Вы находитесь на странице: 1из 34

 INTELIGÊNCIA: cognição, cultura e emoção.

 HABILIDADES: memória, atenção, destreza,


raciocínio lógico, etc.
 PERSONALIDADE: impulsividade, tolerância a
frustração, agressividade, relacionamento
interpessoal, maturidade, autopercepção,
estabilidade emocional, adaptação a normas,
altruísmo, autoconfiança, etc.
 Imprescindíveis: apresentação pessoal, atenção difusa,
capacidade de acatar normas e regras, capacidade de
adaptação, controle emocional, dedicação, discernimento, bom
senso, disciplina, honestidade, imparcialidade, prudência,
rapidez de ação e reação e responsabilidade.

 Muito necessários: Atenção concentrada, capacidade de


observação, dinamismo, educação, energia/autoridade,
iniciativa, memória fisionômica, memória visual, organização,
percepção, resistência à frustração e sociabilidade.

 Necessário: Fluência oral, inteligência (raciocínio


dedutivo/indutivo), persuasão e raciocínio verbal.
 É responsável pelo policiamento ordinário,
pelas missões de policiamento ostensivo a pé e
com viaturas, que cobrem as áreas
determinadas por doze zonas de policiamento
(ZPOL), executadas pelo efetivo de três
batalhões (1º, 2º e 10º BPM). As ZPOL
desenvolvem um trabalho conjunto com a
Polícia Civil e, geralmente, localizam-se nas
delegacias dos bairros.
 Iniciativa
 Resistência a fadiga
 Atenção concentrada e difusa
 Memória visual/fisionômica
 Destreza
 Inteligência no mínimo mediana
 Controle emocional
 Agressividade controlada
 É responsável pelo policiamento desenvolvido
em sua maioria, com parceria com outros
órgãos públicos, que tem como característica,
além do policiamento em si, a demanda e
população diferenciada.
 Responsável pelo policiamento de preservação
do meio ambiente e nas situações em que
ocorrem os crimes ambientais, trabalha muitas
vezes em conjunto com o Instituto Brasileiro
do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais
Renováveis – IBAMA;
 Facilidade em lidar com animais
 Disponibilidade para viagens
 Conhecer as regras ambientais
 Cautela/paciência
 Atua no policiamento e guarda externa das
casas penais da região metropolitana, que por
ocasião de rebeliões e, nos casos de invasões,
trabalham em conjunto com as tropas
especializadas;
 Destreza
 Atenção difusa
 Resistência a fadiga
 (introspecção)
 Agressividade controlada
 Apesar de não estarem na capital, entram no
rol dos batalhões especializados por
desenvolverem policiamento específico com
a utilização de búfalos e atenderem a
população ribeirinha;
 Iniciativa
 Resistência a fadiga
 Atenção concentrada e difusa
 Memória visual/fisionômica
 Destreza
 Inteligência no mínimo mediana
 Controle emocional
 Agressividade controlada
 Habilidades de montaria
 Atua nas ações que envolvem crianças e
adolescentes em risco ou em conflito com a lei,
trabalhando em conjunto com a Delegacia de
Atenção ao Adolescente – DATA, e com os
Conselhos Tutelares;
 Agressividade controlada
 Memória visual
 Conhecimento técnico específico (ECA)
 Altruísmo
 Policia os pontos turísticos ou áreas de maior
concentração desse público, inclusive
aeroporto, rodoviária e hotéis, com alguns
policiais com domínio de outras línguas,
facilitando a comunicação com turistas
estrangeiros, bem como possuem informações
específicas adquiridas em cursos em parceria
com a Companhia Paraense de Turismo –
PARATUR;
 Facilidade de comunicação
 Extroversão
 Iniciativa
 Agressividade controlada
 Atenção concentrada e difusa
 (saber outra língua)
 Exerce o policiamento nas escolas e redondezas
como atividade fim, porém participa ativamente
no policiamento preventivo com o auxílio de
palestras nas escolas, para a clientela estudantil e
seus familiares, como forma de aproximação
dessa comunidade para fornecer esclarecimentos
sobre os riscos das ruas.
 Inteligência no mínimo mediana
 Altruísmo
 Facilidade de comunicação
 Extroversão
 Conhecimentos técnicos específicos (ECA) e
outros.
 Foi criado em 15 de outubro de 1999 com o
objetivo de somar forças na solução eficiente de
ocorrências especiais, tendo como missão o
planejamento, a coordenação, o controle, a
execução e a instrução das atividades
especializadas de policiamento repressivo em
todo o Estado do Pará.
 Na estrutura organizacional da PMPA, o CME
aparece como gerenciador das ações típicas de
missões de caráter especial, tais como crises
com refém, controles de manifestações,
policiamento em eventos, tanto desportivos
como religiosos, culturais e políticos, além de
ocorrências policiais de grande magnitude,
defesa interna do Estado e preservação da
ordem pública.
 O CME atua como tropa de recobrimento, ou
seja, não tem uma área territorial específica que
seja de sua exclusiva atuação, pois ele atua em
todo o Estado.
 Atualmente possui aproximadamente 800
homens divididos em 07 unidades, todas
localizadas na capital do Estado, e é tropa
reserva do Governo do Estado, acionada
somente quando a situação realmente exige.
 É a tropa mais antiga da PM, criada em 1817,
antes mesmo da própria instituição, possui tropa
montada em Soure, Castanhal e Santarém, e tem
como principal função o policiamento montado
de choque e controle de distúrbios civis, cobrindo
ruas, praças desportivas, executando o
patrulhamento na prevenção de ocorrências;
 Facilidade em lidar com cavalos
 Habilidades em montaria
 Agressividade controlada
 Resistência a fadiga
 Atenção difusa
 Criado em 1992, atua tanto na capital como no
interior do Estado, no controle de distúrbios ou
qualquer manifestação civil, revistas em casas
penais, reintegração de posse e demais
ocorrências policiais de grande magnitude;
 Controle emocional elevado
 Espírito de corpo
 Resistência a fadiga
 Disciplina consciente
 Facilidade em seguir comandos
 Criado em 2001, atua em ocorrências de alta
complexidade, como assalto com reféns,
rebeliões em casas penais, combate a gangues,
operações diárias de fiscalização e ocupação
operacional nos locais que registram alto índice
de criminalidade, recobrindo todas as Zonas de
Policiamento;
 Iniciativa
 Controle emocional
 Resistência a fadiga
 Resistência a frustração
 Agressividade controlada
 Atenção concentrada e difusa
 Destreza
 Inteligência no mínimo mediana
 Memória visual/fisionômica
 Criada em 2001, apesar de ser remanescente do
Canil Central da PMPA criado em 1974. O Canil,
como permanece chamado até hoje, é
responsável pelo policiamento ostensivo,
operações de busca, resgate e salvamento de
pessoas, controle de rebeliões e detecção de
entorpecentes e explosivos;
 Facilidade em lidar com cães
 Habilidades em adestramento
 Agressividade controlada
 Atenção concentrada
 Criada em 1999, apesar de a oficialização legal
ter ocorrido em 2001, realiza o policiamento
ostensivo em toda a malha fluvial do estado, nas
comunidades ribeirinhas do entorno e,
excepcionalmente, na costa marítima. Atua no
combate ao Tráfico de entorpecentes, realiza
ações sociais e preventivas, contribuindo e
dando suporte ao policiamento terrestre;
 Controle emocional
 Atenção difusa
 Habilidades específicas (natação)
 Conhecimentos técnicos específicos (OPERIB)
 Criado em 2004, formado por efetivo de policiais e
bombeiros militares, efetua o patrulhamento
urbano e rural, com apoio a operações de alta
magnitude, atuando em resgates, combate e
erradicação de plantações de maconha, apoio em
reintegrações de posse e em cerco de quadrilhas,
bem como no auxílio social com o trabalho em
conjunto com a Secretaria Nacional de Saúde na
entrega de medicamentos ou no transporte aéreo
de pessoas em risco nas localidades de difícil
acesso;
 Curso de piloto (oficiais)
 Curso de tripulante (praças)
 Controle emocional
 Atenção concentrada e difusa
 Inteligência no mínimo mediana