Вы находитесь на странице: 1из 3

ESTUDO DE CASO ANALISE DE MICROESTRUTURAS EM AOS

A. PREPARAO DA SUPERFCIE DA AMOSTRA

CORTE, EMBUTIMENTO, LIXAMENTO e POLIMENTO

B. ATAQUE QUMICO

MATERIAL REAGENTE REVELAO COMPOSIO OBSERVAO


Contorno dos gros de ferrita em
aos de baixo teor de carbono. 2ml HNO3 + 98ml
Ao Carbono Nital (2%) Imerso
lcool Etlico
Na obteno de contraste mximo
5ml HNO3 + 95ml
Ao Ferramenta Nital (5%) entre perlita, cementita e ferrita em Imerso
lcool Etlico
CG.
Ao Carbono Na revelao detalhada de: Perlita -
5gr cido Pcrico +
tratado Picral (5%) Martensita - Martensita revenida Imerso
100ml lcool Etlico
termicamente Bainita
Identifica as fases Delta e Sigma. 5ml HCl + 2gr cido
Ao Inox e Ao Imerso ou
Vilella Revela Carbonetos em CG Pcrico + 100ml lcool
Ferramenta Esfrego
Austentico. Etlico

Por fim realiza-se a observao em Microscpio.


1. E se o lixamento for mal realizado o que aconteceria com a
amostra?

3. Identifique as microestruturas presentes na 1


micrografia.

4. Diferencie as microestruturas apresentadas nas


micrografias B e C. E com relao propriedade
mecnica? Qual o mecanismo que favorece essa
diferenciao? O que voc pode concluir a respeito da
micrografia apresentada em A? Voc diria que foi essa
micrografia foi realizada no mesmo equipamento que B e
C?
5. A seguir so apresentadas algumas microestruturas tpicas para 4 amostras de ao carbono, as quais
sofreram ataque por Nital 2%. Classifique as micrografias desses aos em eutetide, hipoeutetide e
hipereutetide. Para qual deles voc esperaria maior resistncia mecnica? Por qu?

A B

C D

6. Abaixo apresentada a micrografia para um ao inoxidvel.

a. A partir da microestrutura, qual seria o tipo de ao inoxidvel?

b. Supondo que as duas micrografias apresentem a mesma resoluo e a mesma ampliao, qual das duas
amostras teria maior resistncia mecnica?

c. Quais defeitos cristalinos voc poderia apontar nessa microestrutura? Essa microestrutura representa uma
soluo slida? Sim? No? Por qu?

1 2