Вы находитесь на странице: 1из 10
ESC. SEC. D. PEDRO V FICHA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO AUTO-AVALIAÇÃO DOS DOCENTES CONTRATADOS

ESC. SEC. D. PEDRO V

ESC. SEC. D. PEDRO V FICHA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO AUTO-AVALIAÇÃO DOS DOCENTES CONTRATADOS

FICHA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

AUTO-AVALIAÇÃO DOS DOCENTES CONTRATADOS

Nome do Avaliado:

Período da Avaliação:

Categoria:

Departamento Curricular:

2007 / 2008

1

Como avalia o seu trabalho no âmbito da preparação e organização das actividades lectivas? Identifique sumariamente os recursos e instrumentos utilizados e os respectivos objectivos.

Nota: Para aumentar ou diminuir o tamanho da célula é favor colocar o cursor em cima da respectiva linha (12, neste caso) e arrastar para cima ou para baixo!

CLASSIFICAÇÃO:

2

Como avalia a concretização das actividades lectivas e o cumprimento dos objectivos de aprendizagem dos seus alunos? Identifique as principais dificuldades e as estratégias que usou para as superar.

 
 

CLASSIFICAÇÃO:

 

3

Como avalia a relação pedagógica que estabeleceu com os seus alunos e o conhecimento que tem de cada um deles?

 

CLASSIFICAÇÃO:

 

4

Como avalia o apoio que prestou à aprendizagem dos seus alunos?

 

CLASSIFICAÇÃO:

 

5

Como avalia o trabalho que realizou no âmbito da avaliação das aprendizagens dos alunos? Identifique sumariamente os instrumentos que utilizou para essa avaliação e respectivos objectivos.

CLASSIFICAÇÃO:

6

Identifique a evolução dos resultados escolares dos seus alunos. Avalie o seu contributo para a sua melhoria.

Considere o progresso das aprendizagens dos alunos relativamente à avaliação diagnóstica realizada no início do ano.

CLASSIFICAÇÃO:

7

Como avalia a sua participação e o seu contributo para a definição e concretização de estratégias para a prevenção e redução do abandono escolar? Na sua apreciação identifique sumariamente as acções e iniciativas que desenvolveu.

 

CLASSIFICAÇÃO:

 

8

Como avalia o seu contributo para a vida da escola e em particular a sua participação nos projectos e actividades previstos ao nível da escola e da turma? Identifique as actividades que dinamizou e/ou em que participou.

 
 

CLASSIFICAÇÃO:

 

9

Como avalia a sua participação nas estruturas de orientação educativa e nos órgãos de gestão e o contributo que deu para o seu funcionamento?

 

CLASSIFICAÇÃO:

 

10

Como avalia o estado de actualização dos seus conhecimentos científicos e pedagógicos e a sua capacidade de utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação?

CLASSIFICAÇÃO:

11

Refira as acções de formação contínua realizadas e a classificação nelas obtida e avalie o contributo de cada uma delas para o seu desempenho profissional

(Se efectuadas)

CLASSIFICAÇÃO:

12

Identifique sumariamente as suas necessidades de formação e de desenvolvimento profissional

 

CLASSIFICAÇÃO:

13

Como avalia a relação que estabeleceu com a comunidade?

 

CLASSIFICAÇÃO:

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Excelente

9 a 10 valores 8 a 8,9 valores 6,5 a 7,9 valores 5 a 6,4 valores 1 a 4,9 valores

 

Muito Bom

Bom

Regular

Insuficiente

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL:

0.0

O Avaliado

, em

/

/

Recebi. O Avaliador

,

em

/

/

ESC. SEC. D. PEDRO V FICHA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DESCRITORES DA AUTO-AVALIAÇÃO DOS DOCENTES

ESC. SEC. D. PEDRO V

ESC. SEC. D. PEDRO V FICHA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DESCRITORES DA AUTO-AVALIAÇÃO DOS DOCENTES CONTRATADOS

FICHA DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO

DESCRITORES DA AUTO-AVALIAÇÃO DOS DOCENTES CONTRATADOS

1

Como avalia o seu trabalho no âmbito da preparação e organização das actividades lectivas? Identifique sumariamente os recursos e instrumentos utilizados e os respectivos objectivos.

10

- EXCELENTE - O docente preparou cuidadosamente as actividades lectivas, tendo em atenção o programa da disciplina, as

sugestões metodológicas e a correcção científica bem como a consulta de outras fontes, de acordo com as necessidades específicas dos seu alunos. Utilizou recursos e instrumentos variados, com criatividade, indicando os respectivos objectivos.

8

- MUITO BOM - O docente preparou cuidadosamente as actividades lectivas, tendo em atenção o programa da disciplina, as

sugestões metodológicas e a correcção científica, de acordo com as necessidades específicas dos seu alunos. Utilizou recursos e instrumentos disponíveis, indicando os respectivos objectivos.

7

- BOM - O docente preparou cuidadosamente as actividades lectivas, tendo em atenção o programa da disciplina e a correcção

científica, de acordo com as necessidades específicas dos seu alunos. Utilizou basicamente o manual adoptado e alguns instrumentos disponíveis, indicando os respectivos objectivos.

- REGULAR - O docente preparou as actividades lectivas, recorrendo basicamente ao manual. Utilizou alguns instrumentos disponíveis.

6

3

- INSUFICIENTE - O docente não preparou as actividades lectivas nem tem a prática do saber feito.

2

Como avalia a concretização das actividades lectivas e o cumprimento dos objectivos de aprendizagem dos seus alunos? Identifique as principais dificuldades e as estratégias que usou para as superar.

10

- EXCELENTE - O docente considera as actividades lectivas bem conseguidas, com o cumprimento dos objectivos de aprendizagem

traçados para e com os seus alunos a atingir os 90%. Identifica com clareza as principais dificuldades detectadas nos seus alunos e utiliza estratégias adequadas à sua superação.

8

- MUITO BOM - O docente considera as actividades lectivas bem conseguidas, com o cumprimento dos objectivos de aprendizagem

traçados para e com os seus alunos a atingir os 80%. Identifica com clareza as principais dificuldades detectadas nos seus alunos e utiliza estratégias adequadas à sua superação.

7

- BOM - O docente considera as actividades lectivas bem conseguidas, apesar do cumprimento dos objectivos de aprendizagem

traçados para e com os seus alunos atingir apenas os 70%. identifica com clareza as principais dificuldades detectadas nos seus alunos e utiliza estratégias adequadas à sua superação apesar de não surtirem o efeito desejado.

6

- REGULAR - O docente tem actividades lectivas nem sempres bem conseguidas, não atingindo mais do que 50% do cumprimento

dos objectivos de aprendizagem traçado para e com os seus alunos. Identifica algumas das dificuldades detectadas nos seus alunos mas as estratégias utilizadas na sua superação são fracas.

- INSUFICIENTE -O docente tem actividades lectivas pouco conseguidas, não atingindo 50% do cumprimento dos objectivos de aprendizagem dos seus alunos. Não identifica as dificuldades.

3

3

Como avalia a relação pedagógica que estabeleceu com os seus alunos e o conhecimento que tem de cada um deles?

10

- EXCELENTE - O docente estabelece um excelente clima de relações interpessoais de respeito e empatia com e entre os alunos.

Transmite uma motivação positiva e favorece o desenvolvimento da autonomia dos alunos em situações de aprendizagem. Adopta regras de convivência e de colaboração e promove a inclusão de todos os alunos. Adequa as acções desenvolvidas à manutenção da

disciplina da sala de aula.

8

- MUITO BOM -O docente estabelece um bom clima de relações interpessoais e de respeito com os alunos. Favorece o

desenvolvimento da autonomia dos alunos em situações de aprendizagem. Adopta regras de convivência e promove a inclusão de todos alunos. Adequa as acções desenvolvidas à manutenção da disciplina da sala de aula.

- BOM - O docente estabelece um clima de relações interpessoais e de respeito com os alunos. Promove a autonomia e a integração dos alunos. Desenvolve acções para a manutenção da disciplina da sala de aula.

7

6

- REGULAR - O docente nem sempre consegue estabelecer um clima de relações interpessoais de respeito com os alunos e nem

sempre procura desenvolver a autonomia destes. Desenvolve acções para manter a disciplina da sala de aula pouco eficazes.

3

- INSUFICIENTE - O docente não consegue estabelecer um clima de relações interpessoais de respeito com os alunos. Não procura

favorecer o desenvolvimento da autonomia nem promover a integração dos alunos. Não desenvolve acções para manter a disciplina da sala de aula.

4

Como avalia o apoio que prestou à aprendizagem dos seus alunos?

10

- EXCELENTE - O docente empenhou-se no apoio prestado aos seus alunos, criando estratégias adequadas e diferenciadas que

contribuíram para a evolução da respectiva aprendizagem.

- MUITO BOM - O docente empenhou-se no apoio prestado aos seus alunos, criando estratégias adequadas aos objectivos que contribuíram para a evolução da respectiva aprendizagem.

8

7

- BOM - O docente empenhou-se no apoio prestado aos seus alunos.

6

- REGULAR - O docente mostra alguma disponibilidade para apoiar os alunos.

3

- INSUFICIENTE - O docente não mostra disponibilidade para apoiar os alunos.

5

Como avalia o trabalho que realizou no âmbito da avaliação das aprendizagens dos alunos? Identifique sumariamente os instrumentos que utilizou para essa avaliação e respectivos objectivos.

10

- EXCELENTE - O docente avalia sistematicamente as aprendizagens dos seu alunos elaborando instrumentos de avaliação

criativos, diversificados, articulados com os objectivos, bem organizados, bem geridos no tempo e que apelam às diferentes competências dos alunos. Cumpre os critérios de avaliação aprovados em Conselho Pedagógico seguindo claramente as orientações do seu Departameno Curricular. Promove, periodicamente, a auto-avaliação dos alunos incentivando-os a uma reflexão crítica construtiva e levando-os a assumir compromissos.

8

- MUITO BOM - O docente elabora instrumentos de avaliação diversificados, de acordo com os objectivos, bem organizados e

adequados, que apelam às diferentes competências dos alunos apresentando-os em tempo útil. Cumpre os critérios de avaliação aprovados em Conselho Pedagógico de acordo com as orientações do seu Departameno Curricular. Promove, periodicamente, a auto- avaliação dos alunos incentivando-os a uma reflexão crítica e construtiva.

- BOM - O docente elabora instrumentos de avaliação de acordo com os objectivos, bem organizados, com apresentação adequada apresentando-os aos alunos em tempo útil. Cumpre os critérios de avaliação aprovados em Conselho Pedagógico. Promove, periodicamente, a auto-avaliação dos alunos.

7

- REGULAR - O docente elabora instrumentos de avaliação exclusivamente sumativos, de acordo com os objectivos. Cumpre os critérios de avaliação aprovados em Conselho Pedagógico. Promove, esporadicamente, a auto-avaliação dos alunos.

6

- INSUFICIENTE - O docente elabora instrumentos de avaliação de tipo repetitivo, desarticulados dos objectivos, com deficiente apresentação e extemporâneos. Não cumpre os critérios de avaliação aprovados em Conselho Pedagógico. Promove a auto-avaliação dos alunos apenas no final do ano lectivo.

3

6

Identifique a evolução dos resultados escolares dos seus alunos. Avalie o seu contributo para a sua melhoria.

Considere o progresso das aprendizagens dos alunos relativamente à avaliação diagnóstica realizada no início do ano.

10

- EXCELENTE - O docente utiliza com eficácia os instrumentos de avaliação e rentabiliza a análise dos resultados, utilizando-os para

a melhoria das aprendizagens. Apresenta fundamentação adequada e/ou provas documentais do trabalho efectuado.

- MUITO BOM - O docente analisa e rentabiliza os resultados das aprendizagens, propõe vários reajustamentos necessários ao processo de ensino-aprendizagem e fornece orientações adequadas aos alunos. Apresenta fundamentação adequada e/ou provas documentais do trabalho efectuado.

8

- BOM - O docente trata e interpreta os resultados, procede a alguns reajustamentos e fornece orientações aos alunos. Apresenta fundamentação adequada e/ou provas documentais do trabalho efectuado.

7

6

- REGULAR - O docente interpreta alguns resultados e procede a alguns reajustamentos.

3

- INSUFICIENTE - O docente não analisa os resultados da avaliação.

7

Como avalia a sua participação e o seu contributo para a definição e concretização de estratégias para a prevenção e redução do abandono escolar? Na sua apreciação identifique sumariamente as acções e iniciativas que desenvolveu.

10

- EXCELENTE - O docente define um conjunto de estratégias bem articuladas com outras estruturas educativas e dinamiza-as,

contribuindo de forma positiva para a prevenção e redução do abandono escolar.

- MUITO BOM - O docente define um conjunto de estratégias e colabora com outras estruturas educativas, contribuindo de forma positiva para a prevenção e redução do abandono escolar.

8

- BOM - O docente define um conjunto de estratégias, sem articulação com outras estruturas educativas, contribuindo de forma positiva para a prevenção e redução do abandono escolar.

7

- REGULAR - O docente define algumas estratégias, sem articulação com outras estruturas educativas, contribuindo de forma pouco eficaz para a prevenção e redução do abandono escolar.

6

3

- INSUFICIENTE - O docente não define nenhuma estratégia para a prevenção e redução do abandono escolar.

8

Como avalia o seu contributo para a vida da escola e em particular a sua participação nos projectos e actividades previstos ao nível da escola e da turma? Identifique as actividades que dinamizou e/ou em que participou.

10

- EXCELENTE - O docente dinamizou mais de uma actividade prevista no Projecto Educativo de Escola/Plano Anual de

Actividades/Projecto Curricular de turma e participou/colaborou num elevado número de acções previstas nos referidos projectos, avaliando de forma crítica a sua actuação.

8

- MUITO BOM - O docente dinamizou uma actividade prevista no Projecto Educativo de Escola/Plano Anual de Actividades/Projecto

Curricular de turma e participou/colaborou em várias actividades previstas nos referidos projectos, avaliando criticamente a sua actuação.

- BOM - O docente não dinamizou nenhuma acção mas participou/colaborou em várias actividades previstas no Projecto Educativo de Escola/Plano Anual de Actividades/Projecto Curricular de Turma, avaliando a sua participação/colaboração.

7

- REGULAR - O docente não dinamizou nenhuma acção mas participou, sem colaborar activamente, numa actividade prevista no Projecto Educativo de Escola/Plano Anual de Actividades/Projecto Curricular de Turma

6

- INSUFICIENTE - O docente não dinamizou nem participou em qualquer actividade prevista no Projecto Educativo/ Plano Anual de actividades/ Projecto Curricular de turma.

3

9

Como avalia a sua participação nas estruturas de orientação educativa e nos órgãos de gestão e o contributo que deu para o seu funcionamento?

10

- EXCELENTE - O docente demonstra ter grande disponibilidade e iniciativa para o trabalho em grupo, manifestando abertura e

optimismo pedagógico para o cumprimento dos objectivos definidos pelas diferentes estruturas, contribuindo activamente para a detecção e resolução de problemas. Mantem uma postura tranquila e de confiança, reforçando e estimulando as intervenções positivas dos colegas contribuindo para a harmonia do grupo.

- MUITO BOM - O docente é dinamizador e dá sugestões para a melhoria e cumprimento dos objectivos definidos pelas diferentes estruturas, procurando a resolução dos problemas detectados através de uma atitude crítica e cooperante.

8

- BOM - O docente revela-se disponível e empenhado em participar nas diferentes estruturas, mantendo uma atitude crítica e cooperante na consecução dos objectivos definidos, através do seu conhecimento e experiência.

7

- REGULAR - O docente, quando solicitado, participa e contribui, somente com o que lhe é pedido, para o bom funcionamento das estruturas de orientação educativa e órgãos de gestão

6

- INSUFICIENTE - O docente, quando solicitado, não participa nem contribui activamente para o funcionamento das estruturas de orientação educativa e órgãos de gestão.

3

10

Como avalia o estado de actualização dos seus conhecimentos científicos e pedagógicos e a sua capacidade de utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação?

10

- EXCELENTE - O docente procura constantemente actualizar-se através das últimas novidades que possam desenvolver e melhorar

os seus conhecimentos científicos e pedagógicos, e demonstra uma grande capacidade de utilização das tecnologias de informação e comunicação, utilizando-as frequentemente como meio de comunicação entre as diferentes estruturas e também como forma de acompanhamento, avaliação e comunicação com os alunos, promovendo a utilização autónoma destes recursos na construção do conhecimento, resultando em experiências muito enriquecedoras e muito significativas para si e para os seus alunos.

8

- MUITO BOM - O docente demonstra estar bem actualizado relativamente aos seus conhecimentos cientificos e pedagógicos e utiliza

com alguma frequência as tecnologias de informação e comunicação, incluindo também o Moodle, como forma de comunicação entre as diferentes estruturas e acompanhamento dos alunos, resultando em experiências inovadoras e muito enriquecedoras para si e para os alunos.

- BOM - O docente procura estar actualizado relativamente aos seus conhecimentos científicos e pedagógicos e revela capacidade na utilização das tecnologias de informação e comunicação, nomeadamente através da elaboração de documentos em Word/Excel/Power Point, envio de e-mails, etc; resultando em experiências enriquecedoras para si e para os seus alunos.

7

- REGULAR - O docente procura obter alguma actualização aos seus conhecimentos científicos e pedagógicos, revelando utilizar as tecnologias de informação e comunicação apenas para a elaboração de testes e fichas para os alunos.

6

- INSUFICIENTE - O docente revela falta de actualização relativamente aos seus conhecimentos científicos e pedagógicos e não utiliza as tecnologias de informação e comunicação por não achar significante para as aprendizagens dos alunos.

3

11

Refira as acções de formação contínua realizadas e a classificação nelas obtida e avalie o contributo de cada uma delas para o seu desempenho profissional

10 - EXCELENTE - Se as acções efectuadas são de carácter científico e pedagógico relevantes e fundamentais para a profissão.

8

- MUITO BOM - Se as acções efectuadas são de carácter científico e/ou pedagógico relevantes e fundamentais.

7

- BOM - Se as acções efectuadas são de carácter científico e pedagógico.

6

- REGULAR - Se as acções efectuadas são de carácter científico e/ou pedagógico.

3

- INSUFICIENTE - Se as acções efectuadas não são de carácter científico e/ou pedagógico.

12

Identifique sumariamente as suas necessidades de formação e de desenvolvimento profissional

10

- EXCELENTE - O docente identifica as suas necessidades de formação e desenvolvimento profissional como sendo fundamentais e

 

imprescindiveis.

- MUITO BOM - O docente identifica as suas necessidades de formação e desenvolvimento profissional como sendo muito importantes.

8

7

- BOM - O docente identifica as suas necessidades de formação e desenvolvimento profissional como sendo importantes.

6

- REGULAR - O docente identifica as suas necessidades de formação e desenvolvimento profissional como não sendo relevantes.

3

- INSUFICIENTE - O docente não identifica necessidades de formação e desenvolvimento profissional.

 

13

Como avalia a relação que estabeleceu com a comunidade?

10

- EXCELENTE - O docente avalia e fundamenta a relação que estabeleceu com a comunidade com excelente nível de

 

envolvimento.

8

- MUITO BOM - O docente avalia e fundamenta a relação que estabeleceu com a comunidade com elevado nível de envolvimento.

7

- BOM - O docente avalia e fundamenta a relação que estabeleceu com a comunidade com razoável nível de envolvimento.

6

- REGULAR - O docente avalia, sem grande fundamentação, a relação que estabeleceu com a comunidade.

3

- INSUFICIENTE - O docente não estabeleceu qualquer relação com a comunidade.

OBSERVAÇÃO:

Sempre que não seja possível responder a algum dos parâmetros ou este não seja aplicável deverá o docente justificar essa situação de forma fundamentada.

ESC. SEC. D. PEDRO V AVALIAÇÃO GLOBAL DO DESEMPENHO DO DOCENTE CONTRATADO DO 3º CICLO

ESC. SEC. D. PEDRO V

ESC. SEC. D. PEDRO V AVALIAÇÃO GLOBAL DO DESEMPENHO DO DOCENTE CONTRATADO DO 3º CICLO E

AVALIAÇÃO GLOBAL DO DESEMPENHO

DO DOCENTE CONTRATADO DO 3º CICLO E DO ENSINO SECUNDÁRIO

Nome do Avaliador :

Cargo :

Nome do Avaliado :

Categoria :

Departamento Curricular :

Período da Avaliação:

2007 / 2008

1. O docente cumpriu em cada ano lectivo do período em avaliação, pelo menos 95% das actividades lectivas.

SIMcumpriu em cada ano lectivo do período em avaliação, pelo menos 95% das actividades lectivas. NÃO

cumpriu em cada ano lectivo do período em avaliação, pelo menos 95% das actividades lectivas. SIM

NÃO

NÃO APLICÁVEL1. O docente cumpriu em cada ano lectivo do período em avaliação, pelo menos 95% das

2. Síntese do resultado obtido nas fichas de avaliação

Resultado da Ficha de avaliação do Coordenador do Departamento:

 

Resultado da Ficha de avaliação do Presidente do Conselho Executivo:

 

Resultado final

0.0

3. Validação das menções de Insuficiente, Muito Bom e Excelente pela Comissão de Coordenação da Avaliação

Foi validada a menção de:e Excelente pela Comissão de Coordenação da Avaliação Não foi validada a menção de: Excelente Muito

Não foi validada a menção de:de Coordenação da Avaliação Foi validada a menção de: Excelente Muito Bom Insuficiente Na reunião da

ExcelenteFoi validada a menção de: Não foi validada a menção de: Muito Bom Insuficiente Na reunião

Muito Boma menção de: Não foi validada a menção de: Excelente Insuficiente Na reunião da comissão de

Insuficientede: Não foi validada a menção de: Excelente Muito Bom Na reunião da comissão de coordenação

Na reunião da comissão de coordenação da avaliação do desempenho realizada em

/

/

4. Tomada de conhecimento da proposta de avaliação.

Tomei conhecimento da proposta da minha avaliação em reunião de avaliação realizada em

O Avaliado,

/ /

Excelente

9 a 10 valores

Muito Bom

8 a 8,9 valores

Bom

6,5 a 7,9 valores

Regular

5 a 6,4 valores

Insuficiente

1 a 4,9 valores

5. Fundamentação da menção do desempenho de Excelente, nos termos do nº 4 do artigo 46º do ECD

6. Atribuição da avaliação final Os avaliadores decidem atribuir ao avaliado a menção qualitativa de
6. Atribuição da avaliação final
Os avaliadores decidem atribuir ao avaliado a menção qualitativa de
Os avaliadores:
/
/
/
/
/
/
/
/
/
/

7. Conhecimento da avaliação final

Tomei conhecimento da minha avaliação de desempenho em reunião realizada em

O Avaliado,

/

/