Вы находитесь на странице: 1из 31

Manual do Usuário

~~~~~~~~~~~~~~~~~
Versão Console do RAR
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Bem-vindo ao Compressor RAR!
=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
Introdução
~~~~~~~~~~
O RAR é uma poderosa ferramenta que permite gerar e controlar arquivos.
O arquivo é geralmente, um arquivo regular, cujo nome possui o sufixo ".rar"
.
As funções do RAR incluem:
* Algoritmo de compressão original e altamente sofisticado
* Algoritmo de compressão especial otimizado para dados multimídia
* Maior compressão que as ferramentas semelhantes, utilizando compressão 's
ólida'
* Verificação de autenticidade (apenas nas versões registradas)
* Arquivos e volumes auto-extraíveis (SFX)
* Possibilidade de recuperar arquivos fisicamente danificados
* Bloqueio, senha, lista de organização de arquivos, arquivo de segurança e
muito mais ...
Arquivo de configuração
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
O RAR para Unix e BeOS lê as informações de configuração no arquivo
.rarrc no diretório do usuário (armazenado na variável de ambiente HOME).
O RAR para Windows lê as informações de configuração no arquivo rar.ini,
situado no mesmo diretório do arquivo rar.exe.
Esse arquivo poderá conter os seguintes textos:
seqüências=<qualquer seqüência do RAR, separados com um espaço>

Variável de ambiente
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Os parâmetros por padrão poderão ser adicionados à linha de comandos do
RAR estabelecendo uma variável de ambiente "RAR".
Por exemplo, no UNIX as seguintes linhas poderão ser adicionadas ao seu
perfil:
RAR='-s -md1024'
export RAR
O RAR irá utilizar este texto como os parâmetros por padrão na linha de
comandos e irá criar arquivos "sólidos" com um dicionário deslizante de
1024 KB.
O RAR processa as opções com a seguinte prioridade:
seqüências na linha de comandos - prioridade elevada
seqüências na variável RAR - prioridade baixa
seqüências armazenadas no arquivo de configuração - prioridade inferio
r

Arquivo de registro
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Se a seqüência -ilog for especificada na linha de comandos ou no arquivo de
configuração, o RAR irá salvar as mensagens informativas, respeitante aos
erros encontrados durante o processamento dos arquivos, num arquivo de
registro. No Unix e BeOS esse arquivo chama-se .rarlog e situa-se no
diretório do usuário. No Windows chama-se rar.log e está situado no mesmo
diretório do arquivo rar.exe.

A lista de organização de arquivos para compressão sólida - rarfiles.lst


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
rarfiles.lst contém listas de arquivos definidas pelo usuário que indicam
ao RAR a ordem de adição de arquivos para um arquivo sólido. Poderá conter
nomes de arquivos, incógnitas e uma entrada especial - $default. A
entrada por padrão define o local na lista organizadora dos arquivos não
constituintes do arquivo. O caractere do comentário é ';'.
No Windows esse arquivo deverá ser colocado no mesmo diretório do RAR,
no Unix e BeOS - para o diretório do usuário.
Sugestões para melhorar a compressão e velocidade da operação:
- os arquivos semelhantes deverão ser agrupados no arquivo;
- os arquivos frequentemente acessados deverão ser colocados no início.

Sintaxe do RAR na linha de comandos


~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Sintaxe
RAR <comando> [ -<seqüência> ] <arquivo> <@-lista de arquivos...>
[ <arquivos...> ]
Descrição
Opções na linha de comandos (comandos e comandos adicionais) fornecem o
controle da criação e gestão de arquivos no RAR. O comandos é um texto
(ou uma única letra) que comanda o RAR no sentido de efetuar a ação
correspondente.
Os comandos adicionais são preparados para modificar o modo de
funcionamento do RAR em relação à ação. Outros parâmetros são o nome
do arquivo e arquivos a serem comprimidos ou extraídos do arquivo.
Arquivo de lista são arquivos de texto claros contendo nomes de arquivos
para o processo.
Os nomes do arquivo devem iniciar na primeira coluna. É possível colocar
comentários para o arquivo lista após os caracteres //. Por exemplo,
você pode criar o arquivo backup.lst contendo as seguintes seqüências:
c:\trabalho\doc\*.txt //backup de documentos texto
c:\trabalho\imagem\*.bmp //backup de imagens
c:\trabalho\misc
e então executar:
rar a backup @backup.lst
Se você desejar ler nomes de arquivo stdin (entrada padrão),
especifique um nome da arquivo vazio (somente @).
O console Win32 do RAR utiliza codificação OEM (DOS) na lista de arquivos.
Você pode especificar ambos os nomes de arquivo e arquivos de
lista habituais na mesma linha de comando. Se nenhum arquivo
nem lista de arquivos são especificados, então *.* é implicado
e o RAR processará todos os arquivos.
No ambiente UNIX é necessário citar as incógnitas para prevenir a
expansão pelo shell. Por exemplo, este comando irá extrair os
arquivos *.asm dos arquivos RAR no caminho atual:
rar e '*.rar' '*.asm'

O comando poderá ser qualquer um dos seguintes:


a Adicionar arquivos ao arquivo.
Exemplo:
criar ou atualizar o arquivo existente myarch, adicionado todos os
arquivos no diretório atual
rar a myarch

c Adicionar um comentário ao arquivo. Os comentários são


apresentados durante o processamento do arquivo. O tamanho
do comentário está limitado em 62000 bytes
Exemplos:
rar c distrib.rar
Os comentários também poderão ser adicionados de um arquivo:
rar c -zinfo.txt dummy

cf Adiciona comentário aos arquivos. Os comentários dos arquivos


são apresentados quando o comando 'v' é inserido. O tamanho
do comentário está limitado em 32767 bytes.
Exemplo:
rar cf bigarch *.txt
ch Este comando pode ser usado com a maioria dos comandos adicionais
de arquivos para modificar seus parâmetros. É especialmente
conveniente para comandos adicionais -av, -cl, -cu, -tl, que não
tenha um comando dedicado.
Não é possível recomprimir, codificar ou decodificar dados de
compressão e ele não pode mesclar ou criar volumes. Se usados sem
quaisquer comandos adicionais, o comando 'ch' somente copia os
dados do arquivo sem modificação.
Exemplo:
configurar horário do arquivo para o arquivo mais recente
WinRAR ch -tl arquivos.rar

cw Gravar um comentário de um arquivo numa compressão específica.


O formato do arquivo de saída depende do camando adicional -sw.
Exemplos:
1) rar cw arquivo comment.txt
2) rar cw -scuc arquivo unicode.txt
3) rar cw arc

d Exclui arquivos do arquivo. Note, se do processamento deste comando


resultar na eliminação de todos os arquivos do arquivo, o arquivo
vazio será removido.

e Extrair arquivos para o diretório atual.

f Atualizar arquivos no arquivo. Atualiza os arquivos alterados


desde que foram comprimidos no arquivo. Este comando não irá
adicionar novos arquivos ao arquivo.

i[i|c|h|t]=<string>
Localiza seqüências em arquivos.
Suporta os seguintes parâmetros opcionais:
i - maiúsculas/minúsculas - busca dasativada (default);
c - maiúsculas/minúsculas - busca ativada;
h - busca hexadecimal;
t - use tabelas de caracteres ANSI, Unicode e OEM (somente Win32);
Se nenhum parâmetro for especificado, possibilitará o uso
da sintaxe de comando i<string> ao invés de i=<string>
Será permitido especificar 't' modificado com outros parâmetros,
por exemplo, ict=string executa a busca maiúsculas/minúsculas
usando toda a tabela de caracteres abaixo mencionados.
Exemplos:
1) rar "ic=first level" -r c:\*.rar *.txt
Executa a busca de maiúsculas/minúsculas da seqüência "primeiro
nível" em arquivos *.txt em arquivos comprimidos *.rar no disco c:
2) rar ih=f0e0aeaeab2d83e3a9 -r e:\textos
Busca pela seqüência hex f0 e0 ae ae ab 2d 83 e3 a9
em arquivos comprimidos rar no diretório e:\textos.

k Fechar arquivo. Qualquer comando cuja intenção seja modificar


o arquivo será ignorado.
Exemplo:
rar k final.rar

l[t] Apresenta os conteúdos do arquivo [técnico]. Os arquivos são


apresentados como no comando 'v' à exceção do caminho dos
arquivos. Exemplo: apenas o nome do arquivo é apresentado.
Informações técnicas opcionais são exibidas quando o
modificador 't' é utilizado.

m[f] Mover para o arquivo [apenas arquivos]. Ao mover arquivos e


diretórios irá resultar numa eliminação dos arquivos e
diretórios após uma operação de compressão bem sucedida.
Os diretórios não serão removidos se o modificador 'f' for
utilizado e/ou o comando adicional '-ed' for aplicado.

p Imprime o arquivo na saída.

r Repara um arquivo. A reparação de arquivos é efetuada em dois


estágios.
Primeiro, o arquivo danificado é analisado em busca da
recuperação de dados (ver o comando 'rr'). Se o arquivo contiver
recuperação de dados e se a porção dos dados danificados é contínua
e inferior a N*512 bytes, onde N é o número de setores de recuperaçã
o
colocados no arquivo, as hipóteses de uma reconstrução bem sucedida
do arquivo são elevadas. Quando esse estágio terminar, um novo arqui
vo
será criado, chamado rebuilt.arcname.rar.
Se um arquivo danificado não contém recuperação de dados ou se o
arquivo não foi completamente recuperado devidos a danos severos,
um segundo estágio é efetuado. Durante esse estágio apenas a
estrutura do arquivo é reconstruída e é impossível de recuperar
arquivos que falhem a validação de CRC, mas é ainda possível
recuperar arquivos não-danificados que estavam inacessíveis
devido à estrutura corrupta do arquivo. Na maior parte dos casos
isto só é útil para arquivos não-sólidos.
Quando o segundo estágio é concluído, o arquivo reconstruído será
guardado como rebuilt.arcname.rar.
Enquanto a recuperação está em progresso, o RAR poderá pedir a
assistência do usuário quando um arquivo suspeito é detectado.
Entrada suspeita
Nome: <nome possível>
Tamanho: <tamanho> Comprimido: <tamanho comprimido>
Adicioná-la: Sim/Não/Todas
Responda 'y' para adicionar esta entrada ao arquivo rebuilt.arcname.
rar.
Exemplo:
rar r buggy.rar

rn Renomear arquivos comprimidos.


A sintaxe de comando é:
rar rn <nomedoarquivo> <srcname1> <destname1> ... <srcnameN>
<destnameN>
Por exemplo, o seguinte comando:
rar rn dados.rar leiame.txt leiame.bak info.txt info.bak
renomeará leiame.txt para leiame.bak e info.txt para info.bak
no arquivo dados.rar.
É permitido usar caracteres especiais em nomes de origem e destino
para simples tranformações de nomes mudando extensões de arquivos.
Por exemplo:
rar rn dados.rar *.txt *.bak
irá renomear todos os arquivos *.txt para *.bak.
O RAR não verifica se o nome do arquivo de destino já está
presente no arquivo comprimido, então você precisa ser cuidadoso
para evitar nomes duplicados. É especialmente importante quando
você usa caracteres especiais. Este comando é potencialmente perigos
o,
porque um caractere errado pode corromper todos os nomes arquivados.

rr[N] Adicionar recuperação de dados. Opcionalmente, informações


redundantes (recuperação de dados) poderão ser adicionadas a
um arquivo. Isto irá resultar num pequeno aumento de tamanho
no arquivo e ajuda para recuperar arquivos comprimidos no caso
de uma falha no disquete ou perdas de dados de qualquer gênero.
A recuperação de dados pode conter até 32678 setores de
recuperação. O número de setores poderá ser especificado
diretamente no comando 'rr' (N = 1, 2 .. 8) ou se não for
especificado pelo usuário será selecionado automaticamente
de acordo com o tamanho do arquivo: um tamanho das
informações de recuperação serão sobre 1% do tamanho total do
arquivo, normalmente permitindo a recuperação de até 0.6% do
total do tamanho do arquivo de dados danificado.
É também possível especificar o tamanho do registro de
recuperação em %porcentos para o tamanho do arquivo. Somente
acrescente o caractere por cento para o parâmetro de comando.
Por exemplo:
rar rr3% nome_do_arquivo
Se os dados estão danificados de forma contínua então cada
setor-rr ajuda a recuperar 512 bytes de informação danificada.
Esse valor poderá ser inferior no caso de danos múltiplos.
O tamanho da recuperação de dados poderá ser aproximadamente
determinado pela seguinte fórmula <tamanho do arquivo>/256 +
<número de setores de recuperação>*512 bytes.

rv[N] Cria recuperação de volumes (arquivos .rev), que pode ser mais
tarde usado para reconstruir arquivos perdidos em um volume. Este
comando é sensível somente para compressão em multi-volumes e você
precisa especificar o nome do primeiro volume nas configurações
como o nome do arquivo. Por exemplo:
winrar rv3 dados.part01.rar
Esta característica pode ser útil em cópias de segurança ou,
por exemplo, quando você postar um arquivo multivolume para um
grupo de notícias e uma parte de assinantes não recebeer alguns
dos arquivos. Reenviar volumes recuperados em vez de volumes habitua
is
pode reduzir o número total de arquivos para reenvio.
Cada volume de recuperação pode reconstruir um volume RAR perdido
ou danificado. Por exemplo, se você tiver 30 volumes e 3 volumes
de recuperação, você pode reconstruir um dos 3 volumes perdidos.
Se o número de arquivos .rev for menor que o número de volumes
perdidos, reconstruir será impossível. O número total de volumes
habituais e recuperados não deve exceder 255.
Volumes originais RAR não deve ser modificado depois de criar
volumes de recuperação. O algoritmo de recuperação usa dados
armazenados em arquivos REV e em volumes RAR para reconstruir
volumes RAR perdidos. Então se você modificar volumes RAR,
por exemplo, feche eles, depois de criar arquivos REV, senão
o processo de recuperação falhará.
O parâmetro opcional <N> especifica um número de recuperação de
volumes para criar e deve ser menor que o número total dos volumes
RAR configurado. Você pode acrescentar também um caractere por
cento (%) para este parâmetro, neste caso o número de arquivos
.rev criados serão iguais a esta porcentagem tirada do número total
dos volumes RAR. Por exemplo:
winrar rv15% dados.part01.rar
O RAR reconstrói volumes perdidos e danificados ao usar o comando
'rc' ou automaticamente, se ele não localizar o próximo volume e
localiza o número exigido de arquivos .rev ao descomprimir.
As cópias originais de volumes danificados são renomeados para
*.bad antes de reconstrução. Por exemplo, nomedovolume.part03.rar
será renomeado para nomedovolume.part03.rar.bad.

s[nome] Converter um arquivo para SFX. O arquivo é embebido num módulo-SFX


(utilizando o módulo do arquivo default.sfx ou especificado no
comando adicional).
Na versão para Windows, default.sfx deverá ser colocado no mesmo
diretório do rar.exe, no Unix e BeOS - no diretório do usuário,
em /usr/lib ou /usr/local/lib.
s- Remove o módulo SFX do arquivo SFX já existente. O
RAR cria um novo arquivo sem o módulo SFX, o arquivo original
SFX não é excluído.
t Testar arquivos comprimidos. Este comando efetua uma extração
virtual, ao não salvar nada no fluxo de saída, para validar
o(s) arquivo(s) especificado(s).
Exemplos:
Testar os arquivos no diretório atual:
rar t *
ou para Unix:
rar t '*'
O usuário poderá testar arquivo em todas os sub-diretórios,
contidos no caminho atual:
rar t -r *
ou para Unix:
rar t -r '*'

u Atualizar arquivos no arquivo. Adiciona os arquivos não existente


no arquivo e atualiza os arquivos modificados desde a sua
compressão para o arquivo.

v[t,b] Apresenta detalhadamente os conteúdos do arquivo [técnico].


Os arquivos são apresentados utilizando o formato: caminho completo,
comentário do arquivo, tamanho original e comprimido, taxa de
compressão, data e hora da última atualização, atributos, CRC,
método de compressão e versão mínima requerida do RAR para a
extração. Informações técnicas opcionais serão apresentadas quando
o modificador 't' for utilizado.
Para apresentar os conteúdos de todos os volumes do arquivo,
utilize um asterisco
('*') em vez da extensão do arquivo ou utilize o comando
adicional '-v'.
Exemplo:
1) lista o conteúdo do arquivo system.rar (modo técnico)
e redireciona para o arquivo techlist.lst
rar vt system >techlist.lst
2) lista o conteúdo do arquivo tutorial.rar (modo de nomes de
arquivo bare)
rar vb tutorial

x Extrair arquivos com o caminho completo.


Exemplo:
rar x -av- -c- dime 10cents.txt
extrai o arquivo especificado para o caminho atual. A VA e os
comentários foram desativados.

Comandos adicionais (utilizados em conjunto com um comando):

-? Apresenta ajuda nos comandos e comandos adicionais. O mesmo


acontece quando nenhuma opção ou uma opção inválida é inserida
na linha de comandos.

-- Suspende a detecção de comandos adicionais


Este comando adicional indica ao RAR que não existem mais comandos
adicionais na linha de comandos. Poderá ser útil, se o arquivo ou o
nome do arquivo começa pelo caractere '-'. Sem o comando adicional
'--' tal nome seria tratado como um comando adicional.
Exemplo:
adiciona todos os arquivos do diretório atual para o arquivo sólido
'-StrangeName'
RAR a -s -- -StrangeName
-ac Limpar atributo Arquivo após compressão ou extração
(apenas na versão para Windows).

-ag[formato]
Gera um nome de arquivo utilizando a data e hora atual.
Adiciona o texto da data atual para o nome de um arquivo
quando cria um arquivo. Útil para cópias de segurança diárias.
O formato do texto adicionado é definido pelo parâmetro opcional
"formato" ou "YYYYMMDDHHMMSS" se o parâmetro estiver ausente.
O formato do texto poderá incluir os seguintes caracteres:
Y - ano
M - mês
MMM - nome do mês como texto (Jan, Fev, etc.)
W - um número da semana (uma semana começa com a Segunda-feira)
A - um número do dia atual da semana
D - dia do mês
E - dia do ano
H - horas
M - minutos (tratados como minutos se encontrados após horas)
S - segundos
N - número de arquivos. O RAR procura por arquivos já existentes
com um nome gerado e se encontra-o, incrementa o número do
arquivo até gerar um nome sem igual. O formato do caractere 'N
'
não é suportado ao criar volumes.
Cada um dos caracteres do formato das seqüências listados acima
representam somente um caractere adicionado para o nome de arquivo.
Por exemplo, use WW para dois dígitos no número da semana ou YYYY
para definir os quatro dígitos do ano.
Se o primeiro caractere no formato da string for '+', posições
da string da data e nome base do arquivo será mudado, assim a
data precede o nome do arquivo.
O formato da string deve conter, adicionado ao texto os caracteres
'{' e '}'. Este texto é inserido dentro do nome do arquivo.
Todos outros caracteres são adicionados para um nome de arquivo
sem alterações.
Se você precisar atualizar um arquivo comprimido já existente,
seja cuidadoso com o comando adicional -ag. Dependendo do formato
da string e do tempo desde o uso anterior que o comando adicional -a
g
gerou os nomes de arquivos existentes serão danificados. Neste
caso o RAR criará um novo arquivo comprimido em vez de atualizar
o já existente.

Exemplos:
1) utilize o formato padrão YYYYMMDDHHMMSS
rar a -ag backup
2) utilize o formato DD-MMM-YY
rar a -agDD-MMM-YY backup
3) utilize o formato YYYYMMDDHHMM
rar a -agYYYYMMDDHHMM backup
4) utilize o formato YYYY-WW-A, incluindo a descrição de campos
rar a -agYYYY{year}-WW{week}-A{wday} backup
5) utilize YYYYMMDD e o número do arquivo. Isto permite gerar
nomes únicos até quando o formato de máscara YYYYMMDD for usado
mais que uma vez no dia
rar a -agYYYYMMDD-NN backup

-ai Ignorar atributos do arquivo.


Se este comando adicional for usado ao extrair, o RAR não guarda
os atributos geral do arquivo armazenados na compressáo para extrair
arquivos.
Este comando preserva os atributos atribuídos pelo sistema operacion
al
para um arquivo recentemente criado.
No Windows são afetados os atributos arquivo, sistema, oculto e
omente-leitura. No Unix - usuário, grupo, e outras permissões do arq
uivo.

-ao Adicionar arquivos com o atributo Arquivo


(apenas nas versões para Windows).
Exemplo:
adiciona todos os arquivos do disco C: com o atributo Arquivo
para 'f:backup' e limpa o atributo Arquivo
rar a -r -ac -ao f:backup c:\*.*

-ap Coloca o caminho dentro do arquivo. Esse caminho é embebido nos


nomes dos arquivos quando adiciona esses arquivos para o arquivo,
e é removido dos nomes dos arquivos na extração.
Por exemplo, se desejar adicionar o arquivo 'readme.txt'
para o diretório 'DOCS\ENG' do arquivo 'release',
poderá executar:
rar a -apDOCS\ENG release readme.txt
ou para extrair 'ENG' para o diretório atual:
rar x -apDOCS release DOCS\ENG\*.*

-as Sincronizar os conteúdos do arquivo


Se este comando adicional for utilizado durante a compressão,
os arquivos arquivados que não estão presentes na lista dos
arquivos atualmente adicionados, serão eliminados do arquivo.
É conveniente utilizar este comando adicional em combinação
com -u (atualizar) para sincronizar os conteúdos de um
arquivo e uma diretório de compressão.
Por exemplo, após o comando:
rar a -u -as backup sources\*.cpp
o arquivo 'backup.rar' irá apenas conter arquivos *.cpp do
diretório 'sources', e todos os outros arquivos serão eliminados
do arquivo. É semelhante à criação de um novo arquivo, mas com uma
exceção importante: se nenhuns arquivos foram modificados desde
a última cópia de segurança, a operação é efetuada muito mais
rapidamente do que a criação de um novo arquivo.

-av Colocar verificação de autenticidade (apenas nas versões registradas


).
O RAR irá colocar, em cada arquivo novo e atualizado, informações
acerca do criador, a hora da última atualização e nome do arquivo.
Se um arquivo, contendo informação de autenticidade, está sendo
modificado e este comando adicional não foi especificado, a
informação de verificação de autenticidade será removida.
Durante a extração, teste, apresentação ou atualização e compressão
com o comando adicional '-av', o RAR irá efetuar uma validação
da integridade e mostra a seguinte mensagem:
Informação de verificação de autenticidade ...
No caso de uma verificação de autenticidade bem sucedida, a mensagem
'Ok', o nome do criador e a informação da última atualização serão
apresentadas. No caso de uma falha na verificação de autenticidade,
a
mensagem 'FALHA' será mostrada.
Para ativar a função da verificação de Autenticidade, o programa
TERÁ que estar registrado. Contate o seu site de distribuição
local ou o centro de distribuição mundial.
Para que a característica de verificação de autenticidade seja habil
itada,
o programa deve ser registrado. Por favor contacte seu revendedor pa
ra
local de distribuição ou o centro de distribuição pelo mundo inteiro
.

-av- Desativar a verificação ou adição da VA.

-cfg- Ignora configurações do arquivo e variáveis do ambiente RAR.

-cl Converter os nomes do arquivos para minúsculas.

-cu Converter os nomes do arquivos para maiúsculas.

-c- Desativar a apresentação de comentários.

-df Eliminar arquivos após a compressão


Mover arquivos para o arquivo. Este comando adicional combinado
com o comando "A" efetua as mesma ação do que o comando "M".

-dh Abrir arquivos partilhados


Permite o processamento de arquivos abertos por outras aplicações
para escrita.
Esta opção poderá ser perigosa, porque permite a compressão de
um arquivo, que ao mesmo tempo é modificado por outra
aplicação, por isso utilize com cuidado.

-dr Excluir arquivos para a lixeira


Excluir arquivos após compressão e colocá-los na Lixeira.
Disponível somente para a versão em Windows.

-ds Não organizar arquivos enquanto os adiciona para um arquivo sólido.

-dw Reduzir arquivos após compressão


Excluir arquivos após a compressão. Antes de excluir os dados do arq
uivo
eles sáo substituídos por zero bytes para previnir a recuperação dos
arquivos excluídos.

-ed Não adicionar diretórios vazios


Este comando indica que estes registros de diretório não serão
armazenados no arquivo criado. Ao extrair tal arquivo, o
RAR cria diretórios não vazios baseando nas partes do conteúdo
dos arquivos. As informações sobre diretórios vazios são
perdidas. Todos os atributos de diretórios não vazios exceto
um nome (direito de acesso, fluxos, etc.) serão perdidos
também, então use este comando somente se você não precisar
preservar tais informações.
Se -ed for usado com o comando m ou o comando adicional -df,
o WinRAR não removerá pastas vazias.

-ee Não processar atributos estendido


Impossibilita salvar e restaurar atributos extendidos dos arquivos.
Apenas nas versões para OS/2 e BeOS.

-ep Excluir caminhos dos nomes. Este comando adicional permite que
os arquivos sejam adicionados para um arquivo sem incluir
informações do caminho. Isto pode, com certeza, resultar na
existência de múltiplos arquivos existentes no arquivo, com o
mesmo nome.

-ep1 Excluir diretório base dos nomes. Não salvar o caminho fornecido na
linha de comandos.
Exemplo:
todos os arquivos e diretórios do diretório tmp serão adicionados
ao arquivo 'pasta', mas o caminho não incluirá 'tmp\'
rar a -ep1 -r pasta 'tmp\*'
Isto é equivalente aos comandos:
cd tmp
rar a -r pasta
cd ..

-ep2 Expande um caminho completo. Caminho de armazenamento completo


(exceto uma letra de drive e condutor separador de caminho)
quando comprimindo.

-ep3 Expande um caminho completo incluindo a letra do drive.


Somente na versão Win32.
Este comando armazena o caminho completo do arquivo incluindo a
letra do drive se usado na compressão. Separadores de drive
(dois pontos) são substituídos por caracteres sublinhados.
Se você usar o comando -ep3 ap extrair, isto mudará o sublinhado
voltando para dois pontos e cria arquivos descomprimidos em
seus diretórios e discos originais. Se usuário também
especificou um caminho de destino, ele será ignorado.
Este comando pode ajudar para cópia de segurança de vários discos
para o mesmo arquivo. Por exemplo, você deve executar:
rar a -ep3 -r backup.rar c:\ d:\ e:\
para criar um backup e:
rar x -ep3 backup.rar
para restaurá-lo.
Mas seja cauteloso e use o comando -ep3 somente se estiver certo
de estar extraindo arquivos que não contenham quaisquer arquivos
maliciosos. Em outras palavras, use isto se você mesmo criou um
arquivo ou tem confiança completa em seu autor. Iste comando permite
substituir qualquer arquivo em qualquer local de seu computador
inclusive arquivos importantes de sistema e deve ser normalmente
usado somente com o propósito de cópia de segurança e restauração.

-e[+]<attr>
Especifica a máscara para exclusão de arquivos.
<atr> é um número no formato decimal, otal (com '0' no início)
ou hexadecimal (com '0x' no início).
Por padrão, sem o sinal '+' antes de <attr>, este comando adicional
define a máscara de exclusão. Então se resultado de bitwise AND entr
e
<attr> e atributos do arquivo não zerados, o arquivo não será
processado.
Se o sinal '+' estiver presente, especifica a máscara incluída.
Somente os arquivos que tenham pelo menos um atributo especificado
na máscara serão processados.
Na versão para Windows é também possível utilizar em vez dos
símbolos de máscara digital D, S, H, A e R para denotar
diretórios e arquivos com atributos de sistema, escondidos,
arquivo e apenas de leitura. A ordem na qual os atributos são
fornecidos não é significante.
É permitido especificar -e<attr> e -e+<attr>
na mesma linha de comandos.
Exemplos:
1) arquivar somente nomes de diretório sem o seu conteúdo
rar a -r -e+d diretórios
2) não comprimir arquivos de sistema e ocultos:
rar a -esh arquivos
3) não extrair arquivos somente leitura:
rar x -er arquivos

-f Renovar arquivos. Poderá ser utilizado nas extração ou criação de


arquivos. O texto do comando "a -f" é equivalente ao comando 'f',
poderá utilizar também os comandos '-f' com os comandos 'm' ou
'mf'. Se o comando adicional '-f' for utilizado com os comandos
'x' ou 'e', então apenas os arquivos antigos serão substituídos
com novas versões extraídas do arquivo.

-hp[p] Codificar dados e cabeçalhos de arquivos.


Este comando adicional é similar ao -p[p], mas o adicional
-p codifica somente dados de arquivo e deixa outras informações
como nomes de arquivo visíveis. Este comando adicional codifica
todas as áreas sensíveis do arquivo inc;uindo dados, nomes de
arquivo, tamanhos, atributos, comentários e outros blocos, então
ele fornece um nível de segurança mais alto. Sem uma senha é
impossível visualizar uma lista de arquivos em arquivos
codificados com -hp.
Exemplo:
rar a -hpfGzq5yKw secreto relatório.txt
adicionar o arquivo relatório.txt para o arquivo codificado
secreto.rar usando a senha 'fGzq5yKw'
-id[c,d,p,q]
O comando adicional -idc desativa a string de copyright.
O comando adicional -idd desativa a string "Done" ao final da operaç
ão.
O comando adicional -idp desativa o indicador de porcentagem.
O comando adicional -idq ativa o modo silencioso, então somente
mensagens de erros e perguntas serão exibidas.
É permitido usar vários modificadores de uma vez,
então o comando adicional -idcdp está correto.

-ieml[.][endereço]
Enviar arquivo por e-mail. Somente versão Win32.
Anexa um arquivo criado ou atualizado usando o comando
para adicioná-lo a uma mensagem de e-mail. Você precisa
ter o cliente de e-mail compatível com a interfaca MAPI
para usar este comando adicional (a maioria dos programas
de e-mails modernos suportam a interface MAPI).
Você pode digitar um endereço de e-mail diretamente no
comando adicional ou deixar em branco. Neste caso
posteriormente ele será perguntado por seu programa de
e-mail. É possível especificar vários endereços separados
com vírgulas ou ponto-e-vírgulas.
Se você acrescentar um caractere de ponto (.) para -ieml,
um arquivo será excluído após ser anexado com sucesso para
o e-mail. Se o comando adicional é usado ao criar um arquivo
multi-volume, todo volume é anexado à mensagem de e-mail
separadamente.

-ierr Enviar todas as mensagens para a saída de erros.

-ilog[name]
Registrar erros para o arquivo (apenas nas versões registradas).
Mensagens de erro de gravação para o arquivo rar.log são
criadas no diretório do RAR. É possível especificar outro
nome de arquivo de registros (log) em vez do padrão rar.log
no comandoadicional, por exemplo, -ilogc:\log\backup.log.
Se o nome especificado não incluir o caminho, o arquivo de
registros (log) será criado usando os seguintes padrões:
Unix: arquivo .rarlog no diretório principal do usuário;
Windows: arquivo rar.log no diretório %APPDATA%\WinRAR;
DOS: arquivo rar.log no mesmo diretório que o rar32.exe.

-inul Desativar todas as mensagens.

-ioff Desliga o computador após completar a operação. O hardware deve


suportar a característica de desligamento automático. somente em
versões Win32.

-isnd Ativar sons.

-k Bloquear arquivo. Qualquer comando que pretende alterar o arquivo


será ignorado.

-kb Manter arquivos extraídos danificados.


O RAR, por padrão, elimina os arquivos com erros de CRC após a
extração. O comando adicional -kb especifica os arquivos com erros
de CRC que deverão ser eliminados.

-m<n> Selecionar o método de compressão:


-m0 armazenar não comprime o arquivo durante a adição ao arquivo
-m1 veloz utilizar o método de compressão mais rápido (menos
compressão)
-m2 rápido utilizar o método de compressão rápido
-m3 normal utilizar o método de compressão normal (por padrão)
-m4 bom utilizar o método de compressão bom (mais compressão,
porém mais lento)
-m5 ótimo utilizar o melhor método de compressão (ligeiramente mais
compacto, mas mais lento)
Por padrão o RAR utiliza o método -m3 (compressão Normal).

-md<n> Selecionar o tamanho do dicionário <n> em KB. Terá que ser 64,
128, 256, 512 ou 1024 ou as letras 'a', 'b', 'c', 'd' ou 'e'
respectivamente.
O dicionário deslizante é uma área especial de memória utilizada
pelo algoritmo de compressão. Se o tamanho do arquivo a ser
comprimido (ou o total de arquivos em caso de um arquivo sólido)
é superior ao tamanho do dicionário, então ao aumentar o
dicionário irá geralmente aumentar a taxa de compressão,
diminuir a velocidade e aumentar os requisitos de memória.
O dicionário deslizante nas versões de 32-bit do RAR é 256 KB.
Nas versões do RAR para Unix, Windows e outras plataformas de 32-bit
é possível selecionar cinco diferentes tamanhos: 64, 128, 256, 512
ou 1024 KB. Além disso, a velocidade da extração nessas versões não
depende do tamanho do dicionário. Nas versões de 16-bit do RAR para
DOS o dicionário deslizante é fixo e igual a 64 KB.
Embora o RAR para DOS forneça a extração de arquivos a partir de
arquivos com grandes dicionários.
A quantidade de memória requerida para criar arquivos com
grandes dicionários é determinada como 5*<tamanho do
dicionário>+2560KB. Cerca de 1 MB é requerido para a extração
e 5*<tamanho do dicionário>+3584KB para atualizar arquivos sólidos.
O RAR para DOS pode extrair a partir de arquivos com grandes
dicionários utilizando memória convencional, EMS ou memória
virtual. Se não existir EMS ou "cache" de disco, a operação
poderá ficar mais lenta. O RAR para DOS não converte arquivos
com um grande dicionário para SFX com o módulo SFX por padrão
e não consegue atualizar tais arquivos sólidos.
Exemplo:
RAR a -s -mdd sources *.asm
ou
RAR a -s -md512 sources *.asm
Irá criar um arquivo sólido utilizando um dicionário de 512 KB.

-ms[list] Especifica os tipos dos arquivos para armazenar.


Especifique tipos dos arquivos, que será armazenado sem compressão
.
Este comando adicional pode ser usado para armazenar arquivos
já comprimidos, que ajuda a aumentar notavelmente a velocidade
de compressão sem perda na relação de compressão.
O parâmetro opcional <lista> define a lista de extensões dos arqui
vos
separados por pontos-e-vírgulas. Por exemplo, -msrar;zip;jpg força

o RAR a armazenar sem compressão todos os arquivos RAR e ZIP e
imagens JPG. É também permitido especificar caracteres especiais
para máscaras de arquivo na lista, então -ms*.rar;*.zip;*.jpg
funcionarão também.
Se <lista> não for especificado, o comando adicional -ms usará o
conjunto de extensões padrão, que inclui os seguintes tipos de
arquivos:
7z, ace, arj, bz2, cab, gz, jpeg, jpg, lha, lzh, mp3,
rar, taz, tgz, z, zip

-mm[f] Compressão multimídia [forçar]. Ativa um algoritmo especial de


compressão multimídia. É indicado para comprimir dados de áudio
digital contendo até quatro canais de 8-bit ou dois de 16-bit.
Também trabalha bem com imagens de 24-bit. As melhorias na taxa
de compressão poderão atingir os 30% em relação à compressão
normal.
Quando comprime arquivos no modo multimídia, o RAR efetua uma
análise inteligente dos dados e poderá utilizar, para diferentes
partes do arquivo, a compressão geral ou multimídia dependendo
da mais conveniente. Esta análise permite um desempenho otimizado
quando diferentes tipos de dados estão embebidos no mesmo arquivo.
O modificador 'f' força a compressão multimídia para ser
utilizada no arquivo inteiro; poderá ajudar quando certos tipos
de arquivos multimídia vão ser comprimidos, mas na maioria dos
casos irá apenas aumentar o tamanho do arquivo.
Ambos os comandos adicionais -m<N> "Selecionar método de
compressão" e -s "Criar arquivo sólido" poderão ser utilizados
com a compressão multimídia, mas só terão efeito nas partes dos
arquivos onde o algoritmo de compressão geral é aplicável.
Se -mm for utilizado com dados não-multimídia, a taxa de
compressão é inalterada em comparação com o método geral, mas
devido ao atraso da análise multimídia, a velocidade de
compressão é sempre mais lenta. A utilização de -mm não é
recomendável com arquivos normais.
Exemplo:
rar a -m5 -s -mm Todas_As_Minhas_Canções.rar *.wav
Utiliza o melhor método de compressão, compressão sólida e compressã
o
multimídia com análise inteligente, que serão aplicados nos dados
adequados.

-mt<cabeçalho> O parâmetro <cabeçalho> pode têr valores de 0 a 16. Define


o número recomendado do cabeçalho ativo para algoritmo de
compressão. Se ele for maior que 0, o WinRAR usará a versão
multi-cabeçalho do algoritmo de compressão fornecendo
velocidade mais alta em arquiteturas multiprocessadoras.
O número real de cabeçalhos ativos pode diferir do
especificado.
Se o parâmetro <cabeçalho> for zero, o WinRAR usará um únic
o
cabeçalho do algoritmo de compressão.
A alteração do parâmetro <cabeçalho> afeta significamente a
proporção da compressão, então arquivos criados com o
comando adicional -mt não serão exatamente os mesmos ainda
que todas as outras configurações de compressão sejam iguai
s.
Se o comando adicional -mt não for especificado, o WinRAR
tentará descobrir o número de processadores disponíveis e
selecionará automaticamente o número favorável de cabeçalho
s.

-n<f> Inclui somente o arquivo especificado <f>. Caraceres especiais podem


ser usados nas partes do nome do arquivo e de máscara de arquivo.
Você pode especificar o comando adicional '-n' várias vezes.
Este comando adicinoal não substitui máscaras de arquivo habituais,
que necessitam ser digitados na linha de comando. É um adicional
o filtro limitando o processamento de arquivos somente para
comparação incluindo máscara especificada no comando adicional -n.
Pode ajudar, às vezes, reduzir o comprimento da linha de comandos.
Por exemplo, se você precisar comprimir todos os arquivos *.txt e *.
lst
em diretórios Projeto e Info, você pode digitar:
rar a -r text Projeto\*.txt Projeto\*.lst Info\*.txt Info\*.lst
ou usando o comando adicional -n:
rar a -r -n*.txt -n*.lst text Projeto Info

-n@<lf> Inclui arquivos usando uma lista de arquivo especificado.


É similar ao comando adicional -n<f>, porém lê máscaras incluídas
de um arquivo da lista de arquivos. Se você usar -n@ sem o parâmetro
do nome de arquivo de lista, lerá nomes de arquivo padrão.
Exemplo:
rar a -r -n@inclist.txt text Projeto Info

-oc Configurar atributos de Compressão NTFS. Somente versão Win32.


Este comando permite restaurar o atributo de Compressão NTFS
na extração de arquivos. O RAR salva atributos de Compressão
do arquivo quando cria-se um arquivo, porém não restaura esses
atributos a menos que o comando adicional -oc seja especificado.

-ol Manter ligações simbólicas como ligação em vez de arquivo.


Apenas nas versões para Unix e BeOS.

-or Renomeia automaticamente arquivos extraídos ao existir um arquivo


com o mesmo nome. O arquivo renomeado receberá o nome de
'nomedoarquivo(N).txt', onde 'nomedoarquivo.txt' é o nome original
do arquivo e 'N' é um número a partir de 1 e incrementado
se o arquivo existir.

-os Salvar fluxos NTFS. Somente na versão Win32.


Este comando adicional tem significado somente para sistemas de
arquivo NTFS e permite salvar fluxos de dados
alternativos associado com um arquivo. É especialmente importante
no Windows 2000, XP e versões mais novas do Windows que usa fluxos
para manter algum arquivo dependente de informações como descrições
do arquivo. Se você usar o RAR para cópia de segurança de seus
discos NTFS, é recomendado especificar este comando adicional.

-ow Use este comando adicional quando arquivando para salvar informações
de
segurança do arquivo e quando extraindo para restaurá-lo.
Versões RAR Unix e BeOS salvam arquivos individuais e grupos
quando usa este comando adicional.
Versões Win32 armazenam individualmente, grupo, permissões de arquiv
o e
informações de auditoria, mas somente se você tiver privilégios
necessários para ler eles. Nota que somente sistema de arquivos NTFS
suporta segurança de arquivo baseada no Windows.
-o[+|-] Configurar o método de substituição. você pode usar para extrair
e atualizar arquivos comprimidos. Os seguintes métodos estão disponí
veis:
-o Perguntar para substituir
(padrão para a extração de arquivos);
-o+ Substituir tudo
(padrão para a atualização de arquivos existentes);
-o- Ignorar arquivos existentes.

-p<p> Codificar arquivos com texto <p> como senha durante a compressão.
A senha é sensível. Se omitir a senha na linha de comandos, a
sua assistência será requerida com a mensagem "Inserir senha".

Exemplo:
rar a -pmeudoce segredo1 *.txt
adiciona os arquivos *.txt e codifica-os com a senha "meudoce".

-p- Não pedir senha

-r Recorrer a subdiretórios. Poderá ser utilizado com os comandos:


a, u, f, m, x, e, t, p, v, l, c, cf & s.
Quando utilizado com os comandos 'a', 'u', 'f', 'm' irá processar
os arquivos em todos os sub-diretórios bem como o diretório atual.
Quando utilizado com os comandos x, e, t, p, v, l, c, cf ou s irá
processar todos os arquivos em sub-diretórios bem como a pasta de
trabalho atual.

-r- Desativar recursão.


Até sem o comando adicional -r o RAR pode habilitar a recursão
automaticamente em algumas situações. Este comando -r- proíbe isto.
Se você especificar um nome de diretório ao comprimir e se o tal
nome não inclui qualquer caractere chave, por padrão o RAR adiciona
o conteúdo do diretório ainda que o comando -r não seja especificado
.
Também o RAR habilita automaticamente a recursão se o disco raiz
sem caracteres chave for especificado como uma máscara de arquivo.
O interruptor -r- impossibilita tal comportamento.
Por exemplo:
rar a -r- arc dirname
o comando adicionará somento o diretório vazio 'dirname' e ignorar
seu conteúdo. Comando a seguir:
rar a -r- arc c:\
comprimirá somente o conteúdo raiz do diretório c: e
não fornece recursão em subdiretórios.
-r0 Semelhante a -r, mas quando é utilizado com os comandos 'a', 'u',
'f', 'm' irá recorrer a subdiretórios apenas para nomes, que
incluam os caracteres incógnitos '*' e '?'

-ri<p>[:<s>]
Este comando adicional regula o sistema de carregamento do
RAR. Prioridade de tarefa possível <p> os valores são 0 - 15.
Se <p> for 0, o RAR usa a prioridade de tarefa padrão.
<p> igual a 1 fixa a prioridade possível mais baixa,
15 - o mais alto possível.
Tempo de espera <s> é um valor de 0 a 1000 (milisegundos).
Este é um período de tempo que o RAR retorna ao sistema
depois de toda a operação de leitura ou gravação ao se
comprimir ou extrair. Um valor que não seja zero <s> pode
ser útil se você precisar reduzir o sistema de carregamento
mais do que pode ser alcançado com o parâmetro <p>.
Exemplo:
execute o RAR com a prioridade padrão e 10 ms para o tempo de espera
:
RAR a -ri0:10 backup *.*

-rr[N] Adicionar a recuperação de dados. Este comando adicional é


utilizado quando cria ou modifica um arquivo para adicionar a
recuperação de dados ao arquivo. Veja a descrição do comando
'rr[N]' para mais detalhes.

-s Criar arquivo sólido. O sólido é um tipo especial de arquivo.


Leia o capítulo "Glossário" para mais informações.
Exemplo:
criar arquivo sólido sources.rar com um dicionário de 512 KB,
recorrendo a todos os diretórios, iniciando no diretório atual.
Adicionar apenas os arquivos .asm:
rar a -s -md512 sources.rar *.asm -r

-s<N> Criar grupos sólidos utilizando o número de arquivos


Semelhante a -s, mas limpa as estatísticas sólidas após a compressão
de <N> arquivos. Geralmente diminui a compressão, mas também diminui
as perdas no caso de danos em arquivos sólidos.

-SC<caracteres>[objetos]"
Especifica o grupo de caracteres
Este comando adicional permite especificar o grupo de caracteres
para a lista de arquivos e comentários de arquivos comprimidos.
O parâmetro 'Caracteres' é obrigatório e deve ter um dos
seguintes valores:
U Unicode
A Codificação ANSI (Windows)
O Codificação OEM (DOS)
Arquivos no formato Unicode deve ter os caracteres Unicode FFFE ou F
EFF
no início, caso contrário o WinRAR ignorará este comando adicional
processará o arquivo como texto ASCII.
O parâmetro 'Objetos' é opcional e pode ter um dos seguintes valores
:
L Lista de arquivos
C Comentários de arquivos
É permitido especificar mais de um objeto, por exemplo, -scolc.
Se o parâmetro 'objetos' for omitido, o parâmetro 'caracteres'
será aplicado para todos os objetos.
Este comando adicional permite especificar o conjunto de caracteres
para arquivos no comando adicional -z<arquivo>, lista de arquivos e
comentários de arquivos gravados pelo comando cw.

Exemplos:
1) Ler nomes contidos na 'lista' usando codificação OEM:
WinRAR a a -scol data @list
2) Ler comentario.txt como um arquivo Unicode:
WinRAR c -scuc -zcomment.txt data
3) Gravar comentario.txt como um arquivo Unicode:
WinRAR cw -scuc data comment.txt

-sv Criar volumes sólidos independentes

-sv- Criar volumes sólidos dependentes


Semelhante a -s, mas compartilha estatística sólida no meio de
volumes. Ignorado, se usado para criar arquivo que não seja em
volume.
Por padrão o RAR tenta zerar a estatística como sólida logo
que possível ao iniciar um novo volume e este comando adicional
anula tal comportamento. Aumenta Ligeiramente a compressão,
mas reduz significativamente o risco de extrair uma parte de dados
se um dos volumes sólidos em volume agrupados forem perdidos ou
danificados.

-se Criar grupos sólidos utilizando a extensão


Semelhante a -s, mas limpa as estatísticas sólidas se a extensão
do arquivo for alterada. Geralmente diminui a compressão, mas
também diminui as perdas dos danos dos arquivos.

-sl<tamanho> Processa somente os arquivos, que tamanho é menor que o espec


ificado
no parâmetro <tamanho> deste comando adicional.
O parâmetro <tamanho> deve ser especificado em bytes.

-sm<tamanho> Processa somente os arquivos, que tamanho é maior que o espec


ificado
no parâmetro <tamanho> deste comando adicional.
O parâmetro <tamanho> deve ser especificado em bytes.

-s- Desativar a compressão sólida

-sfx[nome]
Criar arquivos SFX. Se este comando adicional for utilizado quando
cria um novo arquivo, um arquivo Auto-Extraível (utilizando o
módulo no arquivo default.sfx ou especificado no comando adicional)
será criado. Na versão para Windows, default.sfx deverá ser
colocado no mesmo diretório do rar.exe, no Unix e BeOS - no
diretório do usuário.
Exemplo:
rar a -sfxwincon.sfx minhainst
criar um arquivo Auto-Extraível (SFX) utilizando o módulo-SFX
wincon.sfx e o módulo SFX.

-si[nome]
Ler dados do padrão de entrada (stdin), ao criar um
arquivo. O parâmetro opcional 'nome' permite especificar
o nome do arquivo de dados comprimidos stdin nos arquivos
criados. Se este parâmetro for omitido, o nome será
configurado para 'stdin'.
Exemplo:
digitando type Tree.Far | rar a -stTree.Far tree.rar
comprimirá o arquivo de saída 'type Tree.Far' como 'Tree.Far'.
Este comando não pode ser usado com -v.

-tk Guardar a data original do arquivo. Previne que o RAR modifique a


data do arquivo quando altera um arquivo.

-tl Colocar a hora no arquivo do último arquivo. Força o RAR a colocar


a data de um arquivo alterado para a data do último arquivo no
arquivo.
-tn<horário>
Processa arquivo mais novo que o período de tempo especificado.
O formato desta seqüência é:
[<ndias>d][<nhoras>h][<nminutos>m][<nsegundos>s]
Por exemplo, use a seqüência -tn15d para processar arquivos mais
novos que 15 dias e -tn2h30m para processar arquivos mais novos
que 2 horas e 30 minutos.

-to<horário>
Processa arquivos mais velhos que o período de tempo especificado.
O formato desta seqüência é a mesma que -tn<horário>.

-ts<m,c,a>[N]
O comando adicional -tsm instrui o WinRAR a salvar o horário de
modificação do arquivo, -tsc - horário de criação e tsa - último
horário de acesso. O parâmetro opcional depois do comando adicional
é o número entre 0 e 4 controlando a precisão de horário do arquivo.
O valor '1' ativa 1 segundo preciso, 2 - 0.0065536 seg, 3 -
0.0000256 e 4 ou '+' habilita o máximo de precisão de horário do
NTFS, que é igual a 0.0000001 seg. O value '0' ou '-' significa
que aquela criação e o horário de acesso não são armazenados
abaixo de (dois segundos) que é usado para horário de modificação.
Os modos de alta precisão adicionam mais dados para arquivar, até
19 bytes adicionais por arquivo no caso das combinações -tsm4
-tsa4 -tsc4. Se nenhuma precisão for especificada, o WinRAR usa
o valor '4' (alto).
O modo padrão do WinRAR é -tsm4 -tsc0 -tsa0, então o tempo de
modificação é armazenado com a precisão alta e outros horários
são ignorados.
É necessário especificar os comandos adicionais -tsc e -tsa para
configurar a criação e horário de acesso ao descomprimir arquivos
(a precisão é irrelevante, mas não deve ser 0). Por padrão o WinRAR
fixa somente o horário de modificação, ainda que o arquivo contém
a criação e último horário de acesso. A configuração do horário de
modificação para descomprimir arquivos podem ser também inválidados
com -tsm-.
É possível omitir o tipo do horário da carta se você precisar
aplicar o comando adicional para todos os três horários. Por exemplo
,
-tsm4 -tsa4 -tsc4 pode ser substituído por -ts4, -ts+ ou -ts. Use
-ts- para salvar somente o horário de modificação de precisão baixa
ou para ignorar todos três horários do arquivo em diante
descomprimido.
Ao criar um arquivo, o WinRAR reduz automaticamente a precisão se o
modo alto não for suportado pelo arquivo de sistema. Não é mais que
2 segundos em FAT e 1 segundo em Unix. A precisão de horário em NTFS
é 0.0000001 segundo.
Sistemas operacionais limita que o horário pode ser configurado na
descompressão. O Windows permite deixar todos os três horários, Unix
- modificação e último acesso, mas não criação, DOS suporta somente
o horário de modificação.

Exemplos:
1) Armazena todos os horários com a possibilidade de alta precisão:
winrar a -ts backup
2) Restaura a modificação e o último horário de acesso. O comando
adicional -tsm não é exigido, porque o WinRAR usa-o por padrão:
winrar x -tsa backup
3) Armazena modificação em baixa precisão e horário de criação.
Sem o comando adicional -tsm1 o WinRAR salvaria o horário com alta
precisão.
winrar a -tsm1 -tsc1 backup

-u Atualizar arquivos. Poderá ser utilizado na extração de arquivos


ou criação. O texto do comando "a -u" é equivalente ao comando
'u', poderá também utilizar o comando adicional '-u' com os
comandos 'm' ou 'mf'. Se o comando adicional '-u' é utilizado
com os comandos 'x' ou 'e', então os arquivos não presentes no
disco e os arquivos mais novos que as suas cópias no disco, serão
extraídos do arquivo.

-v Cria volumes com auto-detecção de tamanho ou lista todos os volumes


Este comando adicional pode ser usado ao criar ou listar volumes.
No primeiro caso habilita autodetecção de tamanho de volume,
volumes novos usarão todo o espaço disponível na mídia de destino.
É conveniente ao criar volumes em discos removíveis. Você pode ver
mais sobre volumes digitando - v <tamanho> descrição.
No segundo caso, quando esta opção é usado junto com o comando
'V' ou 'L', forçando o RAR a listar conteúdos de todos os volumes
a partir dos especificados na linha de comando.Sem esta opção o
RAR exibe somente conteúdos do volume especificado.

-v<n>[k|b|f|m|M|g|G]
Criar volumes com o tamanho=<tamanho>*1000 [*1024 | *1].
Por padrão este comando adicional utiliza o <tamanho> como milhares
(1000) de bytes (não 1024 x bytes). Você poderá também inserir o tam
anho
em kilobytes utilizando o símbolo 'k', megabytes utilizando o
símbolo 'b', - 'm', millions of bytes - 'M', gigabytes - 'g',
billions (milliards) of bytes - 'G' ou selecionando um de vários
valores pré-definidos utilizando o símbolo 'f' seguido do valor
numérico. Os valores pré-definidos poderão ser 360, 720, 1200,
1440 ou 2880 e substituídos com o valor correspondente à disquete.
Se o tamanho for omitido, a autodetecção será utilizada.
Você pode especificar vários comandos adicionais com -v para
configurar tamanhos diferentes para volumes diferentes.
Por exemplo:
rar a -v100k -v200k -v300k nome-do-arquivo
Se os volumes são criados na mesma unidade dos arquivos temporários
(a pasta atual por padrão, mas poderá ser alterado com o comando
adicional '-w'), o tamanho auto-detectado torna-se sem significado.
Neste caso o tamanho do volume terá que ser explicitamente definido.
Se os volumes forem criados numa unidade DIFERENTE da unidade que
contém os arquivos temporários, então depois da criação do
primeiro volume, a assistência do usuário será requisitada com:
Criar próximo volume: Sim/Não/Todos/Sair
Neste momento, deverá alterar os discos. Ao responder 'T' irá
causar que todos os volumes sejam criados sem uma pausa.
O primeiro volume num conjunto multi-volume tem a extensão .RAR,
e os volumes seguintes são numerados de .R00 a .R99.
Quando extrai ou testa um arquivo multi-volume terá que utilizar
apenas o primeiro nome do volume (*.RAR). Se não existe volume
seguinte na unidade e o disco é removível, o usuário será
confrontado com:
Inserir o disco com <nome do próximo volume>
Insira o disco com o volume correto e pressione qualquer tecla.
Se durante a extração, o volume seguinte não for encontrado e os
volumes estão colocados num disco não-amovível, o RAR irá abortar
com a seguinte mensagem de erro:
Não foi possível encontrar <nome do volume>
Os volumes do arquivo não poderão ser modificados. Os comandos 'd',
'f', 'u', 's' não poderão ser utilizados com conjuntos
Multi-volume. O comando 'a' poderá ser apenas utilizado para a
criação de uma nova seqüência multi-volume.
É possível, embora improvável, que o tamanho do arquivo, de um
arquivo num conjunto multi-volume, possa ser superior ao seu
tamanho descomprimido. Isso deve-se ao fato que 'armazenar' (sem
compressão se o tamanho aumentar) não pode ser ativada para
conjuntos multi-volume.
Os volumes de arquivo poderão ser Auto-Extraíveis (SFX). Este
arquivo deverá ser criado utilizando ambos os comandos
adicionais '-v' e '-sfx'.
Exemplo:
criar arquivo em volumes de tamanho fixo:
rar a -s -v1440 discoarq.rar *.*
irá criar volumes sólidos com o tamanho de 1440000 bytes.
-vd Exclui o conteúdo do disco antes de criar um volume
Todos os arquivos e diretórios no disco de destino serão excluídos
quando '-vd' for usado. O comando adicional somente é aplicado
para mídias removíveis, dados do disco rígido não podem ser excluído
s
usando este comando adicional.
-ver[n] Força o WinRAR a manter versões de arquivo anteriores ao
atualizar arquivos nos já existentes arquivos. Versões
antigas são renomeadas para 'nomedoarquivo;n', onde 'n'
é o número da versão. Somente disponível para o formato
RAR.
Como padrão, ao descomprimir um arquivo sem o comando
adicional -ver, o WinRAR extrai somente a última versão
do arquivo adicionada, quando o nome não inclui um
sufixo numérico. Mas se você especificar exatamente um
nome de arquivo, inclusive uma versão, ele será também
descomprimido. Por exemplo, 'rar x arcname' serão
descomprimidos somente as últimas versões, quando
'rar x arcname file.txt;5' serão descomprimidos
'file.txt;5', se ele estiver presente no arquivo.
Se você especificar o comando adicional -ver sem um
parâmetro ao descomprimir, o WinRAR extrairá todas as
versões de todos os arquivos combinados com a máscara
do arquivo digitada. Neste caso um número de versão não
será removido dos nomes dos arquivos descomprimidos.
Você pode extrair também uma versão de arquivo
especificando seu número com o parâmetro -ver. Dirá
ao WinRAR para descomprimir somente esta versão e remove
o número da versão dos nomes de arquivo. Por exemplo,
'rar x -ver5 arcname' serão descomprimidos somente 5
versões do arquivo.

-vn Como padrão os volumes RAR tem nomes preferidos


'volname.partNNN.rar', onde NNN é o número do volume.
Usando o comando adicional -vn é possível trocar para
outro, a extensão baseada no esquema de nomes, onde o
primeiro arquivo de volume em um multi-volume tem a
extensão .rar, os volumes seguintes são numerados de
.r00 até .r99. Pode se ter a sensação, se você for
descomprimir um arquivo sobre o MS-DOS, que não permite
mais de um ponto em um nome de arquivo.

-vp Pausa antes de cada volume


Por padrão o RAR pede confirmação antes de criar ou
descompactar um próximo volume somente para drives removíveis.
Esta seqüência força o RAR a sempre fazer tal confirmação.
Isto pode ser útil se o espaço do disco é limitado e você deseja
copiar cada volume para outros meios logo depois da criação.
-w<p> Colocar o diretório de trabalho como <p>. Este comando adicional
poderá ser utilizado para colocar o diretório para arquivos
temporários.

-x<f> Excluir o arquivo especificado <f>, incógnitas poderão ser


utilizadas. Você poderá especificar o comando adicional '-x' várias
vezes:
Se a máscara contém combinações de caracteres especiais, eles
serão aplicados para a pasta atual e seus subdiretórios. Eles não
são recursivos sem estes caracteres, então se você desejar excluir
algum "nome de arquivo" em todas as pastas, você precisará
especificar duas máscaras: "nome do arquivo" para a pasta atual
e "*\nome do arquivo" para subpastas. Se você souber um caminho
exato para um arquivo, você pode usar a sintaxe
"caminho\nome do arquivo" para excluir somente esta cópia de
"nome do arquivo". Se você usar a sintaxe -xcaminho\nome do
arquivo quando descomprimir um arquivo, "caminho" deve ser um
caminho dentro de um arquivo comprimido, não um caminho no disco
após a descompressão.
Exemplos:
1) rar a -r -x*.bak -x*.rar rawfiles
*.bak e *.rar os arquivos não serão adicionados para rawfiles
2) rar a -r -x*\temp -x*\temp\* savec c:\*
comprimi todos os arquivos no disco c: exceto diretórios de arquivos
temporários e arquivos dentro de diretórios temporários
3) rar x -x*.txt docs
extrai todos os arquivos exceto *.txt de docs.rar

-x@<lf> Excluir arquivos listados em uma lista de arquivos especificada.


Exemplo:
rar a -x@exlist.txt arqu *.exe

-y Assumir Sim em todas as questões.

-z[f] Ler o comentário do arquivo a partir do arquivo <f>. Use com o


comando adicional -sc se você precisar especificar um grupo de
caracteres para um comentário de um arquivo de texto. Se <f>
não for especificado, o comentário será lido de stdin.

Limitações
~~~~~~~~~~
O nome do caminho é limitado em 259 símbolos.
O tamanho máximo do comentário do arquivo é 62000 bytes.
Limitações dos comandos:
Os comandos 'd','u','f','c','cf' não operam com volumes.
O comando 'a' não pode ser utilizado para atualizar um volume de arquivo,
apenas para criar um.

Valores de saída
~~~~~~~~~~~~~~~~
O RAR sai com um código zero (0) no caso de uma operação bem sucedida. O
código de saída diferente de zero significa que a operação foi cancelada
devido a um erro:
255 INTERROMPIDO PELO USUÁRIO O usuário parou o processo
8 ERRO DE MEMÓRIA Memória insuficiente para a operação
7 ERRO DO USUÁRIO Erro na opção da linha de comandos
6 ERRO DE ABERTURA Erro na abertura do arquivo
5 ERRO DE GRAVAÇÃO Erro de gravação no disco
4 ARQUIVO FECHADO Tentativa de modificar um arquivo
previamente fechado pelo comando 'k'
3 ERRO DE CRC Um erro de CRC ocorreu durante a
descompressão
2 ERRO FATAL Ocorreu um erro fatal
1 AVISO Ocorreram erros não fatais
0 SUCESSO Operação bem sucedida (Saída do usuário)

Glossário
~~~~~~~~~
Arquivo arquivo especial contendo um ou mais arquivos opcionalmente
comprimidos e/ou encriptados.
Compressão Um método de codificação de dados para reduzir o seu tamanho.
CRC Cyclic Redundancy Check. Método matemático para o cálculo de
informação especial para a validade dos dados.
SFX Módulo de arquivo utilizado para extrair arquivos quando
executado. (Módulo Auto-Extraível), geralmente na forma de
um arquivo .EXE.
Sólido Um arquivo comprimido utilizando um método especial de
compressão que processa todos os arquivos de uma forma
contínua. Particularmente vantajoso quando comprime um
grande número de pequenos arquivos.
Volume Parte de um arquivo dividido. Ao dividir um arquivo em
volumes permite guardá-los em disquetes. Volumes sólidos
deverão ser extraídos a partir da primeira seqüência.
Todos os Direitos Reservados
(c) 1993-2007 Alexander Roshal