Вы находитесь на странице: 1из 33

PALESTRA SEGURANÇA DE VOO

MODULO DE PREVENÇÃO
“SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA
SEGURANÇA OPERACIONAL”

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 1
FUNDAMENTO/LEGISLAÇÃO
• Lei nº 7.565, de 19 de dezembro de 1986, que dispõe sobre o Código Brasileiro
de Aeronáutica – CBA
• PSO-BR - Programa Brasileiro para a Segurança Operacional da Aviação Civil
• PSOE-ANAC – Programa de Segurança Operacional Específico da ANAC
• PSOE-COMAER - Programa de Segurança Operacional Específico do COMAER

A Organização de Aviação Civil Internacional – OACI, adotou emendas aos Anexos 6, 11


e 14 à Convenção sobre Aviação Civil Internacional –OACI, sob a justificativa de
harmonizar os requisitos de gerenciamento de segurança operacional.
O Estado brasileiro subscreve esta iniciativa almejando aumentar continuamente, a
segurança das operações da aviação civil por meio de um gerenciamento proativo e
com uso de técnicas preditivas, complementado por procedimentos focados em
técnicas reativas.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 2
O QUE É O PROGRAMA BRASILEIRO PARA A SEGURANÇA
OPERACIONAL DA AVIAÇÃO CIVIL (PSO-BR)?

• É o documento que apresenta o processo brasileiro para o


gerenciamento da segurança operacional da aviação civil,
incluindo os Programas de Segurança Operacional Específicos –
PSOE da Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC e do Comando
da Aeronáutica – COMAER, alinhados com os compromissos
assumidos pelo País em acordos internacionais.

• São conjunto de diretrizes consolidadas para as duas autoridades


envolvidas na segurança operacional da aviação civil para o
Estado brasileiro.

• PSO-BR (PSOE-ANAC + PSOE-COMAER) = Programa de


Segurança Operacional do Brasil ou SSP-Brasil

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 3
COMO O BRASIL ESTRUTUROU O PSO-BR?

 PSO-BR – Documento de alto nível, assinado em 08/01/2009 (Portaria conjunta nº


764/GC5, de 14/08/2009) .
• Autoridade de Aviação Civil – Diretor-Presidente da ANAC
• Autoridade Aeronáutica – Comandante da Aeronáutica
 PSOE-ANAC – Programa de Segurança Operacional Específico da ANAC, aprovado
em 11/05/2009: requisitos para si (órgão regulador) e para seus regulados ou
Provedores de Serviços de Aviação Civil (PSAC).
• Apresenta requisitos para orientar a:
- Atuação da ANAC, como órgão regulador; e
- Implantação e desenvolvimento do SGSO, por parte de seus entes regulados
• Objetivo:
- Estabelecer diretrizes e objetivos para o gerenciamento dos riscos à
segurança operacional na área de atuação da ANAC.
 PSOE-COMAER - Programa de Segurança Operacional Específico do COMAER,
aprovado em 8/06/2010: requisitos para si (órgão regulador) e para os Provedores
de Serviços de Navegação Aérea.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 4
COMO O BRASIL ESTRUTUROU O PSO-BR?
Siglas
PSO - BR
SSO – Superintendência de
Segurança Operacional
SAR – Superintendência de
Aeronavegabilidade
SIA – Superintendência
Infraestrutura
PSOE-ANAC PSOE-COMAER
Aeroportuária.

ASOCEA CENIPA OPS – Operações de


SSO SAR SIA DECEA
Aeronaves

Anexos 1, 6, 8 e 14 Anexos 1 & 11 Anexo 13 AIR - Aeronavegabilidade


AGA – Aeródromos, Rotas

S
OPS/PEL S ANS/PEL
Aéreas e Facilidades em

G G solo
S AIR S ANS – Serviço de
O O AIG Navegação Aérea
AGA
AIG - Investigação e
Prevenção de Acidentes

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional PEL – Licença Pessoal


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 5
O QUE SÃO OSPROVEDORES DE SERVIÇOS
DA AVIAÇÃO CIVIL – PSAC ?
• Organizações de treinamento homologadas, que estão expostas a
riscos de segurança operacional enquanto prestam seus serviços
• Operadores de aeronaves
• Organizações de manutenção homologadas
• Organizações responsáveis pelo projeto e/ou
fabricação de aeronaves
• Aeródromos (certificados)
• Outros PSAC com requisito em regulamento
próprio da ANAC

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 6
SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA
OPERACIONAL
• O que é o SGSO?
– É um conjunto de ferramentas gerenciais e métodos organizados para apoiar as
decisões a serem tomadas por um provedor de serviço da aviação civil em
relação ao risco de suas atividades diárias.

• O que o SGSO não é?


– Auto regulação ou desregulação.
– Responsabilidade ou compromisso de um só departamento.
– Substituto ao programa de vigilância operacional do Estado.
– Fardo sem objetivo.
– Simples conjunto de requisitos a serem cumpridos

• Qual o foco do SGSO?


– O foco do SGSO está na melhoria contínua da segurança operacional. Entende-se por
segurança operacional o estado no qual o risco de lesões às pessoas ou danos aos bens
é reduzido ou mantido em um nível aceitável, ou abaixo do mesmo, por meio de um
processo contínuo de identificação de perigos e gerenciamento dos riscos.

Sistema de Gerenciamento de Segurança


Operacional
PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / 7
SGSO / MGSO
SGSO – REQUISITOS DO PSOE - ANAC

 Os Detentores de Certificado devem implantar, desenvolver,


manter e adotar melhoria contínua de um SGSO que, no mínimo,
atenda ao estabelecido na alínea (iii) do art.17 do PSOE-ANAC.

 São nove requisitos agrupados em quatro componentes principais:

• Política e objetivos da segurança operacional (1 a 3; 7 e 9)


• Gerenciamento da segurança operacional (4 e 5)
• Garantia da segurança operacional (6)
• Promoção da segurança operacional (8)

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 8
QUAIS SÃO OS PAPÉIS E
RESPONSABILIDADES DENTRO DO SGSO?
• A alta direção, representada pelo seu executivo líder, é responsável e
presta contas em relação ao estabelecimento do SGSO e à alocação dos
recursos necessários ao suporte e manutenção de um SGSO efetivo.

• O nível gerencial é responsável pela implantação, manutenção e adesão


ao SGSO em suas áreas.

• Todos os empregados são responsáveis pela identificação


e reportes de perigos, além de participarem com
contribuições para a melhoria da segurança operacional.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 9
QUAIS SÃO OS PROCESSOS-CHAVE DE UM SGSO?

• Identificação de perigos: conjunto de atividades voltadas para


identificação de perigos relacionados com sua organização.

• Reporte de Eventos de Segurança Operacional (ESO): processo de


aquisição de dados e informações relacionados à segurança operacional.

• Gerenciamento de riscos: processo padronizado para avaliação e


definição de medidas de controle de riscos.

• Medição de desempenho: ferramentas gerenciais definidas para avaliar


se os objetivos de segurança operacional da organização estão sendo
atingidos.

• Garantia da qualidades: conjunto de atividades voltadas para


padronização da prestação do serviço conforme critérios de desempenho.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 10
COMO ATUA O SGSO NO AEROCLUBE?

• Identificando as situações de perigo que poderão gerar,


contribuir para ou agravar os acidentes que podem ocorrer no
aeroporto;

• Avaliando os riscos de acidentes que podem ocorrer no


aeroporto;

• Implementando medidas mitigadoras de risco quando


forem identificados níveis de risco inaceitáveis.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 11
AS PRINCIPAIS FERRAMENTAS DO SGSO

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 12
PROCESSOS E SUAS CONSEQUÊNCIAS

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 13
CASUALIDADE OU ACIDENTE ORGANIZACIONAL?

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 14
O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS
Acidente: Toda ocorrência
relacionada com a operação
de uma aeronave, havida
entre o período em que uma
pessoa nela embarca com a
intenção de realizar um voo,
até o momento em que todas
as pessoas tenham dela
desembarcado.

Incidente Grave: Toda


ocorrência, inclusive de
tráfego aéreo, associada à
operação de uma aeronave,
havendo intenção de voo, que
Incidente: Incidente ocorrido sob circunstâncias não chegue a se caracterizar
em que um acidente quase ocorreu. A diferença como um acidente, mas que
entre o incidente grave e o acidente está apenas nas afete ou possa afetar a
consequências. segurança da operação.
Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional
PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 15
PREMISSAS
Se...

 eliminar todos acidentes e


incidentes graves é impossível

 falhas continuarão a ocorrer,


mesmo com prevenção

 atividade humana ou sistema


feito pelo homem estão sujeitos
a riscos e erros

 riscos e erros são aceitáveis


quando sobre controle

Então, o que é segurança operacional?


Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional
PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 16
ENTÃO, O QUE É SEGURANÇA OPERACIONAL?
 Situação no qual o risco de lesões às pessoas ou danos às propriedades
(consequências) é reduzido e mantido em, ou abaixo de, um nível
aceitável, mediante um contínuo processo de identificação de perigos e
gerenciamento de riscos.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 17
IMPORTANCIA DO GERENCIAMENTO DA SEGURANÇA
• Os riscos em matéria de segurança são consequências das atividades relacionadas com a
entrega dos produtos e/ou prestação de serviços.

• Uma análise dos recursos e dos objetivos da organização permite uma distribuição
equilibrada e realista dos recursos disponíveis entre os objetivos de proteção e os
objetivos de produção, conforme as necessidades da organização.

• O produto/serviço fornecido por qualquer organização de aviação deve ser entregue com
segurança (isto é, protegendo os usuários e partes interessadas).

NÍVEIS GERENCIAIS

Recursos Recursos

Proteção Produção

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 18
MÉTODOS DE PREVENÇÃO

Método reativo Método preventivo Método preditivo

O método reativo O método preventivo O método preditivo


responde aos busca ativamente documenta o
acontecimentos identificar riscos desempenho
ocorridos, tais potenciais através espontâneo do
como incidentes da análise das pessoal e o
e os acidentes atividades da que realmente
organização ocorre nas
operações diárias

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 19
EXEMPLOS DE PERIGOS EXISTENTES
Detritos F.O.D (Foreing Object Damage)
Construções
Perigo da Fauna
Veículos no
pátio
Meteorología
Inspeções
de pista
Cruzamento
de pistas
Problemas
de segurança
Obstáculos aeroportuária

Tráfego Procedimentos
intenso não padronizados

Áreas em Restrições
acréscimo de ruído

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 20
COMO IDENTIFICAR OS PERIGOS ?
Reuniões Técnicas - CSO
Pesquisas ou
questionários.

Vistorias de
segurança
operacional RAC

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 21
RELATO DE AVIAÇÃO CIVIL - RAC
• Documento utilizado para transcrever um
reporte voluntário de uma situação
potencial de risco para a Segurança
Operacional, a análise dos fatos, bem
como as ações mitigadoras adotadas.

Quando preencher?
• Comportamentos que poderão causar ocorrências que
afetem a Segurança Operacional;
• Direção e ações perigosas de motoristas;
• Deficiente apoio de infraestrutura (sinalizações);
• Quase colisão entre equipamentos,veículos, aeronaves,
pessoas;
• Fumo, celular e bebida alcoólica em área proibida;
• EPI´s inadequados para sua atividade;
• Deficiências mecânicas dos veículos/equipamentos.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 22
Processo de Gestão da Segurança - Visão Sumária
Identificar
os perigos

Obter dados Avaliar


Reavaliar adicionais
as estratégias as
sobre os consequências
de controle perigos

Implantar Processo de Avaliar e


as estratégias gerenciamento priorizar
de controle os riscos
da segurança

Alocar as Aprovar as Desenvolver


respon- estratégias estratégias
de controle de eliminação/
sabilidades mitigação
Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional
PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 23
CONCEITOS CHAVES

• Perigo – Condição, objeto ou atividade que potencialmente


pode causar lesões às pessoas, danos a bens (equipamentos ou
estruturas), perda de pessoal ou redução da habilidade para
desempenhar uma função determinada.

• Consequência – resultado potencial de um perigo.

• Risco – A avaliação das consequências de um perigo, expresso


em termos de probabilidade e severidade, tomando como
referência a pior condição possível

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 24
GERENCIAMENTO DO RISCO

• O que é? Identificação, análise e eliminação, e/ou mitigação dos


riscos, que ameaçam as capacidades de uma organização, a um
nível aceitável.

• Qual é o objetivo? Orientar a alocação equilibrada dos


recursos, visando enfrentar todos os riscos, o controle e a
mitigação viável dos riscos.

• Por quê importante? Componente chave do SGSO e permite


uma abordagem para a alocação de recursos baseada em dados
e, portanto, defensável e fácil de explicar.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 25
PROBABILIDADE DO RISCO

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 26
SEVERIDADE DO RISCO

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 27
SEVERIDADE X PROBABILIDADE

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 28
GESTÃO DE RISCOS
Identificação do perigo

Identificação do risco

Severidade Probabilidade
Estimar índice do
risco

O risco é
Sim Tolerável? Não

O risco é Reduzir o risco para


aceitável. um nível aceitável

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 29
PROCESSO DE CONTROLE E MITIGAÇÃO
Identificação dos perigos Avaliação das Aceite da
Controle e mitigação
e suas consequências e defesas dentro mitigação do(s)
do(s) risco(s)
gerenciamento do risco do sistema risco(s)

P P P P
Região intolerável Considera todos os
riscos?
Cada É efetivo?
consequência É apropriado?
É necessária uma
Região tolerável
mitigação adicional
R R R R ou diferente?
A mitigação gera
Regição
aceitável riscos adicionais ?

Cada risco

Retroalimentação (Garantia da segurança)


Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional
PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 30
MANUAL DE GERENCIAMENTO DA
SEGURANCA OPERACIONAL - MGSO
• Todo provedor de serviços que integra o Sistema de
Aviação Civil deve possuir um MGSO, que estabelece
os requisitos mínimos de segurança operacional,
conforme previsto no SSP(PSOE-BR).
• O MGSO deve ser aprovado pela Anac. Nele constam
os deveres e responsabilidades de cada integrante do
corpo diretivo da organização. Assim como o
cronograma das ações de segurança para o ano
calendário.

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 31
AÇÕES DE SEGURANÇA DO MGSO

• Relatórios - Bimestrais e Semestrais


• Vistorias de Segurança Operacional
• Palestras de Promoção da Segurança Operacional
• Incentivo ao uso do RAC
• Prevenção contra o uso abusivo de álcool e drogas
• CRM – Corporate Resourse Management
• Perigo Aviário
• Incursão em Pista
• Recuperação de Atitudes Anormais

Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional


PSO-BR / PSOE-ANAC/ PSOE-COMAER / SGSO / MGSO
Por Lucas Carramenha 32
PALESTRA SEGURANÇA DE VOO
MODULO DE PREVENÇÃO
“SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA
SEGURANÇA OPERACIONAL”
Sistema de Gerenciamento de Segurança Operacional
Cargas Perigosas
Por Lucas Carramenha 33

Похожие интересы