Вы находитесь на странице: 1из 17

GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

GLOSSÁRIO

Sobre o livro ................................................................... 3

Guia: Carteira de trabalho sem erros! ................... 4

Cuidado com a Carteira de Trabalho ................... 5

Admissão de novo funcionário ............................... 6

Contribuição Sindical .................................................. 8

Férias ................................................................................ 9

Aumento de salário ........................................................ 10

Desligamento .................................................................. 11

Errei na anotação! E agora? ...................................... 12

E se a Carteira de Trabalho não tiver mais espaço? 14

Pegou a Carteira? Devolva em até 48 horas ..... 15

Conclusão ....................................................................... 16
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

SOBRE O LIVRO

O eBook “Carteira de Trabalho sem erros!” é um


guia que explica tudo que você precisa saber sobre
a Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).
Com ele você vai saber todas as regras e aprender
de forma prática a fazer as anotações necessárias de
admissão, férias, salário, contribuição sindical e de
desligamento de funcionários.

Todas essas informações estarão nas suas mãos, para


usar quando precisar! Esperamos que o guia seja útil
para você tirar suas dúvidas e fazer tudo sem erros.
Assim, evitamos problemas tanto para a empresa
como para os funcionários!

“Guia: Carteira de Trabalho sem erros!” de Xerpa está


licenciado com uma Licença Creative Commons -
Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional.
Por favor sempre compartilhe este
livro a partir de seu link original.

3
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Guia: Carteira de Trabalho sem erros!

Tudo o que o seu departamento pessoal


precisa saber para preencher, anotar
e atualizar a carteira de trabalho dos
funcionários sem errar!
A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS),
conhecida mais popularmente como Carteira de Trabalho,
é onde o trabalhador tem o registro de todos os empregos
por onde passou e de outros detalhes como aumentos de
salário, férias, contribuição sindical, entre outros. Ela serve
como comprovante de toda a experiência que o trabalhador
teve.
O preenchimento é obrigatório sempre que há alguma
mudança relacionada aos dados que são registrados em
carteira. Por isso, é importante que todo profissional de
Departamento Pessoal saiba como fazer o preenchimento
correto. Com esse livro você tem um guia completo para
tudo que envolve a Carteira de Trabalho!

4
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Cuidado com a Carteira de Trabalho!


Este documento é muito importante. Já que você
vai sempre lidar com o original e nunca com a cópia,
é preciso cuidado extra, pois perder a carteira ou
inutilizá-la gera multa para a empresa. Danos podem
gerar também passivo trabalhista e processo por
danos morais, onde o valor a ser pago pode ser
absurdamente alto.

Sempre mantenha a carteira de trabalho longe de


comida, café e do alcance de crianças. Ela tem que
chegar inteira e ir embora no mesmo estado em que
chegou. Uma única página arrancada já é suficiente
para gerar multa.

Prefira caneta esferográfica simples, pois o excesso


de tinta pode causar borrões e até atravessar
páginas. Preferimos usar sempre caneta azul para
que o escrito se destaque da impressão da página,
facilitando a leitura.

Anote todos os eventos da maneira correta


A CTPS é um documento oficial do trabalhador com todas as informações importantes para garantir seus direitos
trabalhistas. Por isso, é muito importante fazer as anotações com bastante atenção. A seguir, aprenda a anotar cada um
dos eventos da forma correta para evitar erros e problemas para o funcionário!

5
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Admissão de novo funcionário


Quando um novo funcionário é contratado por uma empresa, ela precisa formalizar ao colocar todas as informações na
sua carteira de trabalho. Para isso, é preciso preencher os dados na página de Contrato de Trabalho, sem erros.

Primeiro, preencha os detalhes do Contrato de Trabalho:

• Empregador: Escreva aqui o nome do empregador ou da • C.B.O.: Escreva o código numérico da Classificação
empresa que está contratando o novo funcionário Brasileira de Ocupações para o cargo do novo funcionário.
Ele pode ser encontrado aqui: http://www.mtecbo.gov.br/
• CGC/NF: Preencha com o CNPJ da empresa. O profissional
cbosite/pages/home.jsf. Nem sempre você vai encontrar
autônomo, empregador doméstico ou de construções civis
todos os cargos na lista. Por isso, verifique vagas similares e
deve informar o CEI (Cadastro Específico do INSS). Caso ele
leia a descrição dos cargos para encaixar no cargo correto.
esteja sendo registrado através de uma filial, tome cuidado
para preencher os dados corretamente. • Data Admissão: Preencha com a data em que o novo
funcionário foi contratado
• Rua: Coloque o nome da rua, avenida ou estrada da empresa
• Registro: Caso exista, complete com o número de registro
• Nº: Complete o endereço com o número de onde a empresa
interno da empresa para o novo funcionário
está
• Fis/Ficha: Se o funcionário for registrado no Livro de
• Município: Escreva o nome do município de onde a empresa
Registro de Empregados, anote aqui o número da página do
está
registro. Também existe a opção de usar Fichas de Registro,
• Est.: Complete com o nome do estado e para isso é só colocar as informações da pasta e arquivo
de onde elas se encontram
• Esp. do estabelecimento: Preencha com o tipo de negócio
da empresa • Remuneração especificada: Determine o salário do novo
funcionário, em numeral e em seguida por extenso
• Cargo: Determine o cargo que o novo funcionário terá na
empresa

6
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Quando todas as informações da página anterior estiverem


preenchidas, assine e carimbe no local indicado.

Caso ele entre com contrato de experiência, nas páginas de


Anotações Gerais coloque as informações sobre prazos do
contrato. Ou seja, quando ele vai começar, qual a sua duração,
prorrogação e tudo o que for relevante para o funcionário
neste período. Lembre-se de assinar e carimbar.

Também recomendamos que seja anotado o FGTS do


funcionário, com o banco e número da sua conta como
referência, na página de anotações do FGTS.

Verifique se o funcionário já pagou a Contribuição Sindical


do ano. Se isso não tiver acontecido, desconte um dia de
trabalho do funcionário no primeiro mês inteiro que ele
trabalhar e faça a anotação na sua carteira de trabalho - ou
seja, geralmente só vai ser descontado no segundo mês de
trabalho. Depois que todos esses passos forem feitos, o novo
empregado estará formalmente contratado.

7
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Contribuição Sindical
Todos os anos os funcionários são obrigados a pagar o equivalente a um dia de seu
salário para a contribuição sindical. Ao contrário da contribuição associativa ou
assistencial, que é opcional, a Contribuição Sindical é descontada obrigatoriamente
sempre no mês de março. O dinheiro é destinado a ajudar o Sindicato em sua busca de
melhores condições de trabalho e de oferecer serviços úteis ao trabalhador. Parte dele é
também revertida em impostos para a União e para o Ministério do Trabalho.

A empresa precisa formalizar o pagamento preenchendo os campos específicos sobre ela


nas páginas de Contribuição Sindical da Carteira de Trabalho. Essa ação pode ser feita no
mês em que é feito o desconto, ou até mesmo quando o trabalhador sair de férias.

Faça assim:

1. Abra a carteira na página de Contribuição Sindical

2. Contribuição de R$: Escreva o valor do pagamento à Caso não haja espaço nesta página, você também
Contribuição Sindical do funcionário (equivalente a um dia de pode fazer o registro na área de Anotações
trabalho) Gerais. Basta escrever as informações acima da
3. A favor de: Coloque o nome do Sindicato que receberá o
mesma maneira e também incluir os nomes das
pagamento informações.

4. Ano: Escreva o ano em que o pagamento foi feito Não é necessário preencher outras informações
como a contribuição assistencial e outros
5. Assinatura do empregador: A empresa deve bater um carimbo descontos de sindicato. Somente a contribuição
com o próprio nome, e o empregador assina em cima
sindical deve ser registrada em carteira.

8
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Férias
O momento ideal de fazer a anotação de férias na Carteira de Trabalho é depois que as
férias já acabaram. Assim, você tem certeza que o período não será remarcado.

Com a Carteira de Trabalho em mãos, abra na página de Anotações de Férias e escreva de


acordo com os campos disponíveis:

• Gozou férias relativas ao período de: escreva aqui o Período


Aquisitivo. Você pode simplesmente escrever o período em
anos - por exemplo, 2015/2016. Pronto! Suas férias estão anotadas corretamente.
Se não tiver mais espaço na área de férias para
• Depois, escreva o período de férias que o funcionário fazer a anotação, você pode usar o espaço das
descansou: De 22/03/2016 até 21/04/2016. Anotações Gerais.
• Por último, assine e bata o carimbo da empresa.

Caso haja adiantamento de férias ou férias coletivas antes


da pessoa completar 1 ano de empresa, escreva o período
aquisitivo normalmente mesmo que a pessoa não tenha
chegado ao fim dele. Não tem problema anotar férias sem ter
chegado ainda no período concessivo.

As férias são um bom momento para fazer uma atualização


completa em todos os dados da Carteira de Trabalho.
Aproveite que já vai pegar a CTPS e anote as últimas
mudanças de salário, contribuição sindical, entre outros.

9
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Aumento de Salário

Existem páginas especiais na CTPS para que as alterações


de salário sejam anotadas. Nelas você encontra os
seguintes campos que precisam ser preenchidos:

• Aumentado em: coloque a data em que o salário foi


aumentado.

• Para R$: coloque novo salário do funcionário.

• Na função de: escreva o novo cargo/função do funcionário. Se


não existir mudança, coloque “a mesma”.

• CBO: é o código da profissão segundo a Classificação Brasileira


de Ocupações. Se a função não for alterada, ele deverá ser o
mesmo da página de contratação. Caso contrário, ele pode ser
encontrado aqui.

• Motivo de: escreva o motivo para o aumento de salário, como


correção, mudança de função, merecimento, dissídio, etc.

Depois que tudo estiver preenchido, é só assinar e


carimbar. Pronto, agora o salário estará atualizado!

10
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Desligamento

Se um funcionário foi demitido ou pediu demissão, você fará anotações na página do Contrato de
Trabalho na Carteira de Trabalho. Logo abaixo das informações de quando o funcionário foi admitido
na empresa, preencha o campo Data saída com a data projetada do final do aviso prévio - o que dá
30 dias. Adicione mais três dias por ano em que o funcionário trabalhou na empresa caso ele tenha
sido demitido sem justa causa.

Com os dados preenchidos, a empresa deve assinar e carimbar no campo Ass. do empregador ou a
rogo c/ test.

Se a pessoa parou de trabalhar exatamente no mesmo dia em que essa data cai, essa é a única
anotação a ser feita. Já se a data ficar diferente - porque teve a projeção dos 3 dias extras por ano
ou alguma outra exceção, abra a página de Anotações Gerais e escreva:

“Funcionário desligado com aviso indenizado,


último dia efetivamente trabalhado em (anote aqui
a data do último dia que o empregado trabalhou de
fato), com projeção para (anote aqui o último dia da
projeção do aviso do empregado) de acordo com
IN 15 de 14/07/2010”.

Assine e carimbe logo abaixo. Pronto! Sua anotação foi feita com sucesso.

11
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Errei na anotação! E agora?

Como a CTPS é um documento oficial, qualquer


anotação deve sempre ser feita com muita atenção. Mas
é claro que acidentes acontecem! Pode ser que algum
número saia errado ou alguma informação seja colocada
no campo errado. Como consertar da maneira correta?
Primeiro, saiba o que você não deve fazer:

1. Não risque a informação: a CTPS não pode conter rasuras.

2. Não use corretivos, “branquinho” ou borracha de caneta: isso


danifica a página e também conta como uma rasura.

3. Não grampeie papel com a correção: essa prática é comum


mas não é permitida, pois só anotações feitas nas páginas da
CTPS são consideradas oficialmente válidas. Muitos órgãos do
governo não aceitam informações corrigidas desta maneira,
fora que um papel solto e grampeado é muito fácil de ser
perdido.

4. Não cole etiqueta sobre o erro: tampar uma informação com


outra pode ser entendido como fraude na informação.

12
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Para corrigir o erro, você deve fazer uma ressalva.


Para dar um exemplo, vamos supor que uma
anotação de valor de salário foi feita errada:

1. Abra a CTPS na parte de Anotações Gerais e veja qual é o


número de página que tem espaço para escrever. Considere:

2. Anote o número da página em algum lugar para lembrar dele. • [Y] a página onde houve o erro

3. Vá para a página do erro e coloque um asterisco * sobre a • [nome do campo que contém o erro]
informação errada. aqui escreva qual informação está sendo
corrigida, como por exemplo Valor de
4. Escreva perto do asterisco: “vide página [X]” - troque [X] pela
Salário, Data de Saída, Nome da Empresa ou
página das Anotações Gerais que tem espaço para escrever
seja qual for o lugar em que o erro ocorreu.
• Exemplo: sobre o valor de salário escrito errado, escreva um Pode escrever exatamente com o mesmo
asterisco e a frase “vide página 45” que é a página em que nome que a informação tem na CTPS
vamos colocar a correção
• [informação correta] aqui escreva qual é a
5. Anote o número desta página onde ocorreu o erro para informação correta
lembrar dela.
• Ou seja, nosso exemplo ficaria algo como:
6. Vá até a página das Anotações Gerais e escreva o que será
“Lê-se corretamente na página 23 no termo
corrigido, assim:
salário a informação R$3000”
“Lê-se corretamente na página [Y] no termo [nome do campo que
contém o erro] a informação [informação correta]” Pronto! A correção está feita e vale oficialmente.

13
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

E se a Carteira de Trabalho não tiver mais espaço?

Caso a carteira esteja sem nenhum espaço disponível nas


Anotações de Férias ou Anotações Gerais, será necessário pedir
que o funcionário tire uma Carteira de Trabalho de Continuação.
Ele pode agendar pelo telefone ao ligar em 158 ou no site do
Ministério do Trabalho em http://saaweb.mte.gov.br

Quando você receber a nova carteira, faça a anotação do dado na


carteira nova normalmente.

Atualize a carteira pelo menos uma vez por ano


Para evitar o acúmulo de informações e um trabalho maior caso
haja rescisão, o ideal é manter a carteira sempre atualizada.

Como o artigo 135 da CLT obriga o trabalhador a trazer a


carteira de trabalho para fazer registro de suas férias, essa é a
oportunidade perfeita para atualizar na carteira de trabalho todos
os eventos que ocorreram durante o ano.

14
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Pegou a Carteira? Devolva em até 48 horas

Quando você receber uma Carteira de Trabalho, saiba: você


precisa devolvê-la para o dono em até 48 horas. O prazo é
fixado pelo artigo 53 da CLT e não pode ser ultrapassado.

Se isso acontecer, além de gerar uma multa, também pode


gerar um passivo trabalhista: o funcionário pode alegar que
você levou mais de 48 horas, ou perder a carteira e colocar
a culpa em você. Ele pode processar a empresa por danos
morais neste caso e o valor também pode ser bem alto.

Recomendamos que você crie duas declarações simples:


uma que explique sobre a entrega da carteira à empresa,
e a segunda sobre a devolução da carteira ao funcionário.
Peça que ele assine a primeira ao entregar a carteira a você
e a segunda quando você devolvê-la. Assim, você tem um
comprovante de que a lei foi cumprida.

Quando você receber a nova carteira, faça a anotação do


dado na carteira nova normalmente.

15
GUIA: CARTEIRA DE TRABALHO SEM ERROS!

Conclusão

A Carteira de Trabalho é o documento mais


importante do trabalhador. Por isso dedicamos um
eBook inteiro só pra ela!

Seguindo esse Guia, as chances de erros nas


anotações da Carteira diminuem muito. O principal é
sempre se preocupar em mantê-la atualizada e com
as informações corretas. Dessa forma, você não terá
problemas futuros e também evitará complicações
para os seus funcionários!

16