Вы находитесь на странице: 1из 26

Discursivas - Tutoria

1- O pulmão infantil é uma estrutura única e não uma mera miniatura do pulmão de um adulto. A bronquite é uma doença
que se caracteriza por uma obstrução inflamatória dos bronquíolos. Geralmente é causada por uma infecção viral e afeta
principalmente crianças até 2 anos de idade. A obstrução bronquiolar origina-se do espessamento das paredes
bronquiolares e por tampões de muco e detritos celulares. A obstrução parcial dos bronquíolos pode acarretar em
aprisionamento de ar (hiperinsuflação) e se a obstrução for completa, atelectasia (colapso pulmonar). Com base nas
informações acima e nos seus conhecimentos sobre o desenvolvimento pulmonar pós-natal e a fisiologia respiratória
responda as questões abaixo:

a) Relacione pelo menos cinco diferenças entre o pulão da criança e o pulmão do adulto.

b) Uma criança com bronquiolite evoluiu para um quadro de atelectasia do pulmão direito. Qual a situação provável da
complacência e relação V/Q do pulmão direito. Justifique sua resposta.
2- Um método simples de estudar a ventilação pulmonar é registrar o volume de ar para dentro e para fora dos pulmões, um
processo chamado espirometria. Com base nos seus conhecimentos sobre mecânica ventilatória responda as questões
abaixo:

a) Descreva os quatro volumes e relacione-os com as capacidades pulmonares.

b) Nos estágios avançados do enfisema pulmonar (destruição dos septos alveolares) e VR e a CFR estão aumentadas e a
CV está frequentemente diminuída. Por que essas alterações ocorrem?
3- No filme Gravidade do cineasta Afonso Cuaron, o experiente astronauta Matt Kowalski (George Clooney) e a doutora
Ryan Stone (Sandra Bullock) estão fora da estação consertando a base quando são surpreendidos por uma chuva de
destroços, são jogados no espaço sideral e ficam à deriva. Sem qualquer apoio da base terrestre da NASA, eles
precisam encontrar um meio de sobreviver em meio a um ambiente completamente inóspito para a vida humana. Em
certo momento, Ryan já sem reserva de oxigênio começa a hiperventilar. Com base no texto acima e nos seus
conhecimentos de fisiologia respiratória, responda as questões abaixo.

a) Por que Ryan começa a hiperventilar e qual a relação com a falta de O 2? Justifique.

b) Para mantes a homeostase o organismo lança mão de alguns mecanismos para equilibras ácidos e bases. Qual provável
estado ácido-base de Ryan e que mecanismo seu corpo ainda poderia lançar mão para poder tentar manter o equilíbrio
ácido-base? Justifique.
4- Observe os gráficos abaixo e responda:

a) Interprete o gráfico 1 e relacione as fases inspiratórias e expiratórias com os mecanismos de controle neural e químico e
suas respectivas estruturas.

b) O gráfico 2 é de um indivíduo adulto cujo volume corrente é de aproximadamente 550 ml e espaço morto de 150 ml.
Calcule a sua frequência respiratória, seu volume minuto e sua ventilação alveolar.
5- Fibrose cística, ou mucoviscidose, é uma doença genética que se manifesta em ambos os sexos. O gene defeituoso é
responsável pela alteração no transporte de íons através das membranas das células. Isso compromete o funcionamento
das glândulas exócrinas que produzem substâncias (muco, suor ou enzimas pancreáticas) mas espessas e de difícil
eliminação, afetando, portanto, as glândulas sudoríparas, os aparelhos digestivo e respiratório, predispondo a infecções
respiratórias repetidas.

Com base nas informações, nas figuras acima e nos seus conhecimentos sobre o funcionamento do sistema mucociliar,
responda:

a) Como essa patologia pode comprometer o funcionamento do sistema mucociliar?

b) Por que a fibrose cística predispões à infecções frequentes?


6- Sr. João é portador de enfisema pulmonar, que é uma doença caracterizada pela destruição dos septos alveolares e
tecido elástico pulmonar, causando hiperinsuflação pulmonar. O resultado espirométrico do Sr. João apresentou volume
residual (VR) e capacidade residual funcional (CRF) aumentados, já a capacidade vital (CV) e volume expiratório forçado
(VEF1) diminuídos. Com base nas informações acima, responda:

a) Você pode afirmar que a ventilação do Sr. João está diminuída? Justifique sua resposta.

b) Os parâmetros abaixo estão aumentados ou diminuídos? Justifique:

B1- Resistência das vias aéreas:

B2- Área de superfície de troca gasosa:

B3- Complacência pulmonar:


7- Maria Cândida Portinari, de 16 anos, neta do artista plástico Cândido Portinari, foi encontrada morta no banheiro de sua
casa no Rio de Janeiro, na noite de 24/03/2013. De acordo com a assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros do Rio
de Janeiro, a morte teria sido provocada por um escapamento de gás. Os aquecedores a gás, do tipo “de passagem” têm
se constituído em potenciais causadores de acidentes envolvendo intoxicações por monóxido de carbono (CO). O CO é
gerado pela queima incompleta do combustível em função da falta de manutenção dos queimadores dos aquecedores e
também em função da falta de ventilação adequada nos ambientes onde estão instalados. Com base no problema acima,
responda as questões abaixo:

a) Descreva o transporte de CO2 e identifique a diferença entre esse transporte e a=o transporte de CO.

b) Por que a inalação de CO pode ser letal? Relacione com a curva de dissociação oxi-hemoglobina.
8-

a) Caracterize os diferentes grupos de neurônios do centro respiratório apontando sua importância no controle da frequência
e amplitude da respiração.

b) Explique como ocorre o controle na área quimiossensitiva do centro respiratório:


9-

a) Partindo da figura abaixo, descreva os eventos que ocorrem em uma hemácia e no plasma circundante quando o sangue
se movimenta através de um capilar sistêmico.
Tecidos
Alvéolos
Pulmonares

Plasma

b) Relacione a curva de dissociação oxigênio-hemoglobina abaixo com os efeitos Bohr e Haldane.


10- O cantor Reginaldo Rossi, um dos maiores expoentes da música brega no Brasil, foi internado na UTI do Hospital São
José, no Recife, com dispneia e fortes dores no peito, após exames, foram descartados problemas cardíacos, mas
constatou-se um derrame pleural (acúmulo excessivo de líquido no espaço interpleural) no pulmão direito. Com base na
situação acima e nos seus conhecimentos sobre fisiologia respiratória, responda:

a) Explique como o derrame pleural pode alterar a mecânica ventilatória de Reginaldo Rossi.

b) Neste caso, há alteração na relação V/Q? Justifique.


11- Os efeitos da altitude elevada dependem de quão alto e de quão rápido a pessoa sobe. São poucos os efeitos
perceptíveis abaixo de 2.200 metros, mas eles são comuns acima de 2.800 metros após uma ascensão rápida. A maioria
das pessoas ajusta-se (aclimatação) a altitudes de até 3.000 metros em poucos dias, mas a aclimatação a altitudes mais
elevadas pode levar muitos dias ou semanas. Com base no texto acima, responda:

a) Com base nas leis de Dalton e de Fick, explique porque ocorrem mudanças do funcionamento normal do organismo
submetidos a altas altitudes.

b) I- “A exposição a altitude estimula um aumento no número total de hemácias, condição denominada policitemia.”.
II- “Durante a aclimatação ocorre uma diminuição da concentração de 2,3 DPG no sangue.”.
Avalie e justifique a veracidade das afirmativas.
12- A figura abaixo ilustra um derrame pleural, que é o acúmulo anormal de líquido na cavidade pleural, causando alteração
na relação ventilação/perfusão (V/Q).

a) Baseando na lei de Boyle, identifique e justifique as alterações da mecânica ventilatória no derrame pleural.

b) A figura abaixo mostra esquematicamente, cinco unidades alvéolo-capilares em situações diferentes de V/Q e as
concentrações de oxigênio após a hematose. Identifique as diferentes relações V/Q e quais configuram um shunt alveolar
e espaço morto alveolar.
13- Observe a figura e o gráfico abaixo:

a) Com base nos seus conhecimentos sobre o controle neuroquímico da respiração, interprete a figura A e relacione-a com
o gráfico B.

b) O que acontece com esse mecanismo de controle numa intoxicação por monóxido de carbono? Justifique.
14- A discinesia ciliar primária é uma doença pulmonar hereditária caracterizada por anormalidades ultraestruturais ciliares
que comprometem a atividade ciliar normal, predispondo a infecções respiratórias repetidas e resultando em
pneumopatia obstrutiva crônica do trato respiratório.

a) Com base nos seus conhecimentos sobre a estrutura e o funcionamento do sistema mucociliar, explique porque a
discinesia ciliar primária predispõe a infecções frequentes.

b) As disfunções obstrutivas têm como característica o aumento da resistência ao fluxo aéreo. Essa afirmativa é verdadeira
ou falsa? Justifique sua resposta.
15- O exercício físico caracteriza-se por uma situação que tira o organismo de sua homeostase, pois implica no aumento
instantâneo da demanda energética exercida e, consequentemente, do organismo como um todo. Assim, para suprir a
nova demanda metabólica, várias adaptações fisiológicas são necessárias, dentre elas a cardiovascular e a respiratória.

a) Calcule a sua ventilação minuto e a sua ventilação alveolar seguindo os passos abaixo:
I- Determine a sua frequência respiratória de repouso: _____ ipm.
II- Presuma um volume corrente (VC) de 500 ml e estime seu volume do espaço morto como 1 ml/kg de peso do corpo
(___kg): _____ ml/kg.
III- Agora calcule sua ventilação minuto: ________ e sua ventilação alveolar: _______
IV- Após exercício físico e supondo que sua frequência respiratória aumente 50% sobre o valor de repouso, calcule sua
ventilação alveolar minuto: __________
V- Calcule sua ventilação alveolar com a sua frequência respiratória de repouso, mas com um aumento de 50% no
volume corrente: ____________

b) Esboce uma curva de dissociação de oxigênio-hemoglobina e explique como ela é afetada durante o exercício
extenuante.
16- O homem é o único ser vivo nativo das regiões ao nível do mar que se expõe, propositalmente e por outras razões que
não as de sobrevivência, aos rigores e à adversidade de ambientes de baixa e alta pressão.

a) No gráfico abaixo estão representadas as pressões parciais do oxigênio no trato respiratório de dois indivíduos. Um deles
é habitante de uma cidade ao nível do mar e outro de uma cidade montanhosa, a 4540 metros de altitude.

A partir da análise do gráfico, identifique o indivíduo residente na cidade montanhosa. Justifique sua resposta e relate as
adaptações fisiológicas resultantes da exposição crônica à altitude.

b) Caso o indivíduo que habita ao nível do mar faça uma viagem a La Paz (3360 m) seu organismo passará por adaptações
devido à exposição aguda à diferença de pressão. Com base no seu conhecimento sobre o controle neural e químico da
respiração, explique como esse controle responde a essa situação.
17- O ministério da Saúde adverte:
Fumar pode causar câncer de pulmão, bronquite crônica e enfisema pulmonar.
Os maços de cigarros fabricados no Brasil exibem advertências como essa. O enfisema é uma condição pulmonar
caracterizada pela destruição dos septos alveolares e aumento permanente e anormal dos espaços aéreos distais. Com
base nos seus conhecimentos de fisiologia respiratória:

a) Identifique e explique dois fatores que causam a diminuição da eficiência respiratória em pessoas portadoras de enfisema
pulmonar.

b) Escolha o gráfico espirométrico que representa a disfunção ventilatória causada pelo enfisema. Justifique.

A B C
18- A utilização e manipulação de materiais produzidos com amianto foram proibidas, pois esta substância á prejudicial à
saúde das pessoas que trabalham na produção de caixas de água, telhas e revestimentos. As fibras de amianto, por
serem finíssimas, quando inaladas penetram, por exemplo, nos pulmões, alojando-se nas estruturas responsáveis pelas
trocas gasosas. Com base nas informações acima, responda:

a) Em que estrutura dos pulmões se alojam nas fibras de amianto? Isso afeta a complacência pulmonar? Por que?

b) Neste caso, ocorre alteração nas trocas gasosas? Justifique.


19- Analise a situação problema e o diagrama abaixo:
Paciente com DPOC grave e inicialmente seus valores gasométricos encontram-se no ponto 1. Com o passar dos dias
esses valores se modificam para o ponto 2.

Responda as questões abaixo:

a) Qual a melhor descrição do equilíbrio do acidobásico do paciente A no ponto 1?

b) Explique os mecanismos envolvidos no deslocamento do ponto 1 para o ponto 2.


20- Durante um experimento foi realizado transecções em diferentes níveis do tronco cerebral de um animal anestesiado
(figura abaixo) e observaram-se as alterações respiratórias decorrentes dessas transecções.

a) Quais seriam as alterações respiratórias esperadas decorrentes das transecções nos níveis 1, 2 e 3?

b) Com base nas funções específicas de cada região do tronco encefálico no controle da respiração, explique porque
ocorreram as alterações respiratórias esperadas.
Objetivas – Tutoria

1- Muitos alpinistas sofrem um desconforto considerável, por isso a aclimatação é essencial e até mesmo os alpinistas mais
experientes podem ter problemas em função da altitude. A hiperventilação ao serem expostos ao ar rarefeito das grandes
altitudes é consequência de:
a) Uma reação imediata causada pela estimulação hipóxia dos quimiorreceptores periféricos.
b) Uma reação tardia com desvio da curva de dissociação de oxi-hemoglobina para direita devido ao aumento da produção
de 2,3 DPG.
c) Uma reação imediata devido ao esforço físico exigido para escalar a montanha.
d) Uma reação tardia dos rins que liberam H+ pela urina.
e) Uma reação imediata dos tampões plasmáticos.

2- Qual das seguintes condições produz uma diminuição da saturação de O 2 arterial sem diminuição da concentração
(tensão) de O2.
a) Anemia
b) Intoxicação por monóxido de carbono
c) Uma relação V/Q baixa
d) Hipoventilação
e) Shunt anatômico

3- Um atleta de 18 anos de idade sofreu uma lesão na costela depois de ser atingido por um outro jogador no lado direito de
seu tórax. Ao ser atendido pelo médico da equipe ele reclamou de dor no lado direito do peito e dificuldade para respirar.
Após exames foi constatado fratura de costela e pneumotórax (ar na cavidade pleural). Sobre esse caso é correto afirmar
EXCETO:
a) A dificuldade de respirar do atleta foi causada pela dor e pela atelectasia pós trauma.
b) O pneumotórax causou uma alteração na relação ventilação/perfusão (V/Q) do pulmão direito do atleta.
c) O pneumotórax causou uma diminuição da pressão intrapleural devido à presença de ar na cavidade pleural.
d) O pneumotórax causou uma redução dos volumes pulmonares.
e) O pneumotórax causou uma redução da capacidade de difusão, da complacência pulmonar e da pressão alveolar de
oxigênio (PaO2) do atleta.

1
4- Em uma crise aguda de asma, João apresentou uma redução de no raio de suas vias aéreas. De acordo com a lei de
2
Poiseuille para cálculo da resistência em quanto aumentará a resistência das vias aéreas de João?
a) 64
b) 32
c) 16
d) 8
e) 4

1
5- Em uma crise aguda de Asma, João apresentou uma redução de no raio de suas vias aéreas. De acordo com a lei de
3
Poiseuille para cálculo da resistência em quanto aumentará a resistência das vias aéreas de João?
a) 3
b) 9
c) 27
d) 81
e) 243

6- Luiz é portador de pneumopatia crônica e é submetido a uma cirurgia de emergência. No pós-


operatório os valores da PCO2, PO2, HCO3- e pH são 50 mmHg, 50 mmHg, 30 mE/l e 7,35
VALORES NORMAIS:
respectivamente. Qual é o estado acidobásico de Luiz? PCO2 – 35 a 45 mmHg
a) Acidose respiratória não compensada PO2 – 70 a 90 mmHg
b) Acidose respiratória compensada
HCO- - 22 a 26 Me/L
c) Alcalose respiratória não compensada
d) Alcalose respiratória parcialmente compensada pH – 7,35 a 7,45
e) Normal

7- Luiz é portador de pneumopatia crônica e é submetido a uma cirurgia de emergência. No pós-operatório os valores da
PCO2, PO2, HCO3- e pH são 50 mmHg, 50 mmHg, 24 mE/l e 7,2 respectivamente. Qual é o estado acidobásico de Luiz?
a) Acidose respiratória não compensada
b) Acidose respiratória compensada
c) Alcalose respiratória não compensada
d) Alcalose respiratória parcialmente compensada
e) Normal
8- Analise as duas afirmativas e verifique se há relação entre elas.

Clinicamente, a PO2 arterial de um indivíduo saudável ao nível do mar é aproximadamente 5 a 10% menor do que a PO2
alveolar de 100 mmHg.
PORQUE
Existem dois fatores que são responsáveis por essa diferença: o espaço morto anatômico e a pressão do vapor d’água ao
nível do mar.

Conclui-se sobre essas afirmativas:


a) As duas são falsas.
b) A primeira é falsa e a segunda verdadeira.
c) A primeira é verdadeira e a segunda falsa.
d) As duas são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.
e) As duas são verdadeiras e não mantém relação entre si.

9- A respeito do fluxo aéreo no pulmão:


a) É mais provável que o fluxo seja turbulento nas vias aéreas de menor calibre do que na traqueia.
b) Quanto mais baixa a viscosidade, menor a probabilidade de turbulência.
c) No fluxo laminar, dividir o raio das vias aéreas pela metade aumenta a sua resistência em 8 vezes.
d) Para que a inspiração ocorra a pressão da boca tem que ser inferior à alveolar.
e) O fluxo turbulento ocorre principalmente na cavidade nasal, traqueia e brônquios principais, favorecendo a sedimentação
de partículas pelo sistema mucociliar.

10- Muitas vezes, pessoas com hipoxemia grave exibem um padrão característico marcados por períodos de apneia de 10 a
20 segundos separados por períodos aproximadamente iguais de hiperventilação, quando o volume corrente aumenta e
diminui de maneira gradual. Estamos falando, mais provavelmente, da respiração de:
a) Biot
b) Kussmaul
c) Cheyne-Stokes
d) Todas as anteriores
e) Nenhuma das anteriores

11- Caracteriza-se como um padrão respiratório profundo por um pequeno intervalo de tempo seguido por uma respiração
fraca ou ausente, durante um intervalo, sendo que este ciclo se repete continuamente. Estamos falando, mais
provavelmente, da respiração de:
a) Biot
b) Kussmaul
c) Cheyne-Stokes
d) Todas as anteriores
e) Nenhuma das anteriores

12- O estímulo mais importante no controle do nível de ventilação em repouso é:


a) PO2 nos quimiorreceptores periféricos
b) PCO2 nos quimiorreceptores periféricos
c) pH nos quimiorreceptores periféricos
d) pH no LCR nos quimiorreceptores centrais
e) PO2 nos quimiorreceptores centrais.

13- Avalie a sequência de eventos: inspiração  ativação de receptores de estiramento  aferências vagais que vão atuar
no GRD  estimulação do centro pneumotáxico pontinho  interrupção da inspiração.
Estamos nos referindo ao reflexo de:
a) Reflexo paradoxal de Heat
b) Reflexo de desinsuflação dos pulmões
c) Reflexo de Hering-Breuer
d) Todas as anteriores
e) Nenhuma das anteriores

14- Analise as duas afirmativas e verifique se há relação entre elas.

Estímulos irritantes inalados ou fatores mecânicos causam broncoconstrição reflexa, tosse, espirro, taquipneia e fechamento
da glote

PORQUE

Os receptores irritantes, de adaptação rápida no epitélio das grandes vias aéreas condutoras apresentam fibras nervosas
sensitivas vagais.
Conclui-se sobre essas afirmativas:
a) As duas são falsas.
b) A primeira é falsa e a segunda verdadeira.
c) A primeira é verdadeira e a segunda falsa.
d) As duas são verdadeiras e a segunda justifica a primeira.
e) As duas são verdadeiras e não mantém relação entre si.

15- Em relação à área quimiossensitiva do centro respiratório assinale a alternativa mais provável:
a) É diretamente sensível à pressão parcial de O2.
b) É diretamente sensível à concentração de íons hidrogênio.
c) É diretamente sensível à concentração de CO2 presente no sangue.
d) É diretamente sensível à concentração de bicarbonato presente no sangue.
e) Nenhuma das anteriores

16- Joana nasceu de parto normal com 40 semanas (a termo entre 37 e 41 semanas), e para a alegria de sua mão, assim
que veio ao mundo chorou forte e alto, abrindo os pulmões para o mundo. Com base neste problema assinale a
alternativa correta:
a) Joana chorou forte por deficiência na produção de surfactante comum em bebês a termo ao nascer.
b) Ao nascer, Joana já possui todos os alvéolos formados em seu pequeno pulmão que só aumentarão de tamanho até a
vida adulta.
c) A primeira respiração de Joana ocorre segundos após o parto devido à leve asfixia (hipoxemia, hipercapnia e acidose) e
estímulos sensoriais tácteis e ambientais.
d) O choro alto e forte de Joana foi estimulado pela alta PO2 sanguínea.
e) O choro alto e forte foi provocado pelo reflexo de desinsuflação dos pulmões.

17- Uma mulher apresenta uma frequência respiratória de 18, um volume corrente de 350 ml e um espaço morto de 100 ml.
Qual é a sua ventilação alveolar?
a) 4,0 l
b) 4,5 l
c) 5,0 l
d) 5,5 l
e) 6,0 l

Kilimanjaro, a montanha mais alta da África, tem sido um desafio para alpinistas e aventureiros desde que foi conquistada
pelos europeus no final do século XIX. Estatísticas mostram que apenas 30% dos alpinistas conseguem chegar ao cume Uhuru.
Aclimatação é essencial e até mesmo os alpinistas mais experientes podem ter problemas em função da altitude. Muitos alpinistas
sofrem um desconforto considerável, geralmente hiperventilação, hipotermia e dores de cabeça.
Com base nestas informações, responda as questões 18 e 19.

18- A hiperventilação dos alpinistas ao serem expostos ao ar rarefeito das grandes altitudes é consequência de:
a) Uma reação tardia com desvio da curva de dissociação de oxihemoglobina para direita devido ao aumento da produção
de 2,3 DPG.
b) Uma reação imediata causada pela estimulação hipóxia dos quimiorreceptores periféricos.
c) Uma reação imediata devido ao esforço físico exigido para escalar a montanha.
d) Uma reação tardia dos rins que liberam H+ pela urina.
e) Uma reação imediata dos tampões plasmáticos.

19- No alpinista aclimatado a altitudes elevadas, a liberação de oxigênio aos tecidos pode ser adequada em repouso por
causa:
a) De um aumento da concentração de hemoglobina.
b) Da presença de uma acidose.
c) Da diminuição de um PO2 arterial normal.
d) Da presença de uma PCO2 arterial inferior à normal.
e) Do aumento do padrão ventilatório.

20- Em relação ao centro pneumotáxico:


a) Transmite sinais à área inspiratória.
b) Inibe os neurônios responsáveis pela rampa inspiratória.
c) Limita a duração da inspiração.
d) Todas as anteriores.
e) Nenhuma das anteriores.

21- Numa pessoa normal em bipedestação, todos os itens a seguir contribuem significativamente para a existência do
gradiente alvéolo-arterial (A-a) do O2, EXCETO:
a) Variação da relação V/Q através dos pulmões.
b) Uma pequena derivação absoluta direita-esquerda.
c) A não linearidade da curva de dissociação da oxihemoglobina.
d) O desequilíbrio da PO2 capilar pulmonar terminal e da PO2 alveolar.
e) O fluxo sanguíneo da circulação brônquica.

22- O surfactante é descrito acuradamente por todas as afirmativas seguintes, EXCETO:


a) Ele é uma lipoproteína que contém dipalmitoil lecitina.
b) Ele é responsável pela histerese demonstrada na curva pressão-volume característica do pulmão humano.
c) Ele reduz a tensão superficial dos alvéolos.
d) Ele é produzido nas células tipo II.
e) Ele está presente em grandes quantidades na membrana hialina.

23- Um espirômetro pode ser utilizado para mensurar diretamente:


a) A capacidade residual funcional.
b) A capacidade inspiratória.
c) O volume residual.
d) A capacidade pulmonar total.
e) Nenhuma das anteriores.

24- Para o sangue de cada condição descrita abaixo, escolha a curva de dissociação da oxihemoglobina com a qual ele mais
provavelmente está associado. N representa a curva normal.

( ) sangue fetal

( ) sangue armazenado por três semanas

( ) sangue anêmico

( ) sangue exposto ao monóxido de carbono

Assinale a sequência correta:


a) A, A, D, C
b) B, A, C, E
c) D, D, A, C
d) A, D, C, D
e) C, A, C, D

25- Uma cianose respiratória que acarreta uma concentração de íon hidrogênio no sangue arterial de 40 mEq/l (pH = 7,4)
para 50 mEq/l (pH = 7,3) deve:
a) Estimular os quimiorreceptores periféricos.
b) Diminuir a quantidade amônia excretada na urina.
c) Inibir os quimiorreceptores centrais.
d) Aumentar o pH urinário.
e) Diminuir a concentração de HCO3- do sangue arterial.

26- Para cada condição apresentada a seguir, escolha o ponto do gráfico com o qual ela está mais provavelmente associada.

( ) Acidose metabólica

( ) Acidose respiratória

( ) Ascenção em altitude elevada

Assinale a sequência correta:


a) B, A, D
b) A, D, E
c) D, A, C
d) A, D, C
e) C, E, A

27- Qual dos itens seguintes mais provavelmente causa a PCO2 arterial elevada?
a) Aumento da atividade metabólica
b) Aumento do espaço morto alveolar (ventilação sem perfusão)
c) Depressão dos centros respiratórios medulares
d) Bloqueio capilar alveolar
e) Aumento da ventilação alveolar

28- Durante a expiração forçada, os músculos que se contraem ativamente incluem:


a) Os esternocleidomastóideos
b) O diafragma
c) Os músculos abdominais
d) Os intercostais externos
e) Os escalenos

29- Observe a figura abaixo:

( ) embolia pulmonar

( ) efeito shunt

( ) shunt anatômico

( ) DPOC hiperinsuflado

Assinale a sequência correta:


a) B, F, C, E
b) A, D, E, B
c) F, A, C, E
d) A, E, F, B
e) C, E, A, F

30- Um paciente portador de diabete melito foi internado e apresenta valores de PO2, PCO2 arterial e HCO3- de 70,50 mmHg
e 50 mEq/l respectivamente, e pH DE 7,32. Qual é a melhor descrição do estado acidobásico?
a) Acidose respiratória compensada
b) Acidose metabólica compensada
c) Alcalose respiratória compensada
d) Acidose metabólica descompensada
e) Alcalose metabólica descompensada

31- A espirometria é um teste que auxilia na prevenção e permite o diagnóstico e a


quantificação dos distúrbios ventilatórios. A espirometria deve ser parte integrante da
avaliação de pacientes com sintomas respiratórios ou doença respiratória conhecida.
Observe os gráficos V/T e as afirmações abaixo.
I- Os gráficos 1 e 3 representam espirometrias normais pois as relações VEF 1-
/CVF de ambos são > 80%.
II- O gráfico 2 representa um distúrbio obstrutivo, pois tanto o VEF 1 como a
alteração VEF1/CVF estão diminuídas.
III- O gráfico 3 representa um distúrbio misto pois todos os parâmetros estão
diminuídos.
IV- O FEF 25-75% valia obstrução em vias aéreas de grande calibre.

As informações corretas são:


a) I, II e III
b) I, III e IV
c) Apenas II
d) Apenas IV
e) Todas as alternativas

Gabarito – Objetivas - Tutoria

1- Não é A 10- C 19- Não é C 28- C


2- B 11- Não é A (B) 20- D 29- Não é B
3- C 12- D 21- Não é C 30- A
4- C 13- C 22- E 31- C
5- D 14- D 23- Não é A (E)
6- B 15- B 24- Não é E (D)
7- B 16- C 25 - A
8- D 17- B 26 - B
9- E 18- B 27- Não é A

Похожие интересы