Вы находитесь на странице: 1из 47

Circuitos Elétricos

Prof. Me. Luciane Agnoletti dos Santos Pedotti


Circuitos Magnéticos
• Os circuitos magnéticos são empregados com
o intuito de concentrar o efeito magnético em
uma dada região do espaço.
• Em outras palavras, este circuito direciona o
fluxo magnético para onde for desejado,
sendo dotado de materiais com certas
propriedades magnéticas e dimensões, a
partir de uma variedade de seções e
diferentes comprimentos.
Circuitos Magnéticos
• Salienta-se que as características
magnetizantes dos materiais são de natureza
não linear, o que deve ser levado em conta
nos projetos de dispositivos eletromagnéticos.
Circuito Magnético Linear
• São considerados magneticamente lineares os
circuitos magnéticos onde a permeabilidade
relativa é baixa. Circuitos magneticamente
lineares podem ser obtidos quando o núcleo é
de ar, ou constituído por um material não
ferromagnético.
Circuito Magnético Não-Linear
• São considerados não lineares todos os
circuitos magnéticos que utilizem materiais
ferromagnéticos, dotados de permeabilidade
magnética alta, tais como o ferro fundido, o
aço silício, o aço fundido, a ferrite etc.
Circuito Magnético Não-Linear
• A maioria dos circuitos magnéticos de
aplicação prática são não lineares e a
permeabilidade dos materiais ferromagnéticos
torna-se variável em função da indução ou
densidade de fluxo magnético B no núcleo.
Circuito Magnético Simples

Caminho
Médio do
núcleo

Área da
seção reta
Fluxo
de espiras
𝑑𝜑
𝑒=𝑁
permeabilidade 𝑑𝑡
Analogia com Circuitos Elétricos
Transformador
• Um dispositivo que por meio da indução
eletromagnética, transfere energia elétrica de
um ou mais circuitos (primário) para outro ou
outros circuitos (secundário), usando a mesma
frequência, mas, geralmente, com tensões e
intensidades de correntes diferentes. (ABNT)
Transformador
• Os enrolamentos de um transformador são
isolados eletricamente do núcleo e entre si
também através de materiais isolantes especiais.
• O núcleo deve ser de um material de alta
permeabilidade magnética e de baixa perda
ôhmica.
• Seu formato varia de projeto para projeto,
conforme sua aplicação e necessidade de
isolação.
Tipos de Transformadores
Tipos de Transformadores
Tipos de Transformadores
Tipos de Transformadores
Características do Núcleo
Características do Núcleo
Características do Núcleo
Trafo Trifásico
Exemplos de Trafos
Princípio de Funcionamento
• Todo o transformador é uma máquina elétrica
cujo princípio de funcionamento está baseado
na Lei de Faraday e na Lei de Lenz.
Lei de Indução de Faraday

Em qualquer condutor de eletricidade


submetido a um campo magnético variável
no tempo, tem-se em seus terminais a
indução de uma tensão elétrica
proporcional à taxa de variação desse
campo no tempo
Transformador

Símbolo
Trafo Monofásico
Trafo Monofásico
Trafo Monofásico Ideal
• Pode-se considerar como ideal um
transformador no qual:
– O fluxo magnético gerado pela corrente no
enrolamento primário é totalmente confinado no
núcleo ferromagnético, e portanto, enlaça
totalmente o enrolamento secundário, não
havendo fluxo disperso
– Perdas no núcleo desprezíveis
– Perdas ôhmicas nos enrolamentos desprezíveis
Trafo Monofásico Ideal
𝑑𝜑 𝑑𝜑
𝑢1 𝑡 = 𝑁1 𝑢2 𝑡 = 𝑁2
𝑑𝑡 𝑑𝑡

• logo

𝑢1(𝑡) 𝑁1 𝑉1 𝑁1
= → =
𝑢2(𝑡) 𝑁2 𝑉2 𝑁2
Trafo Monofásico Ideal
• Dessa forma, a potência de Entrada é Igual a
potência de saída, portanto:

𝑆1 = 𝑆2 → 𝑉1. 𝐼1 = 𝑉2. 𝐼2
• logo

𝑉1 𝑁1 𝐼2
= =
𝑉2 𝑁2 𝐼1
Exemplo 1
• Obtenha o valor da corrente I1 no circuito a
seguir. Determine a potência no primário e no
secundário do Trafo.

Resp:
𝐼1 = 183,33∠0°𝑚𝐴
Reflexão de impedância
• Podemos simplificar o circuito do exercício
anterior utilizando o conceito de impedância
vista pela fonte, ou seja, podemos refletir a
impedância do secundário no primário e vice-
versa.
2
𝑁1
𝑍1 = . 𝑍2
𝑁2
Reflexão de impedância
Exemplo 2
• Obtenha o valor da corrente I1 no circuito a
seguir utilizando o conceito de reflexão de
impedância
Trafo Real
• Mesmo com o secundário do Trafo em aberto
existe uma corrente no primário
• Os enrolamento apresentam aquecimento,
portanto existe uma potência dissipada no
próprio equipamento, portanto, a eficiência
de um Trafo é sempre menor que 100%, ou
seja, a potência de saída e sempre menor que
a potência de entrada.
Trafo Real – Principais Características
• Permeabilidade no núcleo não é infinita,
portanto, a corrente necessária para
estabelecer o fluxo magnético não é
desprezível
• O fluxo magnético não fica totalmente
confinado no núcleo, existe um fluxo disperso
• As bobinas tem resistência, implicando em
perdas ôhmicas.
• Fluxo variável provoca perdas por histerese.
Modelo do Trafo Real

Onde:
R1 e R2 – Resistência nos enrolamentos
X1 e X2 – Reatâncias considerando a dispersão de fluxo
Gn – condutância associada às perdas no núcleo
Bm – susceptância que leva em conta a magnetização no núcleo
Modelo do Trafo Real
Circuito Equivalente

𝑁1
𝑎 = 𝑅𝐸 =
𝑁2
Exemplo 3
Um trafo monofásico de 1kVA, 220/110V
alimenta uma carga de 110V nas condições
nominais. Calcule a tensão no primário do trafo.

Resp:
𝑈1 = 226,28∠4,67°𝑉
Perdas
• Perdas no cobre (bobinas)
𝑃𝑐𝑢 = 𝑟1. 𝐼12 + 𝑟2. 𝐼22

• Perdas no ferro (Núcleo)


𝑃𝑓𝑒𝑟𝑟𝑜 = 𝑔𝑛. 𝑉12
Exemplo 4
Calcule as perdas no núcleo e no ferro do Trafo a
seguir:

Resp:
𝑃𝑐𝑢 = 21,85𝑊
𝑃𝑓𝑒 = 49,48𝑊
Rendimento
• É definida por:

𝑃𝑠𝑎í𝑑𝑎
𝜂=
𝑃𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎𝑑𝑎
Exemplo 4
• Obtenha o rendimento no exercício anterior.
Exemplo 5
Em um Trafo, foi realizado as seguintes
medições:
U1 =220V, U2 = 105V
I1 = 5A, I2 = 9,5A
P1 = 935W, P2 = 898W
Determine o rendimento, com base nas
potências ativas e com base nas relações de
tensão e corrente.
Polaridade dos Enrolamentos
• O conhecimento da polaridade é necessário
quando, por exemplo, deseja-se conectar o
Trafo em paralelo ou ligar o terminal no
primário ao secundário (autotrafo).
Autotransformador Monofásico
• O autotransformador (autotrafo) caracteriza-
se pela conexão elétrica entre os lados de alta
e baixa tensão, portanto, pode ser utilizado
quando não é necessário o isolamento elétrico
entre os dois enrolamentos
• Ele apresenta algumas vantagens com relação
à potência transmitida e à eficiência.
Autotransformador Monofásico
• O autotransformador (autotrafo) caracteriza-
se pela conexão elétrica entre os lados de alta
e baixa tensão, portanto, pode ser utilizado
quando não é necessário o isolamento elétrico
entre os dois enrolamentos
• Ele apresenta algumas vantagens com relação
à potência transmitida e à eficiência.
Exercício - Entregar
1. Se em um trafo monofásico conectarmos
uma fonte CC a uma das bobinas, haverá
tensão induzida na bobina? Justifique.
2. Dado o trafo do circuito a seguir, determine:
a) A corrente I1.
b) A potência no primários
c) As perdas do trafo
d) O rendimento do trafo
• Dados: 1,5kVA, 330/220V
• R1 = 0,65Ω, R2 = 0,3 Ω
• X1 = 2 Ω, X2 = 0,89 Ω
• bm = 2,2mS e gn = 1,2mS