Вы находитесь на странице: 1из 8

UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO

CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS


Prof. Dr. Carlos Carrillo

1. Determinar a tensão admissível para fundações por sapatas quadradas de


4.2 rn de largura. considerando a curva tensão x recalque da Figura abaixo
obtida em prova de carga sobre placa na argila porosa de São Paulo,
apresentada por Vargas (1951).
Considerando um recalque máximo da sapata igual a 60mm, determinar a
tensão admissível.
a) Pelo Critério de ruptura;
b) Pelo Critério de recalque.

2. Calcular o recalque imediato no médio, no centro e no canto, de uma


sapata retangular de 10 m x 40 m. aplicando uma tensão de 50 kPa numa
camada semi infinita de argila homogênea saturada, com módulo de
deformabilidade de 30 MPa.
3. Calcular o recalque imediato da sapata do Exercício 2, supostamente
apoiada a 3 m da superfície do terreno, considerando que a camada de
argila se estende somente até a Cota -28 m, onde se encontra uma base
rígida.
4. Considere o Exercício 3, mas substitua a camada argilosa por três
subcamadas, com diferentes valores para o módulo de deformabilidade, de
UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO
CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS
Prof. Dr. Carlos Carrillo

acordo com a Figura mostrada. Determinar o recalque imediato


considerando, Camada hipotética, sapata fictícia e media dos módulos.

5. Na Figura do exercício anterior, considere que existam outras duas


subcamadas, de 10 m cada, antes de atingir a base rígida, com módulos
de 50 MPa e 60 MPa, respectivamente, totalizando cinco subcamadas
compressíveis, Pelo primeiro método utilizado no exercício anterior
(camada hipotética), pesquise a posição do "indeformável".

DICA.
Com respeito à figura do exercício 4, se considerarmos que a base rígida se encontre mais
profunda, havendo outras subcamadas compressíveis com módulo de deformabilidade sempre
crescente com a profundidade.
Para efeitos práticos, não há necessidade de calcular a contribuição de todas as subcamadas,
porque será cada vez menos significativa a contribuição das subcamadas mais profundas.
Pode-se considerar como última subcamada de interesse a que apresentar um recalque inferior
a 10% do recalque total (até essa subcamada, inclusive).
Portanto, para cálculos práticos, pode-se considerar um significado relativo para o indeformável,
em vez do significado absoluto. Assim, dado um perfil. Com as características de
deformabilidade das várias camadas, a posição do "indeformável" pode estar mais ou menos
profunda, dependendo das dimensões das sapatas, principalmente. A pesquisa do
"indeformável”, caso a caso, pode inclusive apontar sua posição como sendo o topo de uma
camada ainda deformável.

6. O projeto de uma edificação prevê a utilização de sapatas isoladas com 0,5m


x 2,0, o nível de implantação das fundações se encontra a 0,50m de
profundidade, o nível de água se localiza a 1,50m de profundidade.
UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO
CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS
Prof. Dr. Carlos Carrillo

O perfil do terreno indica a existência de uma camada homogênea de argila


mole de grande espessura, com =16,4Kn/m³, Ensaios triaxiais do tipo CD
(consolidado - drenado) realizados em amostras indeformadas deste material
apontaram os parâmetros de resistência de c=4kPa e =36°,
respectivamente. Já ensaios do tipo UU (não consolidado – não drenado),
apontaram um valor de C=20Kpa.
Determinar a tensão de ruptura e a tensão admissível considerando um fator
de segurança de 3.
Utilizar a equação de Terzaghi (ruptura geral) considerando:
a) Aplicação do carregamento de forma rápida – prevalecem as condições
não drenadas.
b) Aplicação do carregamento lento - prevalecem as condições drenadas,
isto é, não ocorre acréscimo de pressão neutra no solo.
7. Um projeto industrial prevê a construção de um silo para estocagem de grãos,
o mesmo que aplicara ao solo uma tensão de 400kPa, o Silo estará apoiado
na superfície do terreno.
O terreno é constituído por uma espessa camada de areia, resultados de
laboratório apontaram pesos específicos para a areia de 18kN/m³ e 19kN/m³,
abaixo e acima do lençol freático respectivamente, os parâmetros de
resistência determinados são c=0 e =30°. O lençol freático se encontra a
2,5m de profundidade, considerar peso específico da água igual a 9,8kN/m³.
O dimensionamento do silo deverá minimizar os riscos de ruptura do solo
(tensão aplicada maior do que tensão admissível). Determinar qual seria o
diâmetro mínimo do silo, considerando um fator de segurança igual a 3.
UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO
CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS
Prof. Dr. Carlos Carrillo

8. O projeto de um prédio de quatro andares prevê a utilização de sapatas


isoladas quadradas. Em função das interferências (instalações sanitárias e
outras fundações) as sapatas externas terão dimensões de 2,0mx4,0m e
aplicarão uma carga de 1300 kN.
As investigações geotécnicas informaram que o subsolo é composto por
argila com =20 KN/m³ e uma resistência não drenada (qu) de 114kPa. O
peso específico da água é igual a 9,8 KN/m³. O fator de segurança
empregado nas análises é de 3, o nível de água se encontra na superfície do
terreno.
Determinar a profundidade de na qual deverão ser apoiadas as sapatas.
Utilizar a equação de Skempton.

9. Investigações de campo e laboratório permitiram estabelecer o perfil


mostrado. Precisa- se implantar um muro sobre o terreno indicado abaixo.
Determinar a carga máxima P (kN/m) de muro a curto e longo prazo (condição
drenada e não drenada).

P
UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO
CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS
Prof. Dr. Carlos Carrillo

TERZAGHI

COEFICIENTE DE CAPACIDADE DE CARGA - RUPTURA GERAL

θ Nc Nq Nγ θ Nc Nq Nγ
0 5,7 1,0 0,0 26 27,1 14,2 9,8
1 6,0 1,1 0,0 27 29,2 15,9 11,6
2 6,3 1,2 0,0 28 31,6 17,8 13,7
3 6,6 1,4 0,1 29 34,2 20,0 16,2
4 7,0 1,5 0,1 30 37,2 22,5 19,1
5 7,3 1,6 0,1 31 40,4 25,3 22,7
6 7,7 1,8 0,2 32 44,0 28,5 26,9
7 8,2 2,0 0,3 33 48,1 32,2 31,9
8 8,6 2,2 0,4 34 52,6 36,5 38,0
9 9,1 2,4 0,4 35 57,8 41,4 45,4
10 9,6 2,7 0,6 36 63,5 47,2 54,4
11 10,2 3,0 0,7 37 70,0 53,8 65,3
12 10,8 3,3 0,9 38 77,5 61,6 78,6
13 11,4 3,6 1,0 39 86,0 70,6 95,0
14 12,1 4,0 1,3 40 95,7 81,3 115,3
15 12,9 4,5 1,5 41 106,8 93,9 140,5
16 13,7 4,9 1,8 42 119,7 108,8 172,0
17 14,6 5,5 2,2 43 134,6 126,5 211,6
18 15,1 6,0 2,6 44 152,0 147,7 261,6
19 16,6 6,7 3,1 45 172,3 173,3 325,3
20 17,7 7,4 3,6 46 196,2 204,2 407,1
21 18,9 8,3 4,3 47 224,6 241,8 512,8
22 20,3 9,2 5,1 48 258,3 287,9 650,7
23 21,8 10,2 6,0 49 298,7 344,6 832,0
24 23,4 11,4 7,1 50 347,5 415,1 1072,8
25 25,1 12,7 8,3
UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO
CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS
Prof. Dr. Carlos Carrillo

TERZAGHI

COEFICIENTE DE CAPACIDADE DE CARGA - RUPTURA LOCAL

 N'c N'q N'  N'c N'q N'


0 5,7 1,0 0,0 26 15,5 6,1 2,6
1 5,9 1,1 0,0 27 16,3 6,5 2,9
2 6,1 1,1 0,0 28 17,1 7,1 3,3
3 6,3 1,2 0,0 29 18,0 7,7 3,8
4 6,5 1,3 0,1 30 19,0 8,3 4,4
5 6,7 1,4 0,1 31 20,0 9,0 4,8
6 7,0 1,5 0,1 32 21,2 9,8 5,5
7 7,2 1,6 0,1 33 22,4 10,7 6,3
8 7,5 1,7 0,2 34 23,7 11,7 7,2
9 7,7 1,8 0,2 35 25,2 12,8 8,4
10 8,0 1,9 0,2 36 26,8 14,0 9,4
11 8,3 2,1 0,3 37 28,5 15,3 10,9
12 8,6 2,2 0,4 38 30,4 16,9 12,8
13 9,0 2,4 0,4 39 32,5 18,6 14,7
14 9,3 2,6 0,5 40 34,9 20,5 17,2
15 9,7 2,7 0,6 41 37,5 22,7 19,8
16 10,1 2,9 0,7 42 40,3 25,2 22,5
17 10,5 3,1 0,8 43 43,5 28,1 26,3
18 10,9 3,4 0,9 44 47,1 31,3 30,4
19 11,4 3,6 1,0 45 51,2 35,1 36,0
20 11,9 3,9 1,1 46 55,7 39,5 41,7
21 12,4 4,2 1,4 47 60,9 44,5 49,3
22 12,9 4,5 1,6 48 66,8 50,5 59,3
23 13,5 4,8 1,7 49 73,6 57,4 71,5
24 14,1 5,2 2,0 50 81,3 65,6 85,8
25 14,8 5,6 2,3
UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO
CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS
Prof. Dr. Carlos Carrillo

FATORES DE FORMA
FORMA DA SAPATA
Sc Sq Sγ
Corrida 1 1 1
Quadrada 1,3 1 0,8
Circular 1,3 1 0,6
UNIJORGE / ENGENHARIA CIVIL AVALIAÇÃO
CIV016GP-FUNDAÇÕES – LISTA DE EXERCÍCIOS
Prof. Dr. Carlos Carrillo

COEFICIENTE DE CAPACIDADE DE CARGA (SKEMPTON)


Nc
H/B
QUADRADA OU CIRCULAR CORRIDA

0 6,20 5,14
0,25 6,70 5,60
0,5 7,10 5,90
0,75 7,40 6,20
1 7,70 6,40
1,5 8,10 6,50
2 8,40 7,00
2,5 8,60 7,20
3 8,80 7,40
4 9,00 7,50
> 4,0 9,00 7,50