Вы находитесь на странице: 1из 2

Identificando a armadilha da depressão

Baseado em: Strosahl, K. & Robinson, P. J. (2008). The Mindfulness & Acceptance Workbook for Depression. Oakland: New Harbinger

Conheça a história de Susana

Susana, uma enfermeira de 29 anos, começou a apresentar sintomas de depressão há um ano, quando seu casamento de sete anos começou a desmoronar. Susana descobriu que seu marido, Beto, estava envolvido com outra mulher. Mesmo sentindo-se humilhada e rejeitada, ela tentou preservar o casamento. Todavia, Beto decidiu que queria o divórcio para poder dar continuidade ao seu novo relacionamento. Susana ficou devastada porque ela realmente amava seu marido. Ela estava chocada com sua infidelidade e horrorizada com o fato de que ele queria o divórcio mesmo ela estando disposta a perdoá-lo.

Susana parou de sair com amigos que ela e Beto conheciam devido a vergonha e dor que isso causava. Além disso, era estranho porque ela não tinha certeza se eles eram amigos dela ou do Beto. Ela começou a beber à noite para ajudar a reduzir sua ansiedade. Ela e Beto sempre foram membros ativos de sua igreja, mas ela parou de freqüentar os encontros por medo de lá encontrar Beto e sua nova namorada. Apesar de ela gostar de fazer artesanato, foi aos poucos abandonando esse laser após o divórcio. Susana era uma mulher atraente, mas recusava qualquer convite para um encontro. Ela não queria nenhum tipo de intimidade ou relacionamentos, pois ela não queria correr o risco de ser tão machucada novamente.

INSTRUÇÕES

A seguir estão descritas 7 estratégias utilizadas por Susana para lidar com o término de seu casamento. Leia cada item e circule a alternativa (a, b, c) que define o problema daquela estratégia

1) Eu não me permito sequer pensar no meu marido porque, quando penso nele, fico mais deprimida. Eu começo a chorar e não consigo parar, e sinto como se estivesse perdendo o controle.

a. A depressão de Susana vai melhorar se ela parar de pensar no Beto

b. O sentimento de tristeza não é saudável para Susana e significa que ela está perdendo o

controle

c. Susana está sentindo uma angústia generalizada por tentar suprimir sua tristeza em relação

ao Beto

2) Eu não vejo mais meus velhos amigos. Nós tínhamos o mesmo círculo de amizades, então às vezes eles falam sobre ele sua nova namorada, o que é doloroso para mim.

a. Susana está evitando estar com seus amigos para evitar sentir a dor e a vergonha do

divórcio.

b. Susana precisa manter-se longe dos seus amigos pois não é saudável para ela estar entre

eles.

c. Susana precisa encontrar novos amigos pois seus velhos amigos estão sendo claramente

mais leais ao Beto do que a ela

3) Eu não saio com ninguém, ainda que eu tenha conhecido alguns caras interessantes. Eu não sei se meu coração é capaz de se deixar envolver novamente.

a. O coração de Susana está partido, e a melhor maneira de evitar que isso aconteça

novamente é não marcando encontros.

b. Susana está avaliando sua tristeza como sendo tão prejudicial que ela precisa evitar

situações que possam gerar mais tristeza.

c. Susana está apenas dando um tempo a si mesma para que possa se recuperar da perda

Faça deste material um meio de divulgação do seu trabalho! Associe-se ao maior portal de Terapia Cognitiva do Brasil (www.tccparatodos.com.br), baixe o instrumento em formato Word e personalize esse rodapé com seus dados e informações de contato!

4) Eu tento me sentir mais positiva em relação a minha vida, mas isso não parece estar funcionando. Eu sei que eu já deveria estar seguindo em frente e começando a me sentir melhor, mas eu me sinto horrível.

a. Susana está presa por pressupor que ela só ficará saudável quando deixar de sentir-se

triste; ela está ficando ainda mais triste porque está suprimindo sua aflição.

b. Susana tentando ter pensamentos positivos sobre sua vida e precisa continuar fazendo isso

para ficar saudável.

c. Susana está sofrendo pela perda de seu relacionamento e não deveria seguir em frente até

sua aflição ir embora

5) Eu tento fazer coisas divertidas, mas o tiro sai pela culatra porque eu percebo que eu ainda estou triste e isso me deprime.

a. Susana não tem como se divertir se tristeza e depressão estiverem presentes.

b. Susana tem bons motivos para ficar deprimida na medida em que ela faz algo divertido e percebe que não sente prazer algum.

c. Susana está tentando controlar seus sentimentos de tristeza ao se forçar a fazer

coisas divertidas; quando ela percebe que não está funcionando, ela fica mais

deprimida

6) Eu tento dizer a mim mesma que sou bonita e que sou uma boa pessoa, mas quanto mais eu tento ser positiva, pior parece ficar minha depressão.

a. Susana está tentando suprimir seus pensamentos de que ela não bonita e não é uma boa

pessoa, e como resultado ela acaba tendo mais pensamentos desse tipo, levando a mais depressão

b. Susana está tentando ser mais positiva em seu pensamento, então o fato de ela se sentir

pior é uma exceção.

c. Susana está simulando ser uma pessoa feliz e tentando fazer o melhor que pode diante de

uma situação adversa

7) Eu tento ser forte e esquecer o Beto, mas eu simplesmente não consigo deixá-lo para trás.

a. Susana deveria ser capaz de superar seus sentimentos de perda, e há algo de errado com

ela se ela não consegue fazer isso.

b. Susana está seguindo a regra de que pessoas fortes deveriam simplesmente suprimir suas

lembranças da pessoa amada que se foi, mas ao invés disso ela está tendo mais e mais recordações de Beto

c. Susana entende que ela será mais saudável quando conseguir tirar o Beto da cabeça

Faça deste material um meio de divulgação do seu trabalho! Associe-se ao maior portal de Terapia Cognitiva do Brasil (www.tccparatodos.com.br), baixe o instrumento em formato Word e personalize esse rodapé com seus dados e informações de contato!