduzir os pescados na alimentação infantil com
concentração e memória para o praticidade, principalmente para pais que trabalham fora
próximo período de aula. e, portanto, têm menos tempo de preparar ou fiscalizar o
Fot

lanche de seus filhos”, acrescenta.


o: S
érg

Deve ser simples, mas


io Z

nutritivo. É aí que en- Ela também indica o uso dos molhos de tomate em lata
acc
hi

tram a praticidade e a argumentando que um dos problemas de saúde pública


versatilidade do alimen- no Brasil é a falta de vitamina A nas crianças. “O tomate
to enlatado, que garante tem grande concentração de vitamina A e de licope-
a qualidade nutricional dos no, que tem propriedades anticancerígenas”, finaliza.
ingredientes e dispensa con- As propriedades do licopeno são acentu-
servantes químicos. adas nos atomatados enlatados por-
que o cozimento dentro da lata
A empresária Claudia Gomes, vedada rompe as moléculas da
dois filhos, costuma mandar fru- substância, tornando-a duas
tas frescas e sanduíches para o lanche vezes e meia mais acessível
da escola. “Preocupo-me muito com a ao organismo humano.
alimentação das crianças, e não gosta-
ria que elas comessem alimentos pobres. Assim, usar pescados,
Um dos recheios preferidos dos meus filhos molhos, milho e ervilha
é o de atum com milho, ambos enlatados”, expli- em lata para compor
ca Claudia, que utiliza pão integral, dá preferência ao um lanchinho é saudá-
atum light, sem óleo, e à versão orgânica (sem utiliza- vel e nutritivo, principal-
ção de agrotóxicos no cultivo) do milho enlatado, da mente se combinado com frutas,
marca Terrabella, da Brasfrigo. sucos naturais, cereais e derivados do leite.

Torta da garotada
Ingredientes Modo de preparo
• 4 ovos Bata, no liquidificador, os ovos, o leite, a farinha de trigo, o cre-
• 2 xícaras e meia (chá) de leite (500 ml) me de legumes, o atum e o fermento. Em um recipiente refra-
• 1 xícara e meia (chá) de farinha de trigo tário médio (20 x 30 cm) untado e
• 1 pacote de creme de legumes enfarinhado, coloque metade des-
• 1 lata de atum sólido sa mistura e espalhe os outros in-
• 1 colher (sopa) de fermento em pó gredientes. Cubra com o restante
• 1/2 lata de palmito picado (150g) da mistura e leve ao forno médio-
• 1 lata de ervilha alto (200ºC) por cerca de 40 minu-
• 1 tomate sem pele e sem semente picadinho tos. Sirva quente ou fria.
• 1 colher (sopa) de salsa picada Rendimento: dez porções
• 200 g de mussarela picada Fonte: Nestlé

Foto: Gregor Milharcic

7
Reciclagem começa na escola
Projeto Aprendendo com o Lataço leva a consciência da importância de
reciclar embalagens e proteger o planeta às crianças de Santo André

O projeto Aprendendo com o Lataço, que exis-


te desde setembro de 2007 e já atendeu 130
escolas e mais de 15 mil crianças, ganhou mais
um espaço para suas atividades de conscien-
tização sobre a importância da reciclagem das
embalagens de aço.

Por meio de parceria da Abeaço com a Prefei-


tura de Santo André, o projeto esteve presente,
de 7 de fevereiro a 1º de março, na Sabina Es-
cola Parque do Conhecimento, um dos maio-
res espaços do país dedicado à construção de
conhecimento de jovens, crianças e adultos.
Lá, os visitantes puderam participar nos fins de
Foto: Sérgio Zacchi

semana de oficinas de reutilização da lata de


aço e de aulas sobre o consumo consciente. As
atividades foram realizadas pela empresa edu-
cativa Pé na Estrada, formada por uma equipe
Oficina do projeto Aprendendo com o Lataço na Sabina Escola Parque do Conhecimento em Santo André
de monitores que ensina – de um jeito muito
divertido e didático - a cadeia produtiva dos produtos em lata e os direitos e deveres do consumidor, além de desenvolver
a preocupação com o meio ambiente.

Sofia de Souza, de 6 anos, participou da oficina e construiu uma boneca de lata com cabelos de lã. “A minha boneca se cha-
ma Latícia”, dizia ela muito animada para um dos monitores do projeto.

Para a coordenadora da Sabina, Silvia Fernanda Sanchez, a realização das oficinas e atividades lúdicas do projeto Aprendendo
com o Lataço proporciona aos visitantes a oportunidade de construir brinquedos, porta-lápis e outros objetos, aprendendo
que a lata de aço é 100% reciclável e totalmente degradável, contribuindo com a sustentabilidade do planeta.

No espaço, os participantes tiveram acesso também a uma vitrine que demonstrou a cadeia produtiva da embalagem de
aço, desde a matéria-prima, passando pela produção da embalagem, até o seu descarte final. O projeto foi instalado dentro
da área de conhecimento “Ciências da Terra, Ambiente e Sustentabilidade”, que proporciona aos visitantes a observação
dos efeitos da ação do ser humano sobre a Terra e seus recursos, além de mostrar as possibilidades da tecnologia aplicada
à busca da sustentabilidade.

Além dessa área, a Sabina também conta com outras quatro divisões que englobam: um complexo arquitetônico assinado
por Paulo Mendes da Rocha; um setor de ciências da vida no qual o visitante encontra réplicas de dinossauros que se mo-
vimentam, um aquário com peixes, tubarões e arraias, além de um serpentário; uma área de ciências físicas e tecnológicas,
com diversos experimentos de óptica, acústica, eletricidade, magnetismo, mecânica e termodinâmica; e um setor de arte
e comunicação, com instrumentos gigantes do músico Luthier Fernando Sardo e uma instalação sonora do mesmo artista,
que reúne objetos do cotidiano para produzir som, além de laboratório de áudio e vídeo.

A Sabina fica aberta ao público nos fins de semana e nos feriados, das 9h às 16h. O telefone para informações é (11)
4422-2002. Durante a semana o parque atende somente escolas e grupos agendados.

8
Presente para as fãs de Paulo Barboza
Paulo Barboza, da Rádio Capital, almoça com as ouvintes vencedoras de
concurso das melhores receitas com alimentos enlatados

Fotos: Francesco Barale


Um almoço com o radialista Rosa Maria dos Santos,
Paulo Barboza, da Rádio Ca- uma das premiadas de de-
pital, foi o prêmio de fim de zembro, com a receita “Pão
ano das cinco ouvintes que Húngaro”, conta que tinha
venceram, no mês de dezem- resistência a experimentar
bro, o quadro Receita Pre- produtos prontos enlatados.
miada. O evento aconteceu “Por causa das explicações
no dia 31 de janeiro em uma sobre a qualidade da comi-
churrascaria em São Paulo e da em lata, experimentei a
as donas de casa puderam le- feijoada e adorei”. Rosa res-
var um acompanhante. salta ainda que as receitas
selecionadas para o progra-
O quadro Receita Premiada ma levavam ingredientes
foi uma parceria da Abeaço simples, que fazem parte do
com a Rádio Capital, veicula- dia a dia das pessoas.
do durante o Programa Paulo Almoço com Paulo Barboza: presente da Abeaço para as donas de casa premiadas em dezembro
Barboza, de abril a dezembro "Foi o meu presente de ani-
de 2008. Semanalmente, uma receita com alimentos enlata- versário”, contou Rita de Cássia Gomes, vencedora com a
dos enviada ao programa era selecionada e a vencedora re- receita “Pudim de Mandioca”. O sonho de Rita era conhe-
cebia uma cesta de produtos enlatados, um livro de receitas cer o locutor. Por isso, ela achou maravilhoso o fato de ele
exclusivas com latas de aço e informativos da associação. também ter levado a família para o almoço. A dona de casa
elogia as informações veiculadas durante o programa.
Paulo Barboza comemora o sucesso do quadro. "Todo mun- “Aprendi muito sobre como são saudáveis os alimentos
do queria participar, pois quem é que não tem uma receita em lata. Passei a usar ainda mais em minhas receitas".
e acha que é a melhor?", diz ele. E enfatiza: "Tenho certeza
que todo mundo aprendeu e descobriu coisas que não sa- No final do evento, as fãs ganharam uma lembrança da
bia sobre os alimentos enlatados, inclusive eu. A campanha Abeaço e a garantia de receber em casa uma foto de Paulo
deveria continuar, pois ainda há muito a informar". Barboza autografada.

Abeaço Notícias selecionou uma das receitas premiadas, de autoria da ouvinte Rita de Cássia Gomes

“PUDIM DE MANDIOCA”
Ingredientes: Modo de Fazer:

• 1 kg de mandioca sem fiapo cozida Bata a mandioca cozida aos poucos


• 3 ovos inteiros no liquidificador com o leite, e depois
• 1 lata de leite condensado junte os outros ingredientes e bata
• 1 lata de creme de leite sem soro até dar consistência. Coloque a mis-
• 2 latas (medida) de leite tura em uma forma redonda untada
• 1 pacote de 100 g de coco ralado com margarina e deixe assar por 50
• 1 pacote de 100 g de queijo ralado minutos ou até dourar no forno pré –
• 3 colheres (sopa) de margarina ou manteiga aquecido a 200ºC. Após desenformar
Rita de Cássia Gomes, uma das
• 1 colher (sopa) de fermento em pó deixar na geladeira. vencedoras do Receita Premiada

9
Restaurante na lata

A holandesa Hot Box Food lançou recentemente na Holanda, Suíça,


Alemanha, Itália e Bélgica refeições prontas com processo self heating
(autoaquecimento). As embalagens de aço trazem um prato de
aquecimento acoplado, que realiza uma reação química entre água
e cálcio e proporciona aquecimento da refeição em dez minutos.
Com o apelo on the go, ou seja, para ser consumida durante deslocamentos,
de forma rápida e prática, a Hot Box não necessita da adição de água
ou de fontes externas de calor. É necessário apenas virar a lata e apertar
um botão no fundo dela, que ativa o mecanismo de aquecimento.
A refeição pode ser consumida na própria lata, que ainda mantém o calor
por cerca de 15 minutos após a abertura. Para facilitar ainda mais a vida
do consumidor, a embalagem traz talheres de plástico e guardanapo.
A empresa já excede o número de 300 mil refeições por mês, entre
as quais estão raviolli recheado de legumes com molho de tomate,
Divulgação

chili com carne, bife “Burgundy” (com batatas e cenoura, ao molho de


vinho) e frango “Tika Massala” (ao molho com curry e coco) com arroz.

Glamorosa e premiada
A lata para biscoitos da francesa Sainsbury

ão
recebeu em 2008 o prêmio Best Metal, por apelo

Divulgaç
ao consumidor. A CROWN Speciality Packaging
desenvolveu a embalagem com o objetivo de
aumentar o valor agregado ao produto, oferecendo
ao consumidor uma lata reutilizável e decorativa.

Para mulheres ocupadas


A Bonduelle apostou na lata para o lançamento de sua nova
marca, Maïs & Fruit. Com foco nas mulheres, a lata traz um
lanche pronto para consumo, com milho doce acompanhado de
abacaxi ou manga e papaya. Maïs & Fruit é vendido em pacotes
Divulgação

com duas latas para uso único, com litografias em cores vivas,
como vermelho, amarelo e verde. Fácil de abrir, acompanha
colher de plástico e pode ser consumida em qualquer lugar.

10
Fácil abertura
A Hamé, empresa de refeições prontas e patês do leste da
Europa lançou um leque de produtos em latas com o inovador
sistema de abertura Easy Peel®, da Impress. A nova embalagem
substitui a anterior, que necessitava de um abridor. O design
também é diferenciado, com impressão de seis cores, que deixa

ação
a lata atrativa inclusive para ser levada diretamente à mesa.

Divulg
Champagne gelada por horas
A francesa VIROJANGLOR SAS criou para a Piper Hidsieck uma embalagem de aço
isotérmica para champagne. Com poliestireno na parte interna da lata, a garrafa é
mantida resfriada por mais de duas horas, além de manter o aroma, garantindo o máximo
frescor da bebida. A embalagem é reutilizável e viabiliza o uso do produto on the go.
Divulgação

Guardada para sempre


Para a promoção de dois de seus perfumes durante o Dia dos Namorados,
a Viktor&Rolf apresentou uma lata inovadora, em formato de cofre.
O aço da embalagem e a fechadura real conferem credibilidade ao
material, que pode ser guardado pelo consumidor como item de
coleção. Outro destaque da lata são as faixas, símbolos da marca, que
rodeiam a embalagem, com textura que simula perfeitamente o tecido.
Divulgação

11
Tamanho GG
Pesquisa do IBGE aponta que brasileiro gasta 20% da renda com alimentação
fora do lar. Os alimentos enlatados têm grande participação nesse cenário

O Food Service teve seu início marcado com Segundo o IBGE, a falta de tempo para
a expansão das redes de restaurantes nos o preparo da comida em casa é um dos
Estados Unidos, no fim da década de 80. No principais fatores que impulsionam o
Brasil, demorou quase dez anos para o seg- crescimento do setor no geral. A Fipe
mento tomar força e apresentar os primei- - Fundação Instituto de Pesquisas Eco-
ros sinais de crescimento. Segundo último nômicas - sustenta a informação e acres-
dado da Abrasel (Associação Brasileira de centa que, em 1970, o tempo médio de
Bares e Restaurantes), a indústria fabricante preparo das refeições era de duas horas
de alimentos para refeições fora do lar do- diárias e diminuiu para apenas 15 minu-
brou de tamanho entre 2000 e 2006. Sinô- tos nos últimos dez anos. Ainda assim, no
nimo de resistência e segurança alimentar, Brasil apenas 25% (cerca de 47 milhões)
a lata de aço faz parte desse cenário. das refeições são feitas fora de casa. Na
Europa esse índice chega a 70%.
O mercado Food Service engloba toda a ali-
mentação realizada fora do lar e a compra Para a Bertin, fabricante de carnes em con-
de produtos prontos, como os enlatados. serva, não é diferente – a empresa conta
Grandes empresas como a Gomes da Cos- com uma extensa linha de produtos em
ta, do segmento de pescados, enxergam o lata, já que a embalagem não modifica a
setor como uma tendência promissora e natureza das proteínas do alimento. “A lata
apostam na lata de aço como embalagem de aço oferece um tempo maior de vida útil
ideal para o envase de seus produtos. ao alimento, sem precisar da adição de con-
servantes. Além disso, a coloração, textura
e sabor são mantidos, sem necessitar de
Calcula-se que daqui a 15 refrigeração” afirma Marcos Scaldelai, dire-
anos, 50% da despesa de tor de marketing, apontando os principais
alimentação do brasileiro motivos pela escolha da embalagem.
seja gasta fora de casa
O setor de carne em conserva é um exem-
plo de crescimento no setor de produtos
Luis Manglano, diretor de marketing da para alimentação fora do lar. Ainda, se-
Gomes da Costa explica que a empresa for- gundo Marcos Scaldelai, o setor Food Ser-
nece os produtos da linha Food Service para vice representa 28% da sua produção vol-
grandes restaurantes, hotéis, hospitais, além tada ao mercado interno. A empresa, que
da rede de escolas públicas. “Apostamos na atua no segmento desde 1997, aposta na
lata de aço de 2,5kg para o armazenamento lata para o acondicionamento de grande
das sardinhas, já que o alimento se mantém parte da sua linha.
muito bem na embalagem e não é neces-
sária a presença de conservantes - o que o Enzo Donna, especialista no segmento
torna ainda mais saudável”, afirma o execu- Food Service, explica que no Brasil, 83%
tivo. O setor tem sido muito promissor para da população faz entre três e quatro refei-
a Gomes da Costa, com sua linha Food Servi- ções por dia, sendo uma delas feita fora
ce apresentando crescimento de 67% entre de casa, normalmente o almoço. Calcula-
2007 e 2008. se que daqui a 15 anos, 50% da despesa

12
com alimentação do brasileiro
seja gasta fora de casa. Esse fe-
nômeno já aconteceu nos Esta-
dos Unidos. Em 2007, 53% das
despesas de alimentação dos
americanos foram efetuadas
em Food Service.

O segmento tem cerca de 1,2


milhão de pontos de venda es-

Foto: Sérgio Zacchi


palhados por mais de 6 mil mu-
nicípios em todo o território na-
cional, além de ser responsável
por 8% dos empregos diretos -
equivalente a 6 milhões de pes- Nilton Feitosa, chef de cozinha da Gran Sapore: produtos em lata do
segmento Food Service são usados nas refeições de 70% das empresas
soas. De acordo com a Abrasel,
atualmente são produzidas no país mais sabor e mantém a qualidade dos nutrien-
de 100 milhões de refeições diárias, volu- tes. Dessa forma, podemos garantir uma
me que, anualmente, se somada toda a alimentação saudável para os nossos
cadeia que movimenta, supera R$ 60 bi- clientes”, enfatiza a executiva.
lhões em faturamento e representa 2,4%
do PIB (Produto Interno Bruto) nacional. Grandes empresas do setor de alimentos
também oferecem produtos em lata para
Além dos restaurantes, hospitais, escolas o segmento Food Service. A Nestlé, que já
e hotéis, outras empresas ajudam a impul- contava com toda a sua linha Moça em
sionar o segmento Food Service. A Gran Sa- embalagens de aço, agora lança o Gana-
pore é um exemplo – gigante no segmen- che - Chocolate com Creme de Leite, de
to de refeições corporativas da América textura homogênea e cremosa, pronto
Latina, a empresa oferece cerca de 750 mil para o uso. A Unilever disponibiliza a linha
refeições por dia e usa produtos em lata de atomatados (molho, extrato e triturado)
do segmento Food Service em pelo menos em latas de 850g, 1,6kg, 3kg e 4,08 kg.
70% das empresas atendidas.
Quando o assunto é meio ambiente,
Segundo Elisabeth Scarton, diretora de os fabricantes e adeptos dos alimen-
suprimentos e logística da Gran Sapore, tos enlatados são categóricos. “Além
a empresa compra alimentos em lata de de todas as vantagens como sabor e
diversos fabricantes que possuem a linha tempo de validade, a lata ainda é 100%
Foto: Divulgação

Food Service no portfólio. Os principais ali- reciclável e atende todos os princípios


mentos adquiridos são: milho verde, ervi- da sustentabilidade” defende Luis
lha, atum, sardinha, azeite, óleo de soja Manglano. Para Elisabeth Scarton,
e doces para confecção das sobremesas. comprar alimentos da linha Food Ser-
A executiva atesta que a embalagem de vice que são embalados na lata de aço
aço é fácil de ser armazenada e, por ser faz parte de uma estratégia da empre-
resistente, traz mais segurança no trans- sa. “Como a embalagem é reciclável,
porte, principalmente para as viagens de estou contribuindo para a preservação
longas distâncias. “A lata de aço garante o do planeta".

13
Presente da galera
Para torcedores de todas as idades do São Paulo, a
Foto: divulgação

Nestlé lança na Páscoa latas vintage do time. Com


400 g de bombons sortidos, as latas, produzidas e
litografadas pela Meister, são colecionáveis e têm duas
opções de imagens: Leônidas da Silva e comemorativa
6-3-3. A primeira homenageia o conhecido artilheiro
do time, que tornou-se dirigente do clube depois de
pendurar as chuteiras, enquanto a segunda relembra
as conquistas dos seis Campeonatos Brasileiros, três
Campeonatos Mundiais e três Taças Libertadores.

High School Musical 3 para a garotada

Para chamar a atenção das crianças e adolescentes fãs do High School Musical, a Disney
lança o filme High School Musical 3: Ano da Formatura, em uma divertida lata, produzida
e litografada pela Metalgráfica Itaquá. Além do DVD, a lata traz também um CD de

Foto: divulgação
karaokê e uma camiseta exclusiva e está sendo vendida somente nas Lojas Americanas.

O requinte do Buchanan’s na lata


O Buchanan’s 12 anos ganhou novos trajes e está ainda mais elegante. Em edição especial, vem
Foto: Sérgio Zacchi

embalado em uma lata produzida e litografada pela Meister. Para a marca, a durabilidade da lata faz
com que as embalagens virem objetos de decoração nos bares dos consumidores. A mistura de blends
criada por James Buchanan’s, que nasceu em 1849, conquistou os mais altos executivos de seu tempo
e o tornou o fornecedor oficial de whisky do parlamento inglês e do imperador japonês na época.

Guloseima na lata
ção
ivulga

Com o objetivo de atender, na Páscoa, os consumidores diferenciados


Foto: d

que gostam de presentear amigos e familiares ou até mesmo colecionar


latas, a Village inovou na embalagem do seu Pão de Mel. A guloseima, com
deliciosa cobertura de chocolate ao leite, vem acondicionada em uma lata
de aço de 220 g, produzida e litografada pela Aro Embalagens Metálicas.

14
Pele hidratada dentro da lata

As consumidoras da linha Dove da Unilever ganham uma lata exclusiva


na compra de dois sabonetes líquidos Dove Cream Oil Shower. A
marca, que sempre procura entregar inovação para o consumidor,
escolheu a lata de aço para embalar seu produto porque considera a

Foto: divulgação
embalagem um diferencial nos pontos de venda. A lata é produzida e
litografada pela Meister e está disponível na gôndola dos supermercados.
Os sabonetes líquidos Dove Cream Oil possuem textura cremosa que
garante uma sensação de bem-estar durante e depois do banho. Sua
fórmula tem pH neutro, óleos naturais com agentes emolientes e
contém 10 vezes mais hidratantes que um sabonete em barra comum.

Páscoa com estilo


Para incrementar as enormes prateleiras de ovos de Páscoa, a
Foto: divulgação

Bauducco disponibiliza para seus consumidores duas latas


que embalam o seu carro-chefe durante a festa cristã: a
Colomba Pascal. O objetivo da escolha da lata de aço é dar ao
consumidor a oportunidade de presentear de uma maneira
diferente. A lata prateada vem recheada com a Colomba
Bauducco com gotas de chocolate ao leite e a dourada,
com a de frutas cristalizadas e uvas passas, ambas com
500g. As latas foram desenvolvidas e litografadas pela Aro.

Vida longa para o adoçante

A Lowçucar lança seu adoçante em pó embalado em lata de aço. Fabricada


e litografada pela Brasilata, a embalagem é dotada do sistema exclusivo de
fechamento Ploc OFF®, que garante ao produto vida útil de três anos, manten-
Foto: divulgação

do suas características originais sem apresentar empedramento ou umedeci-


mento, pois tem vedação perfeita. A formulação do adoçante permite utilizar
a mesma dosagem equivalente ao açúcar convencional, inclusive em receitas
de forno e fogão. A embalagem, com 400g, está disponível nas redes de varejo,
farmácias e lojas especializadas em produtos dietéticos em todo o país.

15