Вы находитесь на странице: 1из 31

INTRODUÇÃO

O violão é um instrumento musical de cordas dedilhadas, pertencente à


família dos cordofones. O nome violão é usado somente nos países de língua
portuguesa. Nos demais países recebem o nome de guitarra. Vejamos algumas
denominações para este instrumento em outras línguas ocidentais: Espanhol =
Guitarra; Inglês = Guitar; Francês = Guitarre; Alemão = Guitarre; Italiano =
Cuitarra.
As partes de um violão são: bojo, braço e cabeça. No bojo encontramos:
tampo, fundo, aro superior e inferior, boca, roseta, cavalete e rastilho. No braço temos a
escala, as casas, os trastes e a pestana. Na cabeça encontram-se as tarraxas (engrenagem
que serve para afinar as cordas).
Para se obter um bom violão é necessário, antes de tudo, ter muita paciência
e, porque não dizer também, recursos financeiros. Hoje em dia, um bom violão não sai
por menos de dois mil dólares, podendo chegar até dezesseis ou mais, dependendo do
fabricante. Este preço se justifica de duas maneiras: em função do material pelo qual o
instrumento é construído e principalmente pela habilidade do lutier (construtor). As
madeiras mais comumente utilizadas na construção de um bom violão são: no tampo:
pinho canadense ou abeto; no fundo e nos aros (laterais): jacarandá da Bahia, bordo
jaspeado, palissandra-indiana, padouk (amboína), cipestre e mogno; no braço e na
cabeça: mogno, cipestre, cedro e bordo; escala e cavalete: ébano e palissandria-indiana.
O violão clássico moderno possui seis cordas e são contadas da mais fina
para a mais grossa. Na Renascença - séc. XVI -, o violão possuía quatro ordens (pares)
de cordas - cordas duplas. No Barroco (século XVII e primeira metade do século
XVIII), o violão era encordoado por cinco ordens. Em meados do século XVIII,
usavam-se seis ordens de cordas no violão. Somente nos últimos anos do século XVIII,
passaram a usar seis cordas simples, como em nossos dias. Elas são afinadas por
intervalos de quarta justa, com exceção da segunda que é afinada por um intervalo terça
maior (quando afinadas da sexta para a primeira). Uma vez afinadas, as cordas recebem
os seguintes nomes, da sexta para a primeira: MI, LA, RE, SOL, SI e MI.
O violão é um instrumento transpositor. A sua grafia no pentagrama é escrita
uma oitava acima da execução. As cordas do violão antigamente eram feitas de tripa,
principalmente de macaco. Com o passar do tempo, elas passaram a ser feitas também
de metal, aço ou seda. A partir de 1946, surgiram as cordas de náilon, sendo as três
primeiras (as primas) feitas de mono filamento de náilon (cordas lisas) e as outras três
(os baixos ou bordões) de multifilamento de náilon com revestimento de um fio
prateado.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
A S N O TA S N AT U R A I S N O B R A Ç O D O V I O L Ã O N A 1 ª
POSIÇÃO

TO D A S A S N O TA S N O B R A Ç O D O V I O L Ã O AT É A 5 ª
CASA

10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
MAY SONG
Folk Song

24
SONG OF THE WIND
Folk Song

25
26
27
28
29
30
BIBLIOGRAFIA:

GOMES, Othon. Minhas Primeiras Notas ao Violão, volume nº1. 9ª Ed. São Paulo: Irmãos
Vitale.

PINTO, Henrique. Iniciação ao Violão. 1ª Ed. São Paulo: Ricordi.

31