Вы находитесь на странице: 1из 7

Defina rocha?

Rochas são definidas como quaisquer agregados naturais sólidos, compostos de um ou mais minerais,
e constituem parte essencial da crosta terrestre.

Explique como é realizada a classificação mineralógica ou modal de uma rocha.

As classificações mineralógicas ou modais são realizadas da seguinte forma:


A porcentagem volumétrica dos minerais constituintes é denominada quantidade modal, ou
simplesmente, a moda, e o processo para determinação da moda é chamada de análise modal. A
classificação mineralógica ou modal de uma rocha consiste em uma contagem de seus minerais em
lâminas petrográficas, com auxílio de um microscópio ótico e um contador acoplado.

Defina minerais essenciais e acessórios de uma rocha.

Minerais essenciais:
Um mineral é essencial quando perfaz mais de 10% do volume de uma rocha.
Minerais acessórios:
Um mineral é essencial quando perfaz menos de 10% do volume de uma rocha.

Qual o parâmetro utilizado para nomear uma rocha?

As rochas são denominadas em função da quantidade relativa ou proporcional de seus minerais


essenciais.

Explique como é realizada a classificação química de uma rocha.

A classificação química é realizada segundo a concentração dos elementos químicos totais de uma
rocha. A apresentação da composição química de uma rocha NÃO faz referência a sua composição
mineralógica modal.
Os elementos são distribuídos na seguinte ordem:

Elementos de Maior Representatividade:


Expresso na forma de porcentagem em peso (%wt) do óxido correspondente, ou seja todos com
concentrações superiores a 0,1%.

Elementos de Menor Representatividade:


Expresso em partes por milhão (ppm) na forma elementar.
Elementos de maior representatividade de uma rocha são constituídos pelos elementos maiores e
menores.
Elementos de menor representatividade de uma rocha são constituídos pelos elementos traços e
sub-traços.

Defina elementos maiores, menores e traços:


Elementos Maiores: Representados na forma de óxidos e assim na forma de percentagem, com
concentrações superiores a 1%.
Elementos Menores: Representados na forma de óxidos e assim na forma de percentagem, com
concentrações entre 0,1 e 1%.
Elementos Traços: Representados na forma de ppm, cuja concentração em óxido é inferior a 0,1% ou
1000 ppm.
Elementos Sub ou Ultra Traços: São aqueles elementos traços com concentrações inferiores a 1 ppm
(0,1% = 1000 ppm = 1.000.000ppb)
Defina mineral ou sólido cristalino.

O mineral é a menor unidade da rocha, os minerais são de origem natural, formados na natureza por
processos naturais.
Por definição, o mineral é um sólido cristalino no qual os átomos constituintes são arranjados em uma
Estrutura Regular e Tridimensional.

Qual a diferença entre sólido cristalino e cristal?

Sólido cristalino= o sólido cristalino possui estrutura interna, mais não reflete sua morfologia externa
do mineral.

Cristal= o arranjo interno reflete a morfologia externa do mineral. A forma externa é a representação
cristalina interna.

Qual a diferença entre sólido cristalino e substância amorfa?.

Sólido cristalino é um material considerado sólido regular pelo fato de possuir uma estrutura cristalina
definida, que corresponde a um posicionamento dos átomos que o compõe.

Substância amorfa é os materiais amorfos não apresentam uma estrutura definida, podem apresentar
até certa rigidez como os sólidos comuns, mas seus átomos não se encontram em organização
espacial.

Defina polimorfismo. Qual o principal fator que propiciam essa transformação? Cite um
exemplo de polimorfismo.

Minerais de mesma composição química, porém com estrutura ou arranjo interno diferente.
O principal fator que propícia essa transformação é a pressão e temperatura.
Diamante – 100% carbono – Isométrico
Grafite -100% carbono – Hexagonal

O que é isomorfismo? Quais os tipos e explique cada um?

Minerais que possuem a mesma estrutura interna ordenada (arranjo cristalográfico) porém apresentam
composições químicas diferentes.

Isomorfismo Isovalente: Minerais que possuem o mesmo arranjo cristalino porém com elementos
diferentes com mesma valência.
•NaCl (Na+) – Halita – sistema isométrico.
•KCl (K+) – Silvita – sistema isométrico.
•Na+ ↔ K+

Isomorfismo Heterovalente: Minerais que possuem o mesmo arranjo cristalino porém com elementos
químicos diferentes de valências diferentes.
•NaSi3AlO8 Û CaSi2Al2O8
•Na+ (0,98) Û Ca2+ (1,04) (> valência)

Simultaneamente
•Si4+ (0,39) Û Al3+ (0,57) (< valência)
Água e gelo são minerais? Justifique sua resposta

A água, no estado líquido, não é um mineral - pois não é um sólido. Mas abaixo dos 0ºC a água torna-
se em gelo, que já é um sólido.
O gelo, pode ser considerado, tanto um mineral como um não mineral! Se o gelo ocorrer de forma
natural, na atmosfera terrestre é considerado mineral. Por outro lado, o gelo formado no congelador
não é um mineral, pois não ocorre naturalmente, envolvendo processos humanos pelo meio.

Água e gelo são exemplos de polimorfismo? Justifique.

Água e gelo não são exemplos de polimorfismo, pelo fato do polimorfismo ser realizado entre minerais,
a água não e um mineral, logo não participa de polimorfismo. Ao congelar a água, há uma organização
dos seus átomos e as células, deixando assim os espaços vazios entre eles, o que proporciona o
aumento do volume do gelo.

Porque a água ao se congelar, transformando em gelo aumenta de volume, enquanto os outros


materiais tendem a diminuir seu volume?

O volume aumenta porque o gelo é formado por moléculas de água arranjadas geometricamente em
forma de cristais. Quando elas se organizam dessa maneira, deixam mais espaços vazios entre os
átomos do que no estado líquido. Quando a água se solidifica a sua densidade cai cerca de 9%, ou
seja, o seu volume aumenta enquanto a massa continua a mesma. Isso ocorre devido à estrutura
eletromagnética de seus átomos. Mas isso não significa que, quanto mais quente, mais densa fica a
água. Sua densidade máxima ocorre, na realidade, aos 4ºC. Nessa temperatura, os cristais já estão
todos quebrados e as moléculas mais unidas do que nunca.

Quais são os principais grupos minerais? (cite os quatro principais e descreva suas
características principais).

Sulfetos, elementos nativos, sulfatos, óxidos, hidróxidos, haletos, carbonatos, nitratos, boratos,
fosfatos, sulfossais, silicatos, tungstatos,

Silicatos
Em razão do Si e O serem os elementos químicos mais abundantes na crosta, muitos minerais contém
estes elementos.
Este grupo mineral é o mais abundante da crosta terrestre, formam, talvez, 95% da crosta terreste.
Formam a unidade básica (SiO4)-4, conhecido como TETRAEDRO DE SILÍCIO.

Tetraedros de Silício
Estes tetraedros podem ser arranjados isoladamente, em cadeias contínuas, planos contínuos e em
estruturas tridimensionais.
Apresentam estrutura molecular contendo Si associado ao oxigênio, formando os tetraedros.
Exemplos:
Quartzo SiO2
Feldspato Potássico - KAlSi3O8
Muscovita - K2Al4[Si6Al2O20](OH,F)4

Elementos Nativos
Minerais formados por apenas um elemento químico.
Au, Cu, Ag, platinóides (Metálicos)
As e C (Semimetálico)
Sulfetos
Minerais de Enxofre e sem oxigênio, formados em ambientes redutores.
Pirita - FeS2
Galena - PbS

Por que o grupo dos silicatos são os mais comuns na Crosta? Quais são os principais
elementos químicos formadores dos silicatos?

A crosta terrestre é constituída essencialmente de rochas ígneas e metamórficas e os minerais


componentes destas rochas são quase que totalmente silicatos (mais de 90%). Desse modo, pode-se
dizer que, em termos mineralógicos, os silicatos representam bem mais de 90% da crosta terrestre.
Ligações Si-O são iônicas e covalentes. Estas ligações estão em função Si 4+, (número de oxidação),
podendo ele ter caráter iônico ou covalente. Formam a unidade básica (SiO4)-4, conhecido como
TETRAEDRO DE SILÍCIO.

As rochas ígneas são formadas a partir do resfriamento e solidificação do magma.

a) Defina magma.

O magma é um fluido (estado líquido) natural, inorgânico, muito quente com temperaturas entre 1300 a
1500oC, constituído por uma fusão de silicatos Líquido silicatado + Gases (CO2, H2O, SOx), que ocorre no
interior da terra.

b) Qual a diferença entre magma e lava.

Denomina-se magma o material aquecido que ocorre exclusivamente dentro da câmara magmática no
interior da crosta continental, pois apresenta-se 100% líquido e com a presença dos gases (fase gasosa).
O material líquido ao atingir a superfície terrestre ou o fundo dos oceanos NÃO é considerado mais magma,
este fato deve-se a perda de voláteis para o meio (atmosférico ou oceânico) e, devido a grande diferença
de temperatura entre o líquido aquecido (1300oC e o meio superficial entre 5 a 25oC), e iniciou-se a
cristalização (solidificação) de micro cristais no meio líquido, devido a diminuição brusca da temperatura do
magma. A esse material líquido sem os gases e iniciando o processo de solidificação é denominado de
lava, Portanto, o material líquido em extravasamento na superfície terrestre ou no fundo dos oceanos é
denominado de lava.

c) Por que a lava é considerada rocha e o magma não?

A lava é considerada rocha porque quando o magma atinge a superfície terrestre ou o fundo oceânico o
magma perde os gases para a atmosfera e oceano, deixando de ter o nome de magma, e o material liquido
sem gases, com início de cristalização (sólida) de minerais passa a se chamar lava.

d) Quais são os principais elementos químicos constituintes de um magma?

Os elementos químicos maiores ou principais são: O, Si, Al, Fe, Mg, Ca, Na, K.
O e Si são os elementos principais do magma.
Quais são os principais tipos de magmas existentes? Descreva suas características químicas e
texturas e os ambientes geotectônicos onde foram gerados.

Os principais tipos de magmas existentes são:

Magma Basáltico: Tem origem no manto, com elevados teores de Fe, Mg e Ca e baixos teores de Si, Na e
K, é um fluído pouco viscoso. O magma basáltico divide-se em Magma do tipo MORB – formado através da
fusão do manto, no ambiente geotectônico de abertura. Magma tipo IOB – gerado na crosta devido a colisão
de duas crostas oceânicas, ambiente geotectônico colisional, ilhas vulcânicas. Magma tipo CFB – Gerado
no manto abaixo da crosta continental, extensas áreas de derrames dentro dos continentes.

Magma Andesítico: Tem origem na crosta, com teores mais baixos de Fe, Mg e Ca e teores mais elevados
de Si, Na e K. Forma-se no ambiente geotectônico colisional, onde, há crosta oceânica e crosta continental
com margem ativa.

Magma Riolítico: Tem origem na crosta continental e é composto por elevados teores de Si, Na e K e baixos
teores de Fe, Mg e Ca.

Sobre a ascensão (subida até a superfície) do magma responda:

a) Como a viscosidade do magma interfere na evolução do vulcanismo de uma determinada área?

A ascensão do magma está diretamente associada com a sua viscosidade. Magmas menos viscosos
ascensão mais rápida e mais viscosos ascensão mais lenta.
A velocidade de ascensão do magma, portanto, depende de sua VISCOSIDADE.
A viscosidade do magma, por sua vez, depende da composição química, principalmente de teor de sílica.
Quando se fala em ascensão do magma, refere-se a sua subida dentro da crosta até atingir a superfície
terrestre.
Magmas mais fluidos possuem menor teor de Si, apresentando uma elevada fluidez e uma ascensão mais
rápida até a superfície.
Já os magmas mais viscosos possuem maior teor de Si, apresentando uma elevada viscosidade e,
consequentemente, apresentará uma ascensão mais lenta até a superfície.

b) Qual a diferença entre um vulcanismo de derrame para o piroclástico (explosivo)?

Quando o magma atinge a superfície, ocorrerem os derrames vulcânicos em contato direto com a atmosfera.
Ao perder parte dos voláteis e iniciando o processo de solidificação de microcristais, o material passa a se
chamar lava.
O vulcanismo também é caracterizado não só por derrames de lava, mas também pelo lançando gases e
fragmentos piroclásticos.
Tais materiais piroclásticos são lançados a quilômetros de distância e a elevadas alturas na atmosfera,
chegando a prejudicar vôos comerciais.
Os piroclastos apresentam tamanhos variados, desde cinzas argilosas até blocos métricos.

c) O que faz um magma ser mais viscoso e menos viscoso?

A viscosidade do magma está relacionada com o teor de sílica (SiO2) da lava.


Quanto menor for a quantidade de sílica mais fluida a lava será, e maior será seu espalhamento superficial.
A viscosidade do magma depende de sua temperatura e especialmente de sua composição. O magma rico
em sílica (ácido) é muito mais viscoso que o magma pobre em sílica (básico).
Explique porque as rochas ígneas se dividem em vulcânicas e plutônicas?

a) Indique o local de formação de cada tipo?

As rochas Ígneas Vulcânicas: Resfriamento e solidificação rápida da lava em superfície ou próximo a


superfície.

As rochas Ígneas Plutônicas: Resfriamento e solidificação lento do magma dentro da crosta, armazenado
nas câmaras Magmáticas.

b) Explique as diferenças texturais das rochas vulcânicas das rochas plutônicas?

Textura das rochas vulcânicas - A rocha é formada, por cristais tão pequenos que não se distinguem uns
dos outros macroscopicamente. Característica de rochas vulcânicas, com arrefecimento rápido do magma
(basalto, riólito, andesito).

Textura das rochas plutônicas - Os diferentes cristais da rocha são visíveis macroscopicamente.
Característica de rochas plutónicas, com arrefecimento lento do magma (granito, gabro e diorito).

c) O que gera as diferenças texturais entre as rochas vulcânicas e plutônicas?

A textura das rochas depende, essencialmente, do modo como ocorreu o arrefecimento do magma que está
na sua origem. Enquanto um arrefecimento rápido, associado à formação das rochas vulcânicas, origina
rochas vítreas, onde não ocorreu cristalização, ou rochas com cristais muito pouco desenvolvidos, um
arrefecimento mais lento, associado à formação das rochas plutónicas, favorece a formação de rochas
totalmente cristalizadas com bom desenvolvimento dos minerais que a constituem.

Descreva os parâmetros utilizados para a classificação das rochas magmáticas?

A classificação das rochas ígneas é puramente baseada em sua composição química.

Índice de cor (Teor de Fe + Mg (%wt))

O índice de cor é caracterizado pelos minerais ferromagnesianos presente nas rochas. Os principais
minerais ferromagnesianos, que conferem a coloração escura às rochas são:
Olivina, piroxênio, anfibólio e biotita.
Utiliza-se o termo máfico para indicar as rochas que contém elevadas colorações escuras. Máfico:
Magnésio + Ferro + Cálcio. Os minerais que não possuem ferro são Mica, feldspato, quartzo.
Utiliza-se o termo félsico para indicar as rochas que contém elevadas colorações claras.
Félsico: FELdspato + SIlica

Sobre o processo de diferenciação magmática responda:

a) Descreva o que são elementos compatíveis e incompatíveis e como se comportam no


resfriamento magmático?

Elementos Compatíveis:
Possuem preferência pela fase líquida (K e Na) à temperaturas elevadas, cristalizando-se à baixas
temperaturas. Os elementos se solidificam somente a baixas temperaturas no magma formando os minerais
de médias e baixas temperaturas.
Elementos Incompatíveis:
Possuem preferência pela fase sólida (Mg, Fe e Ca) à temperaturas elevadas. Os elementos se solidificam
a elevadas temperaturas no magma formando os minerais de altas temperaturas.

b) Em relação a composição química do magma explique por que é possível de ocorrer o processo
de diferenciação magmática?

Os minerais não se cristalizam à mesma temperatura, ou seja, cada mineral possui um ponto de solidificação
diferente.
Processo de diferenciação magmática é possível de ocorrer por causa do ponto de solidificação ou de
cristalização dos minerais à diferentes temperaturas.

c) Descreva o processo de evolução do resfriamento, a série de cristalização de Bowen (faça o


esquema de resfriamento dos minerais por temperatura) e explique o que representa a série continua
e a descontínua de resfriamento.

Bowen sabia que os minerais não se cristalizam à mesma temperatura, ou seja, cada mineral possui um
ponto de solidificação diferente.Processo de diferenciação magmática é possível de ocorrer por causa do
ponto de solidificação ou de cristalização dos minerais à diferentes temperaturas.

Temperatura Descontinua Continua Rochas Teor Si O2 Teor (Fe+Mg)


(Fe-Mg) (Ca-Na) Cor
1200°C OLIVINA Ca- Plagiodasio Peridutito Ultra-Basica 40% Ultra Máfica
1000°C PIROXÊNIO Ca-Na-Plagiodasio Gabro Basica 50% Máfica
800°C ANFIBOLIO Na- Plagiodasio Diorito Intermediaria 60% Intermediaria
600°C Granito Acida 70% Felsica

Série continua: ferromagnesiana, formação de minerais diferentes. Olivina Piroxênio Anfibólio


Série descontinua: apresenta o mesmo mineral no processo de resfriamento. Porem ocorre a mudanças
composicional a medida que se processa o resfriamento.

d) Em qual série de resfriamento ocorre o isomorfismo? Justifique.

1200°C Ocorre na série continua

Ca- Plagioclasio Ca, Na Plagioclasio Na- Plagioclasio


Ca- Al2 Si2 O2 Ca, Na Al2-1 Si2-3 O8 Na Al Si3 O8

Isomorfismo: Minerais que possuem a mesma estrutura interna ordenada (arranjo cristalográfico) porém
apresentam composições químicas diferentes.
Isomorfismo Isovalente: Minerais que possuem o mesmo arranjo cristalino porém com elementos
diferentes com mesma valência.
Isomorfismo heterovalente: Minerais que possuem o mesmo arranjo cristalino, porém com elementos
químicos diferentes de valências diferentes.

Похожие интересы