Вы находитесь на странице: 1из 1

MODELO DE RESENHA

LUCKESI,Cipriano C.Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez, 1992. Cap.2.

Considerando Luckesi (1992), a educação pode ser discutida em sua conexão com a
sociedade a partir de três dimensões, que passaremos a tratar a seguir. Cada dimensão tem
características específicas e o autor garante que ainda estão presentes no atual contexto
educacional. Concordamos com essa afirmativa, pois temos presenciado as três posturas em
diversos ambientes de ensino.
A primeira dimensão é apresentada pelo autor com a denominação de Redentora.
Nessa dimensão a escola é ativa em relação à sociedade (Escola – Sociedade). Essa ação da
escola é para integrar os elementos à sua estrutura, ao todo social. Nessa perspectiva,
caberá à educação: adaptar o individuo ao meio; reforçar os laços sociais; configurar e
manter o corpo social; curar as mazelas sociais; recuperar a harmonia perdida; restaurar o
equilíbrio; reordenar o social; regenerar os que estão à margem da sociedade.
Entendemos que tais atribuições dadas à educação colocam-na na posição de
salvadora e realmente redentora dessa sociedade conturbada e confusa. O alvo dessa
educação são as crianças. O principal mentor intelectual é Comênio e sua obra abre a
didática. Tais características são evidentes na educação tradicional e na escolanovista.
A segunda dimensão apontada pelo autor é a reprodutora. Aqui, a escola é
totalmente passiva diante da sociedade (escola-sociedade). Essa passividade reflete seu
papel de mera reprodutora do meio. Não há determinações, mas somente constatações. O
autor aponta que: a educação reproduz a sociedade; reproduz a força de trabalho; reproduz
saberes práticos; ensina as regras dos bons costumes; reproduz a submissão / capacidade de
manejar; enfim faz a sujeição ideológica.
A terceira dimensão referida pelo autor é a transformadora. Aqui, a escola volta a
ser ativa, mas de uma maneira positiva, pois poderá: realizar e mediar um projeto de
sociedade; trabalhar pela democratização; partir dos condicionantes históricos; atingir
objetivos sociais e políticos; criticar o sistema; propor mudanças; agir na realidade.
Pensamos que essa dimensão é o nosso maior desafio. Acreditamos que através de
estratégias participativas e construtoras de novos saberes estaremos em melhores condições
de propor transformações e de criar projetos concretos que visem um novo contexto social e
humano. Urge uma nova educação, novos educadores, novos educandos. Eis o desafio.