Вы находитесь на странице: 1из 538
 
  2ª e ulho

  2ª e ulho

2ª e ulho

Sumário Este manual contem instruções de utilização da ferramenta eletrônica VCO-950 , bem como informações

Sumário

Este manual contem instruções de utilização da ferramenta eletrônica VCO-950, bem como informações para a correção dos códigos de falhas dos motores de 6 cilindros.O manual está dividido em quatro blocos da seguinte forma:

PARTE A - Instrução de utilização VCO-950

PARTE B - Informações Gerais

PARTE C - Medições

PARTE D - Diagnóstico de Falhas

Gerais PARTE C - Medições PARTE D - Diagnóstico de Falhas Serviços e assistência técnica -

Serviços e assistência técnica - Caminhões 2 a edição julho./2006

Proibida a impressão, reprodução e tradução parciais ou totais sem prévia autorização por escrito da Volkswagen do Brasil Ltda. - Indústria de veículos automotores.

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 1

Página deixada em branco intencionalmente A - 2 ⇐=======⇒ 2 a edição 07/2006 – MOTOR

Página deixada em branco intencionalmente

A - 2

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

PARTE A Instrução de utilização VCO-950 MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

PARTE A

Instrução de utilização

VCO-950

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 3

Página deixada em branco intencionalmente A - 4 ⇐=======⇒ 2 a edição 07/2006 – MOTOR

Página deixada em branco intencionalmente

A - 4

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

INSTRUÇÕES DE OPERAÇÕES E TESTES- VCO-950 MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

INSTRUÇÕES DE OPERAÇÕES E TESTES- VCO-950

INSTRUÇÕES DE OPERAÇÕES E TESTES- VCO-950 MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006 ⇐=======⇒

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 5

Índice

Índice

Introdução

Atenção

7

Acessórios

8

Ligação

9

Operação

10

Testes

11

Atualização da versão VCO-950

12

Apagamento de memória

18

Identificação do ECM

19

Tabela de aplicação

20

Dados técnicos

21

Orientação

22

Habilitação do tipo de veículo

28

Impressão

Impressão

30

Impressão de relatórios

31

Exemplos de resultados de impressão

33

Manual de operações

Sistema de injeção eletrônica

35

A - 6

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

ATENÇÃO

A ferramenta de diagnóstico Volkswagen VCO - 950, mostra no visor os códigos de falhas detectados pela unidade de comando (ECM), e efetua leitura de valo- res do sistema,

VCO - 950

Movimenta para a “Esquerda”

Tecla “Não”

Reinicia o aparelho

“Esquerda” Tecla “Não” Reinicia o aparelho Visor Movimenta para a “Direita” Tecla “Sim” Volta
“Esquerda” Tecla “Não” Reinicia o aparelho Visor Movimenta para a “Direita” Tecla “Sim” Volta

Visor

Movimenta para a “Direita”

Tecla “Sim”

Volta ao Menu

Conector de

alimentação (12V)

Conector para cabo de comunicação com impressora

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 7

Introdução

Introdução

ACESSÓRIOS

Cabo de Diagnóstico C26

Adaptador OBDII

ACESSÓRIOS Cabo de Diagnóstico C26 Adaptador OBD II Gancho Fonte de Alimentação 12V (bivolt) Cabo de

Gancho

ACESSÓRIOS Cabo de Diagnóstico C26 Adaptador OBD II Gancho Fonte de Alimentação 12V (bivolt) Cabo de

Fonte de Alimentação 12V (bivolt)

Adaptador OBD II Gancho Fonte de Alimentação 12V (bivolt) Cabo de Alimentação C a b o

Cabo de Alimentação

Cabo DB9/Serial Db25

C a b o D B 9 / S e r i a l D b

Cabo de de Impressão

A - 8

⇐=======⇒

Cabos auxiliares para medição

de de Impressão A - 8 ⇐=======⇒ Cabos auxiliares para medição 2 a edição 07/2006 –

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

LIGAÇÃO

Atenção:

A alimentação do VCO - 950 é feita pelo cabo de comunicação OBD2, como mostra na figura.

Conexão do VCO-950 no veículo

1 - Conecte o cabo OBD2 no VCO-950.

2 - Com a chave de partida desligada, conecte o VCO-950 no veículo.

3 - Para efetuar as leituras ligue a chave de partida.

3 - Para efetuar as leituras ligue a chave de partida. Adaptador OBDII Localização do conector
3 - Para efetuar as leituras ligue a chave de partida. Adaptador OBDII Localização do conector
3 - Para efetuar as leituras ligue a chave de partida. Adaptador OBDII Localização do conector

Adaptador OBDII

Localização do conector de diagnóstico no veículo

Lado direito do painel na caixa de relés e fusíveis Retirar a tampa da caixa

Lado direito do painel na caixa de relés e fusíveis

Retirar a tampa da caixa de relés e fusíveis para ter acesso ao conector OBDII

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 9

Introdução

Introdução

OPERAÇÃO

Escolha do veículo:

Após ligado, o VCO - 950 apresentará a mensagem que identifica a versão do software, e número de série do VCO - 950:

VCO - 950

Versao 01

NS: xxxxxx

e logo após a mensagem:

Pressione para repetir a última escolha
Pressione
para repetir a
última escolha

Outro Modelo?

NÃO

SIM

Pressione para apagar os códigos de falha do teste anterior e escolher outro veículo
Pressione
para
apagar os códigos de falha
do teste anterior e escolher
outro veículo
de falha do teste anterior e escolher outro veículo   Tipo de Veiculo XXX   Veiculo:
 
 

Tipo de Veiculo

XXX

 
 

Veiculo:

XXX

 
 

Motor: XXXXXXXXX

XXXXXXX

 
 

Opcao:

1. Teste?

XXXXXXXXX XXXXXXX   Opcao: 1. Teste? Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor:
Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?

Tipo de Veiculo

XXX

Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?
Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?

Modelo:

XXX

Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?
Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?

Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX

Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?
Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?

Utilize Conector

CXX

Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?
Tipo de Veiculo XXX Modelo: XXX Motor: XXXXXXXXX XXXXXXX Utilize Conector CXX Opcao: 1. Teste?

Opcao:

1. Teste?

As teclas selecionam o tipo de veículo.
As teclas
selecionam o tipo de
veículo.
As teclas selecionam o modelo.
As teclas
selecionam o
modelo.
As teclas selecionam o sistema.
As teclas
selecionam o
sistema.

Indica qual conector deve ser utilizado

A - 10

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

TESTES

O sistema ISC-CM850 permite executar funções de código de falha, leituras de

parâmetros e apagar memória de falha atuadores e ajustes para a Volksguard.

TESTE 1 - Códigos de Falha Apresenta os códigos de falha armazenados na memória da ECM.

TESTE 2 - Leituras Permite verificar várias condições do motor, com motor parado (ignição ligada), funcionando ou veículo em movimento:

Apresentação no display:

O VCO - 950, na forma de leituras, apresenta duas leituras simultâneas, na linha

superior e na linha inferior. Para mudar o padrão de leituras, proceda da seguinte forma:

• Escolha a opção leituras e tecle

da seguinte forma: • Escolha a opção leituras e tecle : o VCO - 950 apresentará

: o VCO - 950 apresentará duas leituras.

As teclas

: o VCO - 950 apresentará duas leituras. • As teclas e alternam os pares de

e

: o VCO - 950 apresentará duas leituras. • As teclas e alternam os pares de

alternam os pares de leituras.

leituras. • As teclas e alternam os pares de leituras. • Teclando , a leitura da
leituras. • As teclas e alternam os pares de leituras. • Teclando , a leitura da

• Teclando , a leitura da linha inferior é fixada e as teclas e alternam apenas a leitura da linha superior.

e as teclas e alternam apenas a leitura da linha superior. • Teclando e novamente, a

• Teclando

e
e

novamente, a leitura da linha superior é fixada e as teclas

passam a alternar a leitura da linha inferior.

• Teclando

leituras.

alternar a leitura da linha inferior. • Teclando leituras. novamente, as teclas e alternam os pares

novamente, as teclas

linha inferior. • Teclando leituras. novamente, as teclas e alternam os pares de MOTOR CUMMINS SÉRIE

e

inferior. • Teclando leituras. novamente, as teclas e alternam os pares de MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

alternam os pares de

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 11

Introdução

Introdução

Teste: 2. Leituras? As teclas alternam as duas leituras. LINHA SUPERIOR LINHA INFERIOR As teclas
Teste:
2. Leituras?
As teclas
alternam as duas leituras.
LINHA SUPERIOR
LINHA INFERIOR
As teclas
alternam as leituras da
linha superior.
LINHA SUPERIOR
LINHA INFERIOR*
As teclas
alternam as leituras da
linha inferior.
LINHA SUPERIOR *
LINHA INFERIOR
As teclas
alternam as duas leituras.
LINHA SUPERIOR
LINHA INFERIOR

A - 12

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

Teste 3 - Atuadores Permite realizar testes com o veículo

Teste 4 - Volksguard Permite ajustar os parâmetros do Volksguard

Erro de comunicação: Sempre que ocorrer um erro de comunicação, como o

! Atencao ! Erro Comunicacao

mostrador no visor:

Aperte uma tecla qualquer e repita a operação. Se o problema persistir, desligue o VCO-950 e verifique se as ligações dos cabos estão corretas ou se existe algum problema nos cabos e conectores Siga corretamente a sequência d eligação e tente novamente

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 13

Introdução

Introdução

ATUALIZAÇÃO DA VERSÃO VCO - 950

É possível atualizar a versão do VCO - 950 através do programa VCO - 950X

(X é a versão do programa). Para fazer a atualização, proceda da seguinte forma:

Obs.: O X no nome do arquivo (VCO-950vX.EXE) é o número da versão do programa de atualização.

Os programas de atualização estão compactados com autodescompactador. Para descompactá-los basta executar o arquivo (através do windows explorer ou pelo menu iniciar-executar). Na seqüência será mostrada a seguinte tela:

Na seqüência será mostrada a seguinte tela: Clique no botão “Unzip” para executar a

Clique no botão “Unzip” para executar a descompactação e então será mostra- da a seguinte tela:

descompactação e então será mostra- da a seguinte tela: Clique em “OK” e feche a janela

Clique em “OK” e feche a janela de descompactação. Agora é só acessar a pasta “c:\atualizaVCO950” e executar a carga do VCO - 950 (VCO -950vX.EXE).

A - 14

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

Ligue o VCO - 950 ao computador como mostra a figura abaixo. O VCO-950 deverá permanecer na tela inicial. Não pressione as teclas do VCO- 950 durante o processo de atualização.

FONTE 12V CABO SERIAL SAÍDA SERIAL ADAPTADOR CABO DE SERIAL
FONTE 12V
CABO SERIAL
SAÍDA SERIAL
ADAPTADOR
CABO DE
SERIAL

DIAGNÓSTICO

SAÍDA SERIAL ADAPTADOR CABO DE SERIAL DIAGNÓSTICO • No campo “Porta Serial”, escolha a saída serial

• No campo “Porta Serial”,

escolha a saída serial à qual o VCO - 950 foi ligado.

escolha a saída serial à qual o VCO - 950 foi ligado. • Digite a senha

• Digite a senha de atualiza- ção e clique em “OK”.

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 15

Introdução

Introdução

• Confirme a atualização da versão do software de diagnóstico. Se essa tela não aparecer, poderão existir problemas de conexão entre o VCO - 950 e o compu- tador. Confirme se a porta serial selecionada é a correta e repita o procedimento.

serial selecionada é a correta e repita o procedimento. • O programa iniciará a atualização da

• O programa iniciará a atualização da versão do VCO - 950.

Obs.: Não pressione as teclas do VCO - 950 durante o processo de atualização.

• A barra de progresso mostrará o andamento da atualização.

A barra de progresso mostrará o andamento da atualização. A - 16 ⇐=======⇒ 2 a edição

A - 16

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

• VCO - 950 já pode ser desconectado da porta serial.

• VCO - 950 já pode ser desconectado da porta serial. • A atualização foi completada.

• A atualização foi completada.

• VCO - 950 está pronto para ser utilizado.

completada. • VCO - 950 está pronto para ser utilizado. MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 17

Introdução

Introdução

APAGAMENTO DE MEMÓRIA

Esta função apagará as falhas armazenadas na memória do ECM. Nota: Esta operação deverá ser executada somente após corrigidos as falhas detectada pela ferramenta.

• “Defeitos Presentes”

• “Defeitos Passados”

A - 18

Opcao: 3/4 3.Apagar_Memoria
Opcao:
3/4
3.Apagar_Memoria
Aguarde

Aguarde

Aguarde
Aguarde
Passados” A - 18 Opcao: 3/4 3.Apagar_Memoria Aguarde Apaga Memoria? nao sim Memoria Apagada! Aguarde
Apaga Memoria? nao sim
Apaga Memoria?
nao
sim

Memoria

Apagada!

Aguarde aproximadamente 10 segundos

Apaga códigos de falhas passados armazenados na memória

Para retornar, tecle
Para retornar, tecle

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

IDENTIFICAÇÃO DO ECM

Opcao: 4/4 4.NumerodoModulo
Opcao:
4/4
4.NumerodoModulo
Aguarde

Aguarde

Aguarde
Aguarde
IDENTIFICAÇÃO DO ECM Opcao: 4/4 4.NumerodoModulo Aguarde Numero_do_Modulo 0000000000 Teclando retorna ao menu

Numero_do_Modulo

0000000000

Teclando

Aguarde Numero_do_Modulo 0000000000 Teclando retorna ao menu anterior MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a

retorna ao menu anterior

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 19

Introdução

Introdução

TABELA DE APLICAÇÃO

VOLKSWAGEN - CAMINHÕES

CONECTOR MODELOS SISTEMA UTILIZADO ANO FABR. TIPO
CONECTOR
MODELOS
SISTEMA UTILIZADO
ANO FABR.
TIPO

SISTEMA DE INJEÇÃO

19-320

Cummins 6 CILINDROS ISC

2006 –>

OBD

A - 20

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

DADOS TÉCNICOS

Fornecimento Standard Equipamento

VCO-950

Número de tipo VW Cd-Rom com programa VW/ Versão Licença (Programa VW/ Versão)

F000 WA0 704 F000 WA8 009 F000 WA8 010

Inclui no fornecimento:

Fonte 12 Volts Cabo de alimentação Cabo serial DB9 - DB 25 Gancho de fixação Cabo de interface para impressora Maleta Manual de operação atualizado com versão

F000 WA4 001 F000 WA0 154 F000 WA0 140 F000 WA5 024 F000 WA0 144 F000 WA5 030 F000 WA7 023

Características Técnicas do VCO - 950:

Alimentação: 12 Volts a 24 Volts Saída para impressora Visor de cristal líquido com iluminação back light Temperatura de funcionamento: 0 a 50 graus Celsius Saída RS 232

Dimensões e medidas:

Peso:

VCO - 950: aproximadamente 560 g VCO - 950 completo com cabos e maleta: 2,600 g Medidas em mm:

VCO - 950 sem a maleta (L x P x A): 100 x 40 x 230 Maleta: (L x P x A): 360 x 130 x 330

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 21

Introdução

Introdução

Orientação

1 - Instruções Importantes

Introdução Orientação 1 - Instruções Importantes Antes de colocar em operação, conectar e operar aparelhos de

Antes de colocar em operação, conectar e operar aparelhos de me- dição, é imprescindível estudar cuidadosamente o manual de opera- ção e principalmente as instruções de segurança. Isto eliminará dúvi- das no manuseio dos equipamentos com relação aos critérios de segurança, para preservação de sua própria integridade física e evi- tar danos aos aparelhos.

1.1 Grupos de usuários

Este produto foi desenvolvido e fabricado para os técnicos capacitado, como mecâni- cos, eletricistas, mestres, técnicos e engenheiros de automóveis, no ramo automobi- lístico.

1.2 Acordo

Através do uso do produto você declara estar de acordo com as seguintes determina- ções:

Direitos autorais (Copyright)

Software e dados são de propriedade da Volkswagen ou de seus fornecedores e protegidos contra reprodução pela Lei de Direitos Autorais, contratos internacionais e outros mecanismos legais. A reprodução ou entrega de dados e software ou de parte destes a terceiros é prática proibida e expõe o infrator a sanções legais. Em caso de violação a Volkswagen se reserva o direito de mover ação processual e indenizatória.

Responsabilidade

Todos os dados neste programa baseiam-se em detalhes fornecidos pelos fabrican- tes e importadores. A Volkswagen não se responsabiliza pela correção e integridade do software e dos dados, nem assume responsabilidade por danos decorrentes de erro ou falha do software ou dos dados. A responsabilidade da Volkswagen limita-se ao preço efetivamente pago pelo cliente por este produto. Esta exclusão de responsa- bilidade não se aplica a danos causados por omissão, negligência ou imprudência por parte da Volkswagen.

Este aparelho de teste Volkswagen pode ser operado somente com o programa libe- rado pela Volkswagen. Caso o aparelho de teste Volkswagen seja operado com outro programa cessam todos os direitos de reclamação de garantia estabelecidos em nossas condições de fornecimento. Além disso, não podemos assumir responsabili- dade por danos diretos ou indiretos causados pelo uso de sistema operacional não liberado.

A - 22

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

Orientação

2 - Instruções de segurança

Introdução Orientação 2 - Instruções de segurança Tensão da rede Alta tensão Tanto na rede elétrica

Tensão da rede Alta tensão

2 - Instruções de segurança Tensão da rede Alta tensão Tanto na rede elétrica quanto em

Tanto na rede elétrica quanto em sistemas elétricos de veículos automotivos, ocorrem tensões perigosas. Ao tocar peças com tensão aplicada (por exemplo: bobina de ignição), existe o risco de descarga elétrica em função de isolação danificada (por exemplo: fissuras em cabos de ignição). Isto se aplica tanto ao lado primário como secundário do sistema de ignição, ao chicote e respectivas conexões, sistemas de iluminação (Litronic) e à conexão de aparelhos de teste.

Precauções:

· Conectar aparelhos de teste somente a tomadas devidamente protegidas e aterradas.

· Usar somente os cabos de ligação que acompanham os aparelhos de teste.

· Usar somente extensões com contatos de segurança.

· Substituir os cabos com isolação danificada (por exemplo: cabos de ligação à rede ou cabos de ignição).

· Conectar os analisadores primeiro à rede elétrica antes de conectá-lo ao veículo.

· Substituir os cabos com isolação danificada (por exemplo: cabos de ignição).

· Conectar o analisador à massa do motor ou da bateria (B) antes de ligar a ignição.

· Fazer intervenções no sistema elétrico de veículos somente com a ignição desligada. Intervenções são por exemplo: conexão de aparelhos de teste, substituição de componentes do sistema de ignição, desmontagem de elementos (por exemplo: alternadores), ligação de elementos em uma bancada de teste etc.

· Quando possível, realizar trabalhos de teste e ajuste somente com a ignição desligada e o motor parado.

· Nos trabalhos de teste e ajuste com a ignição ligada ou com o motor em funcio- namento, nunca tocar em peças condutoras de tensão. Isto vale tanto para as ligações do aparelho de teste como ligações de elementos em bancos de provas.

· Fazer as conexões de teste somente com os elementos de ligação apropriados.

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 23

Introdução

Introdução

Orientação

· Encaixar corretamente os conectores de teste e atentar para uma perfeita união.

· Nunca abrir a carcaça dos aparelhos de medição.

Risco de agressão ao aparelho respiratório· Nunca abrir a carcaça dos aparelhos de medição. Na medição do gás de escape são

Na medição do gás de escape são empregadas mangueiras coletoras de gás de escape que, em caso de aquecimento acima de 250 ºC ou em caso de incêndio, liberam um gás altamente tóxico (fluoreto de hidrogênio) que pode agredir o aparelho respiratório.

de hidrogênio) que pode agredir o aparelho respiratório. Na eliminação de resíduos de combustão, usar luvas

Na eliminação de resíduos de combustão, usar luvas de neopreno ou PVC.

Precauções:

Em caso de inalação procurar imediatamente um médico!

Em caso de inalação procurar imediatamente um médico! Risco de corrosão Neutralizar resíduos de combustão com

Risco de corrosão

Neutralizar resíduos de combustão com solução hidróxido de cálcio. Serão formados fluoretos de cálcio atóxicos, que podem ser lavados. Ácidos e soluções alcalinas causam ferimentos graves na pele desprotegida. Junto com a umidade (água) o fluoreto de hidrogênio forma o ácido fluorídrico.

O condensado que se acumula na mangueira coletora e no reservatório de condensado também contém ácido. Na substituição do sensor de medição de O 2 , observar que o sensor de medição contém solução alcalina. Na substituição do sensor de medição de NO, observar que o sensor de medição contém ácido.

A - 24

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

Orientação

· sensor de medição de NO e O2 é lixo especial que deve ser destinado em separado. O setor de Equipamentos Técnicos Volkswagen providencia a destinação adequada dos sensores de medição.

· Havendo vazamento de um cristal líquido de um display danificado, é essencial evitar o contato direto com a pele, inalação ou ingestão desse líquido!

direto com a pele, inalação ou ingestão desse líquido! Precauções: Risco de asfixia · Lavar cuidadosamente

Precauções:

Risco de asfixia

· Lavar cuidadosamente a pele e as roupas que entraram em contato com o cristal líquido com água abundante e sabão.

· Procurar imediatamente um médico em caso de inalação ou ingestão.

Emissões veiculares contêm monóxido de carbono (CO), um gás incolor e inodoro. Quando inalado, o monóxido de carbono provoca deficiência de oxigênio no organis- mo. É necessário um cuidado especial nos trabalhos em valetas, uma vez que alguns elementos do gás de escape são mais pesados que o ar e se depositam no fundo da

escape são mais pesados que o ar e se depositam no fundo da Risco de ferimento

Risco de ferimento Risco de esmagamento

no fundo da Risco de ferimento Risco de esmagamento valeta. Cuidado também com os sistemas de

valeta.

Cuidado também com os sistemas de escape de veículos.

Precauções:

· Cuidar para que haja sempre uma boa ventilação e exaustão (principalmente em valetas).

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 25

Introdução

Introdução

Orientação

· Em ambientes fechados ligar e conectar sempre a exaustão.

Em veículos sem trava de deslocamento existe por exemplo: o risco de ser esmagado contra uma bancada. Nos motores em funcionamento ou mesmo parados existem peças rotativas e móveis (por exemplo: polias), que podem provocar ferimentos em dedos e braços. Principalmente em ventiladores elétricos existe o risco de acionamento inesperado mesmo com o motor ou a ignição desligados.

Existe ainda o risco de tropeço nos rolos salientes/ avançados, nos cabos de ligação e cabo de ligação à rede elétrica para o sistema de teste.

Precauções:

· Travar o veículo contra deslocamento durante o teste. Posicionar a alavanca do câmbio automático na posição de estacionamento (“Park”), puxar o freio de mão ou bloquear as rodas com calços.

Risco de queimadurapuxar o freio de mão ou bloquear as rodas com calços. · Não tocar em peças

· Não tocar em peças rotativas / móveis com o motor em funcionamento.

· Nos trabalhos em ou próximos a ventiladores elétricos, primeiro deixar o motor esfriar, depois desconectar o plug do ventilador.

· Não deixar os cabos de ligação do aparelho de teste próximos à área de peças rotativas.

· Instalar os cabos de modo a evitar tropeços.

· Travar as rodas do rack de transporte do sistema de teste para prevenir desloca- mento involuntário.

Risco de queimadura

Nos trabalhos junto ao motores quente existe risco de queimadura em caso de conta- to ou aproximação de componentes como por exemplo: coletor de escape, turbocompressor, sonda Lambda etc. Estes componentes podem atingir temperaturas de centenas de graus centígrados. Dependendo da duração da medição do gás de escape, também poderá haver um aquecimento da sonda coletora do analisador de gás de escape.

A - 26

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

Precauções:

Introdução Precauções: Orientação Risco de incêndio Risco de explosão Usar equipamento de segurança, por

Orientação

Risco de incêndio Risco de explosão

Orientação Risco de incêndio Risco de explosão Usar equipamento de segurança, por exemplo: luvas. Deixar o

Usar equipamento de segurança, por exemplo: luvas.

Deixar o motor esfriar, o que também vale para aquecimento estacionário.

Não colocar os cabos de ligação dos aparelhos de teste sobre ou próximos a peças quentes.

Não deixar o motor funcionando além do tempo necessário ao teste/regulagem.

Em trabalhos no sistema de injeção/preparação da mistura existe o risco de incêndioee explosão devido à presença do combustível e dos vapores do combustível.

Precauções:

· Desligar o sistema de ignição.

· Deixar o motor esfriar.

· Nenhuma chama aberta ou fontes de faísca.

motor esfriar. · Nenhuma chama aberta ou fontes de faísca. Ruído · Não fumar. · Recolher

Ruído

· Não fumar.

· Recolher vazamentos de combustível.

· Assegurar boa ventilação e exaustão em ambientes fechados.

Nas medições em veículos, principalmente com o motor em alta rotação, poderão ocorrer níveis de ruído superiores a 70 dB(A). Níveis de ruído dessa intensidade incidindo por um período prolongado sobre o ser humano podem provocar danos auditivos.

Precauções:

· Caso necessário, os locais de trabalho próximos ao local de teste deverão ser protegidos contra ruídos.

· Quando necessário, o operador deverá usar protetores auriculares.

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 27

Introdução

Introdução

HABILITAÇÃO DE TIPO DE VEÍCULO

Para habilitar um tipo de veículo, proceda da seguinte forma:

- Desligue o VCO-950.

- Mantenha as teclas

seguinte forma: - Desligue o VCO-950. - Mantenha as teclas 950 pressionadas simultaneamente e ligue o

950

pressionadas simultaneamente e ligue o VCO-forma: - Desligue o VCO-950. - Mantenha as teclas 950 - O VCO-950 mostrará a opção

- O VCO-950 mostrará a opção “Habilita tipo de veículo?”

- Pressionando a tecla

- O VCO-950 acessará a lista de tipos de veículos que podem ser habilitados.

- Use as teclas

,
,
de veículos que podem ser habilitados. - Use as teclas , para escolher o tipo de

para escolher o tipo de veículo desejado

- Pressionando a tecla ,

- O VCO-950 irá solicitar a senha para habilitar o tipo de veículo. A senha é o número de cinco dígitos que deve ser digitado da seguinte forma:

–> Selecione o dígito a ser alterado com as teclas

.
.

–> A tecla

o dígito a ser alterado com as teclas . –> A tecla avança o próximo dígito,

avança o próximo dígito, e a tecla

retorna ao dígito anterior

(O dígito selecionado é indicado por um pequeno traço).

(O dígito selecionado é indicado por um pequeno traço). –> Com as teclas altere o valor
(O dígito selecionado é indicado por um pequeno traço). –> Com as teclas altere o valor

–> Com as teclas altere o valor do dígito selecionado.

–> Após alterar o último dígito, pressione a tecla

.
.

A - 28

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução
Versão XXX NS: XXXXXX Habilita tipo de veículo? As teclas selecio- nam o tipo do
Versão XXX
NS: XXXXXX
Habilita tipo
de veículo?
As teclas selecio-
nam o tipo do
veículo
Tipo de veí-
culo: XXX
As teclas alteram o
valor do dígito
selecionado. As
teclas fixam o valor
escolhido e
selecionam outro
dígito
Digite a
senha: 00000
Se a senha for
digitada correta-
mente, o VCO-950
habilita a escolha
de modelos.
Senha incor-
reta
Tipo de veí-
culo habili-
tado
Se a senha for
digitada incorreta-
mente, será
necessário desli-
gar o VCO-950 e
ligá-lo novamente
Habilitar
outro tipo
de veículo?
Outro modelo?
NÃO
SIM
Pronto para iniciar os testes

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 29

Impressão

Impressão

O VCO - 950 está preparado para acionar impressoras do padrão ASCII. Impressoras com um padrão diferente deste, podem imprimir alguns caracteres estranhos e dife- rentes dos esperados.

Ao conectar a impressora ao VCO - 950, certifique-se de que a impressora esteja desligada.

O VCO - 950 pode ser desligado e levado até a impressora mais próxima, à qual deve ser ligado novamente (utilize a fonte de 12 Volts DC fornecida no Kit da maleta).

Ao tornar a ligar o VCO - 950 com a finalidade de imprimir os resultados, na tela que se lê “OUTRO MODELO - SIM ou NÃO” coloque a opção “NÃO” e vá para a opção “IMPRESSÃO”.

Obs: Ao ligar a fonte de alimentação verificar a tensão 110 ou 220.

a fonte de alimentação verificar a tensão 110 ou 220. PARA FONTE 12 DC CABO DE

PARA FONTE 12 DC

CABO DE

ALIMENTAÇÃO

IMPRESSORA

CABO DE IMPRESSÃO

A - 30

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Impressão

Impressão

IMPRESSÃO DE RELATÓRIOS

Opcao: 2/4 2.Impressao? Imprime Data? Nao Sim Continua na página seguinte. O cursor fica piscando
Opcao:
2/4
2.Impressao?
Imprime Data?
Nao
Sim
Continua na página seguinte.
O
cursor fica piscando em cima do dia.
Escolha Data
A
seta
aumenta de 1 a 31
1/ 1/ 95
e
a
diminui.
A
tecla
fixa o dia.
O
cursor fica piscando em cima do mês.
Escolha Data
A
seta
aumenta de 1 a 12
1/
1/ 95
e
a
diminui.
A
tecla
fixa o mês.
O
cursor fica piscando em cima do ano.
A
seta aumenta a partir de 95.
Escolha Data
1/ 1/
95
diminui.
A
tecla
fixa o ano.

Continua na página seguinte.

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 31

Impressão

Impressão

continuação

Imprime Placa? Nao Sim Escolha Placa 0000 Escolha Placa 0000 Escolha Placa 0000 Escolha Placa
Imprime Placa?
Nao
Sim
Escolha Placa
0000
Escolha Placa
0000
Escolha Placa
0000
Escolha Placa
0000
Placa 0000 Escolha Placa 0000 Escolha Placa 0000 Impressora Ligada? O cursor fica piscando em cima
Impressora

Impressora

Ligada?

Ligada?

Placa 0000 Escolha Placa 0000 Impressora Ligada? O cursor fica piscando em cima do primeiro digito.
O cursor fica piscando em cima do primeiro digito. A seta aumenta de 0 a
O cursor fica piscando em cima do
primeiro digito.
A seta
aumenta de 0 a 9
e a
diminui.
A tecla
fixa o mês.
seta aumenta de 0 a 9 e a diminui. A tecla fixa o mês. Imprimindo Erro
seta aumenta de 0 a 9 e a diminui. A tecla fixa o mês. Imprimindo Erro
seta aumenta de 0 a 9 e a diminui. A tecla fixa o mês. Imprimindo Erro

Imprimindo

Erro de Impress

Teclando

retorna à página anterior.A tecla fixa o mês. Imprimindo Erro de Impress Teclando A - 32 ⇐=======⇒ 2 a

A - 32

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Impressão

Impressão

EXEMPLOS DE RESULTADOS DE IMPRESSÃO

a) Impressão apresentando somente códigos de erros presentes:

#################################################### SCANNER VCO - 950 Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema:

#################################################### CODIGOS DE DEFEITOS PASSADOS:

Nenhuma Falha Foi Detectada !! CODIGOS DE DEFEITOS PRESENTES:

Cod. 523 Sensor Temp. Ar Int/CC Vbat Cod. 537 Regul. Temperatura óleo Falha RESPONSAVEL:

b) Impressão apresentando somente códigos de erros passados:

#################################################### SCANNER VCO - 950 Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema:

#################################################### CODIGOS DE DEFEITOS PASSADOS:

Cod. 523 Sensor Temp. Ar Int/CC Vbat Cod. 537 Regul. Temperatura óleo Falha CODIGOS DE DEFEITOS PRESENTES:

Nenhuma Falha Foi Detectada ! ! RESPONSAVEL:

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 33

Impressão

Impressão

c) Impressão apresentando códigos de erros passados e presentes:

#################################################### SCANNER VCO - 950 Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema:

#################################################### CODIGOS DE DEFEITOS PASSADOS:

Cod. 530 Reg Valv. Marcha-lenta Int/CC Vbat CODIGOS DE DEFEITOS PRESENTES:

Cod. 518 Potenc. Pedal acelerador Int/CC Vbat RESPONSAVEL:

d) Impressão quando não são lidos os códigos de falha:

#################################################### VCO - 950 Data: 06 / 02 / 00 Placa: 1234 Sistema:

#################################################### Teste Nao Executado

A - 34

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Manual de Operações

Manual de Operações

SISTEMA DE INJEÇÃO ELETRÔNICA: 6CIL.ISC

1 Menu Principal

Opcao: 1/4 1.Testes? Opcao: 2/4 2.Impressao? Opcao: 3/4 3.ApagarMemoria? Opcao: 4/4 4.Numero Modulo?
Opcao:
1/4
1.Testes?
Opcao:
2/4
2.Impressao?
Opcao:
3/4
3.ApagarMemoria?
Opcao:
4/4
4.Numero Modulo?

Continua no item 2 deste manual.

Imprime informações dos códigos de defeitos. Ver seção

Apaga memória de defeitos da ECM. Ver seção

Número de identificação da ECM. Ver seção

2 Menu Testes

de identificação da ECM. Ver seção 2 Menu Testes   Teste: 1/4 1.Cod. Defeito? Teste: 2/4
de identificação da ECM. Ver seção 2 Menu Testes   Teste: 1/4 1.Cod. Defeito? Teste: 2/4
 

Teste:

1/4

1.Cod. Defeito?

1.Cod. Defeito?

  Teste: 1/4 1.Cod. Defeito? Teste: 2/4 2.Leituras? Teste: 3/4 3.LeitEspeciais? Teste: 4/4  

Teste:

2/4

2.Leituras?

Teste: 1/4 1.Cod. Defeito? Teste: 2/4 2.Leituras? Teste: 3/4 3.LeitEspeciais? Teste: 4/4  

Teste:

3/4

3.LeitEspeciais?

1/4 1.Cod. Defeito? Teste: 2/4 2.Leituras? Teste: 3/4 3.LeitEspeciais? Teste: 4/4   4.LeitCongelada?

Teste:

4/4

 

4.LeitCongelada?

Teste: 4/4   4.LeitCongelada? Verificação dos códigos de defeito existentes.

Verificação dos códigos de defeito existentes. Continua no item 2.1 deste manual. defeito existentes. Continua no item 2.1 deste manual.

Efetua diversas leituras de parâmetros do sistema. Continua no item 3 deste manual. parâmetros do sistema. Continua no item 3 deste manual.

Efetua leituras especiais de parâmetros do sistema. Continua no item 4 deste manual. parâmetros do sistema. Continua no item 4 deste manual.

parâmetros do sistema. Continua no item 4 deste manual. Leituras no momento em que foram detectadas
parâmetros do sistema. Continua no item 4 deste manual. Leituras no momento em que foram detectadas

Leituras no momento em que foram detectadas as falhas. Continua no item 5 deste manual . foram detectadas as falhas. Continua no item 5 deste manual.

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 35

Manual de Operações

Manual de Operações

2.1 Códigos de Defeitos

Defeitos: 1/2 1.Def. Presentes Defeitos: 2/2 2.Def. Passados
Defeitos:
1/2
1.Def. Presentes
Defeitos:
2/2
2.Def. Passados

Verifica os defeitos presentes no sistema. Consulte a tabela de defeitos.

Verifica os defeitos passados no sistema. Consulte a tabela de defeitos.

Os códigos são apresentados como na tela abaixo:

Código (FMI)

são apresentados como na tela abaixo: Código (FMI) Código (SPN) C o n t a d

Código (SPN)

Contador

abaixo: Código (FMI) Código (SPN) C o n t a d o r Cod:0091-02 01 Pedal

Cod:0091-02 01

Pedal Acelerador

C o n t a d o r Cod:0091-02 01 Pedal Acelerador Mensagem FMI=0 Dados válidos

Mensagem

FMI=0

Dados válidos mas acima da faixa operacional normal

FMI=1

Dados válidos mas abaixo da escala operacional normal

FMI=2

Dados errados, intermitentes, ou incorretos

FMI=3

Tensão acima do normal, ou curto-circuitada à bateria

FMI=4

Tensão abaixo do normal, ou curto-circuitada à massa

FMI=5

Corrente abaixo do normal ou circuito aberto

FMI=6

Corrente acima do normal ou circuito aterrado

FMI=7

Sistema mecânico não responde ou fora do ajuste

FMI=8

Freqüência ou largura de pulso anormal

FMI=9

Taxa atualização anormal

FMI=10

Taxa de mudança anormal

FMI=11

Causa raiz desconhecida

FMI=12

Dispositivo ou componente inteligente ruim

FMI=13

Fora da calibração

FMI=14

Instruções especiais

FMI=15

Dados válidos mas acima da faixa operacional normal - nível pouco severo

FMI=16

Dados válidos mas acima da faixa operacional normal - nível moderadamente severo

FMI=17

Dados válidos mas abaixo da faixa operacional normal - nível pouco severo

FMI=18

Dados válidos mas abaixo da faixa operacional normal - nível moderadamente severo

FMI=19

Erro de dados recebido da rede

FMI=20

Reservado para atribuição do SAE

FMI=31

Não disponível ou condição inexistente

A - 36

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Manual de Operações

Manual de Operações

Tabela de códigos de defeitos

Código

Mensagem

Descrição

27

SensPosicao EGR

Sensor de posição da EGR

84

SensorVelocidade

Velocidade do veículo em relação à roda

91

Pedal Acelerador

Posição do pedal do acelerador

93

Sistema Freio

Sistema de torque do freio motor

94

PressaoCombustiv

Pressão do combustível

95

PressFiltroCombu

Pressão diferencial do filtro de combustível

97

SensorAguaCombus

Sensor de água no combustível

100

SensorPressOleoM

Pressão do óleo do motor

102

SensorPressTurbo

Pressão do turbo

103

VelocidTurbina 1

Velocidade da turbina 1

105

SensorTempArAdm

Temperatura do ar de admissão

108

SensorPressAtmos

Sensor de pressão atmosférica

110

SensorTemperAgua

Sensor da temperatura do líquido de arrefecimento do motor

111

SensorNivel Agua

Nível do líquido de arrefecimento do motor

112

SensorPrFiltroAg

Pressão diferencial do filtro de água

113

PotencMotorRegul

Regulador de potência do motor

157

Press LinhaInjec

Pressão da linha de injeção

166

Potencia do Mtr

Potência do motor

167

TensaoAlternador

Tensão do alternador

168

TensaoAlimentECM

Potencial elétrico

171

TemperArAdmissao

Temperatura ambiente

174

SensorTempCombus

Temperatura do combustível

175

SensorTempOleoMt

Temperatura do óleo do motor

190

SensorRotacaoMot

Rotação do motor

191

Sens.Rotac.Saida

Rotação de saída da transmissão

251

MedicaoTempoReal

Medição do tempo real

411

PressaoSistemEGR

Pressão do sistema EGR

412

Temperatura EGR

Temperatura do sistema EGR

441

Temperatura OEM

Temperatura do OEM fora da faixa

558

InterMLPedalAcel

Interruptor de macha-lenta do pedal do acelerador

608

ComunicacaoJ1708

Link J1708/J1587

611

Codigo Diagnost1

Código de diagnóstico 1

612

Codigo Diagnost2

Código de diagnóstico 2

615

Codigo Diagnost5

Código de diagnóstico 5

626

Sist PartidaFrio

Circuito ativo do relé 1 de auxílio de partida à frio

627

Alimentacao ECM

Alimentação da ECM

629

Erro Interno ECM

Erro interno da ECM devido à falha do hardware

630

Erro Interno ECM

A memória na ECM foi corrompida

632

ValvCorteCombust

Válvula de corte de combustível

633

ValvContrCombust

Válvula de controle de combustível

635

Atuador Avanco

Atuador do avanço

639

ComunicacaoJ1939

Link1 J1939 - rede primária do veículo

641

Atua1GeometTurbo

Atuador do turbo com geometria variável

647

Ventilador Motor

Circuito de embreagem do ventilador

651

Injetor Combust1

Circuito do injetor número 1

652

Injetor Combust2

Circuito do injetor número 2

653

Injetor Combust3

Circuito do injetor número 3

654

Injetor Combust4

Circuito do injetor número 4

655

Injetor Combust5

Circuito do injetor número 5

656

Injetor Combust6

Circuito do injetor número 6

677

Motor de Partida

Solenóide do motor de partida

697

Aux1 PWM Driver

Driver auxiliar do PWM

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 37

Manual de Operações

Manual de Operações

702

Saida/EntradaAux

Saída e entrada auxiliar numero 2

703

Saida/EntradaAux

Saída e entrada auxiliar numero 3

723

SensFaseComaValv

Sensor de fase do motor

729

Aquecim.Ar Admis

Driver do circuito de aquecimento do ar da admissão

876

Embreagem A/C

Circuito da embreagem do compressor

923

Driver Saida PWM

Saída PWM

931

AtuadorBombaComb

Atuador da bomba de combustível

974

SensorPosAcelRem

Sensor de posição do acelerador remoto

1043

Pedal Acelerador

Alimentação dos sensores interna

1072

CircuitoFreioMot

Acionador 1 do freio motor

1073

CircuitoFreioMot

Acionador 2 do freio motor

1075

BombaCombustivel

Bomba de combustível

1076

BombaCombustivel

Bomba de injeção de combustível

1077

BombaCombustivel

Pressão na common rail

1079

TensAliSensoresA

Voltagem na linha de alimentação dos sensores da ECM

1080

TensAliSensoresB

Voltagem na linha de alimentação dos sensores da ECM

1112

CircuitoFreioMot

Circuito do freio motor

1172

TempTurbocompres

Temperatura do turbocompressor

1209

SensPressaoEscap

Sensor de pressão do escapamento

1244

ValvContrCombust

Válvula de controle do combustível do motor

1245

Atuador Avanco

Atuador do avanço

1265

ValvulQueimaOleo

Válvula de queima do óleo

1267

Idle Shutdown

Relé de desligamento da marcha lenta

1321

Motor de Partida

Circuito do motor de partida

1347

PressBombaCombus

Pressão na linha da bomba de combustível

1348

PressBombaCombus

Pressão na linha de combustível do motor

1349

Press LinhaInjec

Pressão na linha de combustível do injetor

1378

Troca Oleo Motor

Intervalo de troca de óleo do motor

1380

Nivel Oleo Motor

Nível do óleo do motor

1388

SensorAuxPressao

Sensor auxiliar de pressão

1590

PilAut Adaptativ

Piloto automático adaptativo

1664

PartidAutomMotor

Partida automática do motor

2629

TempTurbocompres

Sistema de turbocompressão do motor

2789

TempTurbocompres

Sistema de turbocompressão do motor

2790

TempTurbocompres

Sistema de turbocompressão do motor

2791

Temperatura EGR

Sistema EGR

2795

SensorPosicaoVGT

Sensor de posição do VGT

3

Leituras

Esta função apresenta diversos parâmetros do sistema organizados na tela do VCO - 950. Todos os possíveis parâmetros são descritos na tabela de leituras. O VCO - 950 somente apresentará os parâmetros suportados pelo veículo em teste.

Tabela de Leituras

Mensagem

Descrição

AceleRemoto 000%

Porcentagem do acelerador remoto acionado

AguaNoCombust E

Indicador de água no combustível (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

Bateria 0000.0V

Tensão da bateria

CargaMotor 000%

Porcentagem do torque atual na rotação atual

CargaVentil 000%

Porcentagem acionada do eletroventilador

ConIn 0000.00L/h

Média de consumo

EcoIns 000.0km/L

Consumo instantâneo

A - 38

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Manual de Operações

Manual de Operações

EcoMed 000.0Km/L

Consumo médio

 
 

Estado do eletroventilador

 

0000

= Desligado

0001

= Sistema do motor

0010

= Temperatura do ar do motor excessiva

0011

= Temperatura do óleo do motor excessiva

0100

= Temperatura do liquido de resfriamento do motor excessiva

0101

= Temperatura do óleo da transmissão excessiva

EstadVentil 0000

0110

= Temperatura do óleo hidráulico excessiva

0111

= Operação geral

1001

= Controle manual

1010

= Transmissão do freio motor

1011

= Sistema A/C

1100

= Relógio

1101

= Freio Motor

1110

= Outro

 

Estado do torque do motor

 

0000

= Modo padrão

0001

= Pedal do acelerador

0010

= Piloto automático

0011

= PTO

0100

= Regulador de velocidade

0101

= Controle ASR

EstTqMotor 0000

0110

= Controle da transmissão

0111

= Controle ABS

1000

= Limitador de torque

1001

= Regulador de alta velocidade

1010

= Sistema de freio motor

1111

= Não avaliado

1011

= Acelerador remoto

Freio Mtr

000%

Porcentagem de acionamento do retarder (Freio motor)

Idl Shut Ale

L

Estado do alerta ao motorista do temporizador de marcha-lenta (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

Idl Shut Eng

L

Estado do sinal que indica se a ECM foi desligado pelo temporizador (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

Idl Shut Ove

L

Estado do cancelamento do temporizador de marcha-lenta (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

IntAcelPiloto L

Estado do interruptor "accelerate" do piloto automático (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

IntCoastPilot L

Estado do interruptor "coast" do piloto automático (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterAcelerFim L

Interrptor de plena carga do pedal do acelerador (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterDecremML L

Interruptor decremento da marcha-lenta (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterrAcelerML L

Interruptor de marcha-lenta do pedal do acelerador (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterrAcelRemo L

Interruptor de habilitação do acelerador remoto (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterrEixo2Vel L

Chave de duas velocidades

Sinal da chave que indica a variação corrente do

eixo(L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterrEmbreag L

Estado do interruptor da embreagem (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterrIncremML L

Interruptor de incremento da marcha-lenta (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

InterruptFreio L

Estado do interruptor do freio (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

IntPilotoAuto L

Estado da habilitação do piloto automático (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

IntPressA/C

L

Interruptor de pressão do sistema de ar condicionado (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 39

Manual de Operações

Manual de Operações

IntResumePil

L

Estado do interruptor "resume" do piloto automático (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

IntSetPiloto

L

Estado do interruptor "set" do piloto automático (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

LimiteVelocida L

Estado do limite de velocidade (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

LimTorq 00000Nm

Limite de torque do motor

MLDesligaAutom L

Estado do temporizador de marcha-lenta (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

MLDesligAutom L

Estado da função do temporizador de marcha-lenta (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

Nivel Oleo 000%

Nível do óleo do motor

NivTanqCat 000%

Nível do tanque do catalisador

Pedal Acel 000%

Posição do pedal do acelerador

PilAutMi 000km/h

Velocidade desejada pelo piloto automático

PilMnVel 000km/h

Mínima velocidade do piloto automático

PilMxVel 000km/h

Máxima velocidade do piloto automático

Piloto Auto

L

Estado de ativação do piloto automático (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

 

Piloto automático

000

- Desligado

001

- Ligado

Piloto Auto 000

010

- Acelerando

011

- Desacelerando

100

- Resumo

101

- Set

Potencia 00000hp

Potência

PreOleo 0.00bar

Pressão do óleo do motor

PresAtm 0000mBar

Pressão atmosférica

PreTurbo 0.00bar

Pressão do turbo

ProtecMotConf L

Configuração da proteção do motor (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

ProtecMotDes

L

Proteção do motor desligou o motor (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

ProtecMotEst

L

Estado do temporizador de proteção do motor (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

ProtecMotProx L

Proteção do motor próxima de desligar (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

 

Estado do PTO

00000

= Desligado

00001

= Acionado

00010

= Acionado remotamente

00011

= Espera

00100

= Espera remota

00101

= Set

00110

= Desacelerando

00111

= Resume

PTO Modo

00000

00111

= Acelerando

01001

= Acelerando

01010

= Velocidade programada 1

01011

= Velocidade programada 2

01100

= Velocidade programada 3

01101

= Velocidade programada 4

01110

= Velocidade programada 5

01111

= Velocidade programada 6

10000

= Velocidade programada 7

10001

= Velocidade programada 8

PTO Vel 0000RPM

Rotação desejada para o PTO

A - 40

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Manual de Operações

Manual de Operações

PTOAcionamRem L

Interruptor de acionamento remoto do PTO (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

PTOInterLiga

L

Interruptor de habilitação do PTO (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

PTOInterResume L

Interruptor da tecla "resume" do PTO (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

PTOInterrSet

L

Interruptor da tecla "set" do PTO (L=Ligado, D=Desligado, E=Erro, N=Não disponível)

RefRotML 0000RPM

Rotação desejada

Rotacao 0000RPM

Rotação do motor

RotaMax 0000RPM

Máxima Rotação do motor

TempAgua

000ºC

Temperatura da água

TempArAdm 000ºC

Temperatura do ar de admissão

TorqueMotor 000%

Porcentagem de torque do motor

TorquRef 00000Nm

Torque de referência do motor

TqInstant

000%

Porcentagem do torque atual

TqSolicAcel 000%

Porcentagem do torque requerido pelo motorista

VelIns 000.0km/h

Velocidade do veículo em relação a roda

VelMax

000km/h

Limite máximo de velocidade

4 Leituras Especiais

Mensagem

Descrição

Consumo Viagem

Consumo da viagem

00000000L

DistProxRevisao

 

000000km

Distância para a próxima revisão

Fabricante

 

Xxxxxxxxxxxxxxxx

Fabricante

Modelo ECM

 

Xxxxxxxxxxxxxxxx

Modelo

NroChassiVeic

 

xxxxxxxxxxxxxxxx

VIN - Número do chassi

NroIdentificSoft

 

xxxxxxxxxxxxxxxx

Identificação do software

NroSerieMotor

 

xxxxxxxxxxxxxxxx

Número de Série

Numero do Modulo xxxxxxxxxxxxxxxx

Número da ECM

TempoOperRevisao

Tempo operacional para a próxima revisão

00000h

Total.Horas PTO

 

000000000h

Total horas PTO

TotalCombParado

 

000000000L

Total combustível usado em marcha-lenta

TotalCombUsado

 

00000000L

Total combustível usado

TotalDistRodada

 

00000000km

Distância total do veículo

TotalDistViagem

Distância de viagem

000000km

TotalHorasMotor

 

000000000h

Total de horas do motor

TotalHorasParado

 

00000000h

Total de horas em marcha-lenta

TotalRevoluMotor

 

00000000000rev

Total de revoluções do motor, lido somente de 1000 em 1000 revoluções

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ A - 41

Manual de Operações

Manual de Operações

5 Leituras congeladas

Esta função permite visualizar os valores de diversas leituras no momento em que foi detectado e gerado o defeito. Só é disponível com dois defeitos ou mais.

Teste: 4/4 4.LeitCongelada?
Teste:
4/4
4.LeitCongelada?
 
! ATENCAO ! Total Falhas: 03
! ATENCAO ! Total Falhas: 03

! ATENCAO ! Total Falhas: 03

 
 
 
 

Cod:XXXXX-XX 01

 
  Cod:XXXXX-XX 01   e Navega entre os códigos

e

Navega entre os códigos  Cod:XXXXX-XX 01   e

XXXXXXXX

   
 
 
 

XXXXXX

XXX

 
  XXXXXX XXX   e Navega entre as leituras

e

Navega entre as leituras  XXXXXX XXX   e

XXXXXX

XXX

 

Mensagem

Descrição

 

CargaMotor 000%

Carga do motor quando ocorreu a falha

 
 

Estado do torque do motor

 

0000 = Modo padrão

0001 = Pedal do acelerador

0010

= Piloto automático

0011

= PTO

 

0100

= Regulador de velocidade

 

0101

= Controle ASR

 

EstTqMotor 0000

0110

= Controle da transmissão

 

0111

= Controle ABS

 

1000

= Limitador de torque

1001

= Regulador de alta velocidade

 

1010

= Sistema de freio motor

 

1111

= Não avaliado

1011

= Acelerador remoto

NumOcorrenc 000

Numero de ocorrências

 

PreTurbo 0.00bar

Pressão do turbo

 

Rotacao 0000RPM

Rotação do motor

 

TempAgua

000ºC

Temperatura da água

 

VelIns 000.0km/h

Velocidade do veículo em relação a roda

 

A - 42

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Parte B

Informações gerais

Índice

Índice

Ìndice

Introdução

3

Informações Gerais

8

B - 2

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução

Luzes de advertência, alarme e códigos de falhas

Luzes de aviso

LUZES DE AVISO VERMELHAS INDICAM ADVERTÊNCIA IMPORTANTE PARA O

MOTORISTA OU UMA FALHA GRAVE NO VEÍCULO. O VEÍCULO NÃO DEVE SER POSTO EM MOVIMENTO COM QUALQUER UMA DESTAS LUZES DE AVISO ACESA. CASO SE ACENDA COM O VEÍCULO EM MOVIMENTO, PARE ASSIM QUE AS CONDIÇÕES DE TRÂNSITO OFERECEREM SEGURANÇA E PROCURE CORRIGIR O PROBLEMA.

LUZES AMARELAS INDICAM QUE ALGUM DISPOSITIVO AUXILIAR FOI

ACIONADO OU QUE ALGUMA FALHA LEVE ESTÁ OCORRENDO (ÁGUA NO COMBUSTÍVEL, RESTRIÇÃO NO FILTRO DE AR, ETC). EM CASO DE FALHA LEVE, NÃO É NECESSÁRIO PARAR O VEÍCULO IMEDIATAMENTE, MAS A FALHA DEVE SER CORRIGIDA NA PRIMEIRA OPORTUNIDADE.

LUZES VERDES/AZUL INDICAM ACIONAMENTO DE ILUMINAÇÃO EXTERNA.

Alarme sonoro

O alarme sonoro, em conjunto com os instrumentos do painel, a tela de display e as luzes de aviso, forma um sistema de alarme múltiplo, ou seja, qualquer anormalidade em algum dos sistemas indicados abaixo pode ser identificada pelo alarme sonoro e confirmados através dos instrumentos e das luzes de aviso. O alarme sonoro soa nas seguintes condições:

• BAIXA PRESSÃO DO ÓLEO DO MOTOR

• SUPERAQUECIMENTO DO MOTOR

• PRESSÃO BAIXA NO SISTEMA DE FREIO

• CABINA DESTRAVADA

• NÍVEL BAIXO DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ B - 3

Introdução

Introdução

Introdução Tela de display do computador de bordo A tela de display no centro do painel
Introdução Tela de display do computador de bordo A tela de display no centro do painel

Tela de display do computador de bordo

A tela de display no centro do painel de instrumentos possui uma série de símbolos permitindo a visualização e identificação rápida de qualquer anorma- lidade nos sistemas do veículo, sendo utilizada também com mostrador digital do computador de bordo.

Luzes de aviso do Display

digital do computador de bordo. Luzes de aviso do Display B - 4 ⇐=======⇒ 2 a

B - 4

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução
Introdução MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006 ⇐=======⇒ B - 5

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ B - 5

Introdução

Introdução

Introdução Sistema de autoproteção do motor O motor eletrônico informa, através das luzes de aviso no

Sistema de autoproteção do motor

O motor eletrônico informa, através das luzes de aviso no painel, possíveis falhas em seus componentes ou sistemas.

As luzes amarelas de advertência indicam que uma falha leve está ocorrendo. Não é necessária a parada imediata do veículo.

Dirija-se a um Concessionário Volkswagen Caminhões na primeira oportunidade para corrigir a falha e apagá-la da memória do ECM.

Algumas falhas podem iniciar o despotenciamento do motor, ou seja, o motor começa a perder potência.

O sistema de autoproteção é ativado para:

• Superaquecimento do motor

• Baixo nível do líquido de arrefecimento

• Baixa pressão do óleo lubrificante.

B - 6

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Introdução

Introdução
Introdução Quando ocorrer qualquer anormalidade ou falha no veículo, o computador de bordo notifica o motorista

Quando ocorrer qualquer anormalidade ou falha no veículo, o computador de bordo notifica o motorista através do símbolo correlacionado a luzes de aviso que sobrepõem às telas de informações juntamente com o alarme sonoro. Exemplo de notificação de baixa prioridade:

1) Símbolo de falha leve 2) Falha no motor

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ B - 7

Informações Gerais

Informações Gerais

IDENTIFICAÇÃO DOS CONECTORES NA ECM DO MOTOR

Gerais IDENTIFICAÇÃO DOS CONECTORES NA ECM DO MOTOR DESCRIÇÃO DAS LIGAÇÕES NOS CONECTORES Conector do

DESCRIÇÃO DAS LIGAÇÕES NOS CONECTORES

Conector do chicote Volkswagen

DAS LIGAÇÕES NOS CONECTORES Conector do chicote Volkswagen 10 J1587 Datalink (+) 20 J1587 Datalink (-)

10

J1587 Datalink (+)

20

J1587

Datalink (-)

37

J1939 Datalink Shield (CAN SIEHLD)

46

J1939 Datalink (+) (CAN H)

47

J1939

Datalink (-) (CAN L)

CONECTOR A - 4 pinos (alimentação da ECM)

(-) (CAN L) CONECTOR A - 4 pinos (alimentação da ECM) B - 8 ⇐=======⇒ 2

B - 8

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Informações Gerais

Informações Gerais

CONECTOR B - CUMMINS - 60 pinos

Informações Gerais CONECTOR B - CUMMINS - 60 pinos segue MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2
Informações Gerais CONECTOR B - CUMMINS - 60 pinos segue MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2

segue

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ B - 9

Informações Gerais

Informações Gerais

CONECTOR B - CUMMINS - 60 pinos (continuação)

B - 10 ⇐=======⇒ 2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC
B - 10
⇐=======⇒
2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Informações Gerais

Informações Gerais

CONECTOR C - VOLKSWAGEN - 50 pinos

Informações Gerais CONECTOR C - VOLKSWAGEN - 50 pinos MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ B - 11

Informações Gerais

Informações Gerais

CONECTOR C - VOLKSWAGEN - 50 pinos (continuição)

B - 12 ⇐=======⇒ 2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC
B - 12
⇐=======⇒
2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Informações Gerais

Informações Gerais

CONECTOR C - VOLKSWAGEN - 50 pinos (continuição)

Gerais CONECTOR C - VOLKSWAGEN - 50 pinos (continuição) MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ B - 13

Introdução

Introdução

B - 14

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Parte C

Medições

Índice de medições

Índice de medições

Medições

Especificações mínimas do multímetro

03

Uso de pontas de provas especiais

03

Como medir a amperagem

04

Como medir a tensão

05

Como medir resistência

06

Como fazer o teste de continuidade

07

Verificação nos pinos

08

Pinos corroídos

08

Pinos tortos ou expandidos

09

Medições do sensor de velocidade do veículo

12

Medições no sensor de pressão de combustível (common rail)

13

Medições no pedal do acelerador

14

C - 2

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Medições

Medições

Especificações mínimas do multímetro

Tensão DC = 500 mV a 600 V Tensão AC = 5 V a 600 V Corrente DC = 320 micro A até 10 A Corrente AC = 320 micro A até 10 A Resistência Ohm = 320 micro A até 32 Mohm Teste de diodo Continuidade audúvel Temperatura (sensor termopar)

de diodo Continuidade audúvel Temperatura (sensor termopar) Uso de pontas de provas especiais Para reduzir a

Uso de pontas de provas especiais

(sensor termopar) Uso de pontas de provas especiais Para reduzir a possibilidade de danos aos pinos

Para reduzir a possibilidade de danos aos pinos e ao chicote, use as pontas de este do kit de ferramenta VCO-950 ao efetuar a medição

NOTA: Quando efetuar medidas na massa de um bloco, use uma superfície de metal limpa e sem pintura para obter medidas precisas.

MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC – 2 a edição 07/2006

⇐=======⇒ C - 3

Medições

Medições

Como medir amperagem

Medições Como medir amperagem Certifique-se de que as pontas de prova estejam conectadas nos termi- nais

Certifique-se de que as pontas de prova estejam conectadas nos termi- nais do multímetro. Consulte as instruções do fabricante do multímetro.

Abra o circuito no ponto em que a corrente deve ser medida. Selecione a função de corrente CA(A~) ou CC (A-) no medido Ligue a tensão no circuito sendo medido Coloque as pontas de prova do medidor entre as extremidades do circuito aberto para medir a amperagem e leia a medição exibida.

aberto para medir a amperagem e leia a medição exibida. C - 4 ⇐=======⇒ 2 a

C - 4

⇐=======⇒

2 a edição 07/2006 – MOTOR CUMMINS SÉRIE ISC

Medições

Medições

Como medir tensão

Medições Como medir tensão Certifique-se de que as pontas de prova estejam conectadas nos termi- nais

Certifique-se de que as pontas de prova estejam conectadas nos termi- nais do multímetro. Consulte as in