Вы находитесь на странице: 1из 105

ElisabethKübler-Ross

&

DavidKessler

OsSegredosdaVida

4 a Edição

ElisabethKübler-Ross & DavidKessler OsSegredosdaVida 4 a Edição SEXTANTE 2004

SEXTANTE

2004

ConversãoparaEPUB: EREMITA Conformeanovaortografia dalínguaportuguesa

ConversãoparaEPUB:

EREMITA

ConversãoparaEPUB: EREMITA Conformeanovaortografia dalínguaportuguesa

Conformeanovaortografia

dalínguaportuguesa

EREMITA Conformeanovaortografia dalínguaportuguesa
EREMITA Conformeanovaortografia dalínguaportuguesa

Estearquivopodeserlivrementedistribuído,desdequecitadaafontedaeditoraçãoeletrônica.

dalínguaportuguesa Estearquivopodeserlivrementedistribuído,desdequecitadaafontedaeditoraçãoeletrônica.

ParaSylviaAnna,minhaprimeiraneta,umpresentedaminhafilhaBarbara.

ParameusfilhosRichardeDavid.

-Elisabeth

—David

Agradecimentos

AJoseph,quetornoupossívelescreveroutrolivro.AAna,quecuidadaminhacasaepossibilita

queeufiquenelaemvezdeirparaumaclínicaderepouso.Eaosmeufilhos,BarbaraeKenneth,pelo

apoioeoincentivoquemedão.

-ELISABETH

Emprimeirolugar,queroagradecerprofundamenteaElisabethoprivilégiodeserco-autordeste livro. Sua sabedoria, autenticidade e amizade tornarameste trabalho conjunto a experiência mais importantedaminhavida.ObrigadoaAlLowman,deAuthorsandArtists,porsuaorientação,apoioe amizade,quesãoverdadeirasdádivasnaminhavida. MinhagratidãoaCarolineSutton,daSimon&Schuster,etambémaElaineChaisson,Ph.D.,B.G. Dilworth,BarryFox,LindaHewitt,ChristopherLandon,MarianneWilliamson,CharlottePatton,Berry Perkins,TeriRitter,R.N.,JayeTaylor,JamesThommes,M.D.,eSteveUribe,M.F.T.Cadaumdeles contribuiuparaestelivrodeumamaneiraespecial.

-DAVID

Sumário

CAPA

FolhadeRosto

Créditos

Agradecimentos

MensagemdeElisabeth

MensagemdeDavid

Notaaoleitor

PRIMEIROCAPÍTULO

SEGUNDOCAPÍTULO

TERCEIROCAPÍTULO

QUARTOCAPÍTULO

QUINTOCAPÍTULO

SEXTOCAPÍTULO

SÉTIMOCAPÍTULO

OITAVOCAPÍTULO

NONOCAPÍTULO

DÉCIMOCAPÍTULO

DÉCIMOPRIMEIROCAPÍTULO

DÉCIMOSEGUNDOCAPÍTULO

DÉCIMOTERCEIROCAPÍTULO

DÉCIMOQUARTOCAPÍTULO

MensagemdeElisabeth

Duranteesteperíodochamadovidatodostemosliçõesaaprender.Estefatoficamuitoclaroquando trabalhamos comos que estão à beira da morte. Essas pessoas aprendemmuito no final da vida, geralmentequandojáémuitotardeparaqueapliquemessesconhecimentos.Depoisquememudeiparao

desertodoArizona,em1995,sofriumderramenoDiadasMãesquemedeixouparalítica.Passeios

anosseguintesàbeiradamorte.Àsvezeseuachavaqueelaviriaempoucassemanas.Frequentemente fiqueidesapontadaporqueissonãoaconteceu,poiseumesentiapronta.Masnãomorriporqueainda estouaprendendoasliçõesdavida,minhasúltimaslições.Essasliçõescontêmasverdadesessenciaisa respeitodanossavida,sãoosprópriossegredosdavida.Porissoeuquisescrevermaisumlivro,não sobreamorteeomorrer,massobreavidaeoviver. CadaumdenóstemdentrodesiumGandhieumHitler.OGandhicorrespondeaoquehádemelhor emnós,nossoladocapazdamaiorcompaixão,enquantooHitlercorrespondeaoquehádepior,nossos aspectos negativos e mesquinhos. Nosso crescimento consiste emtrabalhar os aspectos negativos, livrando-nosdesuasmanifestações,edescobriredesenvolveroquehádemelhoremnósenosoutros. Aprenderasliçõescapazesdecurarnossoespírito-nossaalma-edetrazeràtonaapessoaque realmentesomos.EstamosnaTerraparacurarunsaosoutroseanósmesmos. Quandofaloemaprendernossaslições,eumerefiroaresolverasquestõesinacabadas.Estas questõesdizemrespeitoàvidaeàsnossasindagaçõesmaisessenciais,como:“Seráquedefatoinvesti meutempopara viver omais plenamente possível? Será que coloquei minha realizaçãoemganhar dinheiro e prestígio?” Muitas pessoas existiram, mas na verdade nunca viveram. E gastaramuma tremendaquantidadedeenergiaparanãotomarconhecimentodeseusassuntosinacabados. Comoasquestõesinacabadassãoomaiorproblemadavida,étambémcomelasquelidamos quando enfrentamos a morte. A maioria de nós morre com uma grande quantidade de questões inacabadas.Hátantasliçõesaseremaprendidasnavidaqueéimpossíveldominá-lasemumaúnica existência.Masquantomaisliçõesaprendemos,maisassuntosconcluímosemaisplenamenteviveremos. Então,quandochegaranossahora,poderemosexclamar,felizes:“MeuDeus,euvivi!”

MensagemdeDavid

Passei muito tempo lidando compessoas à beira da morte. Foi uma ocupação construtiva e estimulante.Possoatribuirgrandepartedomeucrescimentopsicológico,emocionaleespiritualaomeu trabalhocomaquelesqueestãomorrendo.Minhasliçõescomeçaramhámuitosanos,comamorteda minhamãe,econtinuamatéhojequandopercoaspessoasqueeuamo. Venhomepreparandonos últimos anos paramedespedir deumaprofessora,mentoraeamiga imensamentequerida: ElisabethKübler-Ross.Passei muitotempoaprendendocomelaliçõesfinais. Depoisdetermeensinadotantascoisasarespeitodomeutrabalhocomosqueestavamnofimdavida,

elaagoraseencontradiantedesuaprópriamorte.Elizabethcompartilhoucomigoseussentimentos-

sobretudoaraivaquesentiaantesuasituação-eseumododeveravida.Elaestavaconcluindoseu últimolivro,Arodadavida,eeuestavaescrevendoomeuprimeiro,Theneedsof thedying(As necessidadesdosqueestãomorrendo).Mesmonesseperíododifícil,elameajudoumuito,oferecendo conselhossobreapublicaçãodolivro,sobreosmeuspacientesesobreavidacomoumtodo. MuitasvezestiveumaimensadificuldadeemdeixaracasadeElisabeth.Quandonosdespedíamos, ambos acreditávamos que aquela seria a última vezemque nos veríamos. Eupartia chorando. É extremamentedifícilperderalguémquesignificoutantoparanós,enoentantoElisabethdiziaqueestava pronta. Mas ela não morreu, e pouco a pouco foi melhorando. Ela não tinha concluído ainda suas questõescomavidaeavidaclaramentenãotinhacompletadoasdelacomElisabeth. Emtempospassados,acomunidadesereuniaemlocaisondecriançaseadultosouviamosidosos contarhistórias,falandodosdesafiosqueenfrentaramedasliçõesquepodemserextraídasnolimiarda morte.Aspessoasaprendiamassimqueàsvezesnossasmaioresliçõesdecorremdenossasmaiores dores.Esabiamqueeraimportantetantoparaosvivosquantoparaosqueestavampertodamorteque essasliçõesfossempassadasadiante.Éissoqueesperofazer:passaradiantealgumasdasliçõesque aprendi,paraqueamelhorpartedaquelesquemorreramcontinueaviver. Encontramosmuitascoisasnestalongaeàsvezesestranhajornadaquechamamosdevida,mas sobretudoencontramos anós mesmos.Quemrealmentesomos eoqueémais importanteparanós. Aprendemosoqueéverdadeiramenteoamoreoquesãoosrelacionamentos.Encontramosacoragem paraabrircaminhoatravésdaraiva,daslágrimasedomedo.Nomeiodetodoomistériodavida, recebemostudodequeprecisamosparaadministrarnossaexistênciaeencontrarafelicidade.Nãoestou falandodafelicidadedescritanoscontosdefadas,masdeumavidaautênticaecheiadesignificado. TiveoprivilégiodepassaralgumtempocomMadreTeresaalgunsmesesantesdesuamorte.Elame dissequeoseutrabalhomaisimportanteeracomosqueestavamparamorrer,porqueelaconsideravaa vidaextremamentepreciosa.“Avidaéumarealização”,disseela,“emorrer,ofinaldessarealização. Noturbilhãoemquevivemosnãoconseguimosmuitasvezesencararavidacomoumarealização,muito

menosamorte.Maséissoqueambassão.”

Minhaexperiênciamostrouqueosqueestãoàbeiradamortesãograndesmestres,poiséquando

somosempurradosparaolimitedavidaqueavemoscommaisclareza.Aocompartilharsuaslições,

essaspessoasnosensinammuitoarespeitodoquehádepreciosonavida.Nessemomentofinalelas

descobremtudoquesomoscapazesdefazeredeser.Nãoparaapenasestarmosvivos,masparanos

sentirmosvivos.

Notaaoleitor

EstelivroéresultadodeumaestreitacolaboraçãoentreElisabethKübler-RosseDavidKessler. Tanto o relato da história dos pacientes quanto as experiências pessoais foramextraídos das suas palestras,semináriosedebatescomosdoentesesuasfamílias.Àsvezesassituaçõesforamvividaspor David,outras,porElisabeth,eoutrasainda,porambos.Paramaiorclareza,usamos“nós”,excetono relatodashistóriasdospacientesedasexperiênciaspessoais,quandoasdeElisabethsãoprecedidaspor suasiniciaisEKR,easdeDavid,pelassuas,DK.

PRIMEIROCAPÍTULO

Aliçãodoamor

O amor, aquela coisa que achamos difícil até mesmo de descrever, é a única experiência verdadeiramente real e duradoura da vida. Ele é a essência dos relacionamentos, o âmago da criatividade,oopostodomedodopoder,umapartefundamental dequemsomos.Eleéafonteda felicidade,aenergiaquevivedentrodenósenosuneaosoutrosseres. Noentanto,apesardetodooseupoderegrandeza,oamoréimpalpável.Algumaspessoaspassama vidaembuscadoamorsemsedaremcontadoamorqueexisteaseulado.Outrasparecemacostumar-se aeleedeixamdeusufruí-losemsedaremcontadovaloreimportânciaqueeletememsuasvidas. Duranteainfânciaeaadolescênciaformamosimagensidealizadasdoamor.Amaiscomuméa imagemromânticadoencontrocomalguémespecialquenosfariasentircompletos,quetornariatudo maravilhosoenosfariaviverfelizesparasempre.Todaessaidealizaçãogeraumagrandefrustração quandonosdeparamoscomoamornavidareal,cheiodeaspectosmuitopoucoromânticos,cheiode expectativasecondições.Issoaconteceatécomoamorquesentimospelanossafamília,pornossos amigos, e com o amor que eles sentem por nós. Como as expectativas e condições idealizadas dificilmentesãosatisfeitas,osdetalhesdavidarealedodia-a-diatransformamosonhoromânticonum pesadelo.Descobrimosqueestamos,envolvidosemamizadeserelacionamentosdesprovidosdeamor. Acordamosdasnossasilusõesromânticasemummundoquecarecedoamorqueesperávamosencontrar quandocrianças.Aocontemplaroamorapartirdeumaperspectivaadulta,corremosoriscodevê-lo commuitafrustraçãoeamargura. Felizmente, queremos transmitir-lhes nossa convicção: o verdadeiro amor é possível, e nós podemossentiroamorqueesperávamosencontrar.Eledefatoexiste,masnãocomooimaginávamosna infância.Elenãoseconcretizanoencontrodoparceiroperfeitooudomelhoramigo.Atotalidadede amorquebuscamosviveconoscoedentrodenós,agora,narealidade.Temosapenasquenoslembrar disso. Quasetodosnósqueremosoamorincondicional,aquelequeexisteapenasdevidoaoquesomose nãoporcausadoquefazemosoudeixamosdefazer.Setivermosmuitasorte,poderemosexperimentar alguns minutos desse tipo de amor na nossa vida. Infelizmente, a maior parte do amor que experimentamos é extremamente condicional. Somos amados pelo que fazemos pelos outros, pelo dinheiroqueganhamos,porsermosengraçadosouinteligentes,pelamaneiracomotratamosnossosfilhos oucuidamosdacasa,eassimpordiante.Damesmaforma,temosdificuldadeemamaraspessoascomo são,comsuasqualidadesedefeitos.Frequentementenosvemosdecepcionadoseachandorazõespara nãoamarosoutros.

EKR

Umamulhermuitorespeitávelaproximou-sedemimdepoisdeumapalestra.Vocêssabemoqueeu

querodizercomrespeitável:cadafiodecabelonolugar,roupascombinandoperfeitamente,eassimpor

diante.“Participeidoseuseminárionoanopassado”,disseela,“eaovoltarparacasaeusóconseguia

pensarnomeufilhodedezoitoanos.Todasasnoitesquandochegoemcasa,eleestásentadonabancada

dacozinha,usandoaquelahorrívelcamisetadesbotadaqueganhoudeumadasgarotascomquemsai.

Ficocommedoqueosvizinhospensemquenãotemosmeiosdevestirapropriadamenteosnossosfilhos.

“Elesimplesmenteficasentadoalicomosamigos.”Aodizer“amigos”,seurostoseencheude repulsa.“Então,eucomeçochamandoaatençãodeleporcausadacamiseta,depoiscriticoosamigos,e assimpordiante.Bem,édessejeitoquetemsidoonossorelacionamento. “Penseinoexercíciodofinaldavidaquefizemosduranteoseminário.Compreendiqueavidaé umadádivaequenãoatereiparasempre.Etambémnãovouteraquelesqueeuamosempreàminha volta.Realmentepenseinissotudo.Eseeumorresseamanhã,comomesentiriaarespeitodaminhavida? Achei que euestava bemcoma minha vida,embora meurelacionamentocommeufilhonãofosse perfeito.Aseguir,pensei:eseomeufilhomorresseamanhã,comoeumesentiriacomrelaçãoàvidaque proporcioneiaele? “Entendi que eu sentiria uma enorme perda e um profundo conflito a respeito do nosso relacionamento.Imaginei entãooenterrodele.Eunãooenterraria comumterno,pois sei que ele detestaria.Teriamesmoqueenterrá-locomadrogadaquelacamisetadequeeletantogosta.Seriaa formadehonrarsuavidaerespeitá-lo. “Compreendientãoque,apesardequereramá-lonahoradamortepeloqueeleéeporaquilode queelegosta,nãoestavadispostaadar-lheessadádivaemvida. “Derepentepercebiqueacamisetapossuiumenormesignificadoparaele.Sejaporquemotivofor, elaéasuaroupapredileta.Naquelanoite,quandochegueiemcasa,abracei-odizendoqueoamavado jeitoqueeleera.Eumesentitãobemporabandonarasexpectativas,pordeixardecolocarcondiçõese parardetentarcorrigi-lo,simplesmenteamando-odojeitoqueeleé.Eagoraquenãoestoumaistentando fazercomqueelesejaperfeito,descobriquemeufilhoéadorávelexatamentecomoé.”

Sópodemosencontrarpazefelicidadenoamorquandoabrimosmãodascondiçõesquecolocamos nonossoamorpelosoutros.Egeralmenteimpomosascondiçõesmaisdurasàquelesquemaisamamos.O processodeabandonarcondiçõeseexpectativaséextremamentedifícilporque,desdequenascemos,nos ensinaramo amor condicional: seríamos amados se fôssemos dóceis, obedientes, estudiosos, bem- comportadoseporaíadiante.Haviasempreumse.Entendambem:nacondiçãodesereshumanosnãoé possívelencontrarumamorincondicionalcompleto,maspodemosprogrediremdireçãoaele. Umadaspoucasocasiõesemquerecebemosamorincondicionaléquandonossosfilhossãobem pequenos.Elesnãoseimportamcomonossostatus,onossodinheiroouasnossasrealizações.Eles simplesmentenosamam.Somosnósqueacabamoslhesensinandoacolocarcondiçõesnoamorquando osrecompensamosporsorrir,tirarboasnotaseseroquequeremosqueelessejam.Seamássemos nossos filhos apenas um pouco mais incondicionalmente, por um pouco mais de tempo, talvez pudéssemoscriarummundomuitomelhorparaseviver. Ascondiçõesimpostasaoamorsãopesosnosnossosrelacionamentos.Quandoabrimosmãodas condições,podemosencontraroamordemaneirasquenuncaimaginamosserpossíveis. Umdosmaioresobstáculosqueencontramosquandoqueremosprogredirnoamorincondicionaléo medoquesentimosdequeelenãovásercorrespondido.Nãocompreendemosqueosentimentoque buscamosestásobretudonodarenãonoreceber. Semedirmosoamorquerecebemos,nuncanossentiremosamadosporqueoatodemedirnãoéum atodeamor.Asensaçãodequenãosomosamadosnãodecorredofatodenãoestarmosrecebendoamor, esimdeestarmosretendooamor. Quandovocêdiscutecomaspessoasqueama,acreditaqueseaborreceuporcausadealgumacoisa queelasfizeramoudeixaramdefazer.Naverdade,vocêseaborreceuporquefechouoseucoração, recolheuoamor.Quandohouveroquevocêsentiucomoumaofensa,nãoretireseuamoratéaoutra pessoaterocomportamentoquevocêconsideraadequado.Eseissonãoacontecer,eseelanuncaagirda formaquevocêquer?Vocênuncamaisvaiamarsuamãe,seuamigo,seuirmão?Mas,sevocêamara outrapessoaapesardoqueelafez,vocêserácapazdepresenciarmudanças,devertodoopoderdo

universosemanifestar.Vocêveráocoraçãodaoutrapessoaseabriresederreter.

DK

Certamulhermecontouqueeracomissáriadebordo.“Eueraamigadeumamoçaquefaziaparteda

tripulaçãodeoutrovoo.Faziaalgumtempoquenãonosfalávamoseumdiaemquesentifaltadela

telefoneiedeixeiumrecadonasecretáriaeletrônicapedindoquemeligasse.Passaram-sealgunsdiase

fuificandocadavezmaisirritadaporelanãotermetelefonado.Meumaridodissequeeutentassede

novoe,senãoconseguissefalarcomela,deixasseumrecadodizendoqueestavacomsaudade.Eusabia

queelaprovavelmenteestavaocupada,esperandoterumtempolivreparameligar,masassimmesmo

fiqueiirritadaenãoliguei.Reprimimeuamor,fecheiomeucoraçãoparaela.Nodiaseguinte,oavião

emqueminhaamigaestavacaiu.Lamentoprofundamentenãoterfeitolivrementemeugestodeamor.Eu

estavaressentidacomela.”

Eudisseàmulherquenãoseculpassetãoduramente,quesuaamigaeracapazdeentendê-laesaber

queeraamada.Aquelamulherprecisavaseperdoarecompreenderqueestavafazendocomelamesmao

quefizeracomaamiganocasodotelefonema:estavamedindooamorcmfunçãodeummomento,deuma

ação,eporcausadissofechandoocoraçãoparasi.Precisamostentarenxergaroamornumaperspectiva

maiorenãonosdetalhes.Umpormenor,comoumúnicotelefonema,podeserumafastamento,uma

quebranoverdadeiroamor.Ahistóriadessamulheréumexemplodecomoasregras,osjogoseas

avaliaçõesinterferemnanossaexpressãodeamorunspelosoutros.Éumaliçãodifícildeaprender,mas

quevaleapena.

Paravoltaraabrirocoração,precisamosestarabertosparaverascoisasdeumamaneiradiferente.

Frequentementefechamosocoraçãoesomosintolerantesporquenãosabemosoqueestáacontecendo

comaoutrapessoa.Nósnãocompreendemosporqueelanãonostelefonadevoltaouporquenostratou

secamente.Emvezdetentardescobrir,retiramosonossoamor.Estamosprontosparafalarsobreanossa

mágoa,anossador,onossosentimentoderejeiçãoedecomofomostratadosinjustamente.Averdadeé

quetraímosunsaosoutrosdeixandodeoferecerlivrementenossosorriso,nossacompreensão,nosso

amor.RefreamosasmaioresdádivasqueDeusnosdeu.Onossoatodereprimiroamorémuitomais

sériodoqueaquiloqueaoutrapessoapodeterfeitooudeixadodefazeranós.

Certanoite,bemtarde,umamulherdenoventaeoitoanosmefalousobreavidaeoamor.“Fui

criadaporumamãequenãoconfiavanoshomens.Diziaqueelesdeviamserusadosapenasparaoferecer

segurançafinanceira.Tornei-meigualàminhamãeedurantemuitotemponãodeixeioamorentrarna

minhavida.Porqueeuiriaatrairessetipodeproblema?Oúnicohomemdequemgosteieemquem

confiavatotalmenteerameuirmão.Eleeraumapessoaamorosaerepresentavatudoparamim.Quando

euestavacomquasetrintaanos,meuirmãoficoumuitodoente.Umdia,sentadosjuntosnohospital,

sabendodealgummodoqueeleiamorrer,eudissequenãoqueriavivernummundoemqueelenão

estivesse.Elemecontouoquantoavidatinhasignificadoparaeleequenãodeixavanenhumassuntonão

resolvidoparatrás,excetoeu.Eledisse:‘Estoucommedodequevocênãoaproveiteasuavidaedeixe

escaparoamor.Nãoodeixeescapar.Todomundonestajornadaquechamamosdevidaprecisateruma

experiênciaampladeamor.Nãoimportaquem,quandoouporquantotempovocêame.Oimportanteé

queame.Esseamorquevocêtempormim,guarde-ocomvocêparadistribuiraosoutros,nãodeixeque

elemorracomigo.Nãodeixeescaparoamor.Nãofaçasuajornadasemele.’

“Minhavidafoitransformadaporcausardamensagemdomeuirmão.Eupoderiatercontinuadoa

nãoconfiarnoshomens,eupoderiatermetornadoumapessoaincompleta.Masluteicontraaminha desconfiançaeomeumedo.Procureiteravidaqueelequeriaqueeutivesse.Eleestavatotalmentecerto. Dispordessetempo,dessavidaenãoamarsignificarianãoterexperimentadoplenamenteavida.” Muitosdenósaprendemosanosprotegerdoamor,comofezessamulher.Aprendemosbemcedoa nãoconfiarnoshomens,nasmulheres,nocasamento,nospais,nossogros,noscolegasdetrabalho,nos chefeseatémesmonaprópriavida.Aprendemosissocompessoasbem-intencionadasqueachavamque estavam agindo para o nosso bem. Elas não percebiam que estavam nos preparando para que deixássemosescaparacoisamaispreciosaquepossuímos:aoportunidadedeamar. Masnofundodocoraçãosabemosqueestamosdestinadosaviverplenamente,aamarplenamentee aviverdeformaamorosaefelizaquiloquecadadianosoferece.Talvezoamorestejaprofundamente enterrado,porcausadasfrustraçõesedasdesconfianças,mastenhacertezadequeeleestápresente, esperandoparasertrazidoàtonaporumaaçãoouumacontecimento,talvezpelapalavradeumaoutra pessoa. Nossas lições podemvir dos lugares mais inesperados, mas abra-se para elas, acolha-as, aprendaecresça.

EKR

Háalgunsanos,conheciummeninoqueestavaansiosoparaespalharoamoreencontraravida,

emboraadeleestivessenofim.Eletiveracâncerduranteseisdosseusnoveanos.Nohospital,examinei-

oesoubequeeletinhaparadodelutar.Tinhaaceitadoarealidadedasuamorte.Fuimedespedirnodia emque ele estava indo para morrer emcasa e, para minha surpresa, o menino me convidoupara acompanhá-lo,garantindoqueseriaporpoucotempo.Aoestacionarmosnagaragem,elepediuaopaique pegasseasuabicicletaquehátrêsanosestavapenduradanaparede,semserusada.Seumaiorsonhoera darumavoltacompletanoquarteirão;elenuncatinhaconseguidofazerisso.Pediuaopaiquecolocasse asrodinhaslateraisnabicicleta.Ummeninoprecisadecoragemparafazerisso:éhumilhanteservisto comumabicicletacomrodinhasenquantoseuscolegasestãofazendomanobrascomasbicicletassem elas.Comlágrimasnosolhos,opaicolocouasrodinhas. Omeninoentãoolhouparamimedisse:“Asuafunçãoéficarcomaminhamãe.”

Vocêsabecomosãoasmães,elasnosqueremprotegerotempotodo.Amãedomeninoqueria

segurá-loenquantoeledavaavoltanoquarteirão,masissotirariaogostodasuagrandevitória.Amãe

compreendeu.Elasabiaqueumadasúltimascoisasquepoderiafazerpelofilhoeraabster-seporamor

derondá-loenquantoeleenfrentavaoseuúltimoegrandedesafio.

Esperamosquandoomeninopartiu.Pareceuumaeternidade.Depoiseleapontounaesquina,mal

conseguindoseequilibrar.Estavaterrivelmenteexaustoepálido.Ninguémimaginavaqueelepudesse

andardebicicleta,maseleveiopedalando,radiante,atéondeestávamos.Aseguir,pediuaopaique

tirasseasrodinhasenósocarregamos,comabicicleta,paraoandardecima.“Quandomeuirmãochegar

daescola,seráquevocêspodempediraeleparavirfalarcomigo?”,eleperguntou.

Duassemanasdepoisoirmãozinho,queestavanaprimeirasérie,noscontouqueoirmãotinhalhe

dadoabicicletacomopresentedeaniversário,poissabiaquenãoestariamaisvivonaqueladata.Sem

quelherestassemuitotempoouenergia,essemeninocorajosotinhavividoseusúltimossonhos,dandoa

voltanoquarteirãodebicicletaeentregando-aparaoirmãomaisnovo.

Existemsonhosdeamor,vidaeaventuraemtodosnós.Mastambémestamostristementerepletosde

razõespelasquaisrecuamos.Essesmotivosparecemnosproteger,masnaverdadenosaprisionam.Eles

mantêmavidaàdistância.Avidavaiacabarmaiscedodoqueimaginamos.Setemosbicicletasnas

quaisqueremosandarepessoasparaamar,omomentoéagora.

EKR

Enquanto eu refletia sobre as lições de amor, pensei a respeito de mim e da minha vida. Naturalmente,seaindaestouviva,aindatenholiçõesaaprender.Àsemelhançadetodasaspessoascom quemjátrabalhei,precisoaprenderaamarmaisamimmesma. Recebimuitoamordosoutrosnodecorrerdosanos,tantonavidapessoalquantoatravésdomeu trabalho.Seriadesuporque,sesomosamadosportantaspessoas,certamenteamaríamosanósmesmos. Masnãoéissooqueaconteceparaamaioriadenós.Presencieiestefatoemcentenasdevidasede mortes,eagoraovejoemmimmesma.Paraqueoamorpossasurgir,eletemquevirdedentro.Eeu aindanãochegueilá. Gomopodemosaprenderaamaranósmesmos?Esteéumdosnossosmaioresdesafios,éalgo muito difícil de fazer. São poucos os que aprenderama se amar quando crianças. Geralmente nos ensinavamque o amor por nós mesmos é negativo, confundindo-o comegoísmo. Assim, acabamos achandoqueoamorconsisteemencontraroPríncipeEncantado,aMulherIdeal,alguémquenostrate “damaneiracerta”enosfaçafelizes“parasempre”.Mastenhamcerteza:issonãotemnadaavercomo amor. Amaioriadenósnuncaexperimentouoverdadeiroamor.Conhecemosrecompensas.Aprendemos quandocriançasqueseríamos“amados”sefôssemoseducados,tirássemosboasnotas,sorríssemospara avovóoulavássemosasmãoscombastantefrequência.Ralamosparaseramados,semnuncaperceber quesetratavadeumamorcondicional,eportantofalso.Gomopodemosnosamarseissorequertanta aprovaçãodosoutros?Arespostaqueencontreifoi:podemoscomeçaralimentandoanossaalmaetendo compaixãopornósmesmos. Vocêcuidadasuaalma,vocêaalimenta?Quaissãoasatividadesquefazemvocêsesentirmelhora seuprópriorespeito,quevocêsesenterealmentefelizporterpraticado? Quandoamamosanósmesmos,enchemosanossavidadeatividadesquenosdãoalegria,quenos aquecemocoração.Nemsempresãoas“coisasboas”quenosensinaramafazer,massãocoisasboas paranósmesmos.Cuidardenósmesmospodeserdormiratémaistardenosábadoemvezdelevantar cedoeser“produtivos”.Cuidardenósmesmoséacolheroamorquenoscercaportodososlados. Aocuidardesi,tenhacompaixãoeprocureentenderasrazõesquemovemseusatos.Muitaspessoas sechamamdeestúpidasesecensuramimpiedosamenteporcoisasquefizeramoudeixaramdefazer.Se algumapessoaamigacometesseumerro,vocêdiria:“Nãosepreocupe,issoacontececomtodomundo, não é nada demais.” Mas quando somos nós que cometemos o mesmo erro, nos punimos sem complacência.Somosmaismagnânimoscomosoutrosdoquecomnósmesmos.Vamosnosempenhar parasermosmaiscompreensivosenosperdoarmosdomesmojeitoquefazemoscomosoutros.

DK

Carolineéumamulheraltaeatraente,dequasecinquentaanos,queaprendeuaalimentarasuaalma.

Nósnosconhecemosquandotrabalhamosjuntosemumprojeto,eelamepareceuumadaspessoasmais

felizesqueeujáencontrara.HaviadoisanosCarolineviviaummaravilhosorelacionamentocomum

dentistainteligente,gentileespirituoso.Elesestavamplanejandoseucasamento,queiriaacontecerdaía poucosmeses,eexaminavamapossibilidadedeadotarumacriança. Sair com Caroline era uma experiência especial. Ela tem uma extraordinária capacidade de aproximar-sedosoutros:darecepcionista,dagarçonete,dapessoaqueestáaoseuladonafilado cinema.Certanoite,duranteojantar,comenteiqueelatinhasortenoamor.Sorrindo,eladissequenão erasorteemecontouasuahistória. Seisanosantes,elatinhadescobertoumcaroçonoseio.Aofazerabiópsia,omédicoalertou-apara apossibilidadedesetratardeumcâncercommetástase.Oresultadoviriadentrodetrêsdias. “Fiqueiarrasada”,disseela.“Aquelestrêsdiasforamosmaislongosdaminhavida.Senti-me realmenteabençoadaquandorecebioresultadoeviquenãoeracâncer.Naquelemomento,decidique, embora as notícias fossemmaravilhosas, eu queria descobrir o significado daqueles três dias de sofrimentoeangústia.Nãoiacontinuarvivendodamesmaformaquetinhavividoatéentão. “Ofimdoanoestavapróximoeeucomeceiareceberosconvitesdesempreparaasfestas.No Natalanterioreumesentiradesesperadamentesozinhaeisolada.Tinhacomparecidoaomaiornúmero possíveldefestas,procurandooamor.Euqueriaencontraralguémquemeamasse,quemedesseoamor queeunãoestavadandoamimmesma.Chegavaaumafesta,passavaumavistadeolhospelolocalpara verseavistavameuPríncipeEncantadoe,senãovianinguémparecido,corriaparaafestaseguinte. Depoisdesaltardefestaemfesta,voltavaparacasamaisdesesperadaemaissozinhadoquenoinício danoite. “Decidi que não queria repetir o mesmo naquele ano. Tinha que haver outra maneira. Decidi concederamimmesmaaexperiênciadeamareseramada.Opteientãoporparardeprocurar.Seomeu PríncipeEncantadonãoestivessenumafesta,outraspessoasestariam.Pessoasmaravilhosascomquem eupoderiaconversar.Eusimplesmenteconversariacomelasemedivertiria.Estariaabertaparagostar daspessoasouamá-lasporaquiloqueelaseram,semmaioresexpectativas. “Seiquevocêestápensandoquenofimdestahistóriaeuacabeiencontrandonaqueleanoomeu PríncipeEncantando.Masestáenganado.Aovoltarparacasadaprimeirafesta,nãomesentisozinhaou desesperada,porqueeutinharealmenteconversadocomaspessoas.Todosossorrisoserisadasqueeu tinhadadonaquelanoiteforamverdadeiros.Todooamorquesenti,autêntico.Eumedivertiavaler. Percebiqueestavarecebendomaisamordosoutrose,paraminhasurpresa,euestavagostandomuito maisdemim. “Continueiateressaatitudedurantetodooperíododefimdeano,tantonasfestascomonotrabalho, naslojas,emtodasassituaçõespossíveis.Quantomaisamoreudava,maisamoreusentia.Quantomais amoreusentia,maisfacilidadeeutinhadeamaramimmesma.Tornei-memaispróximadosmeusamigos econhecialgumaspessoasmaravilhosas.Passeiaserumapessoamaisfelizemaisatraenteparaos outros.Eunãoeramaisaqueleserdesesperado,emumaeternabusca.Euexperimentavaoamortodosos dias.”

Amaranósmesmoséreceberoamorqueestásempredisponívelànossavolta.Amaranósmesmos

éremoverasbarreirasqueerguemosaoredordenósequenãopercebemos,apesardeestarempresentes

einterferirememtodososnossosrelacionamentos.

QuandoestivermosfrenteafrentecomDeus,eleperguntará:“Vocêdeuerecebeuamorparasie

paraosoutros?”Podemosaprenderaamaranósmesmosamandoosoutrosedeixandoqueelesnos

amem.Lembrem-se:Deusnosproporcionouilimitadaspossibilidadesdeamareseramados.Elasestãoà

nossavolta,ànossadisposição.

EKR

Umhomemde trinta e oito anos foi diagnosticado comcâncer de próstata. Ele me disse que começaraaanalisarasuavidaduranteotratamentoaqueestavasesubmetendo,completamentesó. Quandoconversamos,seurostoseencheudetristezaporcausadessarealidadesolitária.Fizapergunta óbvia:“Vocêmepareceumapessoainteligente,atraenteeagradável,eparecedesejarteralguémaqui comvocê.Porquevocênãotemumamulherouumanamorada?” “Nãotenhosortenoamor”,elerespondeu.“Tenteiamarváriasmulheresemeesforceiaomáximo parafazê-lasfelizes,masacabavadesapontando-as.Quandocomeçavaaperceberquenãoeracapazde fazê-lasfelizes,eucaíaforaeiaembuscadeoutrapessoa.Agorametadedaminhavidajásefoie poderáterminarbemantesdoqueeuesperava.Estoucomeçandoaperceberquetalvezeununcatenha sabidoamar.Mas,quandoeuvejoquenãoestoudandoaumamulheroqueelaquer,émaisfácil simplesmenteirembora.” Fizumaperguntanaqualeleaparentementenuncatinhapensado:“Eseamarnãofossefazeruma mulherfeliz?Ese,emvezdisso,definíssemosoamorcomoacapacidadedeestarrealmentepresente? Sabemosqueéimpossívelfazeralguémfelizotempotodo.Eseoquefizesseasmulheresefetivamente felizesfosseapenasofatodevocêestarrealmentepresente,desaberemquepodiamcontarcomvocê? “Avidatemaltosebaixos.Nãosomoscapazesderesolvertodososproblemasdaspessoasamadas, maspodemosestarsempreaoseulado,atentosedisponíveis.Nãoéesteomaisfortesinaldeamor?” Prossegui:“Enquantovocêestádeitadonessacamadehospital,recebendotratamentoparaocâncer depróstata,nãoéprovávelqueumamulherouqualqueroutrapessoapudessefazervocêficarfeliz.Mas ter alguémespecial aqui ao seu lado, ajudando-o a passar por tudo isto, não seria extremamente importante?”

DK

Frequentementeencerroasminhaspalestrascomahistóriadeumajovemmãeesuafilha,Bonnie, quemoravamnasimediaçõesdeSeattle.Anarrativamostracomoatémesmoumdesconhecidopodetero poderdenosconfortar.Certodia,amãedeixouafilhaBonniedeseisanoscomavizinhaefoitrabalhar. Duranteodia,enquantoBonniebrincavadoladodefora,umcarrodesgovernadoentroujardimadentroe atropelouamenina,atirando-anarua. Apolíciafoichamadaechegouquaseinstantaneamente.Quandooprimeiropolicialchegoupertode Bonnie, percebeu que ela estava gravemente ferida. Sem poder fazer nada para salvá-la, ele simplesmentepegou-anocoloeficoucomelanosbraços. Quando os paramédicos chegaram, Bonnie tinha parado de respirar. Foi feito tudo o que era possívelparasalvá-la,masBonniemorreu. Uma das enfermeiras que estivera desesperadamente tentando falar coma mãe de Bonnie no trabalhotevequecontaràpobremulherquesuameninasefora.Aenfermeiradeuaterrívelnotíciada maneiramaissuavepossível,eamãesedirigiurapidamenteparaohospital.Aoversuafilhadeitada, semvida,elasimplesmentedesmoronou. Osmédicoslheexplicaramaslesõesdameninaeoquetinhamfeitoparatentarsalvá-la,masisso nãoajudouamãe.Asenfermeirastambémacercaramcontandoasprovidênciasquetomaram,masa mulhercontinuouinconsolável,sofrendoatrozmente.OpolicialqueprimeiroatenderaBonnieeestivera

sentadonohospitaldurantequasequatrohoraslevantou-seeseaproximou.Elecaminhouatéamãeelhe

contouoquetinhaacontecido,acrescentando:“Euqueroqueasenhorasaibaquesuafilhanãoficou

sozinha.”

Aquelaspalavrasforammágicas.Emboradilacerada,amãeficouimensamenteagradecidaaoouvir

quenosseusúltimosmomentosafilhatinhasidoabraçadaeamada.Elafinalmentesesentiuconsolada,

porsaberqueafilhatinhasentidoamornofinaldavida,mesmoatravésdogestodeumdesconhecido.

EKR

Estarrealmentepresenteétudonoamor,navidaenahorademorrer.Hámuitosanosobserveium

fenômenointeressanteemumhospital.Muitosdospacientesqueestavamàbeiradamortecomeçarama

sesentirbemmaravilhosaeemocionalmente.Quandofuiprocuraracausa,descobriqueeradevidoà

mulherdalimpeza.Todasasvezesqueelaentravanoquartodeumdosmeuspacientesterminais,alguma

coisaacontecia.Euteriadadoummilhãodedólaresparadescobrirosegredodaquelamulher.

Certodiaeuaencontreinocorredorepergunteideumamaneiraumtantobrusca:“Oquevocêestá

fazendocommeuspacientesterminais?”

“Sóestoulimpandoosquartos”,elarespondeunadefensiva.

Determinadaasaberoqueelafaziaparaaspessoassesentirembem,comeceiaseguí-la.Masnão

conseguipercebernadadeespecial.Umdia,depoisdesesentirobservadadurantealgumassemanas,ela

resolveumerevelaroseusegredo.Contou-moque,noinvernoanterior,umdosseusseisfilhostinha

ficadomuitodoente.Nomeiodanoite,elalevouomeninodetrêsanosparaasaladeemergência,onde

ficousentadacomelenocolo,esperando,desesperada,durantehoras,queummédicofosseatendê-la.

Masninguémapareceueelaviuomeninomorrerdepneumonianosseusbraços.Elarelatoutodaessa

doreagoniasemódio,semressentimento,semraiva,semnegatividade.

“Porquevocêestámecontandoisso?”,perguntei.“Oqueissotemavercomosmeuspacientesque

estãomorrendo?”

“Amortenãoémaisumaestranhaparamim”,elarespondeu.“Écomoumavelhaconhecida.Às

vezes,quandoeuentronoquartodosseuspacientes,elesparecemmuitoassustados.Nãoconsigome

conter,vouatépertodacamaetoconeles.Digo-lhesquejáviamortee,quandoelavier,elesvãoficar

bem.Eficoumpoucoaoladodeles.Muitasvezessintovontadedecorrer,masnãovouembora.Procuro

mefazerpresenteparaaoutrapessoa.Éestaaminhaformadedaramor.”

Ignorantedequalquermétododapsicologiaedamedicina,essamulherconheciaumdosmaiores

segredosdavida:oamorconsisteemestarpresenteecuidardooutro.

Àsvezes,devidoacircunstânciasqueescapamaonossocontrole,nãopodemosestarfisicamente

presentes,masissonãosignificaquenãoestejamosunidosnoamor.

DK

Anopassadofuiconvidadoparafalaremumaconferênciadirigidaamédicoseenfermeirosem

NovaOrleans.Seriaumagratificanteexperiênciaprofissional,masquandooaviãoaterrissoueumesenti

muitoemocionado:aqueleeraoúltimolugaremqueestiveracomminhamãeviva.Depoisquetermineia

palestra,decidiiraohospitalondeelatinhamorrido.

Naépoca,minhamãeforatransferidaparaumgrandehospitaladuashorasdedistânciadanossa casa.Comoeutinhatrezeanoseasregrasdohospitaldeterminavamqueosvisitantesdeviamterpelo menos quatorze,fiquei doladodeforadaUTIdurantemuitas horas,esperandoachancedeentrar sorrateiramenteefalarcomminhamãe,tocarnela,simplesmenteestarcomelaparapoderdizeradeus. Nodiadapalestra,vinteeseisanosdepois,atravesseiopequenogramadodiantedohospital recordandoaemoçãosentida.FiqueidoladodeforadaUTIondeminhamãepassaraasúltimasduas semanasdevida,olhandoatravésdomesmovidroporondeeuespiaravinteeseisanosantes,quandoeu eraummeninoquequeriamuitoverminhamãe. Umaenfermeiraseaproximoudemimeperguntouseeugostariadevisitaralguém.Aoresponder “Não,obrigado”,nãopudedeixardepensarnoabsurdode,porcausadeumaleiinsensível,terem impedidoqueummeninochegassepertodesuamãeparasedespedir. “Vocêtemcerteza?”,aenfermeirainsistiu.“Vocêpodeentrar,sequiser.” “Não”,respondi.“Apessoaqueeuquerovernãoestámaisaqui.” Hoje,apóstantosanosemuitaslições,euseiqueminhamãevivenomeucoraçãoenaminhamente, bemcomonaspalavrasdesterelato.Tambémacreditoqueelaexistaemoutrolugar,dealgumaoutra maneira.Nãopossovê-lanemtocá-la,masconsigosenti-la.Mesmonaperdaenaseparação,estáclaro paramimqueeuestiveplenamentepresentecomaminhamãenosseusúltimosdias,emboranãopudesse estarfisicamentecomela.

Ehátambémaquelesmomentosemqueoutrapessoapodeestarpresentejuntoàquelesqueamamos.

Osimplesfatodeprofissionaisdasaúdeatentosestarempresentes,mesmoquenãosaibamonomeda

pessoadequemestãocuidando,éumpoderosoatodeamor.

Podeserumaencarregadadalimpezaouumpolicialqueabraçouumameninaquenuncatinhavisto.

Nossasliçõesdeamorsemanifestamdasmaisdiversasformasepartemdetodosostiposdepessoase

situações.Nãoimportaquemsomos,oquefazemos,quantoganhamos,quemconhecemos.Todospodemos

amareseramados.Temostodosacapacidadedeestarpresentes,deabrirocoraçãoaoamorquenos

cercaederetribuiraesseamor,determinadosanãodeixarescaparagrandedádiva.

Oamorestásemprepresentenavida,emtodasasexperiênciasfelizeseatémesmonastragédias.É

oamorqueconfereaosnossosdiasumprofundosignificado,édelequesomosrealmentefeitos.Não

importaonomequepossamoslhedar-amor,Deus,alma,energiauniversal—,oamorestávivo,é

tangívelemoradentrodetodosnós.Oamoréanossaexperiênciadodivino,dasantidadesagrada.O

amoréariquezaquenoscerca.Eleestásempreànossadisposição.

SEGUNDOCAPÍTULO

Aliçãodosrelacionamentos

Umamulherdequarentaeumanosrecordouumanoiterotineiraqueelaeomaridotinhampassado váriosmesesantes.Fizeramumarefeiçãosimpleseassistiramàtelevisão.Poucodepois,elecomentou queestavaenjoado,tomouumantiácidoedissequeiadormircedo.Eladespediu-sedomaridocomum beijo,desejandoqueelemelhorasse.Umahoraemeiamaistarde,quandoamulherfoiparaacama,o maridodormiaprofundamente. Assimqueacordounodiaseguinte,elapercebeuquealgoestavaerrado.“Pudesentir.Olheipara Kevinesoubequeeleestavamorto.”Aosquarentaequatroanosdeidade,seumaridoteveumataquedo coraçãoenquantodormia. Eladizqueessadolorosaexperiêncialheensinouqueéprecisoinvestircommaiscuidadonos relacionamentos, nas pessoas ouno tempo. “Depois que Kevinmorreu, examinei a nossa vida em retrospectoevitudodeumamaneiradiferente.Aquelefoionossoúltimobeijo,nossaúltimarefeição, nossasúltimasférias,nossoúltimoabraçoenossaúltimarisadajuntos.Compreendiquehaveráúltimos dias emtodos os relacionamentos. Daqui para a frente quero estar mais plenamente presente nos acontecimentosejuntoàspessoas.Kevinfoiumadádivaquepudeconservarporalgumtempo,eissose aplicaatodasaspessoasqueeuconheço.Ofatodeteressaconsciênciafazcomqueeuqueirausufruir aindamaiscadaexperiênciaeaspessoasqueeuamo.” Teremosmuitosrelacionamentosnavida.Alguns,comooscônjuges,parceiroseamigos,escolhidos pornós,enquantooutros,comonossospaiseirmãos,recebidossemnossaescolha. Os relacionamentos nos oferecem as maiores oportunidades de aprender lições na vida, de descobrirquemsomos,oquetememos,deondevemonossopodereosignificadodoverdadeiroamor. Aideiadequeosrelacionamentossãograndesoportunidadesdeaprendizadotalvezpareçaestranha, porquesabemosqueelespodemserexperiênciasfrustrantes,difíceiseatémesmodolorosas.Noentanto, mesmonosofrimento,osrelacionamentostêmacapacidadedenosensinar,fazercrescer,amareser amados. Anossatendênciaépensarquetemosrelacionamentoscompoucaspessoas,fundamentalmentecom osnossoscônjuges,filhos,amigoseparentesmaispróximos.Averdadeéqueosrelacionamentosse multiplicamcomtodosqueencontramos,sejamelesosempregadosdoprédio,obombeiro,oatendente nopostodegasolina,oscolegasdetrabalho,professoresoubalconistas.Temosrelacionamentoscomos médicoscomquemnosconsultamosumavezporanoecomosvizinhosirritantesqueprocuramosao máximo evitar. Todos são relacionamentos, cada um com suas particularidades, mas com muitas característicascomuns,porqueemanamdenós.Vocêéodenominadorcomumemcadaumdosseus relacionamentos,domaispróximoeintensoaomaisdistante.Asatitudespositivasounegativas,de esperançaoudeódioquevocêlevaaumdeterminadorelacionamento,vocêlevaatodososdemais.É vocêquemescolhelevarpoucooumuitoamorparacadaumdosseusrelacionamentos.

EKR

Hillary,hojeinternadapelaquartaveznohospital,haviapassadoosúltimosanoslutandocontrao

câncer.Jack,omaridodesuamelhoramiga,Vanessa,medissequeachavamuitotristequeHillarynão

tivesseencontradoalguémespecialefossemorrersozinha.

Retruquei:“Elanãovaimorrersozinha.Vocêsestarãocomela.” NapróximavezquevisiteiHillary,Vanessaeeufomosconversarnocorredorporquehaviamuitas visitasnoquarto.Eladisse:“JackachouqueeramuitotristeHillarynão.terencontradoseugrandeamor navida,maseuinvejotodoaqueleamorqueelavemrecebendo.Eunãotinhaideiadequeelaeraamada portantaspessoas.Nãocreioquejátenhavistotantaquantidadedepuroamorporumapessoa.Achoque Hillarytambémestásurpresa.” Maistarde,naquelanoite,Hillaryolhouaoredordoquarto,examinouosrostosdetodososamigos edisse:“Vocêsnãoimaginamaalegriaquemederamcomseuamor.”Estasforamsuasúltimaspalavras. Talvezvocênuncaencontrealguémespecial,masissonãosignificaquenãováencontrarumamor especialnavida.Sedeterminarmosqueoamorromânticoéoúnicoamor“real”,nãoreconheceremoso amor que podemos multiplicar nos nossos relacionamentos. Existe tantas possibilidades de relacionamentos,tantoamorànossavolta.Todosseríamosmuitofelizessevivêssemosemorrêssemos cercadospelotipodeamorqueHillaryconseguiudespertar. Nãoexisteumrelacionamentoquepossaserconsideradoinsignificanteouacidental.Cadaencontro ouinteração comqualquer pessoa, do cônjuge a uma telefonista anônima, mesmo que seja breve, profundo,positivo,neutrooudoloroso,é significativo.Até mesmooencontromais trivial comum desconhecidoquepassapornóspodenosensinarmuitoarespeitodenósmesmos.Cadapessoaque encontramos encerra a possibilidade de nos trazer umgrande amor e de estabelecer ummagnífico relacionamentoondemenosesperamosencontrá-lo. Exigimosmuitodosnossosrelacionamentosromânticos:cura,felicidade,amor,segurança,amizade, gratificaçãoecompanheirismo.Tambémqueremosqueonossoparceiro“conserte”anossavida,nostire da depressão ou nos proporcione uma imensa alegria. Somos especialmente exigentes nesses relacionamentoseesperamosqueelesnosfaçamfelizesdetodasasmaneiras.Muitosatéacreditamque encontrar alguémespecial irá melhorar todos os aspectos da sua vida.Talveznãopensemos assim conscientemente,mas,senos examinarmos mais profundamente,descobriremos queestacrençaestá presente. Você nunca teve um pensamento do tipo “Se eu fosse casado ou casada tudo seria maravilhoso”? Umacoisaéencararosrelacionamentosromânticoscomoexperiênciasgratificantesque,apesardos desafiosqueapresentam,podemserdesejáveis.Elestrazemàtonaoquetemosdemelhorecontribuem paranossaautoimagem.Osproblemassurgemquandoerroneamenteacreditamosqueelesvão“darum jeito”emnossosproblemas.Osrelacionamentosnãopodemnosconsertar;acreditarnissoéimaginar-se numcontodefada.Noentanto,dealgummodotodosnósacreditamosemcontosdefada,achandoqueo encontrocomoPríncipeEncantadooucomaMulherIdealnostornaráinteirosecompletos.Sutilmentea culturaemquevivemosnostransmitiuaideiadequeenquantonãoencontrarmosessapessoaespecial-a nossa“outrametade”-seremospessoasincompletas. Masamentalidadedoscontosdefadatemumaspectonefasto,porqueentregaàoutrapessoaa responsabilidadequeésónossadenostornarmospessoasmelhoresoumaisfelizes,delidarmoscomos problemasprofissionaisoudomésticos,deenfrentarmososdesafiosdavida.Amentalidademágicados contosdefadanosfazacreditarqueatotalidade,aplenitudeeassoluçõesparaanossavidaemanarãode umapessoaespecial.

Umoperáriodaconstruçãocivil chamadoJacksonestavaprocurandoviver damelhor maneira possíveldepoisdetersidodiagnosticadocomleucemia.Poucodepoisdereceberodiagnóstico,ele conheceueseapaixonouporAnne.Apósumbrevenamoro,elessecasaram,edoisanosdepoisela cuidavadeJacksonacreditandoqueaqueleseriaoúltimoanodevidadele. Anneestavaextremamenteorgulhosadosdoisanosquetinhampassadojuntos.Eladisse:“Meus relacionamentosnuncadurarammaisdeumanoatéeuconhecerJackson.Nuncaimagineiqueeufosse

capazdeamartãoprofundamenteumapessoa.Eutinhamedodocompromisso,masagorafuicapazde assumirocompromissosupremo.Porcausadadoençadele,conseguivencertodososmeusbloqueios. AoamarJackson,finalmenteestoumesentindocompleta.” Foientãoqueamelhor,eapior,coisaaconteceu.Depoisdefracassaremnumerosasterapias, Jacksoninscreveu-separaumtransplantedemedulaquefuncionou.Eledeixouparatrásumasentençade morteepassouaserumapessoasaudável.Passadosseismeses,estavacompletamenterecuperado.Mas agoraorelacionamentodocasalsetornarabastanteinsatisfatório.Annesesentiaasfixiada,controlada,e sequeixavadequeapaixãotinhadesaparecido.Estesentimentoébastantecomumnosrelacionamentos queseformamquandoumdosparceirostemaperspectivadeestarnofinaldavida. Aosentirqueelaestavadiferente,Jacksonainterpelou:“Vocêestavapreparadaparameamareser minhamulheratéqueamortenosseparasse,masaparentementesóseeufossemorreremseismeses. Bem,eunãomorri,etemosapossibilidadedeconstruirumverdadeirorelacionamento,umverdadeiro casamentoparatodaavida.Agoraquenãohánenhumasentençademortepairandosobreaminha cabeça,ficamosdiantedoscompromissosdodia-a-dia,dosproblemascomunscomosquaistodomundo temquelidar.Estoufelizporterrecebidoadádivadavida.Masvocêestáagindocomosetivesse recebidoumasentençademorte. “Ofinalfelizdocontodefadatornou-serealidade.Euvouviver,masnãoexistemsoluçõesmágicas paraconstruirumcasamento.Temosquerealmenteresolverosnossosproblemaseonossocasamento.É muitomaisdifícilfazerocotidianodarcertoquandoo‘atéqueamortenossepare’podeacontecerdaqui acinquentaanos.” Apósumalutaconfusacomseussentimentos,Annefoifazerterapiaparatentaresclarecerseus sentimentos.Descobriuentãoqueparaelaeramaisfácilassumircompromissosnosmomentosdeperda. Elamedisse:“Jacksonestavacerto.Eutinhasimplesmenteassumidoumcompromissoacurtoprazo, comosemprefizeraantes.Percebientãoqueumacoisaeraseraheroína,amulherquechegaraaofinal davidadeJackson,eoutrabemdiferenteeraseramulhercomquemagoraeleiaviver.Compreendique eutentarausarorelacionamentocomJacksonparamecorrigir,parameacharcapazderelacionar-me bemcomumapessoa.GraçasàcoragemdeJacksondeserelemesmoemefalaraverdade,aprendiquea mágicaestánasexperiênciascotidianasalongoprazo.AdoençadeJacksonmelevouadesenvolverum sentimento mais profundo de compromisso. Depois de tudo que passamos, descobri que o amava profundamenteequemedispunhaaconstruirumavidacomele.” Ligar-seaoutrapessoafezcomqueAnneseconhecessemaisprofundamente.Foiumaliçãoincrível sobre os aspectos que ela precisava curar em si mesma para crescer e poder estabelecer um relacionamentosaudável.Elatrocousuasfantasiaspelavidarealepeloamorverdadeiro,emvezde ficarpresaaoscontosdefadaeaosheróis.

Atotalidadeeaplenitudeprecisamvirdedentro.Encontraraquelapessoaespecialnãovairesolver seusproblemas,nãovaifazervocêsermaisfeliznotrabalho,nãovaiconseguiraqueleaumentoquevocê quer,nãovaimelhorarassuasnotasnauniversidade,nãovaifazerosvizinhosouaburocraciaficarem maisagradáveis.Sevocêeraumapessoainfelizquandoestavasó,vocêseráumapessoacasadae infeliz.Sevocênãoconseguiaseestabilizarprofissionalmente,encontraraquelealguémespecialfaráde vocêumapessoacasadasemumaprofissãodefinida.Sevocêeraumpaiouumamãemedíocre,noseu novocasamentocontinuarásendoumpaiouumamãemedíocre.Esevocêachavaquenãoeraninguém semoseuPríncipeEncantadoousemaMulherIdeal,essesentimentodeautodesvalorizaçãoacabará vindo à tona no relacionamento que você estabelecer. A totalidade e a plenitude que você está procurandoseencontramdentrodevocê,esperandoparaseremdescobertas. Asoluçãoédeixardebuscaressascoisasforadenóseprocurartornar-noscompletosapartirde nósmesmos.Emvezdetentarencontraralguémparaamar,nostornarmosmaisdignosdeseramados.Em

vezdetentarfazercomqueosparceirosquejátemosnosamemmais,crescermosnoamor-próprio. Perguntemasimesmosseestãodandoaosoutrosaquantidadedeamorquequeremreceber,ouseestão esperandoqueaspessoasosamemcomternuramesmosenãoforemagradáveisegenerosos.Amorédar ereceber:ouniversonosdevolveaquiloquelhedamos. Sevocêestáprocurandooamor,lembre-sequeomestreaparecequandooalunoestáprontopara receberalição.Quandochegarahoradevocêterumrelacionamento,aquela“pessoaespecial”surgirá. Nãoexistenadadeerradoemquererumacompanhianavida,masexisteumadiferençaentredesejarum relacionamento amoroso e gratificante e precisar de alguémque nos complete. Fomos feitos para encontraralegriaefelicidadeaoladodosoutros.Tambémfomosfeitosparaencontrarumsentimentode totalidade e plenitude emnós mesmos. Umdia, você provavelmente vai encontrar aquela pessoa especial.Enquantoissonãoacontece,tomeconsciênciadoseuvaloredequemerecereceberamorpor serexatamentequemvocêé,dojeitoqueé. Lembre-sesempre:vocêéespecialsimplesmenteporexistir.Vocêéumadádivapreciosa,única paraomundo,sejaounãoumsucessonasuaprofissão,tenhaounãooparceiroperfeito.Vocênão precisaesperaratéqueaquelacoisaexternaapareçaouaconteça.Abra-separaoamoremultipliqueseus relacionamentosafetivos.Asoluçãonãoresidenoromance.Dentroouforadocasamento,sevocêdeseja maisromancenasuavida,apaixone-sepelavidaquevocêtem. Estamossemprebuscandocurarasnossaspartesferidas,masoprogressonemsempreéóbvioou suave.Oamornostrazmuitascoisasinesperadasparaquepossamosficarcurados.Sepedirmosao universoquesejamosmaisamorosos,talvezelenãonosenviepessoasamorosasnessedia.Emvez disso,elepoderátrazerparaanossavidapessoasdifíceisdeseremamadas.Aonosesforçarmospara lidarcomelas,teremosaoportunidadedenostornarmosmaisamorosos.Aspessoascomquemnos relacionamosmaisdepertosãoexatamenteaquelasqueconseguemmexermaisprofundamenteconosco. Pormaisfrustrantesqueelassemostrem,talvezsejamjustamenteaspessoasdequeprecisamos.As pessoasqueconsideramos“erradas”frequentementesãonossosmaioresmestres.

Jane,umamulherforteefranca,contou-menofinaldesuavidacomosesentiravitimadaporumpai alcoólatra e ofensivo. “Eeuescolhi ummarido muito parecido. Acabei abandonando o casamento. Quandoolhoparatrás,consigoperceberque,pormaisdolorosoquetenhasido,casarcomaquelehomem foiamelhorcoisaquefiz.Euprecisavaconvivercomtodosaquelessentimentosquearelaçãocommeu paidespertaraemmimquandocriança.Eutinhamuitacoisaparacurareocasamentotrouxeàtona aquelasquestões.Hoje,apesardetodoosofrimento,souprofundamentegrataporisso.” Essaconstataçãotambéméverdadeiracomrelaçãoàspessoasquefazempartedanossavidaeque não escolhemos, frequentemente a nossa família. Nossos pais, irmãos e filhos, especialmente os adolescentes, podemnos irritar enorme- mente. Esses relacionamentos, embora muito difíceis, são mestresdeliçõesespeciais,porquenãopodemosnosdesligardelescomofazemoscomamigosououtras pessoasqueescolhemos.Comosfamiliarespróximos,nãotemosoutraalternativasenãoencontraruma solução para o problema. Talvez acabemos descobrindo que a solução é simplesmente amá-los, exatamentedojeitoquesão. Ofatodeasoutraspessoasnãoestaremsendodamaneiraquequeremosnãosignificaquesejam “imperfeitas”.Todososrelacionamentossãorecíprocos,oquequerdizerqueespelhamososnossos parceirosnosrelacionamentos.Comoosemelhanteatraiosemelhante,nósatraímosoqueestádentrode nós.

Charles e Kathy estão casados há cinco anos. Charles começou a acusar Kathy por achar o relacionamentodosdoismaçante,atédescobrirqueeleéquemestavaentediado.“Oupiorainda”,disse ele,“descobriqueeueraumchatoeprojetavaissoemminhamulher.” EssadescobertafoifundamentalparaCharleseparaarelação.Oproblemanagrandemaioriados

casosestádentrodenós,eorelacionamentoorevelaparaquepossamostrabalhá-lo.Nossatendênciaé

acharqueosoutroséqueestãoerradosedevemmudar.Massomosnósquecriamosonossodestino.

Cabeanósperceberasliçõesqueosproblemascomquenosdeparamospodemnosensinar.Inúmeras

vezesnoslivramosdosnossosparceiros,emvezdeprocurarnoslivrardosproblemas.Osparceirosnos

oferecemumaoportunidadeúnicaparaquepossamosexaminaranósmesmoseasnossasdificuldades.

Issonãosignificaquevocêdevapermaneceremumrelacionamentoabusivo,mas,antesdesesepararde

umparceiro,procuredescobrirseoproblemarealmenteseencontranooutro,norelacionamentoouem

você.

Apontarodedoacusadorparaooutrofazcomquedesviemosaatençãodoverdadeirofocodo

trabalhonorelacionamento,ouseja,denósmesmos.Somosaúnicapessoaqueconseguimoscontrolar.

Senosdedicarmosatrabalharessapessoa,ascircunstânciasqueenfrentamosgeralmentemudarão.Isso

podesignificarduascoisas:ouqueorelacionamentopassaadarcerto,ouquepercebemosnitidamentee

pelaprimeiravezqueelenãofuncionaeestánahoradeseguiremfrente.Emambososcasostrata-se

sempredeumtrabalhopessoal,exclusivamentenosso.

Váriasvezes,aoperguntarmosàspessoasseelasqueremapaixonar-se,fomossurpreendidospor

doistiposderespostasimediataseenfáticas:“Quero,parasempre!”Ouentão:“Não,nunca!Apaixonar-

sesignificadesistirdaminhacarreira,sacrificar-meesempreestarprocurandoagradaraoutrapessoa.” Aprimeirarespostaéencantadora,emborapossivelmenteirrealista,masasegundaéigualmente perturbadora.Seráqueadefiniçãodoamoréum“tremendosacrifício”?Ouseráquefoiestaaimagem doamortransmitidaduranteainfância?Ofatodesermoscercadosporrelacionamentosinfelizesquando éramoscriançaspodedistorcerpelorestodavidaanossaatitudediantedoamoredosrelacionamentos. Temosqueolharparaosnossosrelacionamentoseperguntar:“Aformacomoeudouereceboamor baseia-senamaneiracomooamorfoidefinidoparamimquandoeueracriança?Éesteotipodeamor queeuquerodarereceber?Éotipoderelacionamentoqueeurealmentedesejo?”Seencaramosoamor comoalgodolorosamentecomplicado,precisamosanalisarasrazões. Seachamosqueamarsignificasofrerexploração,dominação,ficarvulnerávelàstraiçõesouao abuso,ésinaldeque,nainfância,testemunhamosrelacionamentospoucorespeitososeabusivos. Mas,seachamosqueamarsignificacompartilharcomalegria,provavelmenteconvivemoscom relacionamentosfelizesesolidários. Se achamos que amar significa sentir carinho e ternura por alguém, provavelmente estivemos cercadosporrelacionamentosternosecarinhosos. Infelizmente,paramuitosdenós,oquejulgamosseramorfrequentementeécontrole,manipulaçãoe, àsvezes,atémesmoódio.Masnãoprecisamospermanecerpresosparasempreàloucurageradapor experiênciasinfelizes.Podemosredefiniroamorparanósmesmos,podemoscriarosrelacionamentos que desejamos e nos fazemfelizes. Lamentavelmente, não conseguimos realizar este objetivo com

frequência.Emvezdisso,continuamosamanterrelacionamentosinfelizes,desejandoquealgomágico aconteça.Assimcomoalgumaspessoasjogamforaoparceiroemvezderesolveroproblema,outras permanecemcomoproblema. Continuamosamanterrelacionamentosquenãofuncionampordoismotivos.Primeiro,porquetemos aesperançadequeelesmudem,esegundoporquenosensinaramqueumrelacionamentoquenãodácerto ésinônimodefracasso.Continuamosporinsegurançaemedodenãoconseguirmosnosmantersozinhos. Quantas vezes você já teve conhecimento ou ouviu falar a respeito de pessoas que reataram relacionamentosclaramenteabusivos?Quantasvezesvocêsoubedeumamulherquevoltouparaum homemapesardeeleterditoquenãoassumiriaumcompromisso?Sevocêdesejaumrelacionamento sólidoeestável,porquevoltarparaumapessoaquenãoconseguecomprometer-se?Porqueretornara umpoçoquesecou?

Quando as pessoas ficam frustradas ao retomar um relacionamento que já demonstrou ser impossível,écomoseinsistissememprocurarleiteemumalojadeferragens.Pormaisqueandemdeum ladoparaooutronosmesmoscorredores,elasnuncavãoencontrarleite.Sevocêdesejaamor,ternurae afetonosseusrelacionamentos,masescolheualguémqueéclaramenteincapazdelhedaressascoisas, está na hora de escolher outra pessoa. Não deixe que alguémtrate o tesouro do seuamor, da sua dedicaçãoedasuaternuracomdesconsideração.Procurereescreverasuadefiniçãodeamoraprendendo arespeitar-seearespeitarosoutros,eapagandoadefiniçãodeixadaporsuasantigasexperiências.Você écapazdeencontrarumanovadefiniçãodeamorquesignifiqueverdadeiramentetratarooutrocomouma pessoadevalor,dignadereceberumgrandeamorecarinho.Ereceberdooutroomesmotratamento. Além de definir o amor, precisamos aprender a amar sem ilusões. Se estivermos realmente dispostosanosabrirparaosoutros,aconhecê-loscomosãoenãocomogostaríamosquefossem,adizer nossaverdadecomserenidadeecarinhoeaouviradooutro,serecebermosasliçõesquandoelasse apresentarem,osnossosrelacionamentosacabarãoporsebasearemumaparticipaçãomútuagenerosa, livreesolidária.Quandonosabrimoscomamorparaooutroedesistimosdetentarmodificá-lo,não precisamosplanejar,lutar,manipularecontrolar.Precisamosaprenderacompartilharasnossasverdades umcomooutro.Nãohánadadeerradoemdizerparaalguémqueumatoseunosfazmal.Masacusaro outrodenãocorresponderàsnossasexpectativasémanipular.Precisamoscompartilhareexpressara nossaverdadeparachegaraumacordomútuoquerespeiteambasaspartes,enãoapenasparaobtera reaçãoquedesejamos. Enquantotentamosimporoquequeremosnãoamamosverdadeiramente.Deixeooutroseroqueé. Seeleresolverpartir,talvezsejaissooquedeviaacontecer.

Vivercadadiacomosefosseoúltimonosfazlembrarquenofundosabemos“comoascoisas deveriamser”.Quantasvezesumapessoaerafelizemumrelacionamento,mas,emvezdeusufruircada momento,viviasepreocupandoeperguntando:“Vocêaindaestarácomigodaquiavinteanos?”Porque sevoltarparaumfuturoqueéincerto?Construaofuturovivendodamelhormaneirapossíveloagora. Talvezsejadifícillivrar-sedopassadoedofuturo,maséumesforçoquemereceserfeito.Quantas vezes não nos agarramos a lembranças antigas de uma experiência infeliz, deixando que essas recordaçõesdistorçamavisãoquetemoshojedosnossosparceiros,emboraelestenhamsedesculpadoe mudado? Insistimos emquerer puni-los oufazê-los enxergar a mágoa que provocaramno passado. Ficamos presos a esses ressentimentos e reunimos provas contra aqueles que amamos.Quandonos agarramosàsferidasquealguémnoscausounopassado,éporquenãotemosmaisaintençãodeamar essapessoa.Vamosnosdesapegardessessentimentosnegativosqueocupamoespaçoondeoamor poderiainstalar-seevamosseguiremfrente.

Quandonos desapegamos das mágoas dopassadoe das fantasias ilusórias relativas aofuturo, quandotomamosconsciênciadasfalsasdefiniçõesquenostransmitiram,oamoradquirevidaprópria. Ele nos invade, impulsionando nossos atos emnossa direção. Nunca somos bem-sucedidos quando tentamossegurarasrédeasdoamorparadirecioná-lo.Quandonosdeixamoslevarporele,oamornos transportaalugaresdocesemaravilhososondeencontramosafelicidadequebuscamos. Nemtodososrelacionamentosestãodestinadosaduraravidainteira.Algunsestãodestinadosa durar cinquentaanos,outros,seis meses.Alguns relacionamentos sósecompletamquandoumadas pessoasmorre,outrossecompletamduranteavidadosdois.Aduraçãodeumrelacionamento,oua maneiracomoeletermina,nuncaestáerrada.Avidaéassim.Oqueimportaécuidarmosatentamentede nossosrelacionamentos,acadadia,paraevitarodesgasteepromoverocrescimento.

Assim como consideramos a morte de uma pessoa jovem um fracasso, achamos que os

relacionamentos fracassamquando não duram. Da mesma maneira como achamos que a única vida completa e bem-sucedida é aquela que dura noventa e cinco anos, sentimos que os únicos relacionamentoscompletosebem-sucedidossãoosqueperduramparasempre.Masaverdadeéque mesmorelacionamentoscurtosnotempopodemterumextraordináriopodercurativoedecrescimento. Hápessoasquepassamrapidamentepornossavidaecumpremumpapelimportante. Infelizmente,nemsemprenosdamoscontadaimportânciaquedeterminadosrelacionamentostêm emnossavida.JamessempreconsiderouqueseurelacionamentocomBethtinhasidoumfracasso:

“Nossorelacionamentoterminouhádoisanos.Enquantoduroufoicheiodeconflitosenuncasentique tínhamossidofeitosumparaooutro.Apesardisso,quandorompemosacheiquearelaçãofracassara. Tantoeuquantoelaestávamosferidos,ressentidosetristes.Háummês,encontreiporacasovárias pessoasqueconheciamBethesentivontadederevê-la.Telefoneiparaelaesaímosparajantarfora. Durante o jantar, começamos a rever nosso relacionamento e fomos percebendo o quanto tínhamos aprendidoumcomooutro.Nósnosdemoscontadequeaqueletempopassadojuntosnosprepararapara osrelacionamentosquetivemosdepois.Nãofalamosnenhumavezsobreapossibilidadedereataro nossocaso,masanoitefezcomqueeudeixassedeencararorelacionamentoquetivéramoscomoum fracassoepassasseavê-locomobem-sucedidoecompleto.” Aspessoasressurgemnanossavidaeosciclosserepetem.Asvezesissoaconteceporqueo relacionamentonãocompletouseucicloeaindahácoisasaseremdescobertasecorrigidas.Emborao relacionamentotenhaterminadoexternamente,nósnãooconcluímosnanossacabeça,eprecisamosfazer otrabalhofinaldeconclusão.Háocasiõesemqueonovocicloserveapenasparamodificaramaneira comovemosorelacionamentoedeixardeencará-locomoincompletooudeficiente. Nãoháerrosnosrelacionamentos;tudoacontececomoprevisto.Desdeoprimeiroencontrocom outrapessoaatéoúltimoadeus,estamosnosrelacionandoumcomooutro.Aprendemosatravésda relaçãoanosconhecermelhoreacuraretransformarosaspectosquenosprejudicam.Quandonos desfazemosdenossasidéiaspreconcebidascomrelaçãoaosrelacionamentosamorosos,podemosnos abrirparaoamorcomliberdade,semcondiçõesprévias.Nostornamosentãocapazesdeencontrarum amorcriadoporumaforçamaiordoquenós,exclusivamenteparanós.

TERCEIROCAPÍTULO

Aliçãodaautenticidade

Stephanie,umamulherdequarentaepoucosanos,contouaseguintehistóriaemumapalestra:

“Certatardedesexta-feira,háváriosanos,euenfrentavaotrânsitopesadonaauto-estradaentreLos AngelesePalmSprings,paraondemedirigia.Estavaansiosaparachegaraodesertoepassarumfimde semanatranquilocomalgunsamigos. “Derepente,oscarrosqueestavamàminhafrentepararam.Conseguifrearquasecoladanocarroda frente,masaoolharpeloretrovisorviqueocarroatrásdemimavançavanaminhadireçãoauma tremenda velocidade.Percebi que meucarroia ser violentamente abalroado.Tomei consciência do grandeperigoedoriscodemortequecorria. “Tudoaconteceumuitorapidamente.Olheiparaasminhasmãosqueapertavamovolanteeaover comoestavamcontraídasmedeicontadequeesteerameuestadonatural:tenso,contraído.Eraassim queeuvivia.Numafraçãodesegundoconcluíquenãodesejavaviverdaquelamaneira,nemmorrer daquelejeito.Fecheiosolhos,respireifundoedeixeicairasmãosaoladodocorpo.Porincrívelque pareça,relaxei.Entreguei-meàvidaeàmorte.Aseguir,sofriumtremendoimpacto. “Quandoomovimentoeobarulhopararam,abriosolhos.Euestavabem.Ocarroàminhafrente estavadestruído,ocarroatrásdemim,destroçado.Meucarropareciaumasanfona. “Maistardemedisseramqueeutivesorteporterrelaxado,poisatensãomuscularaumentaa probabilidadedeumalesãograve.Maistarde,nocaminhoparaacasadosamigos,sentiquereceberaum grandepresente.Opresentefoimuitomaiordoquetersobrevividosemferimentos.Foidescobrira formacomoeuestiveravivendoavidaereceberaoportunidadedemudar.Eutinhaseguradoavidacom amãotensaefechada,masagoracompreendiaquepodiasustentá-lacomamãoaberta,comoseelafosse umapenapousadanaminhapalma.Entendique,seeueracapazderelaxarosuficienteparaperdero

medodiantedamorte,agoraseriacapazdeverdadeiramenteaproveitaravida.Naquelemomento,senti-

memaisligadaamimmesmadoquejamaisestiveraantes.” Comomuitosoutrosnolimiardamorte,Stephanieaprendeuumalição,nãoarespeitodamorte,mas sobreavidaeoviver. Todosnós,bemnofundo,conhecemosnossopotencial,sabemosquempodemosviraseresomos capazesdesentirquandoestamosnostornandoessapessoa.Oinversotambéméverdadeiro.Sabemos quando há alguma coisa errada e não estamos nos desenvolvendo no sentido da pessoa que fomos destinadosaser. Conscientementeounão,estamostodosembuscaderespostas,tentandoaprenderasliçõesdavida. Sofremoscomomedoeaculpa.Procuramossignificadoparaavida,oamoreopoder.Tentamos entenderaperdaeotempo.Investimosparadescobrirquemsomosecomopodemosserverdadeiramente felizes.Àsvezesprocuramosessascoisasnaspessoasqueamamos,nareligiãoeemDeus.Mascom excessivafrequêncianósasbuscamosnodinheiro,nostatus,noemprego“perfeito”.Edescobrimosmais tardequetudoissonãorespondeaosignificadoqueesperávamosencontrar.Quandoseguimosessas trilhasfalsascomosefossemaquiloquebuscamosmaisessencialmente,acabamos,deformainevitável, nossentindovazios,acreditandoqueavidaencerramuitopoucosignificado,atémesmonenhum,eo amoreafelicidadenãopassamdeilusões. Algumas pessoas encontram o significado da vida através do estudo, da iluminação ou da criatividade. Outras o descobrem nos momentos de crises dolorosas, ou quando são obrigadas a contemplaramortedefrente,sejaporumadoençaincurável,sejaporqueperderamseresamados. Muitaspessoasqueseencontraramnolimiteentreavidaeamorteeoultrapassaramdescobriram

depoisquetambémestavamnolimiardeumanovavida.Olhandodiretamenteno“olhodomonstro”, frenteafrentecomamorte,seentregaramaelacompletaeplenamente.Nestemomentosuavidafoipara sempretransformada,poisaprenderamumaliçãofundamental.Essaspessoasforamobrigadasadecidir, nastrevasdodesespero,oquequeriamfazercomorestodesuasvidas.Essasliçõescertamentenãosão agradáveis,mastodososquepassampelaexperiênciadescobremqueelasenriquecemsuasvidasnoque elastêmdeessencial.Porqueentãoesperarofinaldavidaparaaprenderasliçõesquepodemser assimiladasagora? Quaissãoessaslições?Aotrabalhartantocomosqueestãoàbeiradamortequantocomosvivos, torna-seclaroquequasetodosnósenfrentamososmesmosdesafios:aliçãodomedo,aliçãodaculpa,a liçãodaraiva,aliçãodoperdão,aliçãodaentrega,aliçãodotempo,aliçãodapaciência,aliçãodo amor,aliçãodosrelacionamentos,aliçãododivertimento,aliçãodaperda,aliçãodopoder,aliçãoda autenticidadeealiçãodafelicidade. Aprenderasliçõesécomoalcançaramaturidade.Nãoficamosderepentemaisfelizes,ricosou poderosos,maspassamosaentendermelhoromundoquenoscercaenossentimosempazcomnós mesmos.Aprenderasliçõesdavidanãosignificatornaravidaperfeita,esimveravidatalcomoelaé. Comodissealguém:“Hojeeusoucapazdemedeleitarcomasimperfeiçõesdavida.” FomoscolocadosnaTerraparaaprendernossaslições.Ninguémpodenosdizerquaissão,pois descobri-lasfazpartedajornadadecadaumdenós.Essasjornadaspodemnostrazermuitasoupoucas experiênciasemqueasliçõesserãoaprendidas,masnuncaalémdoquepodemossuportar.Umapessoa queprecisaaprenderarespeitodoamorpodesecasarmuitasvezesoununca.Alguémqueprecise aprenderaliçãododinheiropodenãorecebernenhumouumexcessodele. Nestelivro,vamosexaminaravidaeoviverapartirdoseulimiteextremo.Aprenderemosquenão estamossozinhos,quenaverdadesomostodosinterligados.Veremosaindacomooamorsedesenvolvee comoosrelacionamentosnosenriquecem.Desejamoscomestelivrocorrigir aideiadequesomos fracos,compreendendoquetemosdentrodenóstodoopoderdouniverso.Aprenderemosaverdade sobrenossasilusões,sobreafelicidadeeagrandezadequemrealmentesomos.Aprenderemosque recebemostudodequeprecisamosparafazeranossavidafuncionardeummodomagnífico. Aosedefrontaremcomumaperda,aspessoascomquemtrabalhamoscompreenderamquetudoo queimportaéoamor.Oamorénaverdadeaúnicacoisaquepodemospossuir,conservarelevar conosco. Elas pararamde procurar a felicidade externamente e aprenderama encontrar riqueza e significadonaquiloquejátêmesão,eapenetrarmaisfundonoseupotencialjápresente.Emsíntese, elasderrubaramosmurosqueas“protegiam”daplenitudedavida.Deixaramdeviverparaoamanhã, esperandoalegriasvindasdeumnovoemprego,dafamília,doaumentodesaláriooudasférias.Emvez disso,elasaprenderamausufruirariquezadodiadehoje,poisaprenderamaouviroprópriocoração. Quandoenfrentamosopiorquepodeaconteceremqualquersituação,nóscrescemos.Quandoas circunstânciassãoaspiorespossíveis,encontramosoquehádemelhoremnós.Quandodescobrimoso verdadeirosignificadodasliçõesqueasexperiênciasnostrazem,encontramosumavidafelizerepleta designificado.Nãoumavidaperfeita,masumavidaautênticaquepodeserprofundamentevivida. Observaraquelesquelutamcontraadoençadeixaclaroqueparasaberquemnóssomostemosque noslivrardetudoquenãofazautenticamentepartedenós.Quandovemososqueestãoàbeiradamorte, nãoenxergamosmaisosdefeitos,oserrosouasdoençasnosquaisnosconcentrávamosantes.Agora vemosapenasaspessoas,porquenofinaldavidaelassetornammaisgenuínas,maissinceras,maiselas mesmas,exatamentecomocriançasebebês. Seráqueésomentenoinícioenofimdavidaquesomoscapazesdeverquemrealmentesomos?Só ascircunstânciasextremasrevelamessaverdade?Nodecorrerdavidasomoscegosaonossoeumais autêntico?Estaéaprincipalliçãodavida:descobrironossoeuautênticoeenxergaraautenticidade nosoutros.

PerguntaramaMichelangelo,ograndeartistadaRenascença,comoelecriavamagníficasesculturas comoaPietàouDavid.Eleexplicouquesimplesmenteimaginavaqueaestátuajáexistiadentrodo blocodemármorebrutoeerasuficientedesbastaroexcessopararevelaroquesempreestevepresente. Amaravilhosaestátuajácriadaeeternamentepresenteestavaesperandoparaserrevelada.Omesmo acontececomapessoaqueexistedentrodevocê,prontaparaserrevelada.Todostrazemdentrodesias sementes da grandeza. As “grandes” personalidades não têmalgo que os outros não possuem;elas simplesmenteremoveramgrandepartedascoisasqueimpediamqueoseueumelhoremaisautênticose manifestasse. Infelizmente,nossosdonsessenciaisestãofrequentementeocultosdebaixodecamadasdasmáscaras epapéisqueassumimos.Ospapéisdepai,mãe,trabalhador,esteiodacomunidade,técnico,marginal, militanteardoroso,caralegal,rebeldeoucriançaamorosaededicadapodemsetransformarem“blocos depedra”queescondemonossoverdadeiroeu. Àsvezesospapéisnossãoimpostos:“Esperoquevocêestudemuitoesejamédico”,“Comporte-se como uma dama”. Outras vezes, assumimos avidamente os nossos papéis porque eles nos são, ou parecemser,úteis,dignificantesoulucrativos:“Mamãesempresecomportoudestamaneira,demodo queprovavelmenteestaéamaneiracorreta”,“Osgarotosmaispopularespraticamsurfe,demodoque vousersurfista”.Eassimpordiante,ésóvocêpensarnospapéisquejálheforamimpostos. Àsvezes,conscienteouinvoluntariamente,adotamosnovospapéisquandoascircunstânciasmudam eficamosdesapontadoscomoresultado.Umhomemmedisse:“Eueraumótimotioeagoraestoumuito desapontadocomopaiquemetornei.”Nacondiçãodetio,elainteragiacomascriançasapartirdo coração.Quandosetornoupai,passouaassumirumpapelespecífico,reproduzindoocomportamentode seuprópriopai,dequemeletinhamuitasqueixas-masessepapeloimpediadeserautenticamenteele mesmo.

EKR

Nemsempreéfácildescobrirquemautenticamentesomos.Comomuitosdevocêssabem,souuma dastrigêmeasdeminhamãe.Naquelaépoca,osgêmeoseramvestidosdamesmamaneira,ganhavamos mesmos brinquedos, participavamdas mesmas atividades, e assimpor diante. As pessoas não nos tratavamcomoindivíduos,esimcomoumconjunto.Pormelhorquefosseonossodesempenhoindividual naescola,logoaprendiquequereumeesforçasse,quernão,sempretiraríamosanotaintermediáriaC. Umadenóspodiatertiradoanotamáxima,A,eoutraapiorpossível,F,masosprofessoressemprenos confundiam,demodoqueeramaissegurodaranóstrêsanotaC.Àsvezes,quandoeumesentavano colodomeupai,sentiaqueelenãosabiaaocertoquemeuera.Vocêsconseguemimaginaroqueissofaz comaidentidadedeumacriança?Hojeemdiasabemoscomoéimportantereconheceroindivíduo, aceitarcadapessoacomoúnicaediferente.Atualmenteospaislidamcomseusfilhosgêmeosdeoutra forma. Sertrigêmeadeuinícioàminhabuscadeautenticidade.Sempretenteisereumesma,mesmoquando essaescolhanãoeraestimuladaouaplaudida. Porcausadessabuscaintensadesenvolviumatendênciaparareconhecerpessoasautênticas.Eu chamoissode“farejar”alguémcomtodosossentidosparaverificarseumapessoaéverdadeiraounão. Aprendiafarejaraspessoasquandoasconheço.Seassintoautênticas,emitoumsinalparaquese aproximem:casocontrário,sinalizoparaqueseafastem.Quandotrabalhamoscomosqueestãoàbeira damorte,desenvolvemosumolfatoaguçadoparaaautenticidade.

Houvemomentosnaminhavidaemqueafaltadeautenticidadedaspessoasquemecercavamnão eratãoevidente,eoutrosemqueeraabsolutamenteóbvia.Porexemplo,aspessoasfrequentemente queremparecer“boazinhas”levando-medecarroparaminhaspalestrasouempurrandominhacadeirade rodasatéopalco.Masdepoisfrequentementedesaparecemetenhoproblemasparavoltarparacasa. Compreendi nessassituaçõesqueeuestavaapenassendousadaparainflar oegodelas.Sefossem realmentepessoas boas enãoestivessemapenas representandoessepapel,iriamtomar as medidas necessáriasparaqueeuchegassebememcasa. Quasetodosnósdesempenhamosmuitospapéisduranteavida.Aprendemosatrocardepapel,mas o importante é tomar consciência das atitudes que assumimos em cada um dos papéis que desempenhamos-cônjuge,pai,mãe,patrão,pessoalegal,rebelde,etc.-edescobrirasatitudesquenos favorecemeasquenosprejudicam.Ecomodescascarascamadasdeumacebola-eassimcomo acontecequandodescascamosacebola,éumatarefacapazdeprovocaralgumaslágrimas. Podeserdoloroso,porexemplo,reconhecernossosaspectosnegativos.Gomojádissemos,cadaum denósépotencialmentequalquercoisa,deGandhiaHitler.AmaioriarejeitaaideiadepoderserHitler, mastodosnóstemosumladonegativoouumpotencialparaanegatividade.Negarestefatoéacoisa maisperigosaquepodemosfazer.Ficopreocupadaquandoalguémnegacompletamenteoseupossível ladosombrio,insistindoqueéincapazdepensarouagirdeummodofortementenegativo.Reconhecer quetemosacapacidadedesernegativoséfundamental.Depoisdereconhecer,podemostrabalhara negatividadeenoslivrardelaoupelomenoscontrolarsuasmanifestações.Àmedidaqueaprendemosas nossaslições,frequentementedespimoscamadasdospapéisquerepresentamosparadescobriraquilo quenãonosfazfelizes.Nãoestoufalandodanossaessência,masdefachadasdequenãonosdávamos conta. Se você se aflige por não ser superagradável, abandone essa aflição e procure ser o mais agradável possível, sabendo que em alguns momentos será menos agradável. É impossível ser extraordinariamenteafávelemtodososmomentosdavida.Muitasvezesprecisamosviverumasituação extrema(umaexplosãodeagressividade)paraprogredirmos,poisnessassituaçõesnosdamoscontada negatividade que existe emnós e escolhemos transformá-la. Falo por experiência própria. Eu me empenho em desenvolver uma atitude interior de compaixão que me faça tratar os outros com compreensãoesolidariedade.Masprecisoestarsemprecombatendomeutemperamentoimpulsivo. Maisdifícilaindaérenunciaraosmecanismosdedefesaquenosajudaramasobrevivernainfância, porque,quandoessesmecanismosdeixamdesernecessários,elespodemsevoltarcontranósenos prejudicar.Certamulheraprendeuquandocriançaaseisolardopaialcoólatra:elasabiaqueomelhor quetinhaafazereraafastar-sedelequandoasituaçãosetornavaagressiva.Esteeraoúnicorecursoque ameninadeseisanosencontravaparasedefenderdopaiagressivo.Esterecursoaajudouasobrevivera umainfânciadifícil,maspersistiunasuavidaadulta,levando-aaretrair-seeafastar-sedaspessoas, defendendo-se de uma agressão muitas vezes imaginária. As ferramentas que não funcionammais precisamser descartadas. Temos que agradecer o que fizerampor nós emdeterminado momento e desapegar-nosdelas.Muitasvezeséprecisochorarporumapartedavidaquenuncaexistirá.Essa mulhertinhaquechorarainfânciafelizquenuncateve. Àsvezesrecebemosumagrandequantidadedepapéiseosassumimossemcompreenderqueeles têmumcusto.Emumdeterminadopontoocustotorna-seelevadodemaisparasersuportado.Muitas mulheres só vão descobrir na meia-idade que desempenharam o papel de “eterna mãezona e conciliadora”dafamília.Elasnãonegamaimportânciadopapelquedesempenharam,masconstatamque foramlonge demais e muitas vezes se deixaramexplorar. Semperceber o que estava acontecendo, assumiramaresponsabilidadedepromoverafelicidadedeseuspaiseirmãos,solucionaramtodasas brigas,emprestaramdinheiroechegaramasustentaralgunsfamiliares.Emumdeterminadoponto,elas descobremquepodemserboaspessoassemterquegarantirafelicidadedetodomundo. Arealidadeéquenemtodososrelacionamentosdãocerto,edivergênciasedesapontamentossão

inevitáveis.Sevocêsesentirresponsávelporcorrigirtodososproblemas,pagaráumpreçomuitoalto,

porqueestaéumatarefaimpossível.

Comovocêvaireagiraoseunovoeu?

Vocêtalvezchegueàconclusãodequeopapelquedesempenhavaeraumfardo:“Quebomque

nãomesintomaisresponsávelpelafelicidadedetodomundo.”

Vocêtalvezchegueàconclusãodequeestavaenganandoosoutros:“Euestavamanipulando

todomundo,minhabondadeegenerosidadeeramapenasumatentativadefazercomqueaspessoas

gostassemdemimedominá-las.”

Vocêtalvezchegueàconclusãodequeéfelizeamávelsendoautenticamenteoqueé.

Vocêtalvezdescubraquesuasaçõestinhamorigemnomedo:medodenãoserumapessoaboa,

medodenãoirparaocéu,medodequenãogostassemdevocê.

Vocêtalvezchegueàconclusãodequeestavausandoopapelparaganhartroféuseissolhe

custavaumenormeesforço:“Eusempreacheiquemetornariaaquelapessoaquetodosamariame

admirariam,massouapenasumserhumanocomotodomundoeagorasoufelizassim.”

Vocêtalvezchegueàconclusãodequeosoutrostêmrecursosparaenfrentarseuspróprios

problemas,edequecrescerãonesseprocesso.

Vocêtalvezchegueàconclusãodequeprecisaqueasoutraspessoassejamfracasparase

sentirmaisforte.

Vocêtalvezchegueàconclusãodequeaotratardasfalhasedeficiênciasdosoutrosvocêevita

enfrentarassuasprópriasfalhas.

Todas as pessoas têmpartes mais sombrias emsua personalidade. Não se trata das grandes qualidades oudos grandes defeitos, mas daqueles aspectos que frequentemente escondemos de nós mesmosenegamos:opreconceituoso,odiscriminador,oquegostadefalarmaldosoutros,aquelequese fazdevítimaoudemártirparaexplorarosoutros.Essassãoaspartesmaiscinzentasdonossoeu.É precisoreconhecê-laseadmiti-lassemnosculparmosoucensurarmosporelas,poisfazemparteda naturezahumana.Insistonoquejáfoidito:nãopodemostrabalharanegatividadeprofundasenão admitirmosnossosaspectossombrios.Ésóaceitando-osetrabalhandonelesquepoderemosassumir nossoeucompleto. Muito provavelmente não será fácil abandonar os papéis, pois eles lhe conferiramidentidade durantebastantetempo.Éumprocessoárduo,queexigededicaçãoconstante,masvocêconquistará grandealegriaepazporsermaisgenuinamentevocê. Nãoseesqueça:emboratenhamosatendênciadenosdefiniremfunçãodenossascircunstâncias externas,somosmuitomaisdoqueelas.Seodiaestáótimo-céuazul,abolsadevaloresemalta,o carrolimpoereluzente,oboletimdascriançasexcelente-,tudocorreàsmilmaravilhasenossentimos pessoasmagníficas.Casocontrário,achamosquenãovalemosnada. Avançamoslevadospelamarédoseventos,algunscontroláveis,outrosnão.Masanossaessência verdadeirapermaneceamesmaemqualquercircunstância.Elanãoédefinidaporestemundo,nem pelos nossos papéis. Todos eles são ilusões, mitos que não nos são úteis. Debaixo das nossas circunstânciasedetodasassituaçõesvividasexisteumagrandepessoa.Encontramosanossaverdadeira identidadeegrandezarenunciandoatodasasilusõesdeidentidadeparadescobrironossoverdadeiroeu. Frequentementenosdefinimosemfunçãodosoutros.Seosoutrosestãodemauhumor,ficamos deprimidos.Seachamqueestamoserrados,noscolocamosnadefensiva.Senosaplaudem,nossentimos

realizados, mas, se nos censuram, nos sentimos desprezíveis. No entanto, nosso verdadeiro eunão dependedasreaçõesexternas.Somostotais,completosetemosvalorexatamentecomosomos,ricosou pobres,velhosoujovens,vencedoresouvencidos,começandoouterminandoumrelacionamento.Quer estejamosnoinícioounofinaldavida,noaugedafamaounasprofundezasdodesespero,somossempre pessoasalémdascircunstâncias.Vocêéoquevocêéenãoasuadoença,nãooquevocêfaz.Avidatem avercomoquesomosenãocomoquefazemos.

DK

Pergunteiaumamulherqueestavaàbeiradamorte:“Quemévocê?”Elarespondeu:“Emtodosos papéis que desempenhei na vida, eume sentia muito comum, igual a tantas outras pessoas. Eume perguntava:oquefazaminhavidaserdiferentedadosoutros? “Duranteaminhadoençadescobriclaramentequesouumapessoaúnica.Nenhumaoutrapessoaviu ouexperimentouomundoexatamentedamesmamaneiraqueeu.Eninguémjamaisoverácomoeu.Desde oinícioatéofimdostempos,nuncahaveráumoutroeuigualamim.” Essa afirmação é tão verdadeira para você quanto era para aquela mulher. Ninguém jamais experimentouomundoexatamentecomovocê,comasuahistóriaparticulareaformacomooseventos aconteceramemsuavida.Vocêéumserabsolutamenteúnico.Descubraquemvocêrealmenteépara começaracelebrarasuacondiçãoúnica.

Muitaspessoasentramemumagravecrisequandocompreendemquenãosabemquemrealmente

são;tentarconhecerasimesmaspelaprimeiravezéumatarefaassustadora.Elaspercebemquesempre

reagirambaseadasnasexpectativasdosoutrosesesenteminsegurasquandosetratadedescobrircomo

seueuautênticoreagirá.

Quandoaspessoasrecebemdiagnósticosqueameaçamavida,talvez,pelaprimeiravez,elassintam

anecessidadedeentenderquemsão.Nessesmomentoselasseperguntam“Quemestámorrendo?”,eem

geralsedãocontadequeumapartenossanãomorre,continua,sempreexistiu.Quandoadoençanos

derruba,deixamosdeserobanqueiro,oviajante,omédicoouotécnico,oquenoslevaafazeranós

mesmosestaimportantepergunta:“Seeunãosouessascoisas,entãoquemsoueu?”

Enasexperiênciasrealizadasconscientementequedescobrimosquemsomosdeformaautênticae

verificamosoquequeremosenãoqueremosfazer.Quandoonossoobjetivoéimpressionarosoutros,

deixamosdeenxergarovalorqueexisteemnós.Éimpressionantedescobrircomovivemosmuitomais

emfunçãodoquedeveríamosfazerdoquequeremosfazer.Porqueoobjetivodetodasasnossasaçõese

experiênciasdeveseralcançarpazealegria,sejanoemprego,comosamigosqueescolhemos,sejacom

asroupasquevestimos,eassimpordiante.

Devezemquando,procurecederaumdesejoquevocênormalmentereprimiria,eexperimentefazer

umacoisanovaoualgoquevocêconsidere“esquisito”.Éumaboaformadeaprenderarespeitodequem

vocêé.Ouentãopergunte-seoquevocêfariaseninguémestivesseolhando.Sepudessefazerqualquer

coisaquequisesse,semquehouvesseconsequências,oquevocêfaria?Suarespostaaestapergunta

revelamuitascoisasaseurespeito,oupelomenosarespeitodoqueestáimpedindovocêderealizarseu

desejo.Suarespostapodeconterumaliçãoquevocêprecisatrabalharparadescobrirasuaessência.

DK

Semprecorrideumladoparaooutronasférias,levantandocedo,vendoefazendoomaiornúmero decoisaspossíveisduranteodia,voltandoexaustoànoiteparaohotel.Quandofinalmentecompreendi quenuncamedivertianasférias,queelassempreeramestressantes,pergunteiamimmesmooqueeu realmentedesejavafazer.Arespostafoiquegostariadedormiratétarde,devisitarcomcalmaalguns locaisquemeinteressassemedemesentarnavarandaounapraiaduranteotempoquequisesseparaler umbomlivroousimplesmentenãofazernada.Eudesempenhavaopapelda“pessoaqueaproveitao maispossívelasfériasvisitandoomáximodelugares”,masleveitempoparadescobrirqueaquelenão eraeu.Faziaaquiloporqueachavaquedevia,masfiqueiextremamentefelizquandocompreendiqueeu medivertiamuitomaiseusufruíamaisaquiloqueviaquandocombinavaavisitaaospontosturísticos commomentosderelaxamento. Oquevocêfariasenãotivessequeobedeceràsexpectativasdeseuspais,dasociedade,deseu chefeoudeseuprofessor?Comovocêsedefiniria?Sabequemestádebaixodetodasaquelasatitudes impostas,damaioriadospapéisquevocêdesempenha?Oseuverdadeiroeu. Aossessentaanos,Tim,paidetrêsmeninasagoraadultas,sofreuumataquedocoração.Eletinha sidoumpai dedicado,severoeexigentecomas filhas,quecriarasozinho.Depois doataque,Tim começoua examinar a sua vida. “Percebi que não eramapenas as minhas artérias que tinhamse esclerosado”,eledisse.“Eutinhaendurecido.Foiapartirdamortedeminhamulher.Euprecisavaser forte,equeriaqueasmeninastambémfossem.Entãofuidurocomelas.Estoucomsessentaanoseminha vidaembrevevaiacabar.Nãoqueromaisserduro.Queroqueasmeninassaibamquetêmumpaiqueas amamuito.” Noquartodohospitalelefalouàsfilhasdoseuamor.Elassempresouberamqueeleasamava,mas essamanifestaçãodeternurafezosolhosdetodosseencheremdelágrimas.Timnãoprecisavamais exerceropapeldepaisevero,podiadeixarfluirseuamor.Podiaserapessoaqueerapordentro. ComonocasodasestátuasdeMichelangelo,precisamos“desbastaroexcesso”paraqueanossa belezamaioreessencialapareça.Vocêéomaispuroamor,omaisgrandiosotipodeperfeição.Vocêe todosnósestamosnaTerraparanoscurarmos,paracrescermosenostornarmosplenamenteaquiloque semprefomos. Tentar emtodas as circunstâncias descobrir quemsomos essencialmente nos permitirá fazer o trabalhonecessárioeaprenderaslições.Quandoonossoserinteriorserefleteomaispossívelnonosso serexterior,nãoprecisamosnosesconder,termedoounosdefender.Descobrimosquesomosalgoque transcendeasnossascircunstâncias.

DK

Certa noite, bemtarde, eu estava conversando comumhomememuma clínica para doentes terminais.“Qualéapartemaisduradestaexperiênciaparavocê”,perguntei.“Ahospitalização?A doença?” “Não”,elerespondeu.“Apiorparteéquetodomundomeolhacomoseeujápertencesseao passado.Eeusintoque,independentementedoqueestáacontecendocomomeucorpo,eusouuma pessoacompleta.Existeumaparteminhaquenãomuda,queeunãoperdereiequenãodesaparecerácom aidade,adoençaouamorte.Nomeiodadoençaedadestruiçãodomeucorpo,eumeagarroaessa parte.Éissoqueeusouequesempreserei.” Essehomemdescobriuqueasuaessênciaestavabemalémdoqueaconteciacomoseucorpo,bem

alémdaquantidadededinheiroqueganharaoudequantosfilhostivera.Depoisquedespimosesses papéis,nóssomosoqueresta.Existedentrodecadaumdenósumpotencialparaabondade,paradar semquererretorno,paraouvirsemjulgar,paraamarincondicionalmente.Estepotencialéanossameta. Podemos nos aproximar dela com maior ou menor intensidade a cada minuto do dia, se nos empenharmos.Muitaspessoasencontramnomomentodeumadoençagraveessaoportunidadedese aproximardosoutros,delidarmelhorcomsuasprópriasbarreirasedeavançaremdireçãoàconclusão dassuasquestõesinacabadas.

EKR

Háalgunsanos,naUniversityofChicagoMedicalSchool,tiveasortedeserescolhida“professora favorita”.Estaeraumadasmaioreshonrasqueosprofessorespodiamreceber,poissignificavaum reconhecimento por parte dos alunos. No dia emque foi anunciado o prêmio, ninguémfeznenhum comentáriocomigoarespeitodahomenagem,apesardeseremsimpáticoscomosempre.Fiqueiintrigada comaquelesilêncio,mas,nofinaldodiaumlindoarranjodefloreschegouàminhasala,comocartãode umdosmeuscolegas,umpsiquiatrainfantil.Ocartãodizia:“Estoumeroendodeinveja,masdequalquer modo,parabéns.”Apartirdaquelemomentoeusoubequepodiaconfiarnaquelehomem.Euoameipor sertãoverdadeiro,tãoautêntico.Soubequepodiaconfiarneleemesentirseguraaoseuladoporqueele mostraraoseuverdadeiroeu.

Voltoarepetir:amaiorperfeiçãoquepodemosatingirincluisermossincerosarespeitodosnossos

ladossombrios,dasnossasimperfeições.Éextremamentereconfortantequandoumaoutrapessoaexpõe

seuslimitesedeficiênciascomsinceridade.Eéigualmenteimportanteaprenderaverdadearespeitode

nósmesmos,averdadesobrequemsomos.

Certohomemcontouahistóriadasuaavó,queestavacomoitentaanos,muitodoenteesofrendo

bastante.

“Eusentiamuitadificuldadeemdeixá-lapartir”,falouele.“Finalmentereunicoragemedisseaela:

‘Nana,nãoqueroquevocêváembora.’Euseiqueissopareceegoísta,maseraassimqueeuestavame

sentindo.”

‘“Meuquerido’”,elarespondeu,‘“minhavidafoiplenaefeliz.Seiquequandovocêmeolhatema

impressãodequesobrapoucavidaemmim,masgarantoavocêqueeumesintocompleta.Somoscomo

umatorta:damosumpedaçoparaosnossospais,umpedaçoparanossosamores,umpedaçoparaos

amigos,paraosfilhos,eumpedaçoparaanossaprofissão.Nofinaldavida,algumaspessoasnão

guardaramnenhumpedaçoparasimesmasenemmesmosabemquetipodetortaelasforam.Euseiotipo

detortaqueeusou,eissoéalgoquecadaumtemquedescobrirporsimesmo.Possodeixarestavida

sabendoquemeusou.’

“Quandoouviessaspalavras,‘Euseiquemeusou’,pudedeixá-lapartir.Disseaelaquequando

chegasseaminhahorademorrereuesperavateramesmasensaçãodecompletudeesaberquemeusou.

Minhaavóseinclinouparaafrente,comosefossemecontarumsegredo,edissesorrindo:‘Vocênão

precisaesperarahoradamorteparadescobrirotipodetortaquevocêé.’”

QUARTOCAPÍTULO

EKR

Aliçãodaperda

Umestudantedepsicologianofimdeseudoutoradoestavaprestesaperderoavôgravemente enfermoqueajudaraacriá-lo.Eleseperguntavaangustiadosedeveriaounãopedirumafastamentode dozemesesdoúltimoanodeestudosparapassarmaistempocomoavô.Aomesmotempoquedesejava ficaraoladodoavô,eletambémsesentiaimpelidoaconcluirnaquelemomentoodoutorado,porque estavaaprendendomuitosobreavidanaqueleúltimoanodocurso.“Oqueestouaprendendoagorana faculdade”,explicouele,“meajudarealmenteacrescercomopessoa.” Eudisseaele:“Sevocêverdadeiramentequeraprenderecrescer,éprecisocompreenderqueo universoomatriculounoprogramadepós-graduaçãodavida,quesechamaperda” Acabamosperdendotudoquetemos,masoquerealmenteimportajamaispodeserperdido.Nossa casa,carro,emprego,dinheiro,juventudeeatémesmoaquelesqueamamosestãoapenasemprestadosa nós.Comotudoomais,aspessoasqueamamosnãosãonossasparasempre.Masperceberestaverdade nãoprecisanosentristecer.Pelocontrário,estaconstataçãoécapazdenosfazerapreciareusufruirmais asmaravilhosasexperiências,pessoasecoisasquetemosduranteanossapermanêncianaTerra. Se a vida é uma permanente escola, a perda é uma das principais partes do currículo. Nesse momentodedorenecessidade,recebemosocarinhodaquelesqueamamoseàsvezesatémesmode desconhecidos.Aperdaéumburaconocoração,maséumburacoquedespertaoamorepodedespertar oamordeoutraspessoaspornós. Entramosnomundosofrendoaperdadoúterodanossamãe,omundoperfeitoondeiniciamosa vida.Somoslançadosemumlugaremquenemsempresomosalimentadosquandotemosfome,noqual nãosabemosseamãevaiacolhernossasdoresedesconfortos.Sentimosprazernoaconchegodocolo maternoe,derepente,elenosétirado.Àmedidaquevamoscrescendo,perdemosnossosamigosquando nósouelesmudamosdecidadeoudeescola,perdemosnossosbrinquedosquandoelessequebramou desaparecemeperdemosocampeonatodenatação.Perdemososprimeirosnamoradosenamoradas,ea sériedeperdasapenascomeçou.Nosanosseguintes,perdemososprofessores,osamigoseossonhosda infância. Todos os intangíveis, como os nossos sonhos, a juventude e a sensação de proteção no final murchamouacabam.Tudoquenospertenceestáapenasemprestadoanós,nãosãorealmentenossos. NossarealidadenaTerranãoépermanente.Tudoétemporário.Pormaisquenosesforcemos,acabamos concluindoquenãoépossívelencontrarapermanênciaeacabamosaprendendoquenossasegurançanão podedependerdetentar“conservar”tudoeimpediraperda. Nãogostamosdeencararavidadestamaneira.Pormaisinexorávelquesejaofimdavida,temosa sensaçãodesereternosenosrecusamosinternamenteacontemplarasupremaperdapercebida,aprópria morte.Eimpressionanteobservarcomomuitasfamíliasdedoentesterminaisprocuramenganar-se.Elas nãoqueremfalarsobreaperdapelaqualestãopassandoecertamentenãodesejamfalarsobreelacoma pessoaamadaqueestámorrendo.Aequipedohospitaltambémnãodiznadaaospacientes.Aexperiência memostrouqueaspessoasqueestãochegandoaofimdavidatêmconsciênciadasituaçãoemquese encontram.Enósnosenganamosaopensarquetodoessefingimentoasajuda.Maisdeumpaciente terminaljáolhouparaafamíliaedeclaroucomgravidade:“Nãotentemesconderdemimqueestou

morrendo.Comoéquevocêspodemdeixardedizerumacoisatãoimportanteparamim?Vocêsnão

entendemquecadacoisavivamefazlembrarqueestoumorrendo?”

Osqueseencontramàbeiradamortesedãocontadoqueestãoperdendoecompreendemovalor

detudo.Sãoosvivosquefrequentementeenganamasimesmos.

DK

Aprendiarespeitodaperdaquandoacordeinomeiodanoitecontorcendo-mededor.Nomomento emqueaintensadorabdominalcomeçoutivecertezadequeasituaçãoeragrave.Meumédicoreceitou umantiácidoesugeriuquemonitorássemosoproblema.Trêsdiasdepois,adorestavamuitopior,de modoqueomédicodecidiumeinternarnohospitalporumdiaparafazerumasériedeexames,inclusive umaendoscopiadoestômagoedointestinoquepermitiriaveroquehaviadeanormal. Nasaladerecuperação,omédicoexplicouquetinhaencontradoumtumorqueestavaobstruindo parcialmente meu intestino. Disse-me que tinha colhido material e enviado para o laboratório. O resultadodabiópsiaviriadentrodequatrodias. Duranteessesquatrodiastorturantespenseimuitoemmeupaiquemorreradecâncerdecólon. Enquantoesperava,lamenteiaperdadainvulnerabilidadedaminhajuventude,daminhasaúdeeaté mesmodaminhavida.Otumorrevelou-sebenigno,masossentimentosdeperdanaquelespoucosdias forammuitoreais.

Quasetodosnósprocuramosignorareresistiràperdaavidainteira,semcompreenderqueavidaé perdaeaperdaévida.Éimpossívelviverecrescersemaperda.Existeumantigoditadojudeuquediz que,sedançarmosemmuitoscasamentos,iremoschoraremmuitosfunerais.Essafrasequerdizerque,se estivermospresentesemmuitosinícios,tambémestaremosemmuitasconclusões.Sevocêtivermuitos amigos,oseuquinhãodeperdasserámaior. Ofatodevocêsentirqueestásofrendoumagrandeperdasignificaquevocêrecebeuumabênção muitoespecialdavida:oserqueridoquelhedeutantasalegriaseagoraestápartindo.Sofremosgrandes epequenasperdas,quepodemirdamortedeumpaiouumamãeàperdadeumnúmerodetelefone.As perdaspodemserpermanentes,comoamorte,outemporárias,comoquandoumfilhovaiestudarfora. São cinco os estágios que descrevema maneira como reagimos a todas as perdas — grandes ou pequenas,permanentesoutemporárias-enãoapenasàmorte.Imaginequeseufilhonasçacego.Você teráasensaçãodeestardiantedeumagrandeperdaeprovavelmentereagirádaseguintemaneira:

Negação-Apesardeosmédicosdizeremqueseufilhonãoconsegueacompanharosobjetos

comosolhos,vocêpensaqueésódartempoaotempoeeleconseguiráfazerissoquandoficarmais

velho.

Raiva-Osmédicosjádeviamestarsabendodisso,elesdeviamternoscontadomaiscedo!Por

queDeusfariaissoconosco?

Barganha-Sereicapazdelidarcomesseproblemadesdequemeufilhosejacapazdeaprender

ascoisaseconseguircuidardesimesmoquandocrescer.

ascoisaseconseguircuidardesimesmoquandocrescer. Depressão-Issoéterrível,avidadeleserámuitolimitada.

Depressão-Issoéterrível,avidadeleserámuitolimitada.

Aceitação-Vamoslidarcomosproblemasàmedidaqueelesforemsurgindo,emeufilho

poderáterumavidasatisfatóriaecheiadeamor.

Emumasituaçãomaistrivial,suponhaquevocêdeixoucairumalentedecontato.Vocêpoderia

reagiràperdadaseguintemaneira:

Negação-Nãoacreditoqueeutenhadeixadocairalente!reagiràperdadaseguintemaneira: Raiva-Droga,eudeviatertomadomaiscuidado.

Raiva-Droga,eudeviatertomadomaiscuidado.Negação-Nãoacreditoqueeutenhadeixadocairalente!

Barganha-Prometoque,seencontraressalentedestavez,tomareimuitomaiscuidadono

futuro.

Depressão-Estoumuitotristeporqueperdialente;agoravouterquecompraroutra.

Aceitação-Nãotemproblema,eutinhamesmoqueperderumalentedecontatoumdia.Vou

encomendaroutralogodemanhã.

Nemtodomundopassaporessescincoestágiosemcadaperda,asreaçõesnemsempreocorremna mesmaordemevocêpoderápassarmaisdeumavezpelosestágios.Noentanto,sofremosváriostiposde perdasmuitasvezes,deváriasmaneirasesemprereagimosaelas.Assucessivasperdasnosdãoa oportunidadedeaprenderalidarmelhorcomelas,oquenostornamaisbempreparadosparaenfrentaras perdasqueavidainevitavelmentenostrará. Aquiloquevocêsentequandoperdealguémoualgumacoisaéexatamenteoquedeveriaestar sentindo.Nuncanoscabedizeraalguém:“Vocêjávemnegandoaperdahámuitotempo;agoraestána horadesentirraiva.”Cadaumtemseutempoeviveoprocessoaoseumodo.Asperdasnosdeixam vazios, indefesos, imobilizados, paralisados, impotentes, revoltados, tristes e com medo. Não conseguimos dormir ou temos vontade de dormir o tempo todo; não temos apetite ou comemos vorazmentetudoqueencontramospelafrente.Podemososcilarentreosextremosoupassarportodosos níveisintermediários.Estaremumadessasfasesouemtodasfazpartedoprocessodecura. Talvezaúnicacertezaarespeitodaperdasejaqueotempocuratudo.Infelizmente,acuranem sempreéumprocessoascendentequenosconduzàsuperaçãocomrapidezesuavidade.Emvezdisso,o processoequivalemaisoumenosaandarnamontanha-russa:avançamosemdireçãoàmelhoraede repentemergulhamosnodesespero;parecemosavançarparalogoemseguidaregredir;progredimospara depois ter a sensação de que voltamos ao início. Acura é assim. Pode ter certeza: a cura e o restabelecimentovirão.Vocêtalveznãorecupereoqueperdeu,maspoderácurar-se.Emalgummomento nasuajornadaatravésdavidavocêperceberáquenuncateveapessoaouacoisaqueperdeudamaneira comoimaginava.Evocêcompreenderáquesempreasterádeoutrasmaneiras. Ansiamospelatotalidade:Esperamosmanteraspessoaseascoisascomoelassão,massabemos queissonãoépossível.Aperdaéumadasliçõesmaisdifíceisdavida.Tentamostorná-lamaisfácil,até mesmoaromantizamos,masadorquesentimosquandonosseparamosdealguémoudealgumacoisa importanteparanóséumadascoisasmaisdurasquejamaisexperimentaremos.Aausêncianemsempre tornaocoraçãomaisamoroso;àsvezes,elanosfazficartristes,solitáriosevazios.Masassimmesmo ficaremoscurados. Assimcomonãoexisteobemsemomal,oualuzsemaescuridão,nãoexistecrescimentosem perda.Epormaisestranhoqueissopossaparecer,tambémnãoháperdasemcrescimento.Esteéum conceitocomplicadodecompreender,maspossolhesdizerquejápresencieiestefatoinúmerasvezes. Viissoacontecercompaisqueperderamfilhoscomcâncer.Amaioriaviveaexperiênciacomose fosseofimdeseumundo,oqueécompreensível.Anosdepois,algunsrelatamqueconseguiramsuperara tragédia.Éclaroqueprefeririamnãoterperdidoosfilhos,maspuderamperceberqueaperdaosajudou

demaneiraquenãoimaginavam.Umadasprincipaisdescobertasédeque“émelhorperderumgrande

amordoquenuncateramado”.

Àprimeiravista,aocontemplaranossavidaeasnossasperdas,podeserdifícilperceberque

crescemos.Mas,acredite,nóscrescemos.Aquelesquesofremperdaseassuperamacabamsetornando

maisfortesecompletos.

Muitasvezesaperdadebensmateriaisnosdáaoportunidadededescobriroqueérealmente

essencialemnossavida.Conhecipessoasqueoptaramporperderumempregocomaltosaláriopara

teremmaisliberdadeparafazeraquilodequegostavam.Avelhicetemperdasdeenergiafísicaedo

declíniodocorpo,mastemumganhoemsabedoriaepazinterior.Àsvezeséprecisoterminarum

relacionamentoparadescobrirquemsomoseoquedesejamosrealmente.Dequalquerforma,avidaé

feitadepermanentesescolhasetodasasvezesqueescolhemosalgoperdemosalgumacoisa.

EKR

Quandopensamosnaperda,oquenosvemlogoàcabeçasãograndestragédiascomoaperdadeum ente querido, da nossa vida, da nossa casa, do nosso dinheiro. No entanto, nas lições da perda, descobrimosqueàsvezesaspequenascoisasdavidaassumemgrandeimportância.Agoraqueaminha vidaestárestritaàcamadehospitalnaminhasalaeàcadeiraaoladodela,sougratapornãoterperdido algumasdascoisasqueparaamaioriadaspessoassãoabsolutamentenaturais.Comaajudadeuma cômoda-toaleteaoladodacama,possopelomenosurinarsemaajudadeoutrapessoa.Nãopoderirao banheirooutomarbanhosozinharepresentariaparamimumaenormeperda.Hojesougrataporsercapaz deaomenosaindafazeressascoisassemajuda. Perderumapessoaqueamamosécertamenteumadasexperiênciasmaisdolorosasqueexistem.É interessanteouvirpessoasqueperderamalguémdevidoaumdivórcioouseparaçãofrequentemente afirmaremquechegaramàconclusãodequeamortenãoéaperdasuprema,esimseparar-sedaqueles queelasamam.Saberqueapessoaamadacontinuaaviversempodercompartilharcomelaanossa existênciapodesermuitomaisdolorosodoquequandosetratadeumaseparaçãopermanentecausada pelamorte.Nocasodeumseramadoquemorre,apesardafaltadapresençafísica,somoscapazesde encontrarnovasmaneirasdeconvivercomele,poiscontinuapresentenonossocoraçãoenanossa lembrança. Aprendemoscoisasinteressantesarespeitodaperdacomaspessoasqueestãoàbeiradamorte.As mesmasliçõesmuitoclarasnoschegamdaquelesqueestiveramtecnicamentemortosmasqueforam trazidosdevoltaàvida.Emprimeirolugar,todossãounânimesemafirmarqueperderamomedoda morte.Dizemtambémqueagorasabemqueamorteéapenasoabandonodeumcorpofísico,semelhante aoprocessodetirarumaroupadequenãoprecisamosmais.Terceiro,elesrecordamumaprofunda sensaçãodetotalidadenamorte,umsentimentodeconexãocomtudoecomtodosenenhumasensaçãode perda.Emúltimolugar,elesnosdizemqueemnenhummomentoestiveramsozinhos,quealguémestava semprecomeles.

EKR

Umhomemdetrintaepoucosanosmedissequeasuamulherotinhaabandonadoinesperadamente.

Completamentearrasado,elefalousobreaangústiaqueestavasofrendo.Depois olhouparamime perguntou:“Éissooqueagentesentequandoperdealguém?Muitosamigosmeusperderampessoas queridasdediversasmaneiras:rompimentos,divórcios,eatémesmomorte.Euosviatristeseelesme disseramqueestavamsofrendo,maseunãotinhanenhumaideiadecomoeraessasensação.Agoraque eusei,tenhovontadedeprocuraressaspessoasedizeraelas:‘Sintomuito,eunãotinhaideiadoque vocêestavapassando.’ “Essaexperiênciadeperdamefezcresceremetornarmuitomaissolidário.Nofuturo,quandoum amigoestivervivendoumaperda,procurareiajudá-lodeumamaneiraqueantesnemmeocorreriae entendereiadorqueeleestásentindocomonuncaimagineiqueentenderia.”

Esta é uma das finalidades da perda na nossa vida. Ela nos fazmais completos. Ela ajuda a aprofundaramaneiracomoentendemososoutros.Elanosligaunsaosoutrosdeumjeitoquenenhuma outraliçãodevidaécapazdefazer.Quandosomosunidospelaexperiênciadaperda,nósnostornamos maissolidários,generososesensíveis. Aúnicacoisatãodifícilquantoaperdaéomedodesofrerumaperda.Ospacientesfrequentemente medizem:“Hámomentosemqueaexpectativaétãotorturantequeeupreferiamorrerlogo.” Umcasalqueestavavivendoumagrandecriseemseucasamentoqueixou-sedaseguintemaneira:

“Estatentativadereconciliaçãoéterrível,porquenãosabemosemquevairesultar.Gostaríamosde poderfazerorelacionamentodarcertologoouentãoterminá-lodeumavezportodas.” Avidaalgumasvezesnosobrigaavivernaincerteza,semsabersevamosounãoexperimentaruma perda.Podemosterqueesperarhorasparasabercomofoioresultadodacirurgia,algunsdiasparatomar conhecimentodoresultadodosexamesouumperíodoindeterminadoenquantoumapessoaqueamamos lutacontraumadoença.Podemospermanecernaangústiadaincertezadurantehoras,dias,semanasou maistempoaindaquandoumacriançaestádesaparecida.Asfamíliasdossoldadosdesaparecidosem combateacabammuitasvezespreferindoter certezadesuamorteaviver nainsegurança.Viver na incertezadeumapossívelperdajáéemsiumaperda.E,independentementedoresultadodasituação, trata-sedeumaperdacomaqualprecisamoslidar.

DK

Lembro-mebemdomeupai:seurostoradiante,obrilhonosolhos,osorrisocalorosoeorelógiode

ourocompulseirapretaquepareciafazerpartedoseubraço.Nãohouveumsómomentoemquepapaie

aquelerelógionãoestivessemnaminhavida.Elesabiaoquantoeuamavaaquelerelógio.

Háalgunsanos,quandomeupaiestavamorrendo,sentei-meaoladodasuacamaeolheiparaele

comosolhoscheiosdelágrimasdizendo:“Nãoseicomomedespedirdevocê.”

Meupairespondeu:“Tambémnãoseicomodizeradeusavocê,masseiquetenhoquemedespedir

devocêedetudoquesempreamei.Doseurosto,daminhacasa,detudomesmo.Ontemànoiteeuolhei

pelajanelaemedespedidasestrelas.Tireorelógiodomeupulso”,pediu,apontandoparaobraço.

“Não,papai.Vocêsempreusouesserelógio.”

“Masestánahoradeeumedespedirdeleedevocêpassarausá-lo.”

Delicadamentetireiorelógiodopulsodemeupaieocoloqueinomeu.Enquantoeuolhavaparao

relógio,eledisse:“Umdiavocêtambémteráquesedespedirdele.”

Osanossepassarameeununcaesqueciaquelaspalavras.Orelógioficoucomoumalembrançaao

mesmotempodoceeamargadocarátertransitóriodavida.Raramenteotirodopulso.Maisoumenoshá

ummês,depoisdeumdiaagitadonotrabalho,fuiatéaacademiadeginástica,exercitei-meumpouco, tomeiumbanho,volteiparacasaemevestiparasaircomamigos.Maistarde,quandofuidormir,percebi queorelógiotinhadesaparecido.Nosdiasseguintes,procurei-oportodaparte. Euestavalidandoaomesmotempocomaperdadorelógioquerepresentavatãointensamenteomeu paieaminhainfânciaealiçãoarespeitodaperdaqueelemeensinara.Eusempresouberaqueumdia iriaperderaquelerelógio,dando-oparaalguémquandoeumorresseouemalgumaoutracircunstância. Aoperdê-lodefatotivequeconvivercomosentimentoprofundodequetudoquepossuímosérealmente temporário,dequetodasascoisassãoapenasumempréstimoquenoséfeito.Àmedidaqueotempofoi passando,acostumei-meaesteconceitoeàperdainevitávelqueocorrera.Emvezdemeconcentrar exclusivamentenorelógio,descobriqueestavaligadodeoutrasmaneirasaomeupaieàminhainfância. Incorporeiolembretedequeeutambémumdiairiadizeradeusatudo. Trêsmesesdepois,aopuxarolençoldacama,encontreiorelógioquecaíraentreacabeceiraeo colchão. Ele está de volta ao meupulso, mas agora compreendo que todas as nossas dádivas são temporárias.Eque,aodizeradeusatudo,encontramosalgodentrodenósquenãoseperde. Amaioriadascoisasquepossuímosnãoencerraumsignificadoemsi.Naverdade,elassignificam muitoparanósporcausadoquerepresentam,eoqueelasrepresentaménossoparasempre.

Aperdaécomplicadaeninguémpodepreverareaçãoqueterádiantedela.Ossentimentospodem serconflituosos,retardadoseesmagadores. Umaúnicaperda,oumesmoumapossívelperda,atingemuitasvidas:adafamília,adosamigos,a doscolegasdetrabalhoeadosprofissionaisdesaúdequecuidamdospacientes.Todossofrem,até mesmoosanimaisdeestimação.Todomundosenteaperda.Elapodenossepararounosunir. Certa mulher, durante umseminário, lamentava a perda do marido de quemse divorciara. O interessante,explicouela,équeosproblemasdosdoistinhamcomeçadoenquantoelelutavacontrao câncer. “Durante o tratamento dele, eu ficava acordada à noite observando-o respirar”, contou ela calmamente.“Euestavaapavoradacomaideiadeperdê-loeficavadespertameperguntandooquefaria nodiaemqueeleparassederespirar. Nãoconseguiasuportaraideiadoquepoderiaacontecerseoperdesse.Tudoissomelevouauma depressão nervosa, e, como me senti culpada por não poder dar assistência a meumarido, acabei abandonandoocasamento.Eleficoucuradoeháanosgozadeperfeitasaúde.Asituaçãomeensinouque, quandoumapessoaenfrentaumadoençamuitograve,todasasatençõesseconcentramnela,emcomoestá passando,comoestásesentindo,seotratamentoestádandocerto,etc.Eumedeicontadequemesenti muitoculpadapormeacharegoístaquerendoquecuidassemdemim.Nuncapenseiemdizer:‘Ei,eu estouaqui,prestematençãoemmim!’Essaatitudemepareceriaerrada,porqueafinalapacientenãoera eu.Gomoéqueeupodiaprecisardeajudaseerameumaridoqueestavamorrendo?Porissofiqueide bocafechadaatéquefinalmentedesmoronei.” Ador que sentimos na perda pode ser maior quando há circunstâncias agravantes, como um assassinato.Dequalquerforma,acreditoqueadordetodaperdaécomplicada;raramenteésimples.

DK

DuranteosprimeirosestágiosdaepidemiadaAIDSnoiníciodosanosoitenta,Edwardperdeumais

devintepessoasqueamava.Naépocaeleseespantouporacharseusentimentodeperdamuitopequeno.

“Euasamava”,elerepetia,“comopossotersentidotãopouco?”

Edwardpassouquinzeanosperturbadopelofatodetersentidotãopoucoaperdadetodasaquelas

pessoasquehaviaamado.Então,certanoite,eleacordouempânicoesaiuprocurandofreneticamente

pelacasafotosdaquelasvintepessoas.Derepente,aparentementedonada,adordespencouemcima

delecomoumatoneladadetijolos.MasnaquelemomentoEdwardestavaforteosuficienteparaser

capazdecomeçarasentirpartedaquelasperdas.Ossentimentosquetinhamficadoguardadospuderam

viràtona.

Cadapessoaexperimentaasperdasemseupróprioritmoedasuamaneira.Anegaçãodoprimeiro estágioéumabênçãoprotetora.Osnossossentimentossefarãopresentesnomomentocerto.Nessemeio tempo, enquanto não estamos prontos, eles ficamguardados garantindo nossa segurança. Este fato acontecefrequentementecomcriançasouadolescentesqueperdemospais:elespodemnãosentirmuita dorenquantonãosetornamadultosecapazesdesuportá-la. Nãopodemosescapardonossopassado.Adordopassadocomfrequênciaémantidaemsuspenso atéestarmosprontosparaqueelanosencontre.Àsvezes,novasperdasdesencadeiamadordasantigas. Comomuitasjovensesposasdadécadadequarenta,Maurineficouarrasadaquandorecebeuum telegramadoDepartamentodaGuerrainformandoqueseumaridoestavamorto. ElaeRolandtinhamcomeçadoanamorarnafaculdadeesecasaramàspressasantesdeelese alistarnoexército.Duranteoprimeiroanodocasamento,Rolandconcluiuotreinamentocomopilotode aviãodecombateeembarcouparaoexterior.Depoischegouotelegrama. Emvezdechoraraperdadomarido,aviúvadevinteeumanosrapidamentemudou-separaoutro estado,arranjouumempregoeretomouavida.DoisanosdepoisdamortedeRoland,Maurinevoltoua secasar.Nodecorrerdosanosseguintes,elatevetrêsfilhaseseupassadopareciaesquecido.Onovo maridosabiadoamorqueelaperdera,masMaurinenuncafalousobreRolandcomasfilhasoucomos novosamigos,nemmantevecontatocomafamíliadeRolandoucomamigoscomunsdaépocadeseu primeirocasamento. Cinquentaanossepassaram;osegundomaridoficoudoenteemorreu.Nessemomentotodaador pelaperdadosdoismaridosveioàtona,combinadaemumaúnicatorrentedelágrimas.Paralidarcom osseussentimentos,Maurinemandoumontardoisquadroseospendurounaparededasala:umcoma fotodoprimeiromaridoeoutrocomadosegundo,oquefinalmentepossibilitouqueelaexaminasseos diferentessentimentoscausadospelasperdasquehaviasofrido. Aspessoasfrequentementeentramemconflitocomelasmesmasporcausadaperdadepessoas queridas,especialmentedospaiscomquemtinhamrelaçõesemqueamoreódiosemisturavam.O principalbloqueioqueasimpededelidarcomaperdaeresolvê-laéoqueocorrequandoelasnão conseguementendercomopodemestarsofrendocomamortedealguémquenãoamavam.“Minhamãe eratãomáparamim”,declarou-mecertamulher.“Eraliteralmenteumatirana.Porqueeumeimporto comamortedela?” Choramos por aqueles que cuidaramde nós amorosamente, mas tambémlamentamos a perda daqueles que não nos deramo amor que merecíamos. Vi repetidas vezes este fenômeno: o menino fortementeespancadoestánohospitaleanseiapelamãequeestánacadeiaporteragredidoofilho. Somoscapazesdechorarporpessoasquenosprejudicaram,e,sevocêsentirvontadedechorarpor algumadelas,faça-osemsereprimir.Precisamoschorareviverasnossasperdas,aceitandoqueelasnão podemsernegadasmesmoquejulguemosqueaquelapessoanãomereciaonossoamor. Qualquerquesejaaperda,todosnosrestabeleceremosnonossoritmoedanossamaneira.Ninguém podenosdizerquejáeratempodeestarmosrecuperadosouquenosconsolamosmuitorapidamente.Nós muitasvezesencontramosmaneirasdenosprotegerdasperdas:nosdesligamos,asnegamos,vamosem socorrodeoutraspessoaseprocuramosconsolá-lasdesuasperdasparanãoterquesentiranossa,nos

tornamosauto-suficientesparanuncamaisdependermosdealguém.

EKR

QuandoGilliantinhamaisoumenoscincoanos,seuspaisaabandonaramnaportadeumorfanato. Porserbempequena,elacertamentenãoentendeunada.Hoje,umamulherinteligentedemeia-idade, Gilliansetornouemocionalmentesaudável.Falou-mesobreaantigaperdaeamaneiracomoestaa afetou. Ela me disse que passougrande parte da vida tentando curar aquela perda, mas que agora perceberaumproblemamuitomaisgrave.“Emboraoquesofriquandocriançatenhasidomuitoduro,o fato aconteceu há quarenta anos. Mas compreendi agora que nos últimos vinte anos ninguém me abandonou.Soueuquemmeabandono.” “Vocêpodemeexplicarissomelhor?”,pedi. “Porexemplo,apesardeficaresperandoquealguémligueparameconvidarparaalgumacoisano fimdesemana,euesqueçodeligarasecretáriaeletrônicaou,quandoatendo,imediatamentedigoque estoumuitoocupada.Nuncadouàspessoasachancedemeconvidarparasair.E,quandoplanejominhas férias,sempredouumjeitodenãomecomprometercomninguémeacaboficandosozinhaeachandoque ninguémseimportacomigo.”

Porqueelafazisso?Subconscientementenoscolocamosemsituaçõesquenosfazemlembraras nossas perdas originais. Quando conseguimos tomar consciência disso, podemos nos curar. Emseu processoderecuperação,Gillianestáfinalmentepercebendoqueéelaquemtemdecuidardesimesma agora.“Souumamulherdequarentaeoitoanos”,diz,“umapessoaadultaenãomaisameninaquefoi abandonadanoorfanato.Ascriançaspodemservítimas,maseunãosoumaisumacriança.Minhafunção égarantirqueeufaçaoquedesejofazer.” Seéissoqueaconteceemsuavidaevocêseperguntaporquepareceestarsempreencontrando pessoasqueoabandonam,talvezouniversoestejalheenviandopessoasesituaçõescujafunçãoéajudar acurarasuaperda.Vocêacabaráserecuperando.Naverdade,acurajáestáacaminho. Masàsvezesoqueaprendemosaocurarumaantigaperdaéquenãopodemosevitarnovasperdas. Aonosdefendermosdaperda,promovemosnovasperdas.Procuramosevitarasensaçãodeperdanão nosapegandoàspessoasemantendo-asàdistância,masissoéemsiumaperda. Umcasalestavatendoproblemasnorelacionamento.Emboraambosquisessemfilhos,amulher estavasempreadiandoagravidez.Numaterapia,eladescobriuqueofatodeseuspaiseseusavósterem morridodecâncerfaziacomqueelatemesseperderosfilhosqueviesseater,ouqueelesaperdessem. Converseicomelaarespeitodomedodaperda,salientandoqueninguémpodepreverofuturo,e,por maisquedesejemos,nãopodemosevitaraperda,nemsomoscapazesdecriarumasituaçãoqueofereça qualquergarantiacontraaperda. Essamulherpoderiaadotarfilhos,oquediminuiriaapossibilidadedeelesdesenvolveremocâncer casoatendênciaparaadoençafossehereditária.Masqueoutrosproblemashereditárioselesteriam?Eo queosimpediriademorreremumacidentedetrânsito? Oqueessamulherpoderiafazerparatranquilizar-seseriaadotarosmaisdiversostiposdepráticas deprevençãodocâncer.Masaindaassimnadaimpediriaquemorressedediversasoutrasmaneiras.É impossível encontrar ummundo onde a perda seja inexistente. Ela compreendeuque todos os seus receioserampossíveis,masnãoprováveis.Aceitandoaideiadequepodemosserfelizesemummundo imperfeitoquenoscausamedo,eladecidiuseguiremfrenteeengravidar.

Quando estiveremvivendo uma situação de perda ou situações que evoquemperdas antigas, lembrem-sequeasperdaspodemterumenormeefeitorestaurador.Elastrazemàtonaumapartedenós quedesconhecíamos,umaforçaqueignorávamos,enosfazemadquirirumanovasabedoria.Perdassão dolorosas,mas,seasvivermoscomconsciência,sãocapazesdepromoverummagníficocrescimento. Comfrequência,umaperdacontribuiparaatransiçãoparaaidadeadulta.Aperdafazdenós homens e mulheres mais íntegros e completos. Estreita os laços entre amigos, maridos e mulheres, membrosdafamília.Aperdaéumritodepassagem.Atravésdofogoparaooutroladodavida.

DK

Quandoeueramenino,viminhamãelevarumtomboquandoestavatendoaltadohospital.Fiquei

apavoradoepediqueelavoltasseparaacama.Minhamãecontemplouomeupequenorostoassustadoe

disse:“Aspessoascaemmasdepoiselasvoltamaselevantar.Avidaéassim.”

Sobmuitosaspectos,asperdassãosemelhantesàsquedas.Podeseraperdadealguémoude

algumacoisa,umaperdadeequilíbrioouaperdadeumaposiçãoprivilegiada.Passamospelofogo.

Ninguémsaiigualdessaexperiência.Ninguémescapadealgumtipodeperda.Noinício,umafamília

podesevernocaosdevidoaumaperdaeparecersedesestruturar.Masotempoarecompõedeuma

formadiferenteenamaioriadasvezesmaisrica.

Acuradaperdaenvolvemuitospassos.Nãoseforceaviverplenamenteadordaperda.Deixeque oprocessosedesenrolenoseuritmo.Vivaanegaçãoseforpreciso.Nãosecensurenemseimportecom a censura dos outros, lembrando-se que você experimentará seus sentimentos na hora devida. Você descobriráqueaúnicamaneiradeescapardadoréatravésdador.Massócompreenderáestefato quandoestiverpronto,eissopodeaconteceranosdepois. Aoobservaraspessoasquetêmumadoençaincurávellidaremcomaperda,perceboquasesempre omesmoprocesso.Noinício,elastirammuitasfotosdesimesmas,comosedissessem:“Euestiveaqui.” Depois,àmedidaqueadoençaprogride,elasparamdetirartantasfotosporquecompreendemqueo retratonãoégarantiadepermanência:nomelhordoscasos,asimagensacabarãosendopassadaspara geraçõesdepessoasquenuncaasconheceram.Descobremqueoquemaisimportaéoamorqueexiste nelasenaquelesqueelasamam.Descobremqueépossíveltranscenderpartedaperdaeaquiloqueháde fundamentalemsimesmasenaquelesqueamamnãoéperdido.Podematéaprenderqueoquerealmente importaéeternoenossoparasempre.Oamorquevocêsentiueoamorquevocêdeununcaéperdido.

DK

Certa noite,bemtarde,euestava noandar reservadoaos pacientes de câncer de umhospital, visitandoumdosmeus.Nocorredor,converseicomumaenfermeiraqueestavaarrasadaporqueacabara deperderumpaciente.“Foiasextapessoaquevimorrerestasemana!”,queixou-seela.“Nãoconsigo maissuportarisso,nãopossomaisficarolhandomorteapósmorte,apósmorte.Ecomonãotivessefim. Nãoseiseumdiairáterminar.” Convideiessaenfermeiraparaandaraomeuladodurantealgunsinstantes.Antesqueelapudesse

responder,delicadamentesegureiasuamãoeseguimosemdireçãoaoutraaladohospital.Fizemosuma

curvaeentramosnaáreadamaternidade,ondeaconduziatéadivisóriadevidroquenosseparavados

bebêsrecém-nascidos.Fiqueiobservandoseurostoenquantoelacomeçavaacontemplartodasaquelas

novasvidas,assimilandoacenacomosenuncaativessepresenciadoantes.

“Paraexercermelhorsuafunção”,disseeu,“vocêprecisaviraquicomfrequênciaparaselembrar

queavidanãocontémapenasperdas.”

Mesmodentrodonossosentimentodeperdamaisprofundo,sabemosqueavidacontinua.Apesarde todasasperdasquepossamestarbombardeandovocê,novosiníciosbrotamportodaparte.Nomeioda dor, a perda pode parecer interminável, mas o ciclo da vida nos cerca por todos os lados. Essa enfermeiracompreendeuquetinhaencaradooseutrabalhoapenascomoumaperda.Elasedeucontade que esquecera de que estava ajudando a concluir vidas que haviam iniciado muitos anos antes, exatamentecomoasdosbebêsdoberçário.

QUINTOCAPÍTULO

Aliçãodapaciência

OpaideJéssicaeraabsolutamentemágico:divertido,aventureiroebem-humorado.Noentanto,era tambémimprevisívelefrequentementedesapareciadurantesemanas,atémesmomeses,depoisqueelee amãedeJéssicasedivorciaram. Jéssicatinhaquatorzeanosquandoospaissesepararam,epermaneceumuitoligadaaopai.Suamãe sabiaexplicaràmeninaasausênciasdopai:“Éojeitodele.Nãotemnadaavercomvocê.” Jéssicasempresabiaqueopaiiasumirquandolevavaumpresenteparaela,mesmonãosendo Natalouoseuaniversário.“Tenhapaciência,Jéssica”,diziaele,“edeixeparaabriropresentedepois.” Passadosmuitosdiasousemanas,quandoelasentiamuitafaltadopai,suamãelhediziaparaabriro presente. QuandoJéssicasetornouadulta,oamorquesentiapelopaicresceumaisainda.Mesmodepoisde terminarosestudos,especializar-seemaconselhamentodefamíliasecasaiseterummaridoedois filhos, ela e o pai de setenta e poucos anos ainda erammuito próximos. Sempre que planejava desaparecer,eletelefonavaparadizerqueestavaindoviajarequeaveriaquandovoltasse. Umdia, ele partiue não voltou. Passaram-se alguns meses e Jéssica começoua ficar muito preocupada.Elasentiuquedaquelavezhaviaalgodiferente.Quandoosamigosdelelhedisseramque tambémnãotinhamnotíciashámuitotempo,eladeuentradaemumformuláriodebuscadepessoas desaparecidas. Quatroanosdepois,recebeuumtelefonema.Seupaitinhasidoencontradoemumlarparaidososem LasVegas.Jéssicaficouperplexaquandofoiinformadaqueseupaiafirmaranãoterfamília.Mas,quando chegouaLasVegas,descobriuoqueestavaacontecendo.Seupainãoareconheceu.Elesofriadomalde Alzheimer. Jéssicaconseguiutransferiropaiparaumlocalpertodesuacasa,esperandoqueumdiaelese lembrassedela.“Sempreacheique,seeutivessepaciência,maiscedooumaistardeamemóriadele voltaria.Diaapósdia,semanaapóssemana,euiavisitá-lo.Eumesentiamuitofrustradaaoconstatarque elenãomereconhecia,masmelembravadeseuconselho:terpaciência.Nãohaviaalternativa:aúnica coisaqueeupodiafazereraserpaciente.” MasoestadofísicodopaideJéssicapoucoapoucosedeterioroueelefinalmentemorreu. Maisdeanodepois,quandoarrumavasuascoisas,Jéssicadeparoucomasuavelhasecretária eletrônica.Aomecontaresseepisódiosuavozestavacheiadeemoção:“Deciditestarasecretáriaantes dedescartá-la,demodoqueaperteiobotãodacaixademensagens.Nãoconseguiacreditarnoque escutei.Eraaúltimamensagemdeixadapormeumeupaiquandopartiu.Eledizia:‘Jéssicaquerida,estou ligandoparadizerquevouviajar.Esperoqueenquantoeuestiverlongevocêselembredequepensoem vocêtodososdias,mesmoquenãofalemosumcomooutro.Euseiquevocêsepreocupacomigo,mas queroquesaibaqueestoubem.Euaamomuitoeesperoansiosoomomentodevervocêdenovo.’” Jéssicaenxugouaslágrimas:“Esseeraomeupai,sempremeensinandoaterpaciência.Erabemo estilodele,deixarmaisumpresenteparaserabertomaistarde.” Muitassituaçõesedoenças,comoomaldeAlzheimer,nosensinamgrandesliçõesdepaciênciae compreensão.Àsvezes,asliçõessãomaisdirigidasàfamíliaeaosamigosdoqueaosenfermos.

EKR

Apaciênciaéumadasliçõesmaisdifíceis,talvezamaisfrustrante,deaprender.Nuncativemuita paciência.Semprefuiextremamentedinâmica,viajavaconstantemente,percorriamilharesdequilômetros porano,visitavapacientes,davapalestras,escrevialivrosecriavameusfilhos. Porcausadaminhadoença,hojesópossomelocomoveremumacadeiraderodascomaajudade alguémerecebiodesafiodeaprenderaliçãodapaciência.Devoconfessarqueodeioterqueaprender estalição,masseiquequandoestamosdoentesapaciênciaéumadasliçõesmaisimportantesaserem aprendidas. Quandoestoumesentindobem,umaamigamelevaparapassear.Masqueroirdeumladoparao outroemovimentar-memaisrápidodoqueépossívelemumacadeiraderodas.Àsvezes,quando estamosemumalojaealguémtentapassar,sintoqueestouatrapalhando.Eumavez,quandosaícomuma amigaparacomprarroupasdeinverno,elamedeixouporummomentoparadarumaolhadaemoutro corredor.Quaseentreiempânico,efoiumagrandeliçãodepaciênciaesperaratéelavoltar. Hoje,comfrequência,tenhoquefazerumadascoisasquemaisdetesto:esperar.Quandoestamos doentesoudependemosdosoutros,tropeçamossempreemumaliçãodepaciência.Imaginoquevá encontrarestaliçãoemtodaparteatéaprendê-la. Umadasliçõesdapaciênciaéquenemsempreconseguimosoquequeremos.Vocêpodequerer umacoisaagora,maspodenãoconseguirtê-ladurantealgumtempo,etalveznunca.Noentanto,estou convicta de que sempre receberemos o que precisamos, mesmo que isso não se encaixe na nossa expectativa.

Nomundomoderno,aspessoasnãoestãoacostumadasaaceitaroslimites.Esperamosresultadose recompensasimediatas!Queremosasrespostasmaisrápidodoqueelaspodemserenviadas.Osserviços demanutençãotrabalhamvinteequatrohoraspordiaepodemosiràscomprasnoiteedia.Seestamos comfome,hásemprecomidadisponível,tantonasembalagenscomrefeiçõesprontas,quepodemser aquecidasnomicro-ondas,quantonossupermercadoserestaurantes,queficamabertosànoiteinteira. Existemlojasquetrabalhamvinteequatrohoraspordia,eaInternetprestaumenormeserviçoànossa impaciência.Afinaldecontas,nemprecisamosiràlojaparacomprarumlivro,nãotemosquepediraum agentedeviagensquefaçareservas,nementrarnafiladocinemaparaadquiriringressos.Tudoestá disponívelinstantaneamente. Aspessoasnãosabemmaisesperar.Nãohádúvidadequeéagradávelteroquequeremosnahora emquequeremos,massaberadiaragratificaçãoéimportante.Pesquisasdemonstraramquequandoera dadaàscriançasaopçãodecomerumbiscoitoimediatamenteoudoisumahoradepois,aquelascapazes de esperar tiveram depois muito mais sucesso na vida. A paciência é claramente uma vantagem importante;noentanto,umnúmeroenormedepessoasficadiantedomicro-ondaspensando“Andalogo!” ouseirritaseumfilmelevamaisdeumahoraparaserrevelado. Oproblemavaialémdodesconfortodeterqueesperar.Muitosnãosabemconvivercomascoisase situaçõesexatamentecomosão.Achamosquetemosquemodificá-las,torná-lasmelhores,queascoisas não darão certo se não interferirmos. Nos impacientamos quando uma coisa não acontece logo ou exatamentecomodesejávamos.Emambososcasosjulgamosqueoresultadoestáerrado,sempensarque podehaverumarazãoimportanteparaqueascoisasnãoaconteçamquandoecomoprevíramos.Oque conseguimosdepositivocomanossaimpaciência?

Achavedapaciênciaresidenacertezadequetudovaidarcerto,emdesenvolverafédequeexiste

umplanoquedesconhecemoseémuitomaiordoquenós.Éfácilesquecerisso,demodoquemuitas

pessoastentamcontrolarsituaçõesqueseresolveriamnoseutempoideal,comoestavaprevisto.Até

mesmonofimdavida,algumaspessoasaceitamaideiadequeamorteestáchegandosemquerer

determinaroprazo,enquantooutrasficamimpacientesequeremsaberquandoissovaiacontecer.Elasse tranquilizamquandolhesdizemosqueelasnãomorrerãoantesdeestaremprontas. Essefatoétãoverdadeirocomrelaçãoàmortequantoarespeitodavida.Nãoteremosnenhuma experiêncianavidaenquantonãoestivermosprontosparaela,enquantonãoentendermoseconfiarmos queascoisasacontecemnoseudevidotempo.Quandoaceitamosestefato,podemosnosentregare relaxar. Filosoficamente,apaciênciaécomoummúsculoqueprecisaserusadoregularmente,quetemque serexercitadoenoqualtemosqueconfiar.Senãonoshabituarmosausaromúsculonaspequenas situaçõesdodia-a-dia,comoesperaraáguadocháferverouumasementegerminar,nãoteremosum músculofortequenossustentaránosmaioresdesafiosdavida. Por esse motivo é extremamente importante desenvolver a fé de que a cura está sempre em funcionamento.Precisamosnostranquilizar,garantindoanósmesmosqueascoisasestãoacontecendo exatamentecomodeviamacontecer. Anossaparteracionalsempreachaquemodificarascircunstânciasnostraráapaz.Amenteacha queprecisamosinterferir. Noentanto,avidameensinouquepodemosrelaxaraceitandoascircunstânciastalcomosãoagora, certosdequeumaprofundapaciênciaproduziráumapazecuraprofundas. SelmaShimmel,sobreviventedecâncereapresentadoradeumprogramadeentrevistas,gostade repetirumadasfrasesdoseupai:“Achamosqueodespertadornosacordatodasasmanhãs,maséDeus quemdecidenosdespertar.” Achamos que precisamos determinar a hora adequada para acordar, e antes de dormir nos certificamosduasvezesseodespertadorestáligadonahoradesejada.Masnosesquecemosdeque existeumplanomaisamplo.Deuséquedecidesevamosteroutrodiadevidaparaoqualacordar.Esteé oplanomaisabrangentedequenosesquecemos,omúsculoquenãousamos.Nãodeixedeligaro despertador,maslembre-sedequehámuitomaisfatoresemaçãodoquevocêimagina.

EKR

Reneeestavaesperandooresultadodeumabiópsiaesesentiaimpacientecomosdoisdiasque tinhaqueesperar.“Porqueestádemorandotanto?”,elaperguntavaotempotodo.“Porqueelesnão podemapressaroexame?Eselevardezdias?Eseomédiconãomeligardepoisdealgunsdias?” Respondi:“Quervocêgosteounãodaideia,oexamelevadoisdiasparaficarpronto.Emvezde passaressesdiaslutandocontraarealidade,pergunteasimesmaseexistealgoimportantequevocê possafazernesseperíodo.Vocêpodeaprendermuitosobreavidaemdoisdiascomoesses. “Issonãoquer dizer que,se oresultadonãosair nodia previsto,você nãopossa telefonar e perguntarsobreele.Serpacientenãosignificaquetemosqueservítimas.Paciêncianãoésinônimode impotência,nãosignificaquetemosquetoleraroabusoouficarsofrendoemcircunstânciasterríveis. Podemosserpacienteseaomesmotempoconservaronossopoder.” Otelefonemachegounahoracertaetudoestavabem.“Descobriomeupoder”,declarouRenee maistarde.“Ecompreendiqueeleconsisteemsercapazdeacompanharoprocesso,deconvivercom meussentimentos,deouvirasmensagensquequalquersituaçãonostraz.Aprendiaconfiarnouniversoe emmimmesma.Percebiquenopassadoeuachavaqueterpodereradominarassituaçõesemvezdeme harmonizarcomelas.Aprendioquedeviacorrigireoquedeviaaceitar.Foiumagrandelição.”

Reneefoicapazdedeixarosdoisdiasseguiremseucursonaturaleencontroumuitaforçanaespera.

Elaaprendeumuitosobresimesmaeasuavidaquandosemostroudispostaaseharmonizarcomo

processoedeixá-loavançaremseupróprioritmo,sabendonoentantoque,seosresultadosnãosaíssem

emdoisdias,elatinhaopoderdetelefonarouprocuraromédico.

Éimportantedescobrirmosonossopoder.Sevocêestiversendovítimadealgooudealguém,deve

seergueredizer:“Estasituaçãonãoéaceitável.”Masquandoéavidaqueestáescrevendoatramada

história,precisamosencontrarmaneirasderelaxarenosharmonizarcomasituaçãotalcomoé.

Avidaéfeitadeumasériedeexperiênciaspelasquaistodostemosquepassar.Existeumarazão

paracadaexperiência,mesmoquenãoapercebamos.Tudoencerraumafinalidade,tudoacontecepara

quepossamosreceberasliçõesdequeprecisamos.Masédifícilaprenderessasliçõesquandologo

gritamosimpacientes:“Nãogostodestasituação!Queroqueelamude!”Àsvezesprecisamosapenas

viveraexperiência,emvezdenegá-la,denosqueixarmosdelaoudetentarmodificá-la.

Cadaexperiênciatemacapacidadedenoslevarnadireçãodeumbemedeumacuramaiores.É

maravilhosopensarquenãotemosquefazernadaparaqueissoaconteça.Simplesmenteirmosvivendoa

vidaàmedidaqueelavaiacontecendo.

UmmotoristadecaminhãochamadoGaryaprendeuumaliçãosobreapaciência.Aosquarentaanos, elebebiamuitoporquesesentiainfeliz.Eagoraestavaameaçadodeperderavisão. Osmédicosaplicaramumanovadroganoseuolho.Omedicamentointerrompeuaaçãodovírusque estavaatacandoavista,masaessaalturaGaryjátinhaperdidoquasesessentaecincoporcentoda visão.Duascirurgiastrouxeramalgumamelhora,massuavisãoficougravementedanificadaenãohavia nenhumaesperançadequeelavoltasseaonormal. Garydisse:“Desdeoiníciofuiinformadodequenadamaispoderiaserfeitoarespeitodaminha visão.Eusabiaquetalvezfossepassaravidainteiratendoquelidarcomoproblema. “PreciseideumlugarparaficarquandoiaaNovaYorkfazerotratamento.Poracaso,oúnicolugar queeupodiapagareraumconvento.Duranteoperíodoquepasseilá,rezeimuitopedindoquetivesse paciência.Comeceiacompreenderqueeunãopodiamudaroqueestavaacontecendo.Eutinhafeitotudo queerapossível.Eutentaratudo.Nãohaviamaisnadaqueeupudessefazerpelaminhavisão. “Navida,frequentementeperdemoscoisas;aquelaeraacoisaqueeutinhaqueperder.Vimuitas pessoaspassarempormomentostristesnavida.Eraimpossíveldeixardelamentaraperda,maseunão queria passar o resto da vida me queixando. Talvezaquilo fosse exatamente o desafio de que eu precisava.Perderavisãofezcomqueeudiminuísseoritmoemudasseaminhaperspectiva. “Passeiaviverdeumamaneiracompletamentediferente. Sabiaqueteriaqueaprenderváriascoisasnovasparapermanecervivo.Ninguémestavatomando contademim,eutinhaquefazertudosozinho.Percebiqueeraprecisofazerumaescolha.Antes,euteria ficadosentadosemfazernada,infelizebebendo.Masdecidiqueiriaprocurardescobrirosmeussonhos eosmeusobjetivosnessanovasituação.Decidiusufruirmaisoqueavidameoferecia.Euadoravajogar sinuca,eacheiqueiaterqueparar.Noentanto,meexercitandodiariamente,tornei-mecapazdenovo.Só entãocomeceianotarqueaspessoasemLosAngeles,ondeeumoro,sãomuitoimpacientes.Elasnão têmtempo,corremsemparar.Eueraigual aelas,masagoraperceboqueotempoexisteparaser aproveitado.Ehátantacoisaparafazer. “Decertamaneira,enxergomaisagoradoquequandotinhaavisãonormal.Eumeesforçoparaver oquenãoviaantes.Procuroohumoreosaspectosbonsemtudo.Nãocreioqueeuvejacoisasqueos outrosnãopoderiamver;elesapenasnãotêmpaciênciaparaolharoureparar.”

Oprimeiropassoparanostornarmosmaispacientesédesistirdanecessidadedeconsertarou

mudartodasascoisas.Éterconsciênciadequealgumascoisassãodojeitoquesãoporalgummotivo,

mesmoquenãoconcordemoscomeleounãoconsigamospercebê-lo.

Seumacoisanãopodesermodificada,procurevê-lacomoseelafosseperfeitadojeitoqueé.

Tenteacreditarnovalordosprocessos,nãoestejasempreembuscaapenasderesultados.Apesarda

nossaconvicçãodequetudoprecisadanossaajuda,amaiorpartedascoisasextraordináriasaconteceno

mundosemanossainterferênciaouauxílio.Nãotemosquedizeràscélulasdocorpoquesedividam,não

precisamosdizeraumcortequecicatrize,aocoraçãoquebataouaopulmãoquerespire.Existeum

podermaiornomundo.Tenhaconfiançadequetodasascoisasavançamemdireçãoaobem,mesmo

quandonãoreconhecemosnemcompreendemosoqueestáacontecendo.Issoéfé.Terpaciênciaéterfé.

Afénosfazlembrarquenenhumaexperiênciaédesperdiçada.Amaioriadaspessoas,aoolharpara

trásnofinaldavida,percebeoquantoaprenderamcomoqueconsideraram“experiênciasnegativas”.

Todasasexperiências,mesmoastempestadesdavida,acontecemparaqueoserperfeitoquevocêé

possanascer.Setiveraimpressãodequeascoisasestãocorrendodepressaoudevagardemais,lembre-

sequeasuacapacidadedeescolherotempoeomomentonemsemprefoiaideal,equeexisteumplano

maiorparasuavida.

Então,vocêpoderárelaxaredeixaravidasedesenrolarporsimesma.Tenhacerteza:vocêécapaz

disso.Vocêécapazderelaxareentregar-se,sabendoquetemotempo,osrecursoseacoragempara

esperar.Ousaberquetalveznãohajanadaparaesperar,queasituaçãoqueestávivendopodeser

exatamenteaquefoiprogramada.Nãoéporacasoqueonomepaciente,quesignificaumapessoaque

estásendosubmetidaaumtratamentomédico,eoadjetivopaciente,quequerdizertolerarcomcalmaas

aflições,estãorelacionados.Apalavravemdovocábulolatinopati,quesignificasuportar.

Lembre-sequeDeuseouniversonãoestãofundamentalmentetrabalhandoapenasnasituação:eles

estãotrabalhandoemvocê.Sevocêseperguntaporqueouniversonãoestáconcentradoemconseguir

paravocêomagníficoempregosonhado,arespostaéqueouniversonemsempreestápreocupadocomo

seuemprego.Asuaperspectivadevidaémuitomaiordoqueoseuemprego.Tampoucoouniversoestáo

tempotodointeressadonofatodevocêestarounãocasado;elesepreocupamaiscomasuaexperiência

deamordoquecomquemestáoudeixadeestarnasuavida.E,emvezdeconcentrar-seexclusivamente

nasuasaúde,ouniversoestámaisinteressadonasuaexperiênciadevida,sejaqualforasuacondiçãode

saúde.Ouniversose preocupa comquemvocê é,e levará para a sua vida,independentemente da situaçãooudaépoca,exatamenteoquevocêprecisaparasetornarapessoaquefoidestinadaaser.O segredoconsisteemconfiar-eterpaciência.

SEXTOCAPÍTULO

Aliçãodaentrega

EKR

Lembro-mebemdeummeninocomquemtrabalheiquandoeleestavamorrendo.Jánofimdavida

elefezumdesenhodesimesmocomoumafiguraminúsculaprestesaseratingidaporumaenormebala

decanhão.Odesenhomostrouqueeleviaadoençacomoumaforçadestrutiva.Omeninosabiaqueia

morrer,masobviamentenãotinhaalcançadoumestadodepaz.

Depoisdetrabalharmosjuntosdurantealgumtempo,eleaceitouasituaçãoerendeu-seaoque

estavaacontecendonoseucorpo.Eusoubequeonossotrabalhoestavaconcluídoquandoelefezum

desenhodesimesmovoandoparaocéunasasasdeumpássaro.Agoraelesentiaqueumaforçaamorosa

iriaconduzi-loenãoprecisavaresistiraela.Essaentregatornouopoucoquerestavadasuavidauma

experiênciamaisfelizesignificativa.

Emqualquer momento todos podemos encontrar uma pazmaravilhosa na entrega. Infelizmente, muitaspessoastêmmedodeseentregarachandoquesignificadesistireceder,oqueéumsinalde fraqueza.Masaentreganãoencerrafraquezanemdor.Emvezdisso,existeconfortoeforçaemnos entregarmosaoconhecimentodequetudoestábem,dequetudoestásendocuidado. Podeserprecisomuitaféparaimaginarquetudoestábemnapresençadadoençaoudaperda.Até mesmonaspequenasprovaçõesdavidaaentregaédifícil.Desejamoscontrolarassituações,queremos fazerascoisasaconteceremdonossomodo.Igualamosaatividadeàforça,apassividadeàfraqueza. Enquantonãocompreendemosquegrandepartedavidaestádestinadaaservividacomdespreocupação, talvezsejadifícilimaginaraentregacomoalgopositivo. Nãofomoscriadosparaviversituaçõesemqueficamosbatendoacabeçacontraaparede.Não precisamosconstantementeassumirocontroledoemprego,dorelacionamentooudassituações.Sea nossavidaéumalutaconstante,talvezouniversoestejatentandonosdizeralgumacoisa.Podemos simplesmenterelaxar,sabendoqueavidatranscorrerácomodeve. Pensenavidacomoumamontanha-russa.Nósandamosnela,nãoadirigimos.Vocêjáimaginou comoseriafrustrantetentarfazeramontanha-russaseguirocaminhoquevocêquisesse?Alémdenãoser capazdegoverná-la,vocêperderiaaoportunidadedesedeixarconduzir,deseemocionarnassubidase descidas. O sinal de que é hora de nos entregarmos acontece quando nos sentimos exaustos por tentar controlarumasituaçãoouvencerumabatalha.Quandoissoacontece,precisamosnosentregarparanos desapegarmosdesseapertomortal.Paranoslivrarmosdapreocupaçãoconstanteeinterrompermosaluta tãodestrutiva.Essalutanosimpededeviveromomentopresente,impedeosrelacionamentosalegres, destróiacriatividadeeperturbaanossafelicidadeesatisfação.Alutaconstantegeraomedoquenosdá afalsaconvicçãodequeprecisamoscontrolarotempotodocadaaspectodanossavida.

Daleeraumhomemdemeia-idadequeenfrentavaumadoençadocoração.Eledisse:“Consegui

viveratéagoracomboasaúdeporquefuicapazdemeentregar.

“Aprendihámuitosanosquetornamosascoisaspioresquandonãonosentregamos.Noinício,achei

muitodifícil.Comoeupoderiameentregar,relaxareviverdeumaformadescontraídaquandosabiaque

sofriadeumagravedoençadocoraçãoepodiamorreraqualquermomento?Comopoderiarelaxarem umasituaçãotãoestressante?Edequemaneiraissopoderiameajudar?Naquelemomentosentiquemeu paiestavaaomeulado.Elemorreuhámuitosanos,masaindaosintodevezemquandonomeucoração. “Meupaieraumhomembomquemorreudecâncer.Elequasemorreraanosantesporcausado alcoolismo.Perderaváriosempregosecausaraproblemasenormesparaaminhamãe.Eleprecisavade ajudaparasalvaravida,masnadapoderiamudarseelenãoestivessedispostoaadmitirquetinhaum problemaenãoentregasseasualutaaumpodersuperior.Elesópoderiaparardebeberseaceitasseque eraalcoólatra. “FinalmentemeupaiingressounosAlcoólicosAnônimosemudouasuavida.Maistardeseformou empsicologiaepassouaaconselharpessoasnasprisões.Elefoicapazdefazerumbemenormeporque sabiaoqueeraprecisardeajuda,especialmentecomaentregaeaaceitação. “Quandoelemorreu,centenasdepessoasforamaoseuenterro.Todasaquelaspessoasoamavam. Sentimuitoorgulhodele.Percebiquealiçãoqueeletinhaaprendidotambémserviaparamim.Diantedo diagnósticodadoençadocoração,eutinhaquemeentregar.Euprecisavameentregaràrealidade.Eu tinhaqueabandonaranegaçãoeparardelutarcontraoinelutável.Eunãotinhaescolhaquantoàdoença, elaeraumfatoconsumado.Issonãosignificaqueeunãometrate.Façooqueéhumanamentepossível paraterumamaiorsobrevida.Mas,aomeentregar,conseguiencontrarnovamenteapazeumamelhor qualidadedevida.” Muitosdenósvivemosnailusãodequeésemprebomestarnocontrole,dequeseriaperigoso deixar o universo cuidar das coisas. No entanto, o nosso controle é realmente necessário para o funcionamentodomundo?Osolnascetodasasmanhãseamarésobeedescesemanossaintervenção. Nãoprecisamosdizeraosnossosfilhosquecresçam,nãooferecemoscursosàsfloresparaexplicar-lhes comoflorescer,nemtomamosprovidênciasparagarantirqueosplanetasmantenhamadevidadistância unsdosoutros.Ouniversogovernacommaestriaesteplanetasurpreendentementecomplexo.Sabemos dissoenoentantotemosmedodenosentregaraessepoder.Nãoéfácildescobrirobemoualiçãoem umasituaçãodifícil.Podemosficarperplexos,perturbadosoumesmonosrevoltar.Mascomfrequênciaa únicamaneiradeouniversonoscurarefazercrescerénoscolocandodiantedesituaçõespenosas. Procureolharparaoqueestáacontecendocomorealmenteéemvezdeperceberapenasoquehádemau enegativonasituação.Nenhumdenóssabedefatoporqueascoisasacontecemnanossavida.O problemaéqueachamosquedeveríamossaber.Masviverexigehumildade,porqueavidaéummistério. Tudoseráreveladonodevidotempo. Como se entregar? Como parar de lutar? É como o término de umjogo de cabo-de-guerra:

simplesmentenosrendendo.Desistindodequererqueascoisassejamdonossojeito.Aprendemosa confiaremDeusenouniverso,quandocomeçamos,pelaprimeiraveznavida,anosdesapegarea relaxar. Quando nos desapegamos e nos entregamos, liberamos as imagens mentais de como as coisas deveriamacontecereaceitamosoqueouniversonostraz.Aceitamosaideiadequerealmentenão sabemoscomoascoisasdeveriamser.Osqueestãomorrendoaprendemestaliçãoquandoolhamavida em retrospecto. Eles percebem que as “más” situações frequentemente os conduziram a melhores situaçõeseaquiloqueacharambomnãotinhasidonecessariamenteomelhorparaeles. Vipacientesfazeremterapiasexperimentais,certosdequeiamsalvaravida.Emalgumasocasiões elesestavamcertos,emoutrasnão.Averdadeéquenemsempresabemosoqueémelhorparanós.Por essemotivotemosquedesistirdequerersaberaondeavidaestánoslevando,temosqueparardeinsistir emsempresaberoqueécerto,eprecisamosparardetentarcontrolaroincontrolável.Nosmomentosem queachamosquesabíamoscomabsolutacertezaoqueeramelhor,estávamoslidandocomilusões.Essa certezanósnuncativemosejamaisteremos. Quandonosentregamos,simplesmentelevantamostodososdiasedizemos“sejafeitaatuavontade

enãoaminhavontade”.Dizemos:“Nãoseioqueestáprevistoacontecerhoje.Defato,tenhoumplano paraodia,voutrabalhar,vouencontraramigos,etc.Maseumeentregoàconvicçãodequemeusplanos são apenas um projeto de trabalho. Haverá mudanças, desvios que eu não esperava. Surpresas maravilhosase,talvez,imprevistosassustadores.Surgirãosituaçõesepessoasquemelançarãoemnovas jornadas.Acreditoquetudoissomefaráseguirumadireçãoqueconduziráomeuser,aminhaalma,ao seumáximodesenvolvimento.”

DK

James,umhomemágildesetentaequatroanosquesofriadomaldeParkinson,foramuitoativoa

vidainteira.Elesedoavaotempotodo,masnãoaprenderaareceber.Quandoficoudoenteapontode

precisarqueosoutroscuidassemdele,deixoudeencontrarqualquermotivoparaviver.Seusfamiliares

lhediziamqueeraumagrandealegriaparaelespodercuidardelecomamorecarinho.Pormaisque

desejassemqueessatrágicasituaçãonãoestivesseacontecendo,elesconsideravamumahonrapoder

retribuirtudoqueJamestinhafeitoporeles.Maselesóconseguiasevercomovítima,ecomeçou

seriamenteaconsiderarosuicídiocomoumasaída.

Quandoconversamosarespeitodosseussentimentos,eudisse:“Ninguémpodeimpedirvocêdese

suicidar,seéissooquevocêvaifazer.Achoqueoqueestáincomodandomaisvocêéasensaçãodeter

perdidoacapacidadedeescolha.Masissonãoéverdade.Vocênãopercebequesemataréumaescolha

eficarvivoéoutra,eambasestãoaoseualcance?Vocêpodeoptarporpermanecervivonestasituação,

oquetalvezsejaumaespéciepositivadeentrega.Quandodigopositivanãoestoumereferindoauma

coisamagnífica.Oquechamodepositivaéaescolhadeseentregaraumpropósitomaior.Vocêestá

fazendoumaescolha,vocênãoéumavítimaimpotente.”

PorsaberqueJameseraumveterano,pergunteioqueeletinhafeitonaguerra.“Euerapiloto”,ele

respondeucomorgulho.

Prossegui:“James,entendoquevocêqueiraterocontroledasituaçãoenãodesejeentregar-seao

queestáacontecendo.Masimaginoquetenhamhavidosituaçõesdevooemquevocêtevequecederde

umamaneirapositiva.”

Elepensouporummomentoedepoisrespondeu:“Éverdade.Eutinhaquemesubmeteraocontrole

datorre.Eusabiaqueoscontroladoresdotráfegoaéreotinhamumavisãomuitomaisampladoque

estavaacontecendo,demodoqueconfiavaemdeixarascoisasnasmãosdeles.”

“Penseentãonisso:estasituaçãoquevocêestávivendotalveztenhaumsentidomaisamplonasua

vidaenavidadaquelesquevocêama.Talvezessasliçõesnãosejamapenasparavocê,esimparatodos.

Damesmamaneiraqueocontroladordevoosepreocupavacomtodososaviõesqueestavamnocéu,e

nãoapenascomoseu.”

EssametáforapareceterpromovidoumacompreensãoemJames.Eleentendeuqueaentregaera

umaescolha,enãosinônimodedesistência.

Existeumaimportantediferençaentreentregaemeraabdicação.Desistirédesesperar-seedizer:

“Nãoháesperança,voumorrer!”,aoreceberodiagnósticodeumadoençaterminal.Entregar-sesignifica adotarostratamentosqueparecemcorretose,seelesnãoderemresultado,aceitarqueonossotempona Terra é limitado. Quando desistimos, rejeitamos a vida que temos. Quando nos entregamos, nós a aceitamosexatamentecomoelaé.Servítimadadoençaédesistir.Masperceberquesempretemos escolhas,emqualquersituação,significanosentregarmos.Quandonegamosasituaçãoounosvoltamos

contraela,estamosdesistindo.Quandonosvoltamosparaelaeaacolhemostalcomoé,estamosnos

entregando.

EKR

Deusfoiastucioso:minhacabeçanãofoiafetadapelosmeusderrames.Issoéqueémaneirade

ensinarumalição.Nãopossousarapernaeobraçoesquerdo,massoucapazdefalarepensar.

Muitasvezes,aspessoasperdemtodasasfunçõesdoladoesquerdo,inclusiveacapacidadedefalar

bem.Nãoéomeucaso;dacabeçaparacimaestouabsolutamenteintactaeperfeita.Noentanto,olado

esquerdodomeucorpo-oladofeminino-estáparalisado.Oladofemininoéaquelequerecebe.Orosa

éconsideradoumacorfeminina,enãoéporacasoqueeuadetesto!Masagoraestoutentandoaprendera

apreciá-la.

Precisotrabalharaminhacapacidadedereceber,deaprenderaagradecer.Tenhoqueaprenderater

paciênciaeameentregar.Avidainteiraeusósoubedar,masnuncaaprendiareceber.Estaéaminha

liçãonestemomento:aprenderareceberamor,carinho,aaceitarapoioeproteçãoemvezdeoferecer.

Compreendiquetinhaumenormemurodepedraaoredordomeucoração.Omuroqueconstruínocorrer

davidaevitavaqueeufosseferida,masaomesmotempomantinhaoamordoladodefora.

Muitaspessoastêmdificuldadeemsesubmeterpositivamente,mesmonaspequenassituaçõesda vida.Provavelmentetodosconhecemospessoasqueatéemumapalestrasentemqueprecisamselevantar econtestarooradorantesmesmodeesperarqueelecompleteseupensamento. “Tenhoquecorrigirascoisas”,elasparecemdizer.“Ooradorestáerrado.” Pessoasdessetiponãosedispõemaserapenasumouvintequerecebeoquelhesfalam.Elasnão compreendemquenãoprecisamdiscordar,quenãohánecessidadedecorrigirtodomundo.Emvezde imediatamentecontestar,elaspoderiamouviropontodevistadooradore,talvez,atémudareenriquecer suasidéias.Depoisdeouvirtodaapalestra,talvezelasdissessem:“Nãoconcordocomoqueeledisse” ou“Nuncamaisassistireiaumapalestradesseorador”.Mas,sejácomeçamdiscordando,nãodãoasi mesmasaoportunidadederecebereaprender. Algumasatéachamqueescutarosargumentosdooutrosignificaperderadiscussão.Noentanto, ouvircomcuidadoéumaentregabreveepositivaaopontodevistadeoutrapessoa,quepoderiaser incorporadoaodelas,investigadomaisprofundamenteoupostodelado. Omaîtredeumconhecidorestaurantecontaquecertosclientespedem:“Queroexperimentarasua famosasalada,mascomummolhodiferente”ou“Querooseupratoespecialdefrango,sóquecozidoem vezdeassadonabrasa,esemomolho”. Essemaîtreobservou:“Aformacomopreparamosopratoeoapresentamoséexclusivanossaeo quefazafamadenossorestaurante.Seapessoanãorecebeopratocomooapresentamos,elaestá perdendoexatamenteoqueonossocheffazdemelhor.Eucompreendoqueumapessoa,depoisdeter comidoopratoumavez,talvezoprefiraposteriormentecommenosmolho,ouqueumapessoapeça modificaçõesquandorealmentetemrestriçõesdedieta,masmuitasvezesosclientessimplesmentenão nosdãoachancedeapresentarospratosdanossamaneira,nemsedãoaoportunidadedeexperimentar algodiferente.” Temos a tendência de nos tornarmos muito controladores. Nós nos esquecemos de como é proveitososermosestudanteseaprendermoscoisasnovascomosoutros.Resistimosareceberidéias diferenteseavivernovasexperiências,mesmonaspequenascoisasdavida.

Ofatodenosrecusarmosaaceitarsituaçõesquenãopodemosmudarnosdeixaexaustos,priva-nos donossopoder e pazde espírito.Retomamos esse poder e recuperamos a pazde espíritoquando aceitamosascoisastalcomosão.Quandofazemosissoécomosedisséssemos:“Vouserfelizagora usufruindooquemeestásendooferecido.Nãovouadiaressafelicidade.” Poroutrolado,quandonosrecusamosanosentregar,écomosedisséssemos:“Nãoposso,dejeito nenhum,serfelizenquantoascondiçõesnãoforemexatamentecomodesejo.”Talvezassuascondições fossemmaisagradáveis.Maselaspodemnãomudarnunca,oquefarádevocêumavítima.Dizer“Só tereipazseissoeaquiloacontecer”émuitolimitante.Seráqueasituaçãoquevocêimaginaérealmente aúnica“boa”?Seráquenãoexistemmuitasoutrascircunstânciasesituaçõesquelhetrariamalgumapaz? Algumasquenemmesmolheocorreram? Nãoestoudizendoquesedevaaceitar tudoqueacontece.Sevocênãogostadoprogramade televisãoaqueestáassistindo,vocênãoprecisasesubmeteraele:mudeocanal.Senãogostadoseu emprego,procureoutro.Conserteocarroseacharqueeleestáfazendoumbarulhoestranho.Sevocêestá infelizcomumasituaçãoquedeveriasercorrigida,descubraoseupoderefaçaacorreção. Estoufalando de situações que consideramos obstáculos intransponíveis à nossa felicidade. E quandoinsistimosemafirmarquenãopodemosserfelizesdejeitonenhumsedeterminadassituaçõesnão mudaremquandoelasnãopodemsermudadas.Sevocêteveumainfânciainfeliz,nãopodevoltaratráse torná-lafeliz.Sevocêamaalguémquenãoretribuioseuamor,nãopodeobrigarapessoaaamarvocê. Sevocêestásofrendodecâncer,vocênãoéumapessoaquenãotemcâncer. Nessassituações,podemosserapessoamaisinfelizdomundo,masnuncamodificaremososfatos. Ofatodenosentregarmosàvidacomoelaépodeseramaneiramaisrápidaepoderosadeextrairalição dasituação.Vocênãopodemudarasuainfânciainfeliz,maspodeterhojeumavidadequalidade.Você nãopodeobrigaralguémaamarvocê,maspodeparardedesperdiçaroseutempoeenergiacomessa pessoa.Vocênãopodebrandirumavarinhamágicaefazerocâncerdesaparecer,masissonãosignifica queavidatenhaacabado.

DK

UmdiabéticochamadoBryanestavainternadoporcausadeumainfecçãonapernadireita.Quando osmédicoslhedisseramqueasuapernatalveztivessequeseramputadaeleficouapavoradoecheiode raiva. Senti que Bryan precisava primeiro sentir tudo plenamente e botar para fora todos aqueles sentimentos.Depoisquefezisso,perguntei:“Vocêconsegueseentregaràsituação,dojeitocomoelaé?” Noinício,Bryannãoviunenhumbenefícionessaideiaeficouzangadoporeutermencionadoo assunto.Noentanto,prossegui,dizendo:“Aterrívelpossibilidadedeperderapernaestáconstantemente nasuacabeça,dominandoosseuspensamentos,enchendovocêdemedoederaiva.Porquenãopensar umpouconessapossibilidade,ficarcomelaedepoisdeixá-laseguirseucaminho?Sevocêvaimesmo perderaperna,vocêvaiperdê-la.Pensarsobreoassunto,fingirquenãoestápensandonoassuntoouaté recusar-seafalararespeitodelenãovaifazerofatoaconteceroudeixardeacontecer.” “Então,seeumereconciliarcomaideiadeperderaperna,seeumeentregarcompletamente,eu sereisalvo?” Lembrei a Bryanque o profundo trabalho espiritual não é umrecurso mágico. Não podemos negociarcomele,nãopodemosdizer:“Seeudesenvolverminhaespiritualidade,conseguireioprêmio.” Ofatodeseentregaràideiadeperderapernanãosignificavaqueelenãofosseperdê-la.Masessa

possível amputaçãodapernaeraumdemônioqueoestavamantendocomorefém,corroendoasua felicidadeecapacidadedecrescerapartirdaexperiência.Aideiadeperderapernaeratãoterrívelque Bryannãoconseguiaencará-la,apesardeelaestarsemprepresente. Mas,quandofinalmenteelefoicapazdeencararasituaçãoeossentimentosqueelaprovocava, pôdedizerasimesmo:“Talvezeupercaaperna.Comoseriamascoisasseissoacontecesse?”Bryan compreendeuquesobreviveria.Eleusariaumapernamecânicaeavidacontinuaria.Quandoencarouseu medoeseentregou,Bryanconseguiuencontrarumpoucodepaz.Elerelaxou,eissoajudouseucorpoa securar.Porsorte,apernarespondeubemaotratamentoepôdeserpoupada.Noentanto,aoolharpara trás,Bryandizqueapartemaisimpressionantedaterrívelsituaçãofoiofatodeterencontradoapazao entregar-seàpossibilidadedopiorresultado.

Insistimosemafirmarquesópoderemosserfelizesamanhã,quandoascoisasmudarem.Mas,sea felicidadeépossívelamanhã,elatambémépossívelhoje.Seoamorépossívelamanhã,eleépossível hoje.Podemosencontraracuramesmosenadamudarexternamente.Entregar-nosàvida“comoelaé” podetransformarmilagrosamenteassituações.Énessaentregaquenosabrimosparareceber.Ouniverso nosforneceasferramentasparaquecumpramosonossodestinoquandodeixamosqueascoisassigam normalmenteoseucaminho. Qualomomentocertodenosentregarmos?Emquesituaçõesdevemosfazê-lo?Cadadia,cada momento,cadasituação,éumaoportunidadeparaaentrega.Nósnosrendemosaumaforçamaiordoque nósquandonascemose,umavezmais,quandomorremos.Nointervaloentreonascimentoeamortenós nosperdemosporqueesquecemosdenosentregar. Seumacoisadevesermudadaevocêtemopoderdemodificá-la,váemfrente.Masaprendaa reconhecerassituaçõesquenãopodemseralteradas.Sãoosmomentosemquesentimosqueestamos remandocontraamaré,quandolutamosetemosmedo.Sãoasocasiõesemqueprecisamosaceitara situaçãoenosentregar.Casocontrário,anossalutanosconsumirá. Sevocênãosesenteempaz,estánahoradeentregar-se. Seavidanãoestáfluindo,estánahoradeentregar-se. Sevocêachaqueéresponsávelportudo,estánahoradeentregar-se. Sevocêquermudaroquenãopodesermudado,estánahoradeentregar-se. Equandovocêoptarpelamudança,pensecomcuidadoarespeitodoqueexatamenteprecisaser diferente,eporquê.Steve,porexemplo,sentia-seinfelizporsercontador,porquenaverdadequeriaser ator.Eleestavaemconstantelutaconsigomesmoporquenãoestavadispostoadesistirdasegurançada sua profissão para se dedicar à vida instável do teatro. Quando finalmente aceitoua ideia de que continuariaasercontador,alguémlhedissequeumacompanhiadeteatroestavaprocurandoumnovo diretorfinanceiro.Steveconseguiuoempregoeéhojeumdosmaioresemaisbem-sucedidosdiretores financeirosespecializadosemshowsdaBroadway. Deixarqueascoisassigamoseucaminho,emvezdeconstantementelutarparaqueelasaconteçam, éumpresentemaravilhosoquedamosanósmesmos.Seolharmosavidaemretrospecto,veremosque algunsdosnossosmelhoresmomentosemaioresoportunidadesnãoforamconsequênciadanossaluta para corrigir as coisas. Esses momentos parecemter sido felizes coincidências, como se tivessem ocorridoporqueestávamosnolugarcertonomomentoexato.Éassimqueaentregafuncionaeavida atua:deummodosutil. Umgrandenúmerodepessoasquequeremmudaroquesãochegaàconclusãodeque“osapateiro fabricasapatos”,edescobrequeelepodeacrescentarestilo,criatividadeevalorincríveisaomodo comoproduzsapatos,emvezdetentarpartirparaoutraatividade. Àsvezesanecessidadedamudançaéóbvia,àsvezesnão.Quandonãosabemosseéchegadaahora daentrega,aprecedaserenidadepodenosajudar:

Senhor,

Dai-meserenidadeparaaceitarascoisasquenãopossomudar,coragemparamudarasqueeu

possoesabedoriaparadistinguirumasdasoutras.

Àsvezesaspessoasaprendemaliçãodaentregademaneiraseemlugaresinesperados.“Quandoeu tinhavinteeseteanos,trabalheinoJapão”,contaJeff.“Eraestimulanteestarlá,envolvidocomoque haviademaismodernonaesferadosnegócios.Nomeiodaqueleenormeprojeto,comeceiaperdero apetiteedepoisaficarcansado.Acheiqueeraporcausadaquantidadedetrabalho.Finalmentefui hospitalizadoporqueestavacompneumonia.Vocêimaginaoquesentiquandoosmédicosmedisseram queaqueletipodepneumoniaeracausadopeloHIV.Osmédicoscuidaramdemimatéeuestarem condiçõesdeviajarparaosEstadosUnidos. “QuandovolteiparaosEstadosUnidos,trouxecomigopoucascoisasnamochilaedeixeioresto paratrás.Minhaantigavidatambémficouparatrás:eutinhaestudadojaponêsduranteanosesempre quiseramorarnoJapão.Depoisdemerecuperardapneumonia,sentiquetodososmeussonhosme tinhamsidoarrebatados.Eracomosetivessemmedito:‘Sintomuito,vocênãopodemaisteroquequer.’ Oqueeraverdade.Eunãopodiater oquequeria.Erapraticamenteimpossível viver emumpaís estrangeiro,longedotratamentoedoacompanhamentodequeeuprecisava. “Noinício,fiqueicomraivaefrustrado.Masaospoucospercebiqueeuaindapodiafazeruma escolha.Podiainsistiremtentarviveroantigosonho,agoraquaseimpraticável,oupodiarender-mea essanovavida.Tentarmeagarraràantigavidateriaproduzidoumenormeestresse.Erachegadaahora deentregar-me.Eureceberaumanovavida. “Depoisquedeixeidelutarcontraarealidadedaminhadoença,novasidéiasesonhoscomeçarama viràtona.OsadvogadoscomquemtrabalharanoJapãosempretinhammeimpressionadoeeupercebi quegostariadeserumdeles.Comeceiumcursodedireitoepasseiavislumbrarumfuturomelhor.Nessa entrega,descobriemmimmesmoaspectosquenuncatinhaenxergadoantes:minhacoragemecapacidade deadaptação.Hojetenhoumavidamuitofeliz.Eficosurpresoaoverificarcomoascoisasseajustaram. AdoroestardevoltaaosEstadosUnidos,emeestabeleciaquideumamaneiraquenãoesperava.Surgiu umgrandenúmerodenovasemaravilhosaspossibilidadesquandoeumeabriparaestenovofuturo.” Jeffpoderiaterficadocomraivaesesentidovítimadasituaçãonosvinteanosseguintes.Ele escolheunãofazerissoeseentregouaoqueavidalheoferecia.“Acheiqueiaficaramargo,mas aprenderquetenhoacapacidadedeverascoisasdeummododiferenteeabandonarasminhasidéias preconcebidasfoiumpresentemaravilhoso.Avidaécurtademais,nãosabemosqualéonossoúltimo dia.Encontraroqueébomnascoisasnegativasfoiumadasliçõesmaisgratificantesqueaprendi.”

SÉTIMOCAPÍTULO

Aliçãodotempo

Anossavidaégovernadapelotempo.Vivemosneleeemfunçãodele.Alémdisso,morremosnele. Otempoéumamedidaútil,massomosnósqueatribuímosaeleoseuvalor.Odicionáriodefineo tempocomo“asucessãodosanos,dosdias,dashoras,etc.queenvolveparaoserhumanoanoçãode passado,presenteefuturo”.Onascimentopareceseroinício,eamorte,ofim,masnãosão;sãoapenas pontosnessasucessão. AlbertEinsteinsalientouqueotemponãoéconstante,queeletemrelaçãocomoobservador.Hoje sabemosqueavelocidadedotempoévariáveledependedofatodeestarmosimóveisouemmovimento. Otempopassadeumamaneiradiferenteseviajamosemumanaveespacial,deaviãooudemetrô.Em

1975,amarinhanorte-americanacomprovou,pormeiodetestes,ateoriadeEinstein.

Otempotambémdependedapercepção.Umhomemeumamulherestãojuntosemumcinema, assistindoàmesmafita.Elaestáadorandoofilme,eele,detestando.Paraela,ofilmeacabamuito rápido.Paraele,duraumaeternidade.Ambossabemqueapelículacomeçouàssetehorasdanoiteeque oúltimoquadrofoiexibidoàsoitoecinquentaesete.Masaqueleperíododeumahoraecinquentaesete minutospareceucompletamentediferenteparacadaum.Deumamaneiratangível,otempodaspessoas nãoéigual. Quando insistimos emafirmar que a designação arbitrária dos segundos, minutos, horas, dias, semanas,meseseanoséotempoemsi,nosesquecemosdequecadaumexperimentaavidadeummodo diferente,porqueovalordotempodependedapercepçãoindividual.

Comotempo,tudomuda.Mudamospordentro,mudamosporfora,anossaaparênciaeonossoeu interior se modificam. Anossa vida muda continuamente, mas de ummodo geral não gostamos da mudança. Mesmo quando estamos preparados para ela, frequentemente oferecemos resistência. Não adiantaresistirporqueinexoravelmenteomundomudaànossavolta,emseupróprioritmoquenão acompanhaonossotempo.Asmudançasparecemacontecermuitorápidooudevagardemais. Apesardeamudançasernossaconstantecompanheira,emgeralnãoaconsideramosnossaamiga.A mudança nos assusta porque nos sentimos incapazes de controlá-la. Preferimos as mudanças que decidimosfazer,porquefomosnósqueasescolhemos.Sãoasmudançasqueacontecemànossarevelia quenosdeixaminquietos,quenosdãoaimpressãodequeavidapodeestarindonadireçãoerrada.Mas quergostemosounão,amudançaacontecee,comoamaioriadascoisasnavida,elanaverdadenão acontececonosco;elasimplesmenteacontece. Passarporumamudançaédizeradeusaumasituaçãoantigaefamiliareenfrentarumasituação novaedesconhecida.Àsvezesnãoéovelhonemonovoquenosdeixamapreensivos,esimointervalo entreeles.RonnieKaye,autoraquesobreviveuduasvezesaumcâncerdemama,dizoseguinte:“Na vida,quandoumaportasefecha,outrasempreseabre…masoscorredoressãoumadroga.”Éassimque funcionaamudança:elageralmentecomeçacomumaportaquesefecha,umfinal,umaconclusão,uma perda,umamorte.Aseguir,ingressamosemumperíododemeiotempodesagradável,sofrendoporcausa doqueacabouevivendonaincertezadoqueviráaseguir. Esteperíododeincertezaédifícil.Masquandoachamosquenãoaguentamosmais,surgealgonovo:

umareintegração,umnovoavanço,umrecomeço.Umaportaseabre.Selutarmoscontraamudança,

lutaremosavidainteira.Éporissoqueprecisamosdescobrirumamaneiradeacolheramudança,ou

pelomenosdeaceitá-la.

Quandoperguntamosaumapessoa“Qualasuaidade?”,naverdadeestamosperguntando“Qualéo seutempo?”.Quandodescubroquantosanosvocêtem,passoaterumaideiadasmemóriasquevocê provavelmente possui. Dependendo da sua idade, você pode ter vivido durante a Segunda Guerra Mundial,tertidoconhecimentodeJackKennedy,daprimeiravezqueohomempisounaLua,damúsica dosBeatles.Aosabersuaidade,possotrocarlembrançascantandocomvocêmúsicasdeColePorter. Possotambémolharvocêcomdesconfiançaporterseenvolvidonomovimentohippie.Nosdoiscasos, nãoestouvendovocêexatamentecomoéagora.Estoujulgandovocêpelasomadassuasexperiências passadas. Quandonoslivramosdenossosjulgamentos,nósnossentimosmaislivres.Todosjáouvimosfrases como“Vocênãopareceterquarentaanos”.Arespostaé:“Terquarentaanoséexatamenteassim.”A primeirapessoaestábasicamentedizendo“Vocênãoseencaixanamaneiracomoperceboaspessoasde quarentaanos”.Arespostamostraqueparaasegundaterquarentaanosédojeitoqueelaseencontra agora,oqueequivaleadizer:“Nãomedefinaemfunçãodassuasexpectativas.” Não valorizamos o passar dos anos na cultura ocidental. Muitas pessoas resistema festejar o aniversárioporqueeleéumsinaldeenvelhecimento.Nãoencaramosasrugascomopartedavida;elas sãoalgoquedeveserevitado,ocultado,removido. Noentanto,pormaisquesintamosfaltadaenergiaedaexuberânciadajuventude,amaioriadenós nãodesejariavoltaratrás,porquetambémrecordamosvividamenteaconfusãoeinsegurançadaqueles anos.Chegamosàmeia-idadeentendendomelhorcomoéavidaesendomaiscapazesdeadministrá-la. Sabemos mais quemsomos e o que nos fará felizes. Depois que aprendemos essas lições, não as trocaríamospelavoltadenossajuventude.Existeumbem-estarnessasabedoriaenalembrançadequeas inseguranças,openosoaprendizado,asdecepçõesdecorrentesdasilusõesdajuventudeficarampara trás.Ajuventudepodeseraidadedainocência,masétambémadaignorância.Éaidadedabeleza,mas tambémdasinibições.Frequentementeéaidadedaaventurae,comamesmafrequência,aidadeda insegurança.Paramuitos,ossonhosefantasiasdajuventudesetornamopesardavelhice,nãoporquea vidaestejanofim,masporquesetemaimpressãodequenãofoivivida.Envelhecerharmoniosamenteé experimentarplenamentecadadiaecadamomento.Quandovivemosplenamenteanossavida,nãotemos vontadedevoltaratrás.Sólamentamosavidavividapelametade.Eviverplenamentenãoérealizar grandesfeitos,massercapazdeusufruiromaispossívelcadaexperiênciaquenoséoferecida. Quantosanosgostaríamosdeviver?Senosoferecessemaoportunidadedeviveratéosduzentos anos,oudeviverparasempre,quantosdenósaaceitaríamos?Pensararespeitodissonosajudaa compreender osignificadodanossaexistência.Nãoqueremosviver alémdonossotempo: nósnos sentiríamosmuitovaziossecontinuássemosaviveremummundonoqualascoisasfugissemaonosso entendimentoeondetivéssemosperdidotodososqueamamos.

EKR

Certohomemcontouumahistóriasobresuamãedenoventaedoisanos.“Leveiminhamãedeférias aDallas,suacidadenatal.Viajamosemummodelonovodeavião.Viminhamãeterdificuldadeemabrir aportadobanheirocujopuxador eraembutidonopainel.Elaestavaacostumadacommaçanetase puxadoressalientes. “Cedo,namanhãseguinte,oalarmedeincêndiodisparounohotel.Quandochegueiaoquartode minhamãe,elaestavadecamisolanocorredor,assustada,insegura.Estavatambémzangadaporquetinha esquecidodepegarocartãomagnéticoqueabriaaportaeficarapresadoladodefora.Elaestavaem

pânico,semsabercomoentrarnoquarto,emuitoconstrangidaporestaremtrajesíntimosnocorredor.

Depoisdaviagem,elamedisse:‘Estenãoémaisomeulugar.Nãoseiusarumcomputador,nãoseilidar

comocontroleremotodatelevisão,nãoseiusarcartõesemvezdechavesparaabrirasportasetodosos

meusamigosjáseforam.Quandoestoucomumgrupodepessoasmaisjovensmesintomarginalizada,

alémdeterdificuldadeparaouvir.Otempoavançoumaseufuideixadaparatrás.’Foiduroouvirisso.

Masduranteaviagempudepercebercomoavidatinhasetornadofrustranteecomplicadaparaaminha

mãe.”

Quandocontemplamosocéunoturno,estamosliteralmentevendoopassado.Nãovemosocéucomo eleéhojeesimcomoerahámuitosanoseatéháummilhãodeanos,poisesteéotempoquealuzleva parapercorreradistânciaentreasestrelasmaisdistanteseaTerra. Temosumaexperiênciamuitosemelhantecomasoutraspessoas.Pense,porexemplo,nocriadorde casosdobairroemquevocêmoravaquandocriança.Sevocêachavaqueeleeraumproblemanaquela época,vocêagirácomcautelaaoencontrá-lohoje,porqueoverácomoeleeraenãocomoéagora. Quantosdenósvemososnossospaisexatamentecomoelessãohoje?Quandoéramospequenos,nós os víamos como gigantes poderosos e oniscientes. Ao mesmo tempo ficaramgravadas emnós as impressõesdaspunições,dasproibiçõesedasimposições.Sevocêencontrassehojeopaideumamigo, aimpressãoqueteriadeletalvezfossemaisverdadeiradoqueaquetemdoseupai,porquevocênão estariatrazendoumabagagemantigaparaarealidadeatual. Temosreaçõesdiferentesaosmesmostiposdeeventos.Conheçoumamulherquefoicriadaemuma famíliapobre.Paraela,achegadadocarteirocausavaumareaçãodemedoporqueeletraziacontasque seuspaisnãotinhamcondiçãodepagar.Poroutrolado,penseemumacriançaqueadoraverchegara correspondênciaevailogoprocurarconvitesparaaniversáriosdeamigos.Hoje,queasduascrianças sãoadultas,aprimeiratemumreaçãovagadenervosismoàaproximaçãodeumcarteiro,enquantoparaa outraocarteirotrazlembrançasfelizes.Ossentimentosdessasduaspessoasnãotêmnenhumarelação comoscarteirosdopresente,poiselasaindaestãoligadasàslembrançasdopassado. Omesmoacontececomrelaçãoanós.Geralmentenosvemoscomoéramos,oucomoqueremosser, emvezdecomorealmentesomos. Saberquequemfomosontemnãonosdefinecompletamentehojenosdáumaliberdademagnífica. Nãoprecisamosficaracorrentadosaopassado.Muitosdenóscontinuamosacarregaropesoemocional dopassado.Ascoisasnãoprecisamserassim.Podemosnostransformarerecomeçar,podemosnos renovaracadadiaseconseguirmosnosconcentrarnopresente,seformoscapazesdeveravidacomo elarealmenteéagora.Quandonãovivemosnomomento,ficamosincapazesdeverosoutrosenós mesmos como realmente somos. E, se não estamos vivendo no presente, não podemos encontrar a felicidade. Não devemos fechar a porta sobre o passado, até porque ele pode nos ensinar lições preciosas,masprecisamosseguir emfrente.Vivaomaisintensaeplenamentepossível oagorae desapegue-sedopassado.

Jacktinhaacapacidadedeviveromomentopresente.Eleeracorredor,tinhaparticipadodevárias

maratonasepareciadefatousufruircompletamenteopresente.Quandoentravaemumaposento,ele

olhavaemvoltacomoseoestivessevendopelaprimeiravez,mesmoquejátivesseestadoalimilhares

devezes.Quandonoscumprimentavaeperguntavacomoestávamos,Jackouviaatentamentearespostae

reagiaafetuosamenteinteressado.Eleestavasempredisponíveledispostoaajudar.

Infelizmente,Jackcontraiuumtipodelinfomaquefoiparticularmentecruelcomeleporqueafetou

assuaspernas,fazendocomqueprecisassemseramputadas.Massurpreendentementeasuacapacidade

devivernomomentopresentetomou-seaindamaisacentuadaàmedidaqueadoençapiorava.Quando

perguntávamoscomoeleestava,Jackrespondiacomamaiorhonestidade,descrevendoseuestadofísico

eemocional.Logodepoisperguntavapornóseouviacomointeressedesempre.Alémdenãoficar presoaopassado,lastimando-sepeloqueperdera,conseguiaextrairdopresenteedoconvíviocomos amigos o que havia de melhor e mais profundo. Não podíamos dar às suas perguntas respostas superficiais.Elenosestimulavaaolharparanósmesmosedarumarespostacompleta.Nãoqueria perder nenhum momento, nem deixar escapar nada. Jack estava completamente presente em cada momentodasuavida. DepoisdeconheceralguémcomoJack,passamosaentendercomoomomentopresentepodeser roubadopelopassadoepelofuturo.Suavidaseriamuitomelhorsevocêselibertasseagoradopassado e passasse a concentrar-se no momento presente, experimentando-o plenamente. Quando estiver conversando como seuparceiro, procure envolver-se completamente na conversa emvezde ficar pensandonotrabalhoquetemqueprepararparaareuniãodeamanhã.Depois,váprepararotrabalho.A suaexperiênciacomoseuparceiroserámaisagradável,estreitarásuarelaçãocomeleevocêcertamente terámaissucessonareuniãodetrabalho.Vivaummomentodecadavez. Arealidadedotempoéquenãopodemosterqualquercertezaemrelaçãoaopassado.Nãosabemos seelerealmenteaconteceudojeitoquenoslembramos.Ecertamentenãoconhecemosofuturo.Na verdade,nemmesmosabemosseotempoélinear. Será que isso temimportância? Anossa vida será modificada se o tempo não for linear, se estivermossimultaneamentenopassado,nopresenteenofuturo?

DK

FrankeMargaretestavamcasadoshámaisdecinquentaanos,eraminseparáveiseseamavam muito.QuandoMargaretcontraiuumadoençaterminal,eladisse:“Consigoaceitarestadoença.Posso aceitarquevoumorrer.OmaisdifícilparamiméaceitarquevouficarsemoFrank.” ÀmedidaqueadoençadeMargaretprogredia,elaiaficandocadavezmaisperturbadacoma perspectivadaseparaçãofinal.Horasantesdemorrer,elase : voltouparaFrank,queestavasentadoao seulado,edisse:“Seiquevoupartirembreve,masagoraconsigoaceitarestaideia.” “Oquefezvocêsesentirassim?”,perguntouomarido. “Acabodeserinformadadequeestouindoparaumlugarondevocêjáestá.Vocêestaráláquando euchegar.” ÉpossívelqueFrankestejasimultaneamentesentadonohospitaleesperandoasuaamadanocéu? Talvez.Nossasperguntasestãoinevitavelmenterelacionadascomamaneiracomopercebemosotempo. ParaFrank,queviveeraciocinanotempo,cinco,dezouvinteanospodemsepassarantesqueelevoltea verMargaret.Mas,seelaestiverindoparaumlugarondeotemponãoexistemais,Frankpodeparecer chegarapenasumsegundodepoisdela.Otempoémaislongoparaosobreviventedoqueparaaquele quemorre.

Observeiqueossentimentoscomrelaçãoaotempodaspessoasquesabemquetêmumadoença

terminalsetornamintensos.Derepente,elastememnãotertemposuficiente.Pelaprimeiravezelasveem

seutempocomolimitado.Noentanto,vivemostodosestacondição:quemsabeexatamentequantotempo

terádevida?Écomestarealidadequetemosquelidar.Aonosvermosàbeiradamorte,queremossaber

quantotemponosrestadevida,epercebemosquenuncasoubemos.Diantedamortedeoutraspessoas,

frequentementedizemosqueelasmorreramantesdotempoesentimosqueavidadelasfoiincompleta.

Massóexistemdoispontosentreosquaisestáoquesechamadeumavidacompleta:onascimentoea

morte.Naverdade,raramentedeclaramosumavidacompletaseapessoanãoviveuatéosnoventae cincoanoseteveumaexistênciamagnífica.Casocontrário,dizemosqueamortefoiprematura. Noentanto,Beethoventinha“apenas”cinquentaeseteanosquandomorreu,eMozart,trintaecinco, masassuasrealizaçõesforamfantásticas.Joanad’Arcnãotinhacompletadovinteanosquandoperdeua vida,masélembradaeveneradanosnossosdias.Algumadessasvidasfoiincompleta?Estaperguntanos leva de volta ao conceito de relógio de pulso da vida, segundo o qual tudo é medido e julgado artificialmente.Quandodizemosqueumapessoamorreuprematuramente,nãosabemosquaiseramas liçõesqueelaestavadestinadaaaprender,desconhecemosquemelaestavadestinadaaserouquanto tempolheestavareservado.Pormaisdifícilquesejaaceitarestefato,arealidadeéquenãomorremos antesdanossahora.Quandomorremos,éporqueessahorachegou. Nuncaédemaisrepetir:onossograndeedifícildesafioéviverplenamenteomomentopresente. Saberqueesteexatoinstantecontémtodasaspossibilidadesdefelicidadeeamor,enãoperdê-lopor estarmospresosaopassadoouantevendooqueofuturonosreserva.Aocolocardeladoosentimentode expectativa,podemosvivernoespaçosagradodoqueestáacontecendoagora.

OITAVOCAPÍTULO

DK

Aliçãodomedo

ChristopherLandon,filhodofalecidoatorMichaelLandon,tinhadezesseisanosem1991quandoo

paimorreu.Christopherfalousobreoefeitoqueaperdadopaitevesobreeleeosseusmedos:

“Comoseriadeesperar,amortedemeupaiexerceuumenormeimpactoemmim.Olhoparatrás commuitasaudade.Meupai eraextremamenteinteligente,charmosoeespirituoso.Eletinhamuitas facetasqueopúblicodesconheciaeotornavamumapessoamuitocompleta. “Amortedelefoi oacontecimentomais importantedaminhavida.Elametornouumapessoa diferente.Quandocriança,eueramuitointrovertido,tímidoeinseguro.Quandocrescemosaoladode umapessoamuitocarismática,ficamossempreàsombradela.Masumdiaaquelasombrafoiafastada. “Perceberquemuitosdosmeusmedosdesapareceramquandoelemorreumefezpensararespeito damorte emgeral.Quandomorre a primeirapessoa que amamos,estabelecemos onossoprimeiro relacionamentocomamorte.Aonosaproximarmosdelaeconvivermoscomelaficamoscommenos medo,porqueamortedeixadeserumafantasia.Estivecommeupaiquandoeleestavamorrendoe depoisquefaleceu.Toqueiamortedeperto.Agoraelaérealparamim,étangível.Ecomissoficou menosassustadora.Perdimuitosmedosqueeutinhaantesdamortedomeupai.Eutinhaummedo terríveldeandardeavião,oquefaziameupairir.Depoisqueelemorreu,tantoessemedoquantomuitos outrosdiminuíram.Semqueeumedesseconta,comeceiasermaisfirmeeafazercoisasquenuncafizera antes. “Nopassado,semprequeeuchegavaaumaencruzilhadaetinhaaoportunidadedemearriscar,de avançar, eurecuava. Sentia medo de falhar, de parecer umidiota, e geralmente deixava passar a oportunidade. “Mas,quandomeupaimorreu,eutivequeenfrentaressacoisagrandedemaisqueéamorte,eofato deenfrentá-larelativizoutudoomais.Comeceiamesentirmaisàvontadecomigomesmo,acorrer algunsriscoseagir.Nãofizcoisasheroicas,massaídecasaefuiestudarnaInglaterra.Abandonaro confortoeasegurançadomeulareaprenderaenfrentarodesconhecidofoiumgrandepassoparamim. “Acredito firmemente que viver a experiência dolorosa da morte de meu pai se traduziu em crescimentoparamim.”

Esecomeçássemosacorreralgunsriscoselidássemosconscientementecomosnossosmedos?Ese avançássemosaindamaislongeeperseguíssemososnossossonhos?Sefôssemosembuscadosnossos desejos?Esenospermitíssemosviverlivreegenerosamenteoamorparanosrealizarmosemnossos relacionamentos?Quetipodemundoseriaonosso?Ummundosemmedo.Sabemosqueavidaencerra muito mais possibilidades do que as que nos permitimos experimentar. Essas possibilidades são imensamentemaioresquandoomedonãonosaprisiona.Háummundonovoforaedentrodenós,um mundoondeexistemenosmedoeestáesperandoparaserdescoberto. Omedoésemdúvidaumsistemadealarmequenospodesermuitoútil.Secaminhamosànoiteem uma parte perigosa da cidade, o medo nos adverte de que devemos nos prevenir contra a real possibilidadedeproblemas.Emsituaçõespotencialmenteperigosas,omedoéumsinaldesaúde.Elenos protege.Semele,nãosobreviveríamospormuitotempo.

Maséfácilsentirmedoondenãoexisteperigo.Esteéumtipodemedoinventado,nãoéreal.O sentimentopodeparecerreal,masnãosefundamentanarealidade.Aindaassim,essemedonosmantém acordados à noite e nos impede de viver plenamente. Ele não parece ter nenhuma finalidade nem misericórdia,porquenosparalisaeenfraquecenossoespíritoquandoodeixamoscorreràsolta.Estetipo demedosebaseianopassadoedesencadeiaomedodofuturo. Esses medos fantasiados, no entanto, servema umpropósito. Eles nos dão a oportunidade de aprenderaescolheroamor.Elessãoapelosdanossaalmaqueexpressaessesmedosparaque,ao procurarcurá-los,possamoscrescer.Elesnosdãoaoportunidadedeescolherdenovo,defazerascoisas deummododiferente,deescolheroamoremvezdomedo,arealidadeemvezdailusão,oagoraemvez do passado. Neste capítulo, quando nos referirmos ao medo, estaremos falando sobre os temores inventadosquediminuemaplenitudedenossavidaenosfazeminfelizes. Seconseguirmosencontraronossocaminhoatravésdomedo,seformoscapazesdeaproveitaras inúmerasoportunidadesqueseapresentam,poderemosviveravidacomquesonhamos.Poderemosviver livresdojulgamento,semtemeradesaprovaçãodosoutros,semrecuarmos.

EKR

Kate,umamulherdinâmicadecercadecinquentaanos,falousobreairmã,Kim.Hádezanos,Kim descobriraquetinhacâncernocólon.Porsorteotumornãoeramalignoefoidiagnosticadocedo.“Além defazercomqueeusentissequepartedemimmorreriaseelamorresse,adoençadeKimmeabalou profundamente. Por sermos gêmeas idênticas, sabíamos tudo da vida uma da outra, e também conhecíamosnossasemoções.Nomomentodadoençaeumedeicontadecomoomedoimpediraque Kimeeuvivêssemosmaisplenamentemuitoantesdeocânceraparecer.Hojeeuolhoparatrás,paraa nossavida,eperceboquantomedonóstínhamos. “QuandofomosaoHavaí,queríamosaprender adançar hula- hula,masficamoscommedode parecer ridículas. Sempre tivemos vontade de abrir umrestaurante, mas tínhamos medo de não ter sucesso,demodoquenemchegamosadesenvolveraideia.Depoisdomeudivórcio,pensamosemfazer umcruzeiro,masnãofomosporquetínhamosmedodeviajarsozinhas. “DepoisdadoençadeKimanossavidamudoucompletamente.Lidarcomadoençaeacirurgiade Kimfoienfrentarnossomaiormedo.Sesobrevivemosaisso,oquemaishaviaatemer?Hojeeuentendo queamaioriadascoisasquereceávamosnãovaiacontecer.Percebemosqueonossomedosebaseava emfantasiasepreconceitos,nãonarealidade.”

Onossomedonãoevitaamorte-eleimpedeavida.Nósnãotemosconsciênciadisso,masanossa

principalocupaçãonavidaélidarcomomedoeosseusefeitos.Omedoéumasombraquebloqueia

tudo:nossoamor,nossosverdadeirossentimentos,nossosdesejos,nossafelicidadeeatémesmoonosso

ser.

Ummeninocresceuemumorfanatodirigidoporumcasalqueomaltratava.Umdiafinalmenteele

ouviudizerqueiriaparaumlarnovoemaravilhosoeteriapaisqueoamariam.Disseram-lhequeele

viveriaemumacasaagradável,teriaseupróprioquartoeatémesmoumatelevisão.Masomenino

choroudemedo.Eleconheciaasituaçãonaqualviviae,porpiorqueelafosse,eraconhecida.Onovo

lar,emsuafantasia,estavarepletodeperigosdesconhecidos.Eleviveranomedodurantetantotempo,se

habituaradetalformacomomedo,quenãoconseguiaverumfuturosemele.

Somostodoscomoessacriança.Criadosnomedo,sóenxergamosomedonofuturo.Anossacultura

vendeomedo.Presteatençãonosjornaisdatelevisãoànoite.Éumasequênciadedesgraças,catástrofes, ameaças,prognósticosassustadores. Mas que parcela daquilo que tememos vai efetivamente nos acontecer? Pense nos seus medos antigoseverifiqueoquerealmentesepassou.Pensequeascompanhiasdeseguroapostamconoscoque aquiloquetememosjamaisacontecerá.Eelasganhamaaposta,acumulandoumafortunaporano.A questãonãoédeixardecontratarapólicesdeseguro,masquetemosenormeschancesdeestarvivosno fimdoano,denãoternossacasaincendiada,desobreviverasituaçõesderisco,eassimpordiante.É claroquevamoscorreralgunsriscosetropeçardevezquando.Quasetodosvivemoscomoseasorte estivessecontranós,masnamaiorpartedotempoestamosasalvo.Umdosnossosmaioresdesafios portantoétentarsuperaressemedocriadopornossafantasia.Avidanosofereceumariquezaenormede oportunidades.Nãovamosdeixarqueomedonosimpeçadeusufruí-las.

DK

TroyconviviacomaAIDShaviatrês anos.Fisicamenteestavabem,mas asuacabeçaficava paralisada pelomedo.“Eusempre tive omedonormal da maioria das pessoas,mas ele nunca foi paralisante”,eleexplicou,emboraemmuitasocasiõesmeimpedissederealizarmeusdesejos.Coma AIDS,eufiqueiarrasado.Eracomosetodososmeusmedostivessemsematerializadoemumaúnicae gravedoença. “Meuparceiro,Vincent,sempremedáapoio,repetindoqueeusoumaisfortedoqueomeumedo. ‘Dêumpassoàfrente’,dizele,‘eenfrente-o.Relacione-semaisintimamentecomele,olhe-odefrentee vocêdescobriráqueomedonãotemopoderquevocêachaqueeletem.’ “Euouviaoqueeledizia,masnãosentiacapacidadedesuperaromedo.Jánãobastavaeuterque conviver comaAIDS?Naverdade,eupreferiadiscordar doqueeleestavadizendoaexaminar o assunto.Eupercebiaoquantoomeumedomeconsumia. “NaquelemomentoeuestavasemempregoeumdoscolegasdetrabalhodeVincentveiomepedir paratomarcontadesuairmã,Jackie.ElaestavacomAIDS,acabaradeteraltadohospitaleeles encontravamdificuldadeemconseguiralguémquepudesseajudá-la.Eudissequeiriapensarnoassunto efuipediraopiniãodeVincent.Eleargumentou:‘Jackieestáprecisandodesesperadamentedeajudaeo dinheiroseriaútilparavocê.’PergunteiseelaestavamuitodoenteeVincentrespondeuqueelaestava morrendo. “Quandoeledisseisso,todososmeusmedosvieramàtona.Perguntei:‘Seráqueaspessoasacham quepossocuidardelaporquetambémestoumorrendo?’Vincentsorriuerespondeu:‘Não,elestêm esperançadequevocênãosintamedo,justamenteporquetemamesmadoença.’Penseiimediatamente queelestinhamescolhidoapessoaerrada. “Eunãopodiamecomprometer,estavaapavorado.Vincentmedissequeeunãoeraobrigadoa aceitar,maseleachavaquecudeviameencontrarcomJackie.Sentimuitomedodefazerisso.Naquele momentohouveumareaçãointerna:euestavafartodesentirmedo!Deciditomarcoragememeencontrar comela. “PediaVincentparameacompanharatéacasadela.Diantedaportadeentrada,entreiempânicoe quisrecuarachandoquenãoiaconseguir.Vincentacolheumeumedodizendo:‘Tudobem,vamosvoltar paracasaeligarparaelesdelá.’ “Olheidenovoparaaporta.Ali,dooutrolado,estavamtodososmeusmedos.Decidienfrentá-lose veroqueacontecia.Algumacoisamefezatravessaraporta.

“Nasala,viJackiesentadaemumacadeiraderodas.Eladeviaestarpesandomenosdequarenta quilos.Sofreráumderrameduplo,demodoquefalavacomdificuldade.Seusolhoscastanhoseram enormeseexpressivos.Olheidentrodeleseviomedo.Estavaescritonosolhosdela:‘Estoucommedo demorrer,estoucommedodemorrersozinha,estoucommedodenãoterninguémdomeulado,estou commedodequevocêváembora.’Aliestavamosmeusmaioresmedos,sentadosbemnaminhafrente! OlheiparaJackieemesentimuitotriste.Ouviessaspalavrasnaminhacabeça:‘Dêumpassoàfrente. Enfrenteoseumedo.’Fecheiosolhoseperguntei:‘Possocomeçarhoje?’ “Eusabiaqueprecisavaajudaressadesconhecida.Maistarde,vimasaberqueosseuspaisse afastaramdelaquandosouberamqueestavacomAIDS.Elesqueriampagaralguémparacuidardafilhae sóestavamesperandoelamorrer.Elatinhaalguns amigos quevinhamvisitá-ladevezemquando. Comeceiatrabalharmeioperíodo,depoisemperíodointegralefinalmentetornei-meomelhoramigode Jackie.Graçasaelaeutinhasuperadoomeumedo.Chegueiaamá-la. “Já no final, ela voltoua ser hospitalizada. Ela me queria ao seulado porque estava muito assustada.Noseuúltimodiadevida,entreinoseuquarto.Ohospitaltinhachamadoospais,maseles permaneceramnasaladeespera.EumesenteiaoladodeJackie,olhandoparaaquelesenormesolhos castanhosedissequeficariacomela.Afrasesurgiudenovonaminhamente:‘Tenhacoragem,omedo nãotempoder.’Eudisseaela:‘Vouficaraquisegurandoasuamãoatéqueelesalevemparaooutro lado.Aí,então,elesvãosegurarasuamão.Nãotenhamedo,Jackie,nãotenhamedo.’ “Logoemseguidaelamorreu.Pudeveroseupeitoparardesubiredescer. “Quandoosagentesfuneráriosquevierambuscá-lasouberamqueelaestavacomAIDSficaramcom medodetocarnela.NaquelemomentosentiqueestavacansadodomedoquecercavaJackieepensei:

‘Chega!’Preferieumesmofazerotrabalhoadeixarqueeleschegassempertodela.Foiacoisamais

difícilqueeujátinhafeitonavida.Mascontinueiarepetir:‘Nãotenhamedo,Jackie,nãotenhamedo.’”

Troyopôsoamoraomedoevenceualuta.Abondadesempresuperaomedo.Éassimqueo

derrotamos.Omedonãoépáreoparaoamor.Opoderdomedoéconstruídosobreumabasevaziae

paraderrotá-lobastaencará-loedarumpassoàfrente.

Temosmedodemuitascoisasnavida,comofalarempúblico,sairpelaprimeiravezcomuma pessoadesconhecidaeatéadmitirqueàsvezesestamossozinhos.Emmuitoscasos,preferimosnão correr oriscodesermosrejeitados etermos quelidar comarejeição.Naverdade,os medos são traiçoeiros porqueestãosuperpostos emcamadas,umemcimadooutro.Sepercorrermos todas as camadas,chegaremosaomedomaisprofundo,abasesobreaqualrepousamtodososoutros,queé geralmenteomedodamorte. Suponhaquevocêestejasepreocupandoextremamentecomumprojetonotrabalho.Examineesse medoedebaixodelevocêencontraráomedodoinsucesso.Debaixodeste,vocêencontrarásucessivas camadas:omedodenãoconseguiroaumento,deperderoempregoe,finalmente,odenãosobreviver, queébasicamenteomedodemorrer.Omedodenãosobreviverestáportrásdemuitosdosnossos temoresfinanceiroseprofissionais. Suponhaquevocêestácommedodeconvidaralguémparasaircomvocê.Debaixodessemedoestá omedodarejeição,edebaixodesteomedodequenãoexistaumapessoaquepossaseinteressarpor você.Debaixodesteencontra-seomedodenãosercapazdereceberamor,e,semreceberamor,seráque vocêconseguirásobreviver?Quandoaspessoassesenteminadequadas,omedoprincipalé“eunãosou satisfatória”.Porqueaspessoasficampeloscantosnasfestassemfalarcomninguém?Porquetememnão tercompetênciaparaconhecereconversarcomosoutrosnasfestas,oquesignificaqueelastêmmedode nãoseremsatisfatórias.Osoutrossãoatraentes,osoutrossãobonitos,agradáveis,interessantes,mas essaspessoastêmmedodenãoseremnadadisso. No final, tudo se resume ao medo da morte, possivelmente a causa da maior parte da nossa

infelicidade.Ferimosinconscientementeaquelesqueamamosporcausadonossomedo;porcausado

medonosrefreamostantonaesferapessoalquantonaprofissional.Comotodososmedostêmorigemno

medodemorrer,tomarconsciênciadissoeaprenderarelaxardiantedomedoquecercaamortenos

ajudaráaenfrentartodasasoutrascoisascommaisnaturalidade.

Aquelesqueestãopertodamorteenfrentamessemedosupremo,odemorrer.Aoseveremdiante

dessemedo,sedãocontadequeelenãoosesmaga,queeledeixoudeteropoderqueimaginavam.Os

queestãoàbeiradamorteaprendemqueomedonãoimporta.Noentanto,paraorestantedenós,ele

aindaébastantereal.

Sepudéssemosliteralmenteentraremvocêeremovercadaumdosseusmedos,asuavidanãoseria bemdiferente?Pensenisso.Senadaimpedissevocêdeseguirosseussonhos,asuavidaprovavelmente seriamuitomelhor.Éissoqueaquelesqueestãoàbeiradamorteaprendem.Aproximidadedamortefaz comquerelativizemosmaioresmedosqueosimpediramderealizaroquedesejavam.Elesosveem comoirrelevanteseseperguntamporquedeixaramqueessesmedososparalisassem.Avisãodosque estãoàbeiradamorteremovetodosostemores. Lamentavelmente,quandoomedovaiembora,estamosdoentesouvelhosdemaisparafazeras coisasqueteríamosfeitosenãotivéssemostidomedo.Eétristeenvelhecermoseadoecermossem jamaisexperimentarasnossaspaixõessecretas,encontrarotrabalhoquedesejávamosounostornarmos aspessoasquegostaríamosdeser.Mesmosetivéssemosrealizadoascoisaspelasquaisansiamos,um diaficaríamosvelhosedoentes,masnãorepletosdearrependimento.Nãoteríamosvividopelametade. Dessemodo,existeumaliçãoquesetornaclara:precisamossuperaromedoenquantoaindapodemos fazeraquilocomquesonhamos. No entanto, para superar o medo, precisamos nos deslocar emocionalmente para outro lugar:

precisamosavançaremdireçãoaoamor.

Felicidade,ansiedade,alegria,ressentimento;temosmuitaspalavrasparaasinúmerasemoçõesque sentimosduranteavida.Noentanto,bemnofundo,nanossaessência,existemapenasduasemoções:o amoreomedo.Todasasemoçõespositivasvêmdoamor,etodasasnegativas,domedo.Doamor emanamafelicidade,asatisfação,apazeaalegria.Domedonascemaraiva,oódio,aansiedadeea culpa. Naverdadesóexistemduasemoçõesprimárias:oamoreomedo.Masémaisexatodizerqueexiste apenasoamorouomedo,poisnãopodemossentiressasemoçõesexatamenteaomesmotempo.Elassão opostas.Seestamoscommedo,nãoestamosnolugardoamor.Quandoestamosnolugardoamor,não podemosestarnolugardomedo.Vocêconseguepensaremalgumaocasiãoemqueesteveaomesmo temponolugardoamoredomedo?Éimpossível. Temosquetomaracadamomentoadecisãodeestarnumlugarounooutro,poisnãoépossívelficar neutro.Senãoescolherconscienteeativamenteficarnolugardoamor,vocêseencontraránolugardo medooudeumdossentimentosqueocompõem.Cadacircunstâncianosofereceaoportunidadedefazer umaescolha.Eessasescolhastêmqueserfeitascontinuamente,sobretudonosmomentosdifíceisemque onossocompromissocomoamorédesafiado. Ofatodeterescolhidooamornãosignificaquevocênuncamaisenfrentaráomedo.Naverdade,é precisoquenossosmedosvenhammuitasvezesàtonaparafinalmenteseremcurados.Trata-sedeum processocontínuo.Lembre-se:vocêsentirámedomesmodepoisdeterescolhidooamor,assimcomo ficamoscomfomedepoisdecomer.Precisamosescolhercontinuamenteoamorparanutriraalmae expulsar omedo,damesmamaneiracomonosalimentamosparanutrir ocorpoeeliminar afome. ExatamentecomoquandoTroycuidoudeJackie.Eleprecisouescolhercontinuamenteoamoremvezdo medo. Ele decidiuservir a algo maior do que o seumedo e optoupor ajudar outro ser humano

necessitado.IssonãosignificaqueomedodeTroynãovásurgirdenovo.Mas,semprequeomedo

retornar,Troyteráquefazerumaescolhaevoltaraoamor,fortalecidopelaexperiênciajávivida.

Todososmedosqueinventamosestãorelacionadoscomopassadoouofuturo.Somenteoamorestá

nopresente.Oagoraéoúnicomomentorealquetemoseoamoréaúnicaemoçãoverdadeira,porque

somenteelaocorrenomomentopresente.Omedosempresebaseiaemalgoqueaconteceunopassadoe

nosfazrecearaquiloqueachamosquepodeocorrernofuturo.Vivernopresente,portanto,éviverno

amor,enãonomedo.Estaéanossameta,vivernoamor.Paraatingiresteobjetivooprimeiropassoé

aprenderaamaranósmesmos.Aoimpregnar-nosdeamor,começamosaeliminaromedo.

EKR

Infelizmente,amaioriadaspessoasestácheiademedo.MuitosdenóssomoscomoJoshua,um artistagráficodetrintaecincoanosquetrabalhacomoautônomo.Eleestudouarteeseusonhoerapintar, mashojepassaamaiorpartedotempocriandocartõesdevisita. Essejovemsonhoualto,mastevemedodearriscar-separaalcançaroquedesejava.“Éassimque eusou”,afirmouele.“Simplesmentenãosouotipodecarabem-sucedido.” Enquantodiscutíamosoassunto,tenteientenderoqueofaziasentir-setãoinútil.Nãofoiporter sofridoumenormefracassoouumagrandehumilhação,poiselenãoexerceapinturadesdequesaiuda faculdade.Ficamosdandovoltasatéquetropeçamosnamortedopaidele.“Meupaieracomoeu”, explicouJoshua.“Elequeriafazermuitascoisas,masporalgummotivonãoconseguia.Elefoicomoeu sou,umaespéciedefracassado.” Àmedidaquecontinuamosaconversar,percebemosquenãohaviaumarazãoóbviaparaopainão tersidocapazderealizarosseussonhos. “Porqueoseupaierauma‘espéciedefracassado?’”,insistiemperguntar.“Eleeraincapaz?Não conseguiaserelacionarcomaspessoas?Nãoeratalentoso?Eletinhaumalongahistóriadefracassos?O queoimpedia?” Joshuapensoudurantemuitotempoatéquefinalmenterespondeu:“Nãohavianadaerradocomele. Meupaierainteligente,talentosoesedavabemcomaspessoas.Elepoderiaterfeitoqualquercoisaque quisesse,masnuncatentou.Eestavasempredizendo:‘Ascoisasnuncadãocertoparaaspessoasda nossafamília.’Euatémelembroque,quandoestavaparamorrer,papaitevevontadedeentraremcontato comumvelhoamigodeinfância,queháanosnãovia.Masnãooprocurou,porqueachouqueoamigo nãoiaquererfalarcomeledepoisdetantotempo.” Derepente,umaideiapassoupelacabeçadeJoshua.Eleprosseguiu:“Euocompreendo,porque sintoomesmo.Eusempreachoqueeunãosoubomosuficiente.Nãosoubastantebomparapintar.” Oproblemadessehomemnãoeraofatodeestarcriandocartõesdevisitaemvezdepintar,masde se sentir inadequado, de não se achar suficientemente talentoso para correr o risco de se lançar plenamentenasuaprofissão.Pergunteioqueelefarianaquelemomentosenãotivessemedo.Joshua respondeu:“Eumematricularianumcursodepintura.” Fazerissoserianãopermitirainterferênciadomedo.“Estanãoseriaaformadeagirdoseupai, nãoémesmo?”,perguntei. Elepensouporummomentoedepoisrespondeu:“Não.Papaimorreucomtodososmedosdentro dele.” Joshuatemaoportunidadedeviverumavidadiferente,umavidacommenosmedo.Talvezelevá serumgrandepintor,ouquemsabeapenasvásedistrairpintando.Dequalquermodo,agoraeuseique

elenãoviveráumavidademedonemmorrerácomessafrustração.

Todosvivemoscomapossibilidadedamorte,masosqueestãoparamorrervivemcomaquase certeza.Achoqueéporissoqueelescorremmaisriscos,porquejánãotêmnadaaperder.Ospacientes àbeiradamortenosdizemqueaconstataçãodequenãohánadaatemer,nadaaperder,lhesdáuma espéciedealegriaepaz.Éomedoquenostraztantainfelicidade.Omedovestemuitosdisfarces:raiva, proteção,autossuficiência.Precisamostransformaronossomedoemsabedoria.Avanceumpoucocada dia.Exercite-sefazendoaspequenascoisasquevocêtemmedodefazer.Oseumedosóexerceum enormepodersobrevocêquandonãoédesafiado.Aprendaausaraforçadoamoredabondadepara venceromedo. Acompaixãopodeajudarvocêausaroamoreabondadequandosevirdiantedomedo.Na próximavezquetivermedo,procuresentircompaixão. Sevocêserefreiaportermedodequevocê,ouoquevocêfez,sejainadequado,sintacompaixão porsi.Suponhaquevocêpreparouumrelatóriosobreumagrandeideiaqueteve,masestácommedode mostrá-loaoseuchefe.Vocêtalvezpenseoseguinte:“Achoqueelevaidetestarorelatório.Nãosou bastante competente,e é bemcapazde ele me demitir.” Se você se concentrar nesses medos,eles crescerãoeseexpandirão.Masvamosimaginaroqueaconteceriasevocêsentissecompaixãoporsi. Vocêreconheceriaquefezomelhorquepodia,quepreparouorelatóriocomtodoocuidadoeomostrará aseuchefecomestadisposição.Valetambémapenaseconcentrarnapessoadoseuchefeesentir compaixãoporele. Talvezoarfechadoesecosejaumdisfarceparaencobrirseusprópriosmedoseinseguranças. Pensarnooutrocomcompaixãoéentenderseusmotivos,solidarizar-secomele,pormaisqueseja difícil,eaproximar-sedelecomamor.Sevocêfizerissoseumedosedissiparáevocêpoderáapresentar seurelatórionumclimamuitomaisfavorável.Vocêteráumasurpresaaoverificarcomoacompaixãotem opoderdediminuiroudissolveromedo. Sevocêtemmedodeseaproximardaspessoasnasreuniõessociaisoudenegóciosporquenãoas conhece,lembre-sedequeamaioriadelasestánamesmasituação.Elasnãoconhecemtodosospresentes etambémtêmmedodequeninguémváquererfalarcomelas.Algumasatéprefeririamsairdefininhoeir paracasa.Lembre-sedequeelasgostariamdesertratadascomcompaixão,exatamentecomovocê.A compaixãosemprenosafastadomedo.Nãoéimpossível queemalgummomentovocêsofrauma rejeição,masnamaiorpartedotemporeceberáumaacolhidaafetuosaseseaproximarcomcompaixão. Aspessoassãocarentesdecarinhoeatenção.Repito: tenteevocêdescobriráqueémaisfácil se aproximardaspessoassesentircompaixãoporelas. Se formos capazes de entender que, por mais que pareçam autossuficientes, as pessoas, interiormente,estãoumpoucoassustadas,exatamentecomonós,poderemoscomeçaravivercommais compaixão e menos medo. O chefe, a pessoa doente ouos frequentadores das festas são pessoas exatamentecomovocê,quetêmmedosemerecemcompaixão.

Quemvivecommedonãoestárealmentevivendo.Nossospensamentosreforçamnossomedoou aumentamonossoamor.Oamor seexpandeeproduzmais amor.Omedodesenvolvemais medo, especialmentequandonãonosdamoscontadele.Geramosmaismedoquandoagimospormedo. Encontramosaverdadeiraliberdadequandoousamosfazerascoisasquemaistememos.Dêum saltoemvezderecuarevocêencontraráavidaemvezdeperdê-la.Àsvezes,viveroqueseconsidera umavidasegura,toda“protegida”pornossosmedos,preocupaçõeseansiedades,éacoisamaisperigosa quepodemosfazer.Nãofaçadomedoumapartepermanentedasuavida:ofatodesedesapegardo medo,oupelomenos deviver omais plenamentepossível apesar desentir medo,surpreendentee paradoxalmentelevarávocêaumestadodemaiorsegurança.Vocêseentregarácommaisliberdadeao

amor,falarácommaisespontaneidadeeserelacionarácommaisconfiançaeafeto.

Quandotomamosadecisãodenosdesapegardomedo,encontramosumanovavida.Essencialmente,

abdicardomedoéabrir-separaoamor.NaspalavrasdeHelenKeller,amulherquesuperouotremendo

desafiodacegueiraedasurdez:“Ouavidaéumaaventuraarrojadaounãoénada.”Seconseguirmos

aprenderessasliçõesdomedo,poderemoslevaravidacomumasensaçãodeêxtaseemilagre.

NONOCAPÍTULO

Aliçãodaraiva

EmumhospitaldoMeio-Oeste,umaenfermeiranasaladeemergênciarecebeuumavisoinformando quecincopessoasestavamseguindoparalá.Asituação,quejáestavatensa,ficouaindamaiscomplicada quandoelasoubequeumdosferidoseraoseumarido.Osoutrospertenciamaumafamíliaqueelanão conhecia.Apesardeosmédicoseosenfermeirosteremfeitotodoopossívelparasalvá-las,ascinco pessoasmorreram. Oqueasmatou?Umprédioquedesabou?Umacidentedeônibus?Umassaltoàmãoarmada?Um incêndio? Nadadisso.Foiaraivaqueasmatou.Umcarrovinhatentandoultrapassarumoutroemumaestrada estreita.Nenhumdosmotoristasdavapassagemaooutro.Ladoalado,elesavançaramemdisparada, disputandoaprimeiraposição,alimentadospelaraiva.Osdoissóviramoterceirocarroquevinhana direçãoopostaquandojáeratardedemais. Omaridodaenfermeiraeraumdosmotoristasdominadospelaraiva. Osdoishomensquecompetiamnaultrapassagemnuncatinhamsevistoantes.Nãohavianenhum motivoparaquetivessemraivaumdooutro,masforamdominadospelafúriaapenasporqueumqueria ultrapassarooutro. Três famílias foram devastadas por esse trágico acidente causado pela raiva, que algumas autoridadesacreditamserhojeemdiaacausaprincipaldosacidentesnasestradasnorte-americanas. Todosnósjávivemossituaçõesparecidas,emquesentimosmuitaraiva,masporsortepoucosde nós sofremos consequências tão extremas. O sentimento de raiva ante determinadas situações é inevitável,masprecisamosaprenderaexpressá-ladeumamaneirasaudávelparapodercontrolá-laantes queelanosdomine. Araiva é uma emoção natural que no estado normal deveria levar alguns segundos para se exteriorizar.Porexemplo,sealguémfuraafiladocinemaemqueestamos,énaturalquefiquemoscom raivadapessoa.Sereconhecêssemosanossaraivaeprocurássemosexpressarnossadiscordânciade umaformafirmeetranquila,provavelmentearaivapassariaeficaríamosbem.Osproblemassurgem quandoexplodimos,manifestandoanossaraivadeumamaneirainadequada,ouquandoareprimimos, deixandoqueseacumule. Araivareprimidanãoevaporasimplesmente;elasetransformaemumaquestãoinacabada.Se deixamosdelidarcomopoucoderaivaqueváriassituaçõessuscitam,araivavaicrescendoatéexplodir nolugarerradoeporumarazãodesproporcionalàqueacausou.Aquelesdoismotoristasestavamtão saturados de raiva antiga que, quando se encontraram, ela explodiu. Empoucos segundos os dois estouraramcomovulcões. Notamosquetemosraivaacumuladaquando,apesardeaspessoasquenosmagoaramassumirema responsabilidade por suas ações e se desculparem, não conseguimos perdoá-las. Se apesar das desculpas,continuamoscomraiva,trata-sedeumsentimentoantigo.Eelepodeviràtonarepetidamente, demaneirasdiferenteseinesperadas. Muitaspessoasforamcriadasemfamíliasemquequalquermanifestaçãoderaivaeracensurada. Outrasvêmdefamíliasnasquaisatémesmoosproblemasmaiscorriqueirosprovocavamexplosõesde raiva.Édifícilencontraralguémquesaibalidarcomequilíbriocomessaemoçãonaturalqueéaraiva. Emvezdepararmosparareconhecerqueestamoscomraivaeescolherlivrementeoquefazercomela, nósacensuramos,anegamos,ouamanifestamosondenãodevemosedeformainadequada.Éimportante saber:araivaéumareaçãonormal,quepodesermuitoútilnolugarenahoracerta,enaproporção

adequada. Estudosdemonstraramrepetidamentequeospacientesqueexpressamsuaraivavivemmaistempo. Nãosabemosseissosedeveaofatodeelesdesabafaremseussentimentosoudeexigiremmelhores cuidados,massabemosquearaivageraaçãoecontribuiparacontrolaromundoànossavolta.Ela tambémnosajudaaestabelecerlimitesapropriadosemnossavida.Desdequenãosejainadequada, violentaouabusiva,araivapodeserumareaçãoproveitosaesaudável. Refreararaivaéeliminarumdosimportantessistemasdeavisodocorpo.Araivanosadverteque estamossendoferidosouquenossasnecessidadesnãoestãosendoatendidas,enestesentidopodeser umareaçãonormalesaudáveldiantedemuitassituações.Poroutrolado,elapodeser,comoaculpa,um indíciodequealgonãoestáemsintoniacomasnossascrenças.Araivaocasional,externadaemreaçãoa situaçõesperniciosas,ésaudável.Aliás,qualquersentimentoénormal;oquefazemosoudeixamosde fazermovidospornossossentimentoséquecausaproblemas.Frequentementetemostantomedodanossa raivaeanegamoscomtalprofundidade,quedeixamosdeterconsciênciadela. Araivaéapenasisso:umsentimento.Umsentimentoquedeveservivenciadoenãojulgado.Gomo todosossentimentos,araivaéumaformadecomunicaçãoquenostrazumamensagem. Infelizmente, muitos de nós não ouvimos a mensagemda raiva. Comfrequência resistimos em identificá-la.Quandoperguntamosàspessoasqueestãocomraiva:“Oquevocêestásentindo?”elas começamaresponderdizendo:“Euacho…”Estaéumarespostaracionalaumaperguntaemocional.Ela vemdamenteenãodasnossasentranhas. Precisamosentraremcontatocomossentimentosemnossocorpo.Àsvezes,parasedaremcontado queestãosentindo,aspessoasfechamosolhosecolocamumadasmãossobreoestômago.Estesimples movimentoasajudaaentraremcontatocomosentimento,provavelmenteporqueeleserefletenocorpo. Estamostãoacostumadosaserdominadospelamentequeesquecemososnossossentimentoseonosso corpo.Reparecomomuitasvezesvocêcomeçaumafrasecom“Euacho”emvezdecom“Eusinto”.

Araivanosdizquedeixamosdelidarcomanossamágoa.Àmedidaqueacumulamosmágoasenão lidamoscomelas,araivacresce.Epodecrescerdetalformaquedáasensaçãodefazerpartedenós. Principiamosanosvercomopessoasmás.Araivatorna-separtedanossaidentidade.Precisamosfazer todoumtrabalhoparadescobrir aorigemdetantaraivaacumuladaparaliberá-laeretomar nosso verdadeiroeu. Alémdeficarcomraivadosoutros,ficamoscomraivadenósmesmosporcausadoquefizemosou deixamosdefazer.Ficamoscomraivaquandosentimosque,aotentaragradarosoutros,traímosanós mesmos e aos nossos sentimentos. Ficamos com raiva quando deixamos de atender as nossas necessidadesecarências.Ficamosmuitasvezescomraivadosoutrospornãodaremoqueachamosque merecemos,semnosdarmoscontadequeestamoscomraivadenósmesmosporquenãonosfizemos respeitarepornãoexigirmosnossosdireitos. Quandovoltamosaraivaparadentrodenós,elacomfrequênciaseexpressaatravésdesentimentos dedepressãoouculpa.Essaraivainternadistorceopassadoenossavisãodarealidadeatual,criandoos piores fantasmas. Se não reconhecermos e trabalharmos a raiva acumulada, ela prejudicará nosso relacionamentonãoapenascomosoutros,mastambémcomnósmesmos.

DK

Berry Berenson Perkins, mulher do falecido ator Anthony Perkins, é uma das mulheres mais atraentesqueconheço.Asuacombinaçãodegraça,estiloecalorhumanonosdeixaimediatamenteà

vontade.Noentanto,debaixodessaaparênciasuavehámuitador.Felizmente,elatemtidocoragemde enfrentararaivaquevivesobasuperfície.Elanãotinhafaladosobreissopublicamente,masquandoeu conteiqueestavaescrevendooutrolivro,Berrydeclarou:“Querocompartilharoqueeusintocomvocê porqueachoquepoderáajudaroutraspessoas.” Elafalou:“Cadapessoalidacomadordeumjeitodiferente.Omaisimportanteéfalararespeito delaedescobrirmaneirasdetrazeraraivaàtona.Muitaspessoasnosdizem‘Procuresuperar’ou ‘Controlesuaraiva’,maselasnãopassarampeloquepassamos.Comoviviaexperiência,estouem condiçõesdeafirmarquesuperaradorecontrolararaivaéumadascoisasmaisdifíceisquepodemos fazernavida. “DepoisqueTonymorreudeAIDS,tivequemeesforçarparaentenderqueeusentiamuitaraivae precisavaaprenderalidarcomela.Sentiaraivaporquenãohavianinguémparameajudaraacabarde criarascrianças.Sentiaraivaporqueeutinhaqueenfrentarascoisassozinha.Hojeperceboqueestava comraivadeTonyporternosdeixado.Maslevoutempoparaeuidentificarasrazõesdaminharaiva.Eu percebiaapenasqueestavacomraivaenãosabiaporquê. “Compreendiqueeudescarregavaaraivanosoutroseemmimmesma.Umdiaesperomelivrar delacompletamente,masseiqueistoexigeumtrabalhoconstante.TenhoescritomuitascartasparaTony, falandodomeuressentimentoedaminharaiva.Éumaformadedesabafarededirecionararaivaparaa pessoaqueacausou. “Tambémdescobricomoéimportantelembrartudooqueapessoatinhadebomeoamorque sentimosporelaparapoderequilibrararaiva.DepoisqueTonymorreu,fiquei abaladaeconfusa. Reprimiaraiva,eelasetransformouemdepressão.Euoamavamuitoenãoqueriaculpá-lodenada, masédifícilevitarisso. “Aprendi muitas lições sobre a raiva. Descobri que eu nunca entrava em contato com esse sentimento.Quasetodososcasaissentemraivaumdooutrodevezemquando.Masnósevitávamosas discussõescoléricasporqueascensurávamos.Nãoqueríamosdizercoisasdesagradáveisquepudessem magoarooutroeporissoengolíamosmuitosressentimentos.Contornávamososassuntosquecausavam raivasemnosdarcontadequeelaseacumulavadentrodenós.Masédifícilperdoarquandovocênão aceitaqueestácomraivaeprocuralidarcomela.Hojetenhocertezadeumacoisa:quantomaisraiva conseguimos reconhecer emnós, mais somos capazes de lidar bemcomela, de perdoar e sermos perdoados.”

Omedoinconscientetambémpodesetransformaremraiva.Quandonãoestamosemcontatocomos nossosmedos,elesmuitasvezesevoluemparaaraiva. Estamosmaisacostumadosalidarcomaraivadoquecomomedo.Émaisfácildizerparaonosso parceiro“Estoucomraivadevocê”doquedizer“Tenhomedodequevocêváembora”.Émaisfácil sentirraivadascoisasquedãoerradodoqueadmitir“Tenhomedodenãoserbastantecompetente”. Háalgunsmeses,Andrewmarcouumencontroemumbarcomanamorada,Melanie.Mascomo existemvários bares espalhados pela cidade, eles acabaramindo para lugares diferentes. Andrew esperouporMelaniedurantetrintaouquarentaminutos,deixouumrecadonasecretáriaeletrônicadelae voltou para o apartamento onde morava. “Imaginei que devia ter havido ummal-entendido e que voltaríamosanosencontrar”,explicouele.“Melaniereagiudeformadiferenteeficoucommuitaraiva de mim. Ela insinuouque eudeliberadamente a deixara esperando e disse que estava desapontada comigo,queeunãoeraumapessoaconfiável.” O que para Andrew fora apenas uma simples confusão, para Melanie tinha sido uma enorme decepçãoqueindicavaqueelanãopodiaconfiarnonamoradoeelecertamenteadesapontariadenovo. Sua raiva desproporcional era possivelmente remanescente de medos e mágoas antigas. Ela não conseguiuenxergararealidadecomorealmenteera.

Pornãoestaremcontatocomomedoportrásdaraiva,MelaniefezdeAndrewovilãodahistória.

Infelizmente,elasódeuoprimeiropasso:ficoucomraiva.Todosnóssomoscapazesdefazeromesmo:

“Estouzangadaporquevocênãoapareceu”,“Estouzangadoporquevocêseatrasou”,“Estouzangada porquevocênãofezumbomtrabalho”,“Estouzangadopor causadoquevocêdisse”.Precisamos aprenderadarosegundopasso:examinaranósmesmosparaexploraromedoqueestáocultoportrásda raiva.Eisalgumaspistasparavocêdescobriroquepoderealmenteestaracontecendo:

Araiva:estouzangadaporquevocênãoapareceu.

Omedooculto:quandovocênãoaparece,tenhomedodequevocêestejameabandonando.

Araiva:estouzangadoporquevocêestáatrasada.

Omedooculto:nãosoutãoimportanteparavocêquantooseutrabalho.Araiva:estouzangadoporquevocêestáatrasada. Araiva:estouzangadaporquevocênãofezumbomtrabalho.

Araiva:estouzangadaporquevocênãofezumbomtrabalho.Omedooculto:estoucommedodequevocêsejadespedido.

Omedooculto:estoucommedodequevocêsejadespedido.Araiva:estouzangadaporquevocênãofezumbomtrabalho. Araiva:estouzangadoporcausadoquevocêdisse.

Araiva:estouzangadoporcausadoquevocêdisse.Omedooculto:estoucommedodequevocêsejadespedido. Omedooculto:estoucommedodequevocênãomeamemais.

Omedooculto:estoucommedodequevocênãomeamemais.Araiva:estouzangadoporcausadoquevocêdisse.

Émaisfácilficarremoendoaraivadoqueadmitirquesetratademedo,masissosóagravao problema. Ninguémreage bema manifestações de raiva. Gritar oudirigir-se a alguémcomraiva raramenteconvenceaspessoasdequeestãoerradas.Vocêjáconvenceualguémgritandoseusargumentos comraiva?Vocêpodeintimidar,masduvidoqueconvença. Mesmoquandonossasreclamaçõessãoválidas,elaspodemserinvalidadaspeloexcessoderaiva. Porexemplo,lembrarconstantementeaumacolegadetrabalhoqueelaestáatrasadanãovaimelhorara situação.Masse,emvezdefazerumacobrançairritada,vocêdisser:“Estamoscheiosdetrabalho;estou commedodenãoconseguirterminartudoatempo.Precisodasuaajuda”,elaterámaischancede entenderoseumedosemficarofendidacomasuaraiva.

Éprecisomuitaenergiapararefreararaiva,enoentantotodostrazemosconoscoumadorantiga

quenosfazsofrer.DaphneRoseKingma,terapeutaeescritora,organizouumseminárioparapessoasque

estavamlidandocomofimdeumrelacionamento.Elacontou:“Sempremelembrareidaquelamulher

extraordináriaeatormentada.Elapareciaterquaseoitentaanos.Pensei:‘Oqueestamulherestáfazendo

aqui?Serápossívelqueelaestejaterminandoumrelacionamento?’Cadapessoanasalacontouasua

história:porqueestouaqui,quemmeabandonou,oqueestoutentandosuperar,comotudoterminou.

Quandochegouavezdessamulher,eladisse:‘Termineiomeurelacionamentocomomeumaridohá

quarentaanosefiqueitãoressentidaecomtantaraivaquepasseiosúltimosquarentaanossendouma

pessoaressentidaeamarga.Eumequeixavadomeuex-maridoparaosmeusfilhos,eumequeixavapara

todomundo.Nuncamaisconfieiemnenhumhomem.Nãoconseguipermaneceremoutrorelacionamento

pormaisdetrêssemanassemquealgumacontecimentoquemelembrassedaquelecovardecomquemfui

casadaviesseàtona.Nuncaconseguisuperaroproblema.Eagoraestoumorrendo,tenhoumadoença

terminaleapenaspoucosmesesdevida.Nãoquerolevartodaessaraivaparaaminhasepultura.Sinto

umaenormetristezaportervividotodoessetemposemamardenovo.Éporissoqueestouaqui.Não

conseguiviverempaz,masqueromorrerempaz.’”

Daphneacrescentou:“Sealguémestiverseperguntandosetemacoragemouaforçaparaumdia

conseguirsuperararaiva,aconselhoalembrar-sedessamulher;elaéumagrandeetrágicaprofessora.”

Anossa sociedade considera a raiva perniciosa e errada, de modo que não temos maneiras saudáveisdeexterná-la.Dizeraalguémqueestamoscomraivaprovocaemgeralumareaçãodecensura erejeição.Porissonósaacumulamos,negamosourefreamos.Quasetodosaguardamosdentrodenós atéquefinalmenteexplodimos.Noentantoseriamaissimplesdizeràpessoacomquemvocêconvive:

“Estoucomraivaporcausadepequenascoisasquemeirritamoumefrustramenãogostodesentirisso

porquegostodevocê.Vamosverjuntosoquepodemosfazerparaevitaressassituações.”Sefizermos

assim,seremoscapazesdefalarsobreanossaraivaemvezdeexplodiragredindoalguém,semnenhum

resultadopositivo.Éimpressionanteverumapessoagentileagradável,quenuncapareceseaborrecer,

explodireenumerarasvintecoisasqueooutrofezoudeixoudefazernosúltimosmesesequeadeixou

comraiva.

Verifiqueiqueamorteproduzumaenormequantidadederaivanaspessoasenvolvidas.Paraondea equipedohospitallevaaraivaquesente?Eafamíliadospacientes?Seriamaravilhososeoshospitais tivessemumasalaondepudéssemosgritarbemalto,apenasparaextravasar.Nãoseriamagníficose tivéssemosumlugarseguroondepudéssemosexternaranossaraiva?Comonãobotamosaraivapara fora, como não conversamos sobre ela, acabamos agredindo alguém às vezes por motivos desproporcionaisànossamanifestação.Epagamosumaltopreçoporisso.Ninguémgostadeficarperto deumapessoaqueexplodeeagridepelomenormotivo.Apessoaqueestásemprezangada,amargae mal-humoradafrequentementeésolitária. O problema é que vivemos numa cultura que hipocritamente nega e censura os chamados “sentimentosnegativos”.Cria-seumafalsamentalidadedequepessoasboas,amorosaseespiritualizadas nunca sentemraiva. E uma mentira e uma perversidade, porque obriga as pessoas a negaremos sentimentosabsolutamentenormaisqueexperimentam.Voltoadizer:oquefazemoscomaraiva-aforma de expressá-la - é que pode ter efeitos negativos. E importante ajudar as crianças desde cedo a reconheceremeaceitaremsuaraivacomnaturalidade,porquesóassimaprenderãoalidarcomelaea usá-lapositivamenteemsuasreivindicaçõesequeixas.Éclaroqueéprecisoimpedirasmanifestações violentasderaiva,masnãodecensurarosentimento.Omesmoseaplicaaosadultos. Umamulhermecontouquenumasessãodeterapiaqueixou-sedomaridoedisseestarcommuita raivadele.Oterapeutaofereceu-lheumbastãoepropôsqueelabatesseemalmofadasespalhadaspelo chão.Aprincípioelarecusou,dizendoquejábastavaaviolênciadomarido,masoterapeutainsistiu.Ela medisse:“Fiqueiprofundamenteimpressionadacomoqueaconteceu.Derepente,saiudemimuma energiainsuspeitada,eeubatianasalmofadascomumaviolênciatalquepenseiquefossedestroçá-las. Assustei-meaoconstatarquantaraivareprimidaestavanomeucorpoecomoaquilodeviaestarme envenenando.Ofatoéque,quandoacabou,euestavaexausta,masmuitomaisleveealiviada.Mais tarde,pudeconversarcommeumaridocomcalmaefirmeza,pudeatétomarcontatocomoamorque, apesardetudo,sintoporele.” Extravasararaivagritandonumapraiadeserta,batendoospésouasmãoscontraocolchãodacama podesermuitobenéfico.Frequentementeaspessoasquefazemissocomentamquebotararaivaparafora dessamaneiradáumasensaçãodealíviomaravilhosa.Muitassedãocontadequeantestinhammedode expressarassimsuaraiva,temendoqueDeusascastigasse,masdepoisdeagirdessaformasentem-se maispertodeDeusdoquenunca.Certamulherdeclarouoseguinte:“CompreendiqueomeuDeuseraum Paiamorosocapazdelidarcomaminharaivaedemeajudaraadministrá-la.” Umacomissáriadebordomecontouahistóriadopaiquemorreraacidentalmenteaolimparaarma. Elatinhatentadointensamenteseconformarcomamortedopai,masnãoconseguiaaceitá-laporqueera muitoligadaaele.Umdia,emcasa,elaestavapensandonamortedopai,quandocomeçouumterrível temporal.Movidaporumimpulsointerior,elacorreuparaoquintale,debaixodachuvaedobarulho, gritouemdireçãoaocéu,bradandotodaasuaraiva.Eladissequealgonatempestadeaajudouaentrar

emcontatocomaraivaeexpressá-la.Depoisdepassaralgunsminutosgritandoelevantandoopunho

cerradoparaocéu,elasedeixoucairdejoelhosechorou.Aí,pelaprimeiravezemanos,elafinalmente

sesentiuempaz.

EKR

Depoisdosmeusderrames,euconseguiaaceitartantoaideiademorrerquantoademerecuperar.

Mas,emvezdisso,tivequeenfrentarofatodequeestavaincapacitada,comoladoesquerdoparalisado,

semqualquermelhora.Eracomoumaviãoparadonapista:euqueriaqueeledecolasseouvoltassepara

ohangar.Noentanto,tudoqueeupodiafazereraficarsentada.Eusentiamuitaraivadetudoedetodos.

SentiaatéraivadeDeus,eochameidospioresnomespossíveis-enenhumraiomeatingiu.Nodecorrer

dosanos,muitaspessoasmedisseramoquantosesentiramajudadasquandomeouviamdescreveros

estágiospelosquaistodospassamanteaperdadeumentequerido,earaivaéumdeles.Noentanto,

perceboquemuitaspessoassumiramdaminhavidaquandomeviramexternandoaraivapelaperdaque

sofri.Elasapreciaramosestágiosqueeudescrevo,masnãoaceitaramofatodeeuestarvivendoum

deles.Masaquelesquepermaneceramcomigopermitiramqueeufosseeumesma,semmejulgarou

condenarminharaiva,oqueajudouadissipá-la.

Sempreensineiqueéprecisodeixarospacientesexpressaremsuaraivaeajudá-losparaqueelesse

sintamlivresparafazê-lo.Quandoeuestavanohospital,depoisdoprimeiroderrame,umaenfermeirase

sentousobreomeucotovelo.Aogritardedor,deiinstintivamenteumempurrãonela.Porcausadisso,

escreveramnaminhafichaqueeueraagressiva.Esteéumfatotípiconomundodamedicina:rotulamos

negativamenteospacientesporteremreaçõesnormais.

Estamosaquiparaficarcuradosecresceraprendendoalidarcomossentimentos.Osbebêseas criançaspequenastêmossentimentosenãoseapegamaeles.Choramedaíapoucoestãorindo,sentem raivaeelapassa.Aspessoasqueestãoparamorrerfrequentementecomeçamaseparecercomas crianças que umdia foram. Elas dizemcomnaturalidade “estoucommedo” e “estoucomraiva”. Podemos aprender comelas a ser mais sinceros e expressar a raiva que sentimos da forma mais adequadaeprodutiva.Fechandoestecapítulo,façoquestãoderepetir:araivaéumsentimentonatural quepassa,enãoummododeserpermanente.

DÉCIMOCAPÍTULO

Aliçãododivertimento

DK

CertodiafuiaohospitalfazerumavisitaaLorraine,umasenhoradesetentaenoveanos.Ela acabaradeserdiagnosticadacomlinfoma.Seucabeloerabranco,elausavapulseiraseestavasentadana camaconversandocomosparentes. Apesardasombriaperspectiva,haviaumclimadealegria.Eumeapresenteiepergunteisepoderia voltarquandoelanãoestivesseocupada.“Claro,adorovisitas”,Lorrainerespondeucomumsorriso.Ao sair, eu me perguntei se ela saberia exatamente por que eu estava indo vê-la. Mas ela estava perfeitamenteconscientedarealidade:elatinhaumcâncergravíssimo. Quandovolteinodiaseguinte,encontreiLorrainecomorádioligadoedançandocomoentusiasmo de uma menina de dezessete anos. Enquanto a observava, me veio à mente umclichê que naquele momentomepareceuextremamenteverdadeiro:elaestavadançandocomoseoamanhãnãoexistisse. Lorraineolhouparamimenquantoseagitavaaosomdamúsica.Sorrieperguntei:“Oquevocêestá dançando?”Semparar,elarespondeu:“Owatusi.”Eumeespantei:“Eporqueestáfazendoisso?”A respostafoiimediata:“Porqueeuposso!” Elaestavacerta:queremosnosdivertirporquepodemos.Noentanto,quantasvezesreprimimosesse desejo.Porsorte,Lorrainesabiacomosedivertir,mesmonapresençadeumadoençagrave.

Observarosqueestãomorrendofazcomqueanecessidadededivertimentosejaperfeitamente clara.Quandoescutamosaconversadelescomseusentesqueridos,ficaóbvioqueasocasiõesque compartilharamnosmomentosdelazersãoasqueimportamnofimdavida.Elesdizem:“Vocêselembra denossasidasàpraia?”e“Vocêselembradospiqueniquesquefazíamosduranteasférias?”.Ese entregamareminiscênciasdosmomentosdepurolazerediversão. Talvezalgunsseperguntem:“Porqueodivertimentoéumalição?”Arespostapodeserencontrada noarrependimentoexpressopormuitaspessoasnoleitodemorte.Quandoelaspensamnavidaque passou,acoisadequemaissearrependemé:“Eugostariadenãoterlevadoavidatãoasério.” Durantetodososanosemqueacompanhamospacientesqueestãoàbeiradamorte,nuncaouvimos umaúnicapessoadizer:“Seaomenoseupudessetertrabalhadomaisumdiaporsemana”ou“Sea jornadadetrabalhotivessesidodenovehorasemvezdeoito,aminhavidateriasidomuitomaisfeliz”. Aspessoasrelembramosucessonotrabalhoeoutrasrealizaçõescomumsentimentodeorgulho,mas compreendemqueavidaeramais doqueisso.Elas descobremque,seoêxitoprofissional nãoé equilibradoporumavidapessoaldequalidade,otrabalhoparecevazio.Comfrequênciapercebemque trabalharamarduamente,masquenãoviveramrealmente.Umavidasódetrabalhotornaaspessoas desinteressantes.Faztambémcomqueavidasejamonótonaedesequilibrada. Estamos aqui para nos divertir e brincar - a vida inteira. O divertimento não é apenas um passatempoparacrianças,eleéanossaforçavital.Brincarmantémocoraçãojovem,inserepaixãono trabalhoeajudaosrelacionamentosaflorescer. Adiversãorejuvenesce.Divertir-seéviveravidaemsuaplenitude. Infelizmente,emgeral nãosedátantaimportânciaàdiversão.Éclaroqueotrabalhotambém precisaserpriorizado,pois,alémdeserumaformaderealização,garanteonossosustentoeoda

família.Noentanto,essaprimaziafoilevadalongedemais.Umnúmeroexcessivodepessoassentea necessidadedesesperadadeseremconstantementeprodutivas,bem-sucedidasesempreempreendedoras. Essageraçãosabecomofazer,masnemsempresabecomoser. Epossívelqueumapessoaprecisedobraroexpedienteparaconseguirpagarahipotecadacasae colocarcomidanamesadafamília.Sevocêrealmenteprecisaterdoisempregosoufazerhorasextras paraequilibraroseuorçamento,nãotemalternativa. Mastalvezvocêestejatrabalhandoatétardeenosfinsdesemanaapenasparasesentirvalorizado diantedosoutros.Seessasituaçãofortemporária,podevalerapena.Masseessavaiserasuavida,se vocênuncavaiternoitesoufinsdesemanadefolga,ébomseperguntarsevaleapena. Muitaspessoassãosimplesmenteviciadasemtrabalho,semterconsciênciadomotivoqueaslevaa querer progredir tanto. Quando saem para se distrair, vão a um evento que proporcione boas oportunidadesdefazercontatosemvezdeaumareuniãocujafinalidadesejaapenasdivertir-se.Osfins desemanasetransformamem“umperíodoparapôremdiaotrabalhoeavançar”.Quandotentamse divertirnosfinsdesemana,nãoconseguemescapardoincômodosentimentodequeestãoperdendo tempo.Acabamnãosabendodivertir-se. Muitas vezes, para progredir, deixamos para trás as pessoas que amamos. Justificamos esse abandonodizendoquequeremoslhesdarmaisconforto,desconhecendoqueoqueelasmaisdesejaméa nossapresença. Participeideumafestanumaempresaemquehaviamuitasbolasdegássubindoatéotetodassalas edoscorredores.Observeiaspessoasquetrabalhavamnacompanhiabrincandocomasbolasenquanto caminhavam,dandopiparotesnelas,puxando-asparabaixoevendo-assubirdenovo,amarrando-asno dedo.Faziamissodiscretamente,quandoachavamqueninguémasolhava,masverifiquei queessas pessoasaltamenteprodutivasestavamansiosasparabrincar.Penseinaquelemomentoquenósadultos somoscriançassembolasque,apesardeteremesquecidocomoébrincaresedivertir,guardamdentro desiestedesejo.

Odivertimentoéaalegriainteriorexpressaexternamente.Adiversãotornatodosasaspectosda vidamaissignificativoseagradáveis.Otrabalhoficamaisaprazível,osrelacionamentosmelhoram.O divertimentonosfazsentirmaisjovens,maispositivos.Brincaréumprocessonaturaleinstintivo,basta observarqueéumadasprimeirascoisasqueascriançasaprendemafazer. Não é triste constatar que umnúmero tão grande de vidas contenha tão pouco tempo de puro divertimento?Semprequeaspessoasdisseremqueestãoexaustasporcausadotrabalho,pergunteoque elasrealmentegostamdefazer.Selhedisseremquegostamdeiraocinema,pergunte:“Quandofoia últimavezquevocêassistiuaumfilme?”Geralmenteelasrespondem:“Háunsdoismeses.”Deixarde fazeroquevocêgostaéumconviteàexaustão. Odivertimentotambémnosajudafisicamente.Muitosestudoscientíficosrevelaramqueorisoea diversãoreduzemoestresseeliberamnocorposubstânciaschamadasendorfinasquesãoquimicamente semelhantesàmorfina.Talvezsejadevidoaessesanalgésicosnaturaisquenossentimosmelhordepois derirebrincar;eleslevantamoânimoeconferemumaeuforianaturalànossavida. Useorisoeosorrisoomaisquepuder.Possolhesgarantir,apartirdaminhaprópriaexperiência:

atémesmoquandolidamoscomumassuntosériocomoamorte,ohumortemseulugar.

EKR

Umaaulaacadêmicasobreamorteeomorrerparaestudantesdasáreasdepsicologiaemedicina

foiabertaaopúblico.Oprofessorficousurpresoaoconstatarqueumapessoaqueestavaparamorrerse

inscreveranaaula.Preocupadocomaprivacidadedessamulherquetinhaumadoençaterminal,elenão

revelouoestadodelaaorestodaturma.Maistarde,elelhedisse:“Oquemaismepreocupavaeraa

possibilidadedealguémfazerumapiadaarespeitodamorteoutratá-ladeummodoleviano.Euseique

aquestãoparavocêérealenãoapenasumexercíciointelectual.”

Amulherretrucou:“Avidaparamimsempreficoumaisfácilporquetenhoumtalentoespecialpara

dizerpiadasebrincar.Orisoéumadascoisasquemeajudamapassarpeloqueestoupassando.Eunão

teriameimportadoamínimaseosseusalunostivessemfeitopiadas.Naverdade,oquemaismeofendeé

alguémevitaroassunto,ouprocurarnãodizeraspalavrasmorteoucâncer.Prefiromilvezesbrincara

respeitodaquestão,porqueorisoémuitomaisdivertidodoqueopavoremaisrealdoqueanegação.

DK

JacobGlassescreveedápalestrassobreprincípiosespirituais.Certatarde,converseicomeste

velhoamigoemumbar.Elemecontouquefrequentementecostumacomeçaraliodia,lendo,desfrutando

seucaféebatendopapocomosamigos.Elemoraemumlugarsimples,quesatisfazmuitobemassuas

necessidades.

Enquantoconversávamosarespeitodosseuslivrosepalestras,insistiqueeleescrevessemaise

fizessemaisapresentações,explicandocomoelepoderiaexpandirasuaprogramaçãodetrabalho.

“Edepois?”,eleperguntou.Respondiprontamente:“Depoisvocêpoderiadarmaispalestraspor

semana,ganharumbomdinheiroeumdiaseaposentar.”Elesorriu:“Eaíeutereitempoparamesentar

nobar,relaxareler?”Concordei:“Claro,vocêpoderiafazerqualquercoisaquequisesse.”Jacobfalou

lentamente:“Maseupossorelaxaragora.Eutenhodiaslivres,tenhotempoparaaproveitaravida,

passear,iraoteatro,fazerlongasrefeiçõesnahoradoalmoço.Porqueeudeveriaconcentraromeu

tempoemserprodutivoparaumdiapoderdesfrutaravida?Euaestouaproveitandoagora.”

Foiumaliçãoetantoquerecebidele.Emedeicontadequeenquantoeudeveriaestarrelaxado,

tomandoomeucafé,tinhacaídonaarmadilhadepensarnaprodutividade,enfatizandootrabalhoem

detrimentodadiversão.

Otrabalhoeodivertimentonãoprecisamseratividadescompletamenteseparadas.Ébomdescobrir aalegrianotrabalho.Sentir prazer nastarefascotidianasnosajudaapassar pelodiaepelavida. Infelizmente,éfrequentepensarmosexclusivamentenosnossasmetaseficarmosinfelizesquandonão atingimoscadaumdosnossosobjetivos. Nofinaldeumademinhaspalestras,umhomemperguntou:“Quetalestaideia?Emvezdetrabalhar sábadoodiainteiroenãotertempoparaaminhamulher,eulevoomeulaptopparaojardimetrabalho durantequatrooucincohorasaoladodela.Dessamaneirapodemosestarjuntos.Eassimqueeuprocuro conciliarotrabalhocomodivertimento.” Amulherdessehomempossivelmentediriaqueelenãoestásedivertindomuito.Elaprovavelmente sesentemaisoumenosnegligenciada.Semdúvida,eleestáaoladodoseucorpo,masondeestarãoa menteeocoraçãodele?Noquintaloupreparandoaagendadareuniãodesegunda-feira?Aquelehomem nãoestásedivertindo.Simplesmentedesenvolveseutrabalhoemumambientediferente. Oonipresentecelulartransformougrandepartedosmomentosdediversãoemocasiõesdetrabalho. Conversamossobreotrabalhoenquantocomemosnosrestaurantes.Oviva-voznospermitetrabalhar

enquantodirigimos,eabelezadapaisagemouoconvíviocomosqueestãonocarroficamperdidos.As pessoas fazemsuas caminhadas matinais comumtelefone coladonoouvido.Sabemos que algumas pessoasrecebemtelefonemasnocinema,desrespeitandoinclusivequemestáaoseulado.Umamulherfoi ouvidafalandoaocelularduranteotrabalhodeparto. Algunsatéprocuramdarumjeitodetransformarhobbieseatividadesdivertidasemtrabalho.Certa noite, uma mulher que estava se recuperando de umcâncer descrevia para o marido como estava assoberbadacomassuasobrigaçõesnaorganizaçãodoshowanualdesuaigreja.Cansadaeesgotada, elapensounoquetinhaprometidoasimesmaquandoestavadoente. “Acheiquemeenvolvercomoshowseriadivertido”,disseela,“masagoraestoutrabalhando demais,estoudirigindotudo.Acordonomeiodanoitepensandonasminhasobrigações.Quandoachei quetinhapoucotempodevida,prometiamimmesmaqueiriamedivertirmaissemerestabelecesse. Bem,oqueestoufazendonãoédivertimento,étrabalho.Seocâncervoltar,nãopodereidizerque realmenteaproveiteiotempoadicionalquerecebi.” Nósnosesquecemosdenosdivertirquandolevamosavidaexcessivamenteasério.Precisamoster semprepresenteaalegriadaépocaemquebrincávamossemqualquercompromisso.Umaépocaemque éramoscapazesdenosdivertirsemnossentirculpadosdepois.Masaideiadeviverparanosdivertiré encaradacomdesconfiança.Ouvimosdesdecedo,emtomdeelogio:“Aquelaéumapessoaséria!”, referindo-seaalguémquesededicaquasequeexclusivamenteaotrabalho.Olhamoscomumcerto desprezoparaaquelesqueoptamporvivernumpadrãomaissimplesededicamumaboapartedeseu tempoaolazereàdiversão. Quasetodomundojáouviuaexpressão“primeiroaobrigação,depoisadiversão”.Precisamos escapar das armadilhas colocadas pela cultura em que fomos criados: sentir culpa quando nos divertimos,acharqueadiversãoeolazerficamparamaistarde,“depoisqueprogredirmos”,considerar odivertimentoumaperdadetempo.Umaamigaeditoracontaque,apesardeserfervorosaamanteda leitura,atéhojeconstataalgumaresistênciaquandovailerlivrosquelhedãomuitoprazer,masnãotêm relaçãodiretacomseutrabalho.Elaidentificaaorigemdessaresistência:“Gostodelerdesdequeme conheçoporgente.Mastodavezqueminhamãemeencontravalendo,elamecensuravadizendoqueeu estava perdendo o tempo precioso que devia dedicar aos meus estudos.” Felizmente, a resistência condicionadapelacensuradamãenãoaimpededesedeleitarcomoslivrosquedevora. Muitosdenósfomoscriadosemfamíliasnasquaissistematicamentenosperguntavam:“Oquevocê fezhoje?” Como resposta, tínhamos que enumerar todas as nossas realizações para provar que éramos produtivosenãotínhamosdesperdiçadoonossotempo.Mesmohoje,depoisdeadultos,nósnossentimos muitomaisàvontadedescrevendoastarefasquerealizamosdoquedizendoquefizemosalgumacoisa porpuroprazer.RonnieKaye,umasobreviventedocâncer,contaquetevequeaprendera“confessar” paraosoutrosquetinhapassadoatardeouvindoBeethoven.Eladiz:“Tivequeaprenderadizercom orgulhoquepasseiatardeinteiraescutandoaSextasinfoniadeBeethovenporqueissomeproporciona umagrandealegria.Cultiveiamigosquecompreendemaimportânciadaalegriaequeficamfelizes quandolhescontoqueouvimúsica.Houveumaépocaemqueeuteriamesentidosemgraçapornãoter feitocentenasdeoutrascoisas.Hojepercebocomoamúsicaéimportanteparamim.” Muitosseparecemcomosfuncionáriosdoescritórioquebrincavamcomasbolasdeaniversário.A necessidadedediversãoficatãoreprimidaqueelaaparecesobaformadeaventurasamorosas,usode drogas,comerouconsumircompulsivamente.Estasnãosãoformassaudáveisdediversão,sãoformas perversasdesabotaranossavida.

Podemos brincar de novo, independentemente da nossa idade, seja qual for a nossa situação. Podemossemprereencontraranossacapacidadededivertimentoporqueelaestáotempotododentrode

nós.

As crianças sabembrincar.Naescola,elas têmorecreioporquetodomundoconcordaqueo trabalhoescolarprecisaserequilibradocomadiversão.Omesmoéverdadecomrelaçãoaosadultos. Porquenãodeveríamosfazerpausasemnossodiaparabrincar? Comeceredescobrindoovalordadiversãoedosperíodosdediversão,edepoisosdêdepresentea simesmo,aindaquesejaprecisonoinício“seforçar”asedivertir.Aquelesquenãoproporcionamasi mesmosperíodosdediversãodequalidadevãosetornandopessoasamargas,sisudas,desinteressantese ressentidas.Divirta-seagoraoupagueumaltopreçomaistarde. Existemmilhõesdemaneirasdereintroduziradiversãonasuavida.Emvezdeconferirascotações dabolsaassimqueacordar,leiaosquadrinhosdojornal.Váassistiraumfilmeboboeengraçado, compre uma roupa extravagante, coloque flores em sua casa, dance sozinho. Se a sua vida for conservadora, use roupas íntimas provocantes. Habitue-se a aceitar os convites, a ter mais espontaneidade. Qualquer coisa pode ser divertida, mas tome cuidado: os divertimentos também podem se transformar emexercícios de produtividade.Se você costuma caminhar porque realmente aprecia a atividade,trata-sedediversão.Mas,sesuascaminhadasdiáriasfazemapenaspartedeumarotinaque vocêachaquedevecumprir,vocênãoestásedivertindo. Osesporteseosjogossãofontesmaravilhosasdedivertimento.Elestrazemàtonaacriançaque existedentrodenós,podemnosajudaraconstruiranossaidentidade,liberaroestresseenosrelacionar unscomosoutros,querestejamoscorrendoemumcampodefutebolouconcentrando-nosemumapartida dexadrez. Experimente convidar seus amigos para um jogo de Monopólio, por exemplo. Vocês ficarão surpresosaosedivertirtantoecomasrecordaçõesmaravilhosasqueessesjogosdespertam.Nãodispute qualquerpartidacomalguémquealeveasériodemais.Nãoédivertido.Avidatambémnãoédivertida quandoalevamosexcessivamenteasério.

DK

Aprendiumaliçãocomaminhaafilhada,quetinhanaépocaquatroanosdeidade.Euobservavaa pequenaEmmajogandocomaamigaJenny.Quandoestaúltimaestavaquaseganhando,Emmapulou excitadaeexclamou:“Oh,Jenny,tomaraquevocêganhe!” Emmanãosentiaavitóriacomoumfatordecisivonadiversão.Paraela,oprazerseencontravana própriaexperiênciadojogo.Estavafelizsemseimportarcomvitóriaouderrota.Todospoderíamos aprendermuitocomainocênciadeEmma. Ascomemoraçõesrepresentamumachanceexcelentedediversão.Nãoguardeaalegriaparadatas oficiais,celebreemcadaoportunidade.Celebreopôr-do-sol comumamigoquevemvisitar você. Celebreumaboarefeiçãousufruindoosabordosalimentos.Celebreoverãocomumacervejagelada,e oinvernocomumvinhotinto.Comemoreasexta-feira.Comemoreavida.Arrume-sebemsemnenhum motivo,tirealouçaboadoarmárioeuse-aemcasacomafamília.Nãohesitaríamosemprepararuma refeiçãoelaboradaparadesconhecidos,masfrequentementenosoferecemosapenasumalatadeatum,um abridordelatasealgumasfatiasdepão.Porfim,concedaalgumtempoparasimesmo.Quasetodos concordamqueprecisamospassarperíodosdequalidadecomaquelesqueamamos.Vocêtambémprecisa passarmomentosdequalidadeexclusivamenteseus.Nãosetratadaquelahoraemquenãoháninguémem casaporquetodomundosaiu,esimumperíodoquevocêescolheu,umtempoquevocêofereceavocêe

àsuafelicidade.Duranteesseperíodo,vocênãotemquefazerconcessõescomrelaçãoaofilmequevai

assistir,aoquevaicomereaoquevaifazer.Esteéoseumomento,aqueleemquevocêpodeestarcom

você,fazeroquequiser,quandoquiseredojeitoquequiser.

EKR

Joe,umhomemdenegóciosmuitobem-sucedido,conversoucomigoarespeitodasualutacomo linfoma.“Apareceuumgrandetumornomeupescoço.Procureiumcancerologistaqueimediatamente removeuotumor.Aseguircomeceiafazerquimioterapia.Deixeideserumtrabalhadorprodutivopara serumpacienteprodutivo,monitorandoexamesdelaboratório,tomandoosremédios,comparecendo religiosamenteàsconsultas.Eununcasoubequeumadoençapoderiadartantotrabalho. “Quandoeuestavafazendoumadasúltimassessõesdequimioterapia,penseinavoltaaotrabalho. Naquelemomentotiveumailuminação:medeicontadequetudoemminhavidaerafeitodeforma extremamente séria. Então, me perguntei: ‘Para quê? Afinal de contas, para que euacumulei tanta riqueza?Parafazermaisnegócios?Paraproduzirmais?’ “Comeceiapercebercomoaminhavidaeracinzentaevazia.Todomundoqueeuconheciatinha construídoavidacombasenosucesso.Eueraapenasoutrotijolonaparede.Decidiquenãoiriavoltar paraaquelavida. “Tomeiadecisãodereconstruiraminhavida,fazercoisascomosamigos,divertir-menovamente. Ir à praia e a concertos, observar as pessoas que passam, conversar de vez em quando com desconhecidosemvezdefechar-meparatodomundo.Eutinhaperdidograndepartedavida;erachegada ahoradedesfrutá-la.” Quando éramos crianças, cada experiência estava repleta de magia e possibilidades. Se conseguíssemosrecapturarumfragmentodesseantigosentimentoebrincarumpoucomais,poderíamos recobrarpartedanossainocênciaperdida.Mesmoqueocorpoenvelheça,podemospermanecerjovens no coração. Não podemos evitar envelhecer externamente, mas, se continuarmos a nos divertir, permaneceremosjovenspordentro.

DÉCIMOPRIMEIROCAPÍTULO

DK

Aliçãodaculpa

Háalgunsanos,SandraficouencantadaquandoSheila,suamelhoramiga,convidou-aparaserdama

dehonraemseucasamento.Nodia,Sandrafoiemseucarronovobuscaranoivaparalevá-laàigreja.

EstavachovendoeSandraestacionounagaragemabertadoprédiodeSheila.Adamadehonra

ajudouanoivaacarregarparaocarroasroupasqueiriatrocardepoisdacerimôniaeabagagemdalua-

de-mel.SandraestavaprestesasesentarnobancodomotoristaquandoSheiladisse:“Querodirigir.”

“Vocênãopodeirdirigindoparaseuprópriocasamento!”

“Porfavor”,insistiuSheila.“Issovaimedistraireevitarqueeufiquepensandoemummilhãode

coisas,inclusivequeosoldecidiunãocompareceraomeucasamento.”

Sandraconcordoueláseforamelas.Percorreramospoucosquilômetrosatéaigrejaenfrentando

umverdadeirotemporal.Derepente,ocarroderrapou,Sheilaperdeuocontroledadireção,ocarrobateu

emumposteeanoivamorreuinstantaneamente.Sandraquebroualgunsossos,massobreviveu.Ouseja,

sobreviveufisicamente.Suapsique,noentanto,ficougravementeferida.

Atéhoje,vinteanosdepois,Sandraéatormentadapeloqueaconteceunaqueledia.“Seaomenoseu

estivessedirigindo”,queixou-seela,“Sheilaaindaestariaviva.”

FizalgumasperguntasaSandraenquantoconversavacomela:“Vocêtemcertezaabsolutadeque

Sheilateriasobrevividosevocêestivessenadireção?Vocêsabiaqueiaacontecerumacidente?Você

sabiaqueelaiamorrer?Vocêsabiaqueiriasobrevivereelanão?”Arespostaatodasessasperguntas

foinão.

“Não,maseuestouvivaeelamorreu!”

EstavaclaroqueSandraaindaeraincapazdeselivrardaculpa.Perguntei:“Seascoisastivessem

acontecidoaocontrárioevocêtivessemorrido,oquevocêgostariaqueSheilalhedissesse?Emoutras

palavras,seemvezdevocêfosseelaqueestivesseaqui,evocêpudessefalarcomela,oquelhediria?

Sevocêvissesuaamiga,décadasdepois,aindaatormentadapelaculpa,oquevocêlhediriaarespeito

doacidente?”

Sandralevouumminutopararealmentesecolocarnolugardaamiga.“Eudiria:‘Eraeuqueestava

dirigindo,eeueraresponsávelpelasminhasdecisões.Ninguémmeobrigouadirigireninguémpoderia

termeimpedido.Eraodiadomeucasamentoeeunãoteriaaceitoumnãoquandodissequequeria

dirigir.’”OsolhosdeSandraseencheramdelágrimaseelacontinuou:“Eudiria:‘Nãofoisuaculpa.

Aconteceu.Nãoqueroquevocêdesperdiceasuavidasesentindoculpada.’”

Àsvezes,atéoseventosmaistrágicosacontecemsemqueninguémtenhaculpa.Ninguémsabepor

queumapessoamorreeoutrasobrevive.Sandraseculpavaporterpermitidoqueaamiga“dirigisseese

matasse”.FoiprecisolembraraSandraque,naocasião,nemelanemSheilapoderiamterprevistoas

consequênciasdadecisãoquetomaramcomrelaçãoaquemiriadirigirocarro.Elaachouqueestava

fazendocomqueodiadocasamentodaamigafosseomaisagradávelpossívelaodeixarqueSheila

dirigisseseucarronovo.

Estareaçãofrequentementeéchamadadeculpadosobrevivente,queéumaculpadesprovidade

razãológica.EstaculpafoiconstatadapelaprimeiravezdepoisdaSegundaGuerraMundial,quando

algunssobreviventesdoscamposdeconcentraçãoseperguntaram:“Porqueelesenãoeu?”Ofenômeno daculpadosobreviventeocorresemprequealguémsobreviveaumaexperiênciacatastrófica,comoada bombanacidadedeOklahoma,desastresdeavião,acidentesdecarroeatémesmodoençascomoa AIDS.Elatambémacontecequandoumapessoaamadamorre,atémesmodecausanatural.Emboraseja fácil compreender por que pessoas que passaram por acontecimentos dolorosos ou horríveis se perguntemporqueforampoupadas,trata-sedeumaperguntasemresposta.Alémdomais,nãocabeanós perguntarporqueumapessoamorreouporqueoutravive;essasdecisõessãodaalçadadeDeusedo universo.Noentanto,emboranãoexistaumarespostaparaapergunta,existeummotivoparaaquiloque aconteceu:ossobreviventesforampoupadosparapoderviver.Averdadeiraperguntaéaseguinte:se vocêfoipoupadoparapoderviver,vocêestávivendoplenamente?Vocêtemconsciênciadoprivilégio quelhefoidado?

Apsicologiadaculpasefundamentanacondenaçãodenósmesmos,nasensaçãodequefizemos algoerrado.Éaraivavoltadaparadentro,quesurgequandoviolamososnossossistemasdecrença.A nossa culpa frequentemente temorigemnoque nos ensinaramna infância,porque,por incrível que pareça, fomos criados para nos prostituirmos. Esta palavra pode parecer dura mas é verdadeira. Obviamente, ao falar de prostituição estou me referindo à maneira como nós, quando crianças, simbolicamentenosvendemosparaobteroafetodosoutros.Aprendemosgeralmenteaserbonsmeninos emeninas,aatenderaosdesejosdosoutros,emvezdeserestimuladosanostornarmosindependentes. Somostreinadosparasercodependentesemvezdeinterdependentes,istoé,adarmaisimportânciaàs necessidadeseàvidadosoutrosdoqueàsnossas.Crescemosassim,agindoinconscientemente,emgeral nãosabendocomosatisfazerasnossasnecessidadesparasermosfelizes. Umdossintomasclarosdessacodependênciaéaincapacidadededizernão.Aprendemosaagradar aosoutrosconcordandocomassuasexigências.Muitospaisseaborrecemeatépunemosfilhosquando estesdizemnão.Naverdade,émaravilhosoquandoascriançasaprendemadizernãonosmomentos apropriados.Todosdeveríamosaprenderadizernãodesdecedoemaltoebomsom.

EKR

Odesejodeagradaraosoutroséumcampofértilparaaculpa,masnãoéoúnico.Àsvezesnos sentimosculpadosquandotentamosafirmaranossaindependência.Seestaafirmaçãodeindependência ficaassociadaaumaperda,oproblemaseagrava,sobretudonainfância.Éprecisopaisoumãescom muitasabedoriaparaajudarascriançasasuperaremaculpaquepodesurgirnessasituaçãoouimpedir queelasedesenvolva. Scott,denoveanos,estavazangadocomamãeporqueelanãoodeixarair acampar emuma excursão.Amãeoavisaraclaramentequeelesópoderiairseterminasseodeverdecasa,masMargie tinhadificuldadeemdisciplinarofilho.Aosquarentaanos,elaestavacomumcâncerquesealastrara paraofígado.“Nãoquerofazê-loinfeliz”,elameexplicou.“Nosrestatãopoucotempojuntos.” ApesardodesejodeMargie,adiscussãoenvolvendoodeverdecasaeoacampamentosetornou acalorada.Tommydeixouescapar,furioso:“Euqueriaquevocêestivessemorta.” Estaéumaafirmaçãobastantedura.Margiesentiuvontadededizer:“Nãosepreocupe,seudesejo serásatisfeitoembreve.”Maselaseconteve,olhouparaofilhoereplicoucomdelicadeza:“Euseique vocênãoquisrealmentedizerisso.Euseiquevocêestácommuitaraiva.” Dezmesesdepois,agorapresaaoleito,elamefalou:“Euseiqueaminhamortevaideixaruma

marcanainfânciadeScott,etalvezatéacabecomela.Issojáéruimosuficienteparaque,alémdomais,

elesesintaculpado.Converseientãocomelesobreoquetinhaacontecido,dizendo:‘Scotty,vocêse

lembradodiaemquevocêestavacommuitaraivademimedissequegostariaqueeuestivessemorta?

Bem,podeserquedepoisqueeutiverpartido,vocêselembredecoisascomoessaesesintamal.Mas

queroquevocêsaibaquetodasascriançasficamcomraivaeàsvezesachamqueodeiamamãe.Isso

aconteceucomigoquandoeueradasuaidade.Euseiquevocênãomeodeianemdesejaqueeumorra.

Nãoquerodejeitonenhumquevocêumdiasesintaculpadoporcausadessetipodecoisa.Euadoreiter

sidosuamãe.Valeuapenatervividoapenasparatervocêcomofilho.’”

AmaioriadaspessoasnãopossuiasabedoriadeMargieparalidarcomaculpadosfilhos.São

poucososquetêmconsciênciadaculpaquesomoscapazesdeprovocaremnossosfilhosequefoi

insufladaemnóspornossospaisepelasfigurasdeautoridadedenossainfância.Nossavidacontinuana

idadeadultarepletadeumaculpaqueéforte,punitivaeextremamenteimprodutiva.

Osentimentodeculpa,nosentidoderesponsabilidade,énecessário.Asociedadeseriacaóticasem

ele.Nãohaveriasinaisvermelhosparanosdizerquetemosqueparar.Dirigiríamoscomosefôssemosos

donosdarua.

Aculpafazpartedaexperiênciahumana.Elapodeàsvezesserumguiaquenosdizquealguma

coisanãoestábem.Elapodeindicarqueestamosviolentandonossascrençasevalores,queestamos

atentandocontranossaintegridade.Umadasformasdelivrar-sedaculpaéteraçõescoerentescom

nossasconvicções.Noentanto,comosereshumanos,podemossemprefalhareferiralguém.Oimportante

nessecasoétertolerânciacomnósmesmoseprocurarrepararaagressãoomaisrápidopossível.

DK

HeleneMichelle,ambasnacasadoscinquenta,tinhamsidograndesamigaspormaisdeduas

décadas.MasHelenestavazangadacomMichelle,ehámaisdequatroanosmalsefalavam.Helenficava

furiosadiantedasimplesmençãodonomedaamiga:“Aindatenhoguardadosospresentesdeaniversário

quecompreiparaelanosúltimosquatroanos.Massóvoudá-losquandoelaarranjartempoparaestar

comigo.”

QuandoMichelleseapaixonaraesecasarapelasegundavez,afastou-sedeHelenporestarmuito

envolvidananovavida.Helentelefonou-lhealgumasvezestentandomarcarumencontroefoisesentindo

cadavezmaisrejeitadaquandoaamigalhediziaquenãoestavadisponível.Helenfalava:“Seupresente

deaniversárioestácomigo,Michelle,temosquenosencontrar.”Masissonuncaaconteciaeosentimento

derejeiçãofoisetransformandoemraiva.

Helenagoraestavacomcâncerdemama.Aoexaminarasuavida,essaamizadeinterrompidalhe

vinhaotempotodoàcabeça.Quandopergunteiporqueelanãoenviavapelocorreioospresentesde

aniversárioquecompraraparaMichelle,respondeu,furiosa:“Sóquandoestivermosjuntas.Eháanos

venhotentandofazerisso.Sempreligoparaeladizendoquetenhopresentesmaravilhososguardados

paraela.”

Pergunteiàquelamulherressentidaseelanãoestariatentandofazercomqueaamigasesentisse

culpada.“Porquevocêachaqueeufariaumacoisadessas?”,elaindagou,perplexa.

“Tenhoaimpressão”,respondi,“queporalgumarazãoaamizadedeMichellecomvocêterminou,

oupelomenossemodificou.Talvezvocêtenhapercebidoisso,mas,emvezdeenfrentaressefatoe

conversardiretamentecomela,continuoucomprandomaispresentes.Consigoentenderquevocêtenha

agidoassimnoprimeiroano,masporquecontinuarafazeromesmodurantequatroanosseoseuafeto tinhasetransformadoemraivaeressentimento?”Helenrespondeuquetinhasempreesperançadeque arranjariamumtempoparaseencontrar. Quandopergunteiseotipodepresentequeelacompravatinhasofridoalgumtipodemodificação comopassardosanos,elarespondeuqueospresentestinhamsetornadomaisbonitosacadaano. Pergunteiporqueeladariapresentescadavezmelhoresaumapessoaqueparecianãoestarinteressada emrecebê-los. Confusa,Helendisparou,zangada:“Vocênãoentende.Michelleestáerrada,éelaquenãoestá querendoseencontrarcomigo.” “Podeserqueissosejaverdade”,repliquei.“Masvocêcomprouospresentesparaagradá-laou parafazê-lasentir-seculpada?OqueéquevocêimaginavaqueMichelleiriasentirquandoabrisseos embrulhos?” Helenbaixouosolhos,finalmenteadmitindobembaixinho:“Euqueriaqueelasesentisseculpada pornãoseencontrarcomigo.” “EntãovocêpercebequequandofalavacomMichellevocêtransmitiamaisraivaeressentimentodo queafeto?Vocêachaqueelanãosedavacontadisso?Talvezsejaporessemotivoqueelanãoquerse encontrar comvocê.Você nãoestá oferecendoa ela a sua amizade.Aintençãodesses presentes é provocarculpa.” “Euqueroresolvertudoisso.Queroqueascoisasfiquemmelhores.” “Sevocêquersesentirmelhor,precisaabandonaraculpa:aculpaquetemeaculpaquetransmite. Vocêagoraestásesentindoculpadaporestartentandofazercomquesuaamigasesintaculpada.” “Voupensarnoassunto.” Algumassemanasdepois,HelentelefonouumaúltimavezparaMichelle.Emvezdedizer“Tenho presentesparavocê”,elasedesculpou.Michelledissequedefatovinhasesentindomanipuladapor aqueles presentes. As duas voltarama conversar comsinceridade, abrindo o coração, e estão se esforçandoparareconstruirorelacionamento.Ospresentesforamdoadosaumainstituiçãodecaridade.

Aculpanosligaàsnossaspartesmaissombrias.Elaéumaconexãocomanossafraqueza,vergonha eincapacidadedeperdoar.Nossapartemaismesquinhasealimentadaculpa.Elanosparalisa.Quando nos sentimos culpados, o nosso espírito fica diminuído e nossos pensamentos mais desprezíveis se mantêmnocontrole.Depoisdealgumtempo,nossentimosenvergonhados.Asoluçãopararesolverissoé fazeroquefezHelen:abrirocoração,pedirdesculpaseagirpararepararalgumdanocausado. Avergonhaeaculpaestãoprofundamenterelacionadas.Avergonhaprovémdeantigasculpas. Enquantoaculpadizrespeitoaoquefizemos,avergonhatemligaçãocomquempensamosquesomos, comanossaidentidade.Àsemelhançadaculpaqueaprecede,avergonhaemgeralseinstalanainfância, antes de sabermos quemsomos. Ela começa a crescer antes de termos consciência de que somos responsáveispelosnossoserros,quecometeremosmuitosdeles,masquenãosomososnossoserros. Quando as nossas necessidades entravamemconflito comaquilo que nossos pais nos impunham, achávamosquetínhamosfeitoalgumacoisaerrada.Começávamosaacreditarqueéramoserrados.Como nãotínhamosconsciência,enterramosanossador,anossaraivaeonossoressentimento.Tudoissofaz comque,naidadeadulta,nossintamosmalcomrelaçãoanósmesmossemsaberexatamenteporquê. Aosquinzeanos,Ellenficougrávida.Suafamílianuncaesperouquealgoassimacontecesse,até porquenuncatinhamconversadocomelaarespeitodoschamados“fatosdavida”.QuandoEllennão conseguiumaisesconderoseuestado,elacontouaospaisoquetinhaacontecido.Tomadapelaculpae pelavergonha,afamíliadeEllenmandou-aterofilholongedecasaeentregá-loparaadoção.Ellen recusou-seaseranestesiadaduranteoparto,poisqueria“verbemmeufilho”.Elapôdever,masnão segurar,suapreciosafilhinhaantesquealevassemembora.

Hoje,passadosmaisdecinquentaanos,ocoraçãodeEllenestáfracoeelasesentedebilitada. “Chegouahoradecolocarumfechonavida”,disseela.“Euaaceitodojeitoquefoi,excetonocasoda minhaprimeirafilha.Seiqueprecisomeperdoarporterdesistidodela.Eueraumacriançaquandotudo aconteceu. Não compreendia as consequências das minhas ações. Mas consigo perceber que essa vergonhaestevesemprepresenteduranteaminhavidainteira.Penseimuitonaminhafilha.Eumesentia incompleta.Éprovavelmentetardedemaisparaencontrá-laetalvezestasejaumaatitudeegoístada minhaparte,poiselatalveznemsaibaquefoiadotada.Emboraeufossejovemenaépocanãotivesse alternativa,querodeixarestemundosentindoquefizalgumacoisaparasuperaraminhavergonha.Por isso,escreviumacartaparaminhafilha:

“Quandovocêlerestaslinhas,provavelmentejátereipartido.Emboraaminhavidatenhasido

satisfatória,vocêsemprefezfaltanela.Passeigrandepartedavidasentindo-meculpada.Eupoderia

terresolvidoascoisasmaiscedo.Nãoseiseconseguiriaencontrarvocê,maspoderiaterfacilitadoo

caminhoparaquevocêmeencontrasse,sequisesse.Agoraqueavidaestáterminandoparamim,

aindatenhoumacoisaafazer,queédeixarparavocêestamensagem:sevocêconseguirencontrar

umamaneiradeviverplenamenteasuavida,pormaisinjustaqueelapossaser,vocêaencerrarácom

umverdadeirosentimentodoseuvalor.Euseiqueédifícilfazerisso.Enfrenteiainjustiçacedona

vida,masvocêaenfrentounomomentodoseunascimento.Apesardisso,tenhocertezadequevocê

podeencontrarseuprópriovalor.Nãoestoufalandodeperfeição,masdevalor.Euprecisavalhedizer

quevocêfoidesejadaeeujamaisquisabandoná-la.Deumacertamaneira,eununcaadeixei.Espero

quevocêtenhaumavidaboa,repletadesignificado.Casoexistaumcéu,euvouolharporvocêe

protegê-ladeumamaneiraquenuncapudefazerduranteavida.Meumaisprofundodesejoéque,

quandoasuahorachegar,eupossairaoseuencontro.”

AfamíliadeEllenencontrouacartaaoarrumaroseuquartodepoisqueelamorreu.Suahistóriafoi transmitidaemumaestaçãoderádiolocalparaqueacartapudessechegaràdestinatária.Algunsmeses depois, uma mulher se apresentou para verificar se poderia ser a filha de Ellen. Após alguma investigação,foiconfirmadoqueeraelaafilha. ComonocasodeEllen,avergonhanainfânciaenaadolescênciafazcomquenossintamosmais responsáveispelanossasituaçãodoquerealmentesomos.Sesofremosabuso,achamosquefomosnós queoprovocamos.Sesofremosavergonha,sentimosqueamerecemos.Senãofomosamados,achamos quenãomerecemosoamor.Nósnosculpamospornossossentimentosnegativos,atépeloquechamamos de“mauspensamentos”.Averdadeéquetodosnóstemosméritoevalor.Defato,podemosternos sentidomalàsvezesporcausadeaçõesquecometemos,masestesentimentonaverdadefazdenós pessoasboas,porqueasmásnãoseimportamporteremferidooutras.Tomepossedoquehádemelhor emvocê.Lembresemprequevocêéumapessoaessencialmenteboa.

Nossoprimeiroinstintoénoslivrardossentimentosdeculpaporqueelessãomuitodolorosos.

Fazemosissodeummodoinconsciente,projetandoaculpaemoutrapessoa.“Comoéinsuportávelsentir

culpaeacharqueoerroémeu,apontoparavocêedigoqueaculpaeoerrosãoseus.”Emoutras

palavras,senãopossosereu,temqueservocê.Mas,quandonosescondemosaoprojetaraculpanos

outros,permanecemospresosaumciclodesentimentosdeculpaquenãoconseguimosresolver.

Apazeaculpasãosentimentosopostos.Éimpossívelsentirosdoisaomesmotempo.Quando

aceitamosoamoreapaz,rejeitamosaculpa,masoopostotambéméverdadeiro:quandonosagarramos

àculpa,nosafastamosdoamoredapaz.Noentanto,cabeanóstomaressadecisão.Podemosassumirum

compromissocomoamor,podemostrocarossentimentosdeculpaporsentimentosdepaz.

AlgunsforameducadosparaacreditaremumDeusseveroeimplacávelquenoscondenaemanda paraoinfernoporcausadenossoserros.Paramuitosnofinaldavidaéumalívioeumaalegriaencontrar um Deus que nos ama incondicionalmente, que não nos culpa, mas acolhe nossas fraquezas e ambiguidadesparaquepossamoscrescer.Cometererrosfazpartedaexperiênciahumana.Éanossa culpaquenosmantémseparadosdoamorqueénossarealidadeessencial.

Aculpaeotempotambémestãoestreitamenterelacionados.Comoaculpasempreéprovenientedo

passado,elaomantémvivo.Aculpaéumamaneiradeevitararealidadedopresente.Elaarrastao

passadoparaofuturo:umpassadodeculpacriaráumfuturodeculpa.Ésomenteselibertandodasua

culpaquevocêverdadeiramenteselivradopassadoparacriarumnovofuturo.

Aculpaprecisaserclaramentetrabalhadaeeliminada.Achavedacuraéoperdão,quesignifica

aceitaropassado,aprendercomeleedesapegar-sedele.

Qualquercoisapelaqualvocêsintaculpapodeserpurificadapormeiodoperdão.Vocêfoiuma

pessoaduranosseusjulgamentoscomosoutrosavidainteiraemaisduraaindaconsigomesmo.É

chegadaahoradeselivrardetodosessesjulgamentos.Quandovocêseperdoareperdoarosoutros,a

culpadeixarádecaminharaoseulado.Nãomerecemosaculpa,esimoperdão.Quandoaprendemos

essalição,ficamosrealmentelivres.

DÉCIMOSEGUNDOCAPÍTULO

Aliçãodopoder

Carlos, umhomemde quarenta e cinco anos diagnosticado comHIV, à medida que a doença progredia,estavalentamenteaprendendoaliçãodopoder.“Primeiroperdiomeuemprego,aseguiro meuauxílio-doençaexpiroueomeusegurovenceu.Deumahoraparaoutraeumevimorandoemum abrigo,doentedemaisparatrabalhar.Minhavidasetransformouemumpesadelo. “Eufaziatratamentodesaúdeemumaclínica.Elesmefalaramarespeitodeumapesquisamédica paraaqualeutalvezfosseumcandidatoqualificado.Eumeinscrevi,fizoprimeiroexamemédicoe comeceiaesperar.Umasemanasepassou,depoisduas,quatroefinalmentecinco.Euestavacadavez maisdoente.Sempremediziamquenasemanaseguinteeuterianotícias.Eutinhaqueficarindolápara meinformar,porqueàquelaalturanãotinhamaistelefone.Depoisdesetesemanas,malconseguiandar atéaclínica.Estavatãocansadoesemfôlegoquetivequemesentarnabeiradacalçada.Olheiparaa ruaepensei:‘Éofim.Éassimquevaiterminar.’ “Aquelenãoeraoprimeirodesafiodaminhavida.Euforaumacriançamuitopobre,trabalhavano campo.Sófuiteromeuprimeiropardesapatosaosonzeanosdeidade.Eusobreviveraamuitascoisas nainfância.Oqueaconteceraatodaaquelacoragemedeterminação?Fiqueisentadoalinacalçada chorando.Pensei:‘Porfavor,nãoaqui.Euaindaquerofazermaiscoisas,queroveronovomilênio.’ Choreiporquetinhaperdidotodoomeupoder. “Tiveaimpressãodequeaminhaalmaestavaseatrofiando.Euestavaperdendoamimmesmo.Eu tinhamesmoquemorrerali? “Derepente,recebioimpactodeumatomadadeconsciência:euaindaestavaaqui.Omeupoder tinharealmentedesaparecido? “Conseguimelevantareandaratéaclínica.Disseàenfermeira:‘Meucorpoprecisadeajuda.Não tenho mais tempo para ficar esperando essa pesquisa me chamar. Temque haver outra maneira de conseguiranovamedicação.’ “Porcausadaminhainsistência,aenfermeirameinscreveuemoutroprogramaquetinhaumavaga napesquisa.Naquelemesmodiacomeceiumanovacombinaçãodemedicamentos.Hoje,passadosdois anos,meucorposerecuperou.Nãoestoumaismorrendo.Consigorecuarnotempoeentenderquetudo aconteceudevidoaomeupodernaqueledia.Senãotivessemelembradodopoderqueexistiaemmim, euteriamorridohámuitotempo.”

Onossoverdadeiropodernãoprovémdanossaposiçãonavida,deumapolpudacontabancáriaou de uma magnífica trajetória profissional. Ele é a expressão da nossa autenticidade interior, da manifestaçãodanossaforçaeintegridade.Sãopoucososquepercebemquecadaumdenóspossuio poderdouniversodentrodesi.Olhamosemvoltaeachamosqueosoutrossãopoderosos,queanatureza époderosa.Diariamentepodemospresenciarumasementetransformando-seemflorouosolcruzandoo céu.Noentanto,nósnosconsideramosdesligadosdetodoessepoder.MasDeusnãofezanatureza poderosaeohomemfraco.Assumimosnossopoderquandonosdamoscontadequesomosúnicosede quetemosomesmopoderinatodetodasasoutrascriações.Nascemoscomopoderqueseencontrano maisprofundodenossoser.Lembre-sedissoereconheça-o. ODr.DavidViscountfazumacomparaçãoquenosfaladopoderquepossuímosedoqualnos esquecemos.Eledizquesomoscomoumterrenoqueseencontraàbeiradaestrada.Senãocolocarmos neleumaplacadizendoquesetratadeumapropriedadeparticular,muitoembreveoterrenoserá ocupado por quempassar por ele. Essa placa equivale a afirmar nossos direitos e os limites que

estabelecemosparaosoutrosquandodizemosfirmemente“Nãoquero”,“Issomeagride”ou“Nãovou permitir que você me pise”. Caso contrário, entregamos nosso poder àqueles que deliberada ou inconscientementenostratamcomdesprezo.Retomaropoderquenospertenceénossaresponsabilidade.

Temosatendênciadeequipararariquezaaopodereacreditamosqueodinheiroécapazdecomprar afelicidade.Noentanto,muitosconstatamtristemente,quandoficamricos,que,apesardepossuíremo dinheirosonhado,nãosãofelizes.SigmundFreuddissecertavezque,sepudesseoptarentretratarde pacientesricosepobres,elesempreescolheriaosricosporqueelesjásabemqueosseusproblemasnão serão resolvidos com o dinheiro. É claro que, mesmo assim, quase todos nós gostaríamos de experimentarariquezamaterial,porcausadascoisasboasqueelatraz.Masariquezaésóisso:uma experiência.Certamentenãoéelaquenostrazopoderfundamentalqueninguémtira. Umhomemsábioconheciatudoarespeitodedinheiroedafelicidade,porquetinhaambos.Durante umperíodoemquepassoupordificuldadesfinanceiras,perguntaramaele:“Qualasensaçãodeser pobre?”Elerespondeu:“Eunãosoupobre,estouapenaspassandopordificuldadesfinanceiras.Pobreé umestadodeespíritoeeununcasereipobre.” Eleestavacerto:ariquezaeapobrezasãoestadosdeespírito. Algumaspessoassemdinheirosesentemricas,aopassoquealgunsricossesentempobres.Ser pobresignificaencararavidacomestreitezaeimpotência,oqueémuitomaisperigosodoqueestar momentaneamentesemdinheiro.Serpobreéesquecer-sedoseuvalorintrínseco,quenãodependedo dinheiroquepossuímos.Aotomarconsciênciadoseuvalor,aolembrarquevocêéumserpreciosoe único, você aumenta o seuvalor pessoal, que é o que dá origemà verdadeira riqueza. Podemos considerarcertosobjetoscomovaliosos,desdequenãonosesqueçamosdequenóssomosaindamais preciososdoquequaisquerobjetosquepossamosadquirir. Sevocêfizeroqueverdadeiramenteama,vocêteráumsentimentomaiordevalornasuavidado queseadquirirqualquerbem.Emmilharesdeleitosdemorte,milharesdepessoasexpressamoseu arrependimentodizendo:“Nuncacorriatrásdomeusonho”,“Nuncafizoquerealmentequeriafazer”e “Fuiumescravododinheiro”.Ninguémdiz:“Gostariadeteradquiridomaispropriedades”ou“Euteria sidomuitomaisfelizsetivesseummilhãodedólares”.

Assimcomosomostentadosaacreditarqueodinheironosdáforça,tambémachamosquecontrolar pessoasesituaçõesnosconferepoder.Eessecontrolenãotemlimites,poisprecisamoscontrolarcada vezmaisenuncanossatisfazemos.Éclaroqueprecisamosexerceralgumcontroleparaexecutaras atividadesdodia-a-dia.Oproblemaestáemconfundiropoderdocontrolecomopoderessencialdoser humano.Quandoissoacontece,nósnostornamosinevitavelmenteinfelizes,porquepassamosanãomedir meios para exercer o controle e gastamos nesse processo a energia que poderia ser usada para desenvolveraquiloquenosdáefetivamentepoder. Éverdadequeaquelesquetêmmaisdinheiroouposiçõesdepoderconseguemcontrolarmelhoro ambienteexternodoqueosquenãopossuemessascoisas.Masissonãotemnenhumarelaçãocomo verdadeiropoder.Trata-seapenasdeumainfluênciatemporáriasobreosoutros.Qualquercoisaque tenhamosmedodeperder,comoabelezadocorpo,oemprego,odinheiroeostatus,éosímbolodeum poderapenasexterno. Nósnostornamosmaispoderososnosrelacionamentosenavidaquandoabrimosmãodocontrole sobreaspessoas,ascoisaseosacontecimentos.Avidanãosetornacaóticaquandoabrimosmãodo controle.Pelocontrário,elaentranaordemnaturaldascoisas.

EKR

Presenciei,emdeterminadaocasião,aordemnaturaldascoisassedesenrolarcomperfeição,porém deumamaneirainusitada. Certodia,deiumapalestraemNovaYorkparamilequinhentaspessoas.Quandoterminei,centenas depessoasformaramumafilaparaqueeuassinasseosexemplaresdolivroqueelashaviamadquirido. Assinei o maior número possível de livros, mas, como tinha que pegar umavião, fui obrigada a interrompereirparaoaeroporto. Antesdeembarcar,preciseipassarnobanheiro.Estavasentadanaprivada,quandoouvialguém perguntar:“Dra.Ross,asenhoraseimportaria?” Emseguida,umdosmeuslivrosfoiempurradoporbaixodaparededivisóriaacompanhadodeuma canetaparaqueeupudesseassinar. Respondi,irritada:“Eumeimportariasim”,numtomquesignificava“Comovocêousanãome deixariraobanheiroempaz?”.Maseuestavacuriosaparaverquemfariaumacoisadessas. Umafreiraestavaesperando.Nuncaaesquecereienquantoviver,acredite.Depoisqueassineio livro,elameagradeceudizendo:“Foiaprovidênciadivina.”Aoperceberpelaexpressãodomeurosto queeunãotinhaentendidooqueelaquiseradizer,declarou:“Vouexplicar.” Inicialmenteresisti,porquedetestoquememanipulem,eeuestavacompressa.Mascompreendique apurezadaquelafreiraencerravaumenormepoderecadaumadesuaspalavrasvinhadofundodo coração.Eladisse:“UmafreiraamigaminhaestáàmorteemAlbany.Elacontavaosdiasquefaltavam paraasuapalestra.Queriadesesperadamenteassistiraela,masestavadoentedemaisparaviajar.Eu queriafazeralgumacoisaporela,demodoquevimparacá,graveiapalestraequerialevarumlivro assinadopelasenhoraparaela.Fiqueimaisdeumahoranafilaporquesabiaoquantoasuaassinatura significariaparaminhaamiga.Haviaapenascincopessoasnaminhafrentequandoasenhoratevequeir embora.Pormaisqueeutentassefazertudoqueestavaaomeualcanceparaconseguirasuaassinatura, acabeifalhando.Asenhoraconsegueentenderquequandoavientrarnobanheiroeusoubequeestava diantedeumagraçaabsoluta,queouniversonoshaviatrazidoaomesmoaeroporto,àmesmacompanhia aérea,aomesmobanheiro,nomesmoinstante?” Essamulhernãosabiaparaondeeuestavaindoquandointerrompiasassinaturas,seeuiadeixara cidade, para que aeroporto estava me dirigindo, nemmesmo se eu ia pegar umavião. Ela ficou impressionadaquandoencontroucomigonobanheiro,oquememostrouquenãoprecisamoscontrolaras coisas para fazer comque elas aconteçamquando isso está previsto. Não existemacidentes nem coincidências,apenasintervençõesdivinas.Esteéoverdadeiropoder.

Onossopoderpessoaléanossaverdadeiraforça.Infelizmente,comfrequêncianosesquecemos

destefato.

Deixamosescaparonossopoderquandonospreocupamoscomaopiniãodosoutros.Pararecuperar

essepoder,vocêprecisaselembrardequeavidaésua.Oqueimportaéoquevocêpensaeoque

desejaparaasuavida.Vocênãotemopoderdefazerosoutrosfelizes,mastemopoderdefazerasua

felicidade.Vocênãopodecontrolaroqueosoutrospensam;naverdade,raramentepodeinfluenciarde

algumamaneiraospensamentosdeles.Desistadeobteraaprovaçãodosoutros.Retomeoseupoder.

Formeasuaprópriaopiniãoaseurespeito.

Onossopodersedestinaanosajudararealizaroquequeremos,atornar-nostudooquepodemos

ser.Elenãonosfoidadoparafazeroquedeveríamosserouoqueosoutrosesperamquesejamos.Estaé

apiorcoisaquepodemosfazercomanossavida.Precisamossatisfazeranósmesmos.

Satisfazeranósmesmosnãosignificaegoísmo.Pelocontrário.Quemassumeseuprópriopoder torna-semaiscapazdecontribuiredar-seaosoutros.Torna-sesobretudocapazdereconheceropoder dosoutrosetransmitir-lhesaconvicçãodaforçaqueexisteneles.Sópossoreconheceropodereaforça dosoutrosquandoreconheçoessepodereessaforçaemmim.Casocontrário,voucompetiremedir forçascomaquelesquemecercam.Quandovejoomeupróximocomoumapessoaamorosa,respondo comamoredescubrooamorqueexistedentrodemim.Aquiloqueacreditoarespeitodosoutroséoque acaboacreditandoameurespeito. Noentanto,somoshumanosefrequentementenosperdemos.Temostendênciaanosconcentrarem nossoserrosefalhaseanosculparmosdizendo:“Estouinfelizporcausadoserrosquecometi.Nãosou umapessoasuficientementeboa,precisosermais.”Masofatodesóenxergarmososnossoserrose falhas nos prende a eles. Quando deixamos de tomar posse de nossos aspectos positivos e nos consideramos insuficientes, damos início ao perigoso jogo do “mais”. Dizemos a nós mesmos que seremosfelizesquandotivermosmaisdinheiro,maispoderemnossaprofissão,quandoformosmais respeitados,eassimpordiante. Porqueoamanhãpareceencerrarumapossibilidadedefelicidadeoupodertãomaiordoquehoje? Porquenãousufruímosoquetemosesomoshojeemvezdesonharcomoquepoderemossereter amanhã?Oamanhãvaisetornarumhojeemquecontinuaremosincapazesdeaproveitaronossopróprio podereoqueavidanosofereceacadamomento.Estaremossemprejogandoparaafrente,eternamente carenteseinseguros. Osqueestãoparamorrerperdemapossibilidadedejogarojogodomaisporqueparaeleso amanhãtalveznãoexista.Elesdescobremopoderdohoje,eoqueexistehojeésuficiente.Euacredito queDeusnosofereceuummundonoqualavidapodesempremelhorar,nãoamanhã,mashoje.Seo permitirmos, ummaudia pode se transformar emumdia bom, umrelacionamento infelizpode se recuperaremuitasoutrascoisasquenosparecemerradasacabarãodandocerto. LeslieesuafilhaMelissa,decincoanos,estavamatravessandoaruapertodeumshopping.Umjipe avançouosinal.Omotorista,quetinhaapenasdezesseteanos,nãopodiaverLeslieeMelissaporque estavadefrenteparaosol.MasLeslieviuojipee,aosedarcontadequeseriamatropeladas,sóteve tempodeabraçarafilha.Omotoristaasviunoúltimoinstanteedeuumaguinada.Elebateuemalguns carrosestacionados,parandoapoucoscentímetrosdamãeedafilhaparalisadas.Orapazficouarrasado comoqueaconteceu,masLesliesóconseguiasentirgratidão. “Tudopoderiaterterminadotragicamente,comMelissaeeucaídasnarua,mortas”,declarouamãe, aliviada.“Avidapodetomarmuitosrumos.Agradecidejoelhosnaquelediaportermossidopoupadas. Desdeentão,ficoatentaparaascoisasqueantesmepareciamnaturaisehojevejocomodádivasdivinas. Quandoaminhamãedecinquentaecincoanosmetelefonaparadizerqueoresultadodasuamamografia foiótimo,agradeçoaDeuspelasaúdedela.Naquelediaemquequasemorremoscompreendialgoa respeitodafragilidadedavidaquetemalimentadoaminhagratidão,oqueconfereàminhavidaum enormepoderesignificado.” Umapessoaagradecidaéumapessoapoderosa,poisagratidãogerapoder.Todaanossariquezase baseiaemsermosgratosporaquiloquetemos. Opoder,afelicidadeeobem-estarverdadeirossãoencontradosnarequintadaartedagratidão. Sentirgratidãopeloquevocêtemepelascoisascomoelassão.Sentirgratidãoporquemvocêé,pela contribuiçãoquevocêtrouxeaomundoquandonasceu.Asuacondiçãoúnica.Ninguémpodeveromundo ereagiraeleexatamentedamaneiracomovocêfaz.Poroutrolado,sevocênãoexercitaracadadiao seu“músculodagratidão”vocênuncaaprenderáasenti-laeexpressá-la.Emvezdisso,vocêestará semprepensando:“Estenovocasamento,estesegundomilhãodedólares,estacasamaioraindanãosão suficientes.Precisodemaisainda.”Eassimvocêviverá,continuamentequerendomaisoudesejandoque ascoisasfossemdiferentesdoquesão,jogandoojogodo“mais”,emvezdesentirgratidãoportudoque

vocêtemhoje,agora. Nãoespereparaapenasnolimiardavidasedarcontadoqueerafundamentalesuficientepara fazerasuafelicidade.Eupresencieiinúmerasvezesessatomadadeconsciêncianosúltimosdiasde muitaspessoas:acompreensãodequeoquetinhamerasuficiente.Compreendaissohojeedesfruteoque avidalheofereceacadamomento.Usufruaoquevocêé. Quandosentimosqueoqueavidanosofereceacadadiaésuficiente,nãoprecisamosdemaisnada. Quesentimentomaravilhosoéacharqueosnossosdiassãosuficientes!Omundoésuficiente.Vamos cultivaremnósessesentimento.Dizerqueavidaésuficienteenãoprecisamosdemaisnadaéuma magníficadeclaraçãodegraçaepoder.Senãoprecisamosdemaisnada,senãotemosquecontrolartudo, podemosdeixaravidadesabrochar. Temosumenormepoderdentrodenós,masumconhecimentomuitopequenodecomoutilizá-lo.O verdadeiropoderresultadesaberquemsomosedeconheceronossolugarnomundo.Quandoachamos que para ser felizes temos que acumular coisas, é porque realmente esquecemos tudo que somos. Precisamosnoslembrardequeonossopoderdecorredesabermosquetudoestácertodaformacomoé etodosestãoevoluindoexatamentedamaneiracomodevemfazê-lo.

DÉCIMOTERCEIROCAPÍTULO

Aliçãodoperdão

Nofinaldadécadadequarenta,aÍndiaestavamergulhadaemguerrasreligiosasenquantoanação sepreparavaparatornar-seindependentedaGrã-Bretanha.Umhinducujofilhoforaassassinadopor muçulmanosduranteaslutasinternasfoiàpresençadeMahatmaGandhieperguntou:“Comopoderei perdoarosmuçulmanos?Comopodereivoltaraencontrarapazsetenhotantoódionocoraçãopor aquelesquemataramomeuúnicofilho?” Gandhisugeriuaohomemqueadotasseumacriançamuçulmanaórfãeacriassecomsefossedele. Precisamosperdoarparapoderviverumavidacompleta.Operdãoéamaneiradecurarasnossas mágoaseferidas,éaformadenosreligarmosaosoutroseanósmesmos.Todosjáfomosferidos;não merecíamosador,masmesmoassimfomosmagoados.Alémdisso,verdadesejadita,équasecertoque ferimosoutraspessoas.Oproblemanãoéofatodeamágoaacontecer,esimdenãoconseguirmos esquecê-la ounos recusarmos a fazê-lo. Esta é a ferida que continua a doer. Passamos pela vida acumulandoessasmágoas,semternenhumtreinamentoouorientaçãosobrecomonoslivrarmosdelas.É aquiqueentraoperdão. Podemosescolherentrevivernoperdãoenaausênciadele.Ironicamente,operdãopodeserumato egoísta,nosentidodequeeleémaisimportanteparaapessoamagoadadoqueparaquemferiu.Osque estãomorrendocomfrequênciaencontramumapazquelhesfaltounavida,porquemorreréabrirmão, abdicar.Perdoartambémé.Quandonãoperdoamos,permanecemosagarradosaantigasferidasemágoas. Mantemosvivasaspartesinfelizesdopassadoealimentamososnossosressentimentos.Quandonão perdoamos,nósnostornamosescravosdamágoa. Operdãonostrazmuitascoisas,inclusiveosentimentodetotalidadequepareciaarrebatadopelo ofensor.Elenosconferealiberdadedesernovamentequemsomos.Todosmerecemosachancede oferecerumrecomeçoanósmesmoseaosnossosrelacionamentos.Estachanceéamágicaproduzida peloperdão.Quandoperdoamososoutros,ounósmesmos,somosdevolvidosaumestadodegraça. Assimcomooossoconsolidadoémaisresistentedoqueantesdafratura,osnossosrelacionamentosea nossavidapodemsetornarmaisfortesquandooperdãocuraasnossasferidas. Osqueestãoàbeiradamortenosensinammuitoarespeitodoqueéoverdadeiroperdão.Elesnão pensam:“Euestavacobertoderazãoeporissoconsigovercomovocêestavaerrado.Naminhagrandeza vouperdoar você.” Emvezdisso, eles pensam: “Você cometeuerros e eutambém. Quemnão os cometeu?Maseunãoqueromaisdefinirvocêemfunçãodosseuserrosnemserdefinidopelosmeus.” Existemmuitosbloqueiosquedificultamouimpedemoperdão.Oprincipaléosentimentodeque aoperdoarestamosjustificandoocomportamentoquenosferiu. Masperdoarnãoédizer:“Ofatodevocêtermemagoadoéaceitável.”Significaqueestamos abrindomãodamágoaemnossoprópriobenefícioquandopercebemosqueofatodenosagarrarmosao ressentimentonosobrigaaviverinfelizes.Aspessoasquerelutamemperdoarprecisamselembrarque sóestãopunindoasimesmas. Perdoarnãosignificadeixaraspessoaspisarememnós.Operdãodizrespeitoàcaridadenomelhor sentidodapalavra.Quandoperdoamos,nósnoslembramosqueapessoanãoestavanoseumelhor momentoquandonosmagoou.Noslembramosqueelaémaisdoqueosseuserros.Elaéhumana,comete errosejáfoiferidaexatamentecomonósfomos.Fundamentalmente,operdãoacontecedentrodenós. Nãotemosqueperdoarocomportamentoquenosferiu,precisamosapenasperdoarapessoa. O desejo de vingança é outro bloqueio ao perdão. No entanto, vingar-se só nos oferece um sentimentotemporáriodealívioousatisfação.Depois,nósnossentimosculpadosediminuídospor

termosadotadoumcomportamentoqueconsiderávamoserrado.Paraqueapessoaquenosferiusaibao quantoestamosmagoados,noslançamosaoataque.Mas,emvezdenosaliviar,avingançanosfazsofrer aindamais.Nãohánadadeerradoemdemonstrarqueestamosmagoados;masachoimportanterepetir queamágoasetransformaemautopuniçãoquandonosagarramosaela. Podeserdifícilperdoar.Àsvezesémaisfáciltentarignorarasituação.Muitasvezessentimoso anseiodeperdoar,masoprotelamos,permitindopassivamentequeumfluxodetormentocorroaanossa vida,anossaalegriaefelicidade.Àsvezessópercebemosquenãoqueremosviverdessamaneira quandoanossavidaenfrentaumdesafio,quandonosdamoscontadequetalveznãotenhamostodaa eternidadeparacorrigirascoisas. Operdãonosimpededeavançar.Comfrequênciaémaisfácilculparalguémdoquerepararum relacionamento.Quandomantemososolhosfixosnoserrosdapessoa,nãoprecisamosolharparanós mesmoseparaosnossosproblemas.Quandoperdoamos,recuperamosopoderdevivereflorescer, superandooincidentequenosofendeu.Vivercomaferidafazdenósvítimasperpétuas;noperdão, transcendemosamágoa.Nãotemosqueserpermanentementeferidosporninguémoupornada,muito menospornósmesmos.Estapercepçãoencerraumgrandepoder. Quandoéramoscriançaseéramosferidosoumagoávamosoutraspessoas,alguémemgeraldiziaou nosensinavaadizer:“Desculpe.”Hoje,quesomosadultos,essasdesculpasnãoacontecemcomtanta frequência.Eàsvezes,quandoasrecebemos,achamosquenãosãosuficientes.Quandoascrianças cometemtransgressões,somoscapazesdeenxergaromedo,aconfusãoeaignorânciaqueprovocaramo erro.Nósasvemoscomosereshumanos.Noentanto,naidadeadulta,temosatendênciadeconfundir aquelesquenosmagoamcomoatoquepraticaram.Reduzimosessaspessoasexclusivamenteàdorque noscausaram.Oprimeiropassodoperdãoévê-lasnovamentecomosereshumanos.Elascometemerros; àsvezessãofracas,insensíveis,confusasesofrem.Elassãodefeituosas,frágeis,solitárias,carentese emocionalmenteimperfeitas.Emoutraspalavras,sãoexatamentecomonós.Elassãoalmasemuma jornadarepletadealtosebaixos. Quando conseguimos reconhecer que as pessoas são humanas, podemos começar a perdoá-las tomandoconsciênciadanossaraiva.Emseguidaprecisamosnoslivrardaenergiadaraivabatendo contraumtravesseiro,gritandonumapraiadeserta,desabafandonossosentimentocomumamigoem quemconfiamosoufazendoqualquer outracoisacapazdeexpulsar araiva.Encontraremosentãoa tristeza, a dor, o ódio e a mágoa que estavam debaixo da raiva. Não negue esses sentimentos, experimente-osplenamente.Depoisvemapartemaisdifícil:abdicardeles.Operdãonãodizrespeitoàs pessoasquemagoaramvocê;nãosepreocupecomelas.Oqueelasfizeramprovavelmenteestavamais relacionadocomelasmesmasecomosproblemasdelasdoqueconosco.Quandonosdesapegamos delas,nósencontramosaliberdade.Todomundotemquelidarcomproblemas,eoquerealmentenos interessaéanossapazdeespíritoeanossafelicidade.

DK

Às vezes parece impossível perdoar porque o ato praticado foi ofensivo demais. Neste caso, ElisabethMannpoderianosensinarmuitasliçõesarespeitodatolerância,doamor,daraivaedoperdão. Elisabethtemmotivosparaterraivademuitacoisa.Quandoeraadolescente,elaeafamíliaforam enviadaspelosnazistasparaAuschwitz,umcampodeconcentraçãoondeaexpectativadevidaera breve.Poucodepoisdechegarlá,elaperguntouaumguardaondeestavaorestodasuafamília.Ele apontouparaafumaçaquesaíadeumagrandechaminéedisse:“Éaliqueelesestão.”

Depoisqueocampofoiliberadoporsoldadosaliados,ElisabethseviunaDinamarca,esperando umtrempara a Suécia.Havia outros sobreviventes comela,mas a sua família estava morta.Uma enfermeira apareceuacompanhada de duas mulheres e umhomem, dizendo que eles tambémeram sobreviventesdecamposdeconcentração.“Desconfiei disso,poiselescarregavammalas.Ninguém saídode umcampopossuía qualquer bagagem,nemmesmouma peça de roupa adicional.As duas mulhereseohomemcomeçaramafazerperguntasarespeitodocampodoqualtínhamosvindoedecomo tínhamosidopararali.Osmeuscompanheirossobreviventescontaramasuahistória. “Na manhã seguinte, o trem que iria nos levar para a Suécia chegou. Fui colocada em um compartimentocomasduasmulheresquetinhamfeitoasperguntasemaistrêsoutras.Nãohaviamuito espaçonovagão,principalmenteporcausadasmalasqueasduasmulherestinhamtrazido.Elasse sentaramnochão,asoutrastrêsemumbancoeeusubiparaolugarondenormalmenteaspessoas colocavama bagagem. Naquela noite, quando elas acharamque todos estavamdormindo, ouvi um barulho.Aoolharparabaixo,viqueasduasmulherestinhamabertoumadasmalasedentrohaviafotos depessoasvestindoouniformedaSS.Asmulheresrasgavamasfotografiaseatiravamospedaçospela janela.Éprecisoquevocêentendaquenenhumprisioneirodeumcampodeconcentraçãoteriaemseu poderfotosdosguardas. “Alguns funcionários entraramno trememuma das paradas e nos fizeramperguntas. Quando perguntaramàsduasmulhereseaohomemondetinhamestado,emquecampo,etc.,elesrepetiramas históriasquetinhamouvidonavéspera.Eupodiaterditoalgumacoisa,masmesentiaimensamentefeliz porqueaguerratinhaacabado.Estavaconvencidadequecadaalmatinhaaprendidoumaliçãocoma guerra.Acheiqueaminhafunçãonãoerapuniraquelaspessoas.SeDeusquiserpuni-las,eleofará. NuncamaisasvidepoisquechegamosàSuécia. “Minha intenção não foi justificar o que aquelas pessoas tinhamfeito. Foi confiar emDeus e entenderqueoperdãoestavanasmãosDeleenãonasminhas.Nãocabiaamimdecidirodestinodelas. Tendoemvistatodasaspessoasquetinhammorrido,meuirmãozinho,meuspais,eraimpossívelpara mimdizer:‘Tudobem,nãotemimportância.’ “Percebinoentantoqueeraimportanteparamimnãoalimentarqualquerdesejodevingançano coração.Eumelembroquenocampotodasasmanhãspassávamosporumapadariaquandonoslevavam paralimparasruas.Estávamossemprecomfomeeoaromadopãorecém-assadochegavaaténós. Costumávamosdizer:‘Quandoficarmoslivres,vamoscorrerparaapadariaecomertodoopão.’Nunca dissemosqueiríamosavançaremdireçãoàpadariaemataropadeiro.” AmaioriadascoisasnanossavidanãoétãohorrívelquantooqueaconteceuduranteoHolocausto. Aindaassim,existemcoisasquesentimosquenãodevemosperdoar.Quandoissoacontecer,podemos fazer como ElisabethMann: entregar a situação a Deus. Apesar de jovem, sozinha e terrivelmente vulnerável,elareconheceuquecabiaaDeusjulgar,seestafosseavontadeDele.Emoutrassituações, verdadeiramente queremos perdoar, mas simplesmente não conseguimos fazer isso. Nesses casos, é proveitosopedirajuda:“MeuDeus,eugostariadeperdoar,masnãoconsigo.Porfavor,meajude.”

EKR

Pormaisquepossamosdesejarsersemprecapazesdepraticaroperdão,atarefaédesanimadora.

Enquantoformoshumanos,podeserimpossívelperdoartodasaspessoasporcadacoisaqueelasnos

fizeram.Perceboqueexistemcoisasnaminhavidaqueestoutendodificuldadeemperdoarenãohaverá

problemaseeunãotiverperdoadocadapequenacoisanahoradaminhamorte,porquenãofaçoquestão

demorrercomosanta.Souumserhumanocomumqueseesforçaparacrescer,masqueécheiode limites. Quandoeuaindaestavamuitodoenteedependente,contrateiajudantesdeenfermagemparame ajudar.Repareiqueeleslevavamparaforaoquepareciamsergrandessacosplásticos,cheiosdelixo, todososdias.Euestavapresaaoleito,maspensei:“Nãotenhoesselixotodo!” Quando os interpelei, eles responderamque estavamapenas retirando o lixo. Somente depois, quandofuicapazdemelocomoverumpoucomais,percebiqueelesvinhammeroubandotodososdias. Tinhamlevadonãoapenascoisasdevalorcomotambémaspoucaslembrançasquerestaramquandoa minhaúltimacasapegoufogo.Meucoraçãoéresistente,demodoquenãotiveumenfarte.Eudeveria perdoar,masnãoquero.Aindanão.Nãoestounemmesmomeesforçandoparaisso.Éóbvioqueainda nãoestoupronta.

Comfrequência,apessoaqueprecisamosperdoarsomosnósmesmos.Temosquenosperdoarpelo

quefizemosepeloquedeixamosdefazer.Semprequeacharmosquecometemosumerro,devemosnos

perdoar;sesentirmosquenãoaprendemosumalição,precisamosnosperdoarpornãoteraprendido.

Perdoarnãoéacusar,mascompreenderosmotivosquenoslevaramacometeraquiloquepercebemos

comoerroouofensaaalguém.Eaprendercomaexperiência.

DK

ElisabethMannaindaprecisaseperdoardiariamentepelastrágicassituaçõesemquefoilançada aindatãojovem. Quando ela e a sua família chegarama Auschwitz, ficaramdiante de soldados armados que perguntaramaelaquantosanostinhaoseuirmão.Eladissequeeletinhatrezeanoseacrescentoucom orgulhoque,deacordocomatradiçãojudaica,eleeraagoraummitzvah,umhomem. Ao perceber que os homens eramimediatamente enviados para a câmara de gás enquanto as criançaserampoupadas,elaachouqueoseucomentáriotinhacondenadoseuirmãoàmorte. “Seeutivesseditoqueeleeraomaisjovem,talvezmeuirmãoestivessevivoatéhoje;seeutivesse ficadoquieta,talveznãootivessemmatado.Frequentementesintoqueoenvieiparaamorte.” AtéhojeElisabethsentesaudadesdoirmãomaisjovemesepergunta“ese”. Elaprecisacontinuaraprocuraroperdãonocoraçãoparaessaculpageradaporumatopeloquala criançaqueelaeranãopodiaserresponsável. AmaioriadenósnãoprecisalidarcomquestõestãosériasquantoasdeElisabethMann.Masnós nos consideramos frequentemente inadequados oumesmo maus. Uma maneira de nos perdoarmos é compreendendo que a nossa ignorância ouimaturidade não nos oferecia outra alternativa. Ninguém decide:“Oh,esteseráumgrandeerroquevoucometer”ou“Voufazeristoporquevoumesentirmuito malportermagoadoouprejudicadoalguém”.Nomomentoachamosqueestávamosfazendoacoisacerta, e é por esse motivo que precisamos nos perdoar. E mesmo se ferimos alguém de propósito, provavelmente o fizemos porque estávamos sofrendo. Se pudéssemos ter escolhido melhor e mais livremente,équasecertoqueteríamosfeitooutraescolha. Estamosnomundoparacometererros,paramagoaracidentalmenteunsaosoutros,paranossentir perdidosdevezemquando.Sefôssemosperfeitos,nãoestaríamosaqui.Eaúnicamaneiradeaprendera nosperdoarécometendoalgunserros.Fizemosoquefizemosporquesomoshumanos.Casotenhamos feitoumacoisaterrívelapontodenãoconseguirnosperdoar,semprepodemosentregarasituaçãoa

Deus.Podemosdizer:“MeuDeus,aindanãoconsigomeperdoar.Vocêpodemeperdoaremeajudara

encontraroperdão?”

Lembre-sedequeoperdãonãoéumatarefaqueaconteceumaveznavida,esimumtrabalho

permanente.Eleéonossoplanodemanutençãoespiritual.Operdãonosajudaapermanecerempazeem

contatocomoamor.Anossaúnicatarefaquandonosmagoamounosacusamosporterferidoalguémé

tentarabrirnovamenteocoração.

DÉCIMOQUARTOCAPÍTULO

Aliçãodafelicidade

EKR

Terry,umhomemdequarentaecincoanosquetiveraumdiagnósticodepoucotempodevida, estavapassandoseusúltimosdiasemumaclínicaparadoentesterminais.Quandooconheci,elemedisse quesesentiamuitobem.Intrigadacomasuaalegredisposição,fizperguntasarespeitodasuadoença. Verifiquei que ele não estava cmumprocesso de negação;a sua resposta foi clara e baseada na realidade. Perguntei então: “Como você vive sabendo que vai morrer? Todos nós sabemos, intelectualmente,queanossamorteviráumdia,masvocêvivecomoconhecimentobastanterealdeque poderámorrerembreve.” Terryrespondeu:“Euconvivomuitobemcomaideia.Naverdade,estoumaisfelizagoradoque jamais imaginei ser possível. Por mais estranho que pareça, fui infeliza maior parte da vida. Eu simplesmenteaceitavapassivamenteoquemeaconteciae,apesardainsatisfação,achavaqueaquiloera omelhorqueeupodiater.Masagora,queomeutempoestálimitado,consigocontemplaravidae chegueiàconclusãodequeenquantoeuestivervivoqueroestarplenamentevivo,e,quandomorrer, queroassumirplenamenteminhamorte.Tambémpenseinoqueeuquerofazerantesdepartir.Epode acreditarquetudoissomefazmaisfelizdoquejamaisfui.” Algoarespeitodosignificadodavidamudaquandocompreendemosprofundamentequenãovamos durarparasempre.Oopostotambéméverdadeiro:nãoéraroouvirdaspessoasquesecuramqueelas foram mais felizes quando achavam que seus dias estavam contados. Nós nos dedicamos mais intensamente à nossa felicidade quando entendemos, como Terry, que o nosso tempo é limitado e realmenteprecisamosfazercomquecadaminutotenhaumsignificadoespecial. Quasetodosnóspensamosnafelicidadecomoumareaçãoaoqueaconteceexternamente,maselaé naverdadeumestadomentalquetemmuitopoucoavercomoquesepassaànossavolta.Muitas pessoasestavamcertasdequeseriamcompletamentefelizesquandoconseguissemumadeterminada coisaesesurpreenderamaoconstatarqueficaraminsatisfeitaseinfelizesquandoaquiloquedesejavam aconteceu.Constatamosrepetidamentequeafelicidadeduradouranãoéencontradaemumbilhetede loteriapremiado,emumcorpobonitoounaeliminaçãodasrugas.Todasessascoisasdãoumaalegria temporária,masaemoçãopassarapidamenteelogovoltamosasertãofelizesouinfelizesquantoéramos antes. Ébomereconfortantesaberquerecebemostudodequeprecisamosparaserfelizes.Otristeé perceber quefrequentementenãosabemosusaroquenosfoi dado.Estejamcertos: anossamente, coraçãoealmaforamfeitosparaafelicidade.Todomundoécapazdeencontrarafelicidade.Basta procurá-lanoslugarescertos. Emboraafelicidadesejaonossoestadonatural,fomostreinadosparanossentirmosmaisàvontade comainfelicidade.Porestranhoquepareça,nãoestamosacostumadosàfelicidade:àsvezeselanos incomoda,comosenãoamerecêssemos.Pensebemeverifiquesefrequentementevocêpensaopiora respeitodealguémoudeumasituação,setematendênciadeveroladonegativodascoisasoudefazer ospioresprognósticos.Poressarazão,vocêprecisaseesforçarconscientementeparasesentirbemcom aideiadeserfelizeparasecomprometercomafelicidade. Oprimeiropassoconsisteemaceitaranoçãodequeencontrarafelicidadeéessencialmenteo

nossopropósitonavida.Muitaspessoascensuramestepontodevista,considerando-oegocêntricoe insensível.Porqueresistimosàideiadequeafinalidadedavidaéserfeliz? Muitas vezes, ao pensar nos milhares de pessoas que têm menos sorte do que nós, vivem dificuldadesesofremtragédias,nossentimosculpadosquandoestamosfelizesequandonosesforçamos paraalcançarafelicidade. “Porquedevoserfeliz?”,muitosperguntam.Arespostaéquesomostodosfilhospreciososde Deus.Fomosdestinadosadesfrutartodasasmaravilhasquenoscercam.Lembre-sedequevocêémais capazdesedaraosoutrosquandoestáfeliz.Quandovocêsentesatisfaçãoporterosuficiente,nãoagirá emfunçãodanecessidadeoudacarência.Vocêsentiráquetemalgoaofereceraosqueestãoàsuavolta, vocêestarámaisdisponívelparacompartilharoseutempo,oseudinheiroeasuafelicidade. Na realidade, as pessoas verdadeiramente felizes são as menos egoístas e egocêntricas. Elas frequentemente doamo seutempo e os seus serviços, são comfrequência mais gentis e amorosas, perdoamcommaisfacilidadeesãomaiscarinhosasdoqueaspessoasinfelizes.Ainfelicidadegeraum comportamentoegoístaeagressivo,aopassoqueafelicidadeexpandeanossacapacidadeamorosade doação.

Averdadeirafelicidade,afelicidademaisprofunda,nãoresultadeumevento,nãodependedas circunstâncias.Évocê,enãooqueestáacontecendoàsuavolta,quedeterminaasuafelicidade. Uma mulher chamada Audrey compreendeu esse fato quando foi anfitriã de um evento cuja finalidadeeraangariarfundosparaadoençadeLouGehrig.Audreynãoeraapenasanfitriãdoeventode caridade;elaprópriasofriadadoença. Pelasegundavezelaseapresentavacomovoluntáriaparaseranfitriãdoevento.Naprimeira,dez anosantes,Audreyacabaradereceberodiagnósticoesabiaquetinhamuitosanosdevidapelafrente. Masagoraadoençaprogrediramuitoeelasabiaquetalvezestafosseaúltimavezemqueseriacapazde desempenharessepapel. “Euqueriamuitoserumavezmaisaanfitriã”,declarouAudrey.“Aprenditantonosúltimosdez anos,acumuleitantaexperiênciaeconhecimento.Naprimeiravezeueramuitoingênuaenãosoubelidar comosproblemasqueaconteceram,sobretudoacompetiçãoeosconflitosentreosorganizadores.Estava certadequedestavezeumesairiamelhoremesentiaestimulada.Mas,passadaspoucassemanasdo iníciodoplanejamento,osmesmosproblemasderelacionamentovoltaramaacontecer.Eunãopodia entender.Viviachorando.Eunãoestavaconseguindomesairmelhordoquemesaíraanosantes! “Comeceiamerecriminar.Euestavatãocertadequetinhacrescidoemudado.Derepenteentendi:

eutinhamudado,masascircunstâncias,não.Porqueeudeviaesperarquenãohouvesseproblemas?Isso eraimpossível.Percebiqueosproblemasnãotinhamdesaparecido,maseueracapazdelidarcomeles deummododiferente.Esteeraograndedesafioefaziatodaadiferençadomundo.Quandopareide tentarmodificarascircunstâncias,tudomelhorou.Fiqueimaisfeliz.Oeventofoiumgrandesucesso.” Afelicidadenãodependetantodoqueacontecequantodamaneiracomolidamoscomoqueocorre. Anossafelicidadeédeterminadapelomodocomopercebemos,interpretamoseassimilamosoque acontececomnossasemoções.Eanossaformadeperceber ascoisasdependedonossoempenho. Estamosempenhadosemveropiorouomelhornaspessoasenassituações?Ascoisasemquenos concentramos,paraasquaisvoltamosanossaatenção,assumemumadimensãoexageradaparamelhorou parapior.Sevemosopassadosobumaluznegativa,senosconcentramosnasfalhaseinsucessos, considerando-osfracassosenãoprocessosdeaprendizagem,vivemosopresentedeformanegativae preparamosumfuturoamargo.Nãodeixequeopassadosejaumabagagempesadadecarregarque dificultasuacaminhadanopresenteemdireçãoaofuturo.Recolhadessabagagemoqueelatemde melhor,oqueincluioquechamamosde“erroseinsucessos”àmedidaquenosajudaramacrescer.Evite tudoaquiloqueoprimaetornemaislentooseuprogressoemdireçãoàfelicidade.

Afelicidadeéonossoestadonatural.Nãodeixequeasidéiasdecomoascoisas“deveriamser”

impeçamvocêdeusufruirtodasasalegriasgrandesepequenasquecadadiaofereceefazemanossa

felicidade.

Fazercomparaçõeséprovavelmenteocaminhomaiscurtoparaainfelicidade.Nuncapodemosser felizessenoscomparamosaosoutros.Independentementedequemsomos,doquetemosoudoque podemosfazer,sempretemosmenosdoqueoutrapessoadeumjeitooudeoutro.Apessoamaisricado mundonãoéamaisbonita;apessoamaislindadomundonãoéamaisinteligente;amaisinteligentenão temomelhorcasamento;aquetemomelhorcasamentonãotemosfilhosmaisbrilhantes;eassimpor diante. Se nos concentrarmos emfazer comparações comos outros, nos sentiremos completamente miseráveis. Nem precisamos de outras pessoas para fazer essas comparações destrutivas; se nos compararmoscomoquefomosnopassadooucomnossasexpectativasparaofuturo,chegaremosao mesmoresultado.Afelicidadedecorredenosaceitarmoscomosomos,comnossoslimitesetalentos, semnoscompararcomosoutros,sempensaremcomoéramosounamaneiracomoreceamosqueiremos ser.

Vivemoseviajamosna“TerradoQuando”,dizendoanósmesmosqueseremosfelizesquando certascoisasacontecerem:quandoeucomeçarnonovoemprego,quandoeuencontrarapessoacerta, quandoascriançascrescerem.Ficamosemgeralenormementedesapontadosquando,aoconseguiras coisaspelasquaisestávamosesperando,nãoalcançamosafelicidadeidealizada.Paranosconsolar, criamosumnovoconjuntode“quandos”:quandoeuforpromovido,quandomemudarparaumacasa maior,quandoos filhos forempara a faculdade.Conseguir os nossos “quandos” nunca nos satisfaz plenamenteoupormuitotempo.Paraalcançarafelicidade,temosquefazerqueoquandosejaagora.F claroqueumapromoçãonoemprego,oencontrocomapessoacerta,amudançaparaumlugarmelhor nostrazemalegriaecontribuemparaquenossintamosfelizes.Masagrandedescobertaestáemsaber queafelicidadenãoéconsequênciadeacontecimentosexternos.Afelicidadeéumacapacidadeinterior deseadequaràrealidadeeextrairdela,todasasalegriaspossíveis. Comfrequência,nãovemosasituaçãocomorealmenteelaé.Emvezdisso,nósnosconcentramosna imagem de como a situação “deveria” parecer ou ser. Ao projetar as nossas exigências nas circunstâncias,negamosaverdade.Vemosilusões.Enxergaraverdadeésaberque,independentemente doquepossaestaracontecendo,ouniversosemovenadireçãoprevista.Époressemotivoqueonosso destinonuncasedesviadoseucurso.Queroseventosdanossavidasejamosmelhoresouospiores,o mundoestápreparadoparatrabalharenosconduziràsliçõesdeprecisamos.Estáprojetadoparanos levarnadireçãodaalegriaenãoparanosafastardela,mesmoquandoachamosqueascoisasestão seguindonadireçãoerrada.NãoexistenenhumproblemaousituaçãocomqueDeusnãoconsigalidar.O mesmoéverdadeemrelaçãoanós. Avidanospõediantedetodosostiposdeparadoxos.Mike,detrintaeumanos,estavavisitandoo pai,Howard,desessentaenove,quetinhacâncerdecólon.Osmédicosnãosabiamaocertooque preverparaofuturoenquantoadoençasearrastava.AsvisitasdeMikeeramcurtasepoucofrequentes. Emborafosseumhomemamoroso,eletinhamuitosproblemascomopaienãogostavadamulherqueera asuamadrastahácincoanos. Certodia,Mikefoiàcasadopaidepoisdotrabalho,masnãooencontrou.OseutioWalter,irmão deHoward,ofezentrarepediuqueesperasse,dizendoqueHowardtinhaidoaomédico. Sentadonasaladacasadopai,Mikeestavainquietoeolhavatodahoraparaorelógio.Passaram-se cincominutos,dez,vinte.Finalmente,eleligouparaumamigoedisse:“Voudarmaisdezminutosaomeu paiedepoisvoudeixarumbilhete.Fizaminhaparte,vimvisitá-lo.Nãotenhoculpaseelenãoestá aqui.” OtioWalter,queestavanacozinha,nãopôdedeixardeouvirotelefonema.Elepediudesculpasao

sobrinhoporterescutadoaconversaedepoisperguntouaMikesepodiadarumconselho.

“Claro”,disseMike.“Porquenão?”

“Omeupai,seuavô,morreuquandoeutinhatrintaepoucosanos.Maisoumenosasuaidade.Faz

maisdequarentaanosqueelemorreu.Averdadeéquemeupaieraumapessoaproblemática,e,quando

elefaleceu,meussentimentosarespeitodeleficaramconfusos.Hojeolhoparatráseperceboumdos

paradoxosdavida:avidaélongamasotempoécurto.

Depoisdeeleestarmortohádez,vinte,trintaanos,comeceiacompreenderquetinhapassadomuito

poucotempocommeupai.Enquantoeleaindaestavavivo,eunãoentendiqueaminhavidaeralonga,

masqueotempodeleeracurto.

“Euseicomovocêsesentearespeitodoseupai.Eleémeuirmãoeseiquenãoémuitofácil

relacionar-senemcomelenemcomsuamadrasta.Seitambémquevocêtalveznãoconsigaresolveros

seusproblemascomseupai.Masimaginoquevocêachaquehátempoparasolucioná-losporquevocê

aindavaiviverumlongotempo.Oseupaiestácomcâncerenãovaivivertanto.”

OconselhodotiofezcomqueMikevisseascoisasdeoutramaneira.Elecompreendeuquepodia

continuarsentindoraivadopaipormaiscinquentaanos,masnãoteriaopaicomeleessetempotodo.

Decidiupassarmaistempocomopaieprocurardarmaisafetonoconvívio.Quandoasvisitasdeixaram

deserobrigação,opaiseabriucomofilho,contandoepisódiosdesuavidaqueMikedesconheciaeque

explicavamdecertamaneiraomododeserdeHoward.Quandoopaimorreu,Miketeveasensaçãode

queaproveitaraaqueletempocurtoparadissolverbastantearaivaqueiriacarregarportodososanosde

suavida.

Achamos que seremos felizes quando nos livrarmos dos problemas ou deixarmos para trás momentosdesagradáveisdavida.Temosumaconcepçãofalsadoqueéavida,eporissonosdeixamos atingirtantoporseusaltosebaixos.Masnaverdadeavidaéfeitadealtosebaixos.Nãoexisteobem semomal,aluzsemaescuridão,odiasemanoite,oamanhecersemoentardecer,aperfeiçãosema imperfeição. E vivemos inevitavelmente no meio desses opostos, dessas contradições e desses paradoxos. Somosumamassadecontradições.Sempretentandosermais,eaomesmotempotentandoaceitare amaranósmesmosexatamentecomosomos.Nósnossentimoscomoseresmateriais,emborasaibamos que também somos seres espirituais. Sofremos, mas podemos superar o sofrimento. Podemos experimentaraperda,masoamorficaconoscoparasempre.Vivemoscomosefôssemoseternos,apesar desaberqueavidaélimitada.Vivemosemummundorepletodemaisemenos,comciclosdeescasseze abundância,grandezaepequenez.Seconseguirmosreconhecereaceitaressesopostos,seremosmais felizes.Porqueoequilíbriodavidaéfeitodeopostos. Lidar comesseequilíbriosignificaentender queavidanãogiraemtornodosnossosgrandes momentos,comoapromoçãoeocasamento.Avidasobretudoocorrenointervaloentreosgrandes momentos.Grandepartedoqueprecisamosaprenderseencontranospequenoseventosdavida.

EKR

Preenchoamaiorpartedomeutempoapenasexistindo.Seascoisasvãosersempreassim,espero morrer em breve. Como mencionei, frequentemente sinto-me como um avião parado na pista. Eu prefeririavoltarparaohangar,oquequerdizermelhorar,oufinalmentedecolar.Setivesseescolha,eu viveria,seissosignificassevoltaraandar,podertrabalharnojardim,sercapaz,enfim,defazerascoisas

queadorofazer.Sevouviver,euqueroviverplenamente.

Agoraapenasexisto,nãovivo.Masmesmonesseexistirocorrempequenosmomentosdefelicidade.

Ficofelizquandomeusfilhosvêmmevisitareespecialmentefelizquandopossobrincarcomaminha

novaneta,Sylvia.EAnna,amulherquecuidademimagora,tambémmefazfeliz,porqueelamefazrir.

Essespequenosmomentostornamoexistirsuportável.

DK

UmmomentoinegavelmenteimportanteocorreunahistóriaquandoJonasSalkdescobriuavacina contra a paralisia infantil na década de cinquenta. Perguntarama ele se pretendia patentear a sua descoberta. Se tivesse feito isso, ele teria se tornado umdos homens mais ricos do mundo. Salk respondeu:“Osraiosdosolnãosãomeusparaqueeupossapatenteá-loseestavacinatambémnãoé minha.” Amaioriadaspessoaspensaria:“Oh,quemagníficosacrifício,quegrandemomento!Seaomenos eutivesseummomentocomoesse,achancedesertãonobreesábio,euseriaextremamentepoderosoe feliz.” Temosatendênciadeesperarporessesgrandesmomentospararealmente“viveravida”.Mas participeideumamesa-redondacomoDr.Salknadécadadeoitentaepudeobservarcomoeletratava comamor,respeitoeumgrandeinteresseosdetalhesmaissimples,comoperguntasbanaisvindasda plateia. Nos menores aspectos da vida, ele encontrava os maiores. Nos comuns, ele descobria os especiais.

Umdosmaioresparadoxoscomquetemosquelidar sãooquechamamosdenossosaspectos escurosousombrios.Frequentementetentamosnoslivrardeles,masaideiadequepodemosbaniros nossos“aspectossombrios”éirrealistaeimpossível.Precisamosencontrarumequilíbrioentreasnossas forçasopostas.Oatodeequilíbrioédifícil,masfazpartedavida.Seconseguirmospercebernossos movimentosinternoscomoumaexperiênciatãonaturalquantoadanoiteseseguiraodia,encontraremos maissatisfaçãoepazdoquesetentarmosfingirqueanoitenuncachegará.Avidatemtempestadesque semprepassam.Assimcomonuncahouveumdiaquenãodessepassagemànoiteouumatempestadeque durasseparasempre,nósnosmovemosdeumladoparaooutronessepêndulodavida.Experimentamos obemeomal,odiaeanoite,oyineoyang.Frequentementeensinamosexatamenteoqueprecisamos aprender. Vivemosnessesparadoxos,nosinúmerosempurrõesepuxões.Emborasejaverdadequeanossa felicidadenãodependedascircunstânciasexternas,somossemdúvidaafetadospeloqueaconteceà nossavolta.Seriapoucorealistaeatécrueldizeraalguémqueestejavivendoumatragédia:“Issonão deveria afetar você.” Por tudo se paga um preço. E fundamental lembrar, quando passamos por sofrimentosoumomentospenosos,quequasesempreénaspioressituaçõesquecrescemos.Superamos astragédias,eseguimosadianteembuscadafelicidade,assimcomoosolatravessaaescuridão.Eno meiodamorteàsvezesencontramosavida.

Precisamosaprenderalgumascoisasparaencontrarafelicidade-edesaprenderoutras.Temosque

treinaramenteparapensardeumamaneiratotalmentediferentedaqueomundonosensinou.Precisamos

praticarparadesaprenderomodonegativodepensar.Praticamosprocurandooaspectopositivode

qualquersituação.Nãosetratadeotimismoirreal.Todaequalquersituaçãotemseuladopositivo.Não

estoufalandonecessariamentedealegria,estoufalandodecrescimento.Napróximavezemquealguém

oualgumacoisaaborreceroufrustrarvocê,pratiqueafelicidade.Seiperfeitamentequenãoéfácil,mas

tenhocertezadequeconseguirásermuitomaisfelizsevocêcomeçarapraticaressabuscadolado

positivodassituações.

Examineosseuspadrõesdecomportamento.Verifiquequaissãoosseuscomportamentosquelhe

trazemfelicidadeeosquelhedesagradamoulevamvocêaodesespero.Façamudanças,internase

externas.Fecharacarafazvocêfeliz?Gritarcomumapessoaouagredi-lafazvocêsesentirbemdurante

muitotempo?Falarmaldosoutroslhedáumasatisfaçãoduradoura?Quandovocêdemonstradelicadeza

comalguém,vocêsesentefeliz?Tersolidariedadeecompaixãocontribuiparaasuafelicidade?

Quandovocêestivernumaretençãodetrânsito,emvezdeseexasperarexingar,olheàsuavoltae

percebaquetodomundoestánomesmobarco.Pensequedentrodecadacarrohásereshumanoscom

seussonhos,seusproblemas,seustalentosesuasdores.Habitue-seasergentilcomasoutraspessoas.

Pratiqueabondadeanonimamente.Deixededizerumapalavraquepoderiaferir.Façaporumapessoa

algoqueencerrecarinhooucompaixãosemnuncacontaraninguém.

DK

EmumaviagemaoEgito,mevisentadodoladodeforadeumantigotemplodedicadoàcura. Quandopercebiqueaindafaltavaumahoraparaoencontroqueeutinhamarcadocomumamigo,fiquei aborrecido.Semteraondeir,permanecisentadodiantedotemploolhandoaspessoasqueiamvisitá-lo. Comeceiexaminandoorostodelas,observando-asenquantoelasliamumaplacaquedescreviaotemplo eosseuspoderesdecura.Emepergunteiquetipodecuracadaumadaquelaspessoaspoderiaestar pedindo.Penseientão:“Ese,emvezdemesentirinfelizporquetenhoumahoradeesperaàminhafrente, eurezar por cada pessoa quando ela entrar no templo?” Orei então para que aquelas pessoas se lembrassemdatotalidade,força,belezainata,condiçãoúnica,amoresabedoriaquepossuíam.Rezei pelacuradopassadoepelaesperançaeaberturadofuturodelas.Compreendiquedesejavaqueas mesmascoisasfossemcuradasemmim.Derepente,percebiquemeuamigotinhachegado.Ahoratinha passadomagicamenteefiqueisurpresocomosentimentodealegriaefelicidadequeeuestavasentindo.

Todosencontramosafelicidadedediferentesmaneiraseapartirdeliçõesdistintas.Asrespostasda

vidasãogeralmentesimples.Patrícia,umaagradávelsenhoradeoitentaetantosanos,expressaessa

ideiamagnificamente.Elasemprepareciamuitosatisfeitacomavida,eumdiaalguémlheperguntou:“A

senhoraétãofelizquantoparece?”

Patríciasorriuedisse:“Tiveumavidaboaeissomefazfeliz.Aprendihámuitosanosaescolheras

coisasquemefazemsentirbemesãoduradouras.Acadadia,inúmerassituaçõesseapresentam.Seeujá

asexperimenteiantes,melembrocomomesentiarespeitodelas.Aprendiaescolherasquemefazem

sentirbem.Seaindanãoviviaquelasituaçãoantes,procuroavaliarcomomesentiriadepoisdefazer

umaescolha.Muitasvezes,quandoestouinfeliz,perceboqueomeuestadodeespíritocontribuiparaeu

fazerumaescolhaquevaimedeixaraindamaisinfeliz.

“Esseprocessoquedurahámuitosanosmeensinouaescolheraquiloquemefazsentirbema

respeitodavida.Procureseconhecermelhorparafazerasescolhasmaisdeacordocomoseumodode

sereseusvalores.Escolhatambémaquiloquefazosoutrossesentirembem,desdequenãoviolentea

suamaneiradeser.Escolhaasaçõesquegeramumasatisfaçãoduradouraedasquaisvocêpodese

orgulhar.Vocêteráentãoescolhidooamor,avidaeafelicidade.Ésimplesassim.”

Últimalição

Hárelativamentepoucotempo,estávamosconversandocomumavelhaamiga.Paranossoespanto, essamédicabonitaebem-sucedidadequarentaetrêsanosqueixava-sedizendoqueerainfeliz. Elanoscontouquenãogostavadoseutrabalho,oquenosdeixousurpresos.Sabíamosqueelaera médicaeprofessorademedicinaemumaimportanteuniversidadeedesfrutavaumenormesucesso.No entanto,elaqueriamais.“Masasuacarreiraémagnífica”,comentamos.“Háalgoerrado?” “Nãomesintofelizprofissionalmente.” Quandoafirmouquenãojulgavaestarcontribuindoobastanteparaasociedade,perguntamos:“Você nãotrabalhacomovoluntária,àssextas-feiras,noatendimentogratuito?Vocênãodápalestraseaulas semcobrar nada sempre que possível? Alémdisso, você faz doações para várias instituições de caridade,nãoémesmo?” “Tudoissoéverdade”,respondeu.“Masnãoésuficiente.” Quandoelacomeçouadizerquequeriafazerumacirurgiaplástica,ficamosestupefatos.“Umacoisa levenorosto”,eladisse,“umimplantedequeixoeumpoucodecolágeno.” Nãohánadadeerradocomacirurgiaplástica,masestávamosdiantedeumabelamulherque pareciaimpecável.Finalmente,elapediuanossaopinião.Olhamosumparaooutro,semsaberoque dizer.Essa mulher tinha umcasamentofeliz,uma enorme quantidade de bens,era inteligente,bem- sucedida,bonita,rica,altamenterespeitada,enoentantoachavaqueseudesempenhodeixavaadesejar, quenãodavaosuficientedesimesmaetinhaumaaparênciainsatisfatória.Concluímosqueelaprecisava trabalharoseuinterior,emvezdemudaroexterior.Seelanãoconseguiasentirosucessoquedesfrutava, comopoderiasentirqualqueroutracoisa?Seelanãoapreciavaasuabelezaagora,porquesesentiria diferentedepoisdaplástica?Seelanãosesentiabemcomrelaçãoaospresentesquedava,seráquedoar maistempoedinheirofariaalgumadiferença?Trabalharosaspectosexternosnãoestavaajudando:ela precisavaapenastomarpossedoqueera. Comoessamulher,umincontávelnúmerodepessoasrecebeutudodequeprecisaparafazeravida funcionar.Nemtodassãotãorealizadasebonitascomoela,masinúmerastêmtudodequenecessitam paraserfelizes,enãosão.Nãoestamossatisfeitoscomoquerealizamos,sejapoucooumuito.Não gostamosdanossaaparência.Vivemosquerendomais,semsaberaocertodoquesetrata. Quandodamosaconselhamento,verificamosqueaspessoasfrequentementenãolevamemcontaou negama sua bondade.Algumas das mais dedicadas,altruístas e amorosas parecemnãoperceber o impacto que exercem no mundo. É incrível a quantidade de pessoas generosas que parecem dolorosamenteinconscientesdoseudom,comosefossemincapazesdeenxergaraverdadearespeitode quemrealmentesão. Percebemosque,comfrequência,aspessoassóreconhecemseuprópriovalornofinaldavida. Precisamostomarconsciêncianocorrerdavidadabondadequeexistedentrodenóseajudarosoutrosa sedaremcontadequesãopreciosos,únicosecapazesdeaçõesquecontribuemparaafelicidadedeles mesmosedetodososqueoscercam.Trazendoàtonaoquetemosdemelhor,poderemosagirdeacordo comessavisãoefazerdomundoumlugarmelhorparatodos. Doinícioaofim,avidaéumaescolacompleta,comtestesedesafiosdestinadosacadaserhumano. Depoisqueaprendemostudoquepodemosaprendereensinamostudoquepodemosensinar,voltamos paracasa. Àsvezesédifícilperceberquaissãoasliçõesquenóseosoutrosdevemosaprender.Édifícil entender,porexemplo,queascriançasquemorremmuitocedopodemternascidoparaensinaraospaiso queéacompaixãoeoamor.Éfácilpensararespeitodealguém:“Oh,comoétriste,elenãoaprendeua liçãodoperdãoantesdemorrer.”Masprovavelmenteessapessoaaprendeuoquetinhaqueaprenderou

podiaaprender.Étambémpossívelqueasoportunidadesdeaprenderlhetenhamsidoapresentadas,mas elaescolheuignorá-las.Equemsabe?Talvezelanãoestivessedestinadaareceberaliçãodoperdão. Talvezvocêtenharecebidoumaoportunidadedeaprenderaliçãodoperdãoobservando-a.Todosnósao mesmotempoaprendemoseensinamos. Quandovemospessoasserematingidaspor verdadeiraserepetidascalamidades,podemosnos perguntar por que elas receberamtantas provas e por que Deus parece tãoimplacável.Passar por provaçõesécomoserumapedradentrodeumtambor.Somosjogadosdeumladoparaooutroesomos feridos,massaímosmaispolidosevaliososdoquenunca,preparadosparaliçõesmaiores,desafiosmais grandiososeumavidamaisplena.Todosospesadelossetransformamembênçãosqueseintegramà vida.SetivéssemosprotegidooGrandGanyondastempestadesdeventoqueocriaram,nãoveríamosa belezamagníficados seus entalhes.Talvezsejapor issoquetantos pacientes nos disseramque,se pudessemmagicamentevoltaraopontoimediatamenteanterioràqueleemquecontraíramocâncerou outradoençamortaleapagaroqueviriadepois,elesnãoofariam. Demuitasmaneiras,aperdanosmostraoqueéprecioso,enquantooamornosensinaquemnós somos.Osrelacionamentosnosrevelamparanósmesmosenosfornecemmaravilhosasoportunidadesde crescimento.Omedo,araiva,aculpa,apaciênciaemesmootemposetornamnossosgrandesmestres. Crescemosaténosnossosmomentosmaissombrios.Éimportantequevocêsaibaquemvocêénesta vida.Nonossocrescimento,atémesmoonossomaiormedo,amorte,podetornar-secadavezmenor. PensenoqueMichelangelosalientou:“Seavidaéconsideradaagradável,amortetambémdevesê-lo. Elavemdamãodomesmomestre.”Emoutraspalavras,amesmamãoquenosdávida,felicidade,amor eoutrascoisasboasnãovaifazerdamorteumaexperiênciahorrível.Comoalguémdissecertavez:os finaissãoapenasiníciosinvertidos.

Nocomeçodestelivro,Michelangelonosdissequeasbelasesculturascriadasporelejáestavam

presentesdentrodaspedras.Bastouremoveroexcessopararevelarapreciosaessênciaquesempre

estevelá.Vocêfazamesmacoisaenquantoaprendeasliçõesnasuavida:vocêretiraoexcessopara

revelarosermaravilhosoqueexistedoladodedentro.

Pedimosaosqueestãomorrendoquesejamnossosmestresporquenãopodemosexperimentara

morteantesdotempo.Precisamoscontarcomaquelesqueenfrentaramdoençasqueameaçamavidapara

seremnossosinstrutores.

Escrevemosestelivroparaextrairasliçõesdolimitedavidaeoferecê-lasàspessoasqueainda

têmmuitotempopararealizarmudançasedesfrutarosresultados.

Umadasliçõesmaissurpreendentesqueosnossosmestresofereceméqueavidanãoterminacomo

diagnósticodeumadoençaterminal.Aocontrário,éaíqueelacomeçamaisplenamente.Aoreconhecera

realidadeconcretadamorte,osdoentescompreendemqueaindaestãovivos,quetêmqueviveravidano

agoraporque,assimcomonós,sótêmessavidaagora.Aprincipalliçãoqueosqueestãoàbeirada

mortenosensinamévivercadadiaomaisplenamentepossível.

Quandofoiaúltimavezquevocêrealmenteolhouparaomar?Ousentiuocheirodaterramolhada

pelachuva?Tocouapenugemdacabeçadeumbebê?Verdadeiramentesaboreouedesfrutouacomida?

Andoucomospésdescalçosnagrama?Contemplouanoiteestrelada?Deslumbrou-secomumnascerdo

soloudaluacheia?Ésemprebenéficoouvirosqueseaproximamdamortedizeremquequeremolhar

umavezmaisparaasestrelasoucontemplarooceano.Muitosdenósmoramospertodomar,masnunca

nosdamosaotrabalhodecontemplarseumovimento,amudançadecores,osubiredescerdasmarés.

Todosvivemosdebaixodasestrelas,masquantasvezesolhamosparaocéu?Seráquedefatotocamose

provamosavida,vemosesentimosoextraordinárioqueexistenoordináriodecadadia?

Existeumditadoquedizquesemprequeumbebênasce,Deusdecidiuqueomundovaicontinuar.

Damesmamaneira,cadadiaquevocêacordaéumadádivadavidaparaserexperimentada.Vocêtema consciênciadeviverplenamenteseudiaousedeixalevarpelarotinaoupelosacontecimentos? Você não vai receber outra vida como esta. Você nunca mais vai desempenhar este papel e experimentarestavidacomofoidadaavocê.Vocênuncamaisvivenciaráomundocomonoconjuntode circunstânciasdestavida,exatamentedestamaneira,comessespais,filhosefamiliares.Vocênuncaterá novamente este grupo de amigos. Você não experimentará a Terra com todas as suas maravilhas novamentenesteperíododaHistória.Nãoespereomomentoemquedesejarádarumaúltimaolhadano oceano,nocéu,nasestrelasounaspessoasqueridas.Váolharagora.

FIM