Вы находитесь на странице: 1из 31
Aula 15 – Carga Axial (Parte 1) Prof. Mauricio Eduardo Lopes Resistência dos Materiais I
Aula 15 – Carga Axial (Parte 1)
Prof. Mauricio Eduardo Lopes
Resistência dos Materiais I
1º Semestre 2015

Carga Axial

Objetivos

Determinar a deformação de elementos carregados axialmente e desenvolver um método para determinar as reações de apoio quanto tais não puderem ser determinadas estritamente pelas equações de equilíbrio.

2 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Conteúdo (Parte 1):

Princípio de Saint-Venant;

Deformação elástica de um elemento submetido a carga axial;

Exemplos.

3 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Princípio de Saint-Venant

Cientista francês Barré de Saint-Venant, 1855.

Afirma que a tensão e a deformação produzidas em pontos de um corpo suficientemente distantes da região de aplicação da carga serão iguais à tensão e à deformação produzidas por quaisquer carregamentos aplicados que tenham a mesma resultante estaticamente equivalente e sejam aplicados ao corpo dentro da mesma região.

4 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Princípio de Saint-Venant

Carga Axial  Princípio de Saint-Venant 5 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

5 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

6

Carga Axial Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio
Carga Axial
Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Princípio de Saint-Venant

Carga Axial  Princípio de Saint-Venant 7 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

7 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Princípio de Saint-Venant

Carga Axial  Princípio de Saint-Venant 8 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

8 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Usando a lei de Hooke e considerando a figura abaixo:

a carga axial  Usando a lei de Hooke e considerando a figura abaixo: 9 Resistência

9 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Elástica de um elemento submetido a carga axial  A tensão e deformação no elemento são:

A tensão e deformação no elemento são:

submetido a carga axial  A tensão e deformação no elemento são: 10 Resistência dos Materiais

10 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Não ultrapassando o limite de proporcionalidade:

a carga axial  Não ultrapassando o limite de proporcionalidade: 11 Resistência dos Materiais I -

11 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Para o comprimento total da barra, L:

a carga axial  Para o comprimento total da barra, L:  δ – deslocamento de

δ deslocamento de um ponto na barra relativo a um outro ponto;

L = distância original entre os pontos;

P(x) = força axial interna na seção, localizada a distância x de uma extremidade;

A(x) = área da seção transversal da barra, expressa em função de x;

E = módulo de elasticidade para o material.

12 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Carga constante e área de seção transversal:

Considerando uma área de seção transversal constante, A; e um material homogêneo de modo que E é constante; e uma força externa aplicada em cada extremidade gerando uma força interna P que também será constante em todo o comprimento da barra, tem- se:

P que também será constante em todo o comprimento da barra, tem- se: 13 Resistência dos

13 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Carga constante e área de seção transversal:

a carga axial  Carga constante e área de seção transversal: 14 Resistência dos Materiais I
a carga axial  Carga constante e área de seção transversal: 14 Resistência dos Materiais I

14 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Carga constante e área de seção transversal:

Se a barra for submetida a várias forças axiais diferentes, ou se a área da seção transversal ou o módulo de elasticidade mudar repentinamente de uma região da barra para outra, tem-se:

mudar repentinamente de uma região da barra para outra, tem-se: 15 Resistência dos Materiais I -

15 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Carga constante e área de seção transversal:

Considerada para cada segmento onde todas as quantidades são constantes

para cada segmento onde todas as quantidades são constantes 16 Resistência dos Materiais I - Prof.

16 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Convenção de sinais:

Força e deslocamento positivos – para tração e alongamento.

Foça e deslocamento negativos – para compressão e contração.

17 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Deformação Elástica de um elemento submetido a carga axial

Convenção de sinais:

de um elemento submetido a carga axial  Convenção de sinais: 18 Resistência dos Materiais I

18 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo

Considerando a barra da figura (a) abaixo, e determinando as forças internas axiais, “P”, pelo método das seções para cada segmento, tem-se a figura (b).

pelo método das seções para cada segmento, tem-se a figura (b). 19 Resistência dos Materiais I
pelo método das seções para cada segmento, tem-se a figura (b). 19 Resistência dos Materiais I

19 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo

A variação da carga mostrada no diagrama de força normal para a barra,

variação da carga mostrada no diagrama de força normal para a barra, 20 Resistência dos Materiais

20 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo

Aplicando a equação para obter o deslocamento da extremidade A em relação a extremidade D, temos

o deslocamento da extremidade A em relação a extremidade D, temos 21 Resistência dos Materiais I

21 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Carga Axial 22 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

22 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Carga Axial

Carga Axial 23 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

23 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo 1

A barra de aço A-36 mostrada na Figura é composta por dois segmentos, AB e BD, com áreas de seção transversal A AB = 600 mm² e A BD = 1.200 mm², respectivamente. Determine o deslocamento vertical da extremidade A e o deslocamento de B em relação a C.

24 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

vertical da extremidade A e o deslocamento de B em relação a C. 24 Resistência dos

Exemplo 1

Exemplo 1 25 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

25 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo 1

Exemplo 1 26 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

26 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo 2

O conjunto mostrado na Figura é composto por um tubo de alumínio AB com área de seção transversal de 400 mm². Uma barra de aço com 10 mm de diâmetro está acoplada a um colar rígido e passa pelo tubo. Se uma carga de tração de 80 kN for aplicada à barra, determine o deslocamento da extremidade C da barra. Considere E aço = 200 GPa, E al = 70 GPa.

C da barra. Considere E a ç o = 200 GPa, E a l = 70

27 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo 2

Exemplo 2 28 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio
Exemplo 2 28 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

28 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo 3

Uma viga rígida AB está apoiada nos dois postes curtos mostrados na Figura. AC é feito de aço e tem diâmetro de 20 mm, e BD é feito de alumínio e tem diâmetro de 40 mm. Determine o deslocamento do ponto F em AB se uma carga vertical de 90 kN for aplicada nesse ponto. Considere E aço = 200 GPa, E al = 70 GPa.

nesse ponto. Considere E a ç o = 200 GPa, E a l = 70 GPa.

29 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo 3

Exemplo 3 30 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

30 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

Exemplo 3

Exemplo 3 31 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio

31 Resistência dos Materiais I - Prof. Mauricio