You are on page 1of 8

SINOBRAS

Informativo da Siderúrgica Norte Brasil S.A.

Ano 01 I Nº 01
Setembro/Outubro I 2009

Projeto SInergia

Equipe implanta sistema


de gestão integrada

IV SIPAT Fipa Conquista


Colaboradores participaram SINOBRAS mostrou a Siderúrgica foi destaque
da 4ª edição do evento força do aço no evento 2008 no Prêmio ORM/ACP
SINOBRAS implanta
2 I SINOBRAS I Setembro/Outubro de 2009

Editorial Projeto SInergia


S
Esta é a primeira edição do inergia: Não foi à toa que a SINO- Segundo Ian Corrêa, vice-presiden-
Informativo da Siderúrgica Norte BRAS escolheu este nome para deno- te da SINOBRAS, essa iniciativa objetiva,
Brasil S.A. – SINOBRAS, que ins- minar seu projeto de implantação do através de inovação tecnológica, integrar
talada em Marabá está realizan- novo sistema de gestão integrada, iniciado as atividades das áreas e seus processos
do muitas transformações econô- no dia 12 de agosto. De origem grega (sy- de negócio, centralizando o armazena-
micas e sociais no Pará por meio nergeia), a palavra quer dizer cooperação mento de informações.
da produção do aço. ou esforço simultâneo de vários fatores “O nome SInergia representa a
Responsável pela fabricação que contribuem para a realização de uma união de esforços, que durante os próxi-
de uma linha de produtos para o função ou objetivo em comum. mos 5 meses serão imprescindíveis. Para
mercado da construção civil, a Formada por uma equipe multidis- ajudar nesse desafio, a presença da Soft-
SINOBRAS trabalha muitas ações ciplinar composta por 17 colaboradores tek, que tem uma experiência interna-
na área industrial, no sudeste do da SINOBRAS que estarão envolvidos cional nessa atividade, será de extrema
Pará, e nas fazendas de reflores- integralmente com o processo, o Proje- importância”, comentou.
tamento, nos municípios tocanti- to SInergia também terá o apoio de 19 A implantação do software que co-
nenses de Araguatins e São Ben- consultores da Softtek, empresa multina- locará todos os módulos do sistema da
to do Tocantins. Nesta edição e cional contratada para a implantação do empresa funcionando simultaneamente
nas próximas, você leitor, ficará sistema SAP, o mais utilizado pelo setor vai durar cinco meses, sendo que em 1º
sabendo o que está sendo reali- siderúrgico e pelas maiores empresas do de janeiro de 2010 o sistema SAP entrará
zado pela SINOBRAS, a exemplo mundo. em operação definitivamente.
da implantação do Projeto SIner-
gia, criado para pôr em prática o
SAP, o novo sistema de gestão da
empresa. O Informativo mostrará
ainda a primeira participação da
siderúrgica na Feira da Indústria
do Pará, realizada em Belém,
bem como a conquista do Prê-
mio ORM/ACP 2008 como “Em-
presa Destaque” na categoria
Siderurgia e Metalurgia, recebido
no início do mês de junho.
Os preparativos para a IV
Semana Interna de Prevenção de
Acidentes de Trabalho, o primei-
ro carregamento de carvão vege-
tal realizado pela SINOBRAS Flo-
restal e as parcerias e patrocínios
firmados pela empresa com ins-
tituições locais tais como o Par-
que Zoobotânico de Marabá e o
Águia Futebol Clube de Marabá
também estão em pauta.
Desejo a você uma boa lei-
tura e espero que este informati-
vo seja um canal de conhecimen-
to sobre o que é a SINOBRAS.
Até a próxima.

Ian Corrêa
Vice-presidente
SINOBRAS

Ian Corrêa no lançamento do SInergia

Expediente
SINOBRAS - Siderúrgica Norte Brasil S.A.
Coordenação – Neliza Ferraz – Analista de Comunicação
Produção Editorial – Planet Comunicação – falecom@planetcom.com.br
Jornalistas Responsáveis – Ana Cristina Pio de Lacerda (DRT/PA 1807/94) / Belém Meira (DRT/PA 1553)
Impressão: Provisão
SINOBRAS I Setembro/Outubro de 2009 I 3

Colaboradores da SINOBRAS
encerram SIPAT com premiações
D
epois de cinco dias
intensos de programa-
ção, a Semana Interna
de Prevenção de Acidentes de
Trabalho – IV SIPAT da SINO-
BRAS, realizada entre os dias
14 e 18 de setembro, encerrou
com muita animação, deixan-
do nos coordenadores o sen-
timento de dever cumprido
e nos participantes um gosto
de saudade. No último dia, a
tenda onde foram realizadas
as palestras e dinâmicas ficou
pequena para o número de co-
laboradores que compareceu.
Sob o tema “Segurança
é a gente que faz”, a SIPAT
premiou alguns colaborado-
res que se destacaram por
ações seguras do dia-a-dia na
empresa e em outras com- Sipagirls ganhadoras do concurso de paródia
petições do evento. “A gente
aprende muito com a SIPAT,
especialmente que não se Conheça os vencedores:
deve brincar com a seguran-
ça”, comentou Vanderlei Pe- Destaque em Comportamento Seguro
reira, que atua na unidade de Fábio Pina, Iramison Andrade, Helton Danilo, Paulo Gonçalves, Cleber Santos e Silvino
Laminação e contemplado Moraes.
com o primeiro lugar no con- Destaque em Melhorias de Segurança
curso de frases. Cristiano Faustino
PARÓDIAS - O mo- Case “Melhoria na qualidade e na redução de custos para o oxicorte no lingotamento
mento mais esperado do en- contínuo”.
cerramento foi o concurso Gincana
de Paródias. Em seu segundo Equipe S.O.S Segurança – arrecadação de cerca de duas toneladas de alimentos
ano consecutivo, a ação teve Concurso de Paródias
a apresentação de sete parti- Grupo Sipagirsl - Paródia “Vai se liga”,
cipantes entre solos, duplas e Concurso de Frases
grupos. Com a paródia “Vai Vanderlei Pereira - “Segurança não se conquista, se faz”
se liga”, elaborada a partir do Gecivan da Silva - “Para um futuro promissor a segurança só depende do colaborador”
tema da SIPAT, quem levou o Alessandro Andrade - “A minha segurança e a sua depende de nós, seja consciente”
prêmio de primeiro lugar foi o
grupo Sipagirsl.
Para Edgard Corrêa, di- tante satisfeitos com os resul- na Sipatinha. Com o tema BRAS e pai de Henrique Pe-
retor de Suprimentos e Metá- tados deste trabalho e temos “Segurança no lar” e voltada reira Martins, que participou
licos, a SIPAT é um momento o compromisso de realizar especialmente para os filhos da Sipatinha, a atividade foi
importante dentro da SINO- no próximo ano um evento dos colaboradores, o objetivo uma forma de fomentar a dis-
BRAS. “Nas primeiras edições melhor do que o que reali- da ação foi conscientizar as cussão sobre segurança entre
da SIPAT, nós notávamos os zamos este ano”, comentou. crianças sobre a necessidade as crianças e valorizá-las essas
colaboradores meio distantes, Representantes de empresas de agir com segurança em crianças. “A Sipatinha foi uma
hoje a realidade é outra. Hoje como Vale, Cosipar e Mara- suas casas e em todas as suas idéia fantástica, uma iniciativa
percebo que as mensagens gusa também prestigiaram o atividades. excelente da SINOBRAS, pois
que nós dávamos no início, evento. Palestras, dinâmicas e isso vem nos ajudar e comple-
já são algo espontâneo no co- apresentação teatral da Cia. mentar o trabalho que é feito
laborador e transmitindo em Sipatinha: aprendizado de Dança estiveram na pro- dentro da empresa, podendo
suas apresentações. A gente para as crianças gramação, tudo dentro de se estender nos nossos lares
nota que o sentimento das As crianças também ti- uma linguagem adequada às educando as crianças com a
mensagens de segurança está veram um espaço reservado crianças. Para Ricardo Mar- consciência da segurança”,
embutido neles. Estamos bas- na IV SIPAT da SINOBRAS, tins, colaborador da SINO- disse.
4 I SINOBRAS I Setembro/Outubro de 2009

Representantes da SINOBRAS e juízes do Fórum de Marabá. No detalhe, as armas incineradas que foram retiradas das ruas

SINOBRAS incinera
armas, CD’s e DVD’s piratas
C
om o objetivo de tirar de-
finitivamente das ruas ar-
mas e outros materiais ile-
gais, o 23º Comando da Brigada
do Exército, o Fórum da Comarca
de Marabá e a Siderúrgica Norte
Brasil S.A – SINOBRAS fecha-
ram uma parceria que resultou
na incineração de 777 armas de
fogo de diversos calibres, cerca
de 17.500 CD’s, aproximada-
mente 34.500 DVD’s e cerca de
250 armas brancas, além de entor-
pecentes e cigarros, todos apreen-
didos no município.
A destruição aconteceu
no dia 13 de agosto no forno
da aciaria elétrica da empresa
e contou com a presença de
representantes da SINOBRAS
e das demais instituições. Para
a juíza Cláudia Regina Morei- Ação combate a pirataria
ra Favacho Moura, diretora este trabalho, a primeira foi foi muito bem vinda, caso con- essa, a SINOBRAS realiza um
do Fórum, a destruição foi a em 2005. Vejo isso como trário não teríamos como reali- papel social, ajudando a co-
maneira encontrada de dar uma satisfação à comunida- zar essa ação sem esse apoio”, munidade onde está inserida
um retorno à sociedade e de de, pois estamos tirando ar- afirmou. tirando de circulação material
certa forma contribuir para a mas que poderiam voltar às Milton Lima, diretor ilegal como a pirataria e armas
segurança pública. “Esta é a ruas. Quanto a esta primeira industrial da siderúrgica, co- que poderiam ser utilizadas
segunda vez que realizamos parceria com a SINOBRAS, mentou: “com ações como para cometer crimes”.
SINOBRAS I Setembro/Outubro de 2009 I 5

Governadora Ana Júlia com os diretores da SINOBRAS na FIPA

SINOBRAS conquista
público em Belém na FIPA
P
articipante pela primei- o processo de verticalização
ra vez da Feira da In- do minério de ferro no sudeste
dústria do Pará - FIPA, do Pará e do trabalho realiza-
realizada de 27 a 30 do mês do pela SINOBRAS em várias
de maio em Belém, a Siderúr- frentes como a da produção
gica Norte Brasil S.A. - SINO- do aço, social e ambiental.
BRAS já confirmou presença “Participar de eventos como a
na próxima edição do evento FIPA, uma feira de credibilida-
agendada para 2011. O mo- de e pontual para o setor, nos
tivo da confirmação foram os proporciona esse contato com
resultados positivos já perce- as pessoas. Nosso trabalho tem
bidos pelos dirigentes da em- foco na produção e no relacio-
presa. Nas quatro noites de namento com a comunidade
realização da feira, o estan- como um todo no estado do
de de 130 metros quadrados Pará”, comentou.
teve um grande número de Sobre a participação da
visitações entre os quais a da SINOBRAS na FIPA, Sidney
Governadora do Estado, Ana Empresários e autoridades no estande da SINOBRAS Rosa, vice-presidente da Fe-
Júlia de Vasconcelos Carepa, lho da SINOBRAS, a exemplo te no Pará e por isso buscavam deração das Indústrias do Pará
de empresários, estudantes da Governadora do Pará que já informações sobre sua produ- - FIEPA, organizadora da feira
das áreas de siderurgia e me- visitou as instalações industriais ção e comercialização. Segun- comentou: “A SINOBRAS é a
talurgia e da comunidade em em Marabá. Outros estavam do Ian Corrêa, vice-presidente realização de um sonho do
geral. interessados em saber sobre o da SINOBRAS, o momento Pará, por isso podem até vi-
Muitos já tinham ouvido mais novo produto da constru- foi de extrema importância, rem outras empresas, mas a
falar e até conheciam o traba- ção civil produzido inteiramen- pois esclareceu a todos sobre SINOBRAS terá sempre o tí-
6 I SINOBRAS I Setembro/Outubro de 2009

Curtas
SINOBRAS
Yaguara em Joinville
Com o apoio da SINOBRAS
e de outras empresas locais, a Cia.
de Dança Yaguara participou do
Festival de Dança de Joinville (SC),
que aconteceu entre os dias 15 e 25
de julho e conquistou o 5º lugar na
competição. Concorrendo na cate-
goria Dança Popular com grupos de
dança do Brasil e de países como
Argentina, Uruguai, Estados Unidos
e Alemanha, a companhia levou 25
bailarinos, sendo a única do Pará a
participar do Festival, um dos maio-
res da modalidade no país.

Abrirá ao público
O Parque Zoobotânico de
Ian Corrêa e Clayton Labes (SINOBRAS) com Romulo Maiorana Jr. (presidente das ORM) Marabá se prepara para abrir suas
instalações para ao público em geral
da cidade. Em fase de finalização da

Destaque 2008 em estrutura interna, como a lanchonete


e os quiosques, o parque irá deixar de
receber apenas visitas programadas.

Siderurgia e Metalurgia
Jorge Bichara Neto, presidente da ins-
tituição, prevê que em breve iniciarão
as primeiras simulações das visitas.

no 5º Prêmio ORM/ACP Gerando Vida


As colaboradoras, esposas de
colaboradores e moradoras do bair-

E
leita por um júri de empresários que movido por duas organizações respeita- ro de São Félix grávidas tiveram um
compõem a Associação Comercial das em todo o Brasil. Receber o prêmio apoio a mais no período da gestação.
do Pará – ACP, a Siderúrgica Norte de melhor na categoria de siderurgia e Durante pouco mais de dois meses
Brasil S.A. – SINOBRAS foi premiada, no metalurgia é a comprovação que a SI- as mamães participaram do Projeto
dia 3 de junho, como Empresa Destaque NOBRAS está no caminho certo. E, isso “Gerando Vida”, criado e coordena-
2008 na categoria Siderurgia e Metalur- nos motiva, cada vez mais, a continuar do pelo Programa de voluntariado SI-
gia na 5ª edição do Prêmio ORM/ACP. fazendo o desenvolvimento sustentável NOBRAS em Ação. De 14 de junho
Realizado no Hangar - Centro de Con- na nossa região”. a 25 de agosto palestras e esclareci-
venções e Feiras da Amazônia, em Be- Fernando Gomes, Gerente Geral mentos de dúvidas que cercam do
lém, o evento é promovido pelas Orga- de Relações Institucionais da Vale no período gestacional e pós-gestação
nizações Romulo Maiorana e Associação Pará, que também recebeu o prêmio na foram realizados todas as terças-feiras
Comercial do Pará e tem como objetivo categoria destaque em mineração feste- na sala de treinamento da usina.
premiar empresas de diversos nichos do jou a conquista da siderúrgica.
Estado que mais contribuíram para o “A SINOBRAS está de parabéns Compra de Sucata
crescimento da região. pela conquista do prêmio ORM/ACP. A Com expectativa de usar cerca
Indicada pela primeira vez e con- premiação vem coroar a sua contribui- de 300 mil toneladas de sucata de fer-
correndo com mais duas siderúrgicas ção para o desenvolvimento do Pará e ro na produção de aço, a SINOBRAS
do Pará, a SINOBRAS foi a vencedora dos seus segmentos produtivos. A em- está adquirindo o insumo de diversos
recebendo a estatueta “O Jornaleiro”, presa também possui o mérito de ser a estados brasileiros. Estruturada com
considerada o “Oscar” do empresariado primeira siderúrgica do Estado, fator que equipamentos como prensas-móveis
paraense. Mais de 200 empresas de 40 só aumenta a auto-estima do paraense”, e fixas, a siderúrgica disponibiliza o
serviço de compactação da sucata
segmentos concorreram na premiação. falou.
para alguns de seus fornecedores,
Cerca de 2.000 pessoas estiveram pre- O diretor de ferrosos Norte da Vale,
com isso as cargas ficam mais densas
sentes ao evento. José Carlos Gomes Soares, também pa- facilitando o transporte até a usina. O
Segundo o vice-presidente da SI- rabenizou a empresa e comentou: “ os uso de sucata de ferro para a produ-
NOBRAS, Ian Corrêa, foi com imensa gestores da SINOBRAS são hoje os em- ção do aço além de promover a reci-
satisfação e orgulho receber o prêmio. presários modelo de Marabá e do Pará, clagem, ainda desenvolve o mercado
“Uma conquista como essa é de grande pois o empreendimento é a primeira si- de sucata ferrosa na região.
credibilidade, especialmente por ser pro- derúrgica do Estado”.
SINOBRAS I Setembro/Outubro de 2009 I 7

Crianças tem oportunidade de crescimento na FUNCAD

SINOBRAS: parceira do social


A
Siderúrgica Norte Brasil tamento de algumas espécies
S.A. – SINOBRAS, além animais e vegetais. Para o
de grande incentivadora médico Jorge Bichara, presi-
do crescimento econômico de dente do PZM: “A ajuda dada
Marabá e região, vem no com- pela SINOBRAS é inestimável
passo de sua implantação e para nós que estamos à fren-
operação realizando e apoian- te da Fundação Zoobotânica
do trabalhos que desenvolvem e do parque. Penso que essa
a comunidade de sua área de parceria só deu certo pela de-
atuação em diferentes frentes. monstração de responsabili-
O apoio dado às crian- dade e seriedade dos dirigen-
ças atendidas pela Fundação tes da empresa”, comentou.
de Assistência à Criança e Ainda dentro da pers-
ao Adolescente – Funcad é pectiva de comprometimen-
uma dessas ações. Respon- to social, a empresa implan-
sável por atender cerca de tou há nove meses o seu
660 crianças e adolescentes, programa de voluntariado,
no bairro Amapá, a entidade Diretores da SINOBRAS e do Águia de Marabá selando parceria “SINOBRAS em Ação”, coor-
atua junto às famílias com o denado e formado por seus
objetivo de dar condições colaboradores. A iniciativa
de educação através da edu- voltados para a companhia, os Marabá Futebol Clube, a tem como objetivo maior
cação infantil, da música e bailarinos têm a oportunidade maior expressão do futebol ajudar a minimizar o impac-
do esporte. de participar de festivais como no município. Com o intuito to das desigualdades sociais
O desenvolvimento cul- o de Dança de Joinville (SC), de incentivar projetos que na comunidade. Um plano
tural também está em foco, por representando o Pará e levan- estejam de acordo com o de atividades está sendo
isso a empresa é patrocinado- do a cultura do Estado. desenvolvimento da cidade, desenvolvido pelo progra-
ra da Companhia de Dança a siderúrgica ainda patrocina ma dentro e fora da usina, a
Yaguara, que atende 72 baila- Esporte e a Fundação Zoobotânica de exemplo das campanhas de
rinos, entre crianças e adoles- Meio Ambiente Marabá, que coordena o Par- inclusão digital, voltada para
centes. O trabalho do grupo O esporte também está que Zoobotânico de Marabá crianças das comunidades
visa fomentar e ao mesmo tem- no projeto da SINOBRAS (PZM). A Fundação realiza do São Félix I, II e III e Amapá
po preservar a regionalidade sendo a empresa uma das trabalhos de conscientização e do projeto “Gerando Vida”,
amazônida. Com os recursos patrocinadoras do Águia de ambiental, preservação e tra- de orientação para gestantes.
8 I SINOBRAS I Setembro/Outubro de 2009

Valorizando o colaborador
T
reinamento e capacita-
ção são duas ações re-
alizadas continuamente
na SINOBRAS para seus co-
laboradores. Dentro da pro-
posta de valorizar seus profis-
sionais, a siderúrgica realizou
nos meses de julho e agosto
alguns treinamentos. Elabora-
do pelo Recursos Humanos,
o primeiro treinamento rea-
lizado foi o Desenvolvimento
de Equipes, com a participa-
ção de cerca de 20 colabora-
dores, entre eletricistas e me-
cânicos da Oficina Central. O
objetivo foi fortalecer a sinergia
da equipe. Para Bruno Pereira
do Nascimento, mantenedor
mecânico: “o treinamento foi
muito proveitoso, pois acres-
centou bastante em nossa vida,
tanto pessoal quanto profissio-
nal, dessa forma conseguimos
ter mais facilidade diante de
possíveis situações que venham Colabores da SINOBRAS
interferir em nosso trabalho em
equipe”, comentou.
O Workshop de Aten- com o apoio da Comunica- ao treinamento em atendimen- O objetivo da ação foi prestar
dimento, realizado em agos- ção Interna, treinando cerca to, os colaboradores da Lami- orientações sobre segurança no
to, também foi um sucesso. de 60 colaboradores que atu- nação também participaram trabalho. O Plano de segurança
Voltado para todos que tra- am nas funções de recepcio- do I Workshop de Sensibiliza- da usina, Ferramentas de segu-
balham no atendimento ao nista, auxiliar administrativo, ção em Segurança do Trabalho rança: (APRs, RQA, Inspeções
público interno e externo da agentes de portaria, auxiliar para as equipes que atuam na da CIPA, Bloqueio de energias
empresa, a ação também foi de serviços gerais, motorista e Operação, Manutenção Me- perigosas), entre outros assuntos,
idealizada e coordenada pela vigilantes. cânica, Manutenção Elétrica e foram abordados.
célula de Recursos Humanos, SEGURANÇA - Anterior Oficina de Cilindros da unidade.

SINOBRAS Florestal faz


transporte de carvão vegetal
Os Altos-Fornos da área indus- mostra a capacidade logística do carre- tendo uma média de 2 carretas/dia. A
trial da SINOBRAS, em Marabá, já co- gamento. Para Frederico Vieira, gerente previsão de auto-suficiência de abas-
meçaram a produzir ferro-gusa para a do programa de reflorestamento, forne- tecimento de carvão vegetal para a SI-
fabricação do aço com carvão vegetal cer a matéria-prima para a usina e par- NOBRAS está prevista para até 2014”,
provenientes das fazendas de reflores- ticipar do processo de produção do aço adianta o gerente.
tamento da empresa. O primeiro car- é uma realização. “O primeiro carrega- As fazendas da empresa pos-
regamento, de 137 metros cúbicos, mento de carvão vegetal registrou nossa suem aproximadamente 24 mil hec-
marcou o início do fornecimento da participação efetiva no processo de fa- tares, sendo 13,2 mil de áreas plan-
matéria-prima pela SINOBRAS Flores- bricação do aço na empresa. Nesse pri- tadas e nove mil de área preservada.
tal, unidade de reflorestamento locali- meiro momento, a meta é transportar O trabalho de reflorestamento resulta
zada nos municípios tocantinenses de uma carreta por dia de carvão vegetal, em 16 milhões de novas árvores. Isso
Araguatins e São Bento do Tocantins. o que contabiliza uma média de 2,5 reflete o comprometimento da SINO-
Procedente de áreas de supressão mil metros cúbicos/mês. Esse processo BRAS com o meio ambiente. Atual-
autorizadas pelos órgãos competentes, de carregamento vai aumentando gra- mente as fazendas de reflorestamento
o carvão vegetal da empresa represen- dualmente com expectativa de 4.500 geram cerca de 350 empregos diretos
ta um marco para a SINOBRAS, pois metros cúbicos de carvão vegetal/mês, e 700 indiretos.