Вы находитесь на странице: 1из 9

REFERENCIAL CURRICULAR – MÓDULO II – EJA ENSINO MÉDIO (BIOLOGIA)

PROCEDIMENTOS DIDÁTICOS (SUGESTÕES


CAPACIDADE CONTEÚDO FORMAS DE AVALIAÇÃO
DE ATIVIDADES)

- Compreender as  Reconhecer mecanismos de  Levantar as ideias iniciais dos alunos sobre:  Observação e levantamento
ciências naturais e as transmissão da vida, prevendo dos conhecimentos dos
 O que é a vida;
tecnologias a elas ou explicando a manifestação alunos em relação às leituras;
associadas como de características dos seres  Origem dos seres vivos na Terra.
 Acompanhamento dos
construções humanas, vivos;  Debate para discutir questões como: trabalhos dos alunos durante
percebendo seus
 Identificação das dimensões  De que forma sabemos sobre estas as atividades investigativas;
papéis nos processos
sociais e éticas em questões questões?
de produção e no  Acompanhamento da
técnicas e científicas;
desenvolvimento  De onde vêm nossas explicações e aprendizagem das diferentes
econômico e social da  Conhecimento de fatos hipóteses? linguagens ou formas de
humanidade; importantes na história da representação trabalhadas
Biologia (interesse pela  Quais são as diferenças que existem entre em um tema: textos,
- Reconhecer a Biologia anatomia humana, descoberta o conhecimento científico e outras formas esquemas, debate, mural,
como um fazer humano da célula, descoberta dos de explicar os fenômenos (conhecimento relato pessoal, relatório ou
e, portanto, histórico, microorganismos etc.), comum, magia, religião, filosofia)? outra;
fruto da conjugação de relacionando-os com o  Aulas dialogadas sobre a Biologia, suas
fatores sociais,  Avaliação da participação e
momento histórico em que subdivisões e fatos importantes do ponto de
políticos, econômicos, disposição do aluno nas
ocorreram; vista da sua história;
culturais, religiosos e diferentes atividades
tecnológicos.  Relação entre informações  Leitura (individual e/ou em duplas) de textos realizadas;
apresentadas em diferentes científicos sobre a origem da vida na Terra e  Atividades escrita sobre os
- Compreender a formas de linguagem e as teorias da biogênese e abiogênese, assuntos estudados;
organização e o representação usadas na orientada por roteiro: localizar informações,
funcionamento celular Biologia, como texto identificar os conceitos básicos, apontar  Registros sistemáticos de
reconhecendo o papel discursivo, gráficos, tabelas, evidências e conclusões nelas baseadas, como os alunos procedem
da evolução na relações matemáticas ou explorar a leitura de esquemas, tabelas e durante as atividades
produção de padrões e linguagem simbólica; representações presentes no texto, construir práticas;
processos biológicos;  Conhecimento da composição mapas de conceitos, sínteses etc.;  Atividade produzidas sobre
química da célula, tipos de  Analisar e interpretar textos sobre o conteúdo os conteúdos estudados.
- Relacionar conceitos
células, estruturas celulares; trabalhado;
da Biologia com os de
Divisão Celular: Mitose e  Produção textual referente ao assunto
meiose; Representação de estudado.
diferentes tipos de células;
 Pesquisa (em grupo) em fontes diversas sobre
outras ciências, como  Identificação das principais a vida de alguns estudiosos envolvidos nos
os conhecimentos características dos seres vivos estudos apresentados, entre eles:
físicos e químicos, para (Composição química,
 Jan Baptista van Helmont (1577-1644);
entender processos organização celular,
Francesco Redi (1626-1697); John
como os referentes ao metabolismo, reprodução,
Needhan(1713-17810); Lazzaro Spallanzani
metabolismo celular evolução biológica;
(1729-1799); Louis Pasteur (1822-1895);
relacionados à divisão
 Compreensão de que os seres Robert Koch (1843-1910); e Stanley Miller
celular;
vivos são constituídos por (1930);
- Interpretar e utilizar átomos de diversos elementos
 No estudo dos componentes químicos da
modelos para explicar químicos, organizados em
célula (lipídios, proteínas e carboidratos),
determinados substâncias orgânicas de
calcular o IMC, como medida de prevenção a
processos biológicos, diversos tipos, principalmente
obesidade, bulimia e anorexia.
como a organização do glicídios, lipídios, proteínas e
código genético, a ácidos nucléicos;  Observar e analisar rótulo de alimentos.
duplicação do DNA, a  Reconhecimento de que no  Assistir filmes relacionados ao assunto -
transcrição do RNA e a nível celular de organização, produzir folders, painéis e cartazes ( cada
síntese de proteínas; ocorrem processos turma uma atividade diferente).
bioquímicos essenciais ao
- Analisar, argumentar e  Observar besouros com lupa para reconhecer
fenômeno vida;
posicionar-se a quitina (carboidrato).
criticamente em relação  Reconhecimento dos aspectos
 Observar em casa animais que se regeneram
a temas ligados à éticos relacionados ao
(lagartixa) no estudo da mitose.
biotecnologia (produção desenvolvimento
de alimentos biotecnológico;  Observar e descrever experimento para
transgênicos, terapia demonstrar a ação das enzimas.
 Noções gerais sobre o que são
gênica, clonagem). organismos transgênicos e  Cópias da reportagem: Morre Donnall Thomas,
compreensão das polêmicas pai do transplante de medula óssea',
que envolvem os possíveis disponível no site da Revista Veja, para
benefícios e prejuízos da complementação do estudo sobre célula e
manipulação genética. tecidos.
- Valorizar os
 Conhecimento da genética na  Discussão sobre os conhecimentos que os  Observação e levantamento
conhecimentos de sua vida cotidiana, alunos já trazem sobre genética de modo a dos conhecimentos dos
genética de modo a entendendo, assim, o porquê reconhecer as chances de certas alunos em relação às leituras;
reconhecer as chances das características herdadas características serem herdadas;
 Acompanhamento dos
de certas passadas de geração a
 Leitura de textos científicos compartilhados – trabalhos dos alunos durante
Características serem geração;
com incentivo para a leitura e fala de todos; as atividades investigativas;
herdadas e utilizar  Reconhecer benefícios, sobre genética na sua vida cotidiana,
 Avaliação da participação e
esses conhecimentos limitações e aspectos éticos da entendendo, assim, o porquê das
disposição do aluno nas
em situações reais; biotecnologia, considerando características herdadas passadas de geração
diferentes atividades
estruturas e processos a geração;
realizadas;
- Interpretar e utilizar biológicos envolvidos em
 Pesquisas sobre à engenharia genética e
modelos para explicar produtos biotecnológicos;  Atividades escritas sobre os
manipulação de genes, clonagem e células-
determinados assuntos estudados;
 Entendimento de que os genes tronco; produção de textos e desenhos;
processos biológicos, são responsáveis pelas  Questões objetivas e
 Socialização das pesquisas realizadas, tal
como a organização do características herdadas e que discursivas, retiradas do
como um seminário;
código genético, a se encontram no interior do ENEM e vestibulares,
núcleo das células;  Situações para sistematização dos conceitos resolvidas em grupo e/ou
duplicação do DNA, a
já apresentados e discutidos (genes são individualmente e
transcrição do RNA e a  Reconhecimento da existência
responsáveis pelas características herdadas e posteriormente comentadas
síntese de proteínas. de uma linguagem codificada
que se encontram no interior do núcleo das pelo professor e alunos.
da vida, que se perpetua pela
células);
duplicação das moléculas de  Questões-problema que
DNA e que determina as  Conhecer o modelo de organização da envolva a transposição de
características hereditárias por molécula de DNA e sua forma de duplicação, fatos, conceitos e
meio do controle das bem como dos diferentes RNAs e sua relação processos para situações
atividades celulares; com a síntese de proteínas; reais ou simuladas.
 Noções de estudo sobre a  Leitura (individual, em duplas) de textos  Registros elaborados pelos
estrutura química do DNA, científicos sobre estrutura e função do núcleo, alunos das atividades
modelo molecular, e ácidos nucléicos e síntese de proteínas; investigativas, pesquisas,
compreensão da maneira pela debates etc.
 Atividades investigativas, ou seja, diferentes
qual ela armazena informação  Questões objetivas e
modalidades de trabalho prático, para os
genética; discursivas, retiradas do
alunos, em pequenos grupos, ou
 Estudo do conhecimento do individualmente, vivenciarem procedimentos ENEM e vestibulares,
modelo de duplicação próprios da área: coleta de dados e resolvidas em grupo e/ou
semiconservativa do DNA, sua informações por meio de entrevistas, individualmente e
relação com a transmissão das observações, levantamento de hipóteses, posteriormente comentadas
pelo professor e alunos.
experimentações, criação de maquetes ou de
outras montagens. Entre elas:
 construção de modelo de molécula de DNA,
de RNAs e de relação entre os RNAs e os
aminoácidos;
 simulação da síntese de proteínas;
 extração de DNA (bulbo de cebola, banana,
morango ou a partir de bife de fígado
bovino);  Questões-problema que
 Exibição de filme que permita explorar fatos e envolva a transposição de
aspectos dos conteúdos estudados, tais como fatos, conceitos e processos
a clonagem, os organismos geneticamente para situações reais ou
modificados, a visão de ciência, aspectos simuladas.
éticos da manipulação genética, adequação e  Registros elaborados pelos
“furos” conceituais, os usos e impactos da alunos das atividades
informações genéticas ao biotecnologia etc. Entre as várias investigativas, pesquisas,
longo das gerações e a possibilidades de filmes adequados para esta debates e filmes etc.
história da descoberta deste situação, algumas sugestões são :
modelo.  Atividade de reconhecimento,
 ‘Ilha’ (EUA, 2005), dirigido por Michael Bay;
em representações (modelos,
 ‘Ilha do Dr. Moreau’ (EUA, 1996), dirigido desenhos) e/ou
por John Frankenheimer; microfotografias, do núcleo e
 ‘Gattaca – A experiência genética’ sua estrutura, da molécula de
(EUA,1997), dirigido por Andrew Niccol; DNA, dos diferentes tipos de
RNAs e da síntese de
 ‘Jurassic Park - O Parque dos Dinossauros’ proteínas.
(EUA, 1993), dirigido por Steven Spielberg;
 Debates de diferentes formatos sobre:
 os riscos e benefícios de produtos
geneticamente modificados presentes no
mercado;
 clonagem;
 o direito de propriedade das descobertas
relativas ao genoma humano.
- Compreender a
constituição do corpo  Compreensão de que a
humano a partir de Histologia é a área da Biologia
seus diferentes tecidos, responsável pelo estudo dos
órgãos e sistemas e o tecidos:
seu funcionamento  Discussão sobre os conhecimentos que os
 conjuntos de células que  Observação e levantamento
integrado, identificando alunos já trazem sobre Histologia Animal;
apresentam dos conhecimentos dos
a relação entre os interdependência estrutural  Aula expositiva participativa; alunos em relação às leituras;
conhecimentos de e funcional,
anatomia e fisiologia  Demonstração didática dos tipos de tecidos  Acompanhamento dos
desempenhando funções
humana e aspectos com uso de slides, banners e quadro branco. trabalhos dos alunos durante
específicas no organismo;
relacionados à  Iniciar a aula escrevendo no quadro branco as atividades investigativas;
manutenção e  Reconhecimento da
os tópicos do assunto para que os alunos  O processo avaliativo se dará
recuperação da saúde; importância dos tecidos para
reproduzam no caderno; durante toda a exposição da
os seres vivos;
- Classificar os tecidos  Aproveitar para começar a exposição de forma aula, através da participação
animais de acordo com  Conceito dos tipos de tecidos oral sobre o assunto; dos alunos, da resolução das
a presença ou ausência (epitelial, conjuntivo, muscular, questões trabalhadas em
de substância nervoso) envolvendo as idéias  Ao longo da aula, incentivar os alunos a darem classe e da demonstração de
intercelular e com a de formas e funções; seus depoimentos e experiências relacionados entendimento do assunto
capacidade ou não das  Caracterização, estrutural e aos conteúdos a serem trabalhados; através das respostas às
células sofrerem funcional, dos tecidos que  Pesquisa de informação em fontes variadas questões que serão
diferenciação; compõem os seres vivos; (livros, revistas de divulgação científica, atlas, formuladas ao longo da aula.
- Compreender os jornais, sites, entrevistas, experimentação etc.)  Pesquisa extraclasse sobre
 Identificação, classificação e
vegetais como seres para realização de um debate; doenças que afetam o tecido
diferenciação do tecido
vivos, seus diferentes quanto: ao tipo de células, de  Interpretação de gráficos e tabelas; epitelial para realização de
tipos, características e que são formados e da um debate;
utilidades;  Leitura e interpretação de textos diversos.
substância entre as células;
- Conhecer os  Conhecimento dos diferentes
diferentes ciclos de vida ciclos de vida dos seres vivos,
dos seres vivos, animais e plantas.
animais e plantas;
 Questionamentos para investigar os
conhecimentos prévios dos alunos a respeito
do tema a ser estudado - desenvolvimento
embrionário - através de uma roda de
conversa.
 Compreensão de que a  Observação, registro e
 Leitura e discussão de textos para análise:
embriologia é a parte da
sistematização dos conhecimentos sobre
ciência que estuda a formação  da participação, produtiva,
formação embrionária e etapas iniciais do
dos órgãos e sistemas de um dos alunos nas discussões
desenvolvimento dos seres vivos.
animal, a partir de uma célula. sobre o tema estudado.
 Análise de gravuras, fotos e vídeo que
- Compreender as  Reconhecimento de que a  atividades escritas, em
organizações mostrem as diferentes fases do
embriologia faz parte da grupo e/ou individuais.
formadoras do desenvolvimento embrionário.
biologia do desenvolvimento.  registro de pesquisas
organismo vivo,  Produção de desenhos, pelos alunos,
associando a  Entendimento de que o realizadas, observando a
demonstrando as fases do desenvolvimento
desenvolvimento embrionário organização e coerência
fecundação à formação embrionário de seres vivos.
dos animais inicia-se pela do texto.
de um organismo
perfeito; relação sexual, gerando a  Análise de matérias de revistas e/ou internet,  desempenho e
célula ovo ou zigoto, que fotos e textos sobre má formação embrionária organização dos alunos na
passará por três fases com produção textual e debate coletivo. apresentação do
sucessivamente: mórula, seminário.
 Pesquisa sobre o uso de células-tronco
blástula e gástrula;
(embrionárias) no tratamento de doenças  Questões objetivas e
 Identificação de forma degenerativas como alzheimer, leucemia, discursivas, retiradas do
organizada do conhecimento doenças cardiovasculares, entre outras, com ENEM e vestibulares,
biológico aprendido através de produção de síntese explicativa e resolvidas em grupo e/ou
textos, desenhos, esquemas, argumentativa. individualmente e
gráficos, tabelas, maquetes, posteriormente comentadas
 Apresentação dos resultados das pesquisas
etc. pelo professor e alunos.
realizadas pelos alunos em forma de debate
ou seminários.
 Resolução de atividades, em grupo e
individuais, para fixação do assunto em
estudo.
- Compreender a  Conhecimento do  Sondagem para observar o quanto os alunos  Observação, registro e
constituição do corpo funcionamento de cada já sabem sobre o funcionamento dos sistemas análise:
humano a partir de sistema que forma o que formam o organismo humano, destacando  dos conhecimentos que o
seus diferentes tecidos, organismo humano, os órgãos que os constituem, identificando sua aluno já possui sobre a
órgãos e sistemas e o destacando os órgãos que os importância e função; forma integrada de
seu funcionamento constituem, identificando sua
 Leitura (individual e em duplas) de textos funcionamento do corpo e
integrado, identificando importância e função.
científicos sobre anatomia e fisiologia do corpo as funções estudadas;
a relação entre os
 Identificar padrões em humano, orientada por roteiro: localizar  de como o aluno procede
conhecimentos de
fenômenos e processos vitais informações, identificar os conceitos básicos, enquanto realiza as
anatomia e fisiologia
dos organismos, como apontar evidências e conclusões nelas atividades de estudo.
humana e aspectos
manutenção do equilíbrio baseadas, explorar a leitura de esquemas,
relacionados à  Confrontação entre ideias
interno, defesa, relações com tabelas e representações presentes no texto,
manutenção e
o ambiente, sexualidade, entre construir mapas de conceitos, sínteses etc.; prévias/hipóteses iniciais do
recuperação da saúde;
outro; aluno e o registro de seus
 Pesquisa em fontes diversas (livros didáticos, conhecimentos e opiniões ao
- Compreender o  Identificação dos tipos de paradidáticos, atlas de anatomia, jornais, longo do semestre.
próprio corpo e a drogas, compreendendo os revistas de divulgação científica, sites,
sexualidade como efeitos negativos sobre o entrevistas etc.), observações e experimentos,  Registros e relatórios das
elementos de sistema nervoso, associando sobre os temas em estudo; atividades investigativas
realização humana, seu uso às mudanças que elaborados individualmente e
valorizando e  Elaboração de quadro comparativo dos em grupo, considerando:
ocorrem nas respostas do
desenvolvendo a diferentes órgãos e suas funções, com adequação conceitual e do
organismo aos estímulos do
formação de hábitos de ilustrações, descrições etc.; uso da linguagem científica,
meio ambiente.
autocuidado, de  Uso de esquemas dos órgãos dos diferentes organização das
autoestima e de  Análise das diferenças da informações.
sistemas do corpo humano, identificando a
respeito ao outro. anatomia e fisiologia dos
relação entre eles (anatômica e fisiológica);  Avaliação da participação e
sistemas reprodutores
masculino e feminino;  Exibição de vídeos, documentários ou outros disposição do aluno nas
gêneros, que permitam explorar e discutir diferentes atividades
 Interpretação dos fundamentos realizadas;
aspetos relacionados às funções e sistemas
biológicos e sociais da
estudados;  Questões objetivas e
sexualidade humana, as
transformações orgânicas e  Situações para estudo da anatomia e fisiologia discursivas, retiradas do
comportamentais próprias do humana, sob a perspectiva dos sistemas ENEM e vestibulares,
adolescente; nervoso, sensorial e endócrino, a partir de resolvidas em grupo e/ou
leituras, pesquisas em fontes diversas, individualmente e
 Compreensão dos riscos de posteriormente comentadas
atividades investigativas, uso de desenhos,
uma gravidez na adolescência pelo professor e alunos.
pranchas e modelos de representação do
e as formas de preveni-las;
corpo e recursos audiovisuais;  Outras propostas:
 Identificação das DST’s mais  Situações para pesquisa em fontes diversas  Questões-problema que
frequentes no Brasil e os (livros didáticos, paradidáticos, atlas de envolva a transposição de
cuidados para preveni-las; anatomia, jornais, revistas de divulgação fatos, conceitos e processos
cientifica, sites e entrevistas com profissionais para situações reais ou
da saúde) sobre os tipos de drogas; simuladas;
 Observação: A leitura deve ser orientada por  Registros elaborados pelos
roteiro: localizar informações, identificar os alunos das atividades
conceitos básicos, apontar evidências e investigativas, pesquisas,
conclusões nelas baseadas. Explorar a leitura debates, exibição de filmes
de esquemas, tabelas e representações etc.
presentes no texto, construir mapas de
conceitos, sínteses etc.
 Debates de diferentes formatos sobre temas
polêmicos e/ou questões ligadas à saúde.
Podem ser organizados convidando-se
profissionais da saúde ou apenas entre os
alunos e professores (de Biologia e de outras
disciplinas), antecedidos por pesquisas.
Podem ser debatidos entre outros assuntos “A
ação de drogas no sistema nervoso: uso do
álcool e de drogas ilícitas” ou outros temas de
interesse do grupo;
 Estudo das gonadotrofinas na sexualidade e
reprodução humana por meio de textos,
modelos, atlas de anatomia, utilização de
recursos audiovisuais e explicações
necessárias;
 Análise e interpretação de gráficos que
mostram as concentrações de hormônios no
sangue, a inter-relação entre as
gonadotrofinas FSH e LH e os hormônios
sexuais femininos estrógeno e progesterona
no ciclo menstrual.
 Atividade para determinar o período fértil no
ciclo menstrual;
 Sistematização dos conceitos já apresentados
e discutidos;
 Situações, em vários momentos do trabalho,
para levantar o que os alunos já conhecem
sobre:
 processo de fecundação;
 contracepção;
 DSTs.
 Leitura e discussão (individual e em duplas) de
textos jornalísticos sobre sexualidade, DSTs,
gravidez na adolescência, células tronco.