You are on page 1of 14

Como deve ser uma consulta com terapia floral

ANAMNESE

Trata-se de um procedimento terapêutico, no qual são feitas algumas perguntas específicas ao cliente, visando fundamentalmente instrumentalizar o terapeuta para que forme seu diagnóstico. Este procedimento pode ser feito através de perguntas diretas ao cliente e, enriquecido com a utilização de testes e outros métodos diagnósticos, tais como:

radiestesia/pendulo, imagens específicas (ex.: fotos das flores), leitura corporal, mapa astrológico, numerologia, e muitos outros.

Neste momento é muito importante que o terapeuta ouça tudo com muita atenção, fale menos, deixando assim o cliente livre para expor suas necessidades e até deixar fluir as emoções relacionadas com os relatos. É importante que ao final dos relatos ou da anamnese inicial o terapeuta sintetize para o cliente suas percepções e esclareça sobre o caminho a ser seguido no processo terapêutico.

É fundamental que você proporcione um ambiente que a pessoa se sinta a vontade, acolhida, com confiança.

Além das questões sugeridas abaixo, devemos lembrar de considerar outros aspectos, tais como: postura física, expressão facial, forma de expressão, etc.

O que o traz aqui? Qual a sua idade? Em qual local você nasceu? Horário? Data de nascimento? Seus pais são vivos? Mora com seus pais? Estuda? O que? Você é casado? O companheiro/esposo faz o que? A vida sexual, como está? Como está o relacionamento? Tem namorado? Tem filhos? Idades? Nomes? Trabalha? Em que? Tem algum problema físico? Já fez/faz algum tipo de Terapia? Toma alguma medicação? O que você deseja com este tratamento?

Além das questões sugeridas abaixo, devemos lembrar de considerar outros aspectos, tais como: postura física, expressão

ENTREVISTA

Se dá no primeiro contato com o cliente e normalmente é rica em informações.

A entrevista pode ser uma situação desconfortável para o cliente (não é fácil reconhecer a necessidade de ajuda. De admitir que não dá conta de si mesmo).

Devemos receber o cliente de forma amigável (evitar cansaço, reclamações, Procure manter uma escuta atenta; a visão aberta ea mente disponível para aquela pessoa.

Anote os dados fornecidos, que serão úteis no futuro e facilitarão o acompanhamento.

FICHA DE ANAMNESE

MODELO DE FICHA DE ENTREVISTA/ANAMNESE

Nome: F/M

............................................................................................

...............................

Data de nascimento: Hora: Cidade:

..........................

............................................. ...............

Est. Civil: Filhos:

...........................

.........................................................................................

Profissão: Formação: Religião:

...............................

........................ .......................................

Endereço: .............................................................................................................................

Cidade Fone: E-mail:

.....................

........................................................ .................................

Data consulta:

...........................

Encaminhamento:

...........................................................

Dores: pernas ( )

Braços (

)

Cabeça (

)

outras: (

)

Pressão: .........................

Medicação: ( ) Quais: ........................................................................................................

Fuma ( ) Álcool ( ) Drogas ( ) Quais:

...........................

Quanto

tempo

...................

Enfermidades: .....................................................................................................................

Menstruação: regular ( )

Cólicas (

)

Qdo parou (

)

Pílulas (

)

Sono:

.......................

Sonhos:

......................

Alimentação: ....................................................

Motivo principal da consulta: ..............................................................................................

Que tratamentos já fez? ......................................................................................................

(Esta ficha é apenas uma sugestão. Você desenvolve uma de acordo com as suas necessidades).

SUGESTÕES DE PROCEDIMENTO

Procurar fazer com que a pessoa dia o que a motivou estar ali. Ele teve uma motivação para chegar até você. Procure saber o que motivou e no que ela espera que você posso ajuda-la?

  • Deixe que a pessoa fale, procure não interromper. Deixe para fazer as perguntas no

final.

  • Para eliminar suas dúvidas, utilize sempre colocações lógicas e diretas, mas sem interferências. Exemplo:

Você poderia me explicar melhor....

O que você quer dizer com isso Você pode falar um pouco mais sobre

...

?

....

?

DIAGNÓSTICO

(Diagnosticar é determinar uma “doença”/problema físico, emocional, mental, psíquico/espiritual em função dos dados apresentados). Um bom diagnóstico baseia-se na profunda compreensão dos problemas descritos e também na intuição do terapeuta.

Mantenha uma visão holística do cliente:

Observe o corpo: que mensagens ele envia? Atente para a forma como os sentimentos são descritos. A expressão dos olhos, boca, se a postura é coerente com o que é expressado verbalmente? O que a doença física tem em comum com a postura emocional? Em função do estado emocional do cliente, qual o comprometimento físico?

ENCAMINHAMENTO

Com clareza do diagnóstico, verifique as seguintes questões:

Tenho condições emocionais de lidar com o caso? Meu trabalho é suficiente para auxiliar essa pessoa? Preciso do auxílio de outros profissionais? Que outras terapêuticas podem colaborar nesse tratamento? Necessito conhecer melhor alguns aspectos desse caso? (estudar, pesquisar) Sou capaz de fazer agora a prescrição terapêutica adequada?

É importante que ao final da consulta, você seja capaz de transmitir ao cliente, de maneira clara e objetiva, suas conclusões sobre o processo do cliente e como será encaminhado o tratamento.

Lembre-se que é importante para o cliente entender o tratamento e como o processo terapêutico poderá auxilia-lo, então informe-o da melhor maneira, para que ele possa colaborar com o tratamento.

Estabeleça com o cliente como será o acompanhamento do tratamento: semanal, quinzenal ou mensal e, deixe claro o compromisso dele com a sua própria cura. OBS: um frasco de floral de 30ml tem a duração de 22/23 dias se tomado 4x4. Logo marque o retorno para 20 dias no máximo ou deixe claro quantos frascos vai tomar até que retorne.

TRATAMENTO

A cada novo encontro, faça uma revisão se os objetivos estabelecidos na consulta anterior foram alcançadas e quais as variáveis novas que surgiram. Os sonhos são uma fonte riquíssima de dados decorrentes da atuação dos recursos terapêuticos complementares utilizados (florais, cristais, reiki. Aproveite.) Pense sempre em outras terapêuticas que podem auxiliar seu cliente e converse com ele sobre elas. Mostre a seu cliente, com objetividade e clareza quando ele está boicotando ou sabotando o tratamento e ajude-o a ver suas dificuldades. Mantenha-se sempre aberto às mudanças de curso durante o tratamento. As prioridades podem mudar. Seja flexivel!

TOQUES DE ÉTICA

Respeito ao cliente Sigilo profissional Integridade profissional Consciência das suas limitações Respeito ao seu trabalho

Ética é um parâmetro de conduta pessoal e profissional, o qual permite estabelecer um espaço, onde as diferentes formas de relações encontrar-se-ão vinculadas às regras e normas previamente estabelecidas, assegurando a individualidade, intimidade e liberdade das pessoas nele inseridas.

Uma postura ética, deve antes de tudo, referir-se a vida de uma forma geral. Princípios e posturas éticas de vida, com certeza garantem a vivência da ética profissional.

Sigilo terapêutico

Trabalhar de forma holística com saúde, dentro das terapias integrativas, exige prioritariamente que o terapeuta conheça profundamente seu cliente. Para tanto, é necessário que a pessoa em tratamento tenha plena confiança no profissional e sinta-se segura em relação a ele. O sigilo terapêutico existe para garantir essa condição.

Manter o sigilo sobre os assuntos abordados dentro de um espaço terapêutico significa, acima de tudo, respeito ao ser humano com confiança em você.

Respeitar: valores, opções e crenças do cliente

O terapeuta deve ter sempre bem claro a forma como uma pessoa conduz sua vida, por mais estranha que possa nos parecer, sentindo-se feliz dessa forma e não “agredindo” aos que o cercam é uma opção particular. Não nos cabe enquanto terapeutas julgar, criticar ou sugerir mudanças. Nosso papel é auxiliar o indivíduo a sentir-se bem consigo mesmo nos aspectos em que isso não ocorre.

Há terapeutas empenhados em FAZER com que seus clientes deixem de ser homossexuais, emagreçam, engordem, parem de fumar, mudem suas práticas sexuais, casem, se divorciem e muitas outras estranhas propostas, que em nenhum momento durante o processo terapêutico, tenha sido cogitado pelo cliente.

O terapeuta não pode colocar seus valores acima da ética profissional; Não pode se considerar dono das mais diversas verdades;

Privacidade

Nada mais desagradável, para usarmos um termo delicado, que ouvir a consulta de outra pessoa enquanto aguardamos na sala de espera. E se a consulta fosse nossa ea sala tivesse lotada? Imagine sua vida particular sendo compartilhada com secretária (o), outros terapeutas e os clientes que aguardam. Desagradável éo mínimo, entretanto muitos “profissionais” ainda não se pré-ocupam com esse “detalhe”.

Manter uma sala de atendimento isolada acústica e visualmente, orientar a secretária (o) sobre postura com clientes é condição vital para a manutenção do sigilo terapêutico.