Вы находитесь на странице: 1из 21
Prefeitura Municipal de Sapopema CNPJ – 76.167.733/0001-87 “P IONEIRO DO URANIO NO BRASIL SU L”

Prefeitura Municipal de Sapopema

CNPJ 76.167.733/0001-87

“PIONEIRO DO URANIO NO BRASIL SUL” Av. Manoel Ribas, 818 Cep. 84290-000 Fone: (43) 3548-1383 Sapopema Pr.

Secretaria do Meio Ambiente e Turismo de Sapopema PR.

Informações ao Paraná Turismo.

de Sapopema – PR. Informações ao Paraná Turismo. Figura 1. Mapa do Paraná com o município

Figura 1. Mapa do Paraná com o município de Sapopema em destaque. http://pt.wikipedia.org/wiki/Sapopema_(Paraná)

Fevereiro de 2014

Sumário

1 Histórico do Município de Sapopema

03

2 Fotos atuais da Cidade de Sapopema

04

3 Alguns Pontos Turísticos de Sapopema

08

4 Festas do Município

18

1 Histórico do Município de Sapopema

A colonização dos sertões do jataí, onde hoje se localiza o município de Sapopema, teve

início com a abertura de uma picada na mata, mandada executar pelo Barão de Antonina. Em 1854 os desbravadores chegaram na região do município de São Jerônimo da Serra que era habitada pelos índios Caingangues. A partir daí formaram-se diversos povoados por toda a região.

Em 1936 o engenheiro Dr. Antônio Martins Paraná construiu a primeira casa do povoado próximo a uma grande árvore de nome popular Sapopema, entretanto àquela época, o local foi denominado de Conserva que era vizinho de um povoado mais antigo chamado de Lajeado Liso que hoje é um bairro de Sapopema. Naquele período, tanto Conserva quanto Lajeado Liso pertenciam ao território do município de São Jerônimo da Serra.

O que motivou o surgimento de Sapopema foi a construção da estrada ligando Curitiba

até a cidade de Londrina (hoje PR-090), que despontava como a maior promessa de metrópole.

O traçado da antiga estrada encontrou em seu caminho árvore alta e rara na região, motivo pela

qual foi preservada. Esta árvore foi identificada como sendo uma Sapopema (Sloanea sp).

Conserva foi aos poucos se desenvolvendo graças a lavoura de milho, arroz, feijão, café, mandioca, pecuária de bovinos, suínos e caprinos.

Com o passar dos tempos, Conserva passou a se chamar Sapopema e se firmou como patrimônio de São Jerônimo da Serra, graças às muitas famílias que por ali passavam e, gostando do lugar, fixavam residência.

Em 1951, pela Lei n.º 790, tornou-se distrito do município de Curiúva. Já em 1953, pela Lei n.º 1.542, passou a pertencer a Comarca de São Jerônimo da Serra, em virtude da nova divisão judiciária do Estado do Paraná.

Em 1960, pela Lei n.º 4.245, com território desmembrado de São Jerônimo da Serra e Curiúva, passou a categoria de município, contando com uma área de 850 Km de extensão.

A instalação oficial do Município de Sapopema ocorreu com a posse do primeiro Prefeito

o Sr. João Subtil de Oliveira, sendo ele nomeado pelo Excelentíssimo Sr. Governador Moisés Lupion, no dia vinte e dois de setembro de mil novecentos e sessenta (22/09/1960).

O Primeiro prefeito eleito através de eleições diretas foi o Engenheiro Antônio Martins

Paraná, esta ocorreu no dia oito de outubro de mil novecentos e sessenta e um (08/10/1961), sendo que foi empossado no dia vinte e oito de outubro de mil novecentos e sessenta e um

(28/10/1961), para administrar o município no período de 1961 a 1965.

As riquezas do município são o xisto betuminoso, urânio e o carvão. Já as principais atividades econômicas são: comércio local, cerâmicas, serrarias, agricultura, pecuária de corte e leiteira.

O município é constituído de 3 distritos: Sapopema, Lambari e Vida Nova Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

2 Fotos Atuais da Cidade de Sapopema

02
02

Figura 02. Vista parcial da cidade de Sapopema.

03
03

Figura 03. Fachada do Colégio Estadual Sapopema.

05
05

Figura 05. Fachada do CRAS Centro de Referência de Assistência Social.

07
07

Figura 07. Rodoviária de Sapopema.

04
04

Figura 04. Interior do Colégio Estadual Sapopema.

06
06

Figura 06. Fachada do Hospital Municipal de Sapopema.

08
08

Figura 08. Ginásio Municipal de Sapopema.

09
09

Figura 09. Biblioteca Municipal de Sapopema.

11
11

Figura 11. Unidade Básica de Saúde.

13
13

Figura 13. Fachada da Câmara Municipal de Sapopema.

10
10

Figura 10. Unidade de Saúde Mulher e Criança.

12
12

Figura 12. Fachada da Prefeitura de Sapopema.

14
14

Figura 14. Igreja Matriz de Sapopema.

15
15

Figura 15. Praça Central de Sapopema.

16
16

Figura 16. Praça Central de Sapopema.

3 Alguns Pontos Turísticos de Sapopema

Pico Agudo: Caminhada difícil de 4 horas (ida e volta) ao ponto mais alto da região. Com altitude de 1.200 metros, o turista terá uma ampla visão de todo o vale e do rio Tibagi. O cume do pico agudo também já é utilizado por aventureiros como local de camping (figs. 17 - 19).

17
17

Figura 17. Pico Agudo. Possui 1.200 metros de altura.

18
18

Figura 18. Do alto do Pico Agudo se tem a vista do vale e do Rio Tibagi.

Todas as fotos foram tiradas pela equipe da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente.

19
19

Figura 19. Imagem panorâmica feita do alto do Pico Agudo.

Rio Tibagi: oferece oportunidades para canoagem e rafting (fig. 20) e pesca esportiva, em especial o pesque-e-solte, prática sustentável que mais cresce no mundo.

20
20

Figura 20. Um das corredeira do Rio Tibagi localizadas no município de Sapopema.

Salto João de Paula: Cachoeira no rio lambari. Com cerca de 15 metros de altura (fig. 21), possui

um grande poço, área de acesso fácil com uma caminhada de 20 minutos.

21
21

Figura 21. Salto João de Paula.

Grutas: No bairro Vida Nova existem diversas grutas com grande apelo turístico, seja

pela beleza da própria gruta, seja pela beleza da trilha que se faz para alcança-las que

é composta por regiões de mata nativa e de pequenos córregos (figs. 22- 26).

23
23
22
22
de mata nativa e de pequenos córregos (figs. 22- 26). 23 22 Figura 22. Gruta de
de mata nativa e de pequenos córregos (figs. 22- 26). 23 22 Figura 22. Gruta de

Figura 22. Gruta de entrada para a garganta do diabo. Gruta tem espaço para cerca de 10 pessoas, e não possui morcegos.

Figura 23. A garganta do diabo. Gruta tem espaço a exploração de uma pessoas por vez, tem cerca 8 metros de extensão. Não há morcegos nesta gruta.

24
24
25
25

Figura 25. Gruta Grande. Maior gruta deste complexo. Gruta tem espaço para a exploração de mais de dez pessoas por vez. Não há morcegos nesta gruta. Para visitar as 3 grutas leva-se cerca de 6 horas de caminhada.

26
26

Figura 26. “Catedralformada pelo depósito de carbonato de cálcio, aqui as estalactites se encontram com as estalagmites. Localizada ao lado da gruta grande.

Belezas naturais encontradas nas trilhas para se chegar as grutas (figs. 26 - 29).

26
26
27
27

Figuras 26 29. Algumas das pequenas quedas de água encontradas nas trilhas que dão acesso às grutas.

28 29
28
29
30 31 32
30
31
32
30 31 32 33 Figuras 30 – 37. Belezas naturais encontradas nas trilhas de acesso às
33
33

Figuras 30 37. Belezas naturais encontradas nas trilhas de acesso às grutas. Temos paredões de rocha, árvores centenárias, trechos de mata preservada, e muitas espécies de aves e fungos.

34 35 37 36 36
34
35
37
36 36

Cachoeira de um pequeno tributário do Lajeado Liso: cachoeira de acesso médio por propriedade rural, com aproximadamente 50 m de altura (fig. 38).

38
38

Figura 38. Queda alta. Mais uma das diversas quedas encontradas em Sapopema.

Caminhada no rio Lambari: nível difícil, duração 5 horas, da ponte em arco até a cachoeira João de Paula (fig. 39)

39
39

Figura 39. A trilha pelo rio Lambari é cheia de belezas naturais.

Prainhas do rio Lambari: Rio com águas claras e poços calmos (fig. 40 e 41).

40
40
41
41

Figuras 40 e 41. Locais para banho no rio Lambari. Existem muitos outros pontos para banho neste e em outros rios que ainda não foram fotografados pela Secretaria de Meio Ambiente e Turismo.

Salto Lambari e seus paredões de rocha (figs. 42 e 43).

42
42
43
43

Figuras 42 e 43. Salto Lambari, mais dos inúmeros de Sapopema. Ótimo local para banho e contemplação da natureza.

Cachoeira no rio Esperança (figs. 44 e 45).

44
44
45
45

Figuras 44 e 45. Cachoeira no rio Esperança e local calmo para banho e integração com a natureza.

Cachoeira no rio Mambuquinha (figs. 46 e 47).

46
46
47
47

Figuras 46 e 47. Cachoeira no rio Mambuquinha e local calmo para banho e integração com a natureza. Local ideal para trilhas e para famílias com crianças.

Salto das Orquídeas.

48
48

Figura 48. Visão do rio Lajeado Liso. Aqui são formadas duas cachoeiras, uma a esquerda e outra à direita.

49
49
51
51

Figura 51. Cachoeira da direita. Figura 52. Esta cachoeira é formada pela a união das duas citadas, formando uma terceira cachoeira maior que as outras duas. Local belíssimo com três quedas grandes. Notar o paredão de rocha, muito utilizado para rapel. Figura 53. Detalhe de outra parte do paredão que dá suporte a diversas espécies de orquídeas. Figura 54. Cachoeira menor na trilha que dá acesso as outras quedas.

54
54
50
50

Figuras 49 e 50. Cachoeira da esquerda em dois ângulos diferentes. Notar a piscina natural que foi formada pela queda dágua, muito procurada para banho.

52 53
52
53

Existem muitos outros pontos turísticos em Sapopema entre eles estão:

Serra do Gato: Bela vista de toda a região. Potencial para voo.

Cachoeira da 210: cachoeira no rio Lajeado Liso, próximo a sua foz.

Cachoeiras do rio Lajeadinho Liso: cachoeiras e pequenos poços com suas águas claras.

Cachoeira da Fazenda Inho-ó.

Queda do Sítio São Pedro.

Queda do Sítio Ângelo.

Paredões de rocha e saltos do Sítio Morada do Sol.

Caverna Toca da Buzina localizada no bairro rural de Vida Nova.

E inúmeras outras atrações do ecoturismo e do ambiente rural. Fora as atrações citadas, o município ainda oferece trilhas para caminhadas e para bicicletas, jipes, bugies, motocicletas e cavalgadas. Vários pontos dos nossos rios e córregos permitem o bóia-cross, canoagem, duck (caiaques infláveis) e rafting. Ainda, Sapopema é privilegiada por ter características de terreno que permitem o arvorismo, cachoeirismo, canionismo, espeleoturismo, escalada, montanhismo e tirolesa. Entre as atividades no ar que podem ser implantadas em Sapopema se destaca o voo livre devido a regiões elevadas e com ótimas térmicas.

4 Festas do Município

Fora as atividades e pontos turísticos citados, Sapopema possui duas festas bastante conhecidas na região toda que é a Festa de SantAna, que ocorre no mês de julho e a Festa das Regiões Brasileiras, que ocorre em setembro. Ambas as festas atraem mais de mil pessoas por noite (ver figuras 55 a 68).

55
55
57
57

Fotos 55 58. Primeira Festa das

Regiões Brasileiras, que foi realizada em

2001.

59
59

Fotos 59 e 60. Desfile promovidos pelas escolas e colégios em 2013.

56
56
58
58
60
60
61
61
62
62
63
63

Todos os anos temos desfile de alegoria em carro aberto, cavalgada e desfile de máquinas e implementos agrícolas (fotos 61 64).

64
64
65
65
66
66
67
67

Todos os anos os alunos das escolas e colégios apresentam danças típicas (fotos 65 67).

68
68

Foto 68. Público assistindo as apresentações. Mais de mil pessoas por noite. Depois das apresentações, a Festa das Regiões Brasileiras ainda conta com shows e DJs.