Вы находитесь на странице: 1из 3

AEPCON Concursos Públicos

Sumário

Lei do
Lei do Direito
Direito Autoral
Autoral nº
nº 9.610,
9.610, de
de 19
19 de
de Fevereiro
Fevereiro de
de 1998:
1998: Proíbe
Proíbe aa reprodução
reprodução total
total ou
ou parcial
parcial desse
desse material
material ou
ou divulgação
divulgação com
com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
1
AEPCON Concursos Públicos

FORMAS CONSUMADA E TENTADA II


Tentativa Perfeita e Imperfeita
Na tentativa perfeita, o agente encerra todos os atos executórios, mas o resultado não ocorre. Na
imperfeita, ela é interrompida no começo ou no meio, ou seja, nem todos os atos executórios são
realizados.
Ex.: (A1, A2, A3 e A4 são os atos executórios)

Nesse caso, a tentativa imperfeita ocorreria com o ato que fosse interrompido entre o A4 e a
consumação. A tentativa imperfeita poderia localizar-se entre quaisquer outros atos executórios.
Tentativa Cruenta e Incruenta
A tentativa cruenta ou vermelha é quando o crime deixa lesões. São crimes nos quais há a produção
de lesão.
Na tentativa incruenta ou branca não há lesões. É aquela na qual a vítima não chega a ser
fisicamente atingida
Teorias da Forma Tentada
São duas: a objetiva e a subjetiva.
1) Objetiva - A responsabilidade penal por um crime na forma tentada justifica-se pelo perigo que
o bem jurídico protegido sofreu, pela proximidade de lesão que a conduta do criminoso gerou ao
bem jurídico protegido na norma penal. Essa teoria é a adotada pelo CP.
2) Subjetiva - A pessoa deve ser responsabilizada, no crime tentado, pela intenção, pelo o que ela
queria fazer.
Quantidade de Redução de Pena
De acordo com o art. 14 Parágrafo único - Salvo disposição em contrário, pune-se a tentativa com
a pena correspondente ao crime consumado, diminuída de um a dois terços.
Com isso, a pena, na tentativa, será diminuída de 1/3 a 2/3. Se a pena é de 12 anos e a diminuição
for a máxima, passará a ser 4 anos e, se for a mínima, 8 anos.
Se o agente ingressou na fase da execução, mas não conseguiu obter o resultado por circunstâncias
alheias à sua vontade, haverá a redução da pena de 1/3 a 2/3. A quantidade da redução depende
da maior ou menor proximidade da consumação.
ATENÇÃO! O juiz é livre para escolher a quantidade de redução que bem entender? Não. O
critério é: quanto mais distante for a aproximação à consumação do crime, maior será a
diminuição.
Infrações Penais Que Não Admitem a Forma Tentada
Quais as infrações penais que não admitem a forma tentada? São os crimes culposos (salvo a
denominada culpa por equiparação ou extensão), preterdolosos, de ação vinculada, omissivos
próprios, habituais, de atentado, unissubsistentes, bem como as contravenções penais.
1) Crimes Culposos - Em regra, não admitem tentativa, pois não existe uma vontade livre e
consciente dirigida à produção de um resultado. No crime culposo, o agente agirá por imprudência,
negligência ou imperícia, as quais são situações de inobservância de um dever de cuidado.
Exceção: Hipótese de culpa por equiparação. Quando uma pessoa age com culpa, essa culpa sendo
decorrente de um erro de tipo vencível (inescusável).
Ex.: Um pai que, de madrugada, escuta um barulho na sua residência e pensa que é um assaltante
e, com isso, atira contra o indivíduo. Contudo, esse indivíduo era o seu filho.

Lei do
Lei do Direito
Direito Autoral
Autoral nº
nº 9.610,
9.610, de
de 19
19 de
de Fevereiro
Fevereiro de
de 1998:
1998: Proíbe
Proíbe aa reprodução
reprodução total
total ou
ou parcial
parcial desse
desse material
material ou
ou divulgação
divulgação com
com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
2
AEPCON Concursos
Públicos

2) Preterdolosos - Quando o resultado é atribuído a título de culpa. Há dolo na conduta antecedente


e culpa no resultado.
Ex.: Lesão corporal que se torna morte.
3) Ação Vinculada - Situações em que o legislador condicionou a existência do crime ao resultado.
Ex.: Induzimento ao suicídio Art. 122 - Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou prestar-lhe
auxílio para que o faça:
Pena - reclusão, de dois a seis anos, se o suicídio se consuma; ou reclusão, de um a três anos, se
da tentativa de suicídio resulta lesão corporal de natureza grave.
Se não há lesão corporal grave ou morte, o crime não se configura.
4) Omissivos Próprios - Tudo se resume a um deixar de fazer. Desse modo, não é possível uma
tentativa.
5) Contravenções Penais - Não possuem forma tentada por expressa previsão legal.
Art. 4º Não é punível a tentativa de contravenção, LCP.
6) Crimes Habituais - Nesses, sem reiteração, não há crime. Por exemplo, manutenção de casa de
prostituição.
7) Crimes de atentado - Quando a própria conduta é o crime consumado, como o art. 3º da Lei de
Abuso de Autoridade.
8) Unissubsistentes - São aqueles em que não se pode fracionar a conduta. Ou ela não é praticada
ou é praticada em sua totalidade.

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com
fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
3