Вы находитесь на странице: 1из 5

1

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA


Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas
Programa de Pós-Graduação em
Antropologia
Estrada de São Lázaro, 197 – Federação,
CEP: 40.210-730 – Salvador/BA
Tel. (71) 3283.6440
www.ppga.ufba.br e-mail: ppga@ufba.br

Disciplina: Métodos e Técnicas de Investigação Antropológica


(FCHA81)
Professor: Jocélio Teles dos Santos
Número de Créditos: 03 (créditos) 54 horas
Período: 1º semestre de 2016
Dia/Horário: 4º Feira (tarde)
Local: Centro de Estudos Afro-Orientais

EMENTA:
Apresentação e reflexão crítica sobre métodos, técnicas e
procedimentos de investigação e análise em Antropologia. Revisão
das estratégias de produção de dados e constituição do corpus de
pesquisa e de análise etnográfica, situando-os nos respectivos
referenciais teórico-conceituais.

AVALIAÇÃO
.Leitura e discussão dos textos. Os alunos deverão entregar
semanalmente um resumo, três a quatro páginas, dos textos
indicados em cada aula. (40%)
.Realização de revisão bibliográfica temática relacionada ao objeto
de pesquisa (30%)
.Apresentação oral da versão aprovada do projeto (10%)
.Entrega da versão final do projeto, a partir das discussões, críticas e
incorporação do conteúdo do curso (20%)

Aula 01 - Apresentação do programa

Aula 02
Textos:
1) Bourdieu, Pierre, “A construção do objeto”, A profissão de
sociólogo. Preliminares epistemológicas. Bourdieu, Pierre, Jean-
Claude Chamboredon e Jean-Claude Passeron. Petrópolis: Vozes,
1999, pp. 45-72.

2) Becker, Howard. Métodos de pesquisa em Ciências Sociais. São


Paulo: Hucitec, 1999 ( “Sobre metodologia”), pp.17-46.

Aula 03
Textos:
2

1) Bernard, H.Russell. “Research Methods in Anthropology.


(Capítulo 5(“Choosing Research Problems, Site, and Methods”),
London:Sage Publications, 1994. antropocaos.com.ar/Russel-
Research-Method-in-Anthropology.pdf (cap.3 “Preparing
research……”)
2)Patrick Champanghe – “A ruptura com as pré-construções
espontâneas ou eruditas”, Iniciação à prática sociológica, Patrick
Champagne, Remi Lenoir, Dominique Merllié e Louis Pinto,
Petrópolis: Vozes, 1998, pp.171-227.

Aula 04 –
Textos:
1)Boaventura Santos, Introdução a uma ciência pós-moderna, Porto,
Afrontamento, 1989, pp. 168-185.
2) Clifford Geertz, “Do ponto de vista dos nativos” e “O senso comum
como um sistema cultural”), O saber local, Petrópolis: Vozes, 1997,
pp. 85-110 e 111-41.

Aula 05
Textos:
J Clyde Mitchell. “A questão da quantificação na Antropologia
Social”, in Antropologia das sociedades contemporâneas, Bela
Feldman-Bianco (org.), São Paulo, Global, 1997., pp.77-126.
Minayo, Maria C. e Sanches, Odécio. “Quantitativo-qualitativo:
oposição ou complementariedade?”. Cadernos Saúde Pública, 9(3),
1993, pp.239-62.

Aula 06
Textos:
1)Foote-Whyte, William, “Treinando a observação participante”, In
Desvendando máscaras sociais, Alba zaluar (org.), Rio de Janeiro:
Livraria Francisco Alves, 1980, pp.77-86.
2)Berreman, Gerald D. “Etnografia e controle de impressões em uma
aldeia do Himalaia”, In Desvendando Máscaras.....pp. 123-176.

Aula 07
Texto:
Smith, Linda. Decolonizing Methodologies. London & New York, Zed
Books Ltda, 1999. Caps. 3, 6 e 9.

Aula 08
Texto:
3

1)Humpreys, Laud. “A transação da sala de chá: sexo impessoal em


lugares públicos”. In A observação sociológica, Riley, Matilda e
Nelson, Edward, Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1974.
2)Kulick, Don. Travesti. Sex, gender, and culture among Brazilian
Transgendered prostitutes (Introduction e cap 1), The University of
Chicago Press, 1998.

Aula 09
Textos:
1) Cabral, João de P. “Semelhança e verossimilhança: horizontes da
narrativa etnográfica”,
Mana v.9, n.1, 2003. pp.109-122.
2) Weber, Florence . “A entrevista, a pesquisa e o íntimo, ou por que
censurar seu diário de campo?”. Horizontes Antropológicos, ano 15,
n. 32, jul/dez , pp. 157- 170.

Aula 10
Textos:
1) Gaskell, G. ”Entrevistas individuais e grupais”, In Pesquisa
qualitativa com texto, imagem e som. Um manual prático, Martin
W.Bauer e George Gaskell(orgs.), São Paulo: Vozes, 2002, pp.64-89.
2 )Bauer, Martin W. & Jovchelovitch, Sandra, ”Entrevista narrativa”.
In Pesquisa qualitativa com texto, imagem..., pp.90-113.

Aula 11
Textos:
1) Giumbelli, Emerson. “Para além do "trabalho de campo": reflexões
supostamente malinowskianas RBCS, vol.17, n.48, 2002.
2)Price, Richard. “Meditação em torno dos usos da narrativa na
antropologia contemporânea”, Horizontes Antropológicos, v.10 n.21,
junho 2004.

Aula 12
Texto:
Shaw, Linda l. et alli. Writing Ethnographic Fieldnotes, Preface,
Chapters one, two , three e four.

Aula 13
Texto:
4

1)Bernard, H.Russell. “Research Methods in Anthropology. Capítulo


7 (“Participation Observation”), London:Sage Publications, 1994.

Aula 14
Textos:
1)Velsen, J.Van. A análise situacional e o método de estudo de caso
detalhado”. Antropologia das sociedades complexas Bela Bianco
(org.)
2)Chaves, Christine de A. “Os limites do consentido” . In Etnografias
da participação, Fonseca, Cláudia e Brites, Jurema(0rgs.), Santa Cruz
do Sul: Edunisc, 2006.

Aula 15
Texto:
1)Loizos, Peter. “Vídeo, filme e fotografias como documentos de
pesquisa”. In Pesquisa qualitativa com texto, imagem...
2)Oliveira, Roberto C. de. O trabalho do antropólogo (capítulo 1).
São Paulo: Editora Unesp, 2000.

Aula 16
Texto:
1)Teixeira, Cesar P. A construção social do “ex-bandido”. Um estudo
sobre sujeição criminal e pencostalismo. Rio de Janeiro: 7 Letras,
2011, pp.19-33.
Miller, Daniel e Slater, Don. “Etnografia on e off-line: cibercafés em
Trinidad”. Horizontes Antropológicos. v.10, n.21 , jan./jun. 2004.

Aula 17
Textos:
SILVA, Vagner G. da. O antropólogo e sua magia. São Paulo: Edusp,
2000, pp.114-158
(‘Outros campos, outros gafanhotos ou: de volta às praias
desertas’....)
Seminário Antropologia e seus espelhos. A etnografia vista pelos
observados. Fflch-Usp, maio de 1994, pp.11-51.
5