You are on page 1of 14

COMO USAR A SCHEDULE or GRO\\'Ti':G SKILLS

o propósito deste livro bolso é ajudar na aplicação e contagem da Scliedule of Growing


Skills.Pcde ser usada com qualquer criança desde o nascimento até aos cinco
auo s.levaudo.entre 10 a 20 111S a aplicar.Para cada aplicação será necessário:

· Tbe Cbild Record - listagem de 180 items em sequência desenvolvirnental.

· The Pr ofile (Perfil) - que fornece um sumário visual das perforrnauces da criança.
Será necessário uma nova folba de cada vez que a criança for descrita.Geralmenre três
cópias.com a secção de topo actuando como referencial.

· Th e Ser of Material (Estojo de Material) - incluindo 12 cubos de 2,56 em: tacos, uma
chávena: uma vela .um colar (contas num fio) ; urna boneca: 1;lma escova: uma colher:
uma bola pequena; cartões de cores e um livro de gravuras.E necessário encontrar um
livro pequeno.papel e lápis. um chocalho (roca) : uma bola grande e uma caixa
pequena.

o tso do Livro de Bolso. fornece detalhes de aplicação e contagem.Também explicit a


alguns ít ems mais difíceis de interpretar no Child Records.

APLICAC..\O

o procedimento a seguir é o seguinte


I C' - Seleccionar as áreas apropriadas à idade da criança.

POSTUR..1. PASSIVA - AQUISIÇÕES --- O - 6 MESES


POSTURA ACTIVA - AQUISIÇÕES --- 0- 12 MESES
LOCOMOÇÃO ---------------~----------------- 9 - 60 MESES
AUTONOMIA SOCIAL --------.:------------- 6 - 60 MESES

2" - Em cada área seleccionada é necessário percorrer toda a série. Por exemplo.a área da
Manipulação (Manipulative Skills) está dividida em quatro séries: Mãos (Manipu -
lacão ) ICubos (Construções) / Desenho / e Figura Humana.

:;" - O objectivo é identificar o it ern performetivo mais avançado.que cada criança


consegue realizar.dentro de cada série É »conselliavel o conselho clínico ]lílra prosseguir
are a o nível esperado.ajustando para trlÍs e para a freme até conseguir o n ivcl máximo
esperado da criança. Contudo.não e
necessário uma exig éucia extrema em cad a um dos
u cms.
Cada nem perforrnauvo bem sucedido. eleve ser assinnlado rOI:1 um siual ( ).n'l COIUII,I
elas re spo st as.
4° - Se ficar apreensivo com a qualidade p erformativa da criança.mesmo que ele ou ela
. tenha conseguido completar a tarefa com sucesso, nestes casos deverá ser marcado um
Q .em vez de .na coluna das respostas.assim como na contagem final de cada série ou
area

5° - Qualquer item cio Child Record,marcado por um asterisco.é desenvolvido neste livro
de bolso.

6° - Todas as áreas com Skills relevantes devem ser executadas da forma acima descrita.

CONTAGEM

1 . Para se obter o total de cada área.sornam-se os pontos conseguidos em cada série.Os


números colocados à direita de cada item.indicam a pontuação conseguida.

- item.mas conseguir
2 . Se uma crianca~ falhar alzum realizar outro (seguinte)
••.......
da mesma
série.é apcutuação mais elevada que coma.

3 . Nas três áreas - Skills Visuais, Audição e Linguagem e Fala e Linguagem - a pri -
meira série de cada área.não é apropriada para crianças com mais de 12 meses. Se cri-
anças mais velhas se situarem nestas áreas.deve-lhes ser atribuída a pontuação máxima
de cada série.mesmo que esses iterns não lhes tenham sido aplicados.

4 . Nesta altura.a contagem final pode ser trausferida para a folha de Perfil.Antes deverá
ser preenchido o cabeçalho da folha.corn os dados pessoais da criança.

5. Marque com uma linha griossa.através do perfil.a idade cronológica da criança. Se a


idade exacta não estiver contemplada na carta de perfil.deve ser considerada a idade
imediatamente abaixo.
EXCEPÇÕES a esta regraocorrem se a criança tiver mais de quatro ano s.Se a idade
actual está entre os '4 anos e 6 meses e os 4 anos e 11 meses, a linha de intercepção deve
ser marcada entre os 48 e os 60 meses. Se a idade estiver entre os 4 anos e I mês e os .:+
anos e 5 meses.desenha-se a linha ao nível dos 48 meses.Contudo.a idade cronológica
exacta deve ser escrita na margem .a o lado da linha desenhada.

6 . A contagem total das diferentes áreas deve ser assinalada na coluna apropriada da
cana de perfil e a idade que está na margem também deve ser salientada.

7 . A leitura através do Perfil.para a direita ou para a esquerda equivale a idade ele


desenvo lvimento.

s .O mesmo devera ser feito com todas as áreas.tomando assim possível comparar áreas
fones e áreas fiacas auavés do Perfil.

l) . No que respeita á qun lid adc p erfo nuru iva cios Skills.devem ser assina lada s com um ..:..
.n a COIUll,\ apropriada

1 (J Os traços do Perfil cI:::\e m se r feu o s ele f0I111:\ a tornar le aive] quaisquer COp:,I~

IL! uua S (fo t OCÓpi8 s)


11 Finalmente.usando a experiência profissional e a informação dada pelo Perfil, a
performance das crianças pode ser interpretada.Nesta altura, completa-se a secção de
topo do Perfil. - Recomendações / Observações).

NOTAS PAR<\. OS ITEMS DO TESTE

SKll..LS DE POSTURA PASSIVA

· POSIÇÃO EM SUPINO
A criança está deitada de costas Duma superfície firme.A postura é observada e pon-
tuada (assinalada).

· SLJSPE~SÃO VENTRAL
A criança está deitada de barriga para baixo.sobre as mãos do examinador (coloca -
das no abdômen e DO peito) serni-erguida.A postura é observada e assinalada

· PUX.AR PARA SENTAR


Da posição em supino.a criança.é puxada pelas mãos até ficar sentada.A reacção a
este movimento deve ser observado e assinalado.

· POSIÇÃO SENT.A..DA ( COM APOIO)


A. criança é ajudada a sentar-se.O examinador ampara-a com as mãos.

SKILLS DE POSTl!.RA ACTIVA

· POSIÇÃO PRONO. _
A criança é deitada de barriga para baixo numa superfície firme.A postura é obser -
vada e registada .

. SENTADA
Senta-se a criança numa superfície finne.Gradualmeme o examinador retira-lhe a
ajuda.Anota-se a habilidade demonstrada na manutenção desta posição. Caso a cri-
ança fique sentada com facilidade.então coloca-se em posição prono e encoraja-se
~ que volte a se sentar sozinha.

· DE PE
Ajuda-se a criança a ficar de pé (pelas mãos/braços). O tipo de ajuda requerido deve
ser anotado.
Ver em que circunstâncias a criança fica de pé.Ajudada. sem ajuda. apoiada a uma
cadeira.mesa baixa.etc. ou se se levanta do chão (sentado) e fica de pé.

S K! L LS n E L O C () :\1 O Ç.~ O

. 1\10\'IMEl\iTO E SALANÇO
Observ.n m ent amem e os progressos no solo.p artiudo ela p os.cã o p rouo.ou com uma
criança mais ve lh a d;1 po sicã o ele pé.Se for apropriado.encorajar acrinnca a a n d ar ú
volta do quartoapnh ar um brinquedo do chão e correr.

o acesso à locomoção é extremamente importantefalhar /11111I destes it ems pode


conduzir a 11/71 diagnóstico de dano/prejuizo.no que se refere à capacidade do
motricidade grosso.

23 . "Ca tinh ar=Deve ser relatado se a criança anda de quatro (pés e mãos). Ião inclui
estar estendido sobre a barriga ou algo análogo.

31 . "Andar em bicos de pés" Pergunta-se à criança se consegue andar em bicos de


pés.se a criança mostrar não enteuder,o examinador deve dernoustrar.A criança
deve ser capaz de andar em bicos de pés sem ajuda.

32 . "Correr em bicos de pés" A qualidade desta perforrnance deve ser claramente


demonstrada. Pretende-se uma habilidade efectiva.um correr balanceado em bicos
de pés.sem muita ajuda dos braços para estabelecer o equilíbrio.

3-t ~ "Andar sobre os calcalhar es" no mínimo quatro passos. Os dedos devem estar a
2,5 em do nível rios calcalhares e manterem-se grosseiramente nessa posição.São
permitidas três tentativas.

35 . "Fica n um só pé"( direito e esquerdo),8 segundos.No .seu pé preferencial a crian-


ça é capaz de executar a tarefa neste período de tempo.com os braços dobrados.
Dificulda des no eq uilibrio podem ser siguificantes. assim. mais uma vez a marca
da qualidade performativa deve ser assinalada.ainda que a criança complete a ta-
refa.

ESCADAS
Se possível.observar a criança subindo e descendo as escadas.No caso de ser dificil .
deve ser providenciado um "aparelho com pelo menos três deg:raus.Orelato dos pa-
is.nern sempre inclui detalhes importautes.A observação é sempre preferível.

39. "Sob e sózinbo(com alter n ância) e desce( 2 pés por degr3u)".A confiança ne s-
tes movimentos deve ser anotada assim como a sua realização.

40. "Sobe e desce escadas sózinho", Um pé por degrau.à maneira cio adulto.sem a111-
paro/corrimão.

SKILLS DE MAl\'IPlILAÇ..\O

MAOS
A qualidade rnaniuulativa é extremanenre imp ort ante.Estes testes podem
dar.relativamente cedo. indicações satisfat órias ou ele tremores grosseiros.com os quais
se pode um diagnóstico
construir significativo.
A posição e os moviment os ela mão das crianças podem.ser observados oferecendo-lhes,
um objecto pequeno ( como um cubo de 2.5 em). Se ela não cOllseguir agalTClr dois ou
mais.d eve-Ib e ser oferecido um objecto ainda mais pequeno (por exemplo.levantar uma
pequena b o la .le p apel l.obscrvar c anotar a forma C01110 o é1g:lr-
ra (grasping i.Observe.qual elos dois objectos atira para o ch ão ou ;10 couuariocom qual
dos dois brinca/jog aAo mesmo tempo podem ser verificados os it erns 1-+6- 51. da
série ··.JOGO" Dá-se il criança um livro pequeno.observando-se J forma como vira as
folhas (isto também pode ser feito em conjugação com os u ems 8~ e
85"COfvrrREENSÃO VISUAL").

53 . "T:1COS para uma taça em 30 segundos.Três tentativas"


54 . 15 tacos são colocados no lado preferencial da criauça.convidaudo-a a pó-los um
a um. para dentro de uma taça/cesto, o mais rapidamente possível. A melhor das
três tentativas.depois dos 30sg. é que é cotada,(HolU 965). O ítem 156 "TOMA
A SUA \ -EZ NO JOGO" pode ser verificado na mesma altura.

CUBOS
55. "Construindo uma torre" São mostrados bastantes cubos (2) cm).com os qua -
58. is se constrói uma torre e se derruba. Encoraja-se a criança a construir uma torre
tão alta quanto possível.

59 ."Copiar a ponte". O examinador ccutrói uma ponte com três cubos, ernfreute da
da criança. deixando-a como modelo.Deve observar-se se a criança utiliza .corn -
p arativamente ) as duas mãos na construção do modelo.O interesse da criança po-
de ser estimulado .passando um combóio imaginário (um lápis) por baixo da p on-
te.encorajando-a a construir uma ponte para o seu próprio comboio.

60. "Construir três degraus com 6 cubos depois de demonstração e ensinamento".


O examinador demonstra como construir :3 degraus com os 6 cubos. deixando o
modelo na mesa.Dá os 6 cubos à crial~ça para que copie.

DESE~HO
Dá-se a criança papel e lápis e convida-se a desenhar. Observa-se o traçado livre ( ra-
biscogaratuia I:: o score apropriado. hnitoção. significa que a criança vê o examinador
desenhar uma linha e depois tenta fazer igual.Copio .significa que a forma desejada é
feita pelo examinador.fora da vista da criança e depois convida-se a .. desenha uma igual
a esta

63 . "Imitar uma linha ver tical ou Hor izontnl". Aceitar se for uma linha descomí-
'nua .razcavelmente direita .n a direcção cena.

64 ... Cop iarZlm ita» o círculo". Aceitar um círculo que seja grosseiramente redondo
e descont 111UO.

65 . "Copiar :1 cruz". Aceitar a cruz. se a criança desenhar. deliberadamente . duas


linhas rectas cuja int ercep cã o seja grosseiramente de 900.

66. "Co p ia ro quadrado". Aceitar um qudrado grosseiro, Não necessariamente com


os quatro lados iguais,

FI G l :RA H l',\ I A l\' A


Dá-se ,à criança papel e lápis - 11111' lápis' grosso. Não é justo/correcto.lápis finos nesta
iclade.E pedido à criança que .. Desenhe oflg/(/'{/ de 1/11I HOI7lt.'llI·'. E necessário cuidado
p ara não lhe dizer que ponha mais isto ou mais aquilo.Ao e-caminador :-;(') c permitido
-
perguntar --j;1 acabaste?" "Queres fazer mais alQul11;1 coisa:"
, -
(,7 . "Ca b cc n e UI1l;\ o u tr a p a r t c ". Com a cnbeca redonda .fica 1l01111:i1I11Clllc
completa. lllciiL';lcões de 11111él ou duas carnct eristicas .ou part es.p ode ser clacl"
68. Desenha a figura humana com cabeça, tronco. peruas e (usualmente) braços ou
dedos.

69. Desenha a figura h u m a n a completa (cabeça, tronco, peruas. braços e outras ca-
racteristicas.

SKILLS \TJSUAIS

COi\1PREENSÃO
Estes testes.se a criança desenha.significam que em termos de estimulação visual ela está
habilitada a responder com propriedade.Preferencialmente deve observar-se a criança
quando ela olba com interesse para actividades à distancia.através da janela e põe
questões /perguntas.Se isto não for p ossivcl.perguntar à mãe se a criança o costuma
fazer quando vão passear ou' andar de carro.etc. J

84 . "Recoohece detalhes num livro de gravuras"Nesta idade as cnancas vem as


imagens como um todo (mãe e bébéj.An otar, se uma boneca ou um ursinho
sem características irnp ortanres é vista corno se estivesse completa (detalhada). (ver
também os ítems 51 e 52).

85. "Reconhece pormenores/detalbes nas gravuras dos livr-os'Detalhe importante


pode' ser os olhos do ursinho (se o urso-não é a principal imagem da gravura) ou,
os atacadores.

86 . "Combina duas cores pr iru ár ias" .Não necessita saber o nome das cores.

SKILLS DE AUDIÇ..\O E LJ.:'\'GUAGEM

FUNÇÃO
A capacidade auditiva é testada pela observação da reacção da criança a sons
específicos.Procura com O olhar quando a mãe (ou outrofamiliar) fala com ela enquanto
a. muda ou aconchega no regaço.

COMPREENSÃO
Deve ser testada quando mostra interesse pela audição sonora. Procura a fonte sonora,
voltando a cabeça (e não apenas os olhos) e é activa lia audição de sons variados.

Anotar se ela mostrar compreender o significado ele sons comuns (não-não/adeus/olá )


ou responder ao seu IHÓI)Jio nO,me.

,98. M os tr a co mpr eend er o nome de objectos familiares ou péssoas."Acriança de-


\e responder pelo olhar ;1 questões como: Onde está o teu casaco') /carro /ursinho
:' a marnâ? etc.

99. "Consegue sclecion:ldpcgar dois objectos dú ch o ,» pcdido."Colocam-se


â em
frente da criança qU<lHO objectos ( chávena. colher.houeca . escova í.A criança
eleve responder apropriadarnent e a duas insuucõ es ., rno st ra-rne . "
100 ."Consegue a p o n tar duas pa r tes do corpo, a p edidormostra-me as tuas mãos"
"mostra-me o teu nariz"

101 ."Consegue apontar partes do corpo da bo n eca ,a pedido""J'v1ostra-me onde


estão os olhos da boneca') E a barriga da boneca')

102 . "Consegue realizar um pedido com duas ordens" Colocam-se os objectos à


frente da criança e pede-se para dar de beber à boneca.

103 ."Mostr<l compreender acções usando imngeos"Usando o Picture Book- pág 1-


pergunta-se: Quem está a dormir? ... a comer') ... a correr') ... sentado')
São necessárias :3 respostas correctas para passar este item.

104. "Mostra compreender as funções dos objectos usando gravUl'as"Utilizando a


pág.2 do Picture Book.perguntar.Qual destes objectos utilizamos para beber') ...
para dormir? ... para dar pontapés /chut ar? ... para pentear o cabelo'). São neces-
sárias três respostas correctas.

105. "Segue instruções que envolvem preposições" coloca-se à frente da criança -


uma colher . escova. taça. boneca e urna caixa . Dá-se a seguinte instrução:Põe
a colher em baixo da caixa/ A escova dentro da taça .' Senta a boneca na caixa.

106. "Mostra entender adjectivos d e tamanho". Usando a pág. -L perguntar: Qual


deles tem o nariz mais pequeno') ! Qual tem a cauda/rabo maior')

107. ··.\10stra entender as Neg a tivns ". Usando a pág. 3. perguntar: Qual deles nã o
tem sapatos') í Qual deles riâo está a. beber? / Qual deles não é uma colher"
Para passar este item. todas as respostas devem ser correctas.

10S. "Segue uma ordem COI11 duas instruções" Exemplo: .. Põe a boneca na cama e
depois vai tocar na p ort a

109:'~10stra entender questões mais complicadas" dando respostas apropriadàs.Ex .


.. O que farias.se caisses e magoasses o teu joelho? /0 que. falias se te perdesses')

110 .' "vl ostr a entender o uso de n eg a tivas em pedidos complexos=Colocar a escova
a taça e a colher e perguntar: Qual deles não é nem para comer nem para beber')

11 J. "Segue UI11:1 ordem com três instruçôestExemplo: Ames ele dares a taça à mãe.
coloca a colher no chão e dá-me a boneca. A ordem deve ser seguida pela ordem
correcta.para passar este item.

FA LA E LI'IG lIAG EM

VOC.-\L1ZAÇÕES
Os sons que a criança produz esp ontaneamcm e.em brincadeira.responsivamente ou por
imit acâ o devem ser an ot ad o s e COlados.
LINGUAGEM EXPRESSIVA
Porque a linguagem é. um skil] muito complexo nem todos os aspectos podem ser
avaliados com segurança na prática clínica,por alguém que não é familiar da criança.Os
pais são geralmente uma fonte exacta e fidedigna de informações.assim se eles se
mostrarem ansiosos acerca da linguagem /fala dos seus filhos.devem ser ouvidos com
arenção.A ansiedade exagerada acerca destes aspectos da comunicação é rara, mas
muitos pais referem dificuldades em ouvir de outros serviços e reconhecer que de facto
pode haver problemas a esse nível.Por isso o acouselhament o correcto e atempaclo pode
evitar prejuízos para a criança e sofrimento/preocupação, mais tarde.

123. "Junta duns ou mais palavras para formar urna frase simples" [;'1):0 pai
saiu I Mais leite.vl-Jão contabilizar a erudição frásica- Exp. "Ames de tu seres".

129."Consegue dar um relato apropriado de acontecimentos recentes" Exp: "O que


comeste ao pequeno almoço') I Como vieste para cá')

130. Discurso fluente e percebido pelo examinador sem interpretação.

131. Mostrar à criança a página 4 do livro de gravuras e pedir-lhe que conte uma his-
132. tória a partir das imagens. Contabilizar o item J31 .se a criança produzir uma fi-a-
se com cinco ou mais palavras, usando a estrutura correcta - S. v. O. (o rato está
sentado na mesa). Se ela usar uma linguagem.correcta.fluente e variada de toda a
sequência de accntecimentos.usaudo os nomes correctos e uma variedade de pa-
lavras,então cotar pelo item 131.

I :;:;.Collsegue.fazer a interpretação de acontecimentos. Usando a págA do livro de


imagens.perguntar: .. Porque está o gato p'erseguil1ào o rato')" "o que aconteceria
se o rato não conseguisse entrar no buraco')"

SKlLLS DE fNTER~CÇ.~O SOCL~L

COMPORTAJv1ENTO SOCIAL
A observação pode requerer informações complememares.Anotarhegistar o modo como
a criança reage aos carinhos e brincadeira materna. Oferecer um brinquedo à criança e
observar a sua reacção assim como ao que se passa à sua volta. Tirar-lhe o brinquedo e
reparar se fica zangada ou frustrada. Perguntar se a criança copia as actividades próprias
de casa (limpar o pó /escovar /rnisturar comida) e se fica zangada quando não lhe
permitem fazer o que quer. Observar se possível.actividades de jogo com outras crianças
e se partinha C0111eles os brinquedos.

142 ."Resiste e rebela-se quando con trariada" Relatos da percepção da criança


quando é contraria da.por exemplo "desligando a TV. durante a refeição" ou
quando distraído/absorvido na brincadeira é obrigado pela mãe a ir para a mesa"

l..+-L"[ntcnde a p a r tilh a dos jogos e d a a ten çâo do a dulto=Perguntar aos pais se a


criança partilha (jogos e guloseimas) aLI se é egoista .C0I110muitos silo nesta ida-
cI c. .

1-l5,"!'.losrra pr co c up a cii o pelos irmãos c co m pn nh eir os ' Perguntar directamente


é obter :1 resposta apropriada.Assim eleve dar-se o exemp lo: Algumas cri.mca s
parecem preocupar-se com OS seus irmãos e amigos se eles têm problemas ali
se se magoam e outras não.O que faz o seu filho(a) nestas circunstâncias?

1-.+6."Confonam activa m en te os irmãos e companheiros" Os pais devem ser inter-


rogados desta maneiraEuconuamo s algumas crianças que quando os irmãos ou
amigos se magoarn.o s confortam.outras há.mais práticas que partem logo para o
auxílio/ajuda imediata. Corno se comporta oseu filho(a) nesta situação. Devem
dar uma resposta definida e honesta.

1-.+7."Nomeia o melhor amigo"O examinador pergunta à criança - Quem é o teu


mellior amigo? Deve ter-se em atenção se a resposta é dada rápida e definitiva -
mente ou se a criança procura alguém para nomear.

BRINCAR
P8."Quando se oferece uma roca à criança .ag arr a-a e abana-a p ar a produzir
som "Repare na reacção dela quando a roca lhe é oferecida.

1-l9.''Encontra um brinquedo parcialmente escondido" Obtenha o interesse da


criança por um brinquedo.depois tire-lho gentilmente e esconda-o parcialmente
debaixo de uma peça de roupa.de um cobertor.de uma caixa.etc.Observe se ela
consegue encontrar o brinquedo de novo.

130"'Rapidamente encontra o brinquedo escondido" Como anteriormente esconda-


-o mas desta vez completamente.

131.'Txplora pr o pr ieda d es e possibilidades de brinquedos e de outros objectos


com interesse" Ofereça-lhe um brinquedo Oll um objecto mais complicado para
ver se a criança o examina cuidadosamente de modo a descobrir como é que fun-
ciona e para que serve.

132.'·Aguarda :1 sua vez no jogo"Este ponto pode ser medido objectivamente.Dep o is


da criança ter introduzido os tacos/pregos/cavilhas na taça.copot pontos 53 e 5.:1 )"
pode ser introduzido um jogo à vez iniciando o examinador por colocar um prego

e pedindo à criança que o imite. Pode ter continuidade. adicionando um prego de


cada vez. Pode assim observar-se se a criança tem o conceito de pegar a vez.

I 37.'·.Jogo cnmplicado.co op erntivo e imaginativo"É melhor dizer aos paisalgumas


crianças desta idade. gostam de jogar com outros à vez à vez e de coop erar.en-
CjU,1I110 que outros preferem brincar sózinhos.corno acha que o seu filho tende a
brincar nestas circunstâncias')

Al·TONO~lI.-\ SOCIAL

ALlivl E T.-'\(AO
isto requer 1I1ll relato dos pélis.:I I1~O ser que <J CJl<1J1ç;J seJíI observada em casa OLl no
i11LlJ1[ ;iri O.

1 óC).COr11C' h n h ilm e n t c com p e q u cn a ;1.iu(\:I"Na nOS:;;1 sociedade murnculunal.velhos


macios d e contagem. usando det ermin ad o s élnigos ele cutelaria. nem sempre 550
apropriados.Crianças ocidentais já deviam neste momento ser capazes de utilizar
a colher e o garfo. Contudo algumas culturas possuem habilidades relativas ao
cOl1:er com os dedos.Desde que os pais o sintam/considerem correcto.a contagem
é positiva.

170."Come sem ajuda" Procuramos encontrar uma criança de cinco anos que consi-
ga sem ajuda.sentar-se à mesa e comer toda a refeição .sózinho.

CUIDADOS PESSOAIS

171."Dá s inal/avisa se tem as cuecas/calças molhadas ou suj as'T'er guntar à mãe, se


a criança dá sinal de estar molhado ou sujo.para ser mudado (aparte o cheiro).

172."Chama a atenção para as suas necessidades,por impaciência ou 'verbaliza-


ção " Perguntar à mãe se a criança pede ajuda.com antecipação.para as suas ne-
cessidades por acções ou verbalizacões.

177. "Lava e limpa as mãos e escova os dentes" Perguntar aos pais: O quê que ela
faz por si própria.no que respeita à higiene '). Se não mencionarem o escovar os
dentes.incitar à questão.é deduzir urna resposta correcta. O nível deste skill deve
comtemplar os cuidados de vida diária.Se a mãe ajudaocasionalmente.isso não
é contabilizado.

178."Veste-se e despe-se sózin ho (excluindo atar os sapatos)"De novo se questio-


nam os pais.O que obviamente implica que. embora a criança tenha feito aqui-
sições.prefirarn responder com iodo o cuidado.

179."La\'a e seca a cara e mãos com competência" Perguntar aos pais como vêm
a situação. Pelas suas respostas pode ser possível saber se tudo é feito com
competência pela criança.ou se têm que ser vigiados e obrigados a fazê-lo no-
vamente .embora para eles esteja bem feito.

180." Veste-se e despe-se sózinho (incluindo acacadores)"Aos cinco anos de idade


.esp era-se que a criança seja capaz de se vestir e despir sozinho e com cornp e ~
tência.Isso é essencial para não estar em desvantagem na sua escolarização.
Atacar.inclui botões.carcelas (abotoadeiras de canadiana l.O uso do fecho já de-
ve ter sido adquirido anteriormente.

Traducâo livre de
I
I
I
I
,
\
\

\
f
I \
/

j
/
{

~'1J \
,
,

J \
i ~
J
/

{
j I
\
!

\
\
\

\
\
~
{. \
\
liI
I
I
I
I

I
I

I
.::--- --,'
."--~-. -----
'. .,
I ..... -"
i .:
" •• - --- I

I : ·:', l.·~.·,.
..::' ~."
iI .'
. ..' .:::------:-.
~: ,

'.'.'~".
...:...--:::::_ ...
"".~
, ,.

'~:'
~--_ ..
-<:)
c_. __ ------~l~~~~
I I
I
i

I
I
I
I
i
i

I
I
I
I
,,
,

r ,

[I
L----~
I

I ~
. I .i
,

'o o o',

1
!

fi·
;
I
-:
I I -~Vf
!I
.i
í

\\ I
f========~~ . ~~ ..... I
I

II
I I - I
i
I . I

. -
• <l

Related Interests