Вы находитесь на странице: 1из 60

Intestino e sua

microbiota

Disbiose versus doenças
Disbiose versus doenças

Intestino e sua microbiota

Intestino e sua microbiota https://www.youtube.com/watch?v=nOvzOEPiNeg

https://www.youtube.com/watch?v=nOvzOEPiNeg

Probióticos LEMMA

Estudos demonstram

que a liofilização é o melhor método de obtenção dos probióticos

Mantém as cepas

estáveis por tempo

prolongado

Garantem a estabilidade

em ph ácido do

estômago

Não é necessário o uso

de cápsulas

gastrorresistentes

Para ser considerado

probióticos precisa ser

resistente ao trato gastrointestinal

Estudos de estabilidade dos

probióticos liofilizados

Estudos de estabilidade dos probióticos liofilizados

Estudo avaliou o efeito da utilização de diferentes excipientes na otimização da estabilidade de formulações sólidas contendo

Lactobacillus

As cápsulas foram armazenadas por seis meses em diferentes temperaturas (10º, 20º e 30ºC). Durante esse período contagens de UFC de L. acidophillus foram realizadas a fim de acessar a estabilidade dessas preparações.

Resultados:

Após 6meses, as formulações mantidas a 10º e 20ºC não apresentaram perda na contagem de L.
Após 6meses, as formulações mantidas
a 10º e 20ºC não apresentaram perda
na contagem de L. acidophillus,
demonstrando a elevada estabilidade
destas formulações quando estocadas
nessas condições de temperatura;
A formulação
mantida
a
30ºC
apresentou redução na contagem de
bactérias apenas após 100 dias de
armazenamento.
Probióticos UFC

Probióticos liofilizados LEMMA Certificação de Qualidade

Referência Segurança Certificações internacionais de qualidade Probióticos liofilizados Eficácia Procedência LEMMA
Referência
Segurança
Certificações
internacionais
de qualidade
Probióticos
liofilizados
Eficácia
Procedência
LEMMA
Probióticos liofilizados LEMMA – Certificação de Qualidade Referência Segurança Certificações internacionais de qualidade Probióticos liofilizados Eficácia

Como prescrever probióticos

corretamente?

Bifidobacterium adolescentis Bifidobacterium animalis ( sub. B. lactis) Bifidobacterium bifidum Bifidobacterium breve Bifidobacterium infantis Bifidobacterium longum

Enterococcus faecium

Streptococcus thermophillus Sacharomyces boulardii

Bacillus clausii

Bacillus coagulans (L.sporogenes) Lactobacillus acidophilus Lactobacillus crispatus

Lactobacillus curvatus

Lactobacillus delbrueckii (sub. L. bulgaricus)

Lactobacillus fermentum

Lactobacillus gasseri

Lactobacillus helveticus Lactobacillus johnsonii Lactobacillus paracasei Lactobacillus plantarum Lactobacillus reuteri Lactobacillus rhamnosus Lactobacillus salivarius Lactococcus lactis

Como prescrever probióticos

Excipiente

CMC

Não associar com FOS ou

inulina

corretamente?

Cepas e

Dosagem

Associar:

Bifidobacterium

+ Lactobacillus + Coccus

Máximo 12 bilhões UFC por

dose

Armazenamento

Até 30°C

Local seco, fresco e ao

abrigo da luz

Tempo

tratamento

Alterar algumas cepas da

formulação a

cada 60 dias

Probióticos Liofilizados LEMMA

Formulas solidas não necessita de refrigeração

Probióticos Liofilizados LEMMA Formulas solidas não necessita de refrigeração Apenas formulações liquidas precisão de refrigeração Mais

Apenas formulações liquidas precisão de refrigeração

Apenas formulações liquidas precisão de refrigeração

Mais

seguros

seguros

Alergênicos

FREE

Probióticos Liofilizados LEMMA Formulas solidas não necessita de refrigeração Apenas formulações liquidas precisão de refrigeração Mais

Não necessita revestimento

gástrico

The gut-skin connection

The gut-skin connection

IMPORTANTE:

suplementação de SOD (GliSODin® única SOD

biodisponível com eficácia científica comprovada)

Acne

SOD e GPX-Px

 
Estresse oxidativo [ácido barbitúrico] e MDA P. acnes  quimiocinas  acúmulo neutrófilos  dano epitélio

Estresse oxidativo

[ácido barbitúrico] e MDA

Estresse oxidativo [ácido barbitúrico] e MDA P. acnes  quimiocinas  acúmulo neutrófilos  dano epitélio

P. acnes quimiocinas acúmulo neutrófilos dano epitélio folicular fatores inflamatórios

 
Estresse oxidativo [ácido barbitúrico] e MDA P. acnes  quimiocinas  acúmulo neutrófilos  dano epitélio

Peroxidação lipídica comedogênico

Probióticos antiacne

Bifidobacterium bifidum LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus acidophilus LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium breve LEMMA Lactobacillus johnsonii LEMMA

1 bilhão UFC 1 bilhão UFC

GliSODin® 50-100mg
GliSODin®
50-100mg

Excipiente qsp

Uma unidade

PROBIÓTICOS ANTI-AGING

Lactobacillus johnsonii LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus plantarum LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus salivarius LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

1 bilhão UFC

Streptococcus thermophilus LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium breve LEMMA

1 bilhão UFC

GliSODin®

50 100mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Bifidobacterium adolescentis

apresenta forte atividade de

inibição da enzima tirosinase, com efeito muito superior ao

ácido kójico.

Bifidobacterium adolescentis apresentou efeito inibitório mais potente sobre a síntese de

melanina do que a do ácido kójico

e o arbutin.

Bifidobacterium adolescentis apresentou forte atividade

antioxidante, muito superior quando

comparadas à vitamina C e vitamina E,

consideradas padrões antioxidantes.

ANTI-MELASMA E FOTOPROTEÇÃO CUTÂNEA

Bifidobacterium adolescentis LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus johnsonii LEMMA

1 bilhão UFC

GliSODin®

50mg

Ace 30 (Blackcurrant 30% antocianinas)

50mg

Excipiente qsp

Uma unidade

FÓRMULA CLAREADORA CUTÂNEA (ANTI MELASMA)

Lactobacillus johnsonii LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium adolecentis LEMMA

1 bilhão UFC

GlISODin®

150 250mg

Ace 30 (Blackurrant)

50 100mg

Betacaroteno

4,8mg

Licopeno

2mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Probióticos para dermatite atópica

Lactobacillus johnsonii LEMMA

100 mi - 2 bilhões UFC

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

100 mi - 2 bilhões UFC

Lactobacillus plantarum LEMMA

100 mi - 2 bilhões UFC

Lactobacillus salivarius LEMMA

100 mi - 2 bilhões UFC

Bifidobacterium bifidum LEMMA

100 mi - 2 bilhões UFC

Bifidobacterium lactis LEMMA

100 mi - 2 bilhões UFC

Lactococcus lactis LEMMA

100 mi - 2 bilhões UFC

Ace 30 (Blackcurrant)

10mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Estudo demonstrou benefícios na associação de

probióticos e

Blackcurrant

na DA

Estudos científicos têm demonstrado que o consumo de quantidades adequadas de cepas apropriadas de probióticos são capazes de acelerar o processo de cicatrização da pele.

Probióticos para cicatrização cutânea

Lactobacillus johnsonii LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus fermentum LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus plantarum LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus reuteri LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium breve LEMMA GliSODin®

1 bilhão UFC 50-150 mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Probióticos

LEMMA na

Obesidade

Dieta rica em gorduras leva à redução de micro-organismos Microbiota * Altera composição * Altera fermentação
Dieta rica em gorduras leva à redução de micro-organismos
Microbiota
* Altera composição
* Altera fermentação
* Aumenta acúmulo
Cuja alteração leva ao aumento de lipopolissacarídeos (LPS) no intestino
gordura
Produto proveniente da parede celular de bactérias gram-negativas
Que é reconhecido pelo sistema imunológico e desencadearia respostas
inflamatórias, causando inflamação.
Interfere em várias rotas metabólicas do organismo, tais como alterar a
homeostase glicêmica, que pode culminar na instalação do diabetes tipo II,
bem como na alteração do perfil lipídico, causando dislipidemias.

Inúmeros estudos demonstram

que as ingestões de certas cepas probióticas proporcionam

redução do peso corporal e da circunferência da cintura e quadril em indivíduos obesos e com sobrepeso. O efeito antiobesidade desses probióticos

está relacionado à capacidade de aumentar a absorção de energia, redução da inflamação e melhora

na permeabilidade intestinal.

Probióticos antiobesidade

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus reuteri LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus gasseri LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus fermentum LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium lactis LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium breve LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium longum LEMMA

1 bilhão UFC

Streptococcus thermophilus

1 bilhão UFC

β-Glucana LEMMA

1-5g

GliSODin® 50-150mg
GliSODin®
50-150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Estudos demonstram que a suplementação de

determinados probióticos

em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica

proporcionam melhora dos

sintomas gastrointestinais,

melhorando a qualidade de

vida desses pacientes.

PÓS-CRIRURGIA BARIÁTRICA

Bifidobacterium longum LEMMA

3 bilhões UFC

Bifidobacterium lactis LEMMA

3 bilhões UFC

Bifidobacterium bifidum LEMMA

3 bilhões UFC

Bifidobacterium breve LEMMA

3 bilhões UFC

Lactobacillus acidophillus LEMMA

3 bilhões UFC

Lactobacillus reuteri LEMMA

3 bilhões UFC

GliSODin®

Cookie à frio

50-150mg

Uma unidade

Estudo compara o efeito

antiobesidade

do

Lactobacillus casei versus

orlistat.

Os

resultados

demonstram que o

probiótico

efeito

apresentou

antiobesidade

semelhante

ao

orlistat,

com redução do peso

corporal

e

marcadores

inflamatórios. Além disso,

cortes

histológicos

confirmaram que

o

L.

casei

não

danifica

as

células do fígado.

  • a) Adipose tissue, b) liver tissue.

SD: standard diet; HFD: high-fat diet; HFD-LcS: high-fat diet

supplemented with LcS; HFD-orlistat: high-fat diet treated with orlistat. Size of adipocytes in SD group59.8 mm, HFD group374.8 mm, HFD-LcS group156.5 mm, HFD-orlistat group192.2 mm. Black arrows in liver tissue show the fat

Pesquisas relatam que a eficácia suplementação com probióticos na redução do colesterol total, LDL e triglicerídeos. Além disso, a combinação de probióticos específicos diminui significativamente a pressão

arterial diastólica e sistólica em pacientes hipertensos, pois ao

hidrolisarem as proteínas do leite, têm a capacidade de liberar peptídeos bioativos com ação

inibitória sobre a ECA (enzima

conversora da angiotensina),

conferindo atividade anti- hipertensiva.

Coquetel de probióticos anti-hipercolesterolêmicos

Lactobacillus paracasei LEMMA

50 milhões UFC

Lactobacillus plantarum LEMMA

50 milhões UFC

Streptococcus thermophilus LEMMA

50 milhões UFC

Lactobacillus acidophilus LEMMA

50 milhões UFC

Bifidobacterium lactis LEMMA

50 milhões UFC

Lactobacillus delbrueckii LEMMA

50 milhões UFC

Lactobacillus bulgaricus LEMMA

50 milhões UFC

Bifidobacterium breve LEMMA

50 milhões UFC

Bifidobacterium infantis LEMMA

50 milhões UFC

Bifidobacterium longum LEMMA

50 milhões UFC

GliSODin® 50-150mg
GliSODin®
50-150mg

Excipiente qsp

Uma unidad

Probióticos LEMMA na Intolerância à Lactose

Probióticos LEMMA na intolerância à lactose

Diversas evidências cientificas demonstram que probióticos aliviam significativamente os sintomas da

intolerância à lactose. Isso pode

ocorrer através do aumento da

hidrólise da lactose no intestino, ou pela alteração do metabolismo colônico.

Estudos científicos têm demonstrado

que o consumo de quantidades

adequadas de cepas apropriadas de probióticos são capazes de aliviar os sintomas de intolerância à lactose.

A alteração do metabolismo microbiano pelos probióticos ocorre por meio do aumento ou diminuição da atividade enzimática. Uma função

vital das bactérias láticas na

microbiota intestinal é produzir a enzima β-D-galactosidade, auxiliando a quebra da lactose no intestino.

Desta maneira, consegue-se

incorporar produtos lácteos e os

nutrientes importantes que fazem parte desses produtos de volta à dieta de indivíduos intolerantes à lactose, anteriormente obrigados a restringir a

ingestão desses tipos de alimentos.

Probióticos LEMMA na intolerância à lactose

Probióticos para intolerância à lactose

Bifidobacterium animalis LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium breve LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium longum LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus acidophilus LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus bulgaricus LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus delbruekii LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus lactis LEMMA

1 bilhão UFC

Streptococcus thermophilus LEMMA

1 bilhão UFC

GliSODin® Excipiente qsp

50-150 mg Uma unidade

Probióticos LEMMA no Esporte

Probióticos no Esporte

A interação entre a flora microbiana intestinal e as células epiteliais do intestino exerce efeitos benéficos
A interação entre a flora microbiana intestinal e as
células epiteliais do intestino exerce efeitos benéficos
sobre o trato respiratório, na pele e no sistema
geniturinário superior
A capacidade dos probióticos de modularem as
perturbações na função imunológica após o exercício
destaca seu potencial para o uso em indivíduos
expostos a altos graus de estresse físico.

Exercício aeróbico de alta intensidade pode aumentar o consumo de oxigênio em até 20x, oprimindo as defesas antioxidantes e resultando em aumento do estresse oxidativo.

Atletas e indivíduos expostos ao estresse oxidativo causado por exercício físico intenso se beneficiam da forte

Atletas e indivíduos expostos

ao estresse oxidativo

causado por exercício físico intenso se beneficiam da forte atividade antioxidante da suplementação com

probióticos, aumentando os

níveis plasmáticos de antioxidantes, neutralizando os efeitos dos metabólitos

reativos do oxigênio.

PROBIÓTICOS PARA AUMENTO DA PERFORMANCE FÍSICA

Lactobacillus acidophilus LEMMA

2 bilhões UFC

Bifidobacterium lactis LEMMA

2 bilhões UFC

Lactobacillus fermentum LEMMA

2 bilhões UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

2 bilhões UFC

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

2 bilhões UFC

Bifidobacterium animalis LEMMA

2 bilhões UFC

Lactobacillus salivarius LEMMA

2 bilhões UFC

Bifidobacterium bifidum LEMMA

2 bilhões UFC

GliSODin® 50-100mg
GliSODin®
50-100mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Os efeitos positivos dos

probióticos

fornecem

provas sobre os efeitos

benéficos

da

sua

suplementação

diária

destas cepas probióticas

em jogadores

de

elite

altamente treinados.

PROBIÓTICOS PARA ATLETAS DE ELITE

Lactobacillus gasseri LEMMA

2 bilhões UFC

Bifidobacterium bifidum LEMMA

2 bilhões UFC

Bifidobacterium longum LEMMA

2 bilhões UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

2 bilhões UFC

GliSODIn®

50 150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Probióticos LEMMA nas Desordens Gastrointestinais

Probióticos LEMMA nas Desordens Gastrointestinais

Estudos científicos sugerem

que a associação de

probióticos

é

eficaz

na

melhora da frequência das evacuações e na consistência

das

fezes

em

adultos

com

constipação

crônica

funcional. Os probióticos são uma excelente opção no

tratamento

crônica.

da constipação

Probióticos para constipação

Lactobacillus acidophilus LEMMA

3 bilhões UFC

Lactobacillus casei LEMMA

3 bilhões UFC

Lactobacillus lactis LEMMA

3 bilhões UFC

Bifidobacterium bifidum LEMMA

3 bilhões UFC

Bifidobacterium longum LEMMA

3 bilhões UFC

Bifidobacterium infantis LEMMA

3 bilhões UFC

GliSODin® 50- 150mg
GliSODin®
50- 150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Aumento

da

frequência

e

melhora

da

consistência

das

fezes . Crianças de 4 a 12 anos.

Aumento da frequência e melhora da consistência das fezes . Crianças de 4 a 12 anos.

Probióticos para constipação infantil

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

  • 1 bilhão UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

1 bilhão UFC

Streptococcus thermophilus LEMMA

  • 1 bilhão UFC

Bifidobacterium infantis LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium breve LEMMA

  • 1 bilhão UFC

Lactobacillus delbruekii LEMMA

GliSODin®
GliSODin®

Excipiente qsp

1 bilhão UFC 50 150mg Uma unidade

O consumo de certas cepas de probióticos auxiliam na redução da infecção por H. pylori .

O consumo de certas cepas de probióticos auxiliam na redução da infecção por H. pylori. Atuam de forma complementar a terapia tripla ou quádrupla na erradicação desse, além de diminuírem os efeitos adversos associados ao uso dos antibióticos.

Probióticos para erradicação do H. pylori

Bifidubacterium lactis LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus acidophillus LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus bulgaricus LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus reuteri LEMMA

4 bilhões UFC

Saccharomyces boulardii LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

4 bilhões UFC

GliSODin®

50 150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

A administração de

probióticos

é

segura

e

eficaz no

alívio

dos

sintomas

relacionados

à

síndrome

do

intestino

irritável como desconforto,

inchaço,

urgências

e

desordens digestivas, além da melhorar a qualidade de

vida dos pacientes.

Probióticos para Síndrome do intestino irritável

Lactobacillus sporogenes LEMMA

5 bilhões UFC

Lactobacillus acidophillus LEMMA

5 bilhões UFC

Lactobacillus plantarum LEMMA

5 bilhões UFC

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

5 bilhões UFC

Bifidobacterium breve LEMMA

5 bilhões UFC

Bifidobacterium lactis LEMMA

5 bilhões UFC

Bifidobacterium bifidum LEMMA GliSODin®

5 bilhões UFC 50 -150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Estudos

demonstram

redução da

incidência

Probióticos para tratamento da diarreia

de diarreia e aumento

Lactobacillus ramnosus LEMMA

3 bilhões UFC

da

consistência

das

Streptococcus thermophilus LEMMA

3 bilhões UFC

fezes

a

partir

da

Bifidobacterium bifidum LEMMA

3 bilhões UFC

administração

de

Bacillus cluasii LEMMA

3 bilhões UFC

probióticos nos

casos

GliSODin®

50-150mg

de diarreia aguda.

Excipiente qsp

Uma unidade

Probióticos LEMMA nas Doenças Alérgicas

Probióticos LEMMA nas Doenças Alérgicas

Estudos demonstram que

a

administração

de

probióticos

é

extremamente eficaz

como

adjuvante

na

terapia

de

rinite

alérgica, auxiliando na redução dos

sintomas

clínicos

e

assim,

melhorando a qualidade de vida

dos pacientes.

Probióticos para tratamento da rinite alérgica

Lactobacillus salivarius LEMMA

3 bilhões UFC

Lactobacillus gasseri LEMMA

3 bilhões UFC

Lactobacillus delbruekii LEMMA

3 bilhões UFC

Streptococcus thermophilus LEMMA

3 bilhões UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

3 bilhões UFC

GliSODin®

50-150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Estudos

clínicos

demonstraram que a

suplementação

de

probióticos, como terapia complementar é eficaz no tratamento de doenças alérgicas respiratórias como

asma e rinite.

PROBIÓTICOS PARA DOENÇAS RESPIRATÓRIAS ALÉRGICAS

Bifidobacterium animalis LEMMA

4 bilhões UFC

Bifidobacterium longum LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus bulgaricus LEMMA

4 bilhões UFC

Streptococus thermophilus LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus paracasei LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus acidophilus LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus salivaris LEMMA

4 bilhões UFC

Lactobacillus gasseri LEMMA

4 bilhões UFC

GliSODin® 50-150mg
GliSODin®
50-150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Suplementação Complementar

SUPLEMENTAÇÃO PARA DOENÇAS ALÉRGICAS

Appfenol* 50-300mg
Appfenol*
50-300mg

Serrapeptidase**

20 - 50mg

Glucorafanina ***

50-100mg

GliSODin®****

50 100mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Suplementação Complementar S UPLEMENTAÇÃO PARA DOENÇAS ALÉRGICAS Appfenol* 50-300mg Serrapeptidase** 20 - 50mg Glucorafanina *** 50-100mg

* A suplementação de polifenois da maçã apresentou alívio dos sintomas de rinite alérgica persistente, proporcionando significativa melhora

nos ataques de espirros e corrimento nasal, além

de diminuição no inchaço das conchas nasais.

** Pacientes com patologias aguda ou crônica de ouvido, nariz e garganta que ingeriram serrapeptidase apresentaram redução significativa

da intensidade da dor, quantidade de secreção,

dificuldade de engolir, disfonia e obstrução nasal.

*** GliSODin® possui tecnologia única de sistema

de liberação da SOD com comprovação clínica de

eficácia.

**** A glucorafanina é um glucosinolato presente nos brócolis conhecido por ser rico em compostos sulforafanos, chamados isotiocianatos, que ajudam na prevenção de inúmeras doenças.

Probióticos suplementados

durante a infância apresentam

importante papel na prevenção

do desenvolvimento de alergias

alimentares.

Estudos

demonstram que alguns

lactobacillus são capazes

de

acelerar a aquisição da

tolerância

aos

alimentos

alergênicos.

PROBIÓTICOS PARA ALERGIA ALIMENTAR

Lactobacillus rhamnosus LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus bulgaricus LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus salivarium LEMMA

1 bilhão UFC

Lactobacillus plantarum LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium infantis LEMMA

1 bilhão UFC

Bifidobacterium longum LEMMA

1 bilhão UFC

Streptococcus thermophilus LEMMA

1 bilhão UFC

GliSODin®

50-150mg

Excipiente qsp

Uma unidade

Probióticos LEMMA na Hipertensão Arterial

Probióticos LEMMA na Hipertensão Arterial

A disbiose intestinal está associada

ao aumento da hipertensão arterial.

Estudos científicos demonstram que

o

consumo

diário

de

probióticos

diminui

significativamente

a

pressão

arterial

diastólica

e

sistólica em pacientes hipertensos, pois alguns probióticos, ao

hidrolisarem as proteínas do leite,

têm a capacidade de liberar

peptídeos bioativos

com

ação

inibitória

sobre

a

ECA

(enzima

conversora

da

angiotensina),

conferindo atividade anti-

hipertensiva.

Probióticos anti-hipertensivos

Lactobacillus helveticus LEMMA

7 milhões UFC

Streptococcus thermophilus LEMMA

4,7 milhões UFC

Lactobacillus acidophilus LEMMA

4,8 milhões UFC

Bifidobacterium infantis LEMMA

4,8 milhões UFC

Lactobacillus reuteri LEMMA

5,8 milhões UFC

Lactobacillus plantarum LEMMA

2 milhões UFC

GliSODin® 50-150mg
GliSODin®
50-150mg

Excipiente qsp

Uma unidade