Вы находитесь на странице: 1из 48
INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 1 I - MATRIZ FINANCEIRO-ORÇAMENTÁRIA 1

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

1

I - MATRIZ FINANCEIRO-ORÇAMENTÁRIA

1 - Execução das Receitas

Indicador 1.1

Índice de IPTU arrecadado

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação do IPTU

Cálculo

Avaliar a regularidade da arrecadação do IPTU Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 2 Indicador 1.2 Índice de ISS

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

2

Indicador 1.2

Índice de ISS arrecadado

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação do ISS

Cálculo

Avaliar a regularidade da arrecadação do ISS Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 3 Indicador 1.3 Índice de ITBI

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

3

Indicador 1.3

Índice de ITBI arrecadado

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação do ITBI

Cálculo

Avaliar a regularidade da arrecadação do ITBI Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 4 Indicador 1.4 Índice de IRRF

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

4

Indicador 1.4

Índice de IRRF arrecadado

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação do IRRF

Cálculo

Avaliar a regularidade da arrecadação do IRRF Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 5 Indicador 1.5 Índice de Taxas

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

5

Indicador 1.5

Índice de Taxas arrecadadas

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação de Taxas

Cálculo

a regularidade da arrecadação de Taxas Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 6 Indicador 1.6 Índice das Receitas

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

6

Indicador 1.6

Índice das Receitas de Contribuições

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação de Receitas de Contribuições

Cálculo

da arrecadação de Receitas de Contribuições Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 7 Indicador 1.7 Índice da Receita

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

7

Indicador 1.7

Índice da Receita Patrimonial

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação da Receita Patrimonial

Cálculo

da arrecadação da Receita Patrimonial Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 8 Indicador 1.8 Índice da Receita

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

8

Indicador 1.8

Índice da Receita de Serviços

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação da Receita de Serviços

Cálculo

da arrecadação da Receita de Serviços Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 9 Indicador 1.9 Índice da Receita

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

9

Indicador 1.9

Índice da Receita de FPM

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação da Receita de FPM

Cálculo

regularidade da arrecadação da Receita de FPM Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 10 Indicador 1.10 Índice da Receita

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

10

Indicador 1.10

Índice da Receita de ICMS

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação da Receita de ICMS

Cálculo

da arrecadação da Receita de ICMS Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 11 Indicador 1.11 Índice da Receita

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

11

Indicador 1.11

Índice da Receita de IPVA

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação da Receita de IPVA

Cálculo

da arrecadação da Receita de IPVA Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 12 Indicador 1.12 Índice da Receita

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

12

Indicador 1.12

Índice da Receita do FUNDEB

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação da Receita de FUNDEB

Cálculo

da arrecadação da Receita de FUNDEB Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 13 Indicador 1.13 Índice das Outras

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

13

Indicador 1.13

Índice das Outras Receitas Correntes

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a regularidade da arrecadação das Outras Receitas Correntes

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais homogênea for a arrecadação mensal, mais organizada está a gestão.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 2 - Execução das Despesas 14

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

2 - Execução das Despesas

14

Indicador 2.1

Percentual de Gastos com pessoal e encargos sociais

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar a normalidade dos gastos do município com pessoal (folha pagamento)

Cálculo

do município com pessoal (folha pagamento) Cálculo Unidade de medida % Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

%

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto menor, melhor. Indica o menor gasto em relação à receita do município.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

LIMITE MÁXIMO (Incisos I, II e III do art. 20 da LRF) = 54,00% LIMITE PRUDENCIAL (Parágrafo Único do art. 22 da LRF) = 51,30%

Observações

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 15 Indicador 2.2 Índice de Gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

15

Indicador 2.2

Índice de Gastos com pessoal e encargos sociais

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o nível de gastos do município com pessoal (folha pagamento)

Cálculo

do município com pessoal (folha pagamento) Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nos gastos com pessoal, com o que previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Inferior ou igual a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 16 Indicador 2.3 Índice de Gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

16

Indicador 2.3

Índice de Gastos com “Outras Despesas Correntes”

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio dos gastos com Outras Despesas Correntes

Cálculo

dos gastos com Outras Despesas Correntes Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Igual a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 17 Indicador 2.4 Índice de Investimentos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

17

Indicador 2.4

Índice de Investimentos

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária com Investimentos

Cálculo

da despesa orçamentária com Investimentos Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Igual a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 18 Indicador 2.5 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

18

Indicador 2.5

Índice de gastos na função Administração

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Administração

Cálculo

orçamentária na função Administração Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 19 Indicador 2.6 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

19

Indicador 2.6

Índice de gastos na função Segurança Pública

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Segurança Pública

Cálculo

orçamentária na função Segurança Pública Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 20 Indicador 2.7 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

20

Indicador 2.7

Índice de gastos na função Assistência Social

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Assistência Social

Cálculo

orçamentária na função Assistência Social Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 21 Indicador 2.8 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

21

Indicador 2.8

Índice de gastos na função Saúde

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Saúde

Cálculo

da despesa orçamentária na função Saúde Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 22 Indicador 2.9 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

22

Indicador 2.9

Índice de gastos na função Educação

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Educação

Cálculo

despesa orçamentária na função Educação Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 23 Indicador 2.10 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

23

Indicador 2.10

Índice de gastos na função Urbanismo

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Urbanismo

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 24 Indicador 2.11 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

24

Indicador 2.11

Índice de gastos na função Habitação

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Habitação

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 25 Indicador 2.12 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

25

Indicador 2.12

Índice de gastos na função Saneamento

Perspectiva

Objetivo

Cálculo

Gestão da Despesa Pública

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Saneamento

Objetivo Cálculo Gestão da Despesa Pública Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Saneamento

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 26 Indicador 2.13 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

26

Indicador 2.13

Índice de gastos na função Gestão Ambiental

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Gestão Ambiental

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 27 Indicador 2.14 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

27

Indicador 2.14

Índice de gastos na função Transporte

Perspectiva

Objetivo

Cálculo

Gestão da Despesa Pública

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Transporte

Objetivo Cálculo Gestão da Despesa Pública Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Transporte

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 28 Indicador 2.15 Índice de gastos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

28

Indicador 2.15

Índice de gastos na função Desporto e Lazer

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar o equilíbrio da despesa orçamentária na função Desporto e Lazer

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias com o previsto.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 3 - Balanço Orçamentário 3.1 -

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

3 - Balanço Orçamentário

3.1 - Receitas realizadas

29

Indicador 3.1.1

Índice das Receitas realizadas no bimestre

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a normalidade da arrecadação orçamentária

Cálculo

a normalidade da arrecadação orçamentária Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais equilibrada a arrecadação bimestral, mais eficiente é a gestão orçamentária

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior ou igual a 1,0

Observações

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 30 Indicador 3.1.2 Índice das Receitas

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

30

Indicador 3.1.2

Índice das Receitas realizadas até o bimestre

Perspectiva

Gestão da Receita Pública

Objetivo

Avaliar a normalidade da arrecadação orçamentária

Cálculo

a normalidade da arrecadação orçamentária Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas receitas orçamentárias previstas.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Superior ou igual a 1,0.

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 3.2 - Despesa empenhada 31 Indicador

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

3.2 - Despesa empenhada

31

Indicador 3.2.1

Índice das Despesas empenhadas no bimestre

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar a normalidade da execução orçamentária

Cálculo

a normalidade da execução orçamentária Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais equilibrada a despesa bimestral, mais eficiente é a gestão orçamentária

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo de 1,0

Observações

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 32 Indicador 3.2.2 Índice das Despesas

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

32

Indicador 3.2.2

Índice das Despesas empenhadas até o bimestre

Perspectiva

Gestão da Despesa Pública

Objetivo

Avaliar a normalidade da execução orçamentária

Cálculo

a normalidade da execução orçamentária Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1,0, melhor. Indica equilíbrio nas despesas orçamentárias previstas.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Próximo a 1,0

Observações

NBim = Número do Bimestre

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 3.3 - Resultado Orçamentário 33 Indicador

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

3.3 - Resultado Orçamentário

33

Indicador 3.3.1

Índice do Resultado Orçamentário no bimestre

Perspectiva

Gestão da Execução Orçamentária

Objetivo

Avaliar o percentual de superávit/déficit orçamentário

Cálculo

de superávit/déficit orçamentário Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1 (um) melhor. Indica melhor gestão dos recursos disponíveis.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Acima de 1 = Superávit e Abaixo de 1 = Déficit

Observações

Superávit indica sobras de recursos, enquanto Déficit representa despesas maiores que receitas.

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 34 Indicador 3.3.2 Índice do Resultado

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

34

Indicador 3.3.2

Índice do Resultado Orçamentário até o bimestre

Perspectiva

Gestão da Execução Orçamentária

Objetivo

Avaliar o percentual de superávit/déficit orçamentário

Cálculo

de superávit/déficit orçamentário Cálculo Unidade de medida Índice Periodicidade Bimestral

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Bimestral

Significância

Quanto mais próximo de 1 (um) melhor. Indica melhor gestão dos recursos disponíveis.

Fonte:

Tesouro Nacional, no link: https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária)

Benchmark

Acima de 1 = Superávit e Abaixo de 1 = Déficit

Observações

Superávit indica sobras de recursos, enquanto Déficit representa despesas maiores que receitas.

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 35 II - MATRIZ DE RESULTADOS

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

35

II - MATRIZ DE RESULTADOS ECONÔMICO-SOCIAIS

4 - Saúde Pública (SUS)

4.1 - Taxa de mortalidade hospitalar, por local de residência e volume de internações

Indicador 4.1.1

Taxa de mortalidade hospitalar total por internações - TMHTI

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução das taxas de mortalidade hospitalar do município

Cálculo

taxas de mortalidade hospitalar do município Cálculo Unidade de medida % Periodicidade Mensal

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, melhores são os efeitos das políticas públicas em saúde aplicadas.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 36 Indicador 4.1.2 Taxa de mortalidade

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

36

Indicador 4.1.2

Taxa de mortalidade hospitalar masculina por internações - TMHMI

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução da mortalidade masculina no município

Cálculo

da mortalidade masculina no município Cálculo Unidade de medida % Periodicidade Mensal

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, melhores são os efeitos das políticas públicas em saúde aplicadas.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 37 Indicador 4.1.3 Taxa de mortalidade

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

37

Indicador 4.1.3

Taxa de mortalidade hospitalar feminina por internaçõews - TMHFI

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução da mortalidade feminina no município

Cálculo

redução da mortalidade feminina no município Cálculo Unidade de medida % Periodicidade Mensal

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, melhores são os efeitos das políticas públicas em saúde aplicadas.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 38 4.2 - Taxa de mortalidade

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

38

4.2 - Taxa de mortalidade hospitalar, por local de residência e tempo de internação (permanência)

Indicador 4.2.1

Taxa de mortalidade hospitalar total por permanencia - TMHTP

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução das taxas de mortalidade hospitalar do município

Cálculo

taxas de mortalidade hospitalar do município Cálculo Unidade de medida % Periodicidade Mensal

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, melhores são os efeitos das políticas públicas em saúde aplicadas.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 39 Indicador 4.2.2 Taxa de mortalidade

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

39

Indicador 4.2.2

Taxa de mortalidade hospitalar masculina por permanencia - TMHMP

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução das taxas de mortalidade hospitalar do município

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, melhores são os efeitos das políticas públicas em saúde aplicadas.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 40 Indicador 4.2.3 Taxa de mortalidade

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

40

Indicador 4.2.3

Taxa de mortalidade hospitalar feminina por permanencia - TMHFP

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução das taxas de mortalidade hospitalar do município

Cálculo

taxas de mortalidade hospitalar do município Cálculo Unidade de medida % Periodicidade Mensal

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, melhores são os efeitos das políticas públicas em saúde aplicadas.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 41 4.3 - Média de dias

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

41

4.3 - Média de dias de internação hospitalar, por local de residência

Indicador 4.3.1

Média de dias de internação hospitalar geral - MDIG

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução da mortalidade no município

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

dias

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, menores os riscos de contrair doenças dentro do Hospital.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 42 Indicador 4.3.2 Média de dias

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

42

Indicador 4.3.2

Média de dias de internação hospitalar masculina - MDIM

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução da mortalidade masculina no município

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

dias

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, menores os riscos de contrair doenças dentro do Hospital.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 43 Indicador 4.3.3 Média de dias

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

43

Indicador 4.3.3

Média de dias de internação hospitalar feminina - MDIF

Perspectiva

Gestão da Saúde Pública

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de redução da mortalidade no município, por gênero

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

dias

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, menores os riscos de contrair doenças dentro do Hospital.

Fonte:

Datasus, no link: http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=0203, buscar “Geral, por local de residência, a partir de 2008"

Benchmark

Manter a taxa mensal abaixo da média dos últimos 5 anos

Observações

Avaliar as causas para os meses em que a taxa esteve acima da média dos últimos 5 anos

5 - Mobilidade Urbana

5 - Mobilidade Urbana INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 44 Indicador 5.1

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

44

Indicador 5.1

Taxa de crescimento do volume de veículos registrados

Perspectiva

Indicadores sócio-econômicos

Objetivo

Avaliar o crescimento mensal do registro de veículos, em relação à media dos últimos 12 meses

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menor a taxa, menor o crescimento do fluxo de veículos na malha viária

Fonte:

Benchmark

Inferior a 100% - Preferencialmente menor que 50%

Observações

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 45 Indicador 5.2 Nível de investimentos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

45

Indicador 5.2

Nível de investimentos em mobilidade urbana

Perspectiva

Indicadores sociais

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de mobilidade urbana

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

R$

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto maior o nível de investimentos, melhor deverá ser a mobilidade urbana

Fonte:

Gastos na função: Tesouro Nacional, no link:

https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária) Registro de Veículos: Denatran www.denatran.gov.br/frota.htm

Benchmark

Observações

Os investimentos devem acompanhar o crescimento do registro de veículos, para garantir e ampliar a mobilidade urbana.

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 46 Indicador 5.3 Índice de Motorização

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

46

Indicador 5.3

Índice de Motorização

Perspectiva

Indicadores sociais

Objetivo

Avaliar as políticas públicas de mobilidade urbana

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

Índice

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto maior o nível de investimentos, melhor deverá ser a mobilidade urbana

Fonte:

Gastos na função: Tesouro Nacional, no link:

https://www.contaspublicas.caixa.gov.br/sistncon_internet/index.jsp - buscar RREO (Relatório Resumido de Execução Orçamentária) Registro de Veículos: Denatran www.denatran.gov.br/frota.htm

Benchmark

Observações

Equivale ao número de veículos registrados por 100 habitantes

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 6 - Geração de Emprego e

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

6 - Geração de Emprego e Renda

47

Indicador 6.1

Taxa de crescimento do emprego

Perspectiva

Indicadores sócio-econômicos

Objetivo

Avaliar o nível de crescimento do volume de emprego existente no município

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menos instável for a taxa, mais estável será a economia

Fonte:

Ministério do Trabalho e Emprego (Caged)

Benchmark

Observações

Saldo mensal equivale à diferença entre admissões e desligamentos

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP 48 Indicador 6.2 Taxa de rotatividade

INDICADORES DE GESTÃO PÚBLICA DE CURTO PRAZO - IGP-CP

48

Indicador 6.2

Taxa de rotatividade do emprego

Perspectiva

Indicadores sócio-econômicos

Objetivo

Avaliar o nível de rotatividade do emprego no município

Cálculo

Cálculo

Unidade de medida

%

Periodicidade

Mensal

Significância

Quanto menores forem as taxas, mais estável é a economia do município

Fonte:

Ministério do Trabalho e Emprego (Caged)

Benchmark

Observações