Вы находитесь на странице: 1из 7

INSTALANDO E CONFIGURANDO O AVG FREE FOR LINUX

Compartilhe | Jaguar - 20/3/2006

Se você acha que instalar anti-vírus no Linux é perda de tempo, se engana redondamente.
Tudo bem que a grande maioria dos vírus são projetados para a plataforma Windows, mas, e
se você sem querer passa um arquivo contaminado para um colega?
O vírus pode não funcionar no seu Linux, mas com toda a certeza funcionará muito bem no
sistema do seu amigo, se for o Windows.
A maior parte dos anti-vírus existentes para Linux oferecem apenas a verificação por linha de
comando, isto é, você terá que usá-los via terminal.
Existem alguns projetos que oferecem a facilidade de implementar uma interface gráfica para
Object 1

facilitar o uso dos mesmos, mas o que parece ser uma tarefa fácil, pode dar muita dor de
cabeça, e não vale muito a pena quebrar a cabeça.
Também existem outras soluções abertas como o clamav, que oferece verificação via linha de
comando e tem um front-end muito amigável, chamado Klamav, para o KDE.
Mas, vamos ao assunto, neste tutorial vou ensinar a instalar e configurar o anti-vírus AVG for
Linux Workstation, que é um bom anti-vírus, é gratuito e tem vários outros recursos ... e o
melhor de tudo é que ele vem com um verificador residente, isto é, escaneia todos os arquivos
que forem acessados e se for detectado uma infecção, ele “tranca” o arquivo infectado de
modo que nenhum usuário consiga acessá-lo, funciona quase do mesmo modo que o AVG
Resident Shield para Windows.
1 - Requisitos Básicos:
• Interpretador Python 2.2 ou mais recente;
• Módulos Python pyGTK, pyGTK-libglade 2.0 e libglade 2.0;
• Módulo Dazuko;
• Bibliotecas libc.so.6, libstdc++, libc6.2-2.so.3, libextpat.so.0;
• Kernel-Source
O módulo Dazuko pode ser baixado em http://www.dazuko.org, que é o responsável por
permitir o daemon do AVG rodar em segundo plano e monitorar os arquivos que são
acessados.
Após baixar o módulo, você deve extrair o arquivo compactado:
$ tar –xvzf dazuko-{versão}.tar.gz
Agora entre dentro do diretório criado e edite o arquivo configure alterando o parâmetro
ON_CLOSE_MODIFIED para 1. Salve as alterações, e em seguida, você deve criar um Makefile
usando o comando:
$ ./configure
Isso irá preparar a configuração de compilação do módulo. Após fazer isso, entre com esse
comando para compilar os módulos:
$ make
Agora, preste muita atenção neste trecho do tutorial, depois de ter compilado os módulos, há
algumas observações importantes. Se o kernel da sua distro for 2.2.x ou 2.4.x, o módulo
correto é o dazuko.o, se for 2.6.x, use o módulo dazuko.ko. É importante ter ciência disso,
pois você irá ter de inserir esse módulo no kernel.
Agora, vamos criar um dispositivo para o módulo Dazuko. Abra o terminal em modo root e
execute esses comandos:
# mknod -m 600 /dev/dazuko c 240 0
# chown root:root /dev/dazuko
Copie o módulo dazuko.o ou dazuko.ko para o diretório /lib/modules/src/kernel/char
(esse caminho pode variar dependendo da distribuição em que você estiver instalando.
Abra o arquivo modules.conf, localizado em /etc insira o esta linha:
alias char-major-254 dazuko
Salve o arquivo, e agora, você deverá inserir o módulo no kernel, logando se como root e
digite o comando:
# insmod dazuko.o (para kernel 2.2.x ou 2.4.x)
# insmod dazuko.ko (para kernel 2.6.x)
Agora, verifique se o módulo foi carregado corretamente:
$ lsmod | grep dazuko
Se o módulo dazuko estiver listado, é sinal que ele foi inserido corretamamente.
2 - Instalação do AVG:
Baixe o pacote de instalação em RPM no site http://free.grisoft.com/ e execute o seguinte
comando para instalar:
$ sudo rpm -ivh nome_do_pacote.rpm
No comando acima você terá que fornecer a senha do root para continuar a instalação. Se isso
não funcionar, entre como root e digite o comando acima, mas sem o comando sudo.
# rpm -ivh nome_do_pacote.rpm
3 - Iniciando e configurando o daemon AVG:
Tendo instalado corretamente o AVG, agora é a hora de iniciar e configurar o daemon, que irá
iniciar o serviço avgd. Digite este comando como root:
# /etc/init.d/avgd start
Para parar o serviço, entre com o comando:
# /etc/init.d/avgd stop
E para reiniciar o serviço, digite o comando:
# /etc/init.d/avgd restart
Caso queira modificar a configuração do daemon, é só abrir o arquivo /etc/avg.conf em
modo root, e alterar as opções que desejar. Salve o arquivo, e reinicie o daemon do AVG.
4 - Utilizando o AVG em modo gráfico:
O AVG Linux for Workstation oferece também uma interface gráfica, muito semelhante ao do
AVG for Windows, mas a desvantagem é que não é possível excluir os vírus detectados, em
modo gráfico é possível somente visualizar os arquivos que estão contaminados. Para remover
as infecções, você deverá fazer em modo de console.
Aqui vai algumas telas da interface gráfica:
Obs: Em modo gráfico, você pode presenciar problemas na atualização, isso ocorre porque
somente o root pode atualizar o AVG. Para que o usuário possa também realizar esta tarefa, é
preciso mudar o grupo dos arquivos do AVG, executando o seguinte comando:
# chgrp grupo /opt/grisoft/avg7/* -R
Esse comando vai alterar o grupo de todos os arquivos e pastas desse diretório, você deve
executar o comando acima como root.
Após ter feito isso, é só clicar no botão Update, na tela principal do AVG.
Bom, é isso, espero ter contribuído de maneira mais simples e objetiva possível, pulando a
parte da compilação do módulo Dazuko, não tem muito mistério.
No site http://free.grisoft.com tem uma documentação bem completa sobre os comandos em
modo console, sobre as configurações avançadas do daemon e da interface gráfica em PDF,
portanto, você deverá ter o Adobe Reader para poder ler esse manual. O único inconveniente é
o idioma dele, é em inglês. Mas nem tudo é um mar-de-rosas, então, a única saída é você ir
treinando o seu inglês.
Instalando o antivírus AVG Free for Linux
<!--
google_ad_client = "pub-3535276187000580";
/* 336x280 dica direita h1 */
google_ad_slot = "8013205355";
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;
//-->google_protectAndRun("ads_core.google_render_ad", google_handleError,
google_render_ad);O AVG Free for Linux é um excelente antivírus, não deixa o sistema pesado por
ser leve e o melhor de tudo, é free, mas apenas para o uso doméstico. Conhecido pela capacidade de
detectar e eliminar vírus, este potente antivírus vai ajudar os usuários domésticos a protegerem-se
das pragas virtuais que propagam pela internet. Possui atualizações constantes que podem ser feitas
pelo próprio programa e também você pode agendar o scan do seu sistema. Disponível apenas em
versões RPM.

Baixando e instalando
Para quem usa Mandriva:
• http://free.grisoft.com/softw/70free/setup/avg71flm-r30-a0791.i386.rpm

Para quem usa Red Hat:


• http://free.grisoft.com/softw/70free/setup/avg71flr-r30-a0791.i386.rpm

Instale-o seguindo o modo padrão de sua distro. Nesta dica descreverei os passos de instalação para
o SuSE. Abra um terminal e digite:

$ wget http://free.grisoft.com/softw/70free/setup/avg71fls-r30-a0791.i386.rpm

O pacote será baixado para seu diretório home. Em seguida, logue como root e instale-o com o
comando seguinte:

# rpm -ivh avg71fls-r30-a0791.i386.rpm

Ou então instale-o da forma direta com o comando seguinte:

# smart install http://free.grisoft.com/softw/70free/setup/avg71fls-r30-a0791.i386.rpm -y

OBS: Necessário possuir o smart instalado. Caso não possua-o, instale através do Yast.

Como estou usando o GNOME, o ícone surgiu em "Utilitários", "Mais Programas", "AVG for Linux
Workstation". Veja a imagem abaixo do antivírus AVG em modo gráfico.
Irei apenas descrever o modo texto neste artigo. No terminal, iremos observar as seguintes opções
obtido através do help:

# avgupdate --help (opções de update)

# avgscan --help (opções de scan)


Primeiramente, iremos atualizar o AVG com o comando seguinte:

# avgupdate --o

Iremos agora scanear um diretório. Neste exemplo, especifiquei todo o diretório com o seguinte
comando:

# avgscan /
Para não estender muito o artigo, você pode consultar informações detalhadas do Antivírus AVG for
Linux Workstation consultando o manual, que está em inglês:
• http://free.grisoft.com/softw/70free/doc/avg_afl_uma_en_71_3.pdf