Вы находитесь на странице: 1из 15

Introdução

O início da consciencialização ecológica surgiu durante as últimas três décadas devido à generalizada degradação do meio ambiente. Dessa forma, surgiram novos conceitos que se referem á resolução de problemas ecológicos provocados pela ação humana, com o objetivo de manter um equilíbrio entre o ambiente e o desenvolvimento econômico. Os conceitos são o eco desenvolvimento, planejamento do ecossistema, desenvolvimento sustentável, dentre outros, os quais buscam mostrar que o conceito de desenvolvimento não se refere á apenas um setor, mas a uma dimensão de setores que inclui aspectos culturais, sociais e econômicos.

A sustentabilidade atingiu seu auge em 1987 na publicação do relatório da Comissão Mundial para o Ambiente e Desenvolvimento. Nesse relatório, percebe-se que a política do crescimento económico é indispensável, mas, desde que o desenvolvimento sustentável seja inserido nesse desenvolvimento econômico, de forma que todos os países insiram em sua estrutura a sustentabilidade.

Dessa forma, ao analisar o crescimento acelerado das cidades, o presente trabalho possui como principal objetivo a análise e a conceituação do que é considerado sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, juntamente com a conceituação de cidades sustentáveis e suas diretrizes para terem tal denominação. Será apresentado no decorrer do trabalho um estudo de caso, de um projeto da primeira cidade totalmente sustentável do mundo, a cidade de Dongtan na China, a qual adquire o conceito de sustentabilidade devido as diretrizes, e características semelhantes á sustentabilidade.

Sustentabilidade e desenvolvimento sustentável

A sustentabilidade é definida como ações e atividades humanas que procuram suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer as futuras gerações. A sustentabilidade está ligada ao desenvolvimento econômico sem prejudicar o meio ambiente, fazendo uso dos recursos naturais de forma inteligente para que eles perdurem até o futuro e dessa forma garantindo o desenvolvimento sustentável para a humanidade.

Esse desenvolvimento sustentável possibilita as necessidades das pessoas no agora e no futuro em um nível satisfatório de desenvolvimento econômico e social e de realização humana e cultural, utilizando de forma razoável os recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais. Para aplicar a ideia de desenvolvimento sustentável é necessário um planejamento e o reconhecimento de que os recursos não são finitos e que não deve ser confundido com o crescimento econômico que depende do consumo cada vez maior de energia e recursos naturais. Caso não interligue o desenvolvimento econômico com a sustentabilidade, o desenvolvimento acaba se tornando insustentável, levando ao termino dos recursos naturais necessários a humanidade. Dessa forma o desenvolvimento sustentável busca harmonizar os desenvolvimentos econômico, social e a conservação ambiental para as necessidades da humanidade.

Cidades Sustentáveis

A partir da concepção de desenvolvimento sustentável, deve-se tentar avançar na concepção de desenvolvimento sustentável urbano, incorporando as especificidades que compõe o fenômeno urbano. Porém, uma vez que as cidades não produzem alimentos, não renovam o ar, não purificam a água, além da concentração de problemas decorrentes das transformações econômicas, sociais e demográficas, o consumo excessivo de energia e recursos naturais e poluição, são consideradas insustentáveis.

Dessa forma, as cidades apresentam algumas características que dificultam a aplicação da sustentabilidade, que, se o foco de integração do desenvolvimento e do meio ambiente centrar em combater o uso excessivo de recurso natural não renovável e em unir com o meio natural, será mais difícil

transferir a ideia de sustentabilidade para o meio urbano, pois o meio urbano é um ambiente artificial crido pelo homem, na maioria das vezes em um planejamento urbano adequado.

No caso de cidade sustentável não é uma cidade sem conflitos, mas sim uma cidade que sabe geri-los, além disso, deve-se conseguir uma igualdade ambiental, não se tratando apenas de incorporar valores ambientais, mas de garantir a acessibilidade e o desfruto destes por todos os cidadãos, presentes e futuros.

Cidade sustentável é aquela considerada que contém uma política de desenvolvimento urbano que possua como um de seus objetivos medidas para proteger o meio ambiente natural e construído, garantindo e conservando a função social e ambiental da cidade. Nesse processo urbano de sustentabilidade que ocorre nas cidades é necessário levar em consideração vários setores como o ambiental, o econômico e temporal dos processos urbanos. O uso do desenvolvimento sustentável para o crescimento urbano das cidades está sendo fundamental para compatibilizar e assegurar o direito das atuais e futuras gerações em um ambiente ecologicamente equilibrado. É o direito que a população tem à terra urbana, á moradia, ao saneamento, à infraestrutura urbana, aos serviços públicos, ao transporte, ao lazer, ao trabalho procurando sempre fazer o uso dessas medidas com autossuficiência e eliminando os resíduos em um mesmo espaço,ou seja,de maneira sustentável.

A política dessas cidades devem sempre procurar promover o meio ambiente natural. Para isso deve seguir diretrizes como :

Ordenação e controle do uso do solo: para evitar degradação dos recursos naturais.

Construção

de

plataformas

de

sustentabilidade,

monitorada por

indicadores que irão mensurar e dar os caminhos, prazos e metas de desenvolvimento de excelência. Plataformas com políticas claras e abrangentes de saneamento, coleta e tratamento de lixo; gestão das águas, com coleta, tratamento, economia e reuso; sistemas de transporte que privilegiem o transporte de massas com qualidade e segurança.

Ações que preservem e ampliem áreas verdes e uso de energias limpas e renováveis; modelos educacionais que capacitem e valorizem o educador; enfim, administração pública transparente e compartilhada com a sociedade organizada.

Portanto, as cidades sustentáveis devem possuir planos de adaptação para as mudanças climáticas, como cidades costeiras dever ter planejamento contra maremotos e elevação do nível dos oceanos, as cidades de interiores devem ter preocupações contra deslizamentos em encostas,enchentes,ondas de calor e frio. Dessa forma as cidades precisam ter flexibilidade e adaptabilidade com as mudanças climáticas para não congelar as estruturas, as situações podem mudar e é necessário que as cidades possuam a capacidade de resiliência.

Estudo de caso: Cidade de Dongtan

Dongtan ou praia leste é o projeto da firma inglesa Arup com supervisão do Arquiteto Alejandro Gutierrez de uma cidade ecológica, que será considerada a primeira ecocity do mundo a ser construída no lado leste da ilha de Chongming em Shagai na China. No ano de 2005 o ex-primeiro ministro britânico Tony Blair assinou um acordo inovador com o então presidente da China Hu Jintao para construir Dongtan. Inicialmente a inauguração da cidade estava prevista para ser feita na Exposição Mundial de 2010 em Shangai, mas até os dias atuais o projeto ainda não saiu do papel, pois no ano de 2006 o projeto foi interrompido por tempo indeterminado após uma sequência de atos de corrupção e problemas financeiros.

No ano de 2005 a Companhia de Investimento Industrial de Shangai (SIIC) contratou o projeto urbanístico da cidade de Dongtan para ser a primeira de uma serie de quatro cidades com cerca de 750km², em um local onde grande parte de terra ainda não foi urbanizada. A cidade seria implantada ao longo do rio Yangtze, fazendo com que 65% da ilha fosse reservada para usos rurais e implantação de parques públicos. No ano de 2010 era para ter sido construído um sistema composto por uma ponte e um túnel, além de uma ampliação do metro que ligaria a ilha de Shangai ao aeroporto internacional da cidade. No ano de 2020 seria para Dongtan começar a crescer os corredores longos de

transporte público na direção norte, mas mantendo metade da ilha com o uso rural ou para parques públicos.

Em 2008 na China aconteceu o IV Fórum Nacional das Nações Unidas e a cidade de Dongtan foi apresentada como um exemplo de cidade sustentável e o seu projeto previa que a cidade não geraria emissão de carbono (zero carbono), fosse completamente autossuficiente em água e energia, fazendo uso dos princípios da construção de zero energia, no qual o edifício gera energia suficiente para cobrir a sua própria demanda.

Em relação as cidades convencionais, a cidade de Dongtan teria uma demanda muito baixa de energia por possuir alta performance dos edifícios e por o transporte público no interior da cidade não gerar emissão de carbono. A maior parte do lixo gerado na cidade, 90%, seria reciclado e considerado como um recurso econômico e o lixo orgânico será adubado ou usado como biomassa para produção de energia adicional, já o transporte seria realizado ao longo da costa de forma ecológica. A ideia era que as pessoas ao chegar no local desejado na costa deixassem seus carros ali e então se deslocariam pela cidade como pedestres,ciclistas ou utilizando o transporte público sustentável, que assim como os outros veículos das pessoas só seriam permitidos na cidades os movidos a eletricidade ou a hidrogênio. A cidade produziria a sua energia a partir da energia solar, eólica e de biocombustíveis, terá um centro de energia que controlara a geração através de turbinas de vento,dos materiais biológicos e do material orgânico reciclado. Além disso, os resíduos reciclados iriam fertilizar os campos e as fazendas orgânicas iriam produzir grande parte dos alimentos da cidade.

Para Dongtan ser considerada uma cidade com zero emissão de energia foram tomadas medidas como:

Todas as moradias serem construídas a 7 minutos de caminhada de pontos de parada do transporte público. Os veículos particulares ou de carga serem movidos a bateria ou células de hidrogênio. As plantações em áreas rurais no entorno da cidade usarem métodos orgânicos de plantio e abastecerem a cidade.

A estação energética seria movida pela queima de biomassa, com a

utilização da palha de arroz, um dos produtos produzidos pelas indústrias locais de produção de arroz e que é descartado. A cidade não deve ter efluentes de esgotos domésticos ou industriais,

estes devem ser tratados e utilizados para produção de energia e de fertilizantes. Os edifícios devem ter tetos verdes para melhorar o isolamento térmico.

O transporte público deve usar energia solar e células de hidrogênio, para mover táxis e ônibus.

Dessa forma em relação as enchentes o projeto mostra que deve ser feito uma rede de canais e lagos projetados de acordo com antigos métodos chineses de irrigação e dessa maneira protegendo a cidade de eventuais problemas durante a ocorrência de tempestades. A água do saneamento básico também não será desperdiçada, será processada e utilizada para a irrigação e adubagem,evitando dessa forma o desperdício em operações de descargas. A cidade está sendo projetada como vilas em que as casas farão o maior proveito possível das condições climáticas, evitando assim o uso de sistemas de aquecimento ou resfriamento. Além disso, as moradias e edifícios construídos devem ter entre 4 a 6 pavimentos e com a altura adequada de acordo com o tipo do solo local dispensando o uso de elevadores para evitar o gasto de energia e não permitindo fundações profundas e com densidade que permita evitar que a cidade se espalhe para a área rural. A previsão era que a cidade já abrigasse em 2010 10.000 habitantes e que no ano de 2050 chegasse a uma população com um total de 500 mil habitantes.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

O presente trabalho nos possibilitou buscar alternativas, soluções, modelos e

idéias de aplicação de processos de

sustentabilidade no urbanismo, mostrando

que existem muitas maneiras de se unir desenvolvimento econômico com a

sustentabilidade, somando ótimos resultados, minimizando os impactos ambientais causados pela extração vegetal e mineral abusiva, alta produção de resíduos industriais e emissão de C02.

Porém, para atingir uma cidade totalmente sustentável, como é o caso da cidade de Dongtan, ou uma cidade que busca utilizar a sustentabilidade, é necessário que as pessoas entendam que cidade sustentável não é uma cidade sem conflitos e problemas, mas sim uma cidade que sabe geri-los, e, para isso, deve-se haver uma boa leitura do solo e um bom planejamento urbano. Deve-se conseguir uma igualdade ambiental, não se tratando apenas de incorporar valores ambientais, mas de garantir a acessibilidade e o desfruto destes por todos os cidadãos, presentes e futuros.

Nesse processo urbano de sustentabilidade que ocorre nas cidades é necessário levar em consideração vários setores como o ambiental, o econômico e temporal dos processos urbanos, de forma a permitir que exista um desenvolvimento econômico positivo mas que ao mesmo tempo não prejudique o meio ambiente.

Referências Bibliográficas

Arqambiente, Dongtan: A primeira cidade sustentável do mundo,na China.Disponível em: http://arqambiente.blogspot.com.br/2010/09/dongtan- primeira-cidade-sustentavel-do.html. Acesso em: 22,outubro 2015

Espaço Arquitetura.

O

que

é

cidade

sustentável?

Disponível

sustentavel/. Acesso em: 20,outubro 2015.

Lafarge Holcim Foundation, Dongtan Eco-City urban concept. Disponível

concept-shanghai-china.Acesso em: 23,outubro de 2015.

News, Losta World:The forgotten unbuilt cities. Disponível em:

cities/story-e6frfqai-1227491136720. Acesso em: 23,outubro 2015.

SuaPesquisa,Sustentabilidade.Disponívelem:http://www.suapesquisa.com/eco logiasaude/sustentabilidade.htm.Acesso em: 20,outubro 2015.

sustentaveis&catid=3:noticias. Acesso em: 20,outubro 2015.

The Urban Earth.Reflexões para um mundo urbanizado.Disponível

dongtan-um-projeto-para-a-china/. Acesso em: 21,outubro 2015.

ANEXO - IMAGENS

ANEXO - IMAGENS Figura 1-Localização da cidade na ilha de Dongtan.Fonte: <a href=https://theurbanearth.wordpress.com/2013/06/13/cidades-sustentaveis-dongtan-um-projeto-para-a- china/ " id="pdf-obj-8-4" src="pdf-obj-8-4.jpg">
ANEXO - IMAGENS Figura 1-Localização da cidade na ilha de Dongtan.Fonte: <a href=https://theurbanearth.wordpress.com/2013/06/13/cidades-sustentaveis-dongtan-um-projeto-para-a- china/ " id="pdf-obj-8-6" src="pdf-obj-8-6.jpg">

Figura 1-Localização da cidade na ilha de Dongtan.Fonte:

ANEXO - IMAGENS Figura 1-Localização da cidade na ilha de Dongtan.Fonte: <a href=https://theurbanearth.wordpress.com/2013/06/13/cidades-sustentaveis-dongtan-um-projeto-para-a- china/ " id="pdf-obj-8-14" src="pdf-obj-8-14.jpg">

Figura 2-Planejamento Cidade de Dongtan.Fonte: http://www.news.com.au/travel/world-travel/lost-

Figura 2-Planejamento Cidade de Dongtan.Fonte: <a href=http://www.news.com.au/travel/world-travel/lost- world-the-forgotten-unbuilt-cities/story-e6frfqai-1227491136720 Figura 3-Vista da Cidade de Dongtan.Fonte: : http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 4-Perspectiva da cidade e sistema de canais e lagos.Fonte: https://theurbanearth.wordpress.com/2013/06/13/cidades-sustentaveis-dongtan-um-projeto-para-a- china/ " id="pdf-obj-9-7" src="pdf-obj-9-7.jpg">

Figura 3-Vista da Cidade de Dongtan.Fonte: : http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china

Figura 2-Planejamento Cidade de Dongtan.Fonte: <a href=http://www.news.com.au/travel/world-travel/lost- world-the-forgotten-unbuilt-cities/story-e6frfqai-1227491136720 Figura 3-Vista da Cidade de Dongtan.Fonte: : http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 4-Perspectiva da cidade e sistema de canais e lagos.Fonte: https://theurbanearth.wordpress.com/2013/06/13/cidades-sustentaveis-dongtan-um-projeto-para-a- china/ " id="pdf-obj-9-11" src="pdf-obj-9-11.jpg">

Figura 4-Perspectiva da cidade e sistema de canais e lagos.Fonte:

Figura 5-Mapa da cidade de Dongtan.Fonte:http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 6-Sistema Viário Ligando Shangai a Dongtan.Fonte: <a href=https://theurbanearth.wordpress.com/2013/06/13/cidades-sustentaveis-dongtan-um- projeto-para-a-china/ " id="pdf-obj-10-2" src="pdf-obj-10-2.jpg">

Figura 5-Mapa da cidade de Dongtan.Fonte:http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china

Figura 5-Mapa da cidade de Dongtan.Fonte:http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 6-Sistema Viário Ligando Shangai a Dongtan.Fonte: <a href=https://theurbanearth.wordpress.com/2013/06/13/cidades-sustentaveis-dongtan-um- projeto-para-a-china/ " id="pdf-obj-10-6" src="pdf-obj-10-6.jpg">

Figura 6-Sistema Viário Ligando Shangai a Dongtan.Fonte:

Figura 7-Perspectiva cidade de Dongtan_Vila Leste e Lago leste.Fonte: <a href=http://arqambiente.blogspot.com.br/2010/09/dongtan-primeira-cidade-sustentavel-do.html Figura 8- Porto de noite. Fonte: http://arqambiente.blogspot.com.br/2010/09/dongtan-primeira-cidade-sustentavel-do.html " id="pdf-obj-11-2" src="pdf-obj-11-2.jpg">

Figura 7-Perspectiva cidade de Dongtan_Vila Leste e Lago leste.Fonte:

Figura 7-Perspectiva cidade de Dongtan_Vila Leste e Lago leste.Fonte: <a href=http://arqambiente.blogspot.com.br/2010/09/dongtan-primeira-cidade-sustentavel-do.html Figura 8- Porto de noite. Fonte: http://arqambiente.blogspot.com.br/2010/09/dongtan-primeira-cidade-sustentavel-do.html " id="pdf-obj-11-8" src="pdf-obj-11-8.jpg">

Figura 8-Porto de noite.Fonte:

Figura 9-Turbinas do canal sul.Fonte: http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 10-Cidade de Dongtan_Lago e Vila Leste.Fonte:http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china

Figura 9-Turbinas do canal sul.Fonte: http://www.lafargeholcim-

foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china

Figura 9-Turbinas do canal sul.Fonte: http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 10-Cidade de Dongtan_Lago e Vila Leste.Fonte:http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china

Figura 10-Cidade de Dongtan_Lago e Vila Leste.Fonte:http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china

Figura 11-Vila do Norte.Fonte: http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 12-Vila Sul.Fonte: http://www.lafargeholcim-foundation.org/Projects/dongtan-eco- city-urban-concept-shanghai-china

Figura 11-Vila do Norte.Fonte: http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china

Figura 11-Vila do Norte.Fonte: http://www.lafargeholcim- foundation.org/Projects/dongtan-eco-city-urban-concept-shanghai-china Figura 12-Vila Sul.Fonte: http://www.lafargeholcim-foundation.org/Projects/dongtan-eco- city-urban-concept-shanghai-china

Figura 12-Vila Sul.Fonte: http://www.lafargeholcim-foundation.org/Projects/dongtan-eco- city-urban-concept-shanghai-china