Вы находитесь на странице: 1из 14

44 –– Algumas

Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

4.1 – Introdução;

4.2 – Importância do passivo;

4.3 – Situação financeira


• Ativo Circulante x Passivo Circulante

• Capital Circulante Líquido

4.4 – Considerações sobre o Ativo Fixo;

4.5–Exemplo de tomada de decisão no


Balanço Patrimonial
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

4.1 – Introdução

Contabilidade  sistema de informações


utilizado no processo de tomada de decisões.

Uso das Demonstrações Contábeis para a


tomada de decisões
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial
4.2 – Importância do passivo

ESTRUTURA DE CAPITAL
PRÓPRIO: PERTENCE AOS SÓCIOS

TERCEIROS: FORNECEDORES
FUNCIONÁRIOS CURTO
GOVERNO PRAZO

ENTIDADES
FINANCEIRAS LONGO
PRAZO
INVESTIDORES
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

Média do Endividamento das Empresas Brasileiras

Capital de de to
Pico en
Terceiros am
ivid
d
70% en
do to
60% t o n o
en ame m ent
m Au
50% Au divid Re
du
En
ç ão
40%

30%

20% Baixo
Endividamento
10%
1973 1983 1994 1999 2002 2004 2007

1996 2001 2003 2006


44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial
4.3 – Situação financeira
Ativo Circulante x Passivo Circulante

CAPITAL DE GIRO

 Relaciona-se aos Ativos e Passivos Circulantes


(curto prazo) utilizados em função das
atividades diárias.
 Ativo Circulante > Passivo Circulante = garantia
para pagamento de obrigações?
 Prazos dos fluxos de caixa
 Reforço de caixa  Capital de Giro
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

Capital de giro: recursos aplicados em ativos circulantes


(caixa, contas a receber e estoques), transformando-se
constantemente dentro do ciclo operacional da empresa.

O capital de giro fica girando dentro da empresa e, a


cada vez que sofre uma transformação em seu estado
patrimonial, produz reflexo na Contabilidade.

Até transformar-se novamente em dinheiro, o valor do


capital de giro vai sofrendo acréscimo a cada
transformação, de modo que, quando o capital retornar
ao “estado de dinheiro”, ao final do ciclo operacional,
deverá estar maior que o seu valor inicial.
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

4 CAIXA
350 200

DUPLICATAS ESTOQUE DE
A RECEBER MATÉRIAS-PRIMAS

3
260 200
Lucro 50 ESTOQUE DE 60
40 PRODUTOS 2
ACABADOS
Outros
Despesas custos
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO


Ativo Passivo
Circulante - $ 1.000,00 Circulante – $ 600,00

CCL = Ativo Circulante (-) Passivo Circulante


CCL = $ 1.000 (-) $ 600
CCL = $ 400
O Capital Circulante Lí
Líquido – CCL é conhecido como Capital de Giro
Pró
Próprio – CGP ou Capital de Giro Pró
Próprio de Curto Prazo.
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

Capital Circulante Líquido ou de Giro

CCL = AC - PC
Ativo Circulante Passivo Circulante

$ 1.000 $ 600 $ 600


CCL Não Circulante
$ 400

Não Circulante Patrimônio Líquido


44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

Estratégias de Financiamento

 Agressiva:A empresa financia suas atividades


sazonais e parte das necessidades
permanentes de fundos com fundos de curto
prazo

 Conservadora:O financiamento das atividades


é quase todo através de fundos de longo prazo
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

CONSIDERAÇÕES SOBRE O ATIVO FIXO

• Investimentos 1.000
1.000
500
500
• Imobilizado
• Intangível 500
500
2.000
2.000

- Volume de aplicações variável


- Máximo retorno com investimento mínimo
- Terceirização reduz investimentos
- Financiado pelo PL ou recursos de longo prazo
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

Exemplo de tomada de decisão no balanço


Em $ mil
ATIVO PASSIVO E PL
X7 X6 X7 X6

Circulante Circulante
- Caixa 200 - - Fornecedores 100 -
- Duplicatas a receber 300 - - Impostos a recolher 1.000 -
- Estoques 500 - - Outras dívidas 100 -
Total do Circulante 1.000 Total do Circulante 1.200

Não Circulante - Não Circulante -


Realizável a L Prazo -Financiamentos 1.400
- Títulos a receber 100 - -
- Patrimônio Líquido -
Investimentos 1.000 - Capital 400 -
Imobilizado 500 - Lucros acumulados 100 -
Intangível 500 500
Total Não Circulante 2.100
Total do Ativo 3.100 - Total do Passivo/PL 3.100 -
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

Exemplo de tomada de decisão no BP


a. Qual é o Capital Circulante Líquido da Empresa?
b. A empresa conseguirá, sem problemas, pagar as sua contas?
c. Pressuponha que a empresa esteja atrasando um tipo de
obrigação. Qual é?
d. A composição do endividamento (Capital de terceiros) é boa?
e. As aplicações no Não Circulante são sensatas?
f. Você compraria ações desta empresa? Por quê? Admita as
ações muito baratas.
g. A proporção de Capital Próprio em relação ao Capital de
Terceiros é boa?
h. Qual seria sua atitude como administrador desta empresa?
i. O volume de investimentos dos sócios é satisfatório?
44 –– Algumas
Algumas Decisões
Decisões em
em Rela ção
Relação
ao
ao Balanço Patrimonial
Balanço Patrimonial

Exemplo de tomada de decisão no BP


a. Qual é o Capital Circulante Líquido da Empresa? Não tem CCL
b. A empresa conseguirá, sem problemas, pagar as sua contas? Não. Atrasa
impostos (q são maiores q estoques)
c. Pressuponha que a empresa esteja atrasando um tipo de obrigação. Qual é?
Impostos
d. A composição do endividamento (Capital de terceiros) é boa? Sim, > parte
longo prazo
e. As aplicações no Não Circulante são sensatas? Não, elevadas em relação ao
circulante
f. Você compraria ações desta empresa? Por quê? Admita as ações muito
baratas. Sim, tem lucro elevado se comparado ao investimento dos sócios
g. A proporção de Capital Próprio em relação ao Capital de Terceiros é boa?
Não, é elevado em relação ao K total (84%)
h. Qual seria sua atitude como administrador desta empresa? Vender
investimento e aumentar estoque; renegociar os impostos
i. O volume de investimentos dos sócios é satisfatório? Não, se comparado ao
K 3º