You are on page 1of 2

f*-

I J^<0Y77>$

-BJ#
PREFEITURA MUNICIPAL
Al. - \ s ; - J M
^ S > - * J7i- DE BELO HORIZONTE

.N9 7 8 1 5 / 9 4 /
PARECER
OL
Ementa: Proposio de Lei no. 317/94.
Instituio de iseno de taxas
municipais. Matria de iniciativa
privativa do Prefeito. Ilegalidade.

I- Foi-nos solicitado parecer respeito da Proposio de Lei no


317/94, originria do Projeto de Lei 479/93, de autoria do Vereador Joo
Paulo Gomes da Silva a qual "dispe sobre iseno de taxas municipais
incidentes sobre as festas de rua promovidas por entidades de reconhecida
utilidade pbllica a nvel municipal."

II- A Proposio de Lei sob exame se nos afigura ilegal por no


guardar observncia ao art. 88, inc. II, alnea "h" da LOMBH.

Transcrevamos tal artigo:

"* "art. 88: So matrias de iniciativa privativa, alm de outras


previstas nesta lei orgnica:

m inc. II: do Prefeito:


h) a concesso de iseno, beneficio ou incentivo fiscal."

Conforme acima explicitamos, a Proposio de Lei no. 317/94


pretende instituir exatamente iseno de taxas municipais. Entretanto o Projeto
de Lei no 479/93, que deu origem mesma, no foi de iniciativa do Chefe do
Poder Executivo, mas sim, nasceu por proposta de representante da Cmara de
Vereadores, mais precisamente do vereador Joo Paulo Gomes da Silva.

Vislumbra-se, desta forma, patente vcio de iniciativa que


macula a Proposio de Lei em questo.
y
k y''-w,
PREFEITURA MUNICIPAL
'Ap' AP' DE BELO HORIZONTE

III- exceo do vcio de iniciativa retro mencionado, no


vislumbramos qualquer outra ilegalidade ou inconstitucionalidade na
Proposio de Lei.
Foge s atribuies desta Procuradoria qualquer apreciao sobre a
convenincia ou oportunidade do Projeto de Lei apresentado.

IV- Diante do vcio de iniciativa do Projeto e pois da ilegalidade da

Proposio de lei no. 317/94, nosso parecer pelo veto total mesma.

E o parecer.

considerao superior.
PROCURADORIA GERAL DO MUNICPIO, em vinte e nove de
dezembro de 1994.

Sulino Franco
Procuradora Municipal

j.a 7rx c u r a d o r G-ar-al:-


Ei-PcamoB de p l e n o .acordo cosa o Ps?.racer ac:P
'y. - a a t o r i a da D r . J i n i a IPauli.no Fr.axtco, nadsi t e n d o ao - e s ^ o a
Cr
P'TI, 2$* 1 2 . 9 4

0leylan
ratar d*
Juiidlco Fiscal d PGM

J ^ f ^ ^ "&>+. <YUc*<'< (bU*'*

djorrto de Munlciglo