You are on page 1of 17

Indices

CAPITULO I ............................................................................................................................................ 1
1.1. – Introdução .......................................................................................................................... 1
1.2. – Objectivos ........................................................................................................................... 2
1.2.1. – Objectivo geral ........................................................................................................... 2
1.2.2. – Objectivos especificos ................................................................................................ 2
1.3. – Metodologia. ...................................................................................................................... 2
CAPITULO II ........................................................................................................................................... 3
Descricao do local de estagio ................................................................................................................ 3
2.1 – Localizacao. .............................................................................................................................. 3
2.2 – Historial. ................................................................................................................................... 3
2.3 Atribuicoes ................................................................................... Error! Bookmark not defined.
2.4 Missao, Visao e Valores ............................................................................................................... 4
2.5 Estrutura Organica ...................................................................................................................... 4
2.6...................................................................................................................................................... 6
2.7....................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
2.8....................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
2.9....................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
3.0 ...................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
3.1....................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
3.2....................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
3.3....................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
3.4....................................................................................................... Error! Bookmark not defined.
1

CAPITULO I

1.1. – Introdução
O presente relatório final de estágio representa o fim do curso técnico Professional em
Administração Pública e Autárquica ministrado no Instituto de Formação em Administração
Pública e Autárquica de Maputo e detalha as actividades realizadas durante o estágio no
INEFP da Machava durante um período de (3) três meses, especificamente o estágio foi
realizado nas áreas do Departamento de Administração e Finanças, sendo: Secretaria-geral,
Repartição de Execução Orçamental e Repartição de Património, e Departamento de
Recursos Humanos, sendo: Repartição de Pessoal e Repartição de Cadastro,
respectivamente, e constituiu uma oportunidade de aperfeiçoamento dos conhecimentos
teóricos e práticos.

Para a elaboração do presente relatório foram realizadas principalmente as técnicas de


revisão da literatura, entrevista e observação direta.

Quanto a estrutura, o trabalho está organizado em quatro capítulos, nomeadamente:

 O primeiro capítulo trás a introdução, objetivos e a metodologia usada para a


elaboração do trabalho;
 O segundo capítulo trás a descrição do local de estágio, sendo a localização do local
de estágio; historial; atribuições; missão, valores, visão; estrutura orgânica e
organograma;
 O terceiro capítulo comporta as actividades realizadas e sua análise critica nos
diversos departamentos, sendo Departamento de Administração e Finanças,
Secretaria-geral, Repartição de Execução Orçamental e a Repartição de Recursos
Humanos.
 O quarto capítulo trás as conclusões, aspetos positivos e aspetos negativos e as
recomendações ou sugestões.
2

1.2. – Objetivos

1.2.1. – Objetivo geral


 .Descrever as actividades realizadas no local-INEFP;
 Desenvolver as capacidades de planificar, realizar, avaliar e de decisão;
 Facilitar a integração do futuro técnico profissional em administração pública
na vida laboral.

1.2.2. – Objetivos específicos


 Perceber a organização e funcionamento do INEFP da Machava;
 Desenvolver o espirito de responsabilidade e sigilo profissional,
 Fazer uma análise crítica das actividades realizadas no INEFP e
 Descrever a estrutura orgânica do local do estágio.

1.3. – Metodologia.
 Revisão da literatura

Procura demonstrar as perspectivas nas quais o problema foi sendo pesquisado e


quais as lacunas existentes na literatura; implica apresentar os resultados das
pesquisas anteriores demonstrando os pontos de vista divergentes e
complementares dos autores.

Consistira em consultas ao EGFAE e Decretos.

 Entrevista

E uma técnica de conversação executada de forma planeada, sistemática e


documentada.

Geralmente e feita entre duas ou mais pessoas que tem interesse em comum.

Consistiu em dialogar com os funcionários do IFPELAC para recolher


informações relevantes ao estágio.

 Observação directa
3

Consistiu em permitir a verificação do pessoal e o respectivo registo dos factos


que influenciam ou sofrem influência do processo, tais como:

Interpessoais, comportamento dos que trabalham no processo, interdependência e


inter-relação com os demais processos da organização.

CAPITULO II

Descrição do local de estágio

2.1 – Localização.
O Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional, situa-se na província de Maputo
– Cidade, no Município da Matola, na Avenida das Industrias n° 128.

2.2 – Historial.
O INEFP, Foi criado em 1981, o primeiro Delegado foi a senhora Alda de Jesus Zeca.

Designações

O Instituto Nacional de Emprego e formação profissional, adiante designando por INEFP e


uma entidade pública, dotada de personalidade jurídica e de autonomia administrativa e
financeira.

O INEFP tem a sua sede em Maputo podendo sempre que o exercício das suas funções o
justificar, criar delegações e serviços locais ou designar representantes.

Fusão da transformação

O INEFP incorpora por fusão o Instituto de Estudos Laborais alberto Cassimo e, é


transformado em instituto de formação profissional e Estudos laborais Alberto Cassimo
abreviadamente designando por IFPELAC.

Natureza
4

O IFPELAC e uma instituição Pública de formação Profissional dotada de operacionalidade


jurídica e goza de autonomia científica, pedagógica e administrativa.

Atribuições

Nos termos do artigo n° 5 do Decreto 45/2016 de 1 de Novembro são atribuições do


IFPELAC:

a) Prover no âmbito do quadro nacional de qualificações profissionais, a qualificação


profissional de mão-de-obra, através da oferta da formação inicial, contínua e
profissional;
b) Prover formação, no âmbito do quadro nacional de qualificações profissional para o
mercado do trabalho;
c) Realizar a formação profissional, a capacitação e a reciclagem de funcionários em
administração.
d) Realizar em articulação com as organizações sócios profissionais, ações de
capacitação de trabalhadores do sector privado em matéria de administração do
trabalho
e) Prover a formação psicopedagógica dos formadores
f) Participar na regulação sistema de formação profissional, propondo medidas
legislativas e regulamentares;
g) Exercer outras actividades por determinação legal.

2.4 Missão, Visão e Valores


Nos termos da carta dos serviços do IFPELAC, tem os seguintes Valores, Missão e Visão:

 Valores: Garantir o acolhimento e conhecimentos Profissionais nas formações e


emprego;
 Missão: Atender com excelência a demanda dos nossos serviços; e
 Visão: Representa a identidade organizacional da instituição do IFEPELAC.

2.5 Estrutura Orgânica


 Delegado
 Departamento ADM. Finanças e Pessoal
 Departamento de F. Profissional
5

 Departamento de Emprego
 Centro de Emprego
 Centro de F. Profissional
6

2.6 Organograma

CONSELHO DELEGADO
CONSULTIVO PROVINCIAL

ADM.
FINANÇAS E
PESSOAL

DEPARTAMENTO DEPARTAMENTO
DE EMPREGO DE
F.PROFISSIONAL

CENTRO CENTRO DE
DE EMPREGO F.PROFISSIONAL
7

Capítulo-III

3.Atividades realizadas

Durante o estágio, o estagiário teve a oportunidade de passar pelos seguintes sectores:

1. Secretaria-geral;
2. Departamento de Administração e Finanças; e
3. Recursos Humanos.

3.1 A actividades Realizadas na Secretaria – geral

De acordo com o decreto 30/2001 de 15 de Outubro, que cria normas de funcionamento de


administração pública.

São funções da secretaria as seguintes:

 Atender o público com urbanidade, diligência e zelo, para o prestígio da autoridade;


do estado e da função pública de que o funcionário ou agente se encontram
investido;
 Os serviços públicos devem estar convenientemente identificados e conter a fixação
a localização dos seus órgãos ou unidade orgânicas;
 O público deverá ser atendido em local devidamente organizado e identificado;
 O público deve ser atendido em balcões desprovidos de guichets.

Neste sector o estagiário realizou as seguintes actividades:

 Atendeu o público. O atendimento ao público consistia em primeiro saudar o


cidadão de forma cortês e com um sorriso mostrando sempre boa disposição e
abertura para que o cidadão expusesse a sua preocupação sem hesitação.
 Escrituração do livro do ponto

Consistiu no controlo de assiduidade e pontualidade dos funcionários.

 Protocolou os documentos nos respetivos livros de correspondência de entrada e


saída.
8

Consistiu no registo e encaminhamento dos documentos que saem e entram nos diversos
sectores desta instituição, de forma a clarificar o seu destino caso necessário.

3.1.1 Análise crítica das atividades realizadas na secretaria-geral

Aspetos positivos

 Bom atendimento ao público;


 Bom ambiente do trabalho;
 Bom acompanhamento e integração dos estagiários;
 Assiduidade e pontualidade.

Aspetos negativos

 Escasseies de meios informáticos,


 Falta de técnicos profissionais em administração pública;
 Insuficiência de legislação relativa a repartição.

3.2 Atividades realizadas no Departamento da Administração e Finanças

De acordo com o artigo 11 do Diploma ministerial n° 115/99 de 03 de Novembro que


aprova o estatuto orgânico e regulamento interno desta instituição o IFPELAC são funções
do departamento de administração e finanças as seguintes:

 Propor, executar e controlar o orçamento de funcionários;


 Controlar a aplicação das normas de execução orçamental;
 Elaborar o balanço e o relatório anual de contas;
 Fazer a gestão de bens móveis e imóveis que constituem o património;
 Controlar a aplicação das receitas cobradas;
 Elaborar estudos, pareceres e propostas na sua área;
 Assegurar o funcionamento das acções e sectores dependentes.

Neste sector o estagiário realizou as seguintes actividades.

 Efetuo o lançamento das despesas nos livros escriturais da contabilidade, no livro de


requisição interno e externo;
9

 Efectou o lançamento da despesa no livro de numeração de requisição externa e de


controlo de pagamento;
 Participou na capacitação de legislação onde falou-se sobre a ética e deontologia
profissional;
 Efetuou a requisição de combustível para o abastecimento da viatura com a chapa de
matrícula MMR-99.54;
 Tramitou o expediente para o sector da planificação.

3.3.1 Análise crítica

Das actividades realizadas no DAF é de elogiar a forma como os profissionais executam os


trabalhos nos termos a regulamentar.

Aspetos positivos

 Bom ambiente de trabalho;


 Trabalho em equipa;
 Boa integração dos estagiários;
 Rapidez na tramitação dos expedientes.

Aspetos negativos

 Demora na reposição do material de escritório.


10

3.4 Actividades realizadas no Departamento de Recursos Humanos

De acordo com o artigo 12 do Diploma ministerial número 115/99 de 03 de Novembro são


funções deste sector as seguintes:

 Planificar, dirigir e controlar as actividades relativas a área dos RH;


 Zelar pela implementação e aplicação das disposições do EGFAE e Normas de
gestão de RH;
 Realizar estudos periódicos de controlo e revisão do quadro pessoal;
 Elaborara programas de formação; e capacitação para funcionários em exercícios
 Coordenar a implementação das normas a política salarial definida pelo governo.

Neste sector, o estagiário realizou as seguintes actividades‫׃‬

 Participo na contagem de tempo de serviço e a respectiva de fixação de cargo de


cinco funcionários.
A contagem de tempo tem por objectivo saber quantos anos de serviço prestados ao
Estado o funcionário tem, sendo o mesmo e feito de cinco em cinco anos a pedido
deste apurado o tempo de serviço, o funcionário e passado a certidão de efectividade.
Importa salientar que o documento ao enviar ao Ministério da Finança, deve levar
com anexo o requerimento Formulado pelo funcionário, a lista de enquadramento o
respectivo despacho, o tipo provimento e o tipo do Tribunal Administrativo.

3.4.1 Análise crítica

Das actividades realizadas no DRH e de elogiar a forma como os profissionais fazem o


plano de férias, contagem do tempo; estas actividades são realizadas nos termos a
regulamentar.

3.4.2 Aspectos Positivos

 Dinamismo, Eficácia e rapidez na execução de tarefas;


 Rapidez na tramitação de expediente.
11

3.4.3 Aspectos Negativos

 Falta de assiduidade e pontualidade por parte de alguns funcionários desta repartição;


 Demora na reposição de material de escritório, como e o caso de toner;
 Mau relacionamento entre colegas.

3.5 Departamento de Património


 De acordo com o diploma Ministerial no115/99 de 3 de Novembro que aprova o
estatuto orgânico e regulamento interno desta Instituição -IFEPELAC são as
seguintes funções:
 O registo de todos os bens do Estado, de forma a se fazer controlo na conta geral do
Estado;
 Ordenar a gestão do Estado no domínio Público;
 Coordenar a gestão dos bens móveis do Estado;
 Organizar venda em hasta Publica de bens abatidos, aprendidos e revestidos a favor
do Estado.

3.5.1 Actividades realizadas neste sector

 A estagiária preencheu a ficha de inventariação para os bens móveis.

Os preenchimentos dos bens materiais em uso nesta instituição visa garantirem um


controlo eficaz, eficiente e permanente de modo a evitar o seu desaparecimento.

Sendo deste departamento de estrema importância semelhança de tantos outros que


compõem o IFEPLAC, não pode haver falta de material em uso, para não porem risco a
vida Instituição e dos seus utentes.
12

3.5.2Análise crítica

Aspectos positivos

 Dinamismo, eficácia e rapidez na execução de tarefas;


 Bom ambiente de trabalho entre colegas;
 Boa transmissão de conhecimentos profissionais;
 Boa integração de estagiários.

Aspectos negativos

 Falta de Assiduidade e pontualidade.


13

CAPÍTULO IV

Conclusões e recomendações

4.1 Conclusão

Decorridos três meses de estágio a estagiária concluiu que os conhecimentos teóricos


adquiridos ao longo da formação, estão associadas com a realidade encontradas no local do
estágio.

O contacto que a estagiaria teve na realização das suas actividades diárias, obrigou a cultivar
e assimilar capacidades técnicas profissionais de grande dimensão, pela constante consulta
de dispositivos legais (EGFAE) e a sua interpretação o que lhe ajudou de certa maneira a
desenvolver o espírito de análise e consequentemente a tomada de decisões em questões
concretas.

E de salientar que os documentos produzidos e tramitados pela estagiaria, são frutos do seu
desempenho nos desafios que lhe foram colocados.

Devido a importância do serviço prestado pelo IFEPLAC, a estagiaria percebeu que esta
Instituição e de carácter vital no seio das populações do Pais em geral, como também, nas
províncias na formação de pessoas em matéria profissional.

4.2 Recomendações

A estagiária como futuro Técnico Profissional Administração Publica, encoraja todos os


servidores da Função Pública, a observar a boa conduta e ética profissional.

Cada vez maior cooperação com os outros membros da instituição em diferentes áreas.
14

4.3 Recomendações por áreas

Secretaria-geral

E necessário que se aumente os funcionário especializados e Técnicos de Administração


Publica;

Aumentar o número de equipamentos informáticos para conferir maior e rápida tramitação


de expediente.

DAF

Que se imprima maior responsabilidade e celeridade da distribuição ou reposição de


material de escritório, como o caso de toner.

Património

Organizar uma palestra em matéria de ética e deontologia profissional;

A necessidade de capacitar os funcionários para uma melhor execução das suas tarefas.

DRH

Organizar uma palestra em matéria de ética e deontologia profissional;


15

Bibliografia

 Decreto 30-2001 de 15 de Outubro que cria norma de funcionamento da


Administração Pública.
 Decreto 47-2016 de 01 de Novembro que cria normas de funcionamento desta
Instituição IFPELAC.
 Diploma Ministerial no115-99 de 03 de Novembro que aprova o Estatuto Orgânico e
regulamento interno desta Instituição.
 EGFAE.
16