Вы находитесь на странице: 1из 2

ASPECTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DA

GLOBALIZAÇÃO

Principais aspectos positivos da globalização

Aspectos econômicos

- Numa economia globalizada as empresas podem diminuir os custos de


produção de seus produtos, pois buscam em várias partes do mundo as
melhores condições de produção. Algumas empresas chegam a fabricar em
produto em várias etapas em vários países. Uma empresa de computadores
pode, por exemplo, fabricar componentes eletrônicos no Japão, teclados e
mouse na China, as partes plásticas na Índia e oferecer assistência técnica
através do Brasil. Com este sistema de produção globalizado, o preço final do
produto fica mais barato para o consumidor final, pois os custos de produção
puderam ser reduzidos em cada etapa.

- Geração de empregos em países em desenvolvimento. Em busca de mão de


obra barata e qualificada, muitas empresas abrem filiais em países emergentes
(China, Índia, Brasil, África do Sul, entre outros), gerando empregos nestes
países.

Aspectos científicos

- A globalização faz circular de forma mais rápida e eficiente conhecimentos


científicos e troca de experiências. Este aspecto faz com que ocorra de forma
mais rápida e eficiente avanços nas áreas de Medicina, Genética, Biomedicina,
Física, Química, etc.

Aspectos culturais

- Com a globalização ocorreu um aumento do intercâmbio cultural entre


pessoas de diversos países do mundo. Impulsionado pela Internet, este
intercâmbio é importante para ampliar a visão de mundo das pessoas, que
passam a conhecer e respeitar mais outras realidades culturais e sociais.

- Com a globalização aumentou o interesse pela cultura, economia e política de


outros países. Além de se sentirem integrantes de um país, muitas pessoas
sentem que são cidadãos do mundo, desenvolvendo um grande interesse
pelos diversos aspectos da vida de outras nações. Com os sistemas de
informações atuais, principalmente Internet, este aspecto ganhou um grande
avanço nos últimos anos.

Principais aspectos negativos da globalização

- Uma dos principais aspectos negativos da globalização é a forte


contaminação de vários países em caso de crise econômica em um país ou
bloco econômico de grande importância. O exemplo mais claro desta situação
é a crise econômica de 2008 ocorrida nos Estados Unidos. Rapidamente ela se
espalhou pelos quatro cantos do mundo, gerando desemprego, falta de crédito
nos mercados, queda abrupta em bolsas de valores, falências de empresas,
diminuição de investimentos e muita desconfiança. O mesmo aconteceu em
2011 com a crise econômica na Europa.

- A globalização favorece a transferência de empresas e empregos. Países que


oferecerem boas condições (mão de obra barata e qualificada, baixa carga de
impostos, matéria-prima barata, etc.) para costumam atrair empresas que saem
de países onde o custo de produção é alto. Este fato acaba ocasionando
desemprego, principalmente, nos países mais desenvolvidos. Um bom exemplo
é o que está ocorrendo na Europa desde o início do século XX. Muitas
empresas transferiram suas bases de produção para países como China, Índia,
Cingapura, Taiwan, Malásia, etc.

- A globalização pode provocar distorções cambiais, principalmente alta


valorização de moedas locais de países em desenvolvimento. Quando os
Estados Unidos colocam no mercado uma grande quantidade de dólar, por
exemplo, grande parcela deste volume acaba em países emergentes,
valorizando a moeda local. Este fato acaba favorecendo as importações e
desfavorecendo as exportações das empresas destes países emergentes. O
Brasil, por exemplo, tem sofrido com a alta valorização do Real nos últimos
anos, desde que os bancos centrais dos Estados Unidos e da Europa
despejaram no mercado elevadíssimos volumes de moedas.

- Facilidade de especulações financeiras, causando problemas para as


finanças, principalmente dos países em desenvolvimento. Como na
globalização os mercados dos países estão interligados, bilhões de dólares
podem entrar ou sair de um país em questão de segundos. Este capital
especulativo acaba prejudicando muito a economia dos países que não
conseguem controlar este fluxo de capitais.