You are on page 1of 11

02/06/2014

ANA CLÁUDIA CAMPOS

 ASSUNTOS:
 1. Estado, governo e administração pública: conceitos, elementos,
poderes e organização; natureza, fins e princípios.
 2. Direito Administrativo: conceito, fontes e princípios.
 3. Poderes administrativos: poder hierárquico; poder disciplinar; poder
regulamentar; poder de polícia; uso e abuso do poder.
 4. Organização administrativa da União; administração direta e indireta.
 5. Ato administrativo: validade, eficácia; atributos; extinção,
desfazimento e sanatória; classificação, espécies e exteriorização;
vinculação e discricionariedade. (Controle e responsabilização da
administração: controle administrativo; controle judicial; controle
legislativo).
 6. Serviços Públicos; conceito, classificação, regulamentação e controle;
forma, meios e requisitos; delegação: concessão, permissão, autorização.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

1
02/06/2014

 ASSUNTOS:
 7. responsabilidade civil do Estado.
 8. Lei nº. 8.429/92 e alterações posteriores.
 9. Lei n°9.784/99 e alterações posteriores
 10. Lei 8.112/90. Agentes públicos: espécies e classificação; poderes,
deveres e prerrogativas; cargo, emprego e função públicos; regime
jurídico único: provimento, vacância, remoção, redistribuição e
substituição; direitos e vantagens ; regime disciplinar; responsabilidade
civil, criminal e administrativa.

ANA CLÁUDIA CAMPOS

ANA CLÁUDIA CAMPOS

2
02/06/2014

ANA CLÁUDIA CAMPOS

 ESTADO:

“É um povo situado em determinado território e sujeito a um


governo”.

POVO – Dimensão pessoal do Estado.

TERRITÓRIO – Base geográfica do Estado.

GOVERNO – Cúpula diretiva do Estado

ANA CLÁUDIA CAMPOS

3
02/06/2014

 GOVERNO:

SENTIDO SUBJETIVO – Conjunto de poderes e órgãos


SENTIDO OBJETIVO – Complexo de funções estatais.

 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA:
SENTIDO SUBJETIVO, ORGÂNICO, FORMAL – Conjunto de
agentes, órgãos e entidades que desempenham a função administrativa.

SENTIDO OBJETIVO, FUNCIONAL, MATERIAL – Atividade


estatal consistente em defender concretamente o interesse público.

ANA CLÁUDIA CAMPOS

 FONTES:

“Local de onde algo provém. No Direito, as fontes são os fatos


jurídicos de onde as normas emanam”. (Alexandre Mazza)

PRIMÁRIA, MAIOR, DIRETA – Lei.

SECUNDÁRIAS, MENORES, INDIRETAS


Dourtina,
jurísprudência,
costumes,
princípios*
ANA CLÁUDIA CAMPOS

4
02/06/2014

 PRINCÍPIOS:

 REGIME JURÍDICO ADMINISTRATIVO


 Conjunto formado por todos os princípios e normas
pertencentes ao Direito Administrativo, denomina-se
tecnicamente regime jurídico-administrativo. (Alexandre Mazza)

 Princípios podem ser:


- Expressos;
- Implícitos.

ANA CLÁUDIA CAMPOS

 PRINCÍPIOS:

 SUPRAPRINCÍPIOS DO DIREITO ADMINISTRATIVO:

 Supremacia do interesse público sobre o privado

 Indisponibilidade do interesse público

ANA CLÁUDIA CAMPOS

5
02/06/2014

 PRINCÍPIOS:

 Art. 37, CF/88

 “A administração pública direta e indireta de qualquer


dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal
e dos Municípios obedecerá aos princípios de
legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e
eficiência.”
ANA CLÁUDIA CAMPOS

 PRINCÍPIOS:

 Princípios constitucionais expressos!!


 LEGALIDADE

 IMPESSOALIDADE

 MORALIDADE

 PUBLICIDADE

 EFICIÊNCIA

ANA CLÁUDIA CAMPOS

6
02/06/2014

ANA CLÁUDIA CAMPOS

 1. (FCC/TRE-PE) No que concerne às fontes do Direito


Administrativo, é correto afirmar que:
 a) o costume não é considerado fonte do Direito Administrativo.
 b) uma das características da jurisprudência é o seu universalismo,
ou seja, enquanto a doutrina tende a nacionalizar-se, a
jurisprudência tende a universalizar-se.
 c) embora não influa na elaboração das leis, a doutrina exerce papel
fundamental apenas nas decisões contenciosas, ordenando, assim, o
próprio Direito Administrativo.
 d) tanto a Constituição Federal como a lei em sentido estrito
constituem fontes primárias do Direito Administrativo.
 e) tendo em vista a relevância jurídica da jurisprudência, ela sempre
obriga a Administração Pública.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

7
02/06/2014

 1. (FCC/TRE-PE) No que concerne às fontes do Direito


Administrativo, é correto afirmar que:
 a) o costume não é considerado fonte do Direito Administrativo.
 b) uma das características da jurisprudência é o seu universalismo,
ou seja, enquanto a doutrina tende a nacionalizar-se, a
jurisprudência tende a universalizar-se.
 c) embora não influa na elaboração das leis, a doutrina exerce papel
fundamental apenas nas decisões contenciosas, ordenando, assim, o
próprio Direito Administrativo.
 d) tanto a Constituição Federal como a lei em sentido estrito
constituem fontes primárias do Direito Administrativo.
 e) tendo em vista a relevância jurídica da jurisprudência, ela sempre
obriga a Administração Pública.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

 2. (FCC/TRT-AL/2014) Roberto, empresário, ingressou com representação


dirigida ao órgão competente da Administração pública, requerendo a
apuração e posterior adoção de providências cabíveis, tendo em vista
ilicitudes praticadas por determinado servidor público, causadoras de graves
danos não só ao erário como ao próprio autor da representação. A
Administração pública recebeu a representação, instaurou o respectivo
processo administrativo, porém, impediu que Roberto tivesse acesso aos
autos, privando-o de ter ciência das medidas adotadas, sendo que o caso não
se enquadra em nenhuma das hipóteses de sigilo previstas em lei. O princípio
da Administração pública afrontado é a
 a) publicidade.
 b) eficiência.
 c) isonomia.
 d) razoabilidade.
 e) improbidade.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

8
02/06/2014

 2. (FCC/TRT-AL/2014) Roberto, empresário, ingressou com representação


dirigida ao órgão competente da Administração pública, requerendo a
apuração e posterior adoção de providências cabíveis, tendo em vista
ilicitudes praticadas por determinado servidor público, causadoras de graves
danos não só ao erário como ao próprio autor da representação. A
Administração pública recebeu a representação, instaurou o respectivo
processo administrativo, porém, impediu que Roberto tivesse acesso aos
autos, privando-o de ter ciência das medidas adotadas, sendo que o caso não
se enquadra em nenhuma das hipóteses de sigilo previstas em lei. O princípio
da Administração pública afrontado é a
 a) publicidade.
 b) eficiência.
 c) isonomia.
 d) razoabilidade.
 e) improbidade.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

 3. (FCC/TRT-AL/2014) Determinada empresa do ramo


farmacêutico, responsável pela importação de importante fármaco
necessário ao tratamento de grave doença, formulou pedido de
retificação de sua declaração de importação, não obtendo resposta da
Administração pública. Em razão disso, ingressou com ação na Justiça,
obtendo ganho de causa. Em síntese, considerou o Judiciário que a
Administração pública não pode se esquivar de dar um pronto retorno
ao particular, sob pena inclusive de danos irreversíveis à própria
população. O caso narrado evidencia violação ao princípio da:
 a) publicidade.
 b) eficiência.
 c) impessoalidade.
 d) motivação.
 e) proporcionalidade.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

9
02/06/2014

 3. (FCC/TRT-AL/2014) Determinada empresa do ramo


farmacêutico, responsável pela importação de importante fármaco
necessário ao tratamento de grave doença, formulou pedido de
retificação de sua declaração de importação, não obtendo resposta da
Administração pública. Em razão disso, ingressou com ação na Justiça,
obtendo ganho de causa. Em síntese, considerou o Judiciário que a
Administração pública não pode se esquivar de dar um pronto retorno
ao particular, sob pena inclusive de danos irreversíveis à própria
população. O caso narrado evidencia violação ao princípio da:
 a) publicidade.
 b) eficiência.
 c) impessoalidade.
 d) motivação.
 e) proporcionalidade.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

 4. (FCC/TRT-SP/2014) O princípio da supremacia do interesse


público informa a atuação da Administração pública .
 a) de forma absoluta diante das lacunas legislativas, tendo em vista que
o interesse público sempre pretere o interesse privado, prescindindo
da análise de outros princípios
 b) subsidiariamente, se não houver lei disciplinando a matéria em
questão, pois não se presta a orientar atividade interpretativa das
normas jurídicas.
 c) alternativamente, tendo em vista que somente tem lugar quando
não acudirem outros princípios expressos.
 d) de forma prevalente, posto que tem hierarquia superior aos demais
princípios.
 e) de forma ampla e abrangente, na medida em que também orienta o
legislador na elaboração da lei, devendo ser observado no momento
da aplicação dos atos normativos.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

10
02/06/2014

 4. (FCC/TRT-SP/2014) O princípio da supremacia do interesse


público informa a atuação da Administração pública .
 a) de forma absoluta diante das lacunas legislativas, tendo em vista que
o interesse público sempre pretere o interesse privado, prescindindo
da análise de outros princípios
 b) subsidiariamente, se não houver lei disciplinando a matéria em
questão, pois não se presta a orientar atividade interpretativa das
normas jurídicas.
 c) alternativamente, tendo em vista que somente tem lugar quando
não acudirem outros princípios expressos.
 d) de forma prevalente, posto que tem hierarquia superior aos demais
princípios.
 e) de forma ampla e abrangente, na medida em que também orienta o
legislador na elaboração da lei, devendo ser observado no momento
da aplicação dos atos normativos.
ANA CLÁUDIA CAMPOS

11