Вы находитесь на странице: 1из 67

GUIA DE MEDICAMENTOS POSTO DE SAÚDE PRONTO SOCORRO

Vitor Paolo S. Costa

MEDICAMENTOS POSOLOGIA

ANALGÉSICOS E ANTIPIRÉTICOS ANALGÉSICOS POTENTES AINES RELAXANTES MUSCULARES PROTETOR GÁSTRICO ANTIEMÉTICOS PROBIÓTICOS SOLUÇOS ANTIESPASMÓTICOS ANTIDIARRÉICOS INIB.DO PERISTALTISMO CONSTIPAÇÃO ANTIFISÉTICOS PREPARO INTESTINAL ANTI-HISTAMÍNICOS/DESCONGESTIONANTES MUCOLÍTICOS, EXPECTORANTES, ANTITUSSÍGENOS VERTIGENS E ZUMBIDO ANTIVIRAIS IMUNOMODULADORES CORTICÓIDES DE USO ORAL CORTICÓIDES EM AEROSOL CORTICÓIDES DE USO INJETÁVEL POMADAS E CREMES EM GERAL ANTIDEPRESSIVOS EM GERAL ANSIOLÍTICOS ANTICONVULSIVANTES ANTICOAGULANTES ANTIHELMÍNTICOS ANTIFÚNGICOS ANTIFÚNGICOS DE USO TÓPICO ANTIBIÓTICOS

MEDICAMENTOS DE USO PARENTERAL.

ANALGÉSICOS, ANALGÉSICOS POTENTES, ANTIESPASMÓTICOS, ANTITÉRMICOS, AINES, CORTICÓIDES, PROPETOR GÁSTRICO, ANSIOLÍTICOS, NEUROLÉPTICOS E ANTIBIÓTICOS.

POSTO DE SAÚDE

ABORDAGEM AO PACIENTE HIPERTENSO CLÍNICA E DIAGNÓSTICO ANTIHIPERTENSIVOS

ABORDAGEM AO PACIENTE DIABÉTICO TIPO I II CLÍNICA E DIAGNÓSTICO ANTIDIABÉTICOS

PRONTO SOCORRO

CEFALÉIAS HIPOGLICEMIA E HIPERGLICEMIA CRISE HIPERTENSIVA - URGÊNCIA E EMERGÊNCIA SÍNDROME DE ABSTNÊNCIA ALCÓOLICA PACIENTE TRAZIDO POR FORÇA POLICIAL CRISE ASMÁTICA AGUDA INFECÇÕES DAS VIAS AÉREAS - PNEUMONIAS ESOFAGITES, DRGE, GASTRITES ÚLCERA PÉPTICA E DUODENAL GECAS - DIARRÉIA AGUDA - CONSTIPAÇÃO INFECÇÃO URINÁRIA CRISE DE GOTA ANGINAS E INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO AVC ISQUÊMICO E HEMORRÁGICO COLELITÍASE CÓLICA NEFRÉTICA APENDICITE ÚLCERA PERFURADA, DIVERTICULITE CIRROSE PANCREATITE DOENÇAS HEMORROIDÁRIAS, PNEUMOTÓRAX, HEMOTÓRAX, DERRAME PLEURAL, PNEUMOTÓRAX HIPERTENSIVO,

ATENDIMENTO AO POLITRAUMATIZADO ABCDE DO TRAUMA, PARADA CARDIO RESPIRATÓRIA, CLASSIFICAÇÃO E ATB EM FRATURAS EXPOSTAS

ESPECIALIDADES

OFTALMOLOGIA CONJUNTIVITES, COLÍRIOS.

OTORRINOLARINGOLOGIA RINITES, SINUSITES, OTITE EXTERNA, OTITE MÉDIA, MASTOIDITE, PAROTIDITE

ORTOPEDIA FRATURAS EXPOSTAS, LOMBALGIA, ARTROSE,

VASCULAR VARIZES, PÉ DIABÉTICO, TVP, CLAUDICAÇÃO INTERMITENTE,

ANALGÉSICOS e ANTIPIRÉTICOS

Paracetamol 500mg/750mg

Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor. / Marca: Tylenol

01

caixa.

Paracetamol gotas 100 ou 200mg/ml

01

frasco.

Adultos:

gotas,

VO de 6/6h se dor ou febre.

Crianças: 20mg/ml dê 2 gotas / 100mg/ml dê 1 gota.

 

Buscopam (Brometo de N-butilescopolamina)

01

frasco.

>6anos: 1 comp, VO de 6/6h ou 20-40 gotas de 6/6h.

Se gotas:

1-6 anos: 10-20 gotas, VO 8/8h.

<1 ano: 10 gotas, VO de 8/8h.

gts,

VO de 8/8h se dor abdominal.

Buscopam composto(Brometo de N-butilescopolamina) Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h se dor abdominal. Se gotas: BC 0,5mg+0,25mg/gota

gts,

VO de 8/8h se dor abdominal.

Busco Duo

01

caixa.

Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor ou febre.

Dôrico 500mg

01

caixa.

Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor ou febre.

Dipirona 500mg

01

caixa.

Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor ou febre.

Dipirona 500mg/ml

01

frasco.

Adultos = Tomar 20 gotas , VO de 6/6h, se dor ou febre.

Crianças= 1gota/kg, VO de 6/6h Marca: Lisador, Novalgina.

Neosaldina (Dipirona+cafeína+Isometepiteno) Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor ou febre.

Cefalium Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 3 dias.

Dimorf 10 ou 30mg Tomar 01 comprimido, VO de 4/4h se dor forte. Crianças: Solução oral 1ml = 10mg = 26gotas Dose recomendada é de 0,3-0,6mg/kg VO.

Uso Injetável:

01

caixa.

Dimorf 01amp + 8ml de AD Fazer 3ml de 4/4h. Dipirona 01ampola(2 e 5ml), EV, 6/6h. Novalgina 01ampola, EV, 6/6h. Buscopam simples 01ampola, EV, 6/6h. Buscopam composto(Dipirona) - 01ampola, EV, 6/6h.

ANALGÉSICOS POTENTES

Paco Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor forte.

01

caixa.

Tylex 30mg

01

caixa.

Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor. (Codeína + Paracetamol/ Enxaqueca em Gestantes)

Ultracet Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor forte. (Paracetamol 325mg + Tramal 37,5mg)

01

caixa.

Paratran 325/37,5mg Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h, se dor forte.

01

caixa.

Dimorf 30mg Tomar 01 comprimido, VO de

01

caixa.

Tramal 50mg ou Gotas(Cloridrato de Tramal) Adultos: Tomar 1cp, VO ou 20gts de 4/4h ou 6/6h.

01

caixa.

Uso Injetável:

Tramadol (Cloridrato de Tramal) Tomar de 50-100mg, VO de 8/8h.

Uso

Injetável

Ampola: 100mg/2ml.

Morfina

Aplicar 2,5 a 5,0 mg/dose , EV de 4/4h. CI: Espasmo muscular, Não usar em cólicas e IAM de parede inferior.

Uso

Injetável.

Dolantina 25 a 150mg + 8 ml Água Destilada. Aplicar 3 ml lento. Intoxicação: Sedação, Hipotensão, Sudorese, Dep. Respiratória e Miose. Antídoto: Naloxone 0,4 a 0,8 mg/dose IM/EV

AINES

Diclofenaco 50mg

Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h por 3 dias.

01

caixa.

Ibuprofeno 600mg

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

Ibuprofeno 100mg/ml

01frasco

gotas,

VO de 8/8h ou 12/12h por 5 dias.

Nimesulida 100mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

Proflam 100mg

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

01caixa.

Ponstam 500mg

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

01caixa.

Flotac 70mg

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

01caixa.

Flancox 400mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

Melocox 7,5mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

Toragesic 10mg

Tomar 01 comprimido de 12/12h por 5 dias.

01caixa.

Fluodin Duo150mg

Tomar 01 comprimido, VO 1x/dia, por 5 dias.

01caixa.

Feldene SL(Piroxicam)

Tomar 01 comprimido/dia, sublingual por 5 dias.

01caixa.

Tilatil / Tenoxicam 20mg Tomar 1 comprimido/dia por 5 dias.

01

caixa.

Uso Injetável:

Diclofenaco 25 mg/ml , 1 ampola, IM, 12/12h. Voltarem 75 mg, 01ampola, IM, 12/12h. Tilatil 20mg ou 40mg, 01 ampola IM ou EV diluída em AD.

RELAXANTES MUSCULARES

Mioflex A

Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h durante 05 dias.

01caixa.

Dolamin Flex

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 05 dias.

01caixa.

Musculare 5mg

Tomar 01 comprimido, VO, pela noite por 05 dias.

01caixa.

Musculare 10mg

Tomar 01 comprimido, VO, pela noite por 05 dias.

01caixa.

Tandrilax Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h durante 05 dias.

Cizax 10mg

Tomar 01 comprimido, VO ao deitar, durante 05 dias.

01caixa.

CLAUDICAÇÃO NEO VASCULARIZAÇÃO

Cilostazol 100mg Tomar 01 comprimido, VO , de 12/12h. ASSOCIAR: AAS 100mg + Sinvastatina 40mg.

01caixa.

ARTRITE GOTOSA e TOFOS CUTANEOS

Colchicina 0,5mg Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h. Específico para o tto da GOTA. Alopurinol 300mg

Tomar 01 comprimido, VO , 1x ao dia após o almoço. Obs: Leve = 100 a 200mg/dia / Mod = 300mg/dia / Grave = Até 800mg/dia

90

comprimidos

1

caixa.

INSÔNIA

Noctden 10mg (Zolpiden) Tomar 01 comprimido, VO , antes de deitar. Controle especial em 2 vias.

01caixa.

PROTETORES GÁSTRICOS

Cimetidina 200mg Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h.

01caixa.

Ranitidina 150mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h. Marca: Antak

01caixa.

Omeprazol 20/40mg

01caixa.

Tomar 01 comprimido, VO, pela manhã em jejum.

Lanzoprazol 30mg

Tomar 01 comprimido, VO pela manhã em jejum.

01caixa.

Pantoprazol 40mg

Tomar 01 comprimido, VO pela manhã em jejum.

01caixa.

Hidróxido de Alumínio Tomar 01 colher, VO, após as refeições.

01frasco.

Alívio imediato Mylanta plus ou Gastro Plus suspensão oral Tomar 3 colheres de chá entre as refeições;

Uso Injetável:

Ranitidina(Antak) 01 ampola, EV de 12/12h.

ANTIEMÉTICOS

Antiemético, regulador da motilidade e procinético.

Bromoprida 10mg

Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h se náuseas ou vômitos.

01caixa.

Bromoprida gotas 4mg/ml

01frasco.

gts,

VO de 8/8h se náuseas ou vômitos.

Bramin B6 (Dimenidrato) Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h. Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h, se tontura.

01caixa.

Domperidona (Motillium) 10mg

01caixa.

Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h por 5 dias. Domperidona 1mg/ml

01frasco.

gts,

VO de 8/8h.

Meclin 25mg Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h. Cinetose e Vertigem.

01caixa.

Plasil 10mg (Metroplopramida) Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h.

01caixa.

Granisetrona 1mg Tomar 1 comprimido, VO de 12/12h. Vômitos por Quimioterapia.

01caixa.

Ondasterona 8mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h. Vômitos por quimioterapia. Ex: Vonau

01caixa.

PROBIÓTICOS

Biovicerin (Bacillus cereus) Tomar 01 flaconete, VO de 12/12h.

01

flaconete

Florax (Saccharomyces cervisiae)

Tomar 01 flaconete, VO de 12/12h durante 03 dias.

01

flaconete

Floratil 100mg(Saccharomyces boulardii) Tomar 01 capsula, VO de 12/12h durante 3 dias.

01

caixa.

SOLUÇOS

1 - Beber 2 copos de água, ingerir gelo triturado, realizar a tração da língua para induzir o reflexo do vômito.

2 Baclofeno 5 10mg

Tomar 1 comprimido, VO de 12/12h.

1cx

ANTIDIARRÉICOS* INIBIDORES DO PERISTALTISMO**

Diarréia aguda. Imosec 2,0mg**(Loperamida)

Tomar 01 comprimido após cada dejeção líquida. Máx. de 16mg/dia ou 8 comprimidos.

01caixa.

Cólon irritável com predomínio de diarréia. Imosec 2,0mg****(Loperamida) Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h.

01caixa.

Floratil 100mg

01caixa.

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 3 dias.

Elixir paregórico Dar 10 gotas de 1 a 4x/dia.

01

frasco.

CONSTIPAÇÃO LAXANTES CATÁRTICOS

Lactulona 667mg/ml

ml,

VO de 8/8h por 07 dias.

Lactulona Tomar 30 ml de 3/3 dias.

01frasco.

Muvinor Tomar 1 cp com 2 copos de água, pela noite.

Metamucil

Diluir 1 envelope em 1 copo de água; Tomar de 8/8h.

flaconetes.

Óleo Mineral

Constipação: Tomar 01 colher pela manhã e a noite.

01

frasco.

Agarol Tomar 01 colher pela noite.

01

frasco.

ANTIFISÉTICO

Gases, Flatulência e Distensão abdominal

Dimeticona 40mg

Tomar 01 comprimido, VO de 8/8 ou 12/12h se gases.

01caixa.

Dimeticona gotas 75mg/ml

gts,

VO de 8/8h se cólicas ou gases.

Luftal Tomar 30 gotas, VO de 8/8h.

01frasco.

CRISE HEMORRÓIDA

Proctyl pomada Aplicar conforme orientações após evacuações.

01

tubo.

Metamucil Diluir 1 envelope em 1 copo de água; Tomar de 8/8h.

Nimesulida 100mg Tomar 1 comprimido, VO de 12/12h por 5 dias.

01

caixa.

PREPARO INTESTINAL

Manitol 20% 500ml + suco 500ml às

hs.

FERRO

Combiron suspensão oral Crianças: 0,6 mL/kg 1 ml equivale a 5,24 mg de ferro elementar.

Sulfato Ferroso Tome, 1 cp, VO, 1x/dia.

X

Caixas.

ANTI-HISTAMÍNICOS DESCONGESTIONANTE NASAL

Lotaradina 10mg Tomar 01 comprimido, VO , 1x/dia. 2-12 anos, <30kg Dar 5ml xarope 1x/dia. >30kg Dar 10ml xarope 1x/dia.

01

caixa.

Deslotaradina 5mg

01

caixa.

Tomar 01 comprimido, VO , 1x/dia por 5 dias. 2-5 anos: Dar 2ml xarope 1x/dia. 6-12 anos: Dar 5ml xarope 1x/dia. Acima de 12: Dar 1cp ou 10ml/dia.

Dextroclorfeniramina 10mg Tomar 01 comprimido, VO, 1x/dia. Ex: Polaramine

01

caixa.

> 2 anos

Histamin 1 e 2mg (Dextroclorfeniramina)

01caixa.

> 2 anos

> 12 anos:Tomar 1 comprimido 2mg , VO, de 8/8h por 5 dias. 6 11 anos: Tomar 1 comprimido 1 mg, VO, de 8/8h por 5 dias.

Ex: Polaramine

Celestamine 2mg (Dexclof+Betametasona) Tomar 01 comprimido, VO, 1x/dia. >12anos: 1cp ou 5ml de 8/8h. 6-12anos: 2,5ml de 8/8h. 2-6 anos: 1,25ml de 8/8h.

01

caixa.

Ebastina (Ebastel)10mg

Tomar 01 comprimido, VO, 1x/dia, se congestão nasal. 6-11anos:1/2 comp/dia Xarope: Até 11 anos dar 5ml/dia Acima de 12 dar 10ml/dia.

01

caixa.

> 2 anos

Allegra 60mg

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h. (Fexofenadina) De 6-12anos: 30mg de 12/12h. Allegra D: Anti Hist + Descong. - > 12 anos 1cp de 12/12h

01

caixa.

Afrin (Cloridrato de oximetazolina)

01frasco.

> 2 anos

Se >6: 2 a 3 otimizações em cada narina,12/12h.(0,05%) De 2 a 5 anos: 2 a 3 gotas de 12/12h.(0,025%).

Descongex Plus

 

01caixa.

Tome 01 comprimido, VO de 8/8h por 5 dias.

 

GOTAS:

gts,

VO de 8/8h.

XAROPE: Dê

ml,

VO de 8/8h.

Hidroxizina (Hixizine) 10mg ou 25mg Solução: 10mg/5ml Dar 1 gota a cada 2kg, no máximo de 20 gotas.

01

caixa.

> 6 meses

USO TÓPICO NASAL

Sorine Adultos: 3 gotas em cada narina por 3 dias. Crianças: Uma gota por narina de 6/6h por 3 dias.

MUCOLÍTICOS*, EXPECTORANTES** ANTITUSSÍGENOS***

Cloridrato de Ambroxol

Tomar 5-10ml, VO de 8/8h. Crianças: 2-5 anos: 2,5ml de 8/8h. / >5anos = 5ml

01

frasco.

Acetilcisteína 600mg* Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h. Antídoto na Intoxicação por PARACETAMOL.

01

Envelope Granulado

Filinar Xarope (Acebrofilina) 1-3 anos: 2mg/kg de 12/12h. 3-6 anos: 5ml de 12/12h. Acima de 6-12 e adultos: 10ml de 12/12h.

01

Frasco.

Abrilar (Herdera helix) Tomar 7,5ml, VO, 3x ao dia.

01

frasco.

Lactentes: Até 7kg, Tomar 2,5ml, VO, 3x ao dia Maior que 7kg, Tomar 2,5ml, VO, 3x ao dia.

Eaca xarope De 2 a 10 anos: Dar 5ml de 4/4h Adultos: Dar 10ml de /4h.

frasco.

01

Fluimucil (N-acetilcisteína)***

Instilações nasais: 3 gotas p/ crianças 3x/dia em cada narina. 4 gotas p/ adultos 3x/dia em cada narina.

01frasco.

Levopromazina*** Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h.

Seki (Cloperastina) ***

Dose xarope: Para 10kg 2,5ml manha, tarde e 5ml noite. Para 20kg 5ml manhã, tarde e 10ml noite. Para 30kg 7,5ml manhã, tarde e 15ml noite. Para 40kg 10ml manhã, tarde e 20ml noite.

01

frasco.

VERTIGENS, ZUMBIDO

Bramin B6 (Dimenidrato) Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h.

Meclin 25mg Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h. Cinetose e Vertigem.

01caixa.

01caixa.

Labirin 24mg Tomar até 48mg/dia de 2 a 3 meses. Indicações: Doença de Meniére x Zumbido, Vertigens Cuidado: Broncoespasmo.

Vertix 10mg Dicloridrato de Flunarizina) Tomar 01 comprimido, VO à noite ou 1 de 12/12h. Indicações: Distúrbios do sono, dificuldade de concentração, seqüelas pós trauma, doença de Reynaud, labirintopatias, vertingens, tonturas, sd de Meniére.

ANTI-VIRAL

Aciclovir 200mg Tomar 01 comprimido, VO de 4/4h. Marca: Zovirax

01caixa.

Aciclovir pomada Aplicar sob a lesão de 4/4h.

01tubo.

HERPES SIMPLES Aciclovir 200mg , VO 5x ao dia + Aciclovir pomada HERPES ZOSTER Aciclovir 400mg , VO, 5x ao dia + Aciclovir pomada

IMUNOMODULADORES

Broncho-Vaxon (Lisado bacteriano)

Episódio agudo:

Tomar 01 comprimido, VO por 10 dias em jejum. Prevenção de recidiva:

Fazer 3 ciclos com intervalo de 20 dias.

01

caixa.

 

CORTICÓIDES VIA ORAL

 

POMADAS, CREMES, SPRAY´S, P.SOLAR ATB, CORTICÓIDES

Celestone (Betametasona) 0,5mg ou 2mg

01

caixa.

 

COMPRIMIDOS. Tomar 0,25 a 8 mg/dia, VO. Crianças: 0,012 a 0,25mg/kg/dia, VO Dose equivalente à Prednisona: Multiplicar por 7.

 

Modo de uso: 2-3x/dia na fase aguda e 1x/dia após melhora. Cremes para lesões secas que precisam ser hidratadas. Pomadas em lesões úmidas.

Corticóides de baixa e média potência: Dermatite atópica leve, eczema, dermatite de contato, seborréica, líquen somples, desidrose, otite externa alérgica. Corticóides de alta potência: Alopécia areata, dermatite atopica mod ou grave, ptiriase rósea, pênfico, quelóides.

Celestone (Betametasona) 0,5MG/5ML Tomar 0,25 a 8 mg/dia, VO. Crianças: 0,012 a 0,25mg/kg/dia, VO

 

01

frasco. ELIXIR.

Decadron 0,75mg (Dexametasona) Tomar 01 comprimido, VO/dia. (Máx=15mg/dia). AMPOLAS de 1ml = 2mg ou 2,5ml = 4mg/ml.

01

caixa.

Trok (Cetoconazol, Betametasona) Aplicar sobre a área afetada 2x/dia.

01tubo.

Hidrocortisona (SOLU-CORTEF)

 

01

caixa.

01tubo.

Adultos: Ampolas de 100 e 500 mg, EV em 30 min; Crianças: 4mg/kg/dia. ASMA GRAVE: Até 4x/dia com ampolas de 100 ou 500mg.

Trok N(Cetoc, Beta e Neomicina) Aplicar sobre a área afetada 2x/dia.

Trok(Cetoc, Beta e Gentamicina) Aplicar sobre a área afetada 2x/dia.

01tubo.

Prednisolona (PREDSIN, PRELONE) 5 e 20mg

01

caixa.

Adultos: 2,5 a 15mg 1x/dia VO; Crianças: 0,14 a 2mg/kg/dia VO. CRISE ASMA REFTARÁRIA AO BETA AGONISTA: Iniciar com 0,5mg/kg ou 40mg nos primeiros 2 dias e reduzir 10mg a cada dia, suspendendo no sexto dia. ASMA MANUTENÇÃO: 5mg/dia.

Quadriderm (Beta+Genta+Tolnaftato+Clioquinol) Aplicar sobre a área afetada 2x/dia Indicações: Dermatites.

Nebacetin (Neomicina, bacitracina) Aplicar sobre a área afetada 2x/dia.

01tubo.

01tubo.

Prednisona (METICORTEN) 5 e 20mg

 

01

caixa.

 

01tubo.

Adultos: 5 a 60mg/dia VO; Crianças: 0,1 a 2mg/dia VO. CRISE ASMA REFTARÁRIA AO BETA AGONISTA: Iniciar com 0,5mg/kg ou 40mg nos primeiros 2 dias e reduzir 10mg a cada dia, suspendendo no sexto dia. ASMA MANUTENÇÃO: 5mg/dia.

Naderm(Cetoconazol,Beta, Neo) Aplicar sobre a área afetada 2x/dia. Eczemas

Dermodex(Nistatina, Zinco) Aplicar sobre a área afetada 3x/dia. Assaduras de bebes, irritações genitais, seios, axilas.

01tubo.

Metilprednisolona 40mg (SOLU-MEDROL)

01

caixa.

Ginglione pomada Aplique nos locais das lesões 4x/dia. Estomatites, aftas, ulcerações e hemorragias gengivais.

01tubo.

Aplicar

ml

, EV.

AMPOLAS de 1ml = 40mg , 2ml = 125mg.

 
 

CORTICÓIDES - AEROSOL

 

Hemoxidine spray Aplique 01 jato, na garganta 4x/dia. Faringites, aftas, estomatites e anginas.

 

01frasco.

Budesonida nasal 2 - 12 anos.: Budecort 32mg

 

01

Frasco.

 

01

Frasco.

Neosoro Aplique 3 gotas em cada narina 2-3x/dia.

 

01frasco.

Aplicar 1-2 jatos/ narina de 12/12h por 2-3 meses.

   

> 12 anos.: Budecort 64mg

 

01

Frasco.

Hirudoid pomada Aplicar no local 4x/dia por 7 dias

 

01frasco.

Aplicar 1-2 jatos/ narina de 12/12h por 2-3 meses.

   

Busonid (Budesonida) Aplicar 1 jato em cada narina de 12/12h.

01frasco.

Kollagenase pomada Aplicar no local 2x/dia.

 

01tubo.

Clenil A (Dipropionato de beclometa)

susp.

aerosol

 

Papaína 2% Aplicar no local 2x/dia.

01tubo.

Uso inalatório: 10 flaconetes monodoses 2ml cada.

 
 

CORTICÓIDES - INJETÁVEL

Betametasona Injetável

 

01

amp.

Nebacetin pomada Aplicar sobre as lesões de 8/8h.

 

01tubo.

Iniciar tto com 1 a 2ml, IM e repetir a cada 7 dias Ex: Betatrinta, Diprospan, Duoflan.

 

Nistatina creme Aplicar sobre a lesão, de 6/6h por 14 dias.

01tubo.

01

amp.

 

Dexametasona Injetável Ataque: Aplicar 01 ampola, EV Manutenção: Aplicar 4mg(1ml) de 6/6h, EV

 

Nistatina solução

 

01frasco.

ml,

VO de 6/6h por 7 dias.

Solu-Cortef (Hidrocortisona)

Adultos: 1mg a 2mg/kg/dia IV ou 1g/dia IV por 3 dias. Crianças: 0,03mg a 0,2g/kg/dia IV

Injetável

Episol Filtro Solar Aplicar sobre a pele uniformemente 3x/dia.

01frasco.

 
 

ANTIDEPRESSIVOS TRICÍCLICOS

ANTICONVULSIVANTES

 

Modificam a produção, liberação e recaptação de NT

Carbamazepina (TEGRETOL) 200 e 400mg Tomar, 1 cp de 200mg, VO de 8/8 ou 12/12h. Iniciar com 200mg/dia, aumentar 100mg no 3º dia. Dose efetiva habitual: 400mg

Carbamazepina 200mg

 

01

caixa.

Tomar 01 comprimido, VO 1x ao dia. (Máx=800mg/dia). Indicações: Nevralgia do Trigêmio.

 

Neuralgia do Glossofaríngeo.

 

Fenobarbital (GARDENAL, FENOCRIS) 100mg Tomar 1 cp, VO. INJETÁVEL: 2 a 3mg/Kg/Dia Dose única ou Fracionada, IM.

Amitriptilina 25 e 75mg

01caixa.

Tomar 01 comprimido, VO à noite. Ex: Tryptanol Indicações: Depressão, Enurese noturna, profilaxia das cefaleias. TTO: menor dose, noturnas e por 3 meses. CI: Pós-infarto e junto com IMAO.

Fenitoína (HIDANTAL) 100mg Tome 1 cp, VO de 8/8 ou 12/12h. INJETÁVEL:

Nortreptilina 10,25 e 75mg

01caixa.

Topiramato (TOPAMAX) 25mg Topamax, cp 15, 25, 50 e 100mg; Aumentar 50mg a cada 5-7dias. Dose média usual é de 200-600mg/dia.

Tomar 01 comprimido, VO Indicações: Depressão. TTO: menor dose, noturnas e por 3 meses. CI: Pós-infarto e junto com IMAO. Ex: Pamelor

 

Ácido Valpróico mg (Depakene), cp 250, 500mg e líquido com 250mg/5ml;

 

INIBIDORES RECAPTAÇÃO SEROTONINA

Gabapentina (NEURONTIN) 300 e 400mg

Fluoxetina 10 e 20mg Tomar 01 cápsula, VO pela manhã.

01caixa.

Sertralina mg Tomar 01 cápsula, VO Ex: Zoloft cp de 50 e 100mg / Tolrest cp de 25mg

01caixa.

ANTIPSICÓTICOS

CLORPROMAZINA (AMPLICTIL, LONGACTIL) 25 a 100mg

Paroxetina mg

 

01caixa.

HALOPERIDOL (HALDOL)

Tomar 01 cápsula, VO Ex: Aropax cp 20 e 30mg / Pondera 10 e 40mg / Cebrilin, Paxil cp de 12,5 e 25mg.

LEVOPROMAZINA (LEVOZINE)

Citalopan 20mg

 

01caixa.

 

Tomar 01 cápsula, VO Ex: Cipramil 20mg, Procimax 40mg Indicações: TOC, Pós recuperação estado depressivo, Síndrome do Pânico.

ANTICOAGULANTES

Marevan (Varfarina sódica 2,5mg 5mg 7,5mg) Anticoagulante que prolonga o Tempo de coagulação(>120s).

Indicações: Trombo embolismo venoso e sistêmico(Prótese valvas cardíacas), Fibrilação artrial, IAM.

 

ANSIOLÍTICOS/BENZODIAZEPÍNICOS

DIAZEPAM 5 ou 10mg

 

01caixa.

Tomar ½ comprimido de 10mg ou 1 comp de 5mg, 12/12h.

 

Tomar 01 comprimido, VO de 10mg, de 12/12h. Ex: Valium, Dienpax.

 

Heparina

RIVOTRIL (CLONAZEPAM)

 

01

caixa.

Ansiolítico: 0,25 a 4mg/dia. Dose recomendada: Entre 0,5 a 1,5mg/dia dividido 3x/dia.

 

Fenobarbital gotas 400mg/ml

01frasco.

 

gts,

VO de

horas.

Pasalix Tomar 01 comprimido, VO à noite.

01caixa.

Uso Injetável Diazepam 1 ampola, EV de 12/12h.

ANTIHELMÍNTICOS

ANTIFÚNGICOS

 

ANTI-HELMÍNTICOS

 

ANTIFÚNGICOS

ALBENDAZOL (200mg, 400mg e 400mg/10ml)

CETOCONAZOL 200mg

Marca: Zentel

 

ASCARIDÍASE, ENTEROBÍASE, ANCILOSTOMÍASE, NECATORÍASE.

*Albendazol 400mg

Tomar 1 cp, VO e repetir em 14 dias. Opção: Tomar 2 comprimidos de 200mg, VO em Dose única. Suspensão: 10ml de suspensão a 4%, em dose única.

Dose

única.

MICOSES SUPERFICIAIS, CANDIDÍASE ORAL RESISTENTE.

Cetoconazol 200mg

Tomar 1 comprimido, VO, 1x ao dia. Máximo de 4 semanas de tto.

1

caixa.

TÍNEA VERSICOLOR Cetoconazol 400mg Tomar 1 comprimido, VO, 1x ao dia por 7 DIAS.

 

1

caixa.

TENÍASE, ESTRONGILÓIDES, LARVA MIGRANS CUTÃNEA.

TÍNEA CORPORIS Cetoconazol 200mg Tomar 1 comprimido, VO, 1x ao dia por 4 SEMANAS.

 

Albendazol 400mg Tomar 1 cp/dia, VO, durante 3 dias.

1

caixa.

 

1

caixa.

GIARDÍASE

 

COCCIDIOSE PULMONAR NÃO COMPLICADA/ HISTOPLASMOSE

Albendazol 400mg Tomar 1 cp/dia, VO, durante 5 dias.

1

caixa.

Cetoconazol 200mg Tomar 1 comprimido, VO, 1x ao dia por 3-6 MESES.

 

1

caixa.

FILARIOSE Albendazol 400mg Tomar 1 cp/dia, VO, durante 10 dias.

1

caixa.

COCCIDIOSE PULMONAR DISSEMINADA Cetoconazol 400mg-800mg Tomar 1 comprimido, VO, 1x ao dia por 1 ANO.

1

caixa.

 

FLUCONAZOL 150mg

MEBENDAZOL (200mg, 400mg e 400mg/10ml)

Marca: Pantelmin 100mg e 100mg/5ml

CANDIDÍASE VAGINAL

   

Fluconazol 150mg Tomar 1 comprimido, VO, DOSE ÚNICA.

Dose

única.

ASCARIDÍASE, ENTEROBÍASE, ANCILOSTOMÍASE, NECATORÍASE.

 

Mebendazol 100mg

 

1

caixa.

 

Tomar 1 cp, VO de 12/12h durante 3 dias. OPÇÃO: Mebendazol 500mg, VO, 1x ao dia por 3-5dias.

ANCILOSTOMÍASE, TENÍASE, LARVA MIGRANS

 

+

 

Gino-Pletil 1 Tubo, Aplicar IV 1 por dia durante 7 dias. Miconazol - 1 Tubo, Aplicar IV 1 por dia durante 7 dias. Kolptrat 1 Tubo, Aplicar IV 1 por dia durante 7 dias.

Mebendazol 100mg Tomar 2 cp, VO de 12/12h durante 3-5 dias.

1

caixa.

Mebendazol 100mg/ml Dê 5ml, VO de 12/12h durante 3 dias.

1

frasco.

ITRACONAZOL 100mg

 

Marca: Sporanox

 

Repetir EPF 3 ou 4 semanas para controle.

MICOSES SUPERFICIAIS E PROFUNDAS, ASPERGILLUS, CANDIDA, CRIPTOCOCOSE, HISTOPLASMOSE, PARACOCCIDIOSE.

IVERMECTINA 6mg

 

Dose habitual Itraconazol 100 a 200mg , VO 1 ou 2x/dia.

 

Marca: Revermectina, Ivermec, Vermectil.

 

Estrongilóides, Ancilostoma, Ascaris, Enterobius, Trichuris, Oncocercose, Filariose, Escabiose, Pediculose, Larva migrans.

PTIRÍASE VERSICOLOR, DERMATOFITOSE Itraconazol 100mg Tomar 2 comprimidos, VO , durante 7 DIAS.

1

caixa.

Ivermectina 6mg

Dose

única.

CANDIDÍASE ORAL Itraconazol 100mg Tomar 1 ou 2 comprimidos, VO , durante 7-15 DIAS.

1

15

a 24kg ½ cp Dose única.

caixa.

25

a 35kg 1cp Dose única.

36

a 50kg 1 e ½ cp Dose única.

CANDIDÍASE VAGINAL Itraconazol 100mg Tomar 2 comprimidos, VO , durante 2 DIAS.

1

51

a 65kg 2 cp Dose única.

caixa.

66

a 79kg 2 e ½ cp Dose única.

Acima 200mcg/kg

 
 

ONICOMICOSE

Itraconazol 100mg

1

caixa.

 

ESCABIOSE Tomar 200mcg/Kg em duas doses com 14 dias de intervalo.

Tomar 2 comprimidos, VO , durante 12 SEMANAS seguidas. Ou

 

Itraconazol 100mg

1

caixa.

SECNIDAZOL 1g ou 150mg/5ml

 

Tomar 2 comprimidos, VO , de 12/12h durante 1 semana por mês, durante 6 meses.

Marca: Secnidal

 
 

GRISEOFULVINA 500mg

 

AMEBÍASE, GIARDIA, TRICOMONÍASE. Secnidazol 1g Tomar 2 comprimidos em dose única à noite. Não associar com bebidas alcoólicas.

 

1caixa.

TÍNEA CORPORIS, TÍNEA CRURIS Griseofulvina 500mg Tomar 1 comprimido/dia , VO por 2-4 SEMANAS.

1

caixa.

Secnidazol suspensão oral Dar 30mg/kg/dia em dose única.

 

1

frasco.

TINEA CAPTIS Griseofulvina 500mg Tomar 1 comprimido/dia , VO por 4-12 SEMANAS.

1

caixa.

TIABENDAZOL 500mg

Marca: Thiaben

 

TÍNEA PEDIS

Griseofulvina 750-1000mg Tomar 1 comprimido/dia , VO por 4-8 SEMANAS.

1

caixa.

LARVA MIGRANS CUTÂNEA, TRIQUINOSE Tiabendazol 25mg/kg/dia em duas séries de 5 dias.

 

Tiabendazol pomada a 5% Aplicar sobre o local 4-6x ao dia por 5 dias.

1

tubo.

ONICOMICOSE Leves: 500mg/dia , VO por 12 meses. Mod/Grave: 750/dia, VO por 12 meses.

METRONIDAZOL 500mg

ANTIFÚNGICOS TÓPICOS

Giardíase Metronidazol 250 mg Tomar 1 comprimido, VO de 8/8h por 5 dias. Amebíase Metronidazol 500mg Tomar 1 comprimido, VO de 6/6h durante 5 a 7 dias

Suspensão oral - 40mg/ml Crianças menores de 12 anos Administrar a dose de 7,5 mg/Kg, 3 vezes ao dia (22,5 mg/Kg/dia), durante 7 dias

USO DERMATOLÓGICO

Modo de uso: Os antifúngicos tópicos dermatológicos são usados em uma camada fina sobre as lesões 1 ou 2x ao dia até alguns dias após o completo desaparecimento dos sintomas. Se Xampoo Friccionar o couro cabeludo no banho, por 3 minutos. Se Lesão úmida Preferir CREMES. Se lesão seca Preferir POMADAS.

ANTIFÚNGICOS TÓPICOS

 

USO GINECOLÓGICO

 

Modo de uso: Usar 1x/dia, preferencialmente ao deitar (NOITE). Encher o aplicardor com o tubo ou bisnaga e introduzir o aplicador profundamente na vagina. Lavar o aplicador e guardar. Se, CETOCONAZOL, MICONAZOL ou CLOTRINAZOL: TTO é de 5 a 7 dias. Se, TIOCONAZOL: TTO é de 1 a 3 dias.

MICONAZOL

Nitrato de Miconazol creme vaginal a 2% Opções: Gyno-daktarin

1

tubo.

MICONAZOL + TINIDAZOL

Tinidazol + Nitrato de Miconazolcreme vaginal Opções: Gyno-Pletil

1

tubo.

NISTATINA

Nistatina creme vaginal Opções: Micostatin, Canditrat.

1

tubo.

NISTATINA + METRONIDAZOL

Metronidazol + Nistatina creme vaginal Opções: Flagyl-Nistatina, Gino Candifen, Bio-vagin.

1

tubo.

TIOCONAZOL + TINIDAZOL + METRONIDAZOL

Gynopac creme vaginal 100mg de Tioconazol, 150mg de Tinidazol 2 comp de secnidazol 1g + Tinidazol 150mg em cada.

1

caixa.

ANTIBIÓTICOS

ANTIBIÓTICOS

ANTIBIÓTICOS

 

CEFALOSPORINAS

AMINOGLICOSÍDEOS

 

1ª GERAÇÃO - Gram+ (Pele/Celulite, Strep.A., S. aureus) e Gram- (Klebsiela, E.coli).

INDICAÇÕES

 

Cefalexina 500mg

28comp.

Ampicilina 500mg Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h por 7 dias. Máx = 12g/dia. Uso EV: Aplicar 1g de 6/6h.

28

comp.

Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h durante 07 dias. Máx = 4g.dia.

 

Marca: Keflex

Cefadroxil 500mg

14comp.

#

Anfotericina B 0,5 1mg/kg/dia

 

x

comp.

Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h durante 07 dias. Máx = 2g.dia. Marca: Cefamox

Aplicar 1x/dia EV com infusão de 2 a 6 horas.

 

Bactrim Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h por 7 dias.

2ª GERAÇÃO - Gram+ e Gram-(Haemophilus influenzae, Moraxella catarrhalis, K. pneumoniae). São eficazes na sinusite, bronquite e otite. (dar preferência ao SMZ+TM). Eficaz na faringite aguda estreptocócica. (dar preferência às Penicilinas).

Bactrim F Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 7 dias.

01caixa.

Cefaclor 500mg

21comp.

Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h durante 7 dias. Se, 750mg: Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h durante 7 dias.

Máx= 4g/dia.

Cefuroxima 05 1,5g Fazer 1g, EV de 6/6 ou 8/8h. Máx= 9g/dia.

Ampola.

USO EV Gentamicina 3 5mg/kg/dia Fazer x mg, EV 1x/dia ou 12/12h. Máx= 300mg/dia.

 

Ampola.

Cefaprozil 500mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 7dias. Máx= 1g/dia.

21comp.

USO OFTÁLMICO

 

MACROLÍDEOS

3ª GERAÇÃO - Cefotaxima e Ceftriaxona: Osteomielite/artrite séptica, ITU, sepse de origem urinária e de cateter intravascular, sepse do cateter intravascular, meningite, celulite (pé diabético), tratamento empírico de pneumonia grave, sepse intrabdominal (associado ao metronidazol), DIP (associado à doxiciclina) e Gonorréia (ceftriaxona 250mg IM dose única).

INDICAÇÕES - Streptococcus beta-hemolíticos (incluindo S.pneumoniae), Staphylococcus e Enterococcus. Eficácia mais limitada contra Mycoplasma, Mycobacterium, Rickettsia e Chlamydia

Eritromicina 500mg Tomar 01 comprimido,VO de 6/6h por 7 - 14dias. Máx= 2g/dia. Indicações: DST Cancro Mole, (Clamídia - Uretrite, Linfogranuloma Venéreo), Sífilis (Quando alérgicos a penicilinas), Impetigo, Furunculose.

Cefotaxima 1 2g Fazer 1g EV ou IM de 6/6h ou 8/8h. Infecções graves 2g EV de 4/4h. Máx= 12g/dia.

Ampola.

Ceftriaxona 0,5 2g Fazer 1g EV ou IM , 1x/dia ou 12/12h. Máx = 4g/dia.

Ampola.

Ceftazidima: Infecções com Pseudomonas aeruginosa na etiologia; devem ser associadas a outras drogas antipseudomonas para prevenir a seleção de cepas resistentes durante o tratamento: aminoglicosídios, quinolonas, aztreonam ou penicilina antipseudomonas(ticarcilina, piperacilina). Pneumonia nosocomial, infecções urinárias pós-instrumentação, tratamento empírico do paciente neutropênico febril.

Ceftadizima 1-2g Fazer 1g, EV de 8/8h. Máx= 6g/dia.

Ampola.

Azitromicina 500mg Tomar 01 comprimido, VO, 1x/dia por 5 dias. Máx= 500mg/dia. Indicações: Faringoamigdalites, faringites, Otites e Sinusites (500mg), Uretrite Gonocócica (2g) , Não Gonocócica e Cancro Mole(1g),

Azitromicina 200mg/5ml

01frasco.

 

Tomar

ml,

VO, 1x/dia por

dias.

Claritromicina 500mg

14comp.

Tomar 01 comprimido,VO de 12/12h durante 7 10 dias. Máx= 1g/dia.

AMINOGLICOSÍDEOS

 
 

Ampicilina 500mg

 

28

comp.

QUINOLONAS

Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h por 7 dias. Máx = 12g/dia. Uso EV: Aplicar 1g de 6/6h.

 

INDICAÇÕES: Furunculose, ITU e Gonorréia, Infecções Respiratórias e Otite por Psedomonas, Osteomielite e Prostatites. Proscritas para menores de 18 anos x Restrição crescimento.

#

Anfotericina B 0,5 1mg/kg/dia

 

x

comp.

Ácido Nalidíxico 05 1g Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h por 7 dias. Máx = 4mg/dia.

28comp.

Aplicar 1x/dia EV com infusão de 2 a 6 horas.

 

Bactrim Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h por 7 dias.

01caixa.

Ciprofloxacino 500mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h durante 07 dias. Máx = 1500mg/dia.

14comp.

Bactrim F Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 7 dias.

01caixa.

Norfloxacino 400mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h durante 07 dias.

1comp.

Levofloxacino 500mg Tomar 01comp. e ½ durante 07 dias.

01comp.

Ofloxacino 400mg Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 7 dias.

14comp.

ANTIBIÓTICOS ANTIBIÓTICOS PENICILINAS PENICILINAS G OU BENZILPENICILINAS Ampicilina 500mg Tomar 01 comprimido, VO
ANTIBIÓTICOS
ANTIBIÓTICOS
PENICILINAS
PENICILINAS G OU BENZILPENICILINAS
Ampicilina 500mg
Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h por 7 dias.
Máx = 12g/dia.
Uso EV: Aplicar 1g de 6/6h.
28
comp.
PENICILINA G CRISTALINA – USO EV
Indicações: ( Gram +) – Pele - Stretpococus pyogenes: Partes moles, Impetigo, Erisipela,
Celulite, Faringoamigdalites, Abscessos Periamigdalianos, Escarlatina. / Meningites em
RN, Endocardites, Leptospirose, Sífilis terciária. / Meningites meningocócicas
Amoxicilina 500mg/875mg
X
comp.
Uso EV:
Se 500mg, Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h por 7-10 dias.
Se 875mg, Tomar 01 comprimido, VO de 12/12h por 7 dias.
Máx= 3g/dia
Marca: Amoxil, Amoxil BD.
Penicilina G Cristalina 2 a 5 milhões UI
Aplicar EV de 4/4h
Amoxacilina BD 875mg
Tomar 1 comprimido, VO de 12/12h por 7 dias.
Máx = 1750mg/dia.
x
comp.
Amoxacilina ES 1500mg
x
comp.
Tomar 1 comprimido, VO de 8/8h ou 12/1b2h por 7 dias.
Máx= 3g/dia.
PENICILINA G BENZATINA – USO IM
Amoxicilina 500mg+ Ác. Clavulânico 125mg
x
comp.
Indicações:
Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h por 5dias para > 12 anos.
Máx = 1750mg/dia.
x
comp.
Uso EV: Faringoamigdalites
Penicilina G Cristalina 1.200.00 UI
Aplicar IM profundo em região glútea.
Dose
única.
Amoxicilina 500mg+ Ác. Clavulânico 125mg BD
Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h por 5dias para > 12 anos.
Máx = 3g/dia.
Amoxicilina 500mg+ Sulbactam
x
comp.
Tomar 01 comprimido, VO de 8/8h por 5dias para > 12 anos.
Máx = 3g/dia.
PENICILINA G PROCAÍNA – USO IM
Amoxicilina + Ác. Clavulânico suspensão oral
01
frasco.
< 1 ano: 2,5ml de 8/8h (25mg/kg/dia) – 125mg + 31,25mg/5ml.
Indicações:
1-6 anos: (10-18kg) = 5ml de 8/8h - 125mg + 31,25mg/5ml.
> 6 anos: (18-40kg) = 5ml de 8/8h - 250mg + 62,50mg/5ml.
Uso EV:
TETRACICLINAS
INDICAÇÕES
Tetraciclina: Rickettsias, Mycoplasmas e Chlamydias, Brucelose, Cólera Doença
de Lyme(Carrapato), Infecções respiratórias (Mycoplasma pneumoniae), Acne.
Penicilina G Cristalina
Aplicar IM profundo em região glútea.
Doxiciclina: Mycoplasma pneumoniae, Linfogranuloma venéreo causado por
Chlamydia trachomatis; Orquiepididimite aguda, causada por C. trachomatis ou
N. gonorrhoeae. Donovanose (Calymmatobacterium granulomatis). Uretrite
não complicada, endocervicite ou infecções retais em adultos causadas por
Chlamydia trachomatis.
Tetraciclina 500mg
24comp.
Tomar 01 comprimido, VO de 6/6h durante 7-10 dias.
Dose pediátrica – 40mg/kg/dia ÷ de 6/6 VO (acima de 9 anos)
Doxiciclina 100mg
14comp.
Tomar 01 comprimido, VO, de 12/12h durante 7-10 dias.
Dose pediátrica: 2mg/kg/dia ÷ de 12/12h VO (acima de 9 anos)
ITU / Bronquite
LINCOSAMIDAS
INDICAÇÕES:
Clindamicina 150 e 450mg
28comp.
Tomar 01 comprimido,VO de 6/6h por 7 - 14dias.

MEDICAMENTOS

USO PARENTERAL

ANALGÉSICOS – ANTIPIRÉTICOS - ANTIESPASMÓTICOS 1 - DIPIRONA - 1 ampola (2ml = 500mg/ml) Uso
ANALGÉSICOS – ANTIPIRÉTICOS - ANTIESPASMÓTICOS
1
- DIPIRONA - 1 ampola (2ml = 500mg/ml)
Uso
Injetável
PROTETOR GÁSTRICO – USO EV
Aplicar 1 ampola, EV de 6/6h.
Marca: Novalgina.  ATENÇÃO PARA ALERGIA!
ANTAK (Ranitidina) - 1 ampola (2ml = 50mg)
Aplicar 1 ampola, EV de 6/6 ou 8/8h.
Marca: Antak
Uso
Injetável.
- BUSCOPAM SIMPLES– 1 ampola (1ml = 20mg)
Aplicar 1 ampola, EV de 6/6 ou 8/8h.
Princípio ativo: Hioscina.
2
Uso
Injetável.
OMEPRAZOL – 1 ampola (40mg)
Aplicar 1 ampola, EV, dose única.
Uso
Injetável.
– BUSCOPAM COMPOSTO – 1 ampola (5ml = 20mg + 2500mg de Dipirona)
Aplicar 1 ampola, EV de 8/8h.
Princípio ativo: Hioscina + Dipirona.
3
ANTIPSICÓTICOS/ NEUROLÉPTICOS – USO IM
HALDOL – 1 ampola (1ml = 5mg)
Uso
Injetável.
Aplicar de 2 a 5mg, IM , conforme necessário.
ANALGÉSICOS POTENTES
Princípio ativo: Haloperidol.
Indicações: Agitação aguda, Adultos em Crise Psicótica Agura, Esquizofrênia.
1
- MORFINA – 1 ampola (1ml = 10mg)
Uso
Injetável.
DILUIÇÃO: Diluir 1 ampola em 9ml de AD.
ANALGESIA: 2,5 a 5,0 mg/dose , EV de 4/4h .
Aplicar 3ml, EV de 4/4h.
CI: Espasmo muscular, Não usar em cólicas e IAM de parede inferior.
MIORRELAXANTES
– DIAZEPAN - 1 ampola = 2mL/10mg
Aplicar 1 ampola, EV de 4/4h.
1
Uso
injetável.
2
– TRAMAL – 1 ampola (1ml = 50mg/ml)
Uso
Injetável.
2
-
DILUIÇÃO: Diluir 1 ampola em 9ml de AD.
ANALGESIA: 50 à 100mg/dose , EV de 4/4 OU 6/6h.
ANTÍDOTO: Naloxona 10 microg/kg.
3
– DOLANTINA (Meperidina) – 1 ampola (2ml = 100mg)
Uso
Injetável.
DILUIÇÃO: Diluir 1 ampola em 8ml de AD e aplicar 3ml lento.
ANALGESIA: 1ml ou 50mg (Meia dose) IM ou EV lento (2-3min) de 4/4h.
Máx = 5amp ou 500mg/dia.
ANTÍDOTO: Naloxona 10 microg/kg.
ANTI-INFLAMATÓRIOS – USO IM
– DICLOFENACO SÓDICO – 1 ampola ( 3ml = 75mg)
Aplicar, 1 ampola, IM de 12/12h.
Marca: Voltaren.
1
Uso
Injetável.
- DICLOFENACO POTÁSSICO – 1 ampola ( 3ml = 75mg)
Aplicar, 1 ampola, IM de 12/12h.
Marca: Cataflam.
2
Uso
Injetável.
– PROFLAM (Aceclofenaco) – 1 ampola (150mg)
Aplicar 1 ampola, IM de 12/12h.
Princípio ativo: Aceclofenaco.
3
Uso
Injetável.
4
– PROFENID (Cetoprofeno) – 1 ampola (100mg)
Uso
Injetável.
Aplicar 1ampola, IM, 12/12h.
Princípio ativo: Cetoprofeno – Indicado para Osteoartrite e AR.
Máx. = 300mg/dia.
CORTICOSTERÓIDES – USO IM/EV
1
– HIDROCORTISONA – 1 ampola (100mg ou 500mg)
Uso
Injetável.
Antiinflamatório: Aplicar EV ou IM, 150mg de 12/12h.
Asma grave: Aplicar EV, 100 a 500mg de 6/6h.
Marca: Solu-cortef
– DEXAMETASONA – 1 ampola (1ml = 2mg) OU (2,5ml = 4mg)
Antiinflamatório: Aplicar EV ou IM, 150mg de 12/12h.
Marca: Decadron.
2
Uso
Injetável.
– BETAMETASONA – 1 ampola (1ml = 2mg) OU (2,5ml = 4mg)
Antiinflamatório:
3
Uso
Injetável.
Marca: Diprospan, Betatrinta.
4
– METILPREDNISOLONA – 1 ampola (1ml = 2mg) OU (2,5ml = 4mg)
Injetável.
Asma grave: EV, 60 a 125mg/dose x 4.
Ataque com2mg/kg + 0,5 a 1mg/kg/dose de 6/6h.
Passar para Prednisona VO assim que tolerar.
Exacerbação DPOC: 125mg/dose x4 por 3 dias, seguir com Prednisona VO.
Antiinflamatório: EV ou IM de 15 a 240mg/dose de 12/12h.
Marca: Solu-medrol, Solu-pred, Depo-medrol.
ANTI-HISTAMÍNICOS – USO IM
1
– FENERGAN – 1 ampola (2ml = 50mg)
Uso
injetável.
Aplicar ½ (25mg) ou 1 ampola IM.
EC: Sedação, sonolência hipotensão.
OBS: Uso EV: Não diluir e infundir em 3min sem deixar extravasar. Necrose de SC!
Princípio ativo: Prometazina.

ABORDAGEM AO HIPERTENSO

ABORDAGEM AO PACIENTE HIPERTENSO DIAGNÓSTICO ESTRATIFICAÇÃO DE RISCO LESÃO DE ÓRGÃO ALVO CLASSIFICAÇÃO MUDANÇA DO ESTILO DE VIDA TERAPÊUTICA

ABORDAGEM AO PACIENTE HIPERTENSO

INDICAÇÕES INDISCUTÍVEIS DE TTO MEDICAMENTOSO

DM 2 + PA > 130x80 IRC + PA 130x80 HAS leve + órgão-alvo Estágio

DM 2 + PA > 130x80 IRC + PA 130x80 HAS leve + órgão-alvo

Estágio 2 PA > igual 160x100 ICC + PA > 130x80 HAS leve + MEV ineficaz até 6 meses

ESQUEMAS TERAPÊUTICOS

PA ÓTIMA, NORMAL E LIMÍTROFE = MEV

Quando sistólica e diastólica estão em categorias diferentes, classificar pela maior. Considerar intervenção observando-se: Co-morbidades e fatores de risco.

PA = 120 x 80 mmHg é ÓTIMA. PA = 130 x 85 mmHg é NORMAL.

PA entre 131 x 86 e 139 x 89 mmHg é LIMÍTROFE /Com ou sem FR MEV

QUEM É HIPERTENSO? COMO DIAGNOSTICAR?

Paciente que em 2 ou mais consultas apresente PA = ou maior 140 x 90 mmHg. Consulta 1 - PA ¹ = 140 x 100 / PA² = 150 x 90 / PAmédia = 145 x 95 HAS Consulta 2 - PA ¹ = 130 x 100 / PA² = 140 x 90 / PAmédia = 135 x 95 HAS Consulta = HAS / Casa = Normal Indicação = MAPA

HAS ESTÁGIO 1 SEM LESÃO ALVO = MEV POR 6 MESES

(PA em 140 x 90 até 159 x 99 mmHg é ESTÁGIO 1) MUDANÇA ESTILO DE VIDA POR 6 MESES

 

Controlou? NÃO? Mev + FARMACOLÓGICO.

ESTRATIFICAÇÃO DO RISCO

Idade > 60 anos, Diabetes, Dislipidemias, Tabagismo, História de doença cardiovascular em familiares: Mulheres com menos de 65 anos. Homens com menos de 55 anos.

Indicação: Diurético Tiazídico em monoterapia (Avaliar em 4-6 semanas)

Má resposta? Associar com: IECA. Beta-Bloqueador, Antagonista da Angiotensina ou Antagonista Alfa-adrenérgico.

CONSEQUÊNCIAS x LESÕES EM ÓRGÃO-ALVO

Aterosclerose: Carótida, coronárias, renal, mesentérica e artérias de MMII. Doenças Cardíacas: Hipertrofia VE (Insuf. Cardíaca Diasólica), Angina estável. Doença Vascular de Extremidades : Claudicação Intermitente de MMII, Impotência. Síndromes Coronarianas Agudas: IAM com supra de ST. Acidente vascular Encefálico: AVC. Outros: Nefropatia, Retinopatia Hipertensiva. Demência no Idoso: Provocada por HAS à longo prazo.

HAS ESTÁGIO 1 COM LESÃO ALVO = MEV + TTO MED.

(PA em 140 x 90 até 159 x 99 mmHg é ESTÁGIO 1) MEV + FARMACOLÓGICO (1 ou 2 drogas) Lesões de órgão alvo: Angina Estável ou Instável, IAM, AVC, HVE, ICC, Claudicação Intermitente, Nefropatia, Revascularização Miocárdica Prévia.

Indicação: Diurético Tiazídico em monoterapia (Avaliar em 4-6 semanas)

Obs: HAS com HVE aumenta o risco de Morte Súbita, IAM e AVE e esse risco aumenta se o paciente faz uso de Diuréticos Tiazídicos.

Má resposta? Associar com: IECA. Beta-Bloqueador, Antagonista da Angiotensina ou Antagonista Alfa-adrenérgico.

EXEMPLOS DE LESÃO DE ÓRGÃO ALVO

1 - Maria, HAS, apresentou AIT que evoluiu para AVE Isquêmico.

HAS ESTÁGIO 2 COM OU SEM LESÃO ALVO PACIENTE DIABÉTICO + PA MAIOR = 130 x 80mmHg PACIENTE ICC SISTÓLICA OU DIASTÓLICA PACIENTE COM RETENÇÃO DE PROD. NITROGENADOS

MEV + FARMACOLÓGICO COM 2 DROGAS (Até 3 drogas)

Indicação: Diurético Tiazídico +monoterapia (Avaliar em 4-6 semanas) Má resposta? Associar

2 - José, HAS, estágio 1, que apresenta Claudicação intermitente.

3 - Raimundo, HAS, apresentou IAM há 2 meses.

4 Pedro, HAS com Microalbuminúria.

HISTÓRIA CLÍNICA

ANAMNESE - Idade, sexo, raça, tabagismo, etilismo, obesidade e sobrepeso, doença coronariana pessoal ou familiar, sintomas de ICC, história de HAS na família, depressão, ansiedade, DM, uso de medicamentos e identificar lesões de órgão-alvo. EXAME FÍSICO - Exame físico completo: ACV (Bulhas?B4 x HVE?), AR, Abdome, MMII), palpar tireoide, pulsos, carótidas, estase venosa.

EXAMES SOLICITADOS Hemograma completo.

 

Urina I. Glicemia de jejum. Uréia + Creatinina. Na, K. Colesterol total + Frações. Triglicerídeos. TGO, TGP. ECG Se o ECG mostrar Sobrecarga de VE, solicitar: ECOCARDIOGRAMA Suspeita-se de HVE.

Triglicerídeos. TGO, TGP. ECG Se o ECG mostrar Sobrecarga de VE, solicitar: ECOCARDIOGRAMA – Suspeita-se de
 

PRINCIPAIS ASSOCIAÇÕES

DECISÃO TERAPÊUTICA x VALORES DE PRESSÃO x FATORES DE RISCO x LESÃO-ALVO

DIURÉTICOS + IECA. Beta-Bloqueador. Antagonista da Angiotensina Antagonista Alfa-adrenérgico.

MEV Mudança do estilo de Vida. / TM Tratamento medicamentoso. / FR Fatores de risco.

PRÉ HAS e HAS ESTÁGIO 1 SEM LESÓES DE ÓRGAO ALVO = MEV

PA = 120 x 80 mmHg é ÓTIMA. PA = 130 x 85 mmHg é NORMAL.

BETA-BLOQUEADOR + Diuréticos. Antagonista Alfa-adrenérgico. Antagonista do Canal de Ca.

PA entre 131 x 86 e 139 x 89 mmHg é LIMÍTROFE /Com ou sem FR MEV. PA em 140 x 90 até 159 x 99 mmHg é ESTÁGIO 1/Com ou sem FR MEV + TM PA igual ou acima de 160 x 100 mmHg é ESTÁGIO 2 ou 3 TM.

IECA + Diurético. Antagonista do Canal de Ca.

TRATAMENTO NÃO-MEDICAMENTOSO

ANTAGONISTA DO CANAL DE Ca - Beta-Bloqueador. IECA.

1 Perder peso (Realizar IMC na 1ª Consulta - IMC = P/A²). Ideal = 19 24,9kg/m².

2 Reduzir a ingesta de SAL (Máximo = 10g/dia).

3 Aumentar a ingesta de POTÁSSIO (Verduras e frutas).

3 – Aumentar a ingesta de POTÁSSIO (Verduras e frutas).

4 Reduzir a ingesta de álcool (Máximo 600ml cerveja/dia).

5 Exercício físico (Caminhadas 30min/dia, 3x na semana).

Cessar o tabagismo. 7Controlar o DM, Colesterol e Triglicerídeos (Reduzir carboidratos, gorduras).

6

META x PA x TRATAMENTO

VALORES INFERIORES À 140 x 90 mmHg IDEAL. VALORES IGUAIS OU INFERIORES À 130x85 mmHg MAIOR BENEFÍCIO.(DM, IC)

ANTI-HIPERTENSIVOS ANTI-HIPERTENSIVOS DIURÉTICOS TIAZÍDICOS ANTAGONISTAS DO RECEPTOR DE ANGIOTENSINA II Inibem a
ANTI-HIPERTENSIVOS
ANTI-HIPERTENSIVOS
DIURÉTICOS TIAZÍDICOS
ANTAGONISTAS DO RECEPTOR DE ANGIOTENSINA II
Inibem a reabsorção de NaCl e reabsorvem Ca no TCD, reduzindo a volemia.
Indicações: HAS ESTÁGIO I em monoterapia ou associado.
Benefício especial em Negros e Idosos.
Contra-indicação: Clearance de creatinina > 30 , Hiperuricemia e GOTA.
Todos administrados 1x ao dia.
Losartano Potássico 50mg
Dose habitual: 25 a 100mg, VO, 1x/dia.
Marca: Aradois, Cozaar, Zaapres.
Uso
contínuo.
Associações: Losartano 50mg + Hidroclorotiazida 12,5mg ou 25 mg.
Hidroclorotiazida 12,5 a 25mg
Uso
contínuo.
Tomar 01 comprimido, VO, 1x/dia pela manhã. (Ação mais curta/Máx=200mg/dia)
Clortalidona 12,5 a 25mg
Uso
contínuo.
Tomar 01 comp., VO, 1x/dia pela manhã. (Ação mais prolongada/ Máx=200mg/dia)
Indapamida 2,5mg
Uso
contínuo.
Tomar 01 comprimido, VO, 1x/dia pela manhã. (Máx=5 mg/dia)
Anlodipino 50mg
Dose inicial: 2,5 a 5mg, VO, 1x ao dia.
Dose usual: 5mg, VO, 1x ao dia.
Dose máxima: 10mg/dia.
Marca: Norvasc, Amilopil lodipen.
Uso
contínuo.
DIURÉTICOS DE ALÇA
Inibem a reabsorção de NaCl no ramo ascendente espesso da alça de Henle
através da inibição da Na/K/2Cl.
Restritos para: Disfunção sistólica do VE e diminuição da Função Renal com
retenção hídrica.
Associações: Anlodipino 2,5 mg + Enalapril 10mg
Anlodipino 5 mg + Enalapril 10mg ou 20mg.
Diltiazen 30mg e 60mg
Noctden 10mg (Zolpiden)
Tomar 01 comprimido, VO , antes de deitar.
Controle especial em 2 vias.
Uso
contínuo.
01caixa.
Furosemida 20mg
Tomar 01 comprimido, VO, 1 ou 2x/dia.
Ex: Lasix 20 mg
Uso
contínuo.
Lasix 40mg (Furosemida)
Tomar 01 comprimido, VO às 8:00h.
01caixa.
Furosemida solução 10mg/ml
01frasco
ml,
VO de
horas.
DIURÉTICOS DE POUPADORES DE POTÁSSIO
Inibidor da Aldosterona.
Associação: Diuréticos de Alça ou com os Tiazídicos
HAS: 25 a 50mg/dia
ICC GRAVE: 25mg/dia
Espirolactona 25 ou 50mg
Tomar 01 comprimido, VO, 1 ou 2x/dia.
Ex: Aldactone 0 mg
Uso
contínuo.
BETA-BLOQUEADORES
Efeito hipotensor por diminuição do Débito Cardíaco e da Fc.
Benefício especial em jovens brancos, HAS + enxaqueca.
Dose ajustada para obter Fc=70 bpm.
Contra-indicação: Asma, DPOC e BAV.
DM tipo II: Indicado o uso de Atenolol (Estudo Ukbds)
DM tipo I: Contra-indicado.
1
- Lipossolúveis: Metabolismo hepático, portanto; Meia vida mais curta.
SELETIVOS (B1)
Metoprolol 50 a 200mg
Tomar 01 comprimido, VO,
NÃO-SELETIVOS (B1 e B2)
Propanolol 40 a 160mg
Tomar 01 comprimido, VO, 2x ao dia.
Uso
contínuo.
(Máx=450mg/dia) .
Uso
contínuo.
(Máx=480mg/dia) .
2
- Não-Lipossolúveis
Atenolol 25, 50 100mg (B1)
Tomar 01 comprimido ao dia.
Uso
contínuo.
(Máx=100mg/dia) .
IECA
Inibdor da enzima conversora de angiotensina.
Efeito hipotensor e favoráveis sobre a hemodinâmica e função renal.
Benefício em associação com Tiazídicos para DM, ICC sistólica e em qualsquer
grupos de HAS.
Efeitos colaterais: Tosse crônica, Angioedema.
OBS: Idosos e Negros não respondem bem, ao contrário do que acontece para
jovens brancos.
Captopril 25mg
Tomar 01 comprimido, VO de
Uso
contínuo. (12,5, 25 e 50mg)
(Máx=450mg/dia em até 3x)
Enalapril 10mg
Tomar 01 comprimido, VO de
Início: 1 h Duração: 24h
Uso
contínuo.
(Máx=40mg/dia) .

ABORDAGEM AO DIABÉTICO I II

ABORDAGEM AO PACIENTE DIABÉTICO DIAGNÓSTICO MUDANÇA DO ESTILO DE VIDA TERAPÊUTICA INSULINOTERAPIA - ANTIDIABÉTICOS

METABOLISMO INTERMEDIÁRIO NORMAL

Após a alimentação, há o aumento dos níveis de glicose. A partir daí, inicia-se o metabolismo, disponibilizando Glicose. Esta, liga-se à Insulina adentrando na célula. Junto com a insulina, adentram à célula também: água, potássio e fosfato. Quando a alimentação é muito copiosa, após o metabolismo celular, uma pequena quantidade de glicose, residual, é armazenada para o jejum. Na presença desse excesso de glicose, a insulina destina tal excesso para o fígado e músculo na forma de glicogênio (Fase Anabólica), disponível no jejum. Após nova refeição, novamente há sobra de glicose, porém o estoque em fígado e músculo está lotado, o que faz com que tal sobra, seja transformada em tecido adiposo - gordura. Ao entrar em jejum, há diminuição dos níveis de glicose. O corpo reconhece tal evento e reduz a excreção de insulina e a célula passa a necessitar de glicose. Há liberação de hormônios contra insulínicos (Adrenalina e Glucagon), que fazem Catabolismo, quebrando Glicogênio (Glicogenólise), antes armazenado em fígado e músculos. Acabado o Glicogênio, que dura de 24-48h, iniciam-se as complicações, pois tanto Adrenalina quanto o Glucagon vão atrás de matéria prima para a produção de Glicose. Desta forma, novamente vão até tecido adiposo, fígado e músculos, trabalhando com radicais que não são glicose e tentar formar uma nova glicose (Gliconeogênese). Persistindo no jejum, o tecido adiposo começa a ser quebrado (Lipólise), disponibilizando ácido-graxo. Este, ao passar pelo fígado, é transformado em corpos cetônicos

DIABETES TIPO I DIAGNÓSTICO

 

DIABETES TIPO II DIAGNÓSTICO

 

1 - Auto-imune.

Hiperglicemia

1

-

Células

Beta

funciona

mal,

não

secretando

a

insulina

adequada

para

o

2 - Células Beta não exsistem, portanto não há insulina disponível Cetoacidose.

metabolismo.

 

3 - Criança ou adolescente entre os 10-14 anos.

2 Gatilho? Resistência insulínica + Défict relativo de insulina.

 

- Magro. Complicações Microvasculares: IRA, Neuropatia Periférica e Retinopatia. Complicações Macrovasculares: ATEROSCLEROSE - IAM.

4

   

3 Maior que 40 anos.

4 80% são Obesos e 20% Sobrepesos.

 

5 Doenças associadas: HAS, DISLIPIDEMIA, OBESIDADE SÍND. METABÓLICA.

 

QUADRO CLÍNICO

Complicações Microvasculares: IRA, Neuropatia Periférica e Retinopatia. Complicações Macrovasculares: ATEROSCLEROSE - IAM.

 

Poliúria Polidipsia Noctúria - Anorexia, emagrecimento, astenia, fadiga, Polifagia Náuseas, vômitos, dor abdominal, desidratação, hipotensão arterial, alterações oculares (Retinopatia diabética) e CETOACIDOSE (Manifestação inicial em 30%).

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

OBS Qual a Dislipidemia importante para o paciente DM? Paciente com LDL normal ou baixo, HDL baixo e Hipertrigliciridemia.

RASTREAMENTO POPULACIONAL x GLICEMIA DE JEJUM ANUAL

 

Paciente > 45 anos + Sobrepeso. Fatores de risco: HF, Obesidade, Sedentarismo, afro-descendentes, HDL < 35mg/dl ou Triglicerídeos >igual 250 mg/dl, SOP, história de doença vascular.

EXAMES X RASTREAMENTO X DIAGNÓSTICO

EXAMES X RASTREAMENTO X DIAGNÓSTICO EM 2 CONSULTAS.

 

Glicemia > 125mg/dl. Urina I Glicosúria, Cetonúria. Cetoanemia Pode estar presente ou não. Insulinemia Reduzida ou ausente. Peptídeo C sérico - Reduzido ou ausente. Anticorpos antiilhotas (ICA), Anticorpos Antiinsulina (IAA) e Anticorpos Antitirosina fosfatase (IA2ava) Presentes. Estes, precedem a doença Hiperglicemia, durante meses ou anos, ou seja, é uma fase Pré-diabética. Estão presentes em 80% dos pacientes no diagnóstico e quanto mais alta a titulação, maior a probabilidade de desenvolver DM tipo I.

Solicito: Glicemia de jejum, Teste de tolerância à Glicose, Hemoglobina Glicada, Perfil lipídico e Urina I.

Glicemia de jejum Ideal (60 110) Glicemia de jejum Alterado! (120 125) Pré-diabético TTGO + MEV. Glicemia de jejum Maior igual a 126 (2x) DM. Maior igual a 200 (Aleatório) + Sintomas DM.

 

Glicemia Pós-Prandial 2h após Ideal (Até 140mg/dL) Teste de tolerância à Glicose Alterado! (140 199) Pré-diabético MEV. Teste de tolerância à Glicose Maior igual a 200 em duas ocasiões.

INSULINOTERAPIA

Hemoglobina Glicada – HbA1c – Avalia a média da glicemia nos últimos 3 meses. Avalia

Hemoglobina Glicada HbA1c Avalia a média da glicemia nos últimos 3 meses. Avalia a eficácia terapêutica Ideal < 6,5% Aceitável 6,5 7% Mal controle > 7% Glicemia capilar domiciliar

 

QUADRO CLÍNICO

 

Início: Pode ser assintomático. Poliúria, Polidipsia(Sede), Astenia, Disfunção enétil, Cetoacidose, Coma hiperosmolar hiperglicêmico em idosos e Complicações tais como: neutopatia periférica, nefropatia, retinopatia, aterosclerose.

AS DROGAS AGEM NO DM II DE 3 FORMAS?

 

1

Aumentando a secreção de Insulina pelas Células-Beta

 

INSULINA DE AÇÃO INTERMEDIÁRIA 1 - NPH ou LENTA Devem ser aplicadas 2x/dia Café da manhã e jantar ou deitar.

Sulfonilureias Parece NPH! Faz estimulo prolongado à célula beta para produção de insulina, portanto está Indicada para Hiperglicemia de jejum. GlinidasParece REGULAR! Faz liberação rápida, estando Indicada para Hiperglicemia pós prandial.

2

Diminuem a Resistência Periférica a Insulina: (PROSCRITO PARA INSUFICIÊNCIA)

 

Metformin

 

3

Reduz o Metabolismo de Carboidratos:

 

Arcabose Reduz o Peso Efeito colateral: Flatos

 

ANTIDIABÉTICOS ORAIS

ANTIDIABÉTICOS ORAIS

ANTIDIABÉTICOS ORAIS ANTIDIABÉTICOS ORAIS DM TIPO I INSULINOTERAPIA   DM TIPO II MEDICAMENTOSO   1
ANTIDIABÉTICOS ORAIS ANTIDIABÉTICOS ORAIS DM TIPO I INSULINOTERAPIA   DM TIPO II MEDICAMENTOSO   1

DM TIPO I INSULINOTERAPIA

DM TIPO I INSULINOTERAPIA
 

DM TIPO II MEDICAMENTOSO

 

1

- SULFONILURÉIAS

Hipoglicemiante que aumenta a secreção de insulina, aumenta peso.

-

Contra-indicações: IRA e IH.

 

Glibencamida 5mg (DAONIL)

Uso

contínuo. (1ª OPÇÃO)

Tomar 01 cp, VO, antes da primeira refeição do dia. Tomar 01 cp, VO, antes da primeira refeição do dia e antes do jantar. OBS: Administrada 1 ou 2x ao dia, antes das refeições.

Glipizida (MINIDIAB) 5-20mg VO/dia, em 2 tomadas OBS: Administrada antes das 3 refeições do dia.

Uso

contínuo.

Glicazida (DIAMICRON)

 

Uso

contínuo.

80-320mg VO/dia, em 2 tomadas OBS: Administrada 1x/dia mesmo em nefro ou hepatopatas.

 

Glimepirida (AMARYL)

 

Uso

contínuo.

1 -8mg VO/dia, em 1 tomada OBS: Administrada 1x/dia mesmo em nefro ou hepatopatas.

Clorpropramida (DIABINESE)

Uso

contínuo. (DESUSO)

125-500mg VO/dia, em 1 tomada / Dose máxima= 750mg/dia Contra-indicações: Hepatopatas e Nefropatas.

2

BIGUANIDAS

Hipoglicemiante aumentando do efeito periférico da insulina, reduz a produção hepática de insulina, reduz peso e triglicerídeos. Usada para controlar a glicemia de jejum ou pré-prandial.

-

Contra-indicações: ICC, IRA, IH, IR.

 

- Creatinina sérica > 1,5 mg/dL em homens.

 

> 1,4mg/dL em mulheres.

 

Metformina 500mg - 850mg (GLIFAGE)

Uso

contínuo . ( 1ª ESCOLHA DM OBESO)

Tomar 01 cp de 500mg, VO, 2x/dia, antes das refeições. Tomar 01 cp de 850mg, VO, 1x/dia.

Máx = 2550mg/dia.

Escolha para pacientes com glicemia de jejum entre 110-270mg/dL Escolha para DM II não-obesos com glicemia de jejum entre 160-270mg/dL. Escolha para DM II em obesos sem resposta à dieta. Pode ser associada às Glitazonas.

3

- GLITAZONAS

Aumentam a expressão dos receptores periféricos da insulina (Insulina muscular).

Rosiglitazona 4mg (Avandia):2-8mg Tomar 01 comprimido, VO/dia. Máx = 8mg/dia. Monitorar TGO e TGP nos primeiros 12 meses. EC: Retenção hídrica, edema e ganho de peso.

 

Uso contínuo.

Pioglitazona (Actos): 15-45mg Tomar 01 comprimido, VO/dia.

Uso contínuo.

4

INIBIDORES DA ALFA-GLICOSIDASE

 

Retarda a absorção intestinal de carboidratos/açúcares. Escolha para Idosos com DM II. Principal efeito: Combate as Hiperglicemias pós-prandiais.

Acarbose (Glucobay): 50 - 100mg Tomar 01 comprimido, VO/dia, em 3 refeições

Uso

contínuo.

5

GLINIDAS

Repaglinida 0,5 - 4mg Tomar 01 comprimido, VO/dia, em 3 tomadas (Antes das refeições)

Nateglinida (Starlix): 120mg Tomar 01 comprimido VO/dia, em 3 tomadas (Antes das refeições)

ASSOCIAÇÕES

 

Metformina + Glibenclamida / Metformina + Glitazonas ou Glinidas / Metformina + Acarbose / Metformina + Sulfoniluréias/ Glitazonas + Sulfoniluréias / Glitazonas + Glinidas .

SÍNDROME

METABÓLICA

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

SÍNDROME METABÓLICA SÍNDROME METABÓLICA Associação de: - Resistência a insulina. - Obesidade visceral, central
SÍNDROME METABÓLICA
SÍNDROME METABÓLICA
Associação de:
- Resistência a insulina.
- Obesidade visceral, central ou androgênica.
- Dislipidemia aterogênica.
- Hipertensão arterial sistêmica.
Tais fatores, permitem identificar pacientes: - Aterosclerose.
- Diabetes II.
CRITÉRIOS DIAGNÓSTICOS
1 – Obesidade Abdominal
Homens:
Mulheres:

ABORDAGEM NAS ANEMIAS

ABORDAGEM INICIAL NAS ANEMIAS ANEMIA FERROPRIVA – Hb < 13(H) - Hb < 12(M) COMPOSIÇÃO
ABORDAGEM INICIAL NAS ANEMIAS
ANEMIA FERROPRIVA – Hb < 13(H) - Hb < 12(M)
COMPOSIÇÃO DO SANGUE
1 – PLASMA: Parte líquida que corresponde a 55% do
sangue. É composto de: 90% de água, 9% de Proteínas e
Sódio (fibrinogênio, globulinas e albumina) e o restante é
composto de enzimas, hormônios, gases e nutrientes.
2 – CELULAS: Parte sólida que corresponde a 45% do sangue.
Constituído de Hemácias, Leucócitos e Plaquetas.
Mais comum das anemias.
Causada por carência de FERRO.
Def. Ferro  Def. Hemoglobina (Proteína)  Def. Hemácias.
HOMEM ADULTO X VOLUME SANGUÍNEO = 60ml/Kg.
Ex: Um homem de 75kg possui: 4,5 L de sangue, sendo que,
55% é Plasma e o restante corresponde a parte Celular.
CARACTERISTICAS DO HEMOGRAMA
Hipocromia, microcitose.
Plaquetas: Normais, elevadas ou diminuídas.
RDW: elevado.
Ferro sérico: Diminuído.
Transferina: Elevada.
Ferritina: Elevada.
----------------------------------------------------------------------------------
ANEMIA – Redução da Massa de Glóbulos Vermelhos (Ht) ou
da Concentração de Hemoglobina (Hb), abaixo dos valores
normais aceitáveis.
COMO TRATAR O PACIENTE?
1
– Encontrar a causa da anemia.
– Aumentar a ingesta de: Carne Vermelha, fígado, feijão,
vegetais verdes, beterraba.
2
HEMATÓCRITO: Percentual de hemácias no sangue.
Hemácias são produzidas na MO e tem vida méd. – 120 dias.
TRATAMENTO MEDICAMENTOSO
Uso oral, em jejum ou antes das refeições;
HEMOGLOBINA: Molécula que possui FERRO e carreia O².
Def. de Ferro  Não produz Hb  Não produz Hemácias.
----------------------------------------------------------------------------------
Sulfato Ferroso 300mg
Tomar 1 cp, VO, 2x/dia, por 3-6 meses.
3
– 6 meses.
DIAGNÓSTICO x VALORES ABAIXO DO NORMAL
Hematócrito normal = 41% a 54% nos homens .
35% a 47% nas mulheres.
Hemoglobina normal = 13 a 17 g/dL nos homens .
12 a 16 g/dL nas mulheres.
Dose diária = 180mg.
Obs: Cada 300mg de SF possui 60mg de Ferro elementar.
----------------------------------------------------------------------------------
ANEMIA FERROPRIVA X DOENÇA CRÔNICA
----------------------------------------------------------------------------------
CAUSAS BÁSICAS DE ANEMIA ?
Anemia ferropriva:
1 - Pouca produção de hemácias pela medula óssea.
- Ferro sérico baixo;
2 - Elevada destruição de hemácias pelo corpo.
- Saturação da transferrina < 15%;
3 - Perda de hemácias e ferro através de sangramentos.
- TIBC > 400 mcg/dl;
EXEMPLIFICANDO
CA de Intestino  Causa sangramentos com perda de
hemácias e consequentemente Anemia.
Infecção na MO  Impede a produção de hemácias. Neste
caso, a anemia é causada por Deficiência na prod. Hemácias.
Medicação tóxica  Leva a destruição das Hemácias antes
de 120 dias, causando anemia. Repor FERRO não adianta.
- Ferritina sérica < 15 ng/ml (Quando ocorrerem juntas a
anemia ferropriva e a da doença crônica, a ferritina sérica se
encontra entre 30 e 60 ng/ml).
Anemia da doença crônica:
- Ferro sérico baixo;
- Saturação da transferrina entre 10 e 20%;
- TIBC < 300 mcg/dl;
----------------------------------------------------------------------------------
- Ferritina sérica > 50ng/ml.
SINAIS E SINTOMAS
Cansaço, fraqueza, astenia, tonturas, zumbidos, palidez
cutânea e mucosas descoradas, palpitações, falta de ar, dor
no peito, sonolência, tonturas e hipotensão.
PICA: Vontade de comer GELO, TERRA, ARROZ CRU.
COILONÍQUIA: Unhas em colher, quebradiças.
QUEILITE ANGULAR: Língua careca.
Síndrome de Plummer – Vinson (Paterson – Kelly)? É uma
disfagia para sólidos com a formação de uma anel no
esôfago, que acomete pacientes com anemia ferropriva.
# Na suspeita de anemia ferropriva, investigar com:
- Fe sérico;
----------------------------------------------------------------------------------
- TIBC;
GESTANTES
Hb: Normal até 11mg/dl, podendo ainda ser considerada
normal no 2º trimestre uma Hb de 10,5 mg/dl segundo a
OMS e de 10,0 mg/dl segundo o Rezende.
TRATAMENTO
Reposição de ferro: - 30 a 60mg/dl de Fe elementar
Se anemia: 200mg de Fe elementar/dia.
- Ferritina sérica.
# Na suspeita de talassemia, investigar, com:
- Eletroforese de Hb.
# Na suspeita de anemia megaloblástica, investigar com:
- B12 sérica, e;
- Folato sérico.
# Na suspeita de anemia hemolítica, solicitar:
- Coombs.
Sulfato ferroso, 300mg, 01 cp VO 2 a 3x/dia.
A
Vitamina
C
pode
ser
prescrita
junto
com
o
Fe
para
melhorar sua absorção.

PRONTO SOCORRO

CLÍNICA MÉDICA: CEFALÉIAS (CEFALÉIA POS RAQUIANESTESIA), HIPOGLICEMIA E HIPERGLICEMIA, CRISE HIPERTENSIVA (URGÊNCIA E EMERGÊNCIA), SÍNDROME DE ABSTNÊNCIA ALCÓOLICA, PACIENTE TRAZIDO POR FORÇA POLICIAL, CRISE ASMÁTICA AGUDA, QUEIMADURAS, RINITES, SINUSITES, OTITE EXTERNA, OTITE MÉDIA, MASTOIDITE, PAROTIDITE, CONJUNTIVITE VIRAL E BACTERIANA, INFECÇÕES DAS VIAS AÉREAS SUPERIORES E INFERIORES (PNEUMONIA COMUNITÁRIA), ESOFAGITES, DRGE, GASTRITES, ÚLCERA PÉPTICA E DUODENAL, GECAS, DIARRÉIA AGUDA, CONSTIPAÇÃO, INFECÇÃO URINÁRIA, CRISE DE GOTA, MANEJO DAS ANGINAS E INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO, MANEJO DO AVC ISQUÊMICO E HEMORRÁGICO,

CLÍNICA CIRÚRGICA: COLELITÍASE, CÓLICA NEFRÉTICA, APENDICITE, ÚLCERA PERFURADA, DIVERTICULITE, CIRROSE, PANCREATITE, PARACENTESE, DOENÇAS HEMORROIDÁRIAS, PNEUMOTÓRA, HEMOTÓRAX, DERRAME PLEURAL, PNEUMOTÓRAX HIPERTENSIVO, VARIZES, TROMBOSE VENOSA PROFUNDA, SÍNDROME ISQUÊMICA DE MMII, NEUROPATIA E PÉ DIABÉTICO,

ATENDIMENTO AO POLITRAUMATIZADO: ABCDE DO TRAUMA, PARADA CARDIO RESPIRATÓRIA, CLASSIFICAÇÃO E ANTIBIÓTICOTERAPIA EM FRATURAS EXPOSTAS,

CEFALÉIAS HIPOGLICEMIA PRIMÁRIA (90%) Enxaqueca, Cefaléia tensional, Cefaléia em Salvas e Trigêmino-Autonômicas
CEFALÉIAS
HIPOGLICEMIA
PRIMÁRIA (90%)
Enxaqueca, Cefaléia tensional, Cefaléia em Salvas e Trigêmino-Autonômicas
ESQUEMA GLICOSE 50% + SG5%
CLÍNICA: Palidez, sudorese, tontura, fome, fraqueza, náuseas, vômitos, palpitações,
SECUNDÁRIA(10%)
taquicardia, distrúrbios visuais, efaleia, confusão mental, convulsão, torpor, coma.
TRATAMENTO DA CRISE
CRITÉRIOS – SOCIEDADE INTERNACIONAL DE CEFALÉIAS
1 – ENXAQUECA
1 – Solicitar Dextro; Se, Dx < 70mg/dl;  Fazer 6 ampolas G 50% em 500ml SG5%.
Se, Dx = 30mg/dl  Fazer 10 ampolas G 50% em 500ml SG5%.
A - Pelo menos 5 crises preenchendo critérios B a D.
2 – Repetir Dextro em 20 min.
B - Crise de cefaleia durando de 4 a 72 horas sem ou com tto sem sucesso.
Crianças < 15 anos: Crises duração de 2 a 48 horas.
Paciente dorme e acorda sem a crise, a duração da crise é considerada até a
hora do despertar.
C
- A cefaleia tem, no mínimo, duas das seguintes características:Localização
unilateral; Qualidade Pulsátil, Intensidade Mod/Forte incapacitante, Agrava com
atividade física.
Cálculo para admnistração de Glicose 50%
(100 – Glicemia atual) x 0,4 = X ml SG 50%.
ESQUEMAS
AMP de 10ML GLICOSE À 50% + 500ml de SG 5%  (1 AMP DE 10ml = 10g de Glicose)
Fazer 2 ampolas de 10 ml GLICOSE 50% em BOLUS.
Fazer 4-6 ampolas de 10ml de GLICOSE 50 % em 500ml de SG 5%, EV, 40 gts/min.
D
- Durante a cefaleia, há, no mínimo, um dos seguintes sintomas: Náuseas e/ou
vômitos; Fotofobia e Fonofobia.
- Há, no mínimo, um dos seguintes: Exame clínico neurológico não sugestivo de
cefaleias secundárias.
E
AMPOLAS DISPONÍVEIS – GLICOSE À 50% E 25%
AMPOLA 10 ML G 50% = 5g / AMPOLA 10ML G 25% = 2,5g
AMPOLA 20ML G 50% = 10g / AMPOLA 20ML G 25% = 5g
2 – CEFALÉIA TIPO TENSÃO
A - Pelo menos 10 crises de cefaleia que preenchem os critérios B a D. O número
HIPERGLICEMIA
de dias desta cefaleia é menor ou igual a 180/ano (menor que 15/mês).
B - Cefaleia durando 30 minutos a 7 dias.
C - Pelo menos duas das seguintes características da dor: Qualidade tipo aper-
ESQUEMA INSULINA REGULAR SC
Dx < 150 : Observação.
to/pressão; Leve/Mod, Limita mas não impede; Bilateral; Não agrava com ativi-
dade física.
150-200: 2 UI
251-300: 6 UI
201-250: 4 UI
301-350: 8 UI
Igual ou acima de 351: 10 UI
D
- Ambos dos seguintes: Ausência de náuseas/vômitos; Fotofobia e fonofobia
estão ausentes, ou apenas um deles está presente.
E - Há, no mínimo, um dos seguintes: Exame clínico neurológico não sugestivo de
SÍNDROME DE ABSTNÊNCIA ALCÓOLICA
cefaleias secundárias.
3
– EM SALVAS
Crises de dor intensa, unilateral, localização periorbitária ou temporal, com
duração de 15 a 180 minutos. Atinge principalmente homens, dos 20 aos 50 anos
de idade, frequentemente tabagistas; álcool pode ser desencadeante de crise.
Sudorese, lacrimejamento, edema palpebral, miose, congestão nasal e rinorréia
ipsilateral, agitação.
Início dos sintomas: 5-6h após a última ingestão ou dose .
Pico: 48 – 72h / Fim: 7 – 10 dias.
QUADRO CLÍNICO: Tremores de língua, pálpebras, mãos estendidas, náuseas e
vômitos, alucinações com nível de consciência preservado. Delirium após 72h da
k
última dose. Ativação adrenérgica ( SUDORESE, TAQUICARDIA, HIPERTENSÃO, FEBRE),
cefaleia, insônia. Convulsões generalizadas e autolimitadas, sendo a maioria em 48h
do início dos sintomas.
INVESTIGAÇÃO
CUIDADOS GERAIS
Tipo da dor?Intensidade? Local? Uni ou Bilateral? Quantos episódios/dia?
Horário? Náusea ou Vômitos? Fotofobia? Barulho incomoda? Pontos brilhantes
na visão (Escotomas)? Tabagismo? Álcool? Interrompe a atividade?
Incapacitante? Relação com o que faz? Período menstrual? Melhora com uso de
algum medicamento? Piora com o que?
Cefaléia Tensional? Enxaqueca? Em Salvas? Arterite temporal?
1 - Repouso no leito com redução do estímulo audiovisual.
2 – Glicemia / Dx
3 – SF 0,9% 1000ml, EV, 20g/min.
4 – SG 5% 1000ml, EV 20g/min.
5 – Plasil, 1 amp, EV
6 – Ranitidina, 1 amp, EV
7 – Dipirona, 1 amp, EV. ( Alérgico?)
TRATAMENTO
8 – Complexo B, 1 amp, EV.
CRISES FORTES, INCAPACITANTES
Cefaliv (Dediidorergotamina + Cafeína + Dipirona)
Tomar 1 comprimido, VO de 12/12h.
9
1
caixa.
– Tiamina 300 a 600mg, VO ou 100 a 200mg IM ou IV.
10 – Benzodiazepínicos:
- Diazepam 5 – 10mg, VO ou IV de h/h.
- Lorazepam 2 – 4mg, VO ou IV de h/h.
Cefalium (Dediidroergot.+ Paracetamol + Cafeína + Metoclopramid)
Tomar 1 comprimido, VO de 12/12h.
1
caixa.
EXAMES: RX de Crânio, RX de tórax, TC de Crânio (Trauma, Confusão mental?)
Migraliv (Diidroegotamina 1mg + Dipirona 350mg + Cafeína 100mg)
Tomar 1 comprimido, VO de 12/12h
1caixa.
PACIENTE TRAZIDO POR FORÇA POLICIAL
LEVE, MODERADA
Paracetamol 750mg, Dipirona, Cetoprofeno, Ibuprofeno 100mg (Alivium).
QUADRO CLÍNICO: Trazido por: Familiares, força policial, ambulância ou
acompanhantes, que não consegue sentar, caminha pela sala, não entra no
consultório, muda o tom de voz, elevando-o constantemente, tom desafiador,
desconfiado, agressivo, história de quadro psiquiátrico.
CONDUTA
NO PS
1
– Não atender o mesmo sozinho, mantendo a porta aberta e sempre ao alcance.
SF 0,9% 100ml + 1 amp Dipirona + 1amp Plasil + 1amp Ranitidina.
Pode-se usar: Voltaren 75mg, IM.
Cetoprofeno 100mg, IM.
Piroxicam 40mg, IM.
Dexametasona 4 a 12mg, EV.
Identificar-se como médico e mostrar disponibilidade para ajudar, evitando o contato
físico.
OPÇÕES PARA MEDICAÇÃO
1 – Haloperidol 5mg, 1cp, VO.
2 – Clorpromazina 100mg, 1cp, VO
3 – Sedação + Contenção se negociação falhar.
CEFALÉIA EM SALVAS
1
- O2 5L/min com máscara, por 30 minutos.
4 – SEDAÇÂO: Haloperidol 5mg/1ml, 1 ampola, IM.
Diazepam 5mg, 1 ampola , IM.
2
– ERGOTAMINA: Cefaliv, Cefalium, Migraliv, Ormigren.
3
– SUMATRIPTANO: Proscrito < 18 anos e > 65 anos, IAM, AVC, AIT, .
3
– PROFILAXIA: Carbonato de Lítio 300mg, 12/12h
4
– ORIENTAÇÕES: Cessar tabagismo e álcool que desencadeiam as crises.
CRISE CONVULSIVA / ESTADO MAL EPILÉTICO CRISE HIPERTENSIVA EPILEPSIA – Existência de uma desordem neurológica
CRISE CONVULSIVA / ESTADO MAL EPILÉTICO
CRISE HIPERTENSIVA
EPILEPSIA – Existência de uma desordem neurológica associada a crises
recorrentes. Pode ser; Parcial (Simples ou Complexa) ou Generalizada.
CRISE CONVULSIVA – Ataque, não re corrente, isolado. Manifestação de um
distúrbio temporário, focal ou generalizado, da função cortical, secundário a
vários distúrbios neurológicos ou sistêmicos ou como sintoma de abstnência
alcoólica, uso de drogas ilícitas ou medicamentos.
PAM = PAS + 2x PAD / 3
Variação máxima da PAM = 60 à 120 mmHg
Se PA acima ou abaixo desses valores indicam sofrimento de órgãos alvo.
HAS crônicos PAM normal está entre 120 à 160 mmHg.
TIPOS DE CRISE
1
- CRISE PARCIAL OU FOCAL – Envolve apenas uma região, causando disfunção
temporária de um conjunto de neurônios, caracterizada por eventos cíclicos. Pode
ser PARCIAL SIMPLES, sem comprometimento da consciência e PARCIAL
COMPLEXA, onde há comprometimento parcial da consciência.
- CRISE GENERALIZADA – Envolve maior extensão e até mesmo os 2 hemisférios
cerebrais.
TIPOS DE CONVULSÃO
MOTORAS
2
ANAMNESE
É HAS? Controla? Medicações que usa? Tem episódio anterior? Lesão anterior?
Infarto ou AVC anterior?
FUNDOSCOPIA
Vasos: Vasoespasmo, cruzamentos arteriovenosos patológicos.
Retina: Exudatos, hemorragia, papiledema.
CARDIOVASCULAR
Sopro carotídeo?Estase jogular?Ritmo?Desvio de ictus?2ª bulha, 3ª bulha ou
galope?Sopro mitral?Insuficiência aórtica?Pulsos periféricos?
PULMONAR
Estertores? Sinais de congestão pulmonar?
NEUROLÓGICO:
1 - CONVULSÕES TÔNICAS – Mantidas, permanentes, imobilizam as articulações.
2 – CONVULSÕES CLÔNICAS – Rítmicas, alternando contrações e relaxamento.
3 – CONVULSÕES TÔNICO-CLÔNICAS.
4
– ATÔNICAS – Queda sem outras características.
SENSITIVAS - Disestésicas – Formigamento que irradia pelo corpo.
Lote? Déficit motor? Pupilas reativas?Alterações da fala? Liberação esfincteriana?
Convulsões?
DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL
Dissecção Aortica Aguda, Encefalopatia Hipertensiva.
AUTONÔMICAS – Mal Estar Autonômico – Epigastrio ao pescoço e some.
PSIQUICAS – Deja-vu, Jame-vi, Êxtase.
EXAMES SOLICITADOS
1 – HEMOGRAMA
ESTADO DE MAL EPILÉTICO TÔNICO-CLÔNICO GENERALIZADO – EMETCG
Emergência médica diagnosticada quando duas ou mais crises distintas ocorrem
sem recuperação completa da consciência ou quando uma crise, contínua, dura
pelo menos 5 minutos ou Crise epilética tônico-clônicas que já duram 30 minutos.
2 – ELETRÓLITOS – Na, K.
3 – URÉIA + CREATININA
4 – URINA 1 (Proteinúria? Hematúria?)
5 – CpK, CkMB, TROPONINA.
6 – ECG
DIAGNÓSTICO
História pessoal e familiar ou alguém que tenha presenciado a crise. Quando a
crise não é presenciada e o paciente dá entrada no PS, em geral está em ESTADO
PÓS-ICTAL. / CRIANÇAS: Convulsão febril – 3 meses à 5 anos.
CRISES PARCIAIS
Movimentos restritos à um lado ou segmento do corpo.
Sintomatologia: Motora, sensitiva, auditiva, da linguagem, olfatória, gustativa,
vertiginosa, vegetativa e confusão mental.
CRISE GENERALIZADA
Movimentos , Tônicos, Clônicos, Tônico-Clônicos (GRANDE MAL).
7 - RX TÓRAX (Aumento da área cardíaca, vasos base, Edema Agudo de Pulmão)
8 – FUNDOSCOPIA (Urg x Emerg)
9
– TC de CRÂNIO (Explicar quadro neurológico, não explicado por distúrbio HL ou
Infecção)
10 – Dextro/Glicemia.
URGÊNCIA HIPERTENSIVA
PAD > 120 mmHg + Estável clinicamente + Não compromete órgãos-alvo.
Objetivo: PA reduzida em até 24h com medicação VO.
EXAMES COMPLEMENTARES
TC de crânio – Quando EF alterado ou TCE.
ELETROENCEFALOGRAMA - Quando EF alterado ou TCE.
LÍQUOR – Infecções cerebromeningeas?
ELETRÓLITOS – Hipo ou Hipernatremia /Hipo ou Hipercalcemia /Hipo ou
1
– Captopril 25mg
1
compimido.
Tomar 1 cp, VO.
Repetir em 30 min ou 1h, se necessário ou fazer 2 comprimidos (50mg) dose única.
Ação: 15-30min. / Duração: 6-8h.
Hiperpotassemia.
GLICEMIA
– Nifedipino 10 e 20mg
Tomar 1 cp, VO.
Ação: 5-15min. / Duração: 3-5h.
2
1
comprimido.
TRATAMENTO NA CRISE – PASSO A PASSO – TTO MEDICAMENTOSO
3
– Clonidina 0,1 e 0,2mg
1
comprimido.
1
- SE EM ESTADO DE MAL EPILÉTICO;
Se em atividade motora = Benzodiazepínico = DIAZEPAM / MIDAZOLAM
DIAZEPAM 1 amp tem 2ml = 5mg/ml + 10 ml de AD, EV.
MIDAZOLAM (DORMONID) 1 amp +
AVALIAR IOT / BZD x REBAIXAMENTO!
Tomar 1 cp, VO.
Repetir de 1/1h.
Ação: 30-60min. / Duração: 6-8h.
OBS: Aferir dados vitais e revisão clínica em 24h.
2
- RETIRAR O PACIENTE DO ESTADO DE MAL EPILÉTICO  HIDANTALIZAR
FENITOÍNA (HIDANTAL) 15mg/kg em 15-30min.
DILUIÇÃO: 1-3 amp + 250ml de SF 0,9% em 20-30min.
Vel. de infusão = 50mg/Ml.
EMERGÊNCIA HIPERTENSIVA
4
- SE CONTINUAR EM ESTADO DE MAL EPILÉTICO REPETIR HIDANTAL
FENITOÍNA (HIDANTAL) 5mg/kg.
DILUIÇÃO:
Objetivo: PA reduzida de imediato, evitando quedas abruptas, exigindo paciente em
monitoração em sala de emergência ou UTI, com medicação EV.
5
- SE CONTINUAR EM ESTADO DE MAL EPILÉTICO  GARDANALIZAÇÃO
FENOBARBITAL (GARDENAL) 10mg/kg.
DILUIÇÃO: 1 amp de 2ml (100mg) +
1
– Nitroprussiato de sódio 0,25 – 10mg/kg/min, EV.
MARCA: NIPRIDE
Ação: Imediata. / Duração: 1-2min. / Indicação: Maioria das Emergências.
DILUIÇÃO: 1 amp = 50mg – Diluir 1 amp em 250mg SG5% = 0,2mg/mL.
6
– FAZER COMA BAR2BITÚRICO COM TIOPENTAL
2
– Nitroglicerina 5-100mg/min, EV.
MARCA: TRIDIL
CRISE SINTOMÁTICA AGUDA – 1ª CRISE DA VIDA
INVESTIGAR:Hipoglicemia?Meningite?AVC?Toxop?Criptococose?Medicaç
ão ou Cocaína?
Ação: 2-5min. / Duração: 3-5min. / Indicação: Insuf. Coronariana
DILUIÇÃO: 1 amp = 25mg – Diluir 1 amp em 250mg SG5% = 0,1 mg/mL.
3
– Metropolol 5mg , EV.
TRATAMENTO CLÍNICO
Repetir de 10/10min se necessário até 20mg.
Ação: 5-10min. / Duração: 3-4h./ Indicação: Insuf. Coronariana, Aneurisma Ao.
CRISE PARCIAL
(HIDANTAL) - Fenitoína 100mg – 1 comprimido, VO de 8/8h.
EC: Hipertrofia gengival e alterações do colágeno.
(TEGRETOL) Carbamazepina 200mg – 1 comp, VO de 8/8h. Dose máx = 1.800
mg/dia. EC: Dispepsia, Sonolência, Aumento do Peso, Retenção líquido,
Hiponatremia.
CRISE GENERALIZADA
Ácido Valpróico (DEPAKENE)
Fenobarbital (GARDENAL) 100mg – 1 comprimido, VO, 1x ao dia.
4
– Nitroglicerina 5-100mg/min, EV.
Ação: 5-10min. / Duração: 3-4h. / Indicação: Ins. Vent. Esq. e Hipervolemia.
OBS: Na prática, a PAD não pode ser reduzida a níveis inferiores à 100-110 mmHg.
EMERGÊNCIA = MEDICAÇÃO EV
MONITORAÇÃO
 

ABORDAGEM À DOR TORÁCICA NO PS

PRESCRIÇÃO NO INTERNAMENTO (Precordialgia, Fc= 100bpm , PA=100x80mmHg)

1

Dieta hipossódica.

Prescrição Básica
Prescrição
Básica

CARACTERÍSTICA DA DOR TORÁCICA DOR ISQUÊMICA TÍPICA Dor torácica, retroesternal ou epigástrica do tipo aperto, constricção ou ardência, de início súbito e duração maior que 30 min, que pode irradiar para pescoço, mandíbula, ombro, braço esquerdo ou epigástrio. Dor associada com Sudorese profusa, pele fria, tontura, confusão mental, náuseas e vômitos, inquietação, ansiedade e sensação de morte. EXAME FÍSICO Pele fria e sudorética, agitação, FR aumentada. Pulso fraco nos casos graves. PA (Hipotensão / Hipertensão). Veias jugulares normais ou aumentadas. Ausculta: Presença de 3ª bulha (VE). Presença de sopro: Por disfunção dos mm papilares ou uma CIV. Febre (38º), leucocitose, elevação do VHS.

2

CDV 6/6h.

3

Acesso heparinizado.

4

Antak 1 ampola, EV de 12/12h.

5

Plasil 1 ampola, EV de 8/8h, se náuseas ou vômitos.

6

Dipirona 1 ampola, EV de 6/6h.

7

AAS 100mg, VO, 3 comprimidos mastigados AGORA.

8

Clopidogrel 75mg, 4 cp, VO, AGORA.

8

Isordil 5mg, SL, 1 comprimido AGORA e se dor no peito.

9

- Monocordil 20mg, VO, AGORA e de 8/8h.

 

10

Heparina 1ml, EV, AGORA e de 6/6h.

11- Enalapril 5mg, VO de 12/12h.

12 Atenolol 50mg, VO de 12/12h.

 

13 Morfina 10mg diluída em 10ml de SF 0,9% - Aplicar 4ml se dor forte.

SÍNTOMAS ATIPICOS Dor diferente da supracitada, ou ausência de dor, presença de náuseas, diaforese, queimação epigástrica, piora rápida da dispneia (DM, negros idosos e mulheres). PROBABILIDADE DE ISQUEMIA CORONARIANA ALTA PROBABILIDADE História de doença coronariana (IAM prévio, CATE). HAS , DM desompensados. Precordialgia típica com irradiação para MMSS-E ou Angina. Diaforese, Edema pulmonar ou Creptações, Hipotensão.

ECG: Alt. Transitórias de ST (>igual 0,5mm) / Inversão T (>igual 2mm). Elevação das Enzimas cardíacas (CpK, CkMB, Troponina)

 

ECG x INTERPRETAÇÃO x CONDUTA

SUPRA DE ST (>2mm em 2 derivações precordiais contíguas ou > 1mm em derivações de membros) ou BRE novo (Onda Q em 2 derivações contíguas)

SUPRA DE ST CONDUTA: ROTA 1 Unidade coronariana + Cat (Cateterismo). BRE NOVO + DORCONDUTA: ROTA 1. BRE NOVO + SEM DORCONDUTA: ROTA 2.

 

ABORDAGEM NO PS x DOR SUGESTIVA DE ISQUEMIA

1 ABC + MOV (Levar para sala de Emergência). MONITORIZAÇÃO: PA, Oximetria, FC, FR, P. OXIGÊNIO 4L/min e manter SaTO2 < 90% ACESSO VENOSO - COLHER de 6/6h: Hemograma, Coagulograma. Enzimas Cardíacas (CpK, Ck-MB, Troponina I). 0-3-9h. Glicemia. Uréia + Creatinina. Eletrólitos: Na, K, Mg.

2 AAS 100mg Dar 2-3 comprimidos mastigado , VO. Descartar Dissecção aórtica Aguda. Alergia? Usar Clopidogrel.

INFRA DE ST (1mm) ou INVERSÃO DE ONDA T Isquemia, Angina instável de risco e

INFRA DE ST (1mm) ou INVERSÃO DE ONDA T Isquemia, Angina instável de risco e IAM sem supra de ST. CONDUTA: ROTA 2 Prot. UDT 9h (Unidade dor torácica) + Enzimas 0-3-9h. + ECO SERIADO + ECO. Se + ROTA 1. / Se - Teste Ergométrico Se - Alta.

4- SOLICITAR ECG com 12 DERIVAÇÕES.

ECG não disgnóstico, normal no segmento ST ou onda T Angina instável de baixo risco.

5 HISTÓRIA COMPLETA Caracterizar a dor, contraindicações a medicamentos? Cirurgias? DM? HAS? Outras? Pulsos simétricos? B3? Sopro mitral? Aórtico? Creptações pulmonares? Choque?

6 NITRATO SL A) Dinit. de Isossorbida (Desconforto torácico s/ Emerg Hipert) Isordil 5mg, VO. Repetir até 3x com intervalo de 5min, se dor. B) Mononitrato de Isossorbida Monocordil 5mg, VO. PROSCRITO: PAS < 90 , FC < 50, FC > 100. / Uso de Sildenafil 24h./ IAM de VD.

 

MARCADORES x INTERPRETAÇÃO

CK: Normal de 9 a 95. Se eleva entre 4 e 28 horas, com pico em 24 h. CK-MB: Normal 0 a 6. Se eleva de 4 h a 8 dias, com pico em 24h. Troponina: Melhor marcador para o IAM. Se eleva em 6h a 7 dias, com pico em 48h. Mioglobina: Não é cardioespecífica, mas pode auxiliar quando o paciente chega antes de 4 a 6 horas de evolução. Se eleva de 1 a 24h, com pico em 4h.

Obs: Nos casos de REINFARTO PRECOCE, a Troponina deixa de ser a mais específica, pois podem permanecer elavadas no plasma por 14 dias. CPK-MB é o melhor marcador, pois ela se eleva após 6 h, com um pico em 24-48 h e se normaliza após 72 h. Assim, uma nova elevação em seus valores, é capaz de confirmar um reinfarto.

7 MORFINA Diluir 1ml ou 1 ampola em 9ml de AD, obtendo [1mg/ml] Aplicar 3ml, IV em Bolus. Avaliar dose adicional em 5 - 10min. (Usada se a dor não ceder com Nitroglicerina).

8 RX Tórax Avaliar Edema Agudo de Pulmão.

9 INTERPRETAÇÃO DO ECG E CONDUTA

OBSERVAÇÕES:

 

PROVÁVEIS LOCALIZAÇÕES DE LESÕES- SCA

1 - CLOPIDOGREL Opção para alérgicos ao AAS. Se houver possibilidade deCx de RV em 1 semana, proscrito. Para todos os casos de SCA sem Supra de ST. Ataque 300mg, VO se < 75 anos. Manutenção: 75mg/dia, por 1 mês no mínimo. (Plavix). Suspensão: 5-7 dias antes de Cx de revascularização.

anos. Manutenção: 75mg/dia, por 1 mês no mínimo. (Plavix). Suspensão: 5-7 dias antes de Cx de

2 HEPARINA 1ml, EV, na EMERGÊNCIA.

3 NITROGLICERINA IV Usar quando a Dor torácica for recorrente e não cessar

com uso de Nitrato de Isossorbida ou Morfina, Congestão Pulmonar. É de escolha

se Emergência Hipertensiva. (Tridil).

 

Diluição: 50mg + 500ml, SG, IV, BIC. Dose Inicial: 10ng/min (6mL/h) Dose de infusão aumentada: 5ng/min de 5/5min até cessar dor. Manter PAS > 90

DIFERENTES APRESENTAÇÕES DE ISQUEMIA MIOCÁRDICA

DIFERENTES APRESENTAÇÕES DE ISQUEMIA MIOCÁRDICA

4

BETABLOQUEADOR: Todos recebem. Reduz a FC e pouca consumo d