Вы находитесь на странице: 1из 26

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

Copyright © 2016 by Claudio M. P. Lourenço

Título original:

Apostila Dons Espirituais

1ª Edição - 2016

É desaconselhada a utilização desta obra sem que o leitor tenha participado das aulas ministradas ou tenha recebido a orientação bíblica necessária para a boa compreensão do assunto.

Contato para aconselhamento e orientação no uso:

e-mail: claudiolourenco@live.com

Impresso no Brasil / Printed in Brazil

Preparação de Texto CLAUDIO M. P. LOURENÇO Diagramação e Capa CLAUDIO M. P. LOURENÇO

Lourenço. Claudio Manoel Pereira. 1971 Apostila Dons Espirituais

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

DONS ESPIRITUAIS

“Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes”.

1Coríntios 12:1

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

SUMÁRIO 1ª Parte A VIDA CRISTÃ COMO UM PROCESSO MÍSTICO, NÃO APENAS ÉTICO. 2ª Parte TALENTOS OU HABILIDADES, FRUTO DO ESPÍRITO E DONS MINISTERIAIS. 3ª Parte DONS ESPIRITUAIS, OFÍCIOS MINISTERIAIS E O PROPÓSITO SUPREMO DA IGREJA.

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

Por quais motivos devo estudar sobre os dons espirituais?

  • 1. O assunto é bíblico e pertinente, pois o próprio apóstolo Paulo dedicou boa parte de seu tempo

para orientar algumas igrejas sobre o assunto.

  • 2. O mau uso dos Dons Espirituais causa escândalos aos de fora e divisões no interior da igreja.

  • 3. O esclarecimento sobre os dons espirituais conscientiza a igreja sobre a disponibilidade dessas

ferramentas” tão importantes para o seu avanço e para a expansão do Reino de Deus.

  • 4. O conhecimento sobre os dons capacita os crentes a discernirem sobre as coisas que realmente

procedem de Deus.

  • 5. Reconhecer os dons traz profunda compreensão sobre a unidade do Corpo de Cristo e a real forma

de comunhão.

Quais são os nossos objetivos a serem alcançados com estes estudos?

  • 1. Compreender a essência sobrenatural da vida cristã.

  • 2. Reconhecer que Deus é a fonte dos dons espirituais e que somos apenas canais de bênçãos.

  • 3. Identificar as diferenças entre Talentos ou Habilidades, Fruto do Espírito, Dons Ministeriais, Dons

Espirituais e Ofícios Ministeriais.

  • 4. Reconhecer o propósito supremo do uso dos dons espirituais.

  • 5. Identificar os próprios dons a fim de servir a Cristo com excelência, contribuindo com a edificação

da sua igreja.

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

INTRODUÇÃO

Você sabe identificar um Dom Espiritual? Então, cite ao menos um ...

VEJAMOS AS IMAGENS A SEGUIR ...

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns
PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns
PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns
PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

1ª PARTE A VIDA CRISTÃ É UM PROCESSO MÍSTICO, NÃO APENAS UM ROCESSO ÉTICO!

VIDA CRISTÃ COMO PROCESSO ÉTICO: É a vida pautada na prática dos bons costumes. A Ética fundamenta suas ações morais exclusivamente pela razão.

VIDA CRISTÃ COMO PROCESSO MÍSTICO: É a comunhão entre o homem e Deus através de uma experiência pessoal e direta com Cristo que nos concede o Espírito Santo, que passa a habitar em nós! (Jo 15:1-27 / Jo 17:20-23).

Jo 15:1-27

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e

limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado. Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem. Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor. Tenho-vos dito isto, para que o meu gozo permaneça em vós, e o vosso gozo seja completo. O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer. Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda. Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros. Se o mundo vos odeia, sabei que, primeiro do que a vós, me odiou a mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos odeia. Lembrai-vos da palavra que vos disse: Não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Mas tudo isto vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou. Se eu não viera, nem lhes houvera falado, não teriam pecado, mas agora não têm desculpa do seu pecado. Aquele que me odeia, odeia também a meu Pai. Se eu entre eles não fizesse tais obras, quais nenhum outro tem feito, não teriam pecado; mas agora, viram-nas e me odiaram a mim e a meu Pai. Mas é para que se cumpra a palavra que está escrita na sua lei: Odiaram-me sem causa. Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim. E vós também testificareis, pois estivestes comigo desde o princípio.

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

Jo 17:20-23 E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela tua palavra hão de crer em mim; Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, estás em mim, e eu em ti; que também eles estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.

A COMUNHÃO ENTRE O HOMEM E DEUS SÓ É POSSÍVEL ATRAVÉS DE JESUS CRISTO: Jesus é quem nos liberta do pecado e da morte, e pede ao pai que nos conceda o Espírito Santo; Espírito da Verdade; Espírito Consolador; Espírito que faz lembrar do que Jesus ensinou; Espírito que dá Vida; Espírito que nos torna Filhos de Deus! ( Rm 8:1-17 / Jo 14:15:26)

Rm 8:1-17 Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte. Porquanto o que era impossível à lei, visto como estava enferma pela carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado, pelo pecado condenou o pecado na carne; Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito. Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito inclinam-se para as coisas do Espírito. Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz. Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. Vós, porém, não estais na carne, mas no espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele. E, se Cristo está em vós, o corpo, na verdade, está morto por causa do pecado, mas o espírito vive por causa da justiça. E, se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo também vivificará os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita. De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne. Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis. Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus esses são filhos de Deus. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos:

Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.

Jo 14:15-26 Se me amais, guardai os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber,

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós. Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis. Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós. Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele. Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo? Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou. Tenho-vos dito isto, estando convosco. Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

ESSA COMUNHÃO MÍSTICA PRODUZ O FRUTO DO ESPÍRITO EM NÓS: O fruto é um meio de se reproduzir aquilo que gera o fruto! Portanto, o Fruto do Espírito reproduz em nós o Próprio Espírito! Assim nos tornamos Membros da Família de Deus, conforme à Imagem Divina de Jesus Cristo! (Gl 5:22-25)

Todo esse processo está inteiramente fora do alcance da Lei, pois requer Comunhão Real com o Espírito de Deus! Por isso a Vida Cristã é um Processo Místico, não apenas um Processo Ético!

Todo desenvolvimento espiritual requer a busca do Espírito, pois Ele é a fonte de tudo. Ler a Bíblia e Orar não é suficiente. A experiência humana mostra-nos que isso não basta! Deve haver a busca pela comunhão com o Espírito Santo bem como a submissão a Ele.

Por sua vez, quando a presença do Espírito é real em nós, Ele usará os meios de Estudo da Palavra,

Oração e Meditação. Porém tais meios são inúteis sem a presença do Espírito Santo de Deus!

Os meios de estudo, oração e meditação podem modificar temporariamente um indivíduo pela mera força mental e moral, contudo essa modificação não perdurará, se não for fruto do Espírito de Deus!

CONCLUSÃO Os dons espirituais somente estarão à disposição daqueles que nasceram de novo através de um processo sobrenatural e estão em íntima comunhão com Deus!

Fim da 1ª Parte

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

2ª PARTE TALENTOS ou HABILIDADES, FRUTO DO ESPÍRITO E DONS MINISTERIAIS

Considerações Importantes sobre os termos: Talentos ou Habilidades, Fruto do Espírito, Dons Ministeriais, Dons Espirituais, Ofícios.

As orientações paulinas tiveram sua origem na inspiração divina. As classificações didáticas procedem das análises dos textos bíblicos. As definições serão dadas no andamento dos assuntos. Todas as coisas procedem do Criador e pertencem a Ele.

TALENTOS ou HABILIDADES (“DONS NATURAIS”)

Talento : aptidão natural ou inata para uma certa atividade. Habilidade: qualidade de uma pessoa hábil, que revela capacidade para fazer alguma coisa; aptidão para cumprir uma tarefa específica; característica técnica que foi aprendida e melhorada através de uma abordagem teórica e prática. Sinônimos de habilidade: capacidade, talento, destreza. Tipos de Habilidades

  • - Habilidade cognitiva

  • - Habilidade motora

  • - Habilidade profissional

  • - Habilidade social

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

HABILIDADE E COMPETÊNCIA Competência: é a junção de talento e habilidade. Ou seja, uma pessoa competente é aquela que tem o talento e desenvolveu bem a habilidade. Obs.: É possível exercer uma determinada função apenas com talento ou com habilidade, mas os resultados serão sempre melhores quando as duas características estão presentes no indivíduo em questão.

Talento é o que “comumente as pessoas chamam de dom”. O talento pode ser chamado de “dom natural”, pois é concedido a “justos” ou “injustos”. Muitos de nós desenvolvemos esses talentos independentemente de nos “convertermos a Cristo”.

Ex.: Tocar bem um instrumento, ter uma bela voz, dançar bem, pintar bem, produzir coisas artesanais ou coisas parecidas. Há vários artistas não cristãos que possuem essas habilidades e que muitas vezes fazem essas coisas melhor que alguns cristãos.

Obs.: Estas habilidades não são reconhecidas pela Bíblia como sendo “dons espirituais”, contudo

podemos e devemos usá-los em favor da obra de Cristo. Ex.: Os artífices

...

(Êxodo)

Importante! Os “Talentosnão são capacidades dadas somente a pessoas espirituais, logo, não podemos “medir” o nível de espiritualidade de alguém por suas habilidades ou pela falta delas.

FRUTO DO ESPÍRITO

(REPRODUZ A SEMELHANÇA DE CRISTO)

Importante! O crente que anda segundo as orientações do Espírito Santo não cumpre os desejos da carne, portanto demonstra o fruto do Espírito, que se manifesta pelas seguintes características:

A Bíblia diz: Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, , mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito”. (Gl 5:22-25)

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

DONS MINISTERIAIS

(CAPACITAÇÃO CONFORME A GRAÇA)

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

UMA IMPORTANTE OBSERVAÇÃO SOBRE “O PROFETA” DOM DE PROFECIA (segundo a proporção da fé) O Dom da Profecia frequentemente incluía a “predição de acontecimentos”, mas era mais especificamente caracterizado por um exaltado e sobre-humano ensino. Isso enfatiza a grande importância do ensino, afinal, o profeta é favorecido pelo recebimento deste dom espiritual especial (Ex.: João Batista). Profetas: Homens dotados de considerável aptidão psíquica, conhecidos pelas suas declarações inspiradas, pelo que também eram distinguidos dos pregadores ordinários da igreja.

Para uma boa compreensão sobre os Dons Ministeriais, devemos observar como o apóstolo Paulo introduz o assunto ressaltando a importância dos seguintes aspectos (Rm 12:1-6):

1- Devemos nos oferecer a Deus como um sacrifício vivo. E isso só acontece quando realmente

cremos na superioridade dos valores de Deus e deixamos a nossa mente ser transformada pela Palavra de Cristo, assim, não tomaremos a mesma forma do mundo (Rm 12:1-2); 2- A igreja é composta de pessoas diferentes, com capacitações diferentes, semelhante ao corpo humano, que também possui vários membros, tendo cada um a sua função (Rm 12:4-5); 3- Todas as capacitações que temos procedem da graça de Deus, exatamente como foi determinado para cada órgão do corpo (Rm 12:5-6); 4- Ninguém deve se autoavaliar acima do que realmente é (Rm 12:3).

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

Capacitação para servir na Igreja. O apóstolo Paulo ressalta que estes dons são distribuídos segundo a graça que recebemos (Rm 12:6). Rm 12:1-8 “Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um. Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma função, assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé; se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino; ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria”. Leia também o verso 10.

Conclusão da 2ª PARTE

1- Os talentos são inatos e distribuídos a todos, “justos” e “injustos”. As habilidades podem ser desenvolvidas. 2- Dons Ministeriais também são encontrados em “não-cristãos”. 3- As características do Fruto do Espírito” devem ser evidenciadas num “verdadeiro cristão”.

Disse Jesus sobre os profetas: ... (Mt 7:15-23)

pelos

seus frutos os conhecereis

...

DONS

TABELA COMPARATIVA

   

SOMENTE

COMPARTILHADO COM PESSOAS COMUNS

 

SOMENTE

AOS CRENTES

AOS

CHAMADOS

TALENTOS E

DONS

FRUTO

DONS

OFÍCIOS

HABILIDADES

MINISTERIAIS

DO ESPÍRITO

ESPIRITUAIS

MINISTERIAIS

1- Reger 2- Cantar 3- Dançar 4- Tocar um Instrumento 5- Fazer Esculturas

1- Profecia (anunciar) 2- Ministério (serviço) 3- Ensino 4- Exortação (encorajar)

Rm 12:6-8

1- Amor 2- Alegria 3- Paz 4- Longanimidade 5- Benignidade

1- Palavra de Sabedoria 2- Palavra de Conhecimento 3- Fé 4- Dons de Curas 5- Operação de Milagres

1- Apóstolo 2- Profeta 3- Evangelista 4- Pastor e Mestre 5- Diácono 6- Bispo* 7- Presbítero* 8- Ministro*

6- Artesanatos 7- Construir 8- Consertar...

5- Contribuição 6- Presidir (liderar) 7- Misericórdia

6- Bondade 7- Fé 8- Mansidão 9- Domínio Próprio

6- Profecia 7- Discernimento de Espíritos 8- Variedade de Línguas 9- Interpretação de Línguas

Ef 4:11 / At20:28 Fp1:1 / 1Tm3:1-13 1Tm5:17 /Tt1:5-7

/2Co3:6

Os artífices do

Gl 5:22-23

1Pe5:1 / Tg5:14

Livro de Êxodo

1Co 12:8-11, 28-31

*At26:16 / Rm15:16

1Co3:5 / 1Co4:1

Fim da 2ª Parte

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

3ª PARTE DONS ESPIRITUAIS, OFÍCIOS MINISTERIAIS E O PROPÓSITO SUPREMO DA IGREJA

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

DONS ESPIRITUAIS

(CAPACITAÇÃO SOBRENATURAL)

Os dons espirituais se manifestam, na vida do crente, de forma sobrenatural e são concedidos pelo Espírito Santo, com o propósito supremo de edificação da Igreja e para honrarmos a Deus.

UMA ANÁLISE SOBRE A IGREJA EM CORINTO ... A IMATURIDADE NO USO DOS DONS X O APRENDIZADO GERADO

1- Identificando o problema em Coríntios (a “imaturidade espiritual” e a “confusão no culto” 1Co 14:1-40) O apóstolo Paulo identificou o problema ... a- Eram abundantes nos dons: 1Co 1:6-7 b- Porém imaturos: 1Co 1:10-13 e 3:1-15 c- Havia confusão no culto prestado a Deus: 1Co 14:1-40

1Co 14:1-40 Segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, para edificação, exortação e consolação. O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo, mas o que profetiza edifica a igreja. E eu quero que todos vós faleis em línguas, mas muito mais que profetizeis; porque o que profetiza é maior do que o que fala em línguas, a não ser que também

interprete para que a igreja receba edificação. E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina? Da mesma sorte, se as coisas inanimadas, que fazem som, seja flauta, seja cítara, não formarem sons distintos, como se conhecerá o que se toca com a flauta ou com a cítara? Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se preparará para a batalha? Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz? porque estareis como que falando ao ar. Há, por exemplo, tanta espécie de vozes no mundo, e nenhuma delas é sem significação. Mas, se eu ignorar o sentido da voz, serei bárbaro para aquele a quem falo, e o que fala será bárbaro para mim. Assim também vós, como desejais dons espirituais, procurai abundar neles, para edificação da igreja. Por isso, o que fala em língua desconhecida, ore para que a possa interpretar. Porque, se eu orar em língua desconhecida, o meu espírito ora bem, mas o meu entendimento fica sem fruto. Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. De outra maneira, se tu bendisseres com o espírito, como dirá o que ocupa o lugar de indouto, o Amém, sobre a tua ação de graças, visto que não sabe o que dizes? Porque realmente tu dás bem as graças, mas o outro não é edificado. Dou graças ao meu Deus, porque falo mais línguas do que vós todos. Todavia eu antes quero falar na igreja cinco palavras na minha própria inteligência, para que possa também instruir os outros, do que dez mil palavras em língua desconhecida. Irmãos, não sejais meninos no entendimento, mas sede meninos na malícia, e

adultos no entendimento. Está escrito na lei: Por gente de outras línguas, e por outros lábios, falarei a este povo; e ainda assim me não ouvirão, diz o Senhor. De sorte que as línguas são um sinal, não para os fiéis, mas para os infiéis; e a profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis.

Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos

ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos? Mas, se todos profetizarem, e algum indouto ou infiel entrar, de todos é convencido, de todos é julgado. E, portanto, os segredos do seu coração

ficam manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós. Que fareis pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem

salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo

mesmo, e com Deus. E falem dois ou três profetas, e os outros julguem. Mas, se a outro, que estiver assentado, for revelada alguma coisa, cale-se o primeiro. Porque todos podereis profetizar, uns depois dos outros; para que todos aprendam, e todos sejam consolados. E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas. Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja. Porventura saiu dentre vós a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós? Se alguém

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor. Mas, se alguém ignora isto, que ignore. Portanto, irmãos, procurai, com zelo, profetizar, e não proibais falar línguas. Mas faça-se tudo decentemente e com ordem.

2- Desconstruindo a vaidade

(Deus é a fonte de tudo 1Co 12:4-31)

1Co 12:4-31 “Ora, há diversidade de dons, mas

o Espírito

é

o mesmo.

E

diversidade de

ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil (para proveito de todos). Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; E a outro, pelo mesmo Espírito, a ; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; e a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o

dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas. Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer. Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, e todos temos bebido de um Espírito. Porque também o corpo não é um só membro, mas muitos. Se o pé disser: Porque não sou mão, não sou do corpo; não será por isso do corpo? E se a orelha disser:

Porque não sou olho não sou do corpo; não será por isso do corpo? Se todo o corpo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se todo fosse ouvido, onde estaria o olfato? Mas agora Deus colocou os membros no corpo, cada um deles como quis. E, se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? Assim, pois, há muitos membros, mas um corpo. E o olho não pode dizer à mão: Não tenho necessidade de ti; nem ainda a cabeça aos pés: Não tenho necessidade de vós. Antes, os membros do corpo que parecem ser os mais fracos são necessários; e os que reputamos serem menos honrosos no corpo, a esses honramos muito mais; e aos que em nós são menos decorosos damos muito mais honra. Porque os que em nós são mais nobres não têm necessidade disso, mas Deus assim formou o corpo, dando muito mais honra ao que tinha falta dela; para que não haja divisão no corpo, mas antes tenham os membros igual cuidado uns dos outros. De maneira que, se um membro padece, todos os membros padecem com ele; e, se um membro é honrado, todos os membros se regozijam com ele. Ora, vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular. E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro doutores (mestres), depois milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. Porventura são todos apóstolos? São todos profetas? São todos doutores? São todos operadores de milagres? Têm todos o dom de curar? Falam todos diversas línguas? Interpretam todos? Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente”.

3- Focando a solução

(o caminho mais excelente 1Co 13:1-13)

o valor de um caminho mais excelente ...

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

1Co 13:1-13 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me valeria. O amor é paciente, é bondoso; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não considera mal; Não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade; Tudo tolera, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado. Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino. Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido. Agora, pois, permanecem a , a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

...

os

seu dons eu posso ver, mas onde anda o vosso “Fruto do Espírito”?

OS 9 DONS ESPIRITUAIS

(CAPACITAÇÃO SOBRENATURAL)

1- Palavra de Sabedoria É o discernimento prático que aplica a verdade bíblica a situações e problemas da vida real. É saber o que” falar e “como” agir para resolver um problema (aconselhamento). Obs.: Palavra de Sabedoria ≠ Sabedoria (Tiago 1:5 arte de viver, capacidade de enxergar a vida e lidar com os problemas). Palavra de Sabedoria é a aplicação correta da “Palavra” na vida prática. É ação prática biblicamente guiada.

2- Palavra de Conhecimento É a obtenção de conhecimento sobre Deus, ou qualquer assunto bíblico, também com aplicação prática, objetivando o aprendizado (ensino). Obs.: Dom dado ao que ensina. Envolve a iluminação para penetrar fundo na doutrina revelada para expô-la aos demais. Pessoa capacitada a entender a Palavra e explicar tornando-a algo simples e facilmente entendida. Ligado ao discipulado ...

3- É crer num momento onde todos já perderam as esperanças. É acreditar, sem duvidar, nas “coisas impossíveis” sabendo perfeitamente que aquilo é algo simples para Deus, se assim for de sua vontade.

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

Obs.: Não é a fé salvadora, mas provem dela. É uma medida mais elevada dela. É poder ver e participar de coisas maravilhosas. Ver aquilo que ainda não aconteceu.

4- Dons de Curar Associado à e à compaixão. Manifesta-se naquele que se deixa usar pelo Espírito Santo para benefício de outro. Nunca poderá haver vaidade aquele em quem se manifesta este dom, pois todo o poder vem de Deus e pertence a Ele.

Dons de Curar: Único no plural. Lembremos que Jesus curava, ensinava e pregava

Mt 9:25-38 / Mt 10:1 / Lc 10:9

... Plural porque as doenças podem ter várias origens: emocionais, físicas, psicossomáticas ou espirituais. Elas podem ser graves ou simples. Algumas curas são intervenções sobre o mecanismo de morte (pecado) que nos faz morrer um pouco a cada dia, outras são sobre doenças demoníacas que a cura só vem pela expulsão de demônios (Mt 9:32-33 o mudo). Existem doenças que serão curadas através do compartilhar da alma (Tg 5:13-18: doenças psicossomáticas, cura interior). Deus usa pessoas de maneiras diferentes para curar o seu povo,

por isso o plural, curas. Envolvem muitas circunstâncias que nos cercam

Há variedades de

... doenças e também meios de Deus nos usar para as curas. Deus sempre tem um propósito nas curas. Contudo lembremos: Jesus, apesar de a bíblia nos afirmar que ele levou sobre si as nossas dores, não curou a todas as pessoas! O cego de nascença permaneceu muitos anos sem ser curado, pois havia um propósito para que se manifestasse a glória de Deus. Lembremos também que: pela fé alguns foram serrados ao meio e não libertos da serra! A vida não pode ser vista somente pelas circunstâncias terrenas, pela perspectiva desse tempo, mas pela perspectiva de Deus, senão nunca a entenderemos. Algumas teologias nos ferem pondo sobre nós culpa de falta de fé se não recebermos a cura num determinado momento. Devemos recordar que um dia todos morrem, pois ficarão doentes de morte!

Lembre-se também da lepra, que hoje tem controle! E lembre-se que um dia os salvos receberão um novo corpo! Oh Glória!

5- Operações de Milagres (maravilhas) Realização de obras sobrenaturais pelo poder de Deus que opera em quem tem este dom.

Operações de Milagres (maravilhas) Obs.: Termo abrangente, com várias conotações, desde a cura, passando pela ressurreição de mortos, ou até mesmo manifestações na natureza, mas o que está em foco é a manifestação do poder de Deus, desde a Palavra dita até às orações respondidas. Rm 15:18-19 Paulo diz que não ousava falar nada além do que Cristo já tinha manifestado, por intermédio dele, por poder de sinais e maravilhas e pelo poder do Espírito Santo, para conduzir os gentios à obediência. Ele assim divulgou o evangelho por muitos lugares. Isso acontece todas as vezes que o povo de Deus ora! Lembremos que muitas coisas acontecem no mundo mulçumano, em meio à perseguição, regado à oração! Jesus está vivo! A ele toda a Glória!

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

At 4:29-30 Os discípulos pediram ousadia e sinais e maravilhas, para pregarem a Palavra, assim Deus ouviu e os encheu do Espírito manifestando juntamente com um tremor naquele lugar. Hb 2:3-4 Aqueles que anunciaram a Palavra realizaram através de sinais e maravilhas, com múltiplos milagres. O objetivo é a salvação, não a substituição de religião (denominações e doutrinas). Alguns entendem que a expulsão de demônios entram no rol dos sinais e maravilhas ...

6- Profecia É a capacidade sobrenatural de alguém discernir a Vontade de Deus numa determinada situação. Este dom deve ser usado para ajudar a outros, encorajando-os a obedecerem a Vontade Divina, corrigindo seus erros e edificando suas vidas. Tudo deve estar de acordo com a Palavra de Deus.

Profecia

É mensagem de Deus ao coração do homem. Dom de profecia é a capacidade que Deus concede a

alguns homens, através do seu Espírito, para que transmitam sua mensagem ao povo. Essa é a essência da palavra, tanto no VT quanto no NT. 1Co 14:3 O propósito da profecia é edificação, exortação e consolação.

1Co 14:24-25 Convencer o incrédulo e levá-lo a adorar a Deus. 1Co 14:31-32 Usado também para o ensino. At 21:10-11 / At 11:27-28 Algumas vezes esse dom envolvia a predição do futuro, mas esse não é o objetivo principal. Contudo isso é bíblico, aconteceu no VT e no NT, e continuará acontecendo porque não há nada contrário na bíblia a respeito disso, mas precisamos tomar cuidado com as

“profetadas” (profecias mentirosas). Se atualmente estivéssemos no VT muitos seriam apedrejados pelas “profetadas”. Paulo deu grande importância a esse dom. Os termos profeta, profecia, profetizar, foram enfatizados e aparecem 22 vezes entre 1Co 12 até 1Co 14. Lições: Busquemos primeiramente a Deus. Se ele quiser, usará alguém para falar conosco. Não devemos buscar “profetas”, mas buscar a “Deus”. Deus não divide a sua glória com ninguém. A

bíblia diz para julgarmos toda palavra profética que for dada. Ver se ela é coerente com os valores do reino de Deus. Por isso Paulo começa 1Co 12 dizendo que não desejava que os seus irmãos

fossem ignorantes ou desconhecedores a respeito dos dons “profecia” devolva para Deus!

...

Caso receba de alguém uma

7- Discernimento de Espíritos

É a habilidade sobrenatural de distinguir e caracterizar, de maneira completa e individual, os

espíritos “bons” e “maus”.

8- Variedade de Línguas Segundo a Bíblia, é a capacidade sobrenatural de falar línguas estranhas à sua cultura, mas faladas

em outras, com o objetivo de anunciar a boa notícia de salvação por meio de Cristo (este é o

significado do termo grego para “língua” = “idioma”). Caso aconteça na Igreja, deve haver intérprete. 1Co 14:26-28 – “Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. E, se alguém

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus.

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES 1- A primeira vez que aconteceu no N. T. foi em At 2, na festa de Pentecostes (línguas desconhecidas pelos “falantes”, mas conhecidas pelos nativos da língua) 2- A Urgência do aprendizado (havia cerca de 18 nações diferentes ,implicando numa real necessidade de capacitação sobrenatural) 3- O acontecimento não foi acompanhado de um “êxtase” que conduzisse a um descontrole emocional (a má interpretação foi por parte daqueles que focaram os idiomas estranhos aos seus) 4- O Dom é usado como sinal para os descrentes compreenderem o evangelho (na igreja não faz sentido se não se entende nada do que se diz) 5- As Línguas “extáticas” eram praticadas por diversas religiões pagãs (provável motivo pelo qual o apóstolo Paulo resolveu orientar a igreja) 6- Ainda hoje, as regras bíblicas tem sido desconsideradas (dois ou três; em ordem sucessiva; com intérprete. Caso contrário cale-se) 7- O termo “Língua dos Anjossó é citado em 1Co 13:1 (a motivação era enfatizar o contraste da “espiritualidade” com o “amor”, para ser compreendido que o mas importante não é a demonstração de poder) 8- Em Marcos 16:17 é dito: “Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem: em meu nome, expelirão demônios: falarão novas línguas.” O que significa “falar uma nova língua” na Bíblia? O texto original grego responde. Há duas palavras gregas diferentes para descrever o termo “novas” línguas: neós e kainós (Neós: algo novo que não existia antes Kainós: algo novo que já existia) A palavra empregada em Mc 16:17 é kainós, indicando assim que as “novas línguas” faladas pelos discípulos de Jesus seriam novas apenas para aqueles que não as conheciam! 9- A manifestação do “falar em línguasnão pode ser encarada como prova do batismo no Espírito Santo • Os samaritanos (Atos 8:17); • Maria (Lucas 1:35); • Estevão (Atos 6:5; 7:55); • Saul, o primeiro rei de Israel (l Samuel 10:10); • Gideão, juiz de Israel (Juízes 6:34); • Sansão, outro juiz (Juízes 15:14); • Zacarias, pai de João Batista (Lucas 1:67); • Bezalel, em tempos remotos (Êxodo 31:1-3); • João Batista e sua mãe (Lucas 1:15 e 41); Os sete diáconos (Atos 6:1-7) e • Jesus Cristo (Lucas 3:22).

Sugestão de livro: O Movimento Moderno de Línguas” – Robert Gleen Gromacki.

9- Interpretação de Línguas É a capacidade dada pelo Espírito Santo para a interpretação das línguas desconhecidas citadas acima.

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

OFÍCIOS MINISTERIAIS

(OBRIGAÇÃO, DEVER, INCUMBÊNCIA, ENCARGO)

A Palavra de Deus também nos ensina que há diferentes ofícios ministeriais dentro da Igreja. OFÍCIO: Obrigação, dever, incumbência, encargo. Segundo o dicionário é qualquer atividade de trabalho que requer técnica e habilidades específicas. É algo oficial, público, ordenado, onde sua ênfase é o ministério da Palavra. Podem ser exercidos vários ofícios, porém, com o foco na vocação. As pessoas que desempenham ofícios ou cargos ministeriais na igreja devem ser espiritualmente dotadas, tornando-se meios de expressão da graça divina entre os homens.

Ef 4:11-16 – “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao pleno conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor”.

   

SOMENTE

COMPARTILHADO COM PESSOAS COMUNS

 

SOMENTE

AOS CRENTES

AOS

CHAMADOS

TALENTOS E

DONS

FRUTO

DONS

OFÍCIOS

HABILIDADES

MINISTERIAIS

DO ESPÍRITO

ESPIRITUAIS

MINISTERIAIS

1- Reger 2- Cantar 3- Dançar 4- Tocar um Instrumento 5- Fazer Esculturas

1- Profecia (anunciar) 2- Ministério (serviço) 3- Ensino 4- Exortação (encorajar)

Rm 12:6-8

1- Amor 2- Alegria 3- Paz 4- Longanimidade 5- Benignidade

Gl 5:22-23

1- Palavra de Sabedoria 2- Palavra de Conhecimento 3- Fé 4- Dons de Curas 5- Operação de Milagres

1- Apóstolo 2- Profeta 3- Evangelista 4- Pastor e Mestre 5- Diácono 6- Bispo* 7- Presbítero* 8- Ministro*

6- Artesanatos 7- Construir 8- Consertar...

5- Contribuição 6- Presidir (liderar) 7- Misericórdia

6- Bondade 7- Fé 8- Mansidão 9- Domínio Próprio

6- Profecia 7- Discernimento de Espíritos 8- Variedade de Línguas 9- Interpretação de Línguas

Ef 4:11 / At20:28 Fp1:1 / 1Tm3:1-13 1Tm5:17 /Tt1:5-7 1Pe5:1 / Tg5:14

Os artífices do Livro de Êxodo

1Co 12:8-11, 28-31

*At26:16 / Rm15:16 1Co3:5 / 1Co4:1

/2Co3:6

________________________________________________________________________________________________

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S Do ns E s p irit u ais

PROPÓSITO SUPREMO DA IGREJA

(FAZER DISCÍPULOS, NÃO APENAS MEMBROS)

Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao pleno conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura da plenitude (completa) de Cristo”.

SEJA VOCÊ MESMO. NÃO IMITE COMPORTAMENTOS. BUSQUE CONHECER A CRISTO ATRAVÉS DA BÍBLIA E SEJA UM DISCÍPULO DELE, NÃO APENAS UM MEMBRO DA IGREJA.

PRIME IRA IGRE JA BAT I S TA EM NI LÓPOL I S – Do ns

Fim da 3ª Parte

________________________________________________________________________________________________

Похожие интересы