Вы находитесь на странице: 1из 3

Questionário - Proficiência Clínica

Área:Urinálise
Rodada: Abr/2014

Tema: URINÁLISE

Elaboradora: Bianca Verrasto Antunes. Médica Patologista Clínica, Título de Especialista pela SBPC, Médica
Assistente do Laboratório de Bioquímica DLC HC-FMUSP
Texto Introdutório A análise da urina foi realmente o início da Medicina Laboratorial. As referências para o estudo da urina
podem ser encontradas nos desenhos dos homens das cavernas e em hieróglifos egípcios. Gravuras dos
primeiros médicos os mostravam examinando um frasco em forma de balão com urina, porém eles nunca
viam o paciente, apenas a urina deste. Embora eles não tivessem os procedimentos analíticos de hoje, eram
capazes de obter informações diagnósticas a partir da observação da cor, turbidez, odor, volume e
viscosidade.
Hoje, além do exame físico da urina, temos a análise química e a análise microscópica do sedimento urinário,
seja ele automatizado ou não. As análises químicas foram simplificadas, com a utilização da química seca
nas tiras reagentes, e a análise microscópica tem incorporado os benefícios da automação e da
informatização, empregando metodologias de citometria de fluxo e de análise digital das imagens.
Os principais erros em urinálise incluem tipo de amostra inadequada para o exame a ser realizado, frascos de
coleta inadequados, demora no transporte, falta de homogeneização das amostras, cuidados inadequados
com os reagentes, uso de técnicas inadequadas, relato inadequado dos achados, desconsiderar um achado
na análise, desconhecimento do papel dos interferentes e não analisar todos os achados em conjunto.
Vamos exercitar aqui, alguns tópicos importantes no exame de Urina e nas atividades pré e pós-analíticas.
Questão 1 Considera-se uma amostra ideal de exame de urina quando:
1. Amostra recente e a primeira da manhã;
2. Após exercício físico;
3. Sem retenção urinária;
4. Volume mínimo de 2 mL.
Questão 2 Quais são as três alterações que afetarão os resultados do exame microscópico de urina se a amostra não for
processada no prazo de 2 horas?
1. Diminuição de bactérias, diminuição de glóbulos vermelhos e diminuição de cilindros;
2. Aumento de bactérias, aumento de glóbulos vermelhos e aumento de cilindros;
3. Aumento de bactérias, diminuição de glóbulos vermelhos e diminuição de cilindros;
4. Diminuição de bactérias, aumento de glóbulos vermelhos e aumento de cilindros.
Questão 3 As tiras reagentes permitem, atualmente, um método simples e rápido para a realização das análises
químicas da urina, de parâmetros significativos que incluem o pH. O princípio da tira para detecção do pH é:
1. Sistema de reação com agentes oxidantes e detergentes;
2. Reação de Greiss;
3. Sistema indicador duplo de vermelho de metila e azul de bromotimol;
4. Teste de Diferenciação de Watson-Schwartz.
Questão 4 Um paciente com leitura para proteína de 1+ à tarde é convidado a realizar novos exames no dia seguinte,
sendo orientado a colher a primeira urina da manhã para iniciar a investigação. No dia seguinte, a primeira
amostra de urina não apresentou proteína no exame, já a segunda amostra apresentou proteínúria de 1+.
Esse paciente é:
1. Positivo para proteinúria ortostática;
2. Negativo para proteinúria ortostática;
3. Positivo para proteína de Bence Jones;
4. Negativo para proteinúria clínica.
Questão 5 Em situações normais, quase toda a glicose filtrada pelos glomérulos é reabsorvida pelos túbulos proximais,
tornando-se ausente sua detecção no exame de urina. No caso do paciente diabético, qual o limiar sérico
para início da detecção na urina?
1. 200 mg/dL;
2. 99 mg/dL;
3. 180 mg/dL;
4. 126 mg/dL.

Página 1 de 3
Questionário - Proficiência Clínica
Área:Urinálise
Rodada: Abr/2014

Questão 6 No exame do sedimento urinário, a presença de cálculos está relacionado ao pH da amostra, em relação à
urina ácida, encontramos cálculos de:
1. Fosfato triplo;
2. Fosfato amorfo;
3. Cistina;
4. Carbonato de cálcio.
Questão 7 Em alguns casos específicos, o corante de Hansel é utilizado para observar:
1. Eosinófilos;
2. Monócitos;
3. Neutrófilos;
4. Células tubulares renais.
Questão 8 O principal componente do muco urinário é:
1. Microalbumina;
2. Proteína de Bence-Jones;
3. Proteína de Tamm-Horsfall;
4. Proteinúria ortostática.
Questão 9 Os cilindros são os únicos elementos encontrados no sedimento urinário que são exclusivos dos rins. O
principal componente do cilindro é a proteína de Tamm-Horsfall, que em condições normais, é excretada
relativamente em ritmo constante. Sobre os cilindros, marque verdadeiro ou falso nas alternativas a seguir e
assinale a opção correta:
a) ( ) A taxa de excreção pode aumentar em situações de estresse e exercício.
b) ( ) É encontrado somente em urinas patológicas.
c) ( ) Não é detectado pelo método da tira reagente.
d) ( ) A largura do cilindro está relacionada com tamanho do túbulo no qual se formou.
1. V - F - V – V;
2. F - F - V – V;
3. V - F - F – V;
4. V - F - V – F.
Questão 10 Sobre a imagem ao lado, responda:
1. Cilindro hialino – matriz incolor homogênea;
2. Cilindro hemático – matriz com glóbulos vermelhos;
3. Cilindro lipóidico – gotículas de gordura e corpos ovais de
gordura associados à matriz proteica;
4. Cilindro céreo – Altamente refringente, com extremidades
recortadas e entalhes.

Questão 11 A presença de células epiteliais tubulares renais e cilindros é uma indicação de:
1. Nefrite intersticial aguda;
2. Glomerulonefrite crônica;
3. Doença de lesão mínima;
4. Necrose Tubular renal.

Página 2 de 3
Questionário - Proficiência Clínica
Área:Urinálise
Rodada: Abr/2014

Questão 12 A presença de hemácias dismórficas em um exame de urina sugere:


1. Cálculos renais;
2. Distúrbios de coagulação;
3. Lesões traumáticas;
4. Lesão glomerular.
Questão 13 Todas as seguintes características podem causar resultados microscópicos falso-negativos, exceto:
1. Falta de homogeneização da amostra;
2. Interrupção da centrifugação;
3. Urina alcalina – diluída;
4. Uso de amostra coletada de jato médio.
Questão 14 De modo geral, quais medidas devem ser tomadas quando os resultados de tiras reagentes do Controle de
Qualidade estão fora dos limites de confiança previamente estabelecidos?
1. Verificar a data de vencimento da tira reagente;
2. Analisar com um novo lote de controle;
3. Verificar a calibração e se necessário efetuar a recalibração;
4. Todas as alternativas estão corretas.
Questão 15 As concentrações elevadas de ácido ascórbico na urina podem interferir na detecção de glicose, sangue
oculto, bilirrubina, nitrito e leucócito. Para obter resultados ideais deve-se:
1. Repetir o exame após 2h da última dose de vitamina C;
2. Repetir o exame com urina fresca no mínimo 3h da última dose de vitamina C;
3. Repetir o exame com urina fresca no mínimo 24h da última dose de vitamina C;
4. Nenhuma das alternativas estão corretas.

Referências • Recomendações da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML):


Bibliográficas: Coleta e Preparo da Amostra Biológica. 2013 - Manole - 1ª edição.

• Stransiger, Susan K.; Di Lorenzo, M S. Urinálise e Fluidos Corporais. 5ª edição, 2009 - Livraria
Panamericana.

• Graff, Analisis de Orina Atlas Color. 1987. Editorial Médica Panamericana.

• Differentiation of Renal from Non-Renal Hematuria by Microscopic Examination of Erythrocytes.


Clinical Chemistry 1987 33/10: 1791-1795
• Routine Urinalysis and Collection Transportation and Preservation of Urine Specimens Approved
Guideline-Second Edition - CLSI

Página 3 de 3