Вы находитесь на странице: 1из 44

Adidas

adidas

Slogan Is all in
Fundação 1924 (registrado em 1949)1
Sede Herzogenaurach, Alemanha
Fundador Adi Dassler
Pessoas-chave Herbert Hainer (CEO)
Erich Stamminger

(CEO, Adidas Brand)


Igor Landau (Presidente do conselho fiscal) (2009-)
Empregados 38.980 (2008)2
Indústria Projeto e Produção
Produtos Equipamentos e materiais (d)esportivos
Lucro €1,070 bilhões (2008)2
Faturamento €10,799 bilhões (2008)2
Renda líquida €642 milhões (2008)2
Página oficial www.adidas-group.com

Adidas é uma empresa Alemã de equipamentos desportivos, considerada a maior do


mundo no setor. A empresa tem o nome de seu fundador, Adolf Dassler, que começou
produzindo sapatilhas nos anos 1920, junto a seu irmão Rudolf Dassler, em
Herzogenaurach, próximo a Nuremberg. O nome "adidas" é uma união entre o apelido,
Adi, e o sobrenome, Dassler, do fundador da empresa, "Adi" "Das"sler.3 A empresa
criada pelos irmãos foi fundada em 1920, porém, foi dividida em 1948, dando origem à
Adidas e também à Puma, empresa rival fundada por Rudolf Dassler, irmão de Adi.
Índice

 1 História
o 1.1 O início
o 1.2 A separação
o 1.3 A era Tapie
o 1.4 Atualmente
o 1.5 Lojas
 2 Fornecimento e patrocínio
 3 Seleções patrocinadas
 4 Clubes patrocinados
 5 Referências
 6 Ligações externas

História

Sede da Adidas, em Herzogenaurach, Alemanha.

Loja da Adidas em Tel Aviv, Israel.


O início

Adolf Dassler (conhecido como "Adi") começou a produzir seus próprios sapatos
esportivos na cozinha da casa de sua mãe, em Herzogenaurach, Baviera, após seu
regresso da Primeira Guerra Mundial. Em 1924, seu irmão, Rudolf Dassler (conhecido
como "Rudi"), se juntou ao negócio, que se tornou a Gebrüder Dassler Schuhfabrik (em
alemão, Fábrica de Sapatos Irmãos Dassler) e prosperou.

Durante os Jogos Olímpicos de Verão de 1936, Adi Dassler se dirigiu da Baviera à Vila
Olímpica, para convencer o velocista afro-americano Jesse Owens a usar seus sapatos.
Owens foi o primeiro atleta afro-americano a ser patrocinado pelos irmãos Dassler.
Quando o velocista foi premiado com quatro medalhas de ouro, o sucesso confirmou a
reputação dos calçados Dassler entre os esportistas mais famosos do mundo,
despertando o interesse de treinadores de várias equipes nacionais.

A separação

Após uma série de disputas pessoais, os irmãos se separaram oficialmente em 1947,


acarretando também a separação da Gebrüder Dassler Schuhfabrik. Rudolf criou uma
nova empresa, intitulada originalmente Ruda (iniciais de Rudolf Dassler), mais tarde
rebatizada Puma.

Adolf, por sua vez, registrou sua empresa como adidas AG (em letras minúsculas), em
18 de Agosto de 1949. Acredita-se que o nome da empresa seja um acrônimo com as
iniciais da frase All Day I Dream About Sports (em inglês, Todos os dias eu sonho
com esportes), porém, na verdade, o nome da empresa é formado pela junção de Adi
(apelido de Adolf) e Das (iniciais de Dassler).

Com a morte de Adolf Dassler , em 1978, a empresa foi assumida por Horst Dassler,
filho de Adolf, que morreu em 1987.

A era Tapie

Após um período difícil com a morte de Horst Dassler, filho de Adolf, em 1987, a
empresa foi comprada em 1989 por Bernard Tapie, um empresário francês considerado
especialista em resgatar empresas da falência, por 1,6 bilhão de francos franceses (mais
de 243 milhões de euros).

Tapie decidiu mudar a produção para a Ásia. Ele também contratou a cantora Madonna
para a promoção das linhas de produtos da empresa.

Em 1992, Tapie não pôde pagar os juros de seu empréstimo. Ele pediu ao banco Crédit
Lyonnais para vender a Adidas, e o banco comprou para si mesmo, o que é
normalmente proibido pelas leis francesas. Aparentemente, o banco estatal tentou fazer
um favor a Tapie, tentando livrá-lo dos problemas, já que Tapie era um ministro de
Assuntos Urbanos (Ministre de la Ville) no governo francês na época. Esquecendo por
que o banco realmente comprou a Adidas, Tapie mais tarde processou-o, porque se
sentiu lesado pela venda.

Em Fevereiro de 1993, o Crédit Lyonnais comercializou a Adidas para Robert Louis-


Dreyfus, um amigo de Bernard Tapie (e primo de Julia Louis-Dreyfus do seriado de TV
Seinfeld). Robert Louis-Dreyfus se tornou o novo presidente da empresa. Ele também é
presidente do time de futebol Olympique de Marseille, ao qual Tapie era intimamente
ligado.

O próprio Tapie foi à falência em 1994. Ele foi o objeto de diversos processos,
principalmente relacionado à manipulação de resultados no clube de futebol. Ele passou
6 meses na prisão La Santé em Paris em 1997 depois de ter sido condenado a 18 anos.

Robert Louis-Dreyfus foi muito bem sucedido administrando a empresa até


2001.[carece de fontes]

Atualmente

Em 1997, a Adidas AG adquiriu o grupo francês Salomon Group, especializado em


vestuário para esqui, originando a Adidas-Salomon AG. A empresa alemã também
comprou as companhias Taylormade Golf e Maxfli, permitindo assim a concorrência
com a Nike Golf.
Em setembro de 2004, a estilista britânica Stella McCartney lançou uma grife esportiva
feminina em parceria com a Adidas, intitulada "Adidas by Stella McCartney". A
parceria de longo prazo foi bastante aclamada pela crítica.

Em 2005, a Adidas anunciou a venda do Salomon Group para a empresa finlandesa


Amer Sports, por 485 milhões de euros.

Em agosto de 2005, a Adidas anunciou a compra da empresa britânica Reebok por US$
3,8 bilhões.4 Com a aquisição, a Adidas passou a disputar mercados em condições
iguais com a Nike.

Em 11 de abril de 2006, a adidas anunciou um contrato de 11 anos para se tornar o


fornecedor de vestuário oficial da NBA. O acordo, cujo valor foi estimado em mais de
US$ 400 milhões, substituiu o contrato anterior de 10 anos com a Reebok, anunciado
em 2001.

Lojas

A rede possui lojas próprias (Concept Store) em diversos países. No Brasil, possui lojas
no Acre, em Belém, São Paulo, São Bernardo do Campo, Uberlândia, Ribeirão Preto,
Curitiba, Londrina, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre, Recife, Natal, Vitória,
Goiânia, Belo Horizonte, Salvador, Manaus , Maceió, Sorocaba, Campinas e em
Itaperuna.

Fornecimento e patrocínio

Um par de chuteiras do modelo "Samba", da Adidas


Jabulani, a bola oficial da Copa do Mundo 2010

Atualmente, a Adidas é a segunda maior empresa de equipamentos esportivos do


mundo. Na Europa, a Adidas é a segunda colocada, atrás da americana Nike. No
entanto, é a maior distribuidora de equipamentos esportivos para o futebol, apesar dos
grandes investimentos que a Nike tem feito desde que entrou neste mercado, na última
década.

A empresa distribui os uniformes das principais seleções do mundo, como a Alemanha,


Argentina, e Espanha, atual campeã mundial, além de distribuir boa parte dos vestuários
dos árbitros, chuteiras e bolas.

Ainda no futebol, a empresa patrocina a FIFA e a UEFA,e em ligas como a MLS e


fornece material para grandes clubes do Mundo, na Europa para clubes como o Benfica
(Portugal), o A.C. Milan (Itália), Real Madrid (Espanha), Bayern de Munique
(Alemanha) e Chelsea (Inglaterra), e na América do Sul, para grandes clubes como os
argentinos River Plate e Estudiantes e para os clubes brasileiros Flamengo, Fluminense,
Palmeiras e Pelotas.

Também fornece os materiais utilizados nas Copas do Mundo da FIFA, tais como bolas
(das quais é fornecedora desde a Copa do Mundo FIFA de 1970), coletes de treinamento
e uniformes dos árbitros. Um dos recentes lançamentos da Adidas foi a Jabulani, bola
oficial produzida para a Copa do Mundo FIFA 2010.

Na edição de 2013 da Libertadores, a Adidas é quem mais fornece material esportivo;


dos 38 participantes, seis são patrocinados pela empresa alemã, sendo eles Sporting
Cristal, do Peru, Millonarios, da Colômbia, Club Universidad de Chile, Fluminense,
Palmeiras e Caracas Fútbol Club, da Venezuela.5

Alguns dos melhores jogadores do mundo na atualidade são patrocinados pela Adidas
alguns deles são : Messi, Kaká, Xavi, Beckham, Daniel Alves, Ricardo Quaresma, Fred
e entre outros.

Seleções patrocinadas

 Alemanha
 Argentina
 Espanha
 Marrocos
 México
 Paraguai
 Israel
 Romênia
 Colômbia
 Finlândia
 Hungria
 San Marino

 Irlanda do Norte
 Suécia
 Egito
 Angola
 Nigéria
 Escócia
 Japão
 China
 Cuba
 Rússia
 Dinamarca
 Letónia
 Ucrânia
 Venezuela

Clubes patrocinados

 River Plate
 Estudiantes de La Plata
 Flamengo
 Fluminense
 Palmeiras
 Pelotas
 Sporting Cristal
 Universidad de Chile
 Deportivo Cali
 Millonarios
 Caracas
 Maracaibo
 Chivas Guadalajara
 Tigres UANL
 Bayer Leverkusen
 Bayern de Munique
 Hamburgo
 Schalke 04
 Wolfsburg
 Nuremberg
 Rapid Viena
 Red Bull Salzburg
 Rosenborg
 Chelsea
 Stoke City
 Swindon Town
 Sunderland
 West Bromwich Albion
 West Ham United
 Bolton Wanderers
 Bristol City
 Hull City
 Middlesbrough
 Aberdeen
 Hearts
 Swansea
 Real Madrid
 Celta de Vigo
 Osasuna
 Olympique de Marseille
 Lyon
 Gazélec Ajaccio
 Lens
 Saint-Étienne
 Panathinaikos
 Ajax
 Brescia
 Cesena
 Milan
 AIK Fotboll
 Göteborg
 IF Brommapojkarna
 Grasshopper Club
 FC Basel
 FC Vaduz
 Artmedia Bratislava
 Slovan Bratislava
 FC BATE Borisov
 AC Omonia
 Suwon Bluewings
 Albirex Niigata
 F.C. Tokyo
 Yokohama F·Marinos
 Sydney FC
 Melbourne Victory
 Wellington Phoenix
 Belenenses
 Feirense
 Benfica
 CSKA
 Anzhi Makhachkala
 Dynamo Moscow
 Terek Grozny
 Beşiktaş
 Fenerbahçe
 Lechia Gdańsk
 Dynamo Kiev
 FC Metalist Kharkiv
 Vorskla Poltava
 Chicago Fire
 Chivas USA
 Colorado Rapids
 Columbus Crew
 D.C. United
 FC Dallas
 Houston Dynamo
 Los Angeles Galaxy
 Miami Heat
 New England Revolution
 Philadelphia Union
 Portland Timbers
 Real Salt Lake
 New York City
 New York Red Bulls
 San José Earthquakes
 Seattle Sounders
 Sporting Kansas City
 Montreal Impact
 Toronto FC
 Vancouver Whitecaps
 Mazembe
 Al-Jazira Club
 Al-Ahly
 Al Hilal
 Costa do Sol
 Ajax Cape Town
 Orlando Pirates

 Referências

1. ↑ Adidas Group History


2. ↑ a b c d Annual Results 2008. Adidas. Página visitada em 2009-03-04.
3. ↑ Almanaque Nº 40 / Almanaque / Menu / Home - EmbalagemMarca. Página
visitada em 29 de Dezembro de 2010.
4. ↑ Folha Online - Dinheiro - Adidas compra Reebok por R$ 8,9 bi e acirra
competição com Nike - 03/08/2005. Página visitada em 29 de Dezembro de
2010.
5. ↑ Adidas é quem mais fabrica camisas de times da Libertadores
BMW
Coordenadas: 48° 10′ 35″ N, 11° 33′ 33″ O

Nota: Se procura pela equipe de Fórmula Um que pertenceu a BMW, veja


BMW Sauber F1 Team.

Bayerische Motoren Werke AG

Slogan "Freude Am Fahren"


(em Alemão)
"Puro Prazer de Dirigir"
(em Português)
Tipo Aktiengesellschaft (sociedade por ações)
Fundação 7 de março de 1916
Sede Munique Alemanha
Locais Munique, etc.
Fundador Franz Josef Popp
Pessoas- Norbert Reithofer
chave
Empregados 96,230 (2009)
Produtos automóveis, motocicletas
Página oficial www.bmw.com / www.bmw.com.br /
www.bmw.pt
Sede da BMW em Munique.

A BMW AG (abreviatura de Bayerische Motoren Werke, em português: Fábrica de


Motores da Baviera) é uma empresa alemã, fabricante de automóveis e motocicletas.
Foi fundada por Karl Rapp e Gustav Otto com o intuito de produzir motores para
aviões, mas após a Primeira Guerra Mundial, devido ao Tratado de Versailles, foi
proibida de construí-los. Por esse motivo chegou a produzir motocicletas, e mais tarde
dedicou-se à fabricação de automóveis.

Até há pouco tempo a própria BMW dizia que o seu símbolo representa uma hélice de
avião a girar juntamente com o símbolo da Baviera, mas em descobertas recentes, a
BMW alterou a sua versão sendo o azul/branco proveniente de uma antiga bandeira da
Baviera.

A BMW historicamente, sempre esteve envolvida nos desportos motorizados,


inicialmente nas motocicletas e posteriormente nos automóveis.

A BMW hoje é dona também das marcas Mini e Rolls-Royce e anteriormente também
da Land-Rover - o atual Range Rover foi desenvolvido em grande parte pela marca
germânica. Hoje a Land-Rover pertence ao Grupo Tata.
Atualmente, o grupo BMW orientou firmemente sua visão para o setor de alto padrão
do mercado internacional de automóveis e motos, reunindo quatro marcas: BMW, Mini,
Rolls-Royce Motor Cars e Husqvarna.

O símbolo BMW foi estampado na carroceria de um carro pela primeira vez em 1928.

Um pacote majoritário das ações da BMW, no valor de mais de 12 bilhões de euros,


encontra-se em mãos da poderosa família Quandt, de origem holandesa calvinista, que
emigrou para a Alemanha em 1700. Foi em 1959 que Herbert Quandt assumiu o
controle ao aumentar sua participação na empresa, que atravessava então uma séria
crise, evitando assim que ela fosse à falência.

Índice

 1 Esquema de nomeação
 2 BMW no Brasil
 3 Modelos
o 3.1 Automóveis
o 3.2 Motos
 4 Referências
 5 Ver também
 6 Ligações externas

Esquema de nomeação

Os nomes dados aos modelos dos carros da BMW seguem um padrão, que indica, em
três dígitos, o modelo do carro e sua motorização. Assim, temos como exemplo o BMW
325, que indica um carro da série 3, com motorização 2.5 Litros de cilindrada. Em
alguns casos, o número não indica com fidelidade a motorização do modelo, podendo
variar. A regra geral, porém, é de que a cilindrada do veículo é maior quanto maior for
esse número. Para as demais séries, como a Z e a X, a empresa adotou outro padrão,
sem nenhuma relação com a motorização.

 A = transmissão automática
 C = coupé
 c = cabriolet
 d = diesel
 e = economia eficiente (BMW M20)
 g = GNV
 h = hidrogênio
 i = injeção eletrônica
 L = longa distância entre os eixos
 T = touring
 Ti = hatchback
 x / xDrive = tração nas quatro rodas

BMW no Brasil

Em outubro de 2012, o vice-presidente da BMW Ian Robertson confirmou a instalação


de uma fábrica da marca na cidade de Araquari, região metropolitana de Joinville. A
empresa deve investir cerca de 535 milhões no projeto e passará a produzir somente o
modelo BMW X1. Ainda não há plano para exportação dos automóveis produzidos no
Brasil. A fábrica vai gerar cerca de 1.000 empregos, sua construção terá início em 2013
e o primeiro BMW feito no país deve ficar pronto até o final de 2014.1

Modelos

Automóveis

 BMW 600 - (1957-1959)


 BMW 316 - (1974-presente) 316i
 BMW E85 - (2003-presente) Z4
 BMW E86 - (2006-presente) Z4 Coupe
 BMW E87 - (2004-presente) Série 1
 BMW E90 - (2005-presente) Série 3
 BMW E91 - (2005-presente) Série 3 Touring/Sports Wagon
 BMW E92 - (2006-presente) Série 3 Coupe
 BMW E93 - (2007-presente) Série 3 Conversível
 BMW F10 - (2009) Série 5
 BMW F01 - (2009) Série 7
 BMW F02 - (2009) Série 7 longa
 BMW M5 - Série 5 motorsport
 BMW E31 - (1989-1999) Série 8
 BMW M3 GTR E46
 BMW M3 E92
 BMW M6

[Expandir]« anteriores — Veículos da BMW, modelos de 1960 - Atuais

 Luma clr 500 rs


 BMW acs 4 sport coupe

Motos

 BMW C1
 BMW F650
 BMW GS
 BMW K100
 BMW R1150 GS
 BMW R1200C
 BMW R1200 RT
 BMW K1200R
 BMW K75
 BMW R27
 BMW R32
 BMW R51/3
 BMW R60/2
 BMW R75
 BMW R75/5
 BMW R90 S
 BMW S1000RR
 BMW F800R
Referências

1. ↑ BMW investirá R$ 535 mi para triplicar vendas no país (em português). Veja
(2012). Página visitada em 22/10/2012.

Ver também

 Anexo:Lista de fabricantes de automóveis


 BMW Welt

Ligações externas

O Commons possui multimídias sobre BMW

 BMW Brasil
 BMW Portugal
 Clube BMW Brasil
 Forum BMW Brasil
 Clube BMW Portugal
 Forum do Clube BMW Portugal
 Arquivos do grupo do BMW
 Alpina B12
 tuning BMW
 MotoClubeBMW
 Explicação da separação da BMW da Williams

[Expandir]

v•e

Empresas no DAX

 Portal da Alemanha
Categorias:

 Empresas no DAX
 Empresas automobilísticas da Alemanha
 BMW
 Empresas da Alemanha
 Empresas fundadas em 1916
 Marcas alemãs

Categoria: Marcas alemãs


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Páginas na categoria "Marcas alemãs"

Esta categoria contém as seguintes 37 páginas (de um total de 37).

A F O

 Adidas  Frankfurter  Opel


 Aldi Allgemeine Zeitung
 Allianz P
 Audi H
 Porsche
 Audi A4
 Horch  Puma AG

B
J R
 Bild
 Jägermeister  Robert Bosch GmbH
 BMW  Junkers Ju 86 S

D K  SAP AG
 Siemens AG
 Der Spiegel  Kärcher
 Stern (revista)
 Deutsche Bank  Krupp Jakobs (NOB)
 Süddeutsche Zeitung
 DHL
 Die Welt L V
 Die Zeit
 Leica Camera
 Volkswagen
 Lidl
E  Volkswagen Fusca
 Lufthansa
 Erdinger  LZ 129 Hindenburg W

M  Wirtschaftswoche

 Mercedes-Benz

 Nivea
 NSU Motorenwerke
AG
Nike Inc.
Nike Inc.

Slogan Just Do It
Tipo Empresa de capital aberto
Fundação 19721
Sede Beaverton, Oregon, Estados Unidos
Pessoas-chave Bill Bowerman, Co-Foundador (falecido em 24
de Dezembro de 1999);
Phillip Knight, Co-Fundador presidente;
Mark Parker, CEO e presidente
Empregados 30.200
Indústria Calçados e equipamentos esportivos
Produtos Tênis, roupas, acessórios
Faturamento US$ 16.326 bilhões (FY 2007)2
Página oficial Página oficial

Nike, Inc. é uma empresa norte-americana, considerada uma das maiores no segmento
de roupas e calçados para esportes.

Índice

 1 História
 2 Fornecimento e patrocínios
o 2.1 Jogadores
 3 Parcerias
 4 Críticas
 5 Fornecimento e patrocínio no futebol
o 5.1 Clubes
o 5.2 Seleções
o 5.3 Golf
o 5.4 Rugby
o 5.5 Tênis
o 5.6 Boxe
o 5.7 Artes marciais mistas
 6 Referências
 7 Livros de referência
 8 Ligações externas

História

Loja da Nike em Osaka, no Japão.

A empresa tirou seu nome da deusa grega da vitória, Nice. O chamado Swoosh,
logotipo da marca, é um desenho gráfico criado por Carolyn Davidson em 1971 e
vendido por apenas 35 dólares à empresa.3

Seus principais rivais são a Adidas, Puma AG e a Reebok, que foi vendida para a
Adidas.[carece de fontes] A sede da Nike fica em Beaverton, Oregon.[carece de fontes]

A verdadeira empresa nasceu através de um treinador de atletismo universitário, Bill


Bowerman, e seu sócio Phil Knight, que efetuaram várias experiências com a torradeira
elétrica na casa de Bill, usando materiais como cimento, borracha a fim de descobrir
uma sola melhor adaptada ao desempenho desportivo e ao bem estar. Com resultados
bastante satisfatórios, começaram a ser-lhe cobiçados cada vez mais e mais pares. Desta
maneira se fez a Blue Ribon Sports, que mais tarde viria a se chamar Swoosh e depois
Nike (inicialmente uma linha da marca Swoosh).[carece de fontes]

 Em 2003 a Nike adquire a Converse, famosa empresa por fabricar os notórios


tênis Converse All Star.4

 Em 23 de outubro de 2007, foi anunciada a compra da Umbro, sua grande


concorrente, pelo valor de 582 milhões de dólares.5
Fornecimento e patrocínios

Modelo de chuteira produzido pela Nike

A Nike é a líder mundial em vendas de material esportivo e na Europa a segunda maior,


perdendo apenas para a alemã Adidas (Reebok*) em países como França, Espanha e
Alemanha; no Reino Unido perde para marca local Umbro.[carece de fontes] (*) Reebok foi
adquirida pela Adidas em 2005 em busca do mercado perdido para a Nike.[carece de fontes]
No Brasil, a Nike patrocina 6 times de futebol profissional, sendo eles: Bahia,
Corinthians, Coritiba, Internacional, Riopardense6 e Santos.[carece de fontes]

Jogadores

A Nike patrocina muitos jogadores de futebol, basquetebol e outros esportes. Entre os


mais famosos encontra-se o ex-jogador de futebol Ronaldo, que foi o primeiro jogador
de futebol do mundo a ser patrocinado pela empresa Nike,[carece de fontes] e o futebolista
português Cristiano Ronaldo,[carece de fontes]
além do craque brasileiro Neymar.7 O
primeiro desportista a ter um contrato com a Nike foi o jogador de basquete Michael
Jordan, para quem hoje a própria Nike fabrica acessórios esportivos da linha Air
Jordan.[carece de fontes]
Também pelo basquete, Kobe Bryant e LeBron James são
patrocinados pela Nike.[carece de fontes] Entre os 3 melhores jogadores de futebol do mundo
de 2009 eleitos pela FIFA, somente o argentino Messi não é patrocinado pela
marca.[carece de fontes]

Em janeiro de 2010, a tenista Maria Sharapova voltou a ser a desportista mais bem paga
do mundo, ao renovar o seu contrato com a marca, no valor de 70 milhões de dólares
(cerca de 48 milhões de euros).8
Parcerias

A Nike em 2006 fez um feito para concorrer com suas rivais Adidas, Mizuno e Asics:
lançou o Nike+ para concorrer com o Adidas 1.1.[carece de fontes] Para isso, foi firmada uma
parceria com a Apple Inc., usando seu modelo mais popular de iPod, o iPod
Nano.[carece de fontes]
O aparelho monitora as passadas e o desempenho do usuário e os
registra no computador para que possam ser comparados.[carece de fontes]
Além disso, a
Nike, introduziu uma linha de camisas projetadas com bolsos especiais na manga ou no
tronco com as dimensões do pequeno aparelho da Apple Inc..[carece de fontes]
Entretanto
para concorrer com a dobradinha, no início de 2008 a Samsung e a Adidas se uniram
para criar o primeiro rival da tecnologia Nike+iPod, que permite aos seus usuários
integrar seu calçado ao seu tocador portátil na hora de fazer exercícios e avaliar seu
desempenho.[carece de fontes] A resposta da Samsung foi batizada de miCoach, um sistema
que combina o telefone miCoach com um monitor de batimento cardíaco e um sensor
que dá respostas precisas sobre atividades físicas.[carece de fontes] Será permitido transmitir
dados para o website miCoach.com, que ajudará no planejamento de exercícios.[carece de
fontes]
A Sony Ericsson também passou a equipar sua linha Walkman (W) com
acelerômetros e aplicativos em prol de monitorar as passadas de seus usuários.[carece de
fontes]
Para manter a competitividade ante os concorrentes, a Nike e a Apple lançaram
uma pulseira chamada Nike+ SportBand, na qual a presença de um iPod Nano se faz
desnecessária, além de uma opção mais em conta.[carece de fontes]

Críticas

A Nike já foi criticada por explorar os trabalhadores em países como Indonésia,


Paraguai, Índia, Turquia e México.livro 1 A companhia é objeto de muitas críticas pelas
condições de trabalho precárias e a exploração de mão de obra barata empregada em
outros países sem legislação trabalhista adequada e com incentivos fiscais onde seus
produtos são manufaturados.livro 1 Fontes dessas críticas incluem o livro Sem Logo de
Naomi Kleinlivro 1
e os documentários de Michael Moore[carece de fontes]
. Max Barry
ironizou a reputação da companhia através de críticas em seu romance Eu S/A (Jennifer
Government em inglês), na qual um executivo da Nike imoral é o vilão da história
responsável pelo financiamento do golpe militar de 1964, no Brasil.livro 2
Hoje, a
empresa comunica suas medidas para monitorar, fiscalizar e qualificar o trabalho nas
fábricas.[carece de fontes] Publicamente reconheceu os erros cometidos no passado e indica
que esses escândalos foram responsáveis pela criação da sua plataforma de
sustentabilidade, antes da maioria das empresas.[carece de fontes]

A empresa também enfrentou críticas quando pediu imunidade a um processo de


propaganda enganosa na Califórnia baseado no fato de que ela gozava dos direitos da
Primeira Emenda, como se a corporação fosse um ser humano.[carece de fontes] A disputa
chegou até a Suprema Corte norte-americana (Nike v. Kasky), mas foi mandada de
volta aos tribunais da Califórnia sem significativas resoluções e subsequentemente foi
decidida fora do tribunal.[carece de fontes]

Em 2011 a Nike foi acusada por ativistas de comprar materiais de fornecedores que
poluem os rios da China com resíduos químicos perigosos à saúde humana e para o
meio ambiente.9

Fornecimento e patrocínio no futebol

Clubes

 Kaizer Chiefs  Málaga  Kashima Antlers


 Mamelodi  Real Sociedad  Sanfrecce
Sundowns  New York Hiroshima
 Bochum Cosmos  Urawa Red
 Duisburg  Stallion Diamonds
 Dynamo Dresden  Dijon  Valletta
 Freiburg  Le Havre  América
 Hertha Berlin  Lille  Atlas
 Mainz 05  Montpellier  Monarcas
 Werder Bremen  Paris Saint- Morelia
 Boca Juniors Germain  Monterrey
 Western Sydney  Sedan  Pachuca
Wanderers  Stade Brestois 29  Tijuana
 FK Sarajevo  Stade Malherbe  Auckland City
 Bahia Caen  Libertad
 Corinthians  Dinamo Tbilisi  Alianza Lima
 Coritiba  Asteras Tripolis  Académica de
 Internacional  PAOK Coimbra
 Riopardense  PSV  Porto
 Santos  Twente  Vitória de
 Guangzhou  Vitesse Guimarães
Evergrande  Arsenal  Dinamo București
 (Todas as equipes  Barnsley  Steaua Bucareste
do Campeonato  Bradford City  Sparta Praga
Chinês)  Charlton Athletic  Anzhi
 Atletico Nacional  Everton Makhachkala
 Celtic  Manchester City  Spartak Moscow
 Dundee  Manchester  Zenit
 Hibernian United  Chonburi
 Atlético de  Maccabi Haifa  Galatasaray
Madrid  Internazionale  Trabzonspor
 Athletic Bilbao  Juventus  Chornomorets
 Barcelona Odessa
 Córdoba  Shakhtar Donetsk
 Hércules  Zorya Luhansk

Seleções

 Arábia Saudita  Grécia  Singapura


 Austrália  Hong Kong  Taiti
 Brasil  Holanda  Tailândia
 Coréia do Sul  Indonésia  Timor-Leste
 Croácia  Inglaterra  Turquia
 Estados Unidos  Malásia  Vietnam
 Eslovênia  Nova Zelândia  Zâmbia
 Estônia  Polônia
 França  Portugal
Golf

 Tiger Woods
 Rory McIlroy

Rugby

 Seleção Argentina de Rugby


 Saracens

Tênis

 Juan Martín del Potro


 Victoria Azarenka
 Li Na
 Rafael Nadal
 Serena Williams
 Maria Sharapova
 Roger Federer

Boxe

 Manny Pacquiao

Artes marciais mistas

 Anderson Silva
 Junior Cigano
 Jon Jones

Referências

1. ↑ 2007 Annual Report [ligação inativa] (PDF) p. 2. Nike, Inc. (2007). Página visitada
em 7 de janeiro de 2007.
2. ↑ 2007 Annual Report: SEC 10K Filling [ligação inativa]
(PDF). Nike, Inc. (2007).
Página visitada em 7 de janeiro de 2007.
3. ↑ Origin of the Swoosh (em inglês). Nike Inc.. Arquivado do original [ligação

inativa]
em 13 de outubro de 2007. Página visitada em 13 de abril de 2007.
4. ↑ Nike compra fabricante de tênis All Star por US$305 milhões. Folha de São
Paulo (10 de julho de 2003). Página visitada em 27 de fevereiro de 2013.
5. ↑ Nike compra Umbro por US$ 582 milhões. Folha de São Paulo (23 de outubro
de 2007). Página visitada em 27 de fevereiro de 2013.
6. ↑ Riopardense divulga foto com as novas camisas produzidas pela Nike. Zero
Hora (22 de março de 2013). Página visitada em 9 de abril de 2013.
7. ↑ SEGALLA, Amauri; CARDOSO, Rodrigo (23/06/2011). zika O Reino
Encantado de Neymar. ISTOÉ. Página visitada em 17 de dezembro de 2012.
8. ↑ ESTEVES, Madalena (14/01/2010). Maria Sharapova é a desportista mais
bem paga do mundo. Diário de Notícias. Página visitada em 17 de dezembro de
2012.
9. ↑ Greenpeace encontra resíduo tóxico em roupas de grife feitas na China. Folha
de São Paulo (23 de agosto de 2011). Página visitada em 17 de dezembro de
2012.

Livros de referência

1. ↑ a b c KLEIN, Naomi. Sem Logo. [S.l.]: Editora Record, 2003. ISBN 8501062626
2. ↑ BARRY, Max. Eu S/A. [S.l.]: Editora Record, 2005. ISBN 8501062626

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também


contêm material sobre este tema:

Imagens e media no Commons

Categoria no Commons

 Nike - Site oficial (em inglês)


 Nike - Blog oficial (em inglês)

Categorias:

 Multinacionais
 Empresas de vestuário dos Estados Unidos
 Acessórios esportivos
 Empresas de acessórios esportivos dos Estados Unidos
 Empresas fundadas em 1972
 Nike Inc.

Puma AG
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Puma AG
Fundação 1948 (65 anos)
Sede Herzogenaurach, Alemanha
Áreas servidas Mundial
Fundador Rudolf Dassler
Presidente Franz Koch (diretor geral)
Empregados 9.6501
Gênero Têxtil
Lucro € 128.2 milhões (2009)1
Faturamento € 2.461 bilhões (2009)1
Página oficial Puma

Puma AG é uma empresa alemã de equipamentos esportivos, fundada em 1948 pelo


empresário alemão Rudolf Dassler, com sede em Herzogenaurach, Alemanha.
A empresa surgiu através da separação da Gebrüder Dassler Schuhfabrik, uma antiga
fábrica de calçados de pano criada por Rudolf e seu irmão Adolf Dassler (fundador da
também alemã Adidas) em 1924. Quando a empresa foi dividida, em 1948, foram
criadas a Puma (comandada por Rudolf) e a Adidas (administrada por Adolf), que se
tornariam grandes concorrentes.

Índice

 1 História
 2 Fornecimento e patrocínio no atletismo
 3 Fornecimento e patrocínio no futebol
o 3.1 Clubes de futebol que usam camisas da Puma
o 3.2 Seleções que usam camisas da Puma
o 3.3 Jogadores e ex-jogadores
 4 Equipes de automobilismo e motociclismo
 5 Referências
 6 Ligações externas

História

No ano de 1924 dois irmãos, Adolf (apelido Adi) e Rudolf (apelido Rudi) Dassler,
criaram uma pequena empresa de calçados de pano, a Gebrüder Dassler Schuhfabrik.
Aos poucos a produção começou a crescer e fornecer sapatos para atletas olímpicos. O
atleta Jesse Owens, nas Olimpíadas de Berlim, 1936, começou a mostrar o trabalho dos
irmãos alemães ao mundo.
Uma Loja da puma em São Francisco (Califórnia).

A empresa mostrava um desenvolvimento rápido, numa velocidade que fez com que os
irmãos buscassem seus próprios lucros, ou seja, se separaram. No ano de 1948, Adi
Dassler fundou a Adidas enquanto Rudolf criou a Puma Fábrica de Sapatos Rudolf
Dassler. Um ano após a divisão da empresa, Rudolf mudou a sede da empresa para
Herzogenaurach, cidade próxima do grande centro Nuremberg.

As chuteiras Puma, que calçavam Pelé, fizeram grande sucesso nas Copas do Mundo
das décadas de 60 e 70, fazendo com que a empresa entrasse de vez no mercado de
fornecedores de materiais de desporto. Para mudar sua política monetária e obter lucros
mais altos, a marca tornou-se uma Sociedade Anônima (AG) e entrou no Mercado de
Ações das bolsas de Munique e Frankfurt. No ano de 1991, houve a fundação a Puma
International, espalhada inicialmente em países do continente Europeu, Asiático e
Oceânico. A abertura da empresa para o mercado global foi boa, mas não mostrava
segurança financeira. O que não se esperava com essa expansão global era uma crise,
que estourou logo no ano de 1993. Nike e Adidas melhoravam cada vez mais seus
produtos e ganhavam de vez o consumidor, enquanto a Puma enfrentava uma forte
desvalorização de seus produtos que não acompanhavam a novas tendências. Em menos
de três anos,1991 a 1993, três presidentes foram embora. A empresa teve de demitir
50% de seu pessoal na Alemanha, enquanto mais 36% perdiam seu emprego ao redor do
mundo. A marca conseguiu dar a volta por cima com o presidente Jochen Zeitz, que
exigiu uma melhora no design e qualidade de seus produtos. O Ano de 1994 talvez seja
o mais importante para fábrica, já que foi o primeiro em que teve um saldo positivo
desde sua entrada no Mercado de Ações: lucro de 25 milhões de Euros. Em 1997 uma
fornecedora cinematográfica estadunidense Monarchy Regency Enterprises adquiriu
25% da Puma, e se tornando o maior acionista da empresa. Dessa forma a Puma atingia
a América e conseguindo o direito da National Football League, NFL, passou a
distribuir o uniforme para 13 equipes do esporte mais popular dos EUA, o Futebol
Americano. Não demorou muito para conseguir a liberação da NBA, e fornece
uniformes para nove equipes de outro desporto conhecido na terra do Tio Sam, o
basquete.

Desde o ano de 2004, a logo marca encontra na África um novo investimento. A


maioria das delegações africanas são patrocinadas pela Puma. Isso faz com que a Puma
S.A. atinja os cinco continentes.

Longe dos relvados e quadras, a Puma não deixa a desejar. No atletismo diversos atletas
testam seus limites com acessórios da marca, mas a grande aposta da empresa é a
Fórmula 1, já que as grandes equipes, como Ferrari, BMW, Williams e Renault,
também aderem a linha.

Contratos com estilistas renomeados foram assinados, e cada vez mais a empresa cresce.
Coleções esportivas agora dividiam espaço com coleções mais casuais, atingindo do
público mais jovem ao mais velho.

Hoje, a Puma se solidifica no mercado e cada vez mais aumenta o número de


admiradores da marca. Ano após ano, a fábrica consegue fazer seus lucros chegarem a
casa dos bilhões.

Fornecimento e patrocínio no atletismo

A Puma fornece material e patrocínio ao recordista mundial nos 100, 200 e revezamento
4x100 metros Usain Bolt, contrato este no valor de 1,5 milhão de dolares.

Fornecimento e patrocínio no futebol

Há muitos anos a Puma começou investir no mercado futebolístico.


Foi a empresa que distribuiu uniformes para o maior número de seleções da Copa do
Mundo de 2006: Itália, Suíça, Polônia, República Tcheca, Tunísia, Costa do Marfim,
Gana, Angola, Togo, Arábia Saudita e Irã.

O primeiro jogador a ser patrocinado pela equipe foi Edson Arantes do Nascimento,
Pelé, considerado pela FIFA e por muitos o melhor jogador de todos os tempos.

Em uma partida pelo Santos, o gênio brasileiro pediu para que o árbitro paralisasse o
jogo. Com o pedido realizado Pelé amarrou suas novas chuteiras da Puma que chamou a
atenção de todo o mundo.

As antigas estrelas Diego Maradona, Eusébio, Johan Cruijff, Enzo Francescoli, Lothar
Matthäus, Kenny Dalglish, Didier Deschamps, Hristo Stoichkov, Rudi Völler e Paul
Gascoigne usaram igualmente chuteiras da Puma.

Atualmente a empresa patrocina jogadores, em sua maioria, desconhecidos. Suas


grandes apostas são o atacante da Seleção de Camarões, Samuel Eto'o, o goleiro
tetracampeão pela seleção da Itália, Gianluigi Buffon, o zagueiro Nemanja Vidić, os
meio-campos Michael Carrick e Pablo Aimar e os atacantes Anelka e Mario Gómez.

Quando se fala em seleções a história muda. Hoje, a Puma é fornecedora da campeã do


mundo de 2006, a seleção italiana. Suíça, República Tcheca, Uruguai, Costa do Marfim
e Camarões são outros exemplos de fortes seleções que levam o felino estampado no
peito.

Ainda no futebol, fornece material para grandes clubes do Mundo, na Europa para
clubes como o Sporting CP, Lazio, Tottenham Hotspur, Stuttgart, Feyenoord,
Olympiakos, Bordeaux, Brugge, na America do Sul para clubes como Peñarol, Club
Atlético Independiente. Em 2012 a Puma assina com dois gigantes clubes de futebol do
Mundo o Borussia Dortmund da Alemanha e o Botafogo do Brasil. Em 2013, assina
com o Paysandu Sport Club também do Brasil, que tem a maior torcida da região norte
do país , e assina ainda com o Goiás Esporte Clube time brasileiro que possui a maior
torcida da região centro-oeste do Brasil. Em 2013 a Puma assina com um dos maiores
times da Inglaterra e da Europa o Arsenal, o acordo pagará 30 milhões de Libras por
ano ao time, o que é um recorde na Inglaterra.
Clubes de futebol que usam camisas da Puma

 Borussia Dortmund
 Hoffenheim
 Stuttgart
 Anorthosis
 Apoel
 Dínamo Zagreb
 Midtjylland
 Dundee
 Espanyol
 Tampere United
 Bordeaux
 Rennes
 AEK Atenas
 AO Kavala
 Olympiakos
 PAOK Saloniki
 Feyenoord
 Ujpest
 Newcastle
 Reading
 Burnley
 Sheffield Wednesday
 Coventry City
 Ipswich Town
 Watford
 Leicester City
 Brentford
 Preston North End
 Wolverhampton
 Cardiff City
 Keflavík
 Valur
 Bnei Yehuda Tel Aviv
 Palermo

 Stabaek
 Lech Poznan
 Sporting
 Viktoria Plzeň
 Lokomotiv Moscou
 GAIS
 Halmstads
 Helsingborgs
 Kalmar FF
 Malmö
 Young Boys
 Bursaspor
 Kryvbas Kryvyi Rih
 Santos Laguna
 Pumas UNAM
 Alajuelense
 Independiente
 Botafogo
 Goiás
 Paysandu
 Jorge Wilstermann
 The Strongest
 Universidad Católica
 Cúcuta Deportivo
 Junior
 Independiente Medellín
 Sol de América
 Deportivo Italia
 Sportivo Luqueño
 Tacuary
 Peñarol
 Busan I'Park
 Júbilo Iwata
 Kawasaki Frontale
 Montedio Yamagata
 Oita Trinita
 Shimizu S-Pulse
 Adelaide

Seleções que usam camisas da Puma

 África do Sul  Itália


 Áustria  Madagáscar
 Bielorrússia  Moçambique
 Botswana  Namíbia
 Burkina Faso  República Tcheca
 Camarões  Senegal
 Chile  Suíça
 Costa do Marfim  Togo
 Gabão  Uruguai
 Gana
 Guatemala
 Guiné Equatorial

Jogadores e ex-jogadores

 Marco  Yaya  Gianluigi


Reus Touré Buffon
 Diego  Aruna  Giorgio
Maradona Dindane Chiellini
 Gabriel  Emmanuel  Massimo
Heinze Eboué Oddo
 Martín  Kader  Abel
Palermo Keïta  Eusébio da
 Sergio  Joaquín Silva Ferreira
Agüero  Cesc  Raul Meireles
 Aliaksandr Fàbregas  Fredrik
Hleb  Guti Ljungberg
 Pelé  Henry  Vidic
 Marta  Robert  Johan Cruijff
 Fabrício Pirès  Loco Abreu
 Rafael  Michael  Vasco Pratas
 Carrick  Silvestre
Andrezinho  Jermaine Varela
 Antônio Jenas  Radamel
Carlos  Peter Falcão
Crouch

 Samuel
Eto'o  Antonio
Cassano

Equipes de automobilismo e motociclismo

 Ducati Corse
 Scuderia Ferrari
 Red Bull Racing

Referências

1. ↑ a b c Relatório anual 2009


Ligações externas

 Sítio oficial

Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia
expandindo-o.
Portal da Alemanha

Categorias:

 Multinacionais da Alemanha
 Empresas de artigos esportivos da Alemanha
 Empresas fundadas em 1948
 Empresas de vestuário da Alemanha
 Acessórios esportivos
 Marcas alemãs
Reebok
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou
referência, o que compromete sua credibilidade (desde
setembro de 2010).

Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e


independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de
notas de rodapé. Encontre fontes: Google — notícias, livros,
acadêmico — Scirus — Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Reebok

Tipo Privada
Fundação Bolton (1895)
Sede Bolton Reino Unido

Canton Estados Unidos


Fundador Joseph William Foster
Indústria Material esportivo
Produtos camisetas, chuteiras, bolas (para diversas
modalidades), entre outros

Reebok é uma empresa, originalmente britânica, de equipamentos esportivos. Ela foi


vendida recentemente a Adidas por 3,8 bilhões de dólares, porém sua marca e
tecnologia continuaram sendo desenvolvidas sem alterações. Há algum tempo a Reebok
vinha utilizando a abreviação "RBK" como novo símbolo da marca, mas desde o final
do ano de 2008 a empresa vem abandonando este símbolo e voltou-se a utilizar o nome
Reebok por completo, com uma nova logotipia.
Índice

 1 História
 2 Patrocínios
o 2.1 Equipes
o 2.2 Jogadores e ex-jogadores
o 2.3 Pilotos

História

Em 1895, Joseph William Foster, um corredor britânico, desenvolveu o primeiro par de


tênis para o atletismo com travas "spike". Durante os cinco anos seguintes J. Foster
fabricou manualmente tênis de atletismo para os melhores atletas da Inglaterra. O
modelo Foster de luxo, "spike", foi líder em sua categoria por 50 anos, revolucionando a
categoria de calçados esportivos. Quando J. Foster morreu, em 1958, os seus netos
assumiram a direção, durante os anos 50, e fundaram uma nova empresa com o nome de
uma rápida e ágil gazela africana. Assim nascia a Reebok. Hoje a Reebok International,
Ltd. está sediada em Stoughton, Massachusetts e é predominantemente uma
desenvolvedora e fabricante de produtos para esportistas e atletas, incluindo calçados e
roupas para esportes. O objetivo da empresa é produzir a melhor, mais inovadora e mais
excitante marca esportiva e de lazer saudável do mundo.

Em 1979, Paul Fireman adquiriu a distribuição da Reebok para a América do Norte,


proporcionando um grande crescimento na marca. A Reebok introduziu no mercado o
primeiro tênis para mulheres, o "Freestyle", no ano de 1982. Este tênis para aeróbica
iniciou o desenvolvimento do segmento de tênis esportivos para mulheres. Desde então,
a Reebok tem revolucionado o mundo esportivo oferecendo produtos de alta tecnologia
e design.

Em 1984, Paul Fireman compra a companhia dos Foster, e em 1986 a Reebok adquiriu a
Rockport, uma das companhias mais importantes em design de tênis casuais de alto
conforto. A Reebok firmou aliança com Greg Norman em 1991 e criou uma das linhas
mais exclusivas de roupas de golfe e casual para homens.
No ano de 1997, adquire a licença exclusiva para a distribuição de tênis da Ralph
Lauren nos Estados Unidos.

As oportunidades para expansão internacional da Reebok eram abundantes no final dos


anos 80 enquanto suas oportunidades no mercado doméstico estavam diminuindo. A
saturação do mercado doméstico de calçados esportivos, resultado do rápido
crescimento e intensa competição, determinou estímulos em direção a um novo
movimento de globalização da Reebok. Tal movimento tinha consideráveis implicações
para Reebok porque ela também confrontava-se com dois problemas no mercado
americano:

1. A dificuldade em ganhar participação no mercado doméstico ocorria quando a


Reebok queria mais do que nunca vingar-se de sua queda para o segundo lugar na
indústria. A combinação Nike/Reebok na participação de mercado manteve estável nos
últimos cinco anos. Entre o momento da Nike e a presença crescente de outro forte
competidor, a Reebok esperava pelo menos manter sua participação de mercado no
período.

2. A pressão da Reebok em alta tecnologia e consequentemente produtos de altos preços


contradizem a frieza do mercado e de seus tradicionais compradores. por calçados
esportivos caros.

Atualmente a filosofia da Reebok tem sido a de firmar liderança tecnológica para seus
produtos e dessa forma obter ganhos de imagem de sucesso para seus produtos a longo
prazo. Esta aparente contradição entre os altos custos dos avanços tecnológicos e a
compra de modelos durante a recessão podem influenciar nas decisões de mudança nas
vendas dirigidas aos mercados internacionais que não tão severamente afetados pela
recessão. As oportunidades internacionais para Reebok foram considerados excelentes
veículos que poderiam sustentar esta filosofia no futuro e ajudar a Reebok a recuperar
sua liderança no mercado de sapatos esportivos.

A National Football League (NFL) e a Reebok International firmaram um contrato de


exclusividade por dez anos para a fabricação e distribuição de uniformes e acessórios de
jogo em lojas (2000). Durante a temporada de 2002 a Reebok forneceu o uniforme de
jogo para os 32 times da NFL e a produção de réplicas e acessórios para venda em loja.
Em 2001, a National Basketball Association (NBA) e a Reebok formaram uma aliança
estratégica por dez anos onde a Reebok desenhará, produzirá com exclusividade os
uniformes de jogo e réplicas da NBA, da Women´s National Basketball Association
(WNBA) e da National Basketball Development League (NBDL) nos Estados Unidos.

No Brasil, a marca é explorada pela Vulcabrás do Nordeste S/A, empresa do Grupo


Grendene. A Vulcabrás possui licença de exploração até 2012. Patrocinou o Vasco da
Gama entre 2006 e 2008, onde fez em 2007 camisas personalizadas de Romário, que
naquele ano fez o histórico gol 1000.

Atualmente é a segunda marca mais vendida no Brasil, ficando atrás da Nike.

Patrocínios

Equipes

 Bloemfontein Celtic

Jogadores e ex-jogadores

 Aimar
 Guiñazu
 Marcão
 Aloísio
 André Astorga
 Leandro
 Souza
 Fábio
 Rogério Ceni
 Mathias Abreu
 Hidalgo
 Giggs
 Shevchenko
 Jay-Jay Okocha
 Dennis Bergkamp
Pilotos

 Lewis Hamilton

Categorias:

 Multinacionais dos Estados Unidos


 Empresas de artigos esportivos do Reino Unido
 Empresas de vestuário dos Estados Unidos
 Empresas de artigos esportivos dos Estados Unidos
 Empresas da Inglaterra
 Bolton (Grande Manchester)

Lacoste

Lacoste
Tipo Privada
Fundação 1933
Sede Paris, França
Pessoas-chave René Lacoste (fundador)
Indústria Moda
Página oficial www.lacoste.com

Uma loja da lacoste na República Checa


História

A Lacoste foi fundada pelo tenista René Lacoste juntamente com André Gillier em
1933. O tenista tinha sido apelidado de "Le Crocodile" pela imprensa americana durante
a Davis Cup em 1927, por causa de uma aposta que valia uma pasta de pele de
crocodilo. O animal acabou virando o símbolo da marca.

Em 1963, René Lacoste passou o controle da marca a seu filho, Bernard Lacoste.

A partir dos anos 90 a popularidade da Lacoste estava em queda, até que o estilista
francês Christophe Lemaire ter tomado a direcção criativa da Lacoste, ele modernizou a
marca, mantendo o estilo criado por René Lacoste.

Em 2005, quase 50 milhões de produtos Lacoste eram vendidos em mais de 100 países.
Este fato também se deve aos contratos que a Lacoste fez com vários tenistas para
representarem a marca, tais como o americano Andy Roddick, o suíço Stanislas
Wawrinka, o aposentado tenista francês Fabrice Santoro e o também francês Richard
Gasquet.

Também apostaram no mundo do golfe, fazendo um contrato com o golfista bi-campeão


do Major Championships, José María Olazábal.

Bernand Lacoste passou a presidência da Lacoste ao seu irmão mais novo, que já
trabalhava há vários anos na marca. Bernard morreu em 21 de Março de 2006.

Em 2011 a empresa tentou proibir que Anders Behring Breivik continuasse utilizando
as camisas da marca.1 1 2 3

Referências

1. ↑ a b Lacoste quer proibir atirador norueguês de usar roupas da marca


2. ↑ Lacoste quer impedir atirador da Noruega de usar marca, diz jornal
3. ↑ Lacoste quer impedir o atirador norueguês de usar roupas da marca
Ligações externas

 Página oficial da Lacoste

Este artigo sobre vestuário ou moda é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia
expandindo-o.
Categorias:

 Marcas
 Empresas de moda
 Empresas de vestuário da França
 Empresas fundadas em 1933