Вы находитесь на странице: 1из 4

Prof. JOÃO PESTANA HISTÓRIA ESA/C.

NAVAL

01) (EsPCEx-2014) “Os primeiros trinta anos da História do Brasil 04) (CN-2006) Quando esteve em São Vicente, no ano de 1532,
são conhecidos como período Pré-Colonial. Nesse período, a coroa Martim Afonso recebeu uma carta do rei anunciando a decisão de
portuguesa iniciou a dominação das terras brasileiras, sem no promover o povoamento do Brasil com a implantação de um
entanto, traçar um plano de ocupação efetiva, […] A atenção da sistema que já havia sido utilizado com êxito nas ilhas portuguesas
burguesia metropolitana e do governo português estavam voltados do Atlântico.
para o comércio com o Oriente, que desde a viagem de Vasco da O comentário acima refere-se ao Sistema de Capitanias
Gama, no final do século XV, havia sido monopolizado pelo Estado Hereditárias por meio qual
português. […] O desinteresse português em relação ao Brasil
estava em conformidade com os interesses mercantilistas da época, (A) Tinha-se a finalidade de organizar a ocupação territorial,
como observou o navegante Américo Vespúcio, após a exploração dividindo o território em áreas subordinadas a um Governador-
do litoral brasileiro, pode-se dizer que não encontramos nada de Geral.
proveito”. (Berutti,2004) (B) O governo português, em parceria financeira com o capital
privado, executaria todo o processo de colonização da terra.
Sobre o período retratado no texto, pode-se afirmar que o(a) C) O governo português transferia para os donatários a
responsabilidade financeira da colonização da terra.
[A] desinteresse português pelo Brasil nos primeiros anos de (D) O governo português buscava estabelecer uma ocupação
colonização, deu-se em decorrência dos tratados comerciais territorial com o poder político centralizado para melhor controlar
assinados com a Espanha, que tinha prioridade pela exploração de a colônia.
terras situadas a oeste de Greenwich. (E) Organiza-se a ocupação do território a partir da criação de
[B] maior distância marítima era a maior desvantagem brasileira em comunidades politicamente independentes em relação ao Estado
relação ao comércio com as Índias. português.
[C] desinteresse português pode ser melhor explicado pela
resistência oferecida pelos indígenas que dificultavam o 05) (EsPCEx 2007) Sobre a “Carta de Doação” e o “Foral”,
desembarque e o reconhecimento das novas terras. documentos do Brasil Colônia, assinale a afirmativa correta.
[D] abertura de um novo mercado na América do Sul, ampliava as
possibilidades de lucro da burguesia metropolitana portuguesa. [A] A Carta de Doação estabelecia os direitos e deveres dos colonos.
[E] relativo descaso português pelo Brasil, nos primeiros trinta anos [B] O Foral estabelecia os direitos e deveres dos donatários.
de História, explica-se pela aparente inexistência de artigos (ou [C] Pela Carta de Doação o donatário poderia conceder sesmarias a
produtos) que atendiam aos interesses daqueles que patrocinavam colonos – portugueses ou não – que professassem a fé católica.
as expedições. [D] O Foral estabelecia que os atos dos donatários só poderiam ser
julgados pelo rei.
02) (EsPCEx-2006) O sistema de Capitanias Hereditárias era [E] Pela Carta de Doação, o donatário podia fundar vilas e povoados
regulamentado por dois documentos jurídicos, que definiram os e criar instrumentos administrativos, jurídicos, civis e criminais para
direitos e os deveres dos donatários. regê-los.
Um desses documentos cedia ao donatário uma ou mais capitanias,
a administração sobre ela, as suas rendas e o poder legal para 06) (EsPCEx 2010) Sobre o Governo Geral, instalado no Brasil pelo
interpretar e ministrar a lei. regimento de 1548, pode-se afirmar que
O outro estabelecia os direitos e deveres dos donatários, como
promover a prosperidade da capitania, conceder sesmarias, [A] acabou, de imediato, com o sistema de capitanias hereditárias.
receber a redízima das rendas da metrópole e a vintena da [B] teve total sucesso ao impor a centralização política em toda a
comercialização do pau-brasil e do pescado. colônia, como forma de facilitar a defesa do território.
[C] teve curta duração, pois foi dissolvido durante a ocupação
Esses documentos eram respectivamente: francesa do Rio de Janeiro, em 1555.
[D] durou até 1808, apesar de, a partir de 1720, os governadores
A) Carta de Doação e Foral. passarem a ser chamados de vice-reis.
B) Foral e Regimento de Tomé de Souza. [E] adotou, desde o início, o Rio de Janeiro como única capital, em
C) Carta de Doação e Regimento de Tomé de Souza. virtude do grande sucesso da cultura canavieira nas províncias do
D) Foral e Carta de Doação. Rio de Janeiro e São Paulo.
E) Regimento de Tomé de Souza e Foral.
07) (EsPCEx-2008) A estrutura econômica implantada por Portugal,
03) (CN-2006) No que se refere a Duarte da Costa, o segundo no Brasil-Colônia, existente no século XVII, tinha como base
governador geral do Brasil, pode-se citar, entre as características do
seu governo [A] pequenas propriedades distribuídas a portugueses natos,
destinadas à produção de subsistência, para garantir a posse da
(A) A expulsão dos franceses e, consequentemente, a fundação da terra.
cidade do Rio de Janeiro. [B] pequenas propriedades com policultura de alimentos
(B) O apaziguamento da chamada Confederação dos Tamoios, necessários na Europa, como trigo e carne, utilizando mão-de-obra
utilizando-se da ajuda dos Jesuítas, entre eles José de Anchieta. indígena escrava.
(C) A inabilidade em se relacionar com membros da igreja e a [C] grandes propriedades com monocultura de produtos tropicais,
incapacidade de impedir a invasão francesa no Rio de Janeiro. de alto valor na Europa, como o açúcar.
(D) O incentivo à agricultura e à pecuária por meio de vultosos [D] grandes propriedades com monocultura de produtos tropicais,
empréstimos aos senhores de engenho. utilizando mão-de-obra indígena no sistema de parceria.
(E) O estímulo à vinda de jesuítas com a finalidade de intensificar o [E] grandes propriedades com policultura de produtos tropicais
processo de catequeses sobre as comunidades indígenas. voltados para o mercado interno, utilizando mão-de-obra
assalariada.
Página 1 de 4
Prof. JOÃO PESTANA HISTÓRIA ESA/C.NAVAL

08) (CN-2015) O Brasil integrou-se ao quadro econômico europeu 11) (CN-2008) Leia o trecho abaixo e responda a questão a seguir.
como uma colônia de exploração. Com relação à economia colonial
brasileira, é INCORRETO afirmar que Visto como o rei de Espanha, nosso inimigo, possui ilegalmente
estas terras e cidades, tendo destituído de modo inconveniente e
(A) Durante o período pombalino, com o objetivo de fortalecer o pouco cristão o verdadeiro dono do reino de Portugal (a qual
erário régio, houve um aumento da carga tributária e a pertence o Brasil) (...) há razões de sobra para esperar a assistência
consolidação dos monopólios (criação das Companhias Gerais da Divina Justiça na obra da Companhia no Brasil, que pertence à
do Comércio do Estado do Grão-Pará e Maranhão e de Coroa Portuguesa. (...)
Pernambuco e Paraíba). (Ian Moerbeeck, 1624)
(B) A pecuária nordestina se caracterizou por ser uma atividade
economia subsidiária à economia açucareira, voltada para o FREIRE, Américo, Marly Silva da Mota e Dora Rocha – História em
mercado interno, organizada de forma extensiva e que Curso, O Brasil e suas relações com o mundo Ocidental – Ed. Do
comportou predominantemente a mão de obra escrava. Brasil/Fundação Getúlio Vargas/CPDOC – pg 77.
(C) As “drogas do sertão” se caracterizam pela coleta de recursos
florestas da Amazônia, tais como o cacau e o guaraná, O trecho demostra um momento da História brasileira, na primeira
organizada pelos jesuítas, tendo como mão-de-obra metade do século XVII, quando o Brasil
predominante a indígena.
(D) O açúcar tornou-se o carro-chefe de nossa economia colonial (A) Enfrenta diversas invasões estrangeiras, destacando-se os
porque possuía alto valor no mercado externo e viabilizava a holandeses em Pernambuco e os franceses no Rio de Janeiro,
ocupação territorial, além de contribuir para a estruturação da através do que ficou conhecido como França Equinocial.
classe senhorial. (B) Devido à chamada União Ibérica, passa a enfrentar, entre outros
(E) A mineração provocou um grande aumento demográfico, o aspectos, a invasão dos holandeses, que buscavam ocupar as áreas
aparecimento de vilas e cidades, a articulação de um mercado de produção de açúcar.
interno e uma maior diversificação no estrato social e (C) Sofre constantes ataques de piratas dos ingleses em Santos e
econômico. recife, com a finalidade de saquear a produção açucareira e
estabelecer colônias nestas regiões.
09) (EsPCEx-2016) As relações entre a metrópole e a colônia foram (D) Devido à União Ibérica, enfrenta diversas invasões estrangeiras,
regidas pelo chamado pacto colonial, sendo este aspecto uma das podendo-se citar a dos Franceses no Maranhão, na ocupação que
principais características do estabelecimento de um sistema de ficou conhecida como França Antártica.
exploração mercantil implementado pelas nações europeias com (E) Passa sofrer um aumento abusivo de impostos, devido à União
relação à América. Com relação ao Brasil, do que constava este Ibérica, estimulando revoltas de colonos e adesões aos invasores
pacto? holandeses, ingleses e franceses no Brasil.

[A] As colônias só poderiam produzir artigos manufaturados. 12) (CN-2010) “As invasões holandesas que ocorreram no século
[B] A produção agrícola seria destinada, exclusivamente, à XVII foram o maior conflito político-militar da Colônia. Embora
subsistência da colônia. concentradas no nordeste, elas não se resumiram a um simples
[C] A produção da colônia seria restrita ao que a metrópole não episódio regional. Ao contrário, fizeram arte do quadro das relações
tivesse condições de produzir. internacionais entre os países europeus, revelando a dimensão da
[D] A colônia poderia comercializar a produção que excedesse às luta pelo controle do açúcar e das fontes de suprimento de escravos.
necessidades da metrópole. [...] O ataque a Pernambuco se iniciou em 1630, com a conquista de
[E] Portugal permitiria a produção de artigos manufaturados pela Olinda. A partir desse episódio, a guerra pode ser dividida em três
colônia, desde de que a matéria-prima fosse adquirida da períodos distintos. [...] O segundo período, entre 1637 e 1644,
metrópole. caracterizada por relativa paz, relacionada com o governo do
príncipe holandês Maurício de Nassau, que foi o responsável por
10) (EsPCEx 2007) Quando das Invasões Estrangeiras ao Brasil, uma série de importantes inciativas políticas e realizações
forças holandesas conquistaram com facilidade Olinda e Recife, em administrativas.”
1630, mas não obtiveram o mesmo êxito na zona rural, porque, no (Fausto, Boris. História do Brasil. São Paulo: Edusp, 2004. p.84 e
interior da capitania, 85).

[A] as forças brasileiras equivaliam em efetivo, treinamento e São características do governo Maurício de Nassau, EXCETO:
armamento aos holandeses.
[B] os brasileiros eram em menor número, no entanto dispunham (A) Concessão de créditos aos senhores de engenho.
de melhores armamentos do que os adversários. (B) Investimentos em obras urbanas, sendo construídas pontes e
[C] os brasileiros eram melhor armados e mais experientes no tipo obras sanitárias.
de combate proposto pelos holandeses. (C) Criação da cidade de Maurícia, hoje um bairro da capital
[D] os habitantes locais adotavam táticas de guerrilha, atacando os pernambucana.
holandeses de surpresa. (D) A intolerância religiosa, pois Nassau que era calvinista perseguiu
[E] os locais contavam com o apoio explícito e regular da Espanha, outros segmentos religiosos.
tanto no treinamento de técnicas de combate, quanto no (E) Estímulo à vinda de artistas, naturalistas, médicos e astrônomos.
suprimento de víveres e munição.

Página 2 de 4
Prof. JOÃO PESTANA HISTÓRIA ESA/C.NAVAL
16) (PESTANA) Uns dos principais motivos que levaram ao fim do
13) (EsPCEx 2011) Durante o período colonial, o Brasil sofreu período pré-colonial foram
diversas invasões estrangeiras. Nessas invasões:
[A] Devido à hostilidade dos indígenas e a falta de recursos dos
[A] a francesa, na Baía da Guanabara, resultou na criação de uma donatários.
colônia, a França Antártica, formada principalmente por católicos [B] Devido à falta de moralidade católica dos portugueses e a
interessados no cultivo da cana-de-açúcar e no trabalho de dificuldade dos jesuítas de catequizar os nativos da terra.
conversão dos índios. [C] Adversidades da terra, distância entre a colônia e a metrópole e
[B] a holandesa foi motivada pelo embargo espanhol que, por a falta de interesse da burguesia mercantil em investir na nova
representar uma ameaça à sua economia, levou o país a decidir-se colônia.
pela invasão do Brasil, inicialmente pela região do Rio Grande do [D] A constante presença de corsários franceses no litoral brasileiro
Norte, onde encontrou forte resistência. e o declínio do comércio ultramarino no Oriente.
[C] a holandesa, em Pernambuco, foi favorecida pelo constante [E] A constante presença de piratas holandeses que tentaram
reforço vindo da Holanda, o auxílio de cristãos-novos residentes na invadir o Brasil por duas vezes e a aliança que os franceses tinham
região e por estarem seus soldados mais bem armados e mais com os tupiniquins.
experientes.
[D] a resistência luso-brasileira à invasão pernambucana foi 17) (PESTANA) A notícia da existência do pau-brasil correu
organizada em grupos de guerrilha e contou com a liderança de rapidamente a Europa no início do século XVI. A situação tornou-se
Domingos Fernandes Calabar, morto lutando contra os holandeses. suficientemente grave para que o Estado português enviasse uma
[E] embora a resistência luso-brasileira em Pernambuco contasse expedição:
com a vantagem do fator surpresa e melhor conhecimento do
terreno, os holandeses acabaram por conquistar o Nordeste, onde [A] de reconhecimento, liderado por Gaspar de Lemos, para realizar
se estenderam desde o Maranhão até a Bahia. a cartografia do litoral brasileiro.
[B] de exploração, liderado por Fernando de Noronha, para extrair
14) (ESA-2017) Sobre a chamada União Ibérica, podemos afirmar a madeira que estava sendo contrabandeada pelos espanhóis.
que: [C] de guarda-costeira, liderado por Cristóvão Jacques, para
combater os corsários franceses que estavam frequentando com
[A] Como consequência deste período, a França invade o território assiduidade o litoral brasileiro.
brasileiro em sua porção no Nordeste, a partir de 1624. [D] de colonização, liderado por Gonçalo Coelho, com o objetivo de
[B] Como consequência deste período, os territórios antes explorar o litoral e o interior da colônia.
dominados por Portugal passaram a ter como língua oficial o [E] de povoamento, liderado por Martim Afonso de Souza, com o
espanhol. objetivo de tomar posse da colônia que foi batizada de Nova
[C] Período entre 1580 e 1640 em que o rei da Espanha, Filipe II, Lusitânia.
passou também a ser o rei de Portugal.
[D] Período entre 1580 e 1640 em que o rei de Portugal, Filipe II, 18) (PESTANA) A União Ibérica (1580-1640), que durou ao todo
passou também a ser o rei da Espanha. sessenta anos, coincidiu com período de profundas transformações
[E] Como consequência deste período, a Espanha passou a ser um na colônia portuguesa americana.
adversário econômico de Portugal. Assinale a mudança que NÃO ocorreu neste período.

15) (PESTANA) Tomando como incentivo ao processo colonizador, [A] O início de um processo de expansão territorial pela das
o sistema de capitanias hereditárias, no entanto, fracassou. bandeiras, que cortaram os sertões em busca de ouro e escravos.
Mesmo sendo assistido pelo sistema de governos-gerais, uma [B] A expulsão dos franceses da atual região do Rio de Janeiro e
forma que a Coroa encontrou de centralizar a administração Maranhão.
colonial. [C] A expansão da colônia para o litoral do Nordeste.
O governador-geral tinha muitos poderes, mas muitas obrigações [D] O início da criação de gado, promovendo a ocupação de terras
também, entre elas: no interior do continente.
[E] As bandeiras interiorizaram o continente desobedecendo os
[A] Criar alianças com os indígenas, reprimir os corsários franceses, limites impostos pelo Tratado de Tordesilhas.
fundar feitorias, incentivar a exploração do pau-brasil e arrochar a
taxação sobre os colonos. 19) (PESTANA) As principais características do Governo de
[B] Exterminar os indígenas, expulsar os franceses da França Maurício de Nassau foram:
Antártica, fundar vilas e povoações, incentivar o plantio de cana-
de-açúcar e defender a capital. [A] Incentivo à vida cultural e adoção da religião calvinista na
[C] Controlar as relações de hostilidades dos indígenas através da colônia.
catequização realizadas pelos jesuítas, incentivar o plantio de cana- [B] Concessão de créditos para os senhores de escravos e a
de-açúcar e defender o litoral dos holandeses. intolerância religiosa.
[D] Declarar guerra contra os indígenas que recusassem a aceitara [C] Criação de casas, obras públicas e maquinofaturas.
fé cristã, reprimir os piratas franceses, instalar engenhos de açúcar [D] Tolerância religiosa e o incentivo à vida cultural.
e defender o litoral da ameaça constante dos espanhóis. [E] Abolição da Escravatura e criação de casas, pontes e obras
[E] Neutralizar a ameaça constante dos indígenas, reprimir os sanitárias.
corsários franceses, fundar povoações, incentivar o plantio de cana-
de-açúcar e defender os colonos.

Página 3 de 4
Prof. JOÃO PESTANA HISTÓRIA ESA/C.NAVAL
[A] O aumento dos impostos e a proibição da catequização dos
20) (PESTANA) “Baseada na lavoura canavieira, a economia indígenas pelos padres jesuítas instalados em vários aldeamentos.
colonial expandiu-se rapidamente. No começo do século XVI, [B] A ameaça de acabar com a mão de obra escrava e introduzir a
Pernambuco era o principal centro produtor de açúcar, seguido pela mão de obra assalariada nos engenhos de açúcar.
Bahia. Ao longo dos séculos XVI e XVII, localizadas sempre na faixa [C] A nova política adotada pela Companhia das Índias Ocidentais
litorânea, as plantações de cana passaram a ocupar áreas do atual que obrigava os senhores de engenhos a aumentarem a produção
estado do Rio Grande do Norte e de Alagoas (onde já havia e a pagar as dívidas atrasadas sob a ameaça de terem as suas terras
engenhos no fim do século XVI)” (ARRUDA & PILETTI, 2006). confiscadas.
[D] O aumento de impostos e a ameaça de penhorar as terras dos
Com a União Ibérica, o governo espanhol passou a dificultar o senhores de engenhos para financiar a guerra contra a Espanha.
acesso dos holandeses ao comércio do açúcar. Decididos a retornar [E] A nova política adotada pela Companhia das Índias Ocidentais
seus lucros, estes resolveram estabelecer seu controle sobre a que obrigava os católicos de pagarem os dízimos e abolir a
produção canavieira invadindo escravidão no Brasil. Por ser contrário às medidas, Nassau foi
demitido.
[A] Primeiro a Bahia e depois Pernambuco tornando-se a “senhora”
não só do comércio mas também da produção de grande parte do 23) (PESTANA) A relação comercial entre Brasil e Portugal foi
açúcar produzido no mundo. regulamentada pelo Estado, de acordo com o espírito mercantilista.
[B] Primeiro Pernambuco e depois a Bahia tomando de vez a A mais importante medida estabelecida pelo rei foi o exclusivo
colônia que passou a ser chamada de Brasil – Holandês. metropolitano. Assinale a afirmativa que NÃO é consequência do
[C] Primeiro em Alagoas e depois em Pernambuco garantindo assim sistema colonial português:
o monopólio do tráfico negreiro entre a África e o Brasil.
[D] Primeiro Pernambuco e depois estendendo-se até o Ceará [A] A burguesia metropolitana tinha condições de impor tanto o
tomando de vez a colônia que passou a ser chamada de Maurícia preço de compra do açúcar, quanto o de venda de seus produtos
em homenagem ao administrador Maurício de Nassau. manufaturados.
[E] Primeiro a Bahia e depois Rio Grande do Norte, garantindo assim [B] Ocorria à dupla exploração colonial, a burguesia metropolitana
todo o centro de produção do nordeste brasileiro. comprava o açúcar a preço abaixo do mercado e vendia os seus
produtos a preço acima do mercado.
21) (PESTANA) Com o fim da União Ibérica, desencadeou-se em [C] Um sistema complexo de dominação composto pela exploração
Portugal uma grave crise econômica. O país, que dependia em escravista e a exploração colonial apoiada pela dominação política.
grande medida do comércio colonial, havia perdido parte de suas [D] Obrigava o Brasil a fazer comércio “exclusivamente” com
colônias para holandeses, franceses e ingleses durante o período Portugal.
em que esteve submetido a dominação espanhola. Mergulhado na [E] Beneficiamento dos colonos luso-brasileiros no exclusivo
crise econômica, o governo português procurou explorar ao metropolitano, pois seus custos eram pequenos por causa da mão
máximo as riquezas do Brasil, entre as quais a principal era o de obra escrava elevando assim os seus lucros.
AÇÚCAR.
24) (PESTANA) Para realizar suas funções, além da distância entre
Entretanto, um fato atrapalharia os planos portugueses. Esse fato as capitanias, os governadores-gerais muitas vezes que
foi enfrentavam a oposição de poderes e interesses locais do (s)

[A] Vários quilombos rebelaram-se contra as atrocidades do [A] Ouvidor-mor, encarregado dos negócios da Justiça.
governo fazendo que Portugal adquirisse enormes empréstimos [B] Provedor-mor, encarregado dos assuntos da Fazenda.
com os bancos ingleses para auxiliar os colonos no combate aos [C] Capitão-mor, encarregado da defesa do litoral da colônia.
rebeldes. [D] Jesuítas responsáveis pela catequização dos indígenas.
[B] Os espanhóis exigirem do governo português uma indenização [E] Homens-bons que exerciam o poder político das Câmaras
em dinheiro, equivalente ao preço de 63 toneladas de ouro para Municipais.
devolver a colônia do Brasil.
[C] Os ingleses ficarem responsáveis pela defesa da capital da 25) (PESTANA) Duarte da Costa (1553-1558), que viera em
colônia, em Salvador. Em troca desta proteção, os ingleses substituição a Tomé de Souza, enfrentou várias crises.
monopolizaram o comércio de tabaco. Foi durante o seu governo que a França tentou implantar uma
[D] Os franceses levarem as mudas de café da Guiana e levaram colônia no Rio de Janeiro chamada de
para a capitania de Maranhão onde instalou a França Equinocial.
[E] Os holandeses depois de expulsos, levarem mudas de cana-de- [A] França Equinocial
açúcar para Antilhas e passaram a produzir eles próprios, o açúcar. [B] França Antártica
[C] França Huguenote
22) (PESTANA) Enquanto Portugal reconquistava a sua [D] França Antártida.
independência, em Pernambuco eclodia uma guerra contra os [E] França Equatorial
holandeses, liderada por João Fernandes Vieira, rico comerciante e
senhor de engenho. Pelas circunstâncias internas, Portugal deixou
de participar desse movimento, envolvendo apenas na parte final BOA SORTE!
do conflito.

Diversas razões levaram os colonos de engenhos a romper a paz


com os holandeses. A principal razão foi

Página 4 de 4