Вы находитесь на странице: 1из 15

Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

Unidade 1: A tecnologia

Nesta unidade você irá definir e conhecer a tecnologia, identificando os tipos de elementos que compõem uma tecnologia e
também os fatores associados ainda descobrirá um pouco da sua evolução.

Objetivos da Unidade:
Definir tecnologia e pacote tecnológico; identificar a tipologia dos elementos que compõem uma tecnologia, conhecer a
evolução da novidade tecnológica e seu caráter perecível e por fim compreender engenharização.

Plano da Unidade:
 O que é Tecnologia?
 Definindo Tecnologia
 Alguns tipos de informações compõem uma tecnologia
 Pacote tecnológico
 Principais tipos dos fatores associados à tecnologia
 Uso da Tecnologia – consequências
 Evolução da Tecnologia

Bons estudos!

1
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

1 - O que é Tecnologia?

É muito interessante esta pergunta, porque não são poucas as vezes que nos deparamos com a necessidade de
compreender um pouco mais a tecnologia e de que forma ela impacta ou está impactando a sociedade.

Vamos pensar?
Como você definiria tecnologia?
A tecnologia afasta ou une as pessoas?
Quais as tendências tecnológicas?

Escreva um pequeno texto a partir dessas perguntas.


.

Quantas reflexões são possíveis fazer. Não é mesmo? Até o fim deste material iremos compreender melhor o papel da
tecnologia junto à sociedade e também nas organizações.

2 - Definindo Tecnologia

Antes de iniciarmos, é oportuno esclarecer que o termo tecnologia vem constantemente sendo inserido nos textos
e nos discursos de muitos autores que escrevem sobre modernização da inovação, da sociedade e ainda na sobrevivência e
busca de mercados pela empresa e nesse sentido a abrangência do termo apresenta inúmeras considerações. Por outro lado,
cotidianamente outros termos apresentam-se como emprego arbitrário da tecnologia apesar de perceber uma relação com a
tecnologia.
Gama (1987) revela que não é possível uma definição precisa da palavra tecnologia:

Uma definição exata e precisa da palavra tecnologia fica difícil de ser estabelecida tendo em
vista que ao longo da história o conceito é interpretado de diferentes maneiras, por diferentes
pessoas, embasadas em teorias muitas vezes divergentes e dentro dos mais distintos
contextos sociais (GAMA, 1987).

Segundo o dicionário Priberam da Língua Portuguesa (2014), Tecnologia é uma ciência cujo objeto é a aplicação do
conhecimento técnico e científico para fins industriais e comerciais. Ainda é compreendida como um Conjunto dos termos
técnicos de uma arte ou de uma ciência.

2
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

A tecnologia pode ser definida, por exemplo, como um conjunto de conhecimentos da sociedade concernentes às
atividades industrial e agrícola ou como um pacote de informações organizadas, de diferentes tipos, provenientes de várias
fontes, obtidos através de diferentes métodos, utilizados na produção de bens e serviços.
Salomon (1984) a define como o uso do conhecimento racional - técnico ou científico - para satisfazer
necessidades, desejos ou fantasias, por meio da criação, distribuição e produção de bens e serviços. Para ele, os objetos que a
tecnologia cria ou sobre os quais ela atua não são apenas bens físicos, mas também intangíveis, tais como: programas de
computadores, desenhos, métodos de gerência e tomadas de decisão (SALOMON, 1984:128).
Sabato (1972) define a tecnologia como um conjunto ordenado, organizado e articulado de conhecimentos
empregados na produção e comercialização de bens e serviços.

Estreitando o conceito para engenharia, buscamos mais um significado do conceito de tecnologia no dicionário dos
significados (2014). “Tecnologia é um produto da ciência e da engenharia que envolve um conjunto de instrumentos,
métodos e técnicas que visam a resolução de problemas. É uma aplicação prática do conhecimento científico em
diversas áreas de pesquisa”.
Essa ideia é reforçada por Calábria (2014) que define a tecnologia como um conjunto integrado de conhecimentos,
técnicas, ferramentas e procedimentos de trabalho aplicados na produção econômica de bens e serviços.
Alguns termos relacionados à tecnologia, devem ser considerados:
A Alta tecnologia - O mesmo que tecnologia de ponta.
A tecnologia de ponta - A de última geração, a mais avançada.
A alta tecnologia ou tecnologia de ponta faz referências à última geração da tecnologia empregada para um
determinado produto ou fim. O conhecimento científico é empregado.

3 - Alguns tipos de informações compõem uma tecnologia

1 – Tipo de informações Científicas


 Conclusões das “ciências básicas”. Essas constituem a base fundamental dos processos de desenvolvimentos
científicos e tecnológicos.
 Experimentos sistematizados e controlados que podem ser definidos, segundo a James Lind Library (2014) como
testes que visam obter informações seguras sobre os efeitos de tratamentos, através da redução das influências
equivocadas de vieses ou de obras do acaso. . Quando se ignora a necessidade de experimentos controlados de
tratamentos, as pessoas sofrem e morrem desnecessariamente.
 Observações estatísticas da realidade o que significa contabilizar o número de incidência dos fenômenos
ocorridos.
2 – Tipo de informações Empíricas, isto é que se fundamenta na observação e na experiência, seguindo métodos ou não.
São eles:
 As observações informais e não sistematizadas da realidade;
 Experimentos não sistematizados e guiados por “tentativa e erro”;
 “Intuição” que pode ser definida, segundo os dicionários como a capacidade para entender, para identificar ou
para pressupor coisas que não dependem de um conhecimento empírico, de conceitos racionais ou de uma
avaliação mais específica.
Conhecimento claro, direto, imediato da verdade sem o auxílio do raciocínio.
Pressentimento, capacidade de prever, de adivinhar: ter a intuição do futuro.
3 - Fontes das informações que compõem uma tecnologia lembrando que, as fontes são a origem de toda informação e
do conhecimento, pois remetem a algo que esteja sendo investigado, pesquisado, analisado.

3
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

 Descobertas científicas. São inúmeras possibilidades descobertas a cada ano elas extrapolam os limites do que é
considerado anteriormente como impossibilidades.
 Publicações em papel. Consideram-se os livros, papers, artigos etc.
 Publicações eletrônicas. São as publicações reveladas na Internet ou qualquer outra mídia eletrônica.
 Patentes que segundo o CGCOM (2014) é um título de propriedade temporária sobre uma invenção ou modelo de
utilidade, outorgado pelo Estado aos inventores ou autores ou outras pessoas físicas ou jurídicas detentoras de
direitos sobre a criação.
 Manuais, entendido aqui como um documento formal de recursos humanos que apresenta uma visão geral das
normas e procedimentos de operações de uma empresa, equipamentos, máquinas e outros.
 Desenhos que podem constituir uma forma prática e definir e proteger uma inovação.
 Internet, que pode ser definida como a maior rede de computadores do mundo onde as informações circulam e
podem ser transformada em conhecimento.
 Programas de computador, que são os softwares que possibilitam inúmeras funções.

4 - Métodos de obtenção das informações que compõem uma tecnologia

 Pesquisa e desenvolvimento (P & D). Normalmente realizada em centros de pesquisas.


 Cópia autorizada. A forma mais simples de obtê-la é pedir autorização direta ao autor
Pode consegui-la, por exemplo, através de um e-mail para o autor ou entidade responsável. É importante guardar a
autorização como garantia de uso. Ainda assim é preciso citar a fonte da pesquisa.
O pesquisador pode ainda buscar as licenças do Creative Commons.
Você já ouviu falar algo a respeito desta entidade?
Creative Commons (2014) é uma entidade sem fins lucrativos criados para permitir maior flexibilidade na utilização de
obras protegidas por direitos autorais. A ideia é fazer com que um autor/criador possa permitir o uso mais amplo de seus
materiais por terceiros, sem que estes o façam infringindo as leis de proteção à propriedade intelectual.
O símbolo da marca é este.

 Cópia não autorizada – Apesar de ser uma fonte de pesquisa, ela pode ser considerada plágio ou Espionagem.
Plágio, Segundo o dicionário do significado (2014) Plágio significa copiar ou assinar uma obra com partes ou totalmente
reproduzida de outra pessoa, dizendo que é sua própria, e é um termo oriundo do latim. O plágio pode ser de qualquer
natureza, como em livros, música, obras, fotografias etc. O plágio ocorre quando um indivíduo copia o trabalho de alguém e
não coloca os créditos para o autor original.
Moraes (2013) explica que plágio é a imitação fraudulenta de uma obra, protegida pela lei autoral, ocorrendo
verdadeiro atentado aos direitos morais do autor: tanto à paternidade quanto à integridade de sua criação.
Quanto à espionagem, TZU (2001), explica que é um ato só permitido entre beligerantes, nações, grupos guerrilheiros
em guerra e/ou guerrilha, e consiste na prática de obter informações de caráter sigiloso relativas a governos ou organizações,
sem a autorização desses, para obter certa vantagem militar, política, econômica, científica, tecnológica e/ou social.
 Compra – É a forma de adquirir um serviço, produto ou informação.

4
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

 Transferência verbal – é o conhecimento passado pela oralidade.

5 - Pacote tecnológico – definição

Refere-se a um produto tecnológico que se encontra encaixado no contexto virtual das operações ou processos
que o tomaram possível, utilizável e teoricamente melhorável.
Para Melo (2014) É um conjunto de tecnologias complementares, integradas ou encadeadas sistematicamente à
tecnologia principal, sem as quais a inovação se dificultaria grandemente ou não.
Calábria (2014) define como a associação de uma tecnologia com outros fatores capazes de catalisarem ou mesmo
de viabilizarem o uso da mesma em aplicações de uso prático.
Explica que no sentido estrito, toda tecnologia, para ser usada, demanda, em maior ou menor grau, um pacote tecnológico
associado.
Em relação a um Produto, o sistema integrado dele é realizado por um conjunto de componentes inter-
relacionados.
Os componentes correspondem a uma parte do produto de uma tecnologia especifica e que realiza uma função
bem definida.
Neste sentido, o que se introduz na prática não é uma tecnologia, e sim um pacote tecnológico.

5.1 - Principais tipos dos fatores associados à tecnologia

A Tecnologia não se obtém isoladamente, vários são os fatores associados ao seu desenvolvimento. Entre eles os
fatores econômicos, políticos e sociais, logísticos, educacionais e tecnológicos.
5.1.1 - Em relação aos fatores econômicos é relevante citar:
a) Dinheiro público ou privado a fundo perdido que segundo o BNDS, se caracteriza com a possibilidade de
alguns projetos receberem apoio financeiro, sem a exigência de reembolso financeiro. Tratam-se de investimentos
de caráter social, cultural (ensino e pesquisa), ambiental, científico ou tecnológico.
b) Juros subsidiados, isto é, oferecer dinheiro para execução de um projeto no sentido de baixar algumas taxas
como, por exemplo, impostos. Segundo Machado e Elias (2014), seriam os juros mais baixo do que o valor de
mercado.
Explica o presidente em exercício da Fiesp, Benjamin Steinbruch, os subsídios a bancos
públicos que emprestam recursos a juros mais baixos do que os de mercado são um “ajuste”
das taxas brasileiras muito altas em relação ao resto do mundo. “Os juros reais brasileiros têm
uma distorção com relação ao que se pratica no resto do mundo. Eles estão dissociados da
realidade mundial”, disse ele, a jornalistas, durante o Fórum Econômico, promovido pela FGV
em São Paulo. (MACHADO E ELIAS; 2014),

c) Capital de risco, é o oferecimento de um financiamento cuja entidade que financiou assume uma parte do
resultado do investimento, Normalmente é um investimento empresarial com objetivo de financiar um projeto ou uma
empresa e que apoia o desenvolvimento e crescimento, e que vai refletir fortemente na gestão1.
d) Capital próprio revela-se no sentido da empresa ou pessoa física, autofinanciar o investimento tecnológico.
5.1.1 - Em relação aos fatores Políticos e sociais é relevante citar:
a) As novas legislações que podem favorecer o desenvolvimento tecnológico são exemplos?

1
Você pode conhecer o Guia Prático de capital de risco no endereço
http://www.iapmei.pt/resources/download/GuiaPraticodoCapitaldeRisco.pdf . Disponível em out. 2014,

5
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

LEI Nº 11.196, DE 21 DE Fica instituído o Regime Especial de Tributação para a Plataforma de Exportação de Serviços
NOVEMBRO DE 2005. de Tecnologia da Informação - Repes, nos termos desta Lei.
o
LEI N 10.973, DE 2 DE Esta Lei estabelece medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no
DEZEMBRO DE 2004. ambiente produtivo, com vistas à capacitação e ao alcance da autonomia tecnológica e ao
desenvolvimento industrial do País, nos termos dos arts. 218 e 219 da Constituição.
LEI Nº 11.174 DE 09 DE LEI DE INOVAÇÃO DA BAHIA
DEZEMBRO DE 2008, Dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica em ambiente
produtivo no Estado da Bahia e dá outras providências.

c) Marketing para mudança de comportamento - Kotler (1998), explica que o marketing envolve a atividade
humana dirigida para a satisfação das necessidades e dos desejos dos clientes, por meio dos processos de troca. Neste
sentido um marketing de um produto, envolve os que desejam adquirir o produto. Veja o caso da empresa Apple as notícias
dos lançamentos de seus produtos, não deixam dúvidas, mesmo sem experimentar o produto, formam filas enormes para a
sua primeira compra. Veja, por exemplo, o lançamento do IPHONE 6 , segundo o G1 (2014), “Como acontece com todo o
lançamento da Apple, os fãs estão na fila pelos aparelhos há muitos dias. A cada lançamento de um novo smartphone da
empresa, o número de pessoas que ficam na fila para comprar os dispositivos na estreia aumenta.”
d) Decisões políticas, muitas teorias consideram que a decisão é o elemento central de toda a política. Uma ação é
o resultado da decisão que irão coercitivamente influenciar no sistema em que a sociedade está inserida. A política é o
resultado do nível de decisão local e global. A conduta para o favorecimento de investimentos tecnológicos está diretamente
associada a esfera política e social.

5.1.3 - Em relação aos Fatores logísticos é relevante citar:


a) Os planos de ação apresentam algumas decisões que são tomadas após análise ou diagnóstico de uma situação
problema, neste sentido cria-se um plano de ação capaz de subsidiar as decisões, normalmente em curto prazo, mas nada
impede serem a prazos maiores, Os planos de ação devem ser estratégicos. O plano de ação estabelece alguns parâmetros,
entre eles responder os seguintes questionamentos: o que fazer? Para quem? Quando? Onde? Por quê? Como? Quanto?
Segue um modelo simples de plano de ação.

6
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

b) Estratégias de mudança – O mercado, seja ele global, regional ou local, está em constante transformações.
Novas exigências surgem como demanda e neste sentido é preciso diversificar os produtos dos negócios. Isto é o uso de
tecnologias novas para a sobrevivência das organizações.
Os negócios então sempre em mudanças. Vejam exemplos:
b.1 - Terceirização ou outsourcing - Pode ser definida como uma prática empresarial que tem o objetivo de
melhorar as suas atividades no sentido de sua qualidade. Pode ser considerada como atividade-meio e atividade-fim.
Normalmente este tipo de atividade reduz os custos operacionais da organização, principalmente com a força de trabalho de
um profissional.
b.2 - Especialização - as organizações se especializam para fazer frente ao mercado diversificado.
b. 3 – Parcerias – Algumas organizações fazem parceria no sentido de fazer frente ao mercado. A grande
dificuldade está em conseguir um parceiro que atenda as expectativas de ambas as organizações. É preciso seleciona-los
com critérios.
b.4 - Joint Venture que por definição é união de duas ou mais empresas já existentes com o objetivo de iniciar ou
realizar uma atividade econômica comum, por um determinado período de tempo e visando, dentre outras motivações, o
lucro.
b.5 – Franquia – Definida como uma modalidade de negócio que tem por objetivo a distribuição de produtos ou
serviços, mediante condições estabelecidas em contrato, entre franqueador e franqueado.
b.6 - Distribuidores autorizados – entende-se que os distribuidores autorizados sejam o elo entre clientes finais e
o fabricante do produto ou fornecedor de serviço.
b.7 - Fusões e aquisições - - Normalmente são mais frequentes no mundo corporativo. Segundo a APMEI, O
conceito de aquisição de empresa respeita apenas à aquisição total ou parcial do capital de uma empresa. A aquisição pode
ser minoritária ou de controle. Quando utilizamos o termo fusões e aquisições (F&A) estamos normalmente considerando as
aquisições que conduzem à tomada de controle de capital da empresa alvo.
Conheça um exemplo da Linux que compra a Big Sistemas.
Linx compra Big Sistemas por até R$ 38,7 milhões
A companhia brasileira de tecnologia para o varejo Linx anunciou nesta segunda-feira a
compra da Big Automação e da BigFarma Sistemas, conjuntamente chamadas de Big
Sistemas. O valor da operação será de até R$ 38,7 milhões.
As atividades das empresas adquiridas compreendem o desenvolvimento e
comercialização de softwares de gestão e automação de farmácias, com foco em redes
de pequeno e médio porte.
O faturamento bruto da Big Sistemas nos últimos 12 meses foi de R$ 13,4 milhões. Pela
aquisição, a Linx pagará R$ 28,5 milhões à vista. Adicionalmente, sujeito à determinadas
metas financeiras e operacionais para os anos de 2015 e 2016, poderá ser pago o valor
de até R$ 10,22 milhões.
“A aquisição está alinhada com os objetivos estratégicos da companhia de aquisições de
ativos no setor de tecnologia, especificamente de empresas de software de gestão
focadas no varejo. Neste caso, o racional é a criação da vertical de farmácias”, afirma a
empresa em fato relevante.
A operação já foi aprovada pelo conselho de administração da Linx. Por Daniela Meibak |
Leia mais em Valor Econômico 13/10/2014

7
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

c) Troca de parque instalado. A importância estratégica de estar próximo a uma concentração de empresas,
muitas vezes de alta tecnologia.

Veja o exemplo dos Tecnopolos de acordo com o Geomundo (2014) é um centro que atraí diferentes atividades:

Tecnopolo pode ser definido como um centro tecnológico que reúne, num mesmo lugar,
diversas atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D), em áreas de alta tecnologia, como
institutos e centros de pesquisa, empresas e universidades, que facilitam os contatos pessoais
e institucionais entre esses meios, produzindo uma economia de aglomeração ou de
concentração espacial do desenvolvimento tecnológico. O efeito de sinergia facilita o
desenvolvimento de inovações técnicas, novos processos e novas idéias. Os tecnopolos
geralmente concentram grande quantidade de mão-de-obra altamente qualificada, como
pesquisadores e professores universitários, geralmente com pós-graduação de alto nível
(doutorado, pós-doutorado ou PHD) e muitos especializados. (GEOMUMDO, 2014)

5.1.4 - Em relação aos Fatores Educacionais é relevante citar:


Treinamento e capacitação – A empresa não pode apenas valorizar as suas máquinas, sua capacidade
tecnológica, e seu espaço físico. É preciso, acima de tudo, valorizar as pessoas que fazem parte da empresa. Quanto maior o
investimento tecnológico maior será a necessidade de treinar e capacitar seus colaboradores. Treiná-los representa uma
estratégia para torná-los aptos a desenvolver suas tarefas.

Vamos pensar?
Quais benefícios podem ser esperados na capacitação de colaboradores?
Escreva um pequeno texto a partir dessa pergunta.

5.1.5 - Em relação aos Fatores Tecnológicos é relevante citar:


Outra tecnologia já existente – Conhecer os pacotes tecnológicos já existentes para uma determinada atividade.
Veja o exemplo do Arroz de sequeiro na área da transamazônica
– No endereço: http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/908507

6 - Uso da Tecnologia - Consequências

Toda vez que se decide instalar novas tecnologias para um determinado fim, alguns impactos serão percebidos e
podem trazer mudanças de toda ordem. São mudanças sociais,, econômicas, políticas, comerciais e científicas.

8
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

6.1 – Mudanças Sociais - As mudanças são observadas na coletividade, em um determinado tempo e espaço e,
não são provisórias. Um exemplo é o rápido desenvolvimento tecnológico que reestruturou o capitalismo e introduziu a
sociedade em rede.
As mudanças sociais podem trazer um bem estar e uma facilidade das relações humanas2.
Por outro lado o avanço da medicina e a melhoria das condições humanas têm proporcionado um aumento da
expectativa de vida, inclusive a evolução dos transportes.

6.2 – Mudanças Econômicas – As tecnologias irão impactar diretamente a economia e a partir da globalização,
verifica-se a capacidade de produção de cada lugar. Santos (2010) explica que “A globalização tornou o território ainda mais
importante, porque a concentração da tecnologia de informação e comunicação diferencia os espaços em função de sua
capacidade produtiva” Neste sentido as mudanças econômicas faz com que se reflita sobre:
a) Definição de quem é nação rica e pobre - A nova ordem mundial define os lugares tecnologicamente mais
desenvolvidos Veja a imagem a seguir dos 9 maiores tecnopolos do mundo.
Veja
Os 10 países mais avançados
tecnologicamente

Japão
Estados Unidos
Alemanha
Suécia
Suíça
Finlândia
Singapura
Dinamarca
Israel
Reino Unido

Fonte: THE FUTUREBRAND 2011-2012


COUNTRY BRAND INDEX (2014)

b) Capacidade de produção de bens de consumo – Os bens de Consumo são definidos como tudo aquilo que é
produzido com a finalidade de satisfazer as necessidades do indivíduo. Eles podem ser divididos em três grupos: Duráveis,
Não Duráveis e Serviços. O impacto da tecnologia na produção de bens e consumos está relacionado diretamente à
capacidade de produção. Quanto maior o investimento maior o retorno.
c) Capacidade de beneficiamento (produção de bens de maior valor agregado) – É a capacidade tecnológica
de beneficiar, trabalhar, arrumar a matéria prima antes de seu uso.
Exemplo: beneficiamento de minérios

2
Não entrando no mérito do que é um “bem-estar” ou uma “facilidade” porque estas possibilitam inúmeras interpretações. O que um
indivíduo julga como positivo, não necessariamente será para outro.

9
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

Segundo Luz (1995), é um processo que consiste de várias operações. Estas visam mudar várias características de um bem
mineral, entre elas: Granulometria; concentração de determinada espécie mineral; e forma. Contudo, os processos não
devem mudar a identidade, tanto física, quanto química do material.
d) Sofisticação da agricultura, isto é o aumento da eficiência agrícola. O uso, por exemplo, da biotecnologia que
tem promovido o desenvolvimento da qualidade, ou dos produtos orgânicos. Ainda é importante citar a necessidade de
preservar o meio ambiente.
Veja o vídeo O Impacto da Tecnologia na Agricultura no endereço
(https://www.youtube.com/watch?v=XrjVnge2D0Q) . Acesso em out. 2014.

6.3 - Mudanças Políticas – As mudança políticas criam novos paradigmas, novos padrões de gestão. O termo
politica segundo Bobbio (2010) é o termo habitualmente empregado para indicar atividades ou conjuntos de atividades que têm
de algum modo, referência ao Estado. São atribuições da política, quando agente, atos como o de comandar algo, o de legislar
normas válidas, o de extrair e distribuir recursos de um setor para outro da sociedade e assim por diante. A política de acordo com
o Conceito,de (2014) é definida como “uma atividade orientada ideologicamente para a tomada de decisões de um grupo
para alcançar determinados objetivos. Também pode ser definida como sendo o exercício do poder para a resolução de um
conflito de interesses.” O Uso da tecnologia provoca mudanças em relação ao poderio militar, determinação de lideranças
mundiais, melhoria da máquina pública, entre outros.

a) Poderio militar – está associado aos investimentos tecnológicos para uso em tanques, jatos, ogivas nucleares,
porta-aviões, submarinos, drones (veículo aéreo não tripulado), a tropa, principalmente em relação a treinamento,
manutenção, manobras políticas e territoriais e traslados e outros. Os Estados Unidos seguem na frente em todos os
rankeamentos sobre o poderio militar no mundo.
Outra apropriação tecnológica cujas consequências estão preocupando os países é o uso da tecnologia para a
ciberguerra3 no ciberespaço 4·, isto é, um conflito entre as nações online, principalmente no que se refere à espionagem e ao
controle.
De acordo com Greenwald (2014) relatando as entrevista com Snowden, a NSA5 está desenvolvendo o sistema de
ciberdefesa através do programa MonsterMind, que teria poder de instantaneamente neutralizar qualquer ciberataque que
seja feito contra os EUA. O sistema também sabe armar um contra-ataque, aparentemente ele se aproveita de algoritmos
que vasculham metadados para analisá-los e diferenciá-los de tráfegos de rede convencionais e tráfego malicioso.

Dica 1- Veja o segundo episódio do documentário Revolução Virtual – Inimigo do Estado no endereço
http://www.youtube.com/watch?v=1X-qMzp_GGQ . acesso em out, 2014

Dica 2 – Veja o mapa interativo das ameaças online no endereço http://blog.kaspersky.com.br/ciberguerra-mapa-


tempo-real-kaspersky/2649/ . acesso em out, 2014

b) Determinação de lideranças mundiais – É reconhecido mundialmente as lideranças mundiais a partir do


desenvolvimento de suas tecnologias.

3
Um conjunto de ações adotadas por países contra sistemas de computadores de outros países, objetivando causar danos ou interrupção de
serviços.
4
Espaço Virtual onde agrega o maior número de redes de comunicação, A maior delas é a Internet.
5
A Agência de Segurança Nacional é a agência de segurança dos Estados Unidos, criada em 4 de novembro de 1952 e responsável pela
SIGINT, isto é, inteligência obtida a partir de sinais, incluindo interceptação e criptoanálise . Para mais detalhes acesse o endereço eletrônico,
disponível em <http://pt.wikipedia.org/wiki/NSA > acesso em out. 2014.fonte WIKIPÉDIA

10
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

Os Estados Unidos são líderes em ciência e tecnologia segundo Corporação Rand. A Dinamarca é considerada um
país líder em tecnologias verdes de acordo com o Relatório elaborado pela consultoria Cleantech e pelo grupo WWF (2014) 6
e outras.
Procure outros países líderes mundiais e envie para o seu professor tutor.
País Liderança em:

c) Melhoria da máquina pública – Não restam dúvidas que a tecnologia pode melhorar a gestão pública, hoje já
estão disponíveis programas que modernizam as prefeituras, principalmente nas áreas de controle de gastos, racionalização
administrativa e automação dos sistemas de fiscalização e arrecadação municipal.
Os programas como as cidades digitais emergem como uma alternativa de potencializar o território de modo
complementar a organização das cidades reais.
Segundo o Portal Federativo com informações das Redes de Cidades Digitais (2014), revela que ainda existem
muitos municípios fora do processo de uso da tecnologia “ menos 957 municípios, espalhados pelos 26 estados brasileiros,
mais o Distrito Federal, têm alguma iniciativa envolvendo o uso da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para
impactar na vida dos cidadãos”.

6.4 - Mudanças Comerciais


As consequências tecnológicas nas mudanças comerciais irão incidir:
a) Na facilidade de comunicação – Quanto maior investimento em infraestrutura de comunicação, principalmente
em computadores, softwares, equipe de TI, uso de redes sociais melhor o retorno para empresa em relação as suas
possibilidades de atuação.
b) Para uma melhor logística, entendendo que Logística é o processo de planejar, implementar e controlar de
maneira eficiente o fluxo e a armazenagem de produtos, bem como os serviços de informação associados, cobrindo desde o ponto
de origem até o ponto de consumo, com o objetivo de atender aos requisitos do consumidor (ALMEIDA) e sendo assim considera-
se que a informação passa a ser um dos elementos fundamentais da logística.
Por exemplo, a Nota fiscal Eletrônica.
c) Para os transportes: Os Transportes podem ser dotados de uma série de recursos tecnológicos. No controle das
malhas rodoviária, ferroviária e portuária, softwares contribuem para integração de sistemas. Verifica-se o uso da telemetria,
uma tecnologia que permite a medição e comunicação de informações de interesse do operador ou desenvolvedor de
sistemas, o uso de coletores de dados nos armazéns para conferência de carregamento e descarregamento, a business
intelligence traduzida como um conjunto de técnicas e ferramentas para a transformação dos dados brutos em informações
significativas e úteis, sistema telefônico com monitoramento de chamadas e utilização de sistema de ERP (software de gestão
empresarial) integrado com todas as informações administrativas.
A visão do transporte público para os usuários deve ser implementada como algo positivo. É importante o tempo
de circulação, a sustentabilidade ambiental, conforto, a manutenção como forma de garantia de se oferecer um bom serviço
e a tecnologia é uma aliada.

6
Para conhecer melhor o relatório, acesse o endereço eletrônico <http://info.cleantech.com/CleantechIndex2014.html > acesso em out.
2014.

11
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

Pesquise pelo menos três modelos de transporte eficiente e verifique a tecnologia empregada.

e) Para controle – Para uma melhor governança e gestão é importante ter controle sobre as ações que são
realizadas em qualquer setor. A tecnologia, através de softwares e hardwares permite aos gestores acompanhar os eventos e
procedimentos a fim de contribuir para decisões estratégicas. São inúmeras aplicabilidade para o controle eficiente, como
exemplo o controle de equipe, o ambiental, o de doenças, o de dados, o para eficiência energética, o social, o financeiro, o de
vigilância e outros.
6.5 - Mudanças Científicas
Tecnologia produz ciência – Há uma perfeita interação entre tecnologia e ciência.
A medida que governos, empresas, academia, órgão de fomento e outros setores investem no desenvolvimento da ciência,
novas tecnologias poderão surgir. Novas pesquisas e as empresas antenadas na competitividade de mercado procuram
incentivar o P&D, a pesquisa e o desenvolvimento para melhoria dos serviços e produtos. Neste sentido, Tecnologia produz
tecnologia.
Facilidades nas pesquisas – de acordo com Santos (2014), a descoberta de novas tecnologias contribui para o
crescimento intensivo da economia e tende a aumentar o rendimento e o PIB per capita. O investimento em ciência,
tecnologia e inovação tem crescido à escala global, embora mais acentuadamente nos países desenvolvidos e em alguns
com economias emergentes.

Onde e como armazenar dados?

Veja o vídeo Armazenamento de Dados (01-02)


https://www.youtube.com/watch?v=zkUBRR6vtoo

7 - Evolução da Tecnologia

7.1 Primeiro Estágio


O primeiro da evolução da tecnologia antecede a revolução industrial que introduziu a fábrica moderna na Europa,
particularmente na Inglaterra. Com ela, os instrumentos de produção deixaram de serem simples ferramentas auxiliares do
trabalho e passaram a realizar múltiplas tarefas que, antes, só o trabalho manual era capaz de fazer. Por isso a “marca
registrada” da Revolução Industrial foi a máquina ferramenta, que só funcionava por meio de um trabalho coletivo. A fábrica
só necessita da supervisão do operário para vigiar o seu funcionamento. Ela também torna possível uma estreita associação
entre ciência e produção, permitindo que todos os processos de produção sejam estudados sem a participação do
trabalhador. O volume de produção encontra-se, agora, condicionado aos limites da máquina e não mais do homem. Por isso
a Revolução Industrial significou um aumento sem precedentes na produção de mercadorias.

12
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

A grande acumulação mercantil do século XVIII permite o surgimento da Revolução Industrial. Junto com o advento da
Revolução Industrial, a técnica aperfeiçoa-se e permite subverter os espaços em uma dimensão bem mais ampla.
Apesar de ter surgido na Inglaterra, já no século XIX a indústria aparece no continente – Bélgica e França – e depois para os
EUA. No final do mesmo século chega aos países europeus de tardia unificação – Alemanha e Itália – e no início do século XX
chega ao Japão.
Foi na Revolução Industrial que surge

– Formação da base científica que explica o universo


– Criação da imprensa
– Criação do método científico
– Institucionalização da ciência na Europa
– A ciência e as técnicas utilizadas para a produção de bens e serviços são praticamente independentes
– Tecnologias importantes
– Livros impressos
– Armas de artilharia baseadas em pólvora
– Construção de fortificações
– Navios para as grandes navegações

7.2 - Segundo estágio


O segundo estágio da evolução da tecnologia vai do período da revolução industrial até a 2a guerra mundial
A SEGUNDA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL, ainda incluída no segundo momento, surge a Segunda Revolução Industrial, em
fins do século XIX. É a partir daí que a paisagem industrial se generaliza pelo mundo. Apesar de contar com estruturas de
organização espacial e temporal baseadas nas noções matemáticas e físicas, surgem alterações no ordenamento espacial
comandado pela indústria. Essa nova situação se torna possível com o desenvolvimento tecnológico. A hidroeletricidade
libera as indústrias de sua rígida localização das minas de ferro e carvão, interligando-se à usina termelétrica. Esse novo fator
põe fim aos limites da propagação territorial da indústria. É com a Segunda Revolução Industrial que a indústria cria um
metabolismo, baseado em produtos artificiais e químicos, que se contradiz ao metabolismo da natureza, dando origem aos
problemas ambientais da atualidade. A partir desse raciocínio, propomos uma análise para ajudar a interpretar questões
atuais como a biotecnologia, engenharia genética, movimento ecológico, biodiversidade, além de indicar mecanismos para a
compreensão, a partir da análise proposta, do terceiro momento, do qual estamos vivenciando. É com a segunda Revolução
Industrial que a flexibilidade toma forma
com as possibilidades da hidroeletricidade e com o petróleo, no que diz respeito à localização da atividade industrial.

Foi exatamente nesta fase que a tecnologia evolui para a utilização de máquinas no processo produtivo. Lembrando
que quando uma maquina é aperfeiçoada, a produtividade aumenta.
A partir deste cenário surgem as Revoluções “do carvão e do ferro”, a Revolução do “aço e da eletricidade”.
Os cientistas não tinham a facilidade que se tem hoje quanto aos intercâmbios de estudos e invento entre os
cientistas e os inventores dos processos industriais. A contribuição inicial da ciência para a Revolução Industrial não foi a de
introduzir o conhecimento científico no processo produtivo, mas, sim a de criar uma ambiência à inovação.
A partir do final do século XIX a tecnologia inicia um processo mais significativo da ciência. Fazem-se presentes: a
Indústria química e o uso da energia elétrica.
Institui-se a partir do desenvolvimento tecnológico um grande potencial tecnológico do método experimental a
partir da comprovação, e o conhecimento dos fenômenos da natureza passou a ser procurado para fins econômicos e não
somente intelectuais.

13
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

Na 2a guerra mundial, em função da necessidade bélica dos países e a competitividade mundial, a ciência se
desenvolve a ponto de acelerar significativamente a produção de tecnologias.
Observem algumas tecnologias importantes desenvolvidas neste período.

• Máquinas a vapor
• Aço
• Conversão eletromecânica de energia (gerador e motor elétrico)
• Automóveis
• Vacinas
• Antibióticos

7.3 Terceiro Estágio


Da 2a guerra mundial até os dias de hoje
A revolução cibernética caracteriza o momento em que vivemos, a partir da transição do capitalismo industrial para o
capitalismo financeiro/flexível, baseado nas novas tecnologias da informação e comunicação. A necessidade de uma
maior produtividade leva a uma reestruturação da base do poder capitalista, que passa a apoiar-se na informação. O
poder neste estágio do capitalismo, viabilizado pelo desenvolvimento das tecnologias da informação e comunicação, é
altamente desterritorializado e dotado de intencionalidades que transformam a percepção da sociedade pela qual sua
lógica passa a se estruturar.
A característica básica desse momento atual pode ser entendida a partir das palavras do autor RUI MOREIRA (1988, p. 9):

Dirigindo os fluxos de energia, objeto e ideias através de seus múltiplos meios (o trem, o navio,
o caminhão, o avião, o automóvel lado a lado do telefone, do telégrafo e da televisão) pelo
mundo afora, a esfera da circulação se transforma numa potência autônoma, abarcando e
fluidificando todos os espaços... Aumenta a rapidez dos deslocamentos, reduz o tempo,
encurta as distâncias, integra os signos monetários, une as escalas, dissolve as fronteiras
regionais, quebra os limites nacionais, unifica o planeta. Arruma sob um só padrão uniforme
todas as paisagens.

É possível perceber a grande densidade técnica do espaço neste momento. O espaço e o tempo tendem a ser
redefinidos para viabilizar a transição do capitalismo industrial para o capitalismo flexível e financeiro, que só se torna real
mediante o desenvolvimento das tecnologias da informação e comunicação. O computador torna-se o símbolo desse
momento atual. O tempo real e o espaço virtual concretizam-se enquanto lógicas culturais e na percepção do indivíduo
comum, associando-se à engenharia genética e a uma nova forma de pensar a natureza. Termos (ou metáforas para alguns)
como o “ciberespaço” surgem para caracterizar a velocidade das transformações do período atual, na medida em que as
mesmas avançam de forma mais dinâmica do que a teoria para compreendê-los, e para denominar o espaço fluido e
vinculado à lógica das tecnologias da informação e comunicação, como afirma LÉVY (1999, p. 92): “Eu defino o ciberespaço
como espaço de comunicação aberto pela interconexão mundial dos computadores e das memórias dos computadores.”
Neste sentido, a capacidade científica e tecnológica passa a ser os grandes ordenadores de desenvolvimento e
Poder.
Em relação aos fatores de produção valoriza-se o capital, mão de obra, matéria-prima e tecnologia, sendo esta a
predominar sobre os demais em valor estratégico.
A competitividade é ditada pela capacidade de inovação e pela produtividade, ambas resultantes da ciência e da
tecnologia.

14
Gestão da tecnologia, recursos e inovação,

Os Países passam a criar organismos específicos, e bancados pelo Estado, para o desenvolvimento de ciência e
tecnologia.
Em paralelo, o desenvolvimento do mercado de capitais provê alavancagem de capital de risco para produção
tecnológica privada.
Os Governos subsidiam e facilitam pesquisa científica e desenvolvimento de novas tecnologias.
Reconhecimento da Ciência e Tecnologia (C&T) como parte fundamental do Poder Nacional.
Conheça algumas tecnologias importantes:

• Energia nuclear
• Aviões comerciais
• Foguetes
• Eletrônica (transístores e CI´s)
• Computadores
• Biotecnologia
• Engenharia genética
• Internet
• Nanotecnologia

Espera-se que a partir desta unidade você tenha percebido a importância da tecnologia nos dias de hoje. Tanto na gestão de
uma empresa, como no cotidiano das pessoas. É importante lembrar que a tecnologia não se esgota a partir da leitura deste
material, pois como se observa já é uma necessidade imposta para melhoria da vida em sociedade, de projetos etc.

15