Вы находитесь на странице: 1из 2

2

CONTEÚDO

PROFº: ROSIVALDO
03 EVOLUÇÃO 01
A Certeza de Vencer GE190208
Fale conosco www.portalimpacto.com.br

INTRODUÇÃO:
Desde que a vida surgiu na face da terra, os ambientes do planeta passaram por inúmeras modi-
ficações. Estas podem ser constatadas, por exemplo, pelo registro fóssil nas rochas, que revelam uma
infinita sucessão de tipos diferentes de seres que existiram no passado e que há milhões de anos desapa-
receram por completo. Como não aceitar as provas que a própria natureza nos dá do transformismo das
espécies? É bastante absurdo afirmar que cataclismos, como terremotos, erupções vulcânicas, inundações
colossais, como o famoso dilúvio, tenham provocado a extinção brusca de tantas espécies e permitido
a sobrevivência de outras. Os avanços da ciência tornam a cada dia mais difícil ser FIXISTA diante de
tantas evidências EVOLUCIONISTAS. (Modificado de José Luis Soares, Biologia, vol. único, 1997).

FIXISMO (CRIACÃO ESPECIAL)


No fixismo, admite-se que a origem dos seres vivos tenha
ocorrido nos sete dias da criação, conforme atesta o trecho
acima, extraído do Gênesis bíblico. Ainda hoje há
fundamentalistas que preferem aceitar a idéia da criação
especial e fechando os olhos a todas as evidências da Evolução.

EVOLUÇÃO: Desenvolvimento de novas espécies a


partir de espécies preexistentes, pelo acúmulo de diferenças
genéticas durante longos períodos de tempo, em
conseqüência da adaptação ao ambiente.

TEORIAS DA EVOLUÇÃO:
O Evolucionismo teve seu grande impulso com as teorias propostas por Lamarck e Darwin, das quais passamos a tratar a
seguir:

I - LAMARCK (Jean Baptiste Pierre Antoine de Monet, Cavaleiro de Lamarck, 1744 - 182
1809 - Publica suas teorias no livro Philosophie Zoologique, que se baseavam em dois
pontos fundamentais:

ƒ LEI DO USO E DESUSO: Segundo Lamarck, um órgão se desenvolve de


acordo com o uso e necessidade do organismo; atrofia-se com o desuso, quando não é mais
necessário.
ƒ LEI DA HERANÇA DOS CARACTERES ADQUIRIDOS: A
segunda lei de Lamarck, afirma que o caráter adquirido (resultante do desenvolvimento pelo
uso ou atrofia pelo desuso), seria transmitido aos descendentes.

Lamarck teve méritos em destacar o


transformismo, mas estava equivocado na
interpretação da transmissão de dados
adquiridos por falta de metodologia adequada na
VESTIBULAR – 2009

época. Hoje, sabe-se que os caracteres


adquiridos não são transmitidos aos
descendentes.

FAÇO IMPACTO - A CERTEZA DE VENCER!!!


Fale conosco www.portalimpacto.com.br

I I - D A R W I N , U M EV O L U C I O N I S T A
(Charles Robert Darwin, 1809-1882):

Darwin, o homem e Darwin, os legados, não podem ser facilmente separados um


do outro. A fim de entender seu trabalho, é necessário conhecer um pouco sobre
sua vida, e entender um mínimo de sua vida sem “esbarrar” no seu trabalho seria
um completo absurdo (BBC, London, Darwin the Man and his Legacy).

1859 – On The Origin of Species by Means of Natural Selection, or The Preservation of


Favored Races in the Struggle for Life.

Desenvolveu uma teoria evolutiva que é a base da moderna teoria sintética: a TEORIA
DA SELEÇÃO NATURAL. Os princípios básicos das idéias de Darwin podem ser assim
resumidos:

ƒ Os indivíduos de uma mesma espécie apresentam VARIABILIDADE em todos os caracteres;


ƒ Todo organismo tem grande capacidade de reprodução, produzindo muitos descendentes;
ƒ O número de indivíduos de uma espécie é mantido mais ou menos constante ao longo das gerações;
ƒ Há grande luta pela sobrevivência entre os descendentes. Nesta “luta”, organismos com variações favoráveis às condições do
ambiente têm maiores chances de sobrevivência, quando comparados aos organismos com variações menos favoráveis;
ƒ Estes organismos melhores adaptados têm mais chances de se reproduzirem e gerarem descendentes que também apresentam a
variação vantajosa;
ƒ Assim, através da SELEÇÃO NATURAL, ao longo das gerações os indivíduos mantêm ou melhoram seu grau de adaptação ao meio em
que vivem.

PARA LEMBRAR:

O resultado da luta
pela vida entre
indivíduos de uma
mesma espécie é a
sobrevivência daqueles
que possuem variações
mais vantajosas. É o
que se conhece como
seleção natural dos
indivíduos com
características mais
bem adaptadas.

CRÍTICA:
Darwin não consegue distinguir as variações hereditárias das não
hereditárias. Alguns anos depois, Mendel desvenda os fenômenos hereditários e
os compatibiliza com o princípio da seleção natural. O modelo da origem das
VESTIBULAR – 2009

espécies de Darwin mantém-se válido em suas linhas gerais, porém o caráter


diferenciador decisivo cabe às mutações das células reprodutivas e não das
somáticas (que constituem o corpo).

Casa de Darwin, mantida até hoje como um museu


FAÇO IMPACTO – A CERTEZA DE VENCER!!!