Вы находитесь на странице: 1из 4

Nº 01 - janeiro/maio 2004 VIVA MELHOR SUA COMUNIDADE

Circulação em Querência, Alto de Boa Vista, São Félix do Araguaia, Canabrava do Norte, Luciara, Porto Alegre do Norte, Confresa, Santa Terezinha, São José do Xingu, Santa Cruz
do Xingu, Serra Nova Dourada, Novo Santo Antônio, Bom Jesus do Araguaia, Vila Rica, Mato Grosso.

CARTA DO ARAGUAIA
Durante a V Mostra de Educação do Baixo contendo as reinvidicações dos moradores para
Araguaia foi entregue à ministra do Meio concretizar o desenvolvimento sustentável na região.
Ambiente, Marina Silva, a Carta do Araguaia Conheça a Carta e detalhes da visita da ministra.
Página 3.

“Como filha que nasceu e ama essa região, é


importante a comunidade buscar soluções para
seus problemas, não só esperar que as soluções
PROJETO GESTAR ARAGUAIA/ venham prontas, é importante preservamos
MT É LANÇADO COM SUCESSO a natureza, cuidarmos do Rio Araguaia. O
desenvolvimento é necessário, porém preservando a
EM VILA RICA natureza”

Noeli Luz – Prefeita de Luciara e Presidente da AMBA.


A sociedade e o governo local em parceria
com várias instituições federais se
Entrevista com Prefeito de São Félix do Araguaia.
mobilizaram para a construção do plano de Página 04.

desenvolvimento sustentável no Araguaia, no Artigo da vereadora Dagmar Aparecida Teodoro Gatti


“Eu vejo que essa região é uma nova fronteira de
qual o GESTAR (SDS/MMA) é o principal desenvolvimento do estado, agora se cria uma
instrumento de articulação. Mais detalhes do expectativa de que esse desenvolvimento seja
planejado pelos vários segmentos da comunidade.”
projeto e do Acordo de Cooperação Técnica. Leia no Ponto de Vista. Página 02.

página 3. ANSA apresenta projeto à Secretaria de Direitos


Humanos da Presidência da República. Página 04.
VIVA MELHOR SUA COMUNIDADE Nº 01 - janeiro/maio 2004 02

EDITORIAL PONTO DE VISTA


O direito de acesso à informação e a possibilidade de se Moramos há trinta anos nesta região e é muito desafiador hoje sentir que está por um triz a possibilidade de ver que
criar as condições para a comunidade tornar conhecido e o pequeno agricultor e a agricultura familiar possa vir a ter respaldo do governo federal, com o apoio necessário para
veicular as suas ações, os eventos e fatos importantes que que ele seja um agente ativo no processo de desenvolvimento da região. São anos a perder-se na historia atuando para o
devem ser de conhecimento de todos, motivou essa primeira fortalecimento do homem no campo e ver que isto ficava no ideal, no sonho, na utopia. Uma luz acende-se para sinalizar
edição do JORNAL ARAGUAIA SUSTENTÁVEL. que esta possibilidade pode ser real e necessária, é a comunidade junto com o governo se organizando para que isto se
torne realidade.

O JORNAL ARAGUAIA SUSTENTÁVEL tem como Ta aí o GESTAR que poderá contribuir efetivamente na organização e fortalecimento da região em torno de um projeto
objetivo aprofundar o diálogo entre a comunidade da que contará com técnicos para assegurar assessoria ao pequeno agricultor para que ele ingresse efetivamente, através
região e os parceiros do movimento por um Araguaia dos programas de financiamento do governo federal, no processo de desenvolvimento sustentável, sempre buscando a
sustentável, criar esse novo espaço onde todas essas vozes melhoria da qualidade de vida para a sua família e para a coletividade.
são ouvidas.
Outra expectativa é de que este processo envolva segmentos que tradicionalmente não percebem que o desenvolvimento
tem que ter sustentabilidade em todos os aspectos e que hoje é travado na região um embate de proposições, envolvendo
Nessa primeira edição apresentamos um pouco da história vários atores sociais com diferentes interesses mas que terão que debater seus pontos de vistas para buscar interesses
que resultou na construção do Projeto GESTAR Araguaia/ comuns, que se resumem na melhoria da qualidade de vida para todos.
MT: a mobilização comunitária e do governo local que
deu origem a essa resposta do governo federal, as parcerias Desde que iniciou o debate para criação do GESTAR, as comunidades que estão com associações organizadas estão
firmadas, e as ações e o seminário que já foram realizados acompanhando de perto o processo e estão apostando em um resultado positivo, sobretudo porque já foi sinalizada a
para que a comunidade possa se informar, participar e contratação de técnicos, que é o nosso entrave na elaboração de projetos na região. Também aumentou o interesse na
monitorar todo o processo. Já foi dito que não há governo participação de reuniões para debater os problemas do município. Há uma grande expectativa de que o governo federal
federal, estadual ou municipal sem o povo, o objetivo do vai mesmo cumprir com o compromisso de investir no trabalhador, no pequeno, no pobre, e se não for com este governo
governo não é construir para o povo, mas construir com o não será nunca mais. Ou seja, a responsabilidade de manter esta credibilidade é enorme e urge medidas efetivas que possa
povo, e é de fundamental importância que todos se unam selar este compromisso.
para melhorar a qualidade de vida das pessoas. O objetivo
desse projeto não é impor um modelo de desenvolvimento, Dagmar Aparecida Teodoro Gatti é vereadora de Santa Terezinha.
e sim construir um modelo juntamente com a população
local. A seção Ponto de Vista reflete a opinião do articulista e não necessariamente a dos editores, que não se responsabilizam pelo seu conteúdo

E nesse caminho que vamos percorrer juntos era necessário


estabelecer um espaço de comunicação, que se realiza nesse República Federativa do Brasil
momento neste jornal. Boa leitura. Luiz Inácio Lula da Silva – Presidente do Brasil
José Alencar Gomes da Silva – Vice-Presidente do Brasil

Ministério do Meio Ambiente


Marina Silva – Ministra do Meio Ambiente
Claudio Langone – Secretário-Executivo
Gilney Amorim Viana – Secretário de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável
Roberto Vizentin – Direto de Programa
GESTAR Silvio Menezes – Chefe de Gabinete

Equipe GESTAR
Antônio Carlos Rodrigues Cruz
O projeto GESTAR – Gestão Ambiental Rural Antônio Giles
Edgar Klever
resulta da cooperação técnica do Ministério do
Ivanise Knapp
Meio Ambiente – MMA, através da Secretaria Jader Alves Oliveira
Maira Paixão
de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável
Paulo Brum Ferreira
– SDS em parceria com a FAO – Organização das
Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação, Ficha Técnica
Editoração, elaboração e revisão de textos: Valéria Viana
visando promover a melhor qualidade de vida das Fotos: Arquivo GESTAR
comunidades rurais. A base da metodologia do Tiragem: 5000 exemplares

GESTAR é incentivar a comunidade a discutir sobre Empresa Matogrossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural S/A- EMPAER – ANSA – AMBA - Universidade do Estado do Mato
seus problemas e propor soluções consensuadas que Grosso – (UNENAT) - Universidade Federal do Mato Grosso – UFMT - Caixa Econômica Federal (CEF) – Prefeitura Municipal
de São Félix do Araguaia - Prefeitura Municipal de Vila Rica - Secretaria de Desenvolvimento do Centro-Oeste (SCO) - Fundo
resultam em projetos participativos e transparentes Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) - Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural (SEDER) - Secretaria
para o desenvolvimento de tecnologias sustentáveis de Estado de Planejamento e Coordenação Geral (SEPLAN) - Secretaria de Estado de Ciências e Tecnologia - Governo do Estado do
Mato Grosso - Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) - Fundação Nacional do Índio (FUNAI)
para a região. www.portalgestar.org.br
- Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) - FUNASA - – IBAMA - Ministério da Integração Nacional (MI)
- Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) - Secretaria de Políticas para
o Desenvolvimento Sustentável /Ministério do Meio Ambiente (SDS/MMA) – Governo do Brasil
VIVA MELHOR SUA COMUNIDADE Nº 01 - janeiro/maio 2004 03

CARTA DO ARAGUAIA

Ministra do Meio Ambiente visita


a região e propõe um plano para o
desenvolvimento sustentável do Araguaia

A Ministra Marina Silva, acompanhada de Gilney Viana,


secretário de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável
do MMA, participaram da V Mostra de Educação do Baixo
Araguaia, em São Félix do Araguaia, onde foi entregue pela
população local a CARTA do ARAGUAIA, reproduzida
na íntegra acima. A presença da Ministra reafirma o
compromisso do Governo Federal com o desenvolvimento
econômico da região associado às questões socioambientais,
buscando a superação das desigualdades sociais.
As organizações governamentais, não-governamentais, edu- sustentável que compatibilize as dimensões econômicas,
cadores e educadoras, e cidadãos participantes da V Mostra sociais e ambientais;
de Educação do Baixo Araguaia, 3. Empreender esforços na construção de um Fórum Viva melhor na sua comunidade:
Regional Permanente, visando o desenvolvimento sus- Projeto GESTAR Araguaia/MT
CONSIDERANDO: tentável do Baixo Araguaia, abrangendo a região que
vai do Parque Nacional do Xingu, no MT, até o Baixo Vila Rica sediou nos dias 5, 6 e 7 de dezembro o seminário de
1. A significativa demonstração de cidadania e capacidade Araguaia; implantação do projeto GESTAR Araguaia/MT que contou
mobilizadora dos educadores e educadoras da rede 4. Garantir, no processo de constituição desse Fórum, a com a presença do secretário Gilney Viana da SDS/MMA,
municipal de educação do Baixo Araguaia, expressando efetiva participação da sociedade civil organizada e dos autoridades federais, estaduais e da região do Araguaia,
nessa V Mostra de Educação, cujo papel é fundamental povos indígenas; prefeitos municipais, entidades, organizações e comunidades
para a construção ética no processo de desenvolvimento 5. Exigir dos governos, nos diferentes níveis, medidas que rurais da região.
sustentável do Baixo Araguaia; paralisem o processo de ocupação e uso degradador da
O evento foi considerado um sucesso pelos organizadores, pois
2. Que está ocorrendo um devastador processo de ocupação e terra na região, até que tenha um Plano Regional de
contou com a presença de mais de 500 pessoas na abertura e
uso da terra na região, decorrente do avanço desordenado Desenvolvimento Sustentável elaborado com a par-
cerca de 350 participantes das áreas rurais dos Municípios de
da fronteira agrícola, com a chegada de setores produtivos ticipação das comunidades locais;
Vila Rica, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia, Confresa,
cujos interesses não têm qualquer comprometimento 6. Submeter o avanço desordenado da fronteira agrícola a Alto do Boa Vista, Santa Cruz do Xingu, Porto Alegre do
com a cultura e a qualidade ambiental e de vida das co- este Plano Regional de Desenvolvimento Sustentável, Norte, São José do Xingu, Bom Jesus do Araguaia, Canarana,
munidades do Baixo Araguaia; elaborado com a participação das comunidades, governos Nova Serra Dourada, Luciara e Novo Santo Antônio,
3. Que as conseqüências desse processo têm se mostrado da região e governo federal; composto por lideranças comunitárias, autoridades políticas,
profundamente danosas ao meio ambiente e à própria 7. Envidar esforços para a viabilização e consolidação da religiosas, educacionais, jovens, crianças, ONG`s, agricultores
sustentabilidade dos processos produtivos agrícolas; agricultura familiar da região, mediante a articulação e assentados da reforma agrária.
4. Que esse processo de ocupação não atende à necessidade de governos nos diferentes níveis, prioritariamente nas
de integração a um processo de desenvolvimento dis- áreas de meio ambiente, agricultura e desenvolvimento
cutido, formulado e implementada pelas próprias rural, reforma agrária, política indígena, saúde, educação, Acordo de cooperação cria condições para
comunidades da região; cultura, transporte, comunicação e energia, com ênfase o projeto Araguaia sustentável
5. Que esse processo é excludente e poderá ocasionar grande para o associativismo e o micro-crédito;
impacto socioambiental às comunidades urbanas, rurais 8. Garantir a implantação e efetivo funcionamento dos Tendo como objetivo estabelecer as bases para promover e
e indígenas da região e, em especial, a conservação das Conselhos Municipais de Meio Ambiente e Desen- apoiar o desenvolvimento sustentável na região do Baixo
florestas e recursos hídricos; volvimento Rural do Baixo Araguaia, assegurando a Araguaia foi assinado um acordo de cooperação técnica entre
6. A necessidade de se compatibilizar o desenvolvimento participação das organizações da sociedade civil; os Ministérios do Meio Ambiente (MMA), Minas e Energia
econômico com o desenvolvimento ambiental e social, 9. Viabilizar urgentemente a presença dos órgãos federais, (MME), Integração (MI), Desenvolvimento Agrário (MDA),
visando construir a efetiva sustentabilidade da região. notadamente do IBAMA, no processo de gestão e fis- FUNASA, INCRA, Caixa Econômica Federal (CEF), SDH.
calização das políticas ambientais; O Programa de Governo Federal tem essa região como
estratégica para o desenvolvimento do país, entendendo
RESOLVEM: 10. Viabilizar e implementar, de forma articulante, em todo
que o desenvolvimento local sustentável é uma importante
região do Baixo Araguaia, a Agenda 21 e o Projeto de Gestão
ferramenta para a redução das desigualdades sociais. Procura
1. Atuar no fortalecimento e consolidação da rede municipal Ambiental Rural – GESTAR, dentre outras ações do Governo
com esse projeto auxiliar na geração de oportunidades de
de educação do Baixo Araguaia, como instrumento Federal. inclusão social e econômica baseada na biodiversidade
garantido do processo de construção de uma ética para o e potencialidade dos recursos naturais, na sabedoria e
exercício da cidadania; habilidades produtivas da população local, bem como
2. Organizar-se regionalmente com o objetivo de repensar as V Mostra de Educação do Baixo Araguaia contribuir para a consolidação dos assentamentos rurais do
atuais políticas públicas para a região, de forma a propor São Félix do Araguaia, 19 de setembro de 2003. Plano Nacional de Reforma Agrária, com condições dignas de
alternativas que contemplem um desenvolvimento saúde e saneamento e qualidade ambiental.
VIVA MELHOR SUA COMUNIDADE Nº 01 - janeiro/maio 2004 04
CURSOS E EVENTOS
Dia 06 de maio, às 19 horas, o GESTAR inaugura em
Entrevista:
São Félix do Araguaia a sua sede onde a Equipe Local
irá trabalhar. A inauguração contará com a presença do
secretário de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável/
PREFEITO USLEI GOMES
MMA, Gilney Viana, entre outras autoridades e parceiros
de São Félix do Araguaia.
da região, bem como será definida a Equipe Local que irá
desenvolver os trabalhos.
“Há um sentimento de grande esperança por parte dos agricultores familiares por se sentirem
incluídos nesse processo”
A coordenação nacional do GESTAR vai se reunir ainda
em maio com a Equipe Local e parceiros da região para Como o projeto GESTAR Araguaia/MT pode contribuir, efetivamente, para mudanças positivas na região?
definição e consolidação do Plano Trimestral de Trabalho
do Projeto GESTAR Araguaia/MT. A idéia é fazer uma Em primeiro lugar, é necessário lembrar que é a primeira vez que, na região, está ocorrendo a real possibilidade de
“imersão” de uma semana de trabalho intenso, para se sentarem à mesa os governos federal, estadual e municipal junto com a comunidade, para discutir uma proposta
apresentar os componentes em suas diferentes dimensões, de desenvolvimento sustentável. Isso não é tudo, mas é altamente positivo em função das propostas colocadas em
dirimindo dúvidas quanto a operacionalização do projeto. pauta. Há um sentimento de grande esperança por parte dos agricultores familiares por se sentirem incluídos nesse
processo que ora se inicia com a concretização do GESTAR Araguaia/MT, pelo processo democrático e participativo
da sociedade.
ANSA na luta pela ética e
direitos humanos Qual o maior desafio para a comunidade e a prefeitura? O que se deve priorizar para poder consolidar o
GESTAR da região?
A Associação de Educação e Assistência Social Nossa
Senhora da Assunção – ANSA – em parceria com a O maior desafio é gerar emprego e renda na área rural, fixando o agricultor familiar no campo numa perspectiva de
Prelazia de São Félix do Araguaia, CPT, Sindicato dos vida superior à simples subsistência, isto é com sustentabilidade. O sucesso do GESTAR depende de fazer com que
Trabalhadores Rurais e outras entidades, realiza uma o agricultor familiar se desenvolva e inverta o processo atual de empobrecimento por que passa, promovendo uma
campanha pela ética nas eleições, onde alerta a população assistência técnica adequada, o uso de tecnologias adaptadas e, finalmente, criando alternativas de comercialização da
contra os candidatos que têm o hábito de comprar votos sua produção. A principal colaboração desta Prefeitura foi procurar dar o suporte institucional básico para criação
para que os mesmos sejam denunciados e punidos. do espaço necessário para a viabilização de um Plano de Desenvolvimento Sustentável para região do baixo Araguaia.
Através do trabalho amplo de parcerias, principalmente com as Secretarias de Educação, Agricultura, Turismo e
Inserido no projeto GESTAR Araguaia/MT, a ANSA
Meio Ambiente.
apresentará à Secretaria Especial de Direitos Humanos da
Presidência da República uma proposta para instituição
de dois balcões de direito, um em São Félix do Araguaia
UNEMAT contribui para a construção de Educação para a
e o outro em Porto Alegre do Norte. A proposta tem sustentabilidade
alternativas sustentáveis para a região
dois eixos, o combate ao trabalho escravo e degradante

COPIE
e o fortalecimento do exercício da cidadania trabalhando
juntamente com os Conselhos Municipais formando O coordenador Regional do Campus Universitário do
mediadores da comunidade e facilitando a aquisição da Médio Araguaia/UNEMAT, Luiz Antonio Barbosa
documentação básica às pessoas carentes. Soares,entende que com a implantação do GESTAR
Araguaia/MT está se criando uma grande mobilização
ESSA
O maior desafio da região é na região, envolvendo produtores rurais, entidades civis
organizadas e os poderes públicos municipais, estaduais IDÉIA
o conflito de terra, afirma e federais. “Acreditamos que este envolvimento social
Aparecida Barbosa do STR de é sem dúvida um grande passo para construção de um (...) Eu não sei se aqueles municípios que estão no
Confresa. plano de desenvolvimento para a região que venha ser GESTAR são o Baixo Araguaia, mas todos devem estar no
sustentável ambiental, social e culturalmente”, afirma Festival. Então eu pensei assim, todo município dever ter
A presidente do STR de Confresa, Aparecida Barbosa, Luiz Antonio. Dentro da complexidade que envolve o assim um rio, ou um lago, um córrego, ou algo referente a
acredita que com o plano para o desenvolvimento mercado e a produção, viabilizar a agricultura familiar
água, então esses municípios poderiam estar tirando fotos
sustentável para o Araguaia finalmente essa região e os assentamentos rurais que existem na região é um
dessas águas e estarem enviando para o Grêmio (escolar),
que, segundo ela “sempre foi esquecida e é talvez a dos desafios. Outro é concentrar as políticas públicas e
e nós iríamos fazer um grande painel para levar para o
mais conflituosa do estado, com ocupações antigas que investimentos em ações que melhorem a qualidade de vida
Festival, assim cada município conheceria as belezas dos
nunca foram regularizadas, será apoiada como nunca na região, que é atualmente uma das que possuem o menor
foi”. Aparecida diz ainda que existe muito conflito na IDH do estado do Mato Grosso. A UNEMAT/Campus outros. (...) É só uma idéia minha que vou apresentar para
região pois os pequenos agricultores que ainda não tem Universitário do Médio Araguaia está participando da a Diretoria do Grêmio, e é claro que outros vão ter idéias,
suas terras regulares estão sendo pressionados a sair para coordenação do GESTAR e através de seu corpo docente certo? (...)
dar lugar às grandes plantações de soja. Cabe ao STR, e discente estará contribuindo na produção e difusão
Trecho da carta da JANETE BANDEIRA GOMPIM, do
organizar e informar os trabalhadores dos seus direitos e de conhecimentos científicos e tecnológicos que venha
Grêmio Estudantil da Escola Alexandre Quirino de Souza de
dos novo planos do governo federal para a região. consubstanciar o plano de desenvolvimento sustentável Porto Alegre do Norte. Janete tem 16 anos e está no 2º ano do
para o Araguaia. nível médio.