Вы находитесь на странице: 1из 194

Este arquivo está disponível gratuitamente para download no grupo: Serviço Social - Livros e Apostilas Clique Aqui para participar do grupo!

Editorial*

A.Revista.Serviço.Social.&.Sociedade.traz.neste.número.relevantes.contri‑

buições.para.o.desvendamento.crítico.dos.processos.de.trabalho.e.das.respostas.

públicas.no.âmbito.da.crise.do.capital.

São. apresentados. três. importantes. artigos. —. dos. professores. José. Paulo. Netto,.Josiane.Soares.Santos.e.Marcelo.Braz.—.expostos.na.mesa.de.abertura.do. 5º Seminário Anual de Serviço Social: Crise do capital, particularidades da ques‑ tão social no Brasil e a organização dos trabalhadores em seu estágio atual,. promovido. pela. Cortez. Editora,. em. comemoração. ao. dia. do. assistente. social Esses.artigos.destacam.o.complexo.e.contraditório.cenário.do.capitalismo.con‑ temporâneo. e. suas. crises,. as. particularidades. da. formação. social. brasileira. e. o. modo.como.se.expressa.a.“questão.social”.no.Brasil,.bem.como.as.polêmicas.para. compreender.as.lutas.de.classes.contemporâneas.

Esses.temas,.a.partir.de.distintas.abordagens,.são.também.tratados.em.outros.

seis.artigos,.nos.quais.são.discutidas.particularidades.da.questão.social.e.as.contra‑

dições.expressas.pelas.respostas.do.Estado.a.questões.como:.acolhimento.familiar.

e.as.leis.protetivas;.política.de.emprego.no.Brasil.no.contexto.da.flexibilização.de.

direitos.e.relações.de.trabalho;.desemprego,.precarização.e.informalidade.do.tra‑

balho.dos.negros.no.Brasil;.relações.de.gênero.no.trabalho.da.agroindústria;.a.ju‑

dicialização.do.benefício.de.prestação.continuada.da.política.de.assistência.social.

e.o.campo.de.trabalho.profissional.nos.governos.municipais

Nesse.mesmo.contexto.da.crise,.considerando.os.questionamentos.ao.modelo.

de.desenvolvimento.e.as.novas.demandas.da.sociedade.civil.organizada,.apresen‑

tamos.também.um.artigo.que.problematiza.a.produção.de.indicadores.sociais.alter‑

nativos.e.as.exigências.de.novas.formas.de.quantificação.diante.do.aprofundamen‑

to.das.desigualdades.sociais.em.dimensão.global.

Completa.este.número.a.resenha.do.livro.de.Marcelo.Braz,.Partido e Revo‑ lução — 1848‑1989,.destacando‑se.a.contribuição.do.autor.para.“a.revitalização. teórica.e.política.da.possibilidade.de.revolução como emancipação humana”.

*.Por.ocasião.do.fechamento.deste.número,.recebemos.a.notícia.do.falecimento.do.professor.Aloísio. Teixeira,.a.quem.prestamos.nossa.homenagem.por.meio.do.texto.do.professor.José.Paulo.Netto (N.E.)

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 411-412, jul./set. 2012

411

Finalizando. este. editorial,. prestamos. homenagem. à. assistente. social. Egli. Muniz,.que.faleceu.dia.23/6/2012,.vítima.de.um.aneurisma.cerebral Egli.era.pro‑ fessora.titular.da.Instituição.Toledo.de.Ensino.(Bauru).e.foi.Secretária.Municipal. de.Assistência.Social.da.Prefeitura.de.Bauru.na.gestão.2005‑2008 A.Cortez.Edi‑ tora.publicou.sua.tese.de.doutorado,.com.o.título.Serviços de Proteção Social: um. estudo.comparado.Brasil‑Portugal Atuou.também.como.consultora.especialista.da. Secretaria.Nacional.de.Assistência.Social.do.Ministério.de.Desenvolvimento.Social. e.Combate.à.Fome‑MDS. Comprometida.com.a.formação.e.o.exercício.profissional,. Egli.foi.uma.pessoa.com.grande.capacidade.de.trabalho,.elegante.e.gentil.em.suas. relações.pessoais.e.profissionais,.que.nos.deixa.saudades.

412

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 411-412, jul./set. 2012

ARTIGOS
ARTIGOS

ARTIGOS

ARTIGOS
ARTIGOS
ARTIGOS

Crise do capital e consequências societárias* 2

Crisis of the capital and consequences for the society

2 Crisis of the capital and consequences for the society José Paulo Netto** 3 Resumo:

José Paulo Netto** 3

Resumo:.A.palestra.aqui.transcrita,.retomando.e.ampliando.ante‑ riores. formulações. do. autor,. considera. a. série. recente. de. crises. da. economia.capitalista.como.o.prólogo.de.uma.terceira.crise.sistêmica. que.afeta.o.conjunto.da.ordem.do.capital Sumaria.as.transformações.

societárias.que.a.sinalizam.desde.os.finais.dos.anos.1970.e.caracteriza.

a.nova.barbárie.que.se.anuncia,.sublinhando.a.relação.entre.a.milita‑

rização.da.vida.social.e.o.minimalismo.das.políticas.assistencialistas.

Palavras‑chave:.Crise.sistêmica.do.capitalismo Transformações.so‑ cietárias.e.nova.barbárie.

Abstract:.In.the.lecture.that.is.transcribed.here.and.that.resumes.and.enlarges.the.author’s.former. ideas,.the.recent.series.of.crises.of.the.capitalist.economics.is.considered.a.prologue.of.a.third.system. crisis.that.affects.the.whole.of.the.order.of.the.capital This.article.written.from.the.lecture.summarizes.

the.transformations.that.have.signaled.such.a.crisis.from.the.end.of.the.1970s.in.society,.and.it.charac‑

terizes.the.new.barbarism.that.is.arising,.stressing.the.relation.between.the.militarization.of.the.social.

life.and.the.minimalism.of.the.assistance.policies.

Keywords:.System.Crisis.of.the.Capitalism Transformations.in.Society.and.New.Barbarism.

*.Palestra.proferida.na.mesa.de.abertura.(“Crise.do.capital,.particularidades.da.questão.social.no.Brasil.

e.a.organização.dos.trabalhadores.em.seu.estágio.atual”).do.5º.Seminário.Anual.de.Serviço.Social:.Crise.do.

capital,.particularidades.da.questão.social.no.Brasil.e.a.organização.dos.trabalhadores.em.seu.estágio.atual.

José.Paulo.Netto,.a.profa dra Josiane.

(São.Paulo,.maio.de.2012) Foram.palestrantes,.além.do.prof dr

Soares.Santos.e.o.prof Marcelo.Braz;.coordenou.a.mesa.o.prof Alfredo.Batista.

**.Professor.emérito.da.Universidade.Federal.do.Rio.de.Janeiro (UFRJ),.Brasil ess.ufrj.br.

dr

dr

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

E‑mail:.jpnetto@

413

S audando. os. assistentes. sociais. presentes. a. este. 5º. Seminário.Anual. e. agradecendo.aos.seus.organizadores.o.convite.para.participar.desta.mesa. de.abertura,.que.certamente.será.bem.coordenada.pelo.nosso.caro.prof Alfredo.Batista,.quero.advertir,.logo.à.partida,.que.a.minha.intervenção.

resume.parte.dos.meus.estudos.nos.últimos.anos.—.e,.por.isto.mesmo,.retomará.

algumas.reflexões.que.já.formulei.em.alguns.textos.e.em.outros.encontros.acadê‑

micos.ou.de.natureza.política.

Por.outro.lado,.em.função.do.limitado.tempo.de.que.dispomos.todos.os.com‑ ponentes.desta.mesa,.serei.obrigado.a.omitir.aqui.as.sempre.necessárias.referências. à.bibliografia.e.à.documentação.de.que.tenho.me.socorrido.—.mas.desde.já.reco‑ nheço.e.sublinho.a.enorme.dívida.que.tenho.para.com.um.largo.elenco.de.intelec‑ tuais.e.pesquisadores,.brasileiros.e.estrangeiros.(e.que.sempre.consigno.cuidado‑ samente.nos.meus.textos) E.também.não.me.referirei.às.questões.que.certamente. serão. tematizadas. pelos. meus. interlocutores,. os. queridos. companheiros. Josiane. Santos. e. Marcelo. Braz. —. tratarei. de. respeitar. a. nossa. “divisão. de. trabalho”. e,. portanto,.ater‑me‑ei.somente.ao.tema.que.me.foi.expressamente.atribuído.

Uma crise sistêmica

Passemos.rapidamente.os.olhos.sobre.o.carro‑chefe.da.economia.capitalista,. os.Estados.Unidos Não.consideremos.o.fato,.nada.desprezível,.de.que.ali.existem,.

reconhecidos.oficialmente,.mais.de.50.milhões.de.pobres;.também.deixemos.de.

lado.(dentre.muitos.outros.indicadores.sociais.expressivos).a.inexistência.de.um.

efetivo.serviço.público.de.saúde.—.o.programa.mínimo,.muito.mínimo,.apresen‑

tado.neste.sentido.pelo.presidente.Obama.quase.foi.inviabilizado,.entre.outros.ar‑

gumentos,.pela.falta.de.recursos.para.implementá‑lo.

Do. ponto. de. vista. estritamente. econômico,. o. país. de. mais. peso. no. cenário. mundial.—.ainda.não.ameaçado.pela.arrancada.chinesa.—.tem.um.déficit.público. que.já.ronda.os.10%.do.seu.PIB Há.trinta.anos,.os.Estados.Unidos.também.acumu‑

lam.déficits.na.balança.comercial.(até.1980,.eram.os.maiores.exportadores.no.co‑

mércio.mundial;.hoje,.são.os.maiores.importadores) A.economia.norte‑americana,. nos.últimos.trinta.anos,.cresceu.a.passos.de.cágado.(com.exceção.da.indústria.béli‑ ca.e.da.indústria.da.segurança.privada) Mas.o.peso.do.país.no.cenário.mundial.é.

indiscutível.e.se.explica:.eles.têm.560.(repito:.560).bases.militares.no.exterior;.o.

orçamento.militar.norte‑americano.consome.4,8%.do.PIB.do.país.e.é.maior.do.que.

os.dezessete.maiores.orçamentos.militares.do.mundo.

414

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

Exercendo.desde.o.fim.da.Guerra.Fria.o.papel.de.gendarme.universal,.vê‑se. que.a.destinação.de.recursos.para.a.saúde.pública.nos.Estados.Unidos.não.é.nenhu‑

ma.prioridade,.ao.contrário.da.“saúde.bancária”:.na.crise.financeira.de.2008‑09,.o.

Estado.(que,.segundo.a.retórica.neoliberal,.não.deve.“intervir.no.mercado”).pôs. nas.mãos.dos.banqueiros.somas.monetárias.fabulosas Aliás,.naqueles.anos,.o.so‑ corro.do.conjunto.dos.Estados.capitalistas.aos.seus.banqueiros.parece.ter.alcança‑

do.a.astronômica.cifra.de.8,9.bilhões.de.dólares.

Voltemos.o.olhar.para.o.segundo.núcleo.vital.do.mundo.capitalista,.hoje.na. mídia.a.“bola.da.vez”.nos.seus.elos.mais.débeis.(Irlanda,.Portugal,.Grécia,.agora. já.a.Espanha.e.amanhã,.quem.sabe ):.a.Europa,.sobretudo.a.do.ocidente,.parte. essencial.da.agora.dita.União.Europeia Também.com.um.crescimento.econômico. medíocre.(ou,.nalguns.casos,.estagnação).há.pelo.menos.duas.décadas,.com.a.úni‑ ca. exceção. da.Alemanha. —. cujo. grande. capital,. aliás,. subordina. o. conjunto. da.

Europa.Unida.—,.naquele.espaço.a.dívida.pública.média.já.está.beirando.100%.do.

PIB,.no.marco.agora.de.uma.depressão.econômica.generalizada O.desemprego.é.

superior.a.10%.da.população.economicamente.ativa.(em.alguns.países,.ultrapassa.

20%) E.em.2011‑12,.enquanto.várias.centenas.de.milhões.de.euros.são.disponibi‑ lizados.para.banqueiros,.assiste‑se.a.cortes.escandalosos.—.é.a.única.palavra.que. encontro.para.caracterizá‑los.—.nos.gastos.sociais,.com.ônus.exclusivamente.para. os.trabalhadores Não.é.um.acaso,.pois,.que.nos.últimos.quatro.anos,.ali.onze.go‑ vernos.tenham.sido.apeados.mediante.processos.eleitorais.(e,.nalguns.casos,.subs‑ tituídos.por.outros.absolutamente.iguais

Na.verdade,.desde.os.anos.1990,.em.todos.os.continentes.registraram‑se.cri‑

ses.financeiras,.expressões.localizadas.da.dinâmica.necessariamente.contraditória. do.sistema.capitalista E.crises,.não.só.as.financeiras,.fazem,.também.necessaria‑ mente,.parte.da.dinâmica.capitalista.—.não.existe.capitalismo.sem.crise São.próprias. deste.sistema.as.crises cíclicas.que,.desde.a.segunda.década.do.século.XIX,.ele. vem.experimentando.regularmente E.que,.seja.dito.de.passagem,.não.conduzem.o. capitalismo.a.seu.fim:.sem.a.intervenção.de.massas.de.milhões.de.homens.e.mu‑ lheres. organizados. e. dirigida. para. a. sua. destruição,. do. capitalismo,. mesmo. em. crise,.deixado.a.si.mesmo.só.resulta mais.capitalismo.

Entretanto,.há.um.tipo.de.crise.que.o.capitalismo.experimentou.integralmente,. até.hoje,.por.apenas.duas.vezes:.a.chamada.crise sistêmica,.que.não.é.uma.mera. crise.que.se.manifesta.quando.a.acumulação.capitalista.se.vê.obstaculizada.ou.impe‑

dida

a estrutura.da.ordem.do.capital.

A. primeira. destas. crises. emergiu. em. 1873,. tendo. como. cenário. principal. a.

Europa.e.se.prolongou.cerca.de.23.anos;.marcada.por.uma.depressão.de.mais.de.

A.crise.sistêmica.se.manifesta.envolvendo.toda

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

415

duas.décadas,.ela.só.se.encerrou.em.1896 A.segunda.crise.sistêmica.que.o.capita‑

lismo.experimentou.explodiu.em.1929.e,.como.todo.mundo.sabe,.foi.catastrófica;.

não. teve. por. espaço. apenas. uma. região. geopolítica. determinada:. ela. envolveu. o. globo;.durou.em.torno.de.dezesseis.anos.e.só.foi.ultrapassada.no.segundo pós‑guerra.

Pois.bem:.todas.as.indicações.mais.sólidas.apontam.que.estamos.experimen‑ tando,.neste.momento,.uma.crise.que.é.de.natureza.sistêmica Seus.primeiros.sinais.

sobrevieram.na.crise.da.Bolsa.de.Nova.York,.em.1987.—.com.a.sequência,.a.partir.

dela,.de.efeitos.em.cascata.expressos.nos.vários.episódios.de.crises.localizadas

Tais. crises,. a. que. os. chamados. “comentaristas”. ou. “jornalistas. econômicos”. da. grande. imprensa. conveniente. e. ignorantemente. consideram. de. forma. isolada. (a. crise.dos.“Tigres.Asiáticos”,.a.“crise.da.Bolsa.Nasdaq”,.a.“crise.da.bolha.imobiliá‑ ria”.e,.agora,.a.“crise.do.euro”).são.os.indicadores.mais.visíveis.de.uma.só.crise:. são indicadores da emergência de uma nova crise sistêmica do sistema capitalista

Aqueles. que. não.

compreenderem.estas.particularidades.da.crise.contemporânea.provavelmente.vão. considerar.que.há.remédios.para.ela.nas.terapias.(ainda.e.sobretudo.de.raiz.keyne‑ siana). adotadas. no. século. XX Estas. terapias. não. estão. funcionando. e. não. vão. funcionar.

Uma.abordagem.mais.abrangente.desta.crise.deve.tomar.em.conta.as.trans‑

formações.sofridas.pelo.capitalismo.desde.a.década.de.1970.—.uma.aproximação.

desse.tipo.é.a.que.resumirei.a.seguir,.centrando‑me.nas.suas.expressões.macrosso‑ cietárias Tal.abordagem,.nos.termos.em.que.será.feita.aqui,.não.dá.conta.da.natu‑ reza.específica.da.crise.contemporânea,.mas.oferece,.creio,.elementos.de.interesse. para.a.sua.compreensão.e,.em.especial,.para.muitas.das.problemáticas.que.hoje.se. colocam.como.objeto.de.intervenção.do.Serviço.Social.

e. que. apresenta. traços. inéditos. em. relação. às. duas. anteriores

As principais transformações societárias

Foram.as.profundas.transformações.societárias.emergentes.desde.a.década.de.

1970.que.redesenharam.amplamente.o.perfil.do.capitalismo.contemporâneo.—.está.

claro.que,.planetarizado,.esse.capitalismo.apresenta.traços.novos.e.processos.iné‑ ditos Estas.transformações.estão.vinculadas.às.formidáveis.mudanças.que.ocorre‑ ram.no.chamado.“mundo.do.trabalho”.e.que.chegaram.a.produzir.as.equivocadas. teses.do.“fim.da.sociedade.do.trabalho”.e.do.“desaparecimento”.do.proletariado. como.classe,.mudanças.que.certamente.se.conectam.aos.impactos.causados.nos. circuitos.produtivos.pela.revolução.científica.e.técnica.em.curso.desde.meados.do.

416

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

século. XX. (potenciada. em. seus. desdobramentos,. por. exemplo,. pela. “revolução. informacional”.e.pelos.avanços.da.microeletrônica,.da.biologia,.da.física.e.da.quí‑ mica) Mas.são.transformações.que.desbordam.amplamente.os.circuitos.produtivos:. elas.envolvem.a.totalidade.social,.configurando.a.sociedade tardo‑burguesa que. emerge.da.restauração do capital.operada.desde.fins.dos.anos.1970.

No.que.toca.às.exigências.imediatas.do.grande.capital,.o.projeto.neoliberal. restaurador.viu‑se.resumido.no.tríplice.mote.da.“flexibilização”.(da.produção,.das. relações.de.trabalho),.da.“desregulamentação”.(das.relações.comerciais.e.dos.cir‑ cuitos. financeiros). e. da. “privatização”. (do. patrimônio. estatal) Se. esta. última. transferiu.ao.grande.capital.parcelas.expressivas.de.riquezas.públicas,.especial.mas. não. exclusivamente. nos. países. periféricos,. a. “desregulamentação”. liquidou. as. proteções.comercial‑alfandegárias.dos.Estados.mais.débeis.e.ofereceu.ao.capital. financeiro.a.mais.radical.liberdade.de.movimento,.propiciando,.entre.outras.con‑ sequências,.os.ataques.especulativos.contra.economias.nacionais Quanto.à.“flexi‑ bilização”,.embora.dirigida.principalmente.para.liquidar.direitos.laborais.conquis‑ tados. a. duras. penas. pelos. vendedores. da. força. de. trabalho,. ela. também. afetou. padrões.de.produção.consolidados.na.vigência.do.taylorismo.fordista.

É.inquestionável.que.a.“desregulamentação”.que.o.grande.capital.vem.im‑ plementando. hipertrofia. as. atividades. de. natureza. financeira. (seja. resultado. da. superacumulação,.seja.da.especulação.desenfreada),.cada.vez.mais.autonomizadas. de.controles.estatal‑nacionais.e.dotadas,.graças.às.tecnologias.da.comunicação,.de. extraordinária.mobilidade.espaço‑temporal Simultaneamente,.a.produção.segmen‑ tada,.horizontalizada.e.descentralizada.—.a.“fábrica.difusa”.—,.que.é.fomentada. em.vários.ramos,.propicia.uma.“mobilidade”.(ou.“desterritorialização”).dos.polos. produtivos,.encadeados.agora.em.lábeis.redes.supranacionais,.passíveis.de.rápida. reconversão Ao.mesmo.tempo,.os.novos.processos.produtivos.têm.implicado.uma. extraordinária. economia. de. trabalho. vivo,. elevando. brutalmente. a. composição. orgânica.do.capital;.resultado.direto.na.sociedade.capitalista:.o crescimento expo‑ nencial da força de trabalho excedentária em face dos interesses do capital.—.com. os.economistas.burgueses.(que.se.recusam.a.admitir.que.se.trata.do.exército.in‑ dustrial. de. reserva. próprio. do. tardo‑capitalismo). descobrindo o. “desemprego. estrutural”!.De.fato,.o.chamado.“mercado.de.trabalho”.vem.sendo.radicalmente. reestruturado.—.e.todas.as.“inovações”.levam.à.precarização.das.condições.de. vida.da.massa.dos.vendedores.de.força.de.trabalho:.a.ordem.do.capital.é.hoje,. reconhecidamente,.a.ordem.do.desemprego.e.da.“informalidade”.

A.tão.celebrada.“globalização.econômica”.vincula‑se,.não.por.acaso,.a.esta.

“financeirização”.do.capitalismo.e.à.articulação.supranacional.das.grandes.corpo‑

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

417

rações,.mesmo.que.não.se.reduza.a.ambas.—.e.vem.acentuando.o.padrão.de.com‑ petitividade. intermonopolista. e. redesenhando. o. mapa. político‑econômico. do. mundo:.as.grandes.corporações.imperialistas.têm.conduzido.processos.supranacio‑ nais.de.integração.(os.megablocos).que,.até.agora,.não.se.mostram.como.espaços. livres.de.problemas.para.a.concertação.dos.interesses.do.grande.capital.(como.as. recentes.fricções.na.Europa.dita.comunitária.o.estão.provando) Grande.capital.que,. levando.ao.limite.os.históricos.processos.de.concentração.e.centralização,.dispõe. de.um.potencial.de.poder.superior.ao.de.boa.parte.dos.Estados.nacionais.e.opera.o. controle.estratégico.dos.recursos.necessários.à.produção.de.ponta.

No.

que.toca.à.estratificação.social,.verifica‑se.que.a.estrutura.de.classes.da.sociedade.

burguesa.vem.se.modificando.sensivelmente,.inclusive.com.a.desaparição.de.anti‑ gas.classes.e.camadas.sociais Ocorrem.alterações.profundas,.quer.no.plano.eco‑ nômico‑objetivo. da. produção/reprodução. das. classes. e. suas. relações,. quer. no. plano.ideosubjetivo.do.reconhecimento.da.pertença.de.classe.(e.sabe‑se.da.unidade. de.ambos.os.planos.na.prática.social) No.conjunto.dos.que.vivem.da.venda.da.sua. força.de.trabalho,.está.claro.que.a.classe.operária.que.fixou.a.sua.identidade.clas‑ sista.(sindical.e.político‑partidária).enfrentando.o.capitalismo.monopolista.experi‑ menta.mudanças.significativas,.afetada.que.é.por.diferenciações,.divisões,.cortes.e. recomposições.—.refratando.as.novas.clivagens.postas.por.alterações.na.divisão. social.e.técnica.do.trabalho Também.se.modificam.as.hierarquias.e.as.articulações. de. camadas. médias,. “tradicionais”. (como. a. pequena. burguesia. urbana). ou. não Aquele.conjunto,.hoje.mais.que.nunca,.é.bastante.heteróclito E.também.há.modi‑ ficações.nas.suas.camadas.situadas.no.que.se.poderia.chamar.de.rés do chão.da. ordem.tardo‑burguesa,.cuja.existência.vem.sendo.degradada.progressivamente.pelo. capitalismo.contemporâneo:.a.miríade.de.segmentos desprotegidos,.que.não.podem. ser.sumariamente.identificados.ao.lumpem “clássico” Tais.segmentos.compreendem. universos. heterogêneos,. desde. aposentados. com. pensões. miseráveis,. crianças. e. adolescentes.sem.qualquer.cobertura.social,.migrantes.e.refugiados,.doentes.estig‑ matizados.(recordem‑se.os.aidéticos.pobres).até.trabalhadores.expulsos.do.merca‑ do.de.trabalho.(formal.e.informal).

Menos.estudadas.—.por.motivos.facilmente.conhecidos.—.são.as.classes.e. franjas.de.classes.que.estão.no.topo.da.pirâmide.da.estratificação:.os.grandes.capi‑ talistas.e.o.grande.patronato,.seus.estrategistas.e.executivos.transnacionais,.seus. grandes.intelectuais De.qualquer.modo,.é.legítimo.afirmar.que,.independentemen‑ te.de.modificações.e.diferenciações.internas.(com.novos.conflitos.e.novas.vias.de. ingresso.em.seus.círculos.—.de.que.o.“caso.Bill.Gates”.é.exemplar),.os.portadores.

Como.assinalei,.as.transformações.em.curso.envolvem.a.totalidade.social

418

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

do.grande.capital.veem.estruturando.uma.oligarquia financeira global,.concentra‑ dora.de.um.enorme poderio econômico e político De.fato,.trata‑se.de.um.micros‑ cópico.universo.pessoal,.que.controla.o.conjunto.das.riquezas.sociais.e.exerce.uma. determinante.ação.planetária.que.inclusive.ladeia.as.instâncias.democrático‑formais. consagradas.no.Estado.de.direito.—.controle.e.ação.que,.como.o.demonstra.a.ex‑ periência.dos.últimos.anos,.têm.introduzido.na.cena.pública.um.componente.cor‑ ruptor.outrora.impensável.

Tais.mudanças,.no.quadro.da.estratificação.da.sociedade.burguesa.contempo‑ rânea,. acompanham‑se. de. alterações. no. perfil demográfico. das. populações,. no. processo.de.urbanização,.no.crescimento.das.atividades.de.serviço,.na.difusão.da. educação formal.e.nos.circuitos.da.comunicação social (conduzindo.ao.ápice.a. indústria cultural.analisada.pela.Escola.de.Frankfurt) Rebatendo.na.estrutura.da. família,.tudo.isso.convulsiona.os.padrões.da.sociabilidade,.para.o.que.contribui,. ainda,.a.emersão.de.dois.“agentes.sociais.independentes”.(Hobsbawm):.as.mulhe‑ res.e.os.jovens As.peculiares.problemáticas.femininas.(nem.sempre.inteiramente. recuperadas.pelos.movimentos.feministas),.indo.da.opressão.no.espaço.doméstico. aos.mais.variados.tipos.de.subalternidade/exploração.no.espaço.público,.irrompe‑ ram.pesadamente.nos.últimos.cinco.lustros Graças.em.especial.aos.empenhos.das. vanguardas.feministas,.as.demandas.femininas.ganharam.um.apelo.emancipatório. que,. independentemente. do. alcance. efetivo. das. suas. conquistas,. atravessam. as. práticas.sociais.como.questões.que.já.não.podem.ser.ladeadas Quanto.à.juventude,.

que.esteve.na.base.da.“revolução.de.costumes”.dos.anos.1960,.ela.passou.—.na.

escala.em.que.as.relações.geracionais.foram.também.grandemente.redimensionadas.

—.a.constituir.uma.categoria.social.que.adquiriu.amplitude.internacional,.gerando.

inovações.valorativas.e.rupturas.com.padrões.de.comportamento,.frequentemente.

incorporadas.(quando.não.induzidas).pela.ordem.do.capital.

A.dinâmica.cultural.do.capitalismo.contemporâneo,.o.tardo‑capitalismo,.é. parametrada.por.dois.vetores,.de.natureza.econômico‑política.e.técnica:.a transla‑ ção da lógica do capital.para.todos os.processos.do.espaço.cultural.(criação/pro‑ dução,. divulgação,. fruição/consumo). e. o. desenvolvimento. de. formas. culturais. socializáveis. pelos. meios eletrônicos. (a. televisão,. o. vídeo,. a. multimídia) Essa. cultura.incorpora.as.características.próprias.da.mercadoria.no.tardo‑capitalismo:. sua. obsolescência. programada,. sua. fungibilidade,. sua. imediaticidade. reificante Embora.à.sociedade.burguesa.contemporânea.não.caiba.legitimamente.a.identifi‑ cação.como.uma.“sociedade.de.consumo”,.a.cultura.que.nela.hoje.se.afirma.é.uma. cultura de consumo: ela.cria.a.“sensibilidade.consumidora”.que.se.abre.à.devoração. indiscriminada.e.equalizadora.de.bens.materiais.e.ideais.—.e,.nela,.a.própria.dis‑

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

419

tinção.entre.realidade.e.representações.é.esfumada:.promove‑se.uma.semiologiza‑ ção do real,.em.que.os.significantes.se.autonomizam.em.face.dos.referentes.mate‑ riais.e,.no.limite,.se.entificam.

A. imediaticidade.da.vida.social.planetariamente.mercantilizada.é.proposta. como.a.realidade.—.e,.não.por.acaso,.a.distinção.epistemológica.clássica.entre. aparência.e.essência é.desqualificada A.realidade,.na.complexidade.ontológica. dos.seus.vários.níveis,.é.apreendida.no.efêmero,.no.molecular,.no.descontínuo,.no. fragmentário,.que.se.tornam.a.pedra.de.toque.da.nova.“sensibilidade”:.o.dado,.na. sua.singularidade.empírica,.desloca.a.totalidade.e.a.universalidade,.suspeitas.de. “totalitarismo”.

Sabe‑se.a.que.me.refiro:.à.tese.segundo.a.qual,.depois.de.meados.do.século. XX,. pelo. menos,. exauriu‑se. o. programa. de. Modernidade,. fundado. no. capítulo. iluminista.do.projeto.ilustrado,.configurando‑se.uma.mutação sociocultural estru‑ tural,.que.implicaria.a.anacronização.dos.padrões.de.análise.(e.das.suas.categorias. teóricas).dos.objetos.socioculturais.e.dos.projetos.sociais.modernos Vale.dizer:.de. uma.parte,.teríamos.uma.“crise.de.paradigmas”,.com.a.urgência.da.superação.das. “metanarrativas”.e.das.abordagens.teóricas.calçadas.na.categoria.de.totalidade;.de. outra.estaria.colocada.a.alternativa.de.só.pensar.a.micropolítica.ou.de.encontrar. novos.referenciais.para.a.ação.sociopolítica.

O.que.se.pode.designar.como.movimento pós‑moderno constitui.um.campo. ídeo‑teórico. muito. heterogêneo. e,. especialmente. no. terreno. das. suas. inclinações. políticas,.pode‑se.mesmo.distinguir.uma.teorização.pós‑moderna.de.capitulação.e. outra.de.oposição Do.ponto.de.vista.dos.seus.fundamentos.teórico‑epistemológicos,. porém,.o.movimento.é.funcional.à.lógica.cultural.do.tardo‑capitalismo:.é.o.tanto.ao. caucionar.acriticamente.as.expressões.imediatas.da.ordem.burguesa.contemporânea. quanto.ao.romper.com.os.vetores.críticos.da.Modernidade.(cuja.racionalidade.os. pós‑modernos.reduzem,.abstrata.e.arbitrariamente,.à.dimensão.instrumental,.abrin‑ do.a.via.aos.mais.diversos.irracionalismos) Mas,.por.esta.mesma.funcionalidade,.a. retórica.pós‑moderna.não.é.uma.intencional.mistificação.elaborada.por.moedeiros. falsos.da.academia.e.publicitada.pela.mídia.a.serviço.do.capital Antes,.é.um.sinto‑ ma.das.transformações.em.curso.na.sociedade.tardo.burguesa,.tomadas.na.sua.epi‑ dérmica.imediaticidade.—.como.Terry.Eagleton.observou,.o.que.os.pós‑modernos. assumem.como.tarefa.“criadora”.(ou,.segundo.outros,.“desconstrutora”).correspon‑ de.à.própria.estruturação.fetichista.da.mercadoria.e.do.tardo‑capitalismo.

Essa.funcionalidade.está.em.maré.montante.nos.anos.correntes.porque.a.dis‑

solução.de.antigas.identidades.sociais.(classistas),.a.atomização.e.a.pulverização.

imediatas.da.vida.social,.as.novas.“sensibilidades”.produzidas.pelas.tecnologias.da.

420

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

comunicação.—.tudo.isso,.mais.as.transformações.já.sinalizadas,.erodiu.os.sistemas. constituídos.de.vinculação.e.inserção.sociais Não.é.um.acidente,.pois,.que.grupos,. categorias.e.segmentos.sociais.se.empenhem.na.construção.de.“novas.identidades”.

A.

“cultura.global”.se.movimenta.entre.a.produção/divulgação/consumo.mercantili‑

zados.de.“artefatos.globais”.e.a.incorporação/consagração.de.expressões.particu‑

laristas.—.movimenta‑se.entre.o.cosmopolitismo.e.o.localismo/singularismo,.entre.

a.indiferenciação.abstrata.de.“valores.globais”.e.particularismos.fundamentalistas

Quer.no.cosmopolitismo,.quer.no.localismo/singularismo,.há.uma.nítida.desquali‑

ficação.da.esfera.pública.universalizadora:.no.primeiro,.o.privilégio.é.conferido.a. um.individualismo.de.caráter.possessivo;.no.segundo,.o.“direito.à.diferença”.se. impõe.abstrata.e.arbitrariamente Nessa.cultura,.parece.vigorar.a.máxima.segundo.

a.qual.“não.há.sociedade,.só.indivíduos”.(a.frase,.como.se.sabe,.é.da.sra

É.por.isto.que.não.se.afigura.exagerado.observar,.como.o.fez.o.prof Hobsbawm,. que.“a.revolução.cultural.de.fins.do.século.XX.pode.assim.ser.mais.bem.entendida. como.o.triunfo.do.indivíduo.sobre.a.sociedade,.ou.melhor,.o.rompimento.dos.fios. que.antes.ligavam.os.seres.humanos.em.texturas.sociais”.

As. transformações. ocorrentes. no. plano. político. são. igualmente. notáveis. e. portadoras.de.novas.problemáticas Impactados.pelas.novas.dinâmicas.econômicas. e.socioculturais,.sociedade.civil.e.Estado.da.ordem.tardo‑burguesa.modificam‑se. nas.suas.esferas.próprias.e.nas.suas.relações.

Na.sociedade.civil,.enquanto.a.oligarquia.financeira.global.se.movimenta.de. maneira. crescentemente. articulada,. encontrando. e. forjando. canais. e. instituições. para. dar. forma. a. seus. projetos,. as. tradicionais. expressões. e. representações. das. classes.e.camadas.subalternas.experimentam.crises.visíveis.(pense‑se.na.dessindi‑ calização.e.nos.impasses.dos.partidos.políticos.democrático‑populares.e/ou.operá‑ rios),.ao.mesmo.tempo.em.que.emergem.no.seu.espaço.“novos.sujeitos.coletivos”,. de.que.os.chamados.novos movimentos sociais.são.o.sinal.mais.significativo Tais. movimentos,.demandando.novos direitos.e.aspirando.a.ampliações.do.estatuto.de. cidadania.—.que.Marshall.não.imaginava.coexistindo.sem.tensões.com.a.estrutu‑ ra.de.classes.—,.vêm.vitalizando.a.sociedade.civil.e.renovando.pulsões.democrá‑ ticas Contudo,.na.medida.em.que.a.esses.movimentos,.até.agora,.não.se.imbricaram. instâncias.políticas.capazes.de.articular.e.universalizar.a.pluralidade.de.interesses. e.motivações.que.os.enfibram,.seu.potencial.emancipatório.vê‑se.frequentemente. comprometido.(inclusive.com.a.recidiva.de.corporativismos).

Também.o.Estado.burguês,.mantendo.o.seu.caráter.de.classe,.experimenta.um. considerável.redimensionamento A.mudança.mais.imediata.é.a.diminuição.da.sua.

culturais,.nem.que.busquem,.dramaticamente,.estruturar.suas.“comunidades”

Tatcher)

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

421

ação.reguladora,.especialmente.o.encolhimento.de.suas.“funções.legitimadoras”.

(O’Connor):. quando. o. grande. capital.rompe. o. “pacto”.que. suportava. o. Welfare State,.começa.a.ocorrer.a.retirada.das.coberturas.sociais.públicas.e.tem‑se.o.corte. nos.direitos.sociais.—.programa.tatcherista.que.corporifica.a.estratégia.do.grande. capital.de.“redução.do.Estado”,.num.processo.de.“ajuste”.que.visa.diminuir.o.ônus. do.capital.no.esquema.geral.da.reprodução.da.força.de.trabalho Entretanto,.aque‑ la.redução,.bem.definida.nas.palavras.de.ordem.que.já.assinalei.e.na.sua.prática. —.“flexibilização”,.“desregulamentação”.e.“privatização”.—,.decorre.do.próprio. movimento.da.“globalização” De.uma.parte,.a.magnitude.das.atividades.planetárias. das.corporações.monopolistas.extrapola.largamente.os.controles.estatais,.fundados. na.circunscrição.nacional.do.Estado;.de.outra,.dada.a.articulação.privada.daquelas.

atividades,. torna‑se. limitada. a. intervenção. estatal. no. nível. macroeconômico

evidente.que.o.tardo‑capitalismo.não.liquidou.com.o.Estado.nacional,.mas.é.também.

claro.que.vem.operando.no.sentido.de.erodir.a.sua.soberania.—.porém,.cumpre.

assinalar.a.diferencialidade.dessa.erosão,.que.atinge.diversamente.Estados.centrais.

e.Estados.periféricos.(ou.mais.débeis).

A.desqualificação.do.Estado.tem.sido,.como.é.notório,.a.pedra.de.toque.do. privatismo.da.ideologia neoliberal:.a.defesa.do.“Estado.mínimo”.pretende,.funda‑ mentalmente,. “o. Estado. máximo. para. o. capital”;. nas. palavras. de. Przeworski,. constitui. um. “projeto. histórico. da. Direita”,. dirigido. para. “liberar. a. acumulação. [capitalista].de.todas.as.cadeias.impostas.pela.democracia” Independentemente.da. viabilidade.política.de.longo.prazo.desse.projeto,.há.que.constatar.que.ele.conquis‑ tou,.enquanto.satanização.do.Estado,.uma.ponderável.hegemonia:.desenvolveu‑se,. a.partir.dele,.uma.“cultura.política”.antiestatal.—.e.ela.não.tem.sido.estranha.às. relações.contemporâneas.entre.Estado.e.sociedade.civil.nem.a.certas.formulações. políticas.que,.renovando.velhos.equívocos.anarquistas,.pretendem‑se.“de.esquerda”.

É.

As. corporações. imperialistas,. o. grande. capital,. implementam. a. erosão. das. regulações.estatais.visando.claramente.à.liquidação.de.direitos.sociais,.ao.assalto.ao. patrimônio.e.ao.fundo.público,.com.a.“desregulamentação”.sendo.apresentada.como. “modernização”.que.valoriza.a.“sociedade.civil”,.liberando‑a.da.tutela.do.“Estado. protetor”.—.e.há.lugar,.nessa.construção.ideológica,.para.a.defesa.da.“liberdade”,. da.“cidadania”.e.da.“democracia” E,.com.frequência,.forças.imediatamente.oposi‑ tivas.ao.grande.capital.têm.incorporado.o.antiestatismo.como.priorização.da.socie‑ dade.civil.e,.também,.como.demanda.democrática,.do.que.decorrem.dois.fenômenos:.

1).a.transferência,.para.a.sociedade.civil,.a.título.de.“iniciativa.autônoma”,.de.res‑

ponsabilidades.antes.alocadas.à.ação.estatal.(aqui,.a.multiplicação.assombrosa.de.

ONGs.é.emblemática);.2).a.minimização.das.lutas.democráticas.dirigidas.a.afetar.

422

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

as.instituições.estatais As.implicações.da.incorporação.desse.antiestatismo.pelas. forças.opositivas.pode.significar.não.uma.politização.de.novos.espaços.sociais.(ou. a.repolitização.de.espaços.abandonados),.mas.a.despolitização.de.demandas.demo‑ cráticas,. numa. quadra. em. que. —. precisamente. pelas. características. das. práticas. neoliberais.—.as.lutas.pela.democracia.se.revestem.de.maior.importância.

Em.pinceladas.muito.largas,.este.é.o.perfil.com.que.a.sociedade.tardo‑burgue‑ sa.se.apresenta.na.abertura.do.século.XXI As.transformações.societárias.aqui.assi‑ naladas.configuram.uma.série.de.inequívocas.vitórias.do.grande.capital Com.efeito,. do.ponto.de.vista.político,.medidas.de.“ajuste”.e.“flexibilização/desregulamentação/ privatização”,.em.muitos.casos,.foram.chanceladas.por.mecanismos.eleitorais.dota‑ dos.de.legitimidade.formal Do.ponto.de.vista.ideocultural,.contando.com.a.maré. montante.pós‑moderna,.os.ganhos.do.capital.não.foram.desprezíveis.—.contribuíram.

para.conter.e.reverter.os.avanços.dos.anos.1960.e.inícios.da.década.de.1970,.confi‑

gurando.o.período.aberto.pelos.anos.1980.como.o.de.“um.conservadorismo.cada.

vez.mais.beligerante”.(no.dizer.do.falecido.prof Agustín.Cueva);.a.proposta.socia‑ lista.revolucionária.foi.acantonada,.posta.no.bivaque.das.velharias.da.Modernidade.

Tais.vitórias,.contudo,.nada.aportaram.de.favorável.ou.positivo.—.nem.po‑ deriam.fazê‑lo,.ou.não.estaríamos.mais.no.quadro.do.tardo‑capitalismo.—.à.massa. dos.vendedores.de.força.de.trabalho Além.de.não.eliminarem.o.ciclo.crítico.da. dinâmica.capitalista.(manifestado.nas.sucessivas.crises.abertas.por.aquela.da.Bol‑

sa.de.Nova.York,.em.1987,.até.as.mais.recentes,.de.2008.e.2011‑12).e.de.não.re‑

verterem.a.curva.própria.da.“onda.longa.recessiva”.mencionada.por.Mandel.(nos. países. da. OCDE,. as. taxas. de. crescimento. permanecem. medíocres. desde. 1980,. ainda.que,.desde.então,.a.lucratividade.das.grandes.corporações.tenha.sido.recupe‑ rada),. tais. vitórias. do. capital. penalizaram. fortemente. os. trabalhadores Custa‑ ram‑lhes,.em.primeiro.lugar,.seus.postos.de.trabalho.—.o.desemprego,.tomadas.as. cifras.mundiais,.vem.crescendo.desde.os.anos.1980 Custaram‑lhes,.em.segundo. lugar,.mediante.o.aumento.da.exploração,.compressões.sobre.os.salários.daqueles. que.conseguiram.manter.seus.empregos,.derivando.em.ponderável.aviltamento.do. padrão. de. vida Custaram‑lhes,. em. terceiro. lugar,. um. forte. ataque. aos. sistemas. públicos.de.seguridade.social E.tais.custos.só.podem.ser.devidamente.contabiliza‑ dos.se.se.faz.um.balanço.abrangente.de.quase.três.décadas.de.“flexibilização”.do. tardo‑capitalismo.—.e.aqui.o.que.se.constata.é.que.a.pauperização.absoluta.e.a. relativa,.conjugadas.ou.não,.cresceram,.mesmo.que.diferencialmente,.para a maioria esmagadora da população do planeta.(constatações.verificáveis.até.nos documentos.

do.Banco.Mundial.a.partir.de.1991.e.nos.vários.relatórios.do.PNUD,.em.especial.

a.partir.de.2005).

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

423

Os.trabalhadores,.como.o.demonstra.uma.experiência.histórica.bissecular,.não. caminham.bovinamente.para.o.matadouro Acuados.e.postos.na.defensiva.por.uma. complexa.conjugação.de.processos.de.que.não.tiveram.o.controle.(desde.as.transfor‑ mações.societárias.referidas.ao.colapso.do.“socialismo.real”),.encontraram.forças.para. uma.resistência pontuada.por.ações.de.natureza.dominantemente.molecular,.mas.com. episódios.massivos.—.esta.não.é.oportunidade.para.sequer.registrar.essa.resistência;. cabe,.aqui,.tão.somente.pontuar.que.as.lutas sociais,.ainda.que.defensivas,.marcaram. e.marcam.a.presença.dos.trabalhadores.na.contracorrente.política.do.período.em.tela. (e.mais:.são.indicadoras.da.permanência,.nesta.quadra.histórica,.das.lutas.de.classes,. que,.ao.contrário.do.que.pensam.certos.acadêmicos.—.como,.por.exemplo,.o.pres‑ tigiado.prof Boaventura.Santos.—.não.estão.“de.volta”.nas.disrupções.gregas.de. 2011) E.por.uma.razão.claríssima:.a.“flexibilização”.do.tardo‑capitalismo,.levando.a. massa.dos.trabalhadores.à.defensiva.e.penalizando.duramente.a.esmagadora.maioria. da.população.mundial,.não.resolveu.nenhum dos problemas fundamentais postos pela ordem do capital Mais.ainda:.diante.da.magnitude.hoje.alcançada.por.estes. problemas.—.e.expressa.em.três.ordens.de.fenômenos:.“o.crescente.alargamento.da. distância.entre.o.mundo.rico.e.o.pobre.[ ];.a.ascensão.do.racismo.e.da.xenofobia;. e.a.crise.ecológica,.que.nos.afetará.a.todos”.(Hosbawm).—,.todas.as.indicações. sugerem.que.o.tardo‑capitalismo.oferecerá.respostas.dominantemente.regressivas,. operando.na.direção.de.um.novo barbarismo,.de.que.as.formas.contemporâneas.de. apartheid.social.são.já.suficientemente.nítidas Tais.respostas,.todavia,.retroagem. sobre.a.“ordem.da.reprodução.sociometabólica.do.capital”,.afetando.a.viabilidade. da.reprodução.do.próprio.tardo‑capitalismo.e.trazem.à.superfície.“a.ativação.dos. limites.absolutos.do.capital”.—.nas.felizes.palavras.do.prof Mészáros.

Resultante: a barbárie do capitalismo contemporâneo

Em. síntese, nos últimos trinta anos anos, o modo de produção capitalista experimentou transformações de monta,.que.se.refrataram.distintamente.nas.diver‑ sas.formações.econômico‑sociais.em.que.se.concretiza.e.que.exigem.instrumentos. analíticos.e.heurísticos.mais.refinados Ainda.que.se.registrem.polêmicas.acerca.da. natureza.e.das.complexas.implicações.dessas.transformações,.bem.como.do.ritmo. em.que.levam.o.modo.de.produção.capitalista.a.aproximar‑se.dos.seus.limites.es‑ truturais,.duas.inferências.parecem‑me.inquestionáveis:

1ª).nenhuma.dessas.transformações.modificou.a.essência.exploradora.da.re‑

lação.capital/trabalho;.pelo.contrário,.tal.essência,.conclusivamente.planetarizada.

e.universalizada,.exponencia‑se.a.cada.dia;

424

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

2ª).a.ordem.do.capital.esgotou.completamente.as.suas.potencialidades.pro‑

gressistas,.constituindo‑se,.contemporaneamente,.em.vetor.de.travagem.e.reversão.

de.todas.as.conquistas.civilizatórias.

A.primeira.inferência.revela‑se.mediante.vários.indicadores:.as.jornadas de trabalho prolongadas.para.aqueles.que.conservam.seus.empregos.(extensão.que. envolve.todos.os.setores.de.atividades.econômicas.—.para.retomar.a.superficial.e. conhecida. tipologia. dos. “setores. econômicos”. de. Colin. Clark:. o. “primário”,. o. “secundário”.e.o.“terciário”),.a.intensificação do trabalho.(também.nos.três.“seto‑ res”),.a.enorme defasagem.entre.o.crescimento.das.rendas.capitalistas.e.o.cresci‑

mento. da. massa. salarial. etc.,. resultando. na. extração. articulada. de. mais‑valia. absoluta.e.relativa.e.na.recuperação.de.formas.de.trabalho.típicas.dos.primeiros. momentos.da.instauração.do.capitalismo.(trabalho.em.domicílio).e,.mesmo,.em. formas.de.trabalho.forçado.e,.em.casos.extremos,.mas.não.tão.excepcionais,.escra‑

A.constatação.mais.óbvia.desse.incremento.da.exploração.aparece,.em.todos.os.

quadrantes.do.mundo,.nos.mal.chamados.fenômenos.de.“exclusão.social” Mas.é. a.segunda.inferência.que.me.interessa.aqui,.posto.que.expressão.da.barbárie.tar‑ do‑capitalista.

As.concretas.possibilidades.civilizatórias.da.ordem.do.capital.sempre.estiveram. presentes.nas.análises.de.Marx.(e.de.Engels).—.e.a.explícita.determinação.de.tais. possibilidades.aparece.com.nitidez.ao.longo.de.toda.a.sua.obra,.dos.Manuscritos econômico‑filosóficos de 1884,.passando.pela.Miséria da filosofia e.pelo.Discurso

sobre o problema do livre‑câmbio,. aos. últimos. textos. autógrafos

transformação. do. mundo. operada. pela. burguesia. revolucionária. é. objeto. de. um. trato.em.tom.quase.elegíaco.no.Manifesto do Partido Comunista —.a.emersão.do. capitalismo.abre.um.extraordinário.horizonte.de.desenvolvimento.das.forças.produ‑ tivas,.que.permite.a.otimização.da.relação.sociedade/natureza;.a.criação.do.mercado. mundial.instaura.a.alternativa.do.gênero.humano.tomar.consciência.da.sua.unidade;. viabiliza‑se.uma.literatura.universal;.realiza‑se.a.emancipação.política.dos.homens. e.a.ordem.burguesa.engendra.a.sua.negação,.isto.é,.a.possibilidade.concreta.da.sua. superação,.da.superação.da.pré‑história.da.humanidade,.mediante.o.protagonismo. de.uma.de.suas.criações.—.o.proletariado.—.na.revolução.que.abre.o.passo.à.socie‑ dade.fundada.“na.livre.associação.de.livres.produtores”,.“onde.o.livre.desenvolvi‑ mento.de.cada.um.é.a.condição.para.o.livre.desenvolvimento.de.todos”.

A. gigantesca.

vo

Mas.as.possibilidades.civilizatórias.da.ordem.do.capital.—.como.é.próprio. destas.possibilidades.em.toda organização societária embasada na existência de classes sociais.—.foram.apreendidas.por.Marx.na.sua.contraditoriedade.dialética:. a “missão civilizatória” da burguesia realizou‑se, ela mesma, por meios bárbaros

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

425

A.análise.da.acumulação primitiva.está.longe.de.ser.a.mais.exemplar.das.elabora‑ ções.de.Marx.sobre.a.inextrincável.dialética.civilização/barbárie.que.se.processa. no.marco.da.ordem.do.capital.—.basta.evocar.outras.passagens.d’O capital.ou.dos. célebres.manuscritos.de.1857‑58,.os.Gründrisse ,.para.documentar.que,.na.visão. marxiana,.desenvolvimento.capitalista.é.avanço.civilizatório.fundado.na.barbárie,. verificável.inclusive no tocante à destruição da natureza E.se.o.otimismo.revolu‑ cionário.de.Marx.—.nada.utópico,.antes.embasado.na.sua.apaixonada.convicção. teórico‑política.do.êxito.do.protagonismo.revolucionário.do.proletariado.—.levou‑o. sempre.a.apostar.na.solução.positiva.que.a.humanidade.encontraria.na.ultrapassa‑ gem.da.sociedade.burguesa,.nem.por.isto.ele.descarta.absolutamente.a.possibilida‑ de.da.vitória.da.barbárie.

Ora,.o.que.a.mim.me.parece.é.que.o último terço do século XX e a abertura do século XXI assinalam — juntamente com os indicativos da emergência da crise sistêmica — o exaurimento das possibilidades civilizatórias da ordem do capital Em.todos.os.níveis.da.vida.social,.a.ordem.tardia.do.capital.não.tem.mais.condições. de.propiciar.quaisquer.alternativas.progressistas.para.a.massa.dos.trabalhadores.e. mesmo. para. a. humanidade O. fundamento. último. dessa. verdadeira. mutação. na. dinâmica.do.capital.reside.no.que.o.prof Mészáros.vem.caracterizando.como.a. especificidade.do.tardo‑capitalismo:.a.produção destrutiva,.que.presentifica.a.crise estrutural do capital Todos.os.fenômenos.e.processos.em.curso.na.ordem.do.ca‑

pital.nos.últimos.25/30.anos,.através.de.complexas.redes.e.sistemas.de.mediação.

—.que.exigem.investigações.determinadas.e.concretas.para.a.sua.identificação.e.a. compreensão.da.sua.complicada.articulação.—,.estão.vinculados.a.essa.transfor‑ mação.substantiva Eles.afetam.a.totalidade.das.instâncias.constitutivas.da.vida. social.em.escala.planetária.

Consequentemente,.é.largo.o.leque.de.fenômenos.contemporâneos.que.indicam. o.exaurimento.das.possibilidades.civilizatórias.da.ordem.tardia.do.capital.—.ou,. para.dizê‑lo.de.outro.modo,.para.atestar.que.esta.ordem.só.tem.a.oferecer,.contem‑ poraneamente,.soluções.barbarizantes.para.a.vida.social Poder‑se‑iam.arrolar.vários. desses.fenômenos,.da.financeirização especulativa e parasitária.do.tardo‑capitalis‑ mo.e.sua.economia.do.desperdício e.da.obsolescência programada,.passando.pelas. tentativas.de.centralização.monopolista.da.biodiversidade e.pelos.crimes ambientais e.alcançando.a.esfera.da.cultura.—.aqui,.jamais.a.decadência ideológica estudada. por.G Lukács.atingiu.tal.grau.de.profundidade.e.a.manipulação.das.consciências. pela.mídia.atingiu.tal.magnitude.(com.todas.as.suas.consequências.no.plano.políti‑ co.imediato) Limitar‑me‑ei.a.duas.alusões,.que.nos.remetem.à.forma.do.enfrenta‑ mento.contemporâneo.da.(velha.e.das.suas.novas.expressões).“questão.social”.

426

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

Sabe‑se.que.a.guerra.foi,.ao.longo.de.todo.o.século.XX,.uma.resposta.autor‑

reprodutiva.do.capitalismo Além.de.a.guerra.operar.como.uma.saída.provisória. para.as.suas.crises,.mediante.a.destruição.massiva.de.forças.produtivas,.as.ativida‑ des.econômicas.ligadas.à.guerra.—.a.indústria bélica —.sempre.constituíram.um. elemento.dinamizador.da.economia.capitalista.(como.o.demonstraram,.a.seu.tem‑

Sweezy), .

sem.o.qual.as.taxas.de.ociosidade.industrial.seriam.insuportáveis.e.o.desemprego. alcançaria.cifras.altíssimas No.tardo‑capitalismo.(ou,.para.usar.da.excelente.me‑ táfora.de.Samir.Amin,.no.“capitalismo.senil”),.essa.funcionalidade.não.só.se.man‑ tém,.mas.se.acentua,.inclusive.porque,.na.verificação.de.Chossudovski,.“a.guerra. e.a.globalização.caminham.juntas” Entretanto,.se.a.guerra,.como.tal,.apresentou‑se. no.século.XX.como.um.fenômeno.que.excedeu.completamente.o.teatro.e.o.âmbito. dos.combates,.envolvendo.muito.mais.para.além.deles,.o.que.agora.se.verifica.é. que.o.belicismo.passa.a.incluir.as.políticas.de.segurança pública em.períodos.de. paz.formal.e.se.estende.como.negócio capitalista privado à.vida.na.paz.e.na.guer‑ ra,.configurando.a.emergência.da.militarização da vida social.

po, . inúmeros . estudiosos . marxistas, . como .

Perlo . e . P. Baran . e .

É.que,.no.marco.do.que.L Wacquant.caracterizou.como.sendo.a.substituição. do.“Estado.de.Bem‑Estar.Social”.pelo.“Estado.penal”,.a.repressão.estatal.se.gene‑

raliza.sobre.as.“classes.perigosas”,.ao.mesmo.tempo.em.que.avulta.a.utilização.das. “empresas.de. segurança”.e.de.“vigilância”.privadas.—. assim.como.a.produção. industrial,.de.alta.tecnologia,.vinculada.a.esses.“novos.negócios”.(e.não.se.esque‑ ça.do.processo.de.privatização.dos.estabelecimentos.penais) Tais.empresas.crescem.

300%. ao. ano,. desde. 2001. —. a. maioria. delas. nos. Estados. Unidos repressão.

deixou.de.ser.uma.excepcionalidade.—.vem.se.tornando.um.estado.de.guerra.per‑

manente,.dirigido.aos.pobres,.aos.“desempregados.estruturais”,.aos.“trabalhadores.

informais”,.estado.de.guerra.que.se.instala.progressivamente.nos.países.centrais.e.

nos.países.periféricos:.na.lista.dos.países.que.atualmente.possuem,.em.termos.re‑

lativos,.a.maior.quantidade.de.encarcerados.no.mundo,.os.quatro.primeiros.são.os.

de. um. estado de guerra

permanente,.cuja.natureza.se.exprime.menos.no.encarceramento.massivo.que.no.

extermínio.executado.ou.não.em.nome.da.lei.—.no.Brasil,.por.exemplo,.entre.1979.

e.2008,.morreram.violentamente.quase 1 milhão de pessoas,.número.que.pode.ser.

comparado.ao.de.países.expressamente.em.guerra,.como.Angola,.que.demorou.27.

anos.para.chegar.a.cifra.semelhante,.como.recentemente.informou.o.pesquisador. Felipe.Melo.da.Silva.Brito Em.poucas.palavras:.crescentemente,.parece.que.só.a. hipertrofia.da.dimensão/ação.repressiva.do.Estado.burguês.pode.dar.conta.da.po‑ pulação excedentária em.face.das.necessidades.do.capital Mas.esta.é.apenas.uma. aparência.

A.

Estados. Unidos,. a. China,. a. Rússia. e. o. Brasil

Trata‑se.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

427

De.fato,.à.hipertrofia.da.dimensão/ação.repressiva.do.Estado.burguês.conju‑ ga‑se.outra.dimensão,.coesiva.e.legitimadora:.o.novo assistencialismo,.a.nova fi‑ lantropia.que.satura.as.várias.iniciativas.—.estatais,.privadas.e.estatal/privadas,. mediante.as.chamadas.“parcerias.público‑privado”.—.que.configuram.as.políticas.

sociais.implementadas.desde.os.anos.1980‑90.para.enfrentar.o.quadro.da.pauperi‑

zação.contemporânea,.isto.é,.da.“questão.social”,.“velha”.e/ou.“nova” Já.não.se. está.diante.da.tradicional.filantropia.(de.base.confessional.e/ou.laica).que.marcou. os.modelos.de.assistência.social.que.emergiram.no.século.XIX.nem,.muito.menos,. diante.dos.programas.protetores.ou.de.promoção.social.que.vieram.a.instituciona‑ lizar‑se.a.partir.do.Estado.de.Bem‑Estar.Social.

A.política.social.dirigida.aos.agora.qualificados.como.excluídos.se.perfila,. reivindicando‑se. como. inscrita. no. domínio. dos. direitos,. enquanto. específica. do.

tardo‑capitalismo:.não.tem.nem.mesmo.a.formal.pretensão.de.erradicar.a.pobreza,. mas. de.enfrentar. apenas. a.penúria. mais. extrema,.a. indigência. —. conforme.seu. próprio. discurso,. pretende. confrontar‑se. com. a. pobreza absoluta. (vale. dizer,. a.

dessa.proposição.—.gritante.se.comparado.aos.

objetivos,. aliás. nunca. alcançados,. dos. programas. de. proteção/promoção. social. elaborados.e.implementados.no.período.das.“três.décadas.gloriosas”.do.capitalismo.

—.pode.ser.apreciado.na.“Declaração.do.Milênio”.(2000),.consensuada.na.Orga‑

nização.das.Nações.Unidas:.por.meio.dos.“objetivos.de.desenvolvimento.do.milê‑ nio”,.há.a.proposta/promessa.de.“libertar.os.nossos.semelhantes,.homens,.mulheres. e.crianças,.das.condições.abjetas.e.desumanas.da extrema pobreza”.(itálicos.meus);. mais.precisamente,.a.proposta.é,.em.15.anos.(ou.seja,.até.2015),.reduzir a extrema pobreza pela metade.—.este.é.o.primeiro.dos.“objetivos.de.desenvolvimento.do. milênio”:.reduzir pela metade a percentagem de pessoas que vivem com menos de um dólar e vinte e cinco centavos por dia Apesar.desse.espantoso.minimalismo. frente.a.uma.“questão.social”.maximizada,.os.vários.relatórios.sobre.o.“desenvol‑ vimento. humano”,. regularmente. preparados. pelo. PNUD,. ainda. que. enfatizem. “ganhos”.deste.programa,.deixam.claro.que.seus.objetivos.—.reitere‑se:.minima‑ listas.—.não.serão.alcançados.

Pois.é.precisamente.esse.minimalismo.que.tem.factualmente.caracterizado.os. vários.programas.que,.por.via.de.transferências.de.renda.—.“programas.de.rendas. mínimas”.—,.têm.sido.implementados.em.alguns.países.capitalistas.centrais.e.em. muitos.países.periféricos A.experiência.de.mais.de.uma.década,.especialmente.na. América.Latina,.é.muito.pouco.promissora:.na.medida.em.que.não.se.conjugam. efetivamente.com.transformações.estruturais.(e.esta.é.uma.das.condições.políticas.

miséria.extrema) O.minimalismo

428

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

para.que.o.tardo‑capitalismo.os.suporte),.eles.acabam.por.cronificar‑se.como.pro‑

gramas.emergenciais.e.basicamente.assistencialistas.

A.articulação.orgânica.de.repressão.às.“classes.perigosas”.e.assistencialização. minimalista.das.políticas.sociais.dirigidas.ao.enfrentamento.da.“questão.social”. constitui.uma.das.faces.contemporâneas.mais.evidentes.da.barbárie.atual E.é.no. seu.marco.que,.majoritariamente,.operam,.enquanto.profissionais,.os.assistentes. sociais.

Recebido em: 25/6/2012

Aprovado em: 26/6/2012

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 413-429, jul./set. 2012

429

Particularidades da “questão social” no Brasil:

mediações para seu debate na “era” Lula da Silva

Circumstances of the “social issue” in Brazil:

interventions for their discussion in the Lula da Silva’s “Era”

for their discussion in the Lula da Silva’s “Era” Josiane Soares Santos* Resumo:

Josiane Soares Santos*

Resumo:.Este.artigo.é.uma.versão,.com.pequenas.complementações,.

da. palestra. proferida. no. 5º. Seminário.Anual. de. Serviço. Social. da. Cortez. Editora Sua. preocupação. central. é. tangenciar. algumas. das. características.que.particularizam.a.“questão.social”.no.Brasil,.consi‑

derando‑se. os. determinantes. dessa. formação. social partir. delas,.

sustenta‑se. a. hipótese. de. que. estejam. sendo. atualizadas. em. meio. à. crise.contemporânea,.com.base.na.ideologia.“neodesenvolvimentista”. dos.governos.da.“era”.Lula.da.Silva.

Palavras‑chave:.“Questão.social” Neodesenvolvimentismo Trabalho.

A.

Abstract:.This.article.is.a.version,.with.minor.additions,.the.lecture.given.at.the.5th.Annual.Semi‑

nar.of.Social.Work.Cortez.publishing.house His.main.concern.is.tangential.some.of.the.features.that. distinguish.the.“social.question”.in.Brazil,.considering.the.determinants.of.social.formation From. them,.supports.the.hypothesis.that.they.are.being.updated.through.the.contemporary.crisis,.based.on. ideology.“neodevelopmentist”.at.the.government.“age”.Lula.da.Silva.

Keywords:.“Social.question” Neodevelopmentist Work.

*. Mestre. e. doutora. em. Serviço. Social. pela. Universidade. Federal. do. Rio. de. Janeiro Graduada. em. Serviço.Social.pela.Universidade.Federal.de.Sergipe.(UFS) Professora.Adjunta.do.curso.de.graduação.e.da.

pós‑graduação.em.Serviço.Social.da.UFS/São.Cristovão/SE,.Brasil

E‑mail:.josisoares@hotmail.com.

430

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

Introdução

É. praticamente.um.consenso,.mesmo.entre.analistas.de.diferentes.perspec‑

tivas.ideopolíticas,.que.vivemos.atualmente.uma.profunda.crise.econô‑

mica Dificilmente.algum.pensador.sério.pode.se.furtar.a.admitir.suas.

expressões,.o.que.já.não.acontece,.por.exemplo,.com.a.admissão.de.suas.

consequências Sem. pretender. tratar. da. crise. capitalista. de. modo. sistemático,. a.

reflexão.aqui.exposta.a.tem.como.um.suposto.imprescindível,.já.que.seu.objetivo. é.pensar.a.chamada.“questão.social” Nesse.andamento,.portanto,.as.configurações. contemporâneas.da.“questão.social”.devem.ser.vistas.como.consequências.da.crise.

Isso,.por.sua.vez,.já.elucida.de.que.ponto.de.vista.está.se.tomando.a.crise,.pois. se.não.são.óbvias.suas.consequências,.isso.se.deve,.de.alguma.maneira,.ao.modo. como.são.postos.os.seus.fundamentos As.consequências.são.de.determinada.ordem. quando.considerada.enquanto.uma.“crise.do.sistema.financeiro”.ocasionada.pelo. “mau.comportamento”.de.“especuladores.gananciosos”.—.explicação.mais.difun‑ dida.nos.meios.de.comunicação.de.massa.—.e.são.de.ordem.inteiramente.diversa. se.a.consideramos.como.a.mais.recente.reedição.das.contradições.imanentes.do. capitalismo.

Aqui.suas.determinações.estão.referidas.à.segunda.das.perspectivas.supra‑ mencionadas,. radicada. na. crítica. da. economia. política. marxiana Entendo. que.

desde.o.final.dos.anos.1960.o.capitalismo.experimenta.mais.uma.de.suas.“ondas.

longas.recessivas”.(Mandel,.1990).em.função.do.que.tem.comprometidas.suas.

taxas.de.lucratividade O.conjunto.de.“saídas”.da.crise.implementado.na.ótica.do.

capital.demonstra,.para.autores.como.Netto.(2010),.o.esgotamento.de.suas.possi‑

bilidades.civilizatórias.incidindo.seriamente.sobre.a.chamada.“questão.social”.e.

delineando.o.quadro.de.barbarização.da.vida.social.tão.naturalizado.pela.ideologia.

dominante.

Além.das.mediações.que.constituem.a.crise.capitalista.contemporânea,.outro. suposto.deste.artigo.é.a.definição.acerca.da.“questão.social”,.que.se.tornou.uma. espécie.de.“patrimônio.intelectual”.dos.assistentes.sociais Embora.possa.ser.con‑ siderada.espinha.dorsal.deste.texto.o.significativo.volume.de.reflexões.a.esse.res‑ peito.na.área.do.Serviço.Social, 1 .me.autoriza.a.tomar.esse.debate.como.consolida‑ do.e,.por.esta.razão,.me.eximo.de.tratá‑lo.amiúde.neste.momento.

6;.Praia

Vermelha,.n 10;.na.coletânea.organizada.por.Bógus,.Yazbek,.Belfiore‑Wanderley.(2000).e.o.livro.de.Pasto‑

rini (2004).

1

Ver,.entre.outros,.o.conjunto.de.textos.publicado.nas.revistas.Temporalis,.n

3;.Ser

Social,.n

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

431

É.preciso.dizer,.no.entanto,.que.esse.conceito.possui,.entre.nós,.determinada. abordagem.que.não.se.reproduz.em.outras.áreas.do.conhecimento Nela.a.“questão. social”.é.entendida.como.um.fenômeno.necessariamente.hipotecado.ao.capitalismo De.um.lado.designa.o.crescimento.da.pobreza.(absoluta.e.relativa).que,.nesse.modo. de.produção,.adquire.determinações.singulares,.já.que.vem.acompanhado.do.de‑ senvolvimento.sem.precedentes.das.forças.produtivas;.de.outro,.designa.a.proble‑ matização. dessa. situação. pelas. lutas. de. classe. protagonizadas. pelo. movimento. operário.desde.o.século.XIX.

Assim.é.que.a.explicação.para.a.pauperização.acentuada.que.dá.o.mote.para. as.lutas.sociais.reside.na.relação.entre.capital.e.trabalho.regida.segundo.a.lei.geral. da.acumulação,.em.que.a.população.de.trabalhadores.“livres”.é.sempre.superior.às.

necessidades.médias.de.expansão.do.capital.(Marx,.2001).

Explicitados.os.supostos.da.análise.resta.dizer,.ainda.à.guisa.de.introdução,. que.as.reflexões.que.seguem.estão.organizadas.em.dois.momentos.diferenciados,. além.das.considerações.finais No.primeiro.deles.tratarei.de.recuperar.alguns.ele‑ mentos.do.que.venho.chamando.de.particularidades da “questão social” no Brasil,.

com.foco.nos.processos.de.superexploração.do.trabalho.pelo.capital.e.de.passiviza‑

ção.das.lutas.sociais

mais contem‑

porâneas do debate,.situando.a.continuidade.e.o.aprofundamento.dessas.caracterís‑ ticas.—.quais.sejam,.da.superexploração.do.trabalho.e.da.passivização.das.lutas. sociais. —. como. uma. reposição,. em. novos. patamares,. desde. o. governo. Lula,. de. particularidades.históricas.da.“questão.social”.na.formação.social.brasileira.

A.hipótese.sustentada.aqui.é.de.que.na.“era”.Lula.da.Silva.—.que,.obviamen‑ te,. compreende. o. atual. governo. —. o. chamado. neodesenvolvimentismo. opera. atualizando.essas.características.da.“questão.social”.e.sua.funcionalidade.no.pro‑ cesso.de.modernização.conservadora.do.Brasil A.manutenção.desse.direcionamen‑ to.por.parte.do.Estado.demonstra.o.caráter.ideológico.do.neodesenvolvimentismo. e.algumas.das.mistificações.existentes.em.torno.das.avaliações.otimistas.sobre.o. crescimento.recente.do.país.e.seu.“êxito”.no.enfrentamento.da.desigualdade.social.

Em.seguida.transitarei.para.algumas.mediações

Particularidades da “questão social” no capitalismo brasileiro

O.movimento.por.meio.do.qual.o.debate.da.“questão.social”.se.consolidou. entre.os.assistentes.sociais.aponta.o.essencial.dessa.conceituação,.ou.seja,.o.fato. de.a.“questão.social”.resultar.das.relações.de.exploração.do.trabalho.pelo.capital Entretanto,. por. ser. a. variável. que. provoca. as. respostas. da. classe. dominante. no.

432

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

contexto.do.capitalismo.dos.monopólios,.pela.via.das.políticas.sociais,.fica.clara.a.

necessidade.de.ampliar.a.compreensão.em.torno.da.“questão.social”.considerando‑a.

também.em.suas.dimensões.histórico‑concretas.

Isso. implica. ultrapassar. o. nível. universal. do. debate,. referido. ao. modo. de. produção.e.suas.categorias.centrais.(capital.e.trabalho),.e.apanhar.as.mediações. próprias.da.formação.social Ou.seja,.para.explicar.a.“questão.social”.no.Brasil,. não.basta.identificar.as.categorias.centrais.ao.modo.de.produção.capitalista.—.a. relação.antagônica.entre.capital.e.trabalho,.por.exemplo.—.que.compõem.o.nível. da.universalidade Há.que.acrescentar.a.esse.nível.a.singularidade.dos componentes. dessa.sociedade.enquanto.formação.social.concreta,.para.que.se.tenha.condições. de.dimensionar.suas.particularidades.enquanto.mediações.centrais.das.expressões. da.“questão.social”.

Quanto.à.importância.dessa.premissa,.sem.dúvida.há.acordo.entre.os.vários. autores.do.Serviço.Social Em.Pastorini.(2004,.p 113).temos.que

afirmar.que.esses.traços.essenciais.continuam.vigentes.não.significa.que.a.“questão. social”.no.capitalismo.é.única.e.que.se.expressa.de.forma.idêntica.em.todas.as.socie‑ dades.capitalistas.e.todos.os.momentos.históricos Pelo.contrário,.como.já.foi.dito. aqui,.a.“questão.social”.assume.expressões.particulares.dependendo.das.peculiarida‑ des.específicas.de.cada.formação.social.(nível.de.socialização.da.política,.caracterís‑ ticas. históricas,. formação. econômica,. estágios. e. estratégias. do. capitalismo). e. da. forma.de.inserção.de.cada.país.na.ordem.capitalista.mundial.

Também.Netto.(2001,.p 48‑49).aponta.essa.necessidade,.considerando.que

o.problema.teórico.consiste.em.determinar.concretamente.a.relação.entre.as.expressões. emergentes.e.as.modalidades.imperantes.de.exploração. Esta.determinação,.se.não.pode.desconsiderar.a.forma.contemporânea.da.“lei.geral. da.acumulação.capitalista”,.precisa.levar.em.conta.a.complexa.totalidade.dos.sistemas. de.mediações.em.que.ela.se.realiza Sistemas.nos.quais,.mesmo.dado.o.caráter.uni‑ versal. e. mundializado. daquela. “lei. geral”,. objetivam‑se. particularidades. culturais,. geopolíticas.e.nacionais.que,.igualmente,.requerem.determinação.concreta ].Em. poucas.palavras:.a.caracterização.da.“questão.social”,.em.suas.manifestações.já.co‑ nhecidas.e.em.suas.expressões.novas,.tem.de.considerar.as.particularidades.históri‑ co‑culturais.e.nacionais.

[

Daí.a.necessidade.de.particularizar.o.debate.quando.se.pensa.na.relação.ca‑

pital/trabalho,.considerando.os.elementos.históricos.singulares.de.cada.país,.aliados.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

433

às.determinações.mais.gerais.do.capitalismo.quanto.à.propriedade.e.às.relações.de. produção Segundo.Marx.e.Engels.(1996,.p 35)

indivíduos.determinados,.que.como.produtores.atuam.de.um.modo.também.determi‑ nado,.estabelecem.entre.si.relações.sociais.e.políticas.determinadas É.preciso.que,. em.cada.caso.particular,.a.observação.empírica.coloque.necessariamente.em.relevo. —.empiricamente.e.sem.qualquer.especulação.ou.mistificação.—.a.conexão.entre.a. estrutura.social.e.política.e.a.produção.

Entendo.que.nessa.citação.Marx.está.chamando.a.atenção.para.a.dimensão. histórico‑concreta.do.modo.de.produção,.portanto,.para.o nível da formação social. e.colocando.em.questão.as.mediações.que.impossibilitam.a.existência.da.categoria. “modo.de.produção”.num.“estado.puro”.

Por.essa.razão.tenho.desenvolvido.uma.hipótese.que.se.contrapõe,.em.alguns. aspectos,.à.maioria.das.análises.efetuadas.em.torno.da.“questão.social”.contempo‑ rânea.no.Serviço.Social Em.se.tratando.das.modalidades.de.exploração.do.trabalho. —.novamente.sublinhando:.eixo.da.“questão.social”.—,.quase.sempre.os.analistas. chamam.a.atenção.para.a.sua.“flexibilização”/precarização.enquanto.um.fenômeno. associado.ao.estágio.da.acumulação.flexível.do.capital.e.sua.crise.mais.recente,.que.

data.dos.anos.1970.

Penso.que.no.caso.brasileiro.é.preciso.mediatizar.essa.análise,.já.que.a.“fle‑ xibilização/precariedade”.do.trabalho.entre.nós.não.pode.ser.creditada.à.crise.re‑ cente.do.capitalismo Muito.embora.estejam.mais.visivelmente.presentes.no.atual. contexto.da.acumulação.flexível,.essas.características.fazem.parte.da.nossa.“mo‑ dalidade.imperante”.de.exploração.do.trabalho.há.bastante.tempo:.afirmam‑se,.de. modo.proeminente,.no.período.em.que.nos.países.capitalistas.desenvolvidos.havia. estabilidade,.pleno.emprego.e.Welfare State Elas.são,.a.meu.ver,.particularidades da “questão social” no Brasil.(Santos,.2008).

Isso.significa.dizer.que.ao.contrário.do.que.ocorria.nos.países.cêntricos.—.cujo.

padrão.de.proteção.social.reforçava.a.estabilidade.dos.empregos.como.condição.

para.as.excepcionais.taxas.de.lucro.do.período.fordista.—,.a.flexibilidade/precarie‑

dade.é.erigida,.no.Brasil,.como.princípio.estruturante.dos.postos.de.trabalho.antes.

e.durante.o.período.fordista.do.capitalismo.brasileiro.

Vejamos.o.que.estou.designando.como.flexibilidade/precariedade.do.trabalho:. inexpressividade.e,.em.vários.casos,.ausência.de.regulação.do.trabalho;.alta.rota‑ tividade.nos.postos.de.trabalho;.subemprego;.informalidade Isso.tudo.está.pre‑ sente.no.Brasil.ao.longo.da.formação.de.seu.mercado.de.trabalho.(desde.o.final.da.

434

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

escravidão),.acentuando‑se.com.a.regulação.do.trabalho.estabelecida.por.Vargas.a.

partir.dos.anos.1930.e,.especialmente,.no.momento.da.ditadura.militar.

Pochmann.(2006).considera.que.a.formação.do.mercado.de.trabalho.no.Bra‑

sil.possui,.especialmente.entre.os.anos.de.1930.e.1970,.algumas.características.sem.

as.quais.não.se.pode.entender.o

padrão.de.sociedade.salarial.incompleto,.com.traços.marcantes.de.subdesenvolvimen‑

to,.[a.exemplo.da].distinção.entre.assalariamento.formal.e.informal.[que].constituiu.a.

mais.simples.identificação.da.desregulação,.assim.como.a.ampla.presença.de.baixos.

(p 25)

salários.e.de.grande.quantidade.de.trabalhadores.autônomos.(não.assalariados)

Salienta.ainda,.entre.os.determinantes.dessas.características,.o.intenso.pro‑

cesso.migratório.campo‑cidade,.que.responde.por.boa.parte.dos.traços.desse.padrão.

de.exploração.da.força.de.trabalho,.assim.como.pela.formação.do.excedente.de.mão.

de.obra.que.fica.fora.do.usufruto.dos.resultados.do.crescimento.econômico,.muito.

embora.tenha.sido.essencial.para.o.seu.processamento.

Nessa. mesma. linha,. Dedecca. e. Baltar. enfatizam. a. importância. dos. anos.

1930‑56,.conhecido.como.“industrialização.restringida”,.para.a.formação.do.mer‑

cado.de.trabalho.no.Brasil De.acordo.com.eles,

nesse.período.[ ].se.inicia.a.constituição.da.base.de.trabalho.assalariado.necessária.

para. a. estruturação. do. movimento. sindical [ é. a. partir. do. momento. que. ganha. expressão.o.processo.de.industrialização.é.que.vai.se.formando.um.mercado.de.tra‑ balho.urbano‑industrial.que.abre.perspectivas.para.a.estruturação.de.um.movimento. sindical.[em].nível.nacional A.industrialização.ao.avançar.vai.delineando.um.merca‑ do.nacional.de.bens,.serviços.e.trabalho.com.uma.dinâmica.cada.vez.mais.determi‑ nada.pela.indústria.de.transformação,.bem.como.por.uma.crescente.concentração.das.

atividades.no.meio.urbano (1992,.p

].

5)

A.“industrialização.restringida”.é,.portanto,.fundamental.para.consolidar.o. sistema.de.relações.de.trabalho.no.Brasil,.estabelecido.sob.as.bases.corporativistas.

instituídas.a.partir.da.década.de.1930,.que.atraem.parcela.dos.trabalhadores.rurais.

para.os.centros.urbanos.em.formação Entretanto,.é.imperioso.registrar.que

[ ].quando.paralelamente.ao.início.da.industrialização.se.consolida.a.legislação.tra‑ balhista/corporativista,.os trabalhadores organizados e protegidos por estas leis e pelo salário mínimo eram relativamente poucos, ainda localizados em algumas capitais e em meio a uma imensa maioria de trabalhadores do campo e de marginalizados das

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

435

cidades sem quaisquer direitos sociais Embora. os. sindicatos. tenham. surgido. no. início.do.século,.a.ausência.de.bases.sociais.mais.amplas.e.sólidas.impediu.que.exer‑ cessem. uma. ação. política. mais. independente,. eficaz. e. generalizada. na. sociedade

(Mattoso,.1995,.p.122;.grifos.meus)

Esse.foi.o.padrão.de.cidadania.que.Santos.(1987).designou.por.meio.do.já.

clássico.conceito.de.“cidadania.regulada” Sua.existência.explicita.a.ausência.de. regulação.do.trabalho.no.meio.rural,.que.contrasta,.de.modo.flagrante,.com.a.im‑

portância.econômica.e.o.volume.dessa.força.de.trabalho.no.país.até.os.anos.1950

Quanto.a.isso.não.se.deve.esquecer,.de.um.lado,.o.caráter.primário‑exportador.da. economia. brasileira. e,. de. outro,. o. poder. político. dos. latifundiários,. fatores. que. explicam,.de.modo.conjugado,.o.retardo.das.medidas.de.regulação.do.trabalho.no. campo.

Se.fica,.portanto,.evidente.que.a.restrita.regulação.do.trabalho.no.Brasil.sem‑ pre. colaborou. para. manter. baixo. o. valor. da. força. de. trabalho. —. consolidando,. assim,. uma. relação. entre. capital. e. trabalho. pautada. na. superexploração. —,. no. contexto. da. ditadura. militar. e. sua. reforma. trabalhista. essa. superexploração. do. trabalho.se.acentuou Foram.dois.os.expedientes.centrais.para.entender.as.particula‑ ridades.de.nossa.modalidade.de.exploração.do.trabalho.nesse.período:.a.instituição. do.FGTS.(Fundo.de.Garantia.por.Tempo.de.Serviço).e.a.repressão.político‑institu‑ cional.ao.movimento.sindical.

O.FGTS.funciona.por.meio.de.um.desconto.em.folha.que.arrecada.previamen‑

te,.como.garantia,.uma.espécie.de.“poupança.forçada”.devida.ao.trabalhador.demi‑

tido.sem.justa.causa.(e.com.menos.de.dez.anos.no.emprego).sob.forma.de.indeni‑

zação.equivalente.ao.salário.de.um.mês.de.serviço.para.cada.ano.no.emprego.

A.instituição.do.FGTS.substituiu.a.estabilidade.—.legalmente.assegurada.no. setor.privado.para.quem.obtivesse.dez.anos.de.serviço.prestado.no.mesmo.posto. de.trabalho.—.e.aumentou.a.já.elevada.rotatividade.nas.ocupações Isso.porque.o. custo.de.um.empregado.com.estabilidade.é.consideravelmente.maior.com.o.passar. dos.anos,.pela.dificuldade.em.demiti‑lo.e.pelos.direitos.processualmente.adquiridos. na.carreira;.já.quando.lança.mão.da.rotatividade,.o.empregador.pode.manter.sem‑ pre. baixo. o. patamar. salarial. de. seus. empregados,. que. são. dispensados. a. baixo. custo.antes.de.se.tornarem.“caros”.para.o.processo.de.acumulação.

A.manutenção.de.um.fluxo.permanente.de.demissões.e.contratações,.ou.seja,.

de.uma.política.de.substituição.dos.trabalhadores,.que,.assim,.não.conseguem,.na.

sua.maioria,.ultrapassar.os.anos.iniciais.da.carreira.além.de.reduzir,.conforme.já.

dito.acima,.os.custos.do.passivo.trabalhista,.reduz.também.os.custos.de.seleção.

436

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

prévia. à. contratação,. dada. a. facilidade. de. dispensa. no. período. de. experiência Desse.modo,.apesar.do.custo.da.indenização.de.dispensa.sem.justa.causa,.as.de‑

missões.atuaram.como.um.mecanismo.para.o.rebaixamento.dos.salários esta

razão é que tivemos no fordismo brasileiro flexibilidade e precariedade ao contrá‑ rio da estabilidade dos países centrais de fordismo clássico.

Quanto.ao.sindicalismo,.também.ao.contrário.do.que.aconteceu.no.fordismo. clássico,.a.ausência.de.democracia.no.caso.brasileiro.inviabilizou.o.seu.reconheci‑ mento.como.interlocutor.das.relações.capital/trabalho Aqui.esse.agente.fundamen‑ tal.nas.conquistas.trabalhistas.do.fordismo.clássico.não.teve.possibilidades.de.orga‑ nização.autônoma.durante.boa.parte.de.sua.existência.nos.períodos.de.democracia,. em.decorrência.do.corporativismo.que.estruturou.a.legislação.trabalhista.desde.os. anos.1930 No.período.da.ditadura.militar.o.sindicalismo,.como.todo.e.qualquer. movimento.social,.foi.duramente.reprimido.e.decretado.ilegal,.o.que,.por.sua.vez,. facilitou.o.aumento.da.exploração.do.trabalho.e.da.extração.dos.elevados.percentuais. de.mais‑valia.que.responderam.pelo.chamado.“milagre.econômico”.

Por.isso.é.que.entre.as.particularidades.da.“questão.social”.no.Brasil.aponto. uma.perversa associação: de um lado a superexploração do trabalho,.cujo.valor. sempre.precisou.ser.mantido.bem.abaixo.dos.padrões.vigentes.em.outros.países,. notadamente.os.de.capitalismo.desenvolvido,.para.que.o.país.continuasse.atrativo. aos.seus.investimentos.produtivos;.de outro, uma passivização das lutas sociais.que. historicamente.foram.mantidas.sob.controle.do.Estado.e.das.classes.dominantes.

Nesse.último.aspecto,.devo.fazer.referência.não.só.ao.corporativismo.sindical. e.à.sua.repressão.no.contexto.do.regime.militar Em.verdade,.essas.características. se.atualizam.ao.longo.do.nosso.processo.sócio‑histórico.por.meio.dos.inúmeros.

processos.de.“revolução.passiva”.(Gramsci,.apud.Coutinho,.1999).registrados.no.

Brasil Isso.significa.dizer.que.na.base.da.parcialidade.das.mudanças.ocorridas.no. processo.de.modernização.capitalista.brasileiro.—.que.apresenta.um.caráter.neces‑ sariamente.conservador,.segundo.vários.estudiosos.da.formação.social.brasileira 2 . —.está.uma.estratégia.recorrente.de.antecipação.das.classes.dominantes.aos.movi‑ mentos. reais. ou. potenciais. das. classes. subalternas Essa. antecipação,. a. depen‑. der.da.situação.concreta,.pode.ter.um.caráter.progressista.e/ou.restaurador.e.ocor‑ re,.em.geral,.pela.via.do.“transformismo”.como.“assimilação,.pelo.bloco.no.poder,. das. frações. rivais. [mas,. fundamentalmente,]. de. setores. das. classes. subalternas”. (Idem,.p 205).

Por

2 Sobre.isso.consultar.Prado.Júnior.(2004);.Fernandes.(2006);.Albuquerque.(1981) Uma.bela.síntese.

das.convergências.e.divergências.entre.esses.clássicos.pode.ser.encontrada.em.Behring.(2003).

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

437

Ademais,.cabe.sublinhar.o.papel.central.que.a.ação.do.Estado.teve.na.consti‑ tuição.de.todas.as.medidas.que.deram.corpo.ao.capitalismo.brasileiro,.tanto.consi‑ derando‑se.os.processos.de.modernização.conservadora.quando.os.de.revolução. passiva.(Netto,.1996) Por.meio.de.sua.atuação.e,.consequentemente.de.sua.“cap‑ tura”. pelos. setores. dominantes,. foram. facilitados. os. inúmeros. dispositivos. que. instituíram. a. superexploração. do. trabalho. e. a. passivização. das. lutas. sociais. no. Brasil.

É.por.isso.que.a.análise.genérica.da.crise.capitalista.atual.não.pode.ser.efe‑ tuada. sem. contextualizar. que. a. flexibilidade/desregulamentação. significam,. no. panorama.brasileiro,.algo.inteiramente.diverso.do.que.significam.no.contexto.de. países.capitalistas.desenvolvidos No.nosso.caso.se.implementam.de.modo.muito. mais.grave.e.encontram menos resistência aos retrocessos civilizatórios implicados na ausência de proteção ao trabalho.

Há.certa.“naturalização”.de.relações.de.trabalho.precárias.e,.há.algumas.ge‑

rações,.a.referência.de.um.emprego.com.proteção.social.já.não.existe.para.várias.

Algo.

famílias. de. trabalhadores. brasileiros

inteiramente. diferente. do. que. ocorre.

quando.as.tendências.de.desregulamentação.tentam.avançar.em.países.capitalistas.

desenvolvidos,.haja.vista.os.inúmeros.protestos.noticiados.em.países.como.a.Itália,.

Inglaterra,.Espanha.e.Grécia,.onde.a.população.tem.se.insurgido.contra.medidas.

que.implicam.cortes.públicos.no.padrão.de.proteção.social.vigente.

No.Brasil,.assistimos.esses.mesmos.meios.de.comunicação.exaltarem.a.rota‑ tividade.nos.empregos.como.algo.positivo.para.os.trabalhadores.a.partir.da.misti‑ ficação.do.crescimento.dos.seus.índices.de.formalização. 3 .De.acordo.com.o.IBGE,.

em.2010.mais.de.60%.das.pessoas.empregadas.no.país.tinham.carteira.assinada,.e.

essa.oferta.maior.quanto.à.formalização.dos.vínculos.teria.aumentado.o.poder.de.

barganha.dos.trabalhadores,.que.podem,.segundo.o.noticiário,.“escolher”.as.me‑

lhores.ofertas.e,.por.isso,.não.se.sentem.estimulados.a.permanecer.muito.tempo.na.

mesma.ocupação.

O.que.estaria.acontecendo,.então?.Estaríamos.nós,.pela.primeira.vez.na.his‑

tória,.em.melhores.condições.econômicas.que.os.países.desenvolvidos?.Quais.as.

explicações.para.essa.aparente.“imunidade”.que.estaria.fazendo.o.Brasil.andar.na.

contramão.da.crise.que.assola.os.países.europeus.e.repercute.fortemente.no.aumen‑

to.do.desemprego.enquanto.as.taxas.de.desemprego.no.Brasil.apresentam.tendência.

à.queda?

3 Conferir.algumas.reportagens.sobre.emprego.disponíveis.em:.<http://g1.globo.com/jornal‑nacional/

videos>.

438

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

A “era” Lula da Silva e a reposição de particularidades históricas da “questão social” no Brasil

Neste.momento.passarei.então.a.tratar.o.segundo.aspecto.do.presente.texto:.

a.continuidade.e.o.aprofundamento.da.superexploração.do.trabalho.e.da.passiviza‑

ção.das.lutas.sociais.na.“era”.Lula.da.Silva.

Numa.análise.do.período.recente,.Mota.(2010).e.outros.autores.têm.chamado.

a.atenção.para.o.protagonismo.do.governo.Lula.na.apologia.ao.chamado.“novo. desenvolvimentismo”.ou.“neodesenvolvimentismo”.enquanto.ideologia.de.Estado. de.vários.países.latino‑americanos Este.reedita.a.combinação.discursiva.de.cres‑ cimento.econômico.e.desenvolvimento.social.a.partir.da

ampliação.e.formalização.do.emprego,.intervenção.do.Estado,.entre.outros.aspectos.

que,.pelo.menos.em.tese,.rechaçam.medidas.neoliberais ]

que.a.era.Lula.é.palco.da.conciliação.de.iniciativas.aparentemente.contraditórias:.as. diretrizes.do.receituário.liberal.e.a.pauta.desenvolvimentista Note‑se.que.na.primei‑ ra. etapa. de. seu. mandato. foram. realizadas. as. contrarreformas. da. previdência. e. da. educação,.concomitante.ao.aumento.das.taxas.de.juros;.enquanto.que.no.mesmo.pe‑ ríodo.era.expandida.a.assistência.social,.o.crédito.ao.consumidor,.os.empréstimos. populares.e.os.aumentos.do.salário.mínimo (Mota,.2010,.p 19‑21)

[ Podemos.afirmar,.[assim].

Entretanto,.não.pode.haver.dúvida.de.que.essa.intervenção.foi.hegemonizada.

pelo.capital.financeiro,.pois.se.é.verdade.que.em.2010.o.governo.gastou.R$.13,1.

bilhões.com.o.Programa.Bolsa.Família,.no.mesmo.ano.R$.380.bilhões.foram.des‑

tinados.ao.pagamento.dos.títulos.públicos.(Mota,.2010) Nessa.direção,.o.novo. desenvolvimentismo.opera.como.uma.ideologia.que.refreia.os.impactos.mais.orto‑ doxos.do.neoliberalismo,.fazendo.o.Banco.Mundial.incorporar.na.sua.agenda.de. proposições,. elementos. de. natureza. política. e. social. para. além. dos. econômicos.

(PNUD,.2009.apud.Mota,.Amaral.e.Peruzzo,.2010).

É.claro.que.esse.conjunto.de.novas.premissas.governamentais.se.diferencia,. portanto,.do.neoliberalismo.da.“era”.FHC.e,.em.função.disso,.gera.uma.série.de. mistificações.que,.se.descoladas.de.suas.causalidades.macroeconômicas,.podem. induzir.às.análises.mencionadas.ao.final.do.item.precedente Ampliando.o.debate. sobre.esses.mitos.a.serem.desmistificados,.vou.me.deter.aqui.essencialmente.na. questão.do.crescimento.do.emprego.formal.no.contraponto.ao.decréscimo.do.de‑ semprego Esse.“sintoma”.me.permitirá.discutir.a.atualidade.das.características.que. marcaram.historicamente.a.“questão.social”.no.país A.ideia.é.mostrar.que.esse.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

439

quadro.não.altera.em.nada.a.essência.das.modalidades.de.exploração.do.trabalho. no.Brasil.porque.não.altera.suas.particularidades:.ao.contrário,.aprofunda.a.preca‑ rização.do.padrão.de.proteção.social.—.por.meio.da.centralidade.da.assistência. social.focalista.—.e.a.“passivização”.dos.trabalhadores.e.movimentos.sociais.—.por. meio. da. cooptação. de. lideranças. do. movimento.social. incorporadas. à. dinâmica. governamental.petista.

No.Brasil.contemporâneo,.onde.as.taxas.de.desemprego.caíram.em.todas.as.

pesquisas.sobre.o.tema.(permanecem.em.torno.de.6%.de.acordo.com.o.IBGE.e.

10%,.segundo.o.Dieese).e.a.economia.foi.alçada.ao.sexto.lugar.no.ranking.dos.

países. capitalistas,. são. recorrentes. as. análises. cada. vez. mais. otimistas. sobre. a. “queda”.da.desigualdade.social.medida.por.meio.da.redução.do.número.de.famílias. em.situação.de.extrema.pobreza.

Isso.seria.notado.no.aumento.da.mobilidade.social.e.do.consumo.nas.faixas. de.renda.mais.baixas,.que,.por.sua.vez,.seria.uma.combinação.resultante.de.três. fatores:.da.elevação.real.do.salário.mínimo;.do.crescimento.do.trabalho.com.car‑ teira.assinada,.que.torna.mais.efetiva.a.recuperação.do.piso.legal;.e.da.expansão. dos.programas.de.transferência.de.renda Quadros,.professor.do.Instituto.de.Eco‑

nomia.da.Unicamp.em.texto.de.2009,.chama.a.atenção.para.a.necessidade.de.rela‑

tivizar.essas.análises.já.que

a.evolução.do.desemprego.na.estrutura.social.revela,.como.era.de.se.esperar,.que.as.

taxas.de.desocupação.crescem.quando.se.caminha.do.topo.para.a.base.da.pirâmide

Isto.é,.as.famílias.mais.pobres.são.as.que.mais.sofrem.com.este.problema ].Desta.

forma,.verifica‑se.que.a.forte.redução.na.proporção.de.miseráveis.foi.acompanhada.

de.uma.certa.expansão.do.desemprego.entre.as.famílias.que.permaneceram.nesta.si‑

tuação (2009,.p 6)

[

O.que.está.em.discussão,.portanto,.é.que.a queda nas taxas de desemprego não significa necessariamente queda nos níveis de desigualdade Isto. porque. o. desemprego.continua.alto.entre.as.pessoas.de.baixa.renda,.reforçando,.por.sua.vez,.

a.concentração.de.renda.que.em.2010.continuava.apontando.que.1%.dos.brasileiros.

mais.ricos.detém.uma.renda.próxima.à.dos.50%.mais.pobres.

Dessa.forma,.mesmo.decrescendo.o.desemprego.aumenta.o.processo.de.pau‑ perização.que.tem.sido.enfrentado,.como.todos.sabemos,.predominantemente.com. políticas.de.assistência.social.e,.em.seu.interior,.com.o.Programa.Bolsa.Família. enquanto.principal.componente.orçamentário.dessa.política Essa.flagrante.“expan‑ são.de.políticas.de.exceção,.de.ingressos,.em.substituição.ao.direito.do.trabalho”.

440

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

(Mota,.Amaral. e. Peruzzo,. 2010,. p 50),. dá. corpo. ao. que. tem. sido. chamado. de. “assistencialização.da.seguridade.social”.(Rodrigues,.2007) Isso.significa.dizer. que.a.“questão.social”.passa.a.ser.enxergada,.predominantemente,.como.sinônimo. de.“exclusão.social”.e.reduzida.à.pobreza Esta.redução.estratégica.das.políticas. sociais.ao.combate.da.pobreza.é.mais.uma.ferramenta.de.“desmonte”.do.que.se. pretende.afirmar.como.proteção.social.de.cunho.universalizante.

Estas.políticas.compensatórias.e.focalizadas,.conceituadas.como.de.enfrentamento.à. pobreza,.são.apoiadas,.em.geral,.pelas.elites Note‑se.que.as.políticas.sociais.mais.es‑ truturadoras,.como.a.saúde,.as.aposentadorias,.a.educação,.dentre.outras.que.os.gover‑ nos.neoliberais.transformaram.em.serviços.mercantis,.são.objeto.de.uma.forte.reação.

da. direita. continental,. historicamente. patrimonialista,. oligárquica. e. antirreformista,.

frente.a.qualquer.iniciativa.de.universalização (Mota,.Amaral.e.Peruzzo,.2010,.p

54)

Para.Mota.(2010).há,.nessa.estratégia,.uma.“naturalização”.quanto.aos.limites.

do.enfrentamento.da.pobreza.que.ficam.circunscritos.à.“esfera.distributiva”,.como. se.isso.fosse.tudo.que.pode.ser.feito Desse.modo,.o.Programa.Bolsa.família.per‑ sonifica. as. orientações. dos. organismos. internacionais. quanto. à. focalização. no. combate.à.pobreza.e.é.reproduzido.em.inúmeros.outros.países.da.América.Latina. e. Caribe. depois. do. ano. 2000,. sendo. que. o. mais. antigo. deles. é. o. da.Venezuela,.

criado.em.1989.

Não.obstante.sua.insuficiência.quando.se.considera.a.“questão.social”.de.modo. mais.amplo,.sem.dúvida.esse.programa.de.transferência.de.renda.é.uma.medida. extremamente.popular,.que.responde.por.boa.parte.dos.níveis.de.aprovação.dos. governos.Lula.transferidos.para.a.atual.presidente 4 .

Por.outro.lado,.o.crescimento.dos.empregos.formais,.em.face.do.processo.de. desindustrialização.e.reprimarização.da.economia 5 .(Gonçalves,.2008).é.ancorado,.

4 A.imprensa.noticiou.neste.primeiro.semestre.de.2012.índices.de.popularidade.e.aprovação.do.gover‑

no.Dilma.em.torno.de.50% Disponível.em:.<http://epocanegocios.globo.com/Revista/Common/0,,EMI232

968‑16418,00‑POPULARIDADE+DE+DILMA+DEVE+RESISTIR+A+INFLACAO+EM+ALTA.html>

Acesso.em:.11.jun 2012.

5 Este.conceito.(reprimarização.da.economia.brasileira).pretende.sublinhar.o.reforço,.na.atualidade,.à.

produção.e.exportação.de.produtos.primários,.tradicionalmente.importantes.na.dinâmica.capitalista.brasilei‑

ra

Essa.característica.da.nossa.balança.comercial.havia.sido.parcialmente.diminuída.com.o.crescimento.

industrial.dos.anos.1950‑70,.mas.a.crise.do.desenvolvimentismo.e.a.abertura.comercial.de.cunho.neoliberal.

da.entrada.dos.anos.1990.reduziram.significativamente.o.parque.industrial.brasileiro,.recolocando.a.expor‑

tação.de.produtos.primários.em.lugar.central.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

441

predominantemente,.no.setor.terciário Disso.decorre.que.a.sua.qualidade.é.cada. vez.mais.precária.e.sua.rotatividade.é.altíssima,.fato.conhecido.entre.nós,.assisten‑ tes.sociais.que.mantemos.contato.cotidiano.com.trabalhadores.que,.estando.sob. esse.tipo.de.relação.trabalhista,.as.aceitam.com.base.no.raciocínio.de.que.“isso.é. melhor.que.nada” Ou.seja,.são.trabalhadores.mal.remunerados,.expostos.a.riscos. no.trabalho.sem.a.devida.proteção.social.e,.sobretudo,.desorganizados,.sem.iden‑ tidade.sindical.

É.fato.que.se.aumenta.o.grau.de.precarização.e.flexibilidade.do.trabalho.au‑ menta,. na. mesma. proporção,. sua. exploração Sabe‑se. da. funcionalidade. que. os. processos.de.terceirização.possuem.como.fonte.de.“barateamento”.do.valor.trabalho.

e. como. sua. utilização. tem. sido. cada. vez. mais. recorrente. em. diversos. setores. da. economia Do.mesmo.modo.a.incorporação.do.trabalho.informal.no.interior.da.di‑

nâmica.produtiva.é.também.crescente.como.aponta.Tavares.(2004),.indicando.novos.

arranjos.entre.as.já.preexistentes.formas.de.superexploração.do.trabalho.no.país.

Nessa.direção,.cabe.destacar,.entre.os.inúmeros.modos.de.incorporação.do. trabalho.informal.à.economia.“formal”,.o.estímulo.ao.“empreendedorismo”.junto. a.segmentos.pauperizados.valorizando.o.discurso.do.“trabalho.por.conta.própria”. e.formas.de.desassalariamento.que.disfarçam.situações.de.subemprego De.acordo. com.Alencar.(2008,.p 117‑118),

Se.na.década.de.1970,.o.horizonte.que.se.delineava.na.atuação.sobre.o.setor.informal.

era.sua.incorporação.em.direção.do.assalariamento,.dada.a.perspectiva.de.homoge‑ neização.da.estrutura.ocupacional.como.decorrência.do.desenvolvimento.econômico.

e.na.superação.do.subdesenvolvimento,.[a.partir.da].década.de.1990.os.propósitos.são.

outros ] [

A.inserção.produtiva.e.social.do.excedente.da.força.de.trabalho.e.dos.trabalhadores.

urbanos.pobres.passa.a.ser.a.prerrogativa.da.proposição.que.vislumbra.o.apoio.e.o.

incentivo.aos.pequenos.empreendimentos.como.meio.mais.eficaz.de.garantir.renda.

ou.ocupação.(não.necessariamente.emprego.assalariado) ].Estas.políticas.de.em‑

prego.restritas.a.uma.atuação.sobre.o.mercado.de.trabalho.caracterizam‑se.mais.pelo. seu.caráter.compensatório.e.focalizado.do.que.pelas.suas.reais.possibilidades.de.criar. empregos,.dado.que.estão.desvinculadas.de.um.projeto.de.desenvolvimento.econô‑ mico. nacional,. atuam. particularmente. sobre. o. mercado. de. trabalho. e. focando. sua. intervenção.sobre.determinados.segmentos.sociais.

[

É.importante.clarificar.que.esse.tipo.de.ocupação.tem.um.grande.impacto.no. mascaramento.dos.índices.de.desemprego.no.país,.já.que.especialmente.na.meto‑ dologia.de.mensuração.do.IBGE.essa.precariedade.não.é.levada.em.conta Nesta.

442

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

pesquisa.os.níveis.de.ocupação.detectados.consideram.apenas.o.desemprego.aber‑

to,.que.embora.seja.de.fato.a.situação.mais.extrema,.não.reflete.fidedignamente.a.

realidade.do.desemprego,.já.que

tecnicamente.a.definição.de.desemprego.aberto.é.[ ].bastante.estrita:.corresponde.às. pessoas. que,. não. estando. ocupadas,. estão. procurando. ativamente. trabalho Neste. conjunto.encontramos.os.trabalhadores.que.perderam.seus.empregos.e.os.novos.inte‑ grantes. da. população. ativa,. ou. seja,. os. que. procuram. trabalho. pela. primeira. vez Neste.sentido,.a.taxa.de.desemprego.é.um.conceito.bastante.ineficiente.e.impreciso. como.medição.da.situação.ocupacional,.tendendo.a.não.representar.fidedignamente.a. gravidade.do.problema.do.emprego Assim,.por.exemplo,.os.trabalhadores.que.perdem. seu.emprego.ou.desejariam.empregar‑se,.mas.que.não.procuram.outro.emprego,.pois. acreditam.ser.difícil.encontrá‑lo,.não.são.considerados.tecnicamente.desempregados. —.são.“inativos” Da.mesma.forma,.um.desempregado.que.encontra.um.“bico”,.por. mais.precário.que.seja,.passa.a.ser.“ocupado”,.ainda.que.se.trate.obviamente.de.um. subemprego (Souza,.1998,.p 164)

Sem.a.consideração.do.desemprego.por.desalento.e.do.subemprego,.mesmo.

os.trabalhadores.que.só.eventualmente.possuam.alguma.renda.são.considerados.no.

É.precisamente.considerando.os.altos.ín‑

contingente.de.“ocupados”.pelo.IBGE 6

dices.de.rotatividade.nas.ocupações.e.o.subemprego.que.não.posso.nominar.de.

outro.modo.senão.de.mitificação.essa.comemoração.em.torno.da.queda.da.taxa.de.

desemprego.no.Brasil.

É.fato.que.ela.diminuiu.quando.comparada.aos.índices.mensurados.nos.anos. 1990,.durante.a.ortodoxia.neoliberal Entretanto,.além.de.“disfarçada”.no.caso.da. metodologia. do. IBGE,. não. se. pode. desconsiderar. a. precariedade. dos. empregos. gerados.nesse.contexto,.que,.por.sua.vez,.incidem.na.reprodução.ampliada.da.de‑ sigualdade.social.que.continua.altíssima.no.país,.ao.contrário.do.que.afirmam.os. “otimistas.de.plantão”.

Esse.quadro.precisa.ser.completado.ainda.com.a.observação.de.Braga.(2010,.

apud.Mota,.2010),.reforçada.por.vários.outros.analistas,.quanto.à.atualização.da.

“revolução.passiva”.como.parte.das.estratégias.do.neodesenvolvimentismo Para.

6 No. instrumento. de. pesquisa. do. Dieese. existe. a. categoria. chamada. de. “desemprego. oculto”,. que.

corresponde.à.“parcela.da.PEA.[população.economicamente.ativa].que.está.sem.trabalho.ou.com.trabalho. precário.e.que,.por.isso,.deseja.trabalhar,.e,.por.conseguinte,.pressiona.o.mercado.de.trabalho.através.da. procura.efetiva.de.emprego.ou.negócio,.ou.com.procura.potencial.de.trabalho”.(Costa,.2002,.p 81) Por.esta. razão.os.índices.dessa.pesquisa.são,.geralmente,.maiores.que.os.encontrados.pela.pesquisa.do.IBGE.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

443

ele.“o.governo.Lula.[ ].conseguiu.desmobilizar.os.movimentos.sociais.ao.inte‑ grá‑los.à.gestão.burocrática.do.aparato.de.Estado.em.nome.da.aparente.realização. das.bandeiras.históricas.desses.movimentos”.(Idem,.p 21).

A. cooptação. de. lideranças. do. movimento. social,. historicamente. ligadas. à. trajetória. do. Partido. dos.Trabalhadores,. possibilitou. ao. governo. Lula. efetuar. as. contrarreformas.neoliberais.inconclusas.da.“era.FHC”,.como.a.previdenciária.e.a. da.educação A.desmobilização.resultante.desse.movimento.praticamente.“calou”. as. oposições. ao. governo. e. conferiu‑lhe.um. “ar. de. consenso”. que. é. próprio. dos. vários.episódios.brasileiros.de.“revolução.passiva”.

Se.é.óbvio.que.as.“revoluções.passivas”.retardaram.historicamente.o processo. de.constituição.da.identidade.de.classe.dos.trabalhadores.brasileiros,.como.parti‑ cularidade.de.nossa.formação.social.(cf Item.1),.após.mais.de.vinte.anos.de.regime. democrático.vemos.que.continuam.sendo.utilizadas.para.reforçar.essa.“passivização” Veja‑se,.por.exemplo,.como.o.acesso.à.renda.(por.meio.das.políticas.de.transferên‑ cia.de.renda).e.ao.consumo.(por.meio.de.medidas.como.a.redução.do.IPI).ao.mesmo. tempo.em.que.atendem.parcialmente.a.interesses.dos.trabalhadores,.da.classe.média. e.do.“lupem”,.alimentam.o.“velho”.clientelismo.que.ronda.o.Estado.brasileiro.

Este,.por.sua.vez,.assegurou,.além.da.popularidade.e.recondução.do.projeto.

petista.no.poder,.o.atendimento.de.interesses.das.classes.dominantes,.pois.essas.

medidas.repercutem.também.do.ponto.de.vista.macroeconômico,.retroalimentando.

a.produção.e.a.atração.de.capital.estrangeiro.ao.país.

Desse.modo,.vislumbra‑se.como.o.“neodesenvolvimentismo”.opera,.pela.via. do.“transformismo”,.a.atualização.de.uma.das.mais.antigas.obsessões.do.capitalis‑ mo:. “diluir”. ideologicamente. (e,. por. isso,. de. forma. aparente). os. antagonismos. entre.as.classes.sociais O.que.é.mais.grave.atualmente.é.que.essa.tentativa.ocorre. num.momento.de.extrema.complexidade.ontológica.da.classe.trabalhadora,.ou.seja,. complexidade.de.suas.“formas.de.ser”,.dada.a.diversificação.de.suas.inserções.no. mundo.do.trabalho,.conforme.aponta.Alves.(2005,.p 252):

o.poder.sindical.da.classe.operária.organizada.é.debilitado.[ ].em.sua.dimensão.ob‑

[ ].Surgiu,.a.partir.daí,.uma.nova.

classe.operária.mais.diversificada.e.mais.segmentada,.recalcitrante.às.práticas.sindicais.

convencionais.

jetiva,.com.a.“implosão”.do.mundo.do.trabalho

Pochmann,.enquanto.presidente.do.Ipea.e.porta‑voz.recente.desse.posiciona‑ mento,.afirmou.essa.“convergência”.em.entrevista.concedida.à.revista.Caros Ami‑ gos.em.2010 Diz.ele.que:

444

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

No.meu.modo.de.ver.há.sinais.para.uma.nova.convergência.política Aqueles.segmen‑ tos.que.eram.partícipes.da.macroeconomia.financeira.[ ].estão.cedendo.gradualmen‑

te.para.o.investimento.produtivo.e.variado Os.pobres.estão.vivendo.melhor,.mas.os.

ricos.estão.extremamente.bem.e.não.têm.do.que.reclamar ].e.é.compatível.nesse.

sistema.você.fazer.esta.mudança,.sem.expropriação,.sem.radicalismo Você.faz.esta.

negociação,.uma.frente.que.une.os.mais.diferentes.lados

[

(p 15)

Parece‑me.claro,.portanto,.que.uma.análise.das.particularidades.da.“questão.

social”.no.capitalismo.brasileiro.contemporâneo.aponta.para.a.reposição.de.alguns.

de.seus.traços.históricos:.a.superexploração.do.trabalho.(pela.via.da.precariedade.

das.ocupações).e.a.passivização.das.lutas.sociais.(pela.via.do.“transformismo”)

Captar.essas.determinações.na.análise.da.atual.conjuntura.pode.facilitar.a.constru‑

ção.de.estratégias.profissionais.e.políticas.que.evitem.a.“armadilha”,.tão.presente.

nas.instituições,.de.uma.“assistencialização”.da.nossa.intervenção,.conforme.deli‑

neado.a.seguir,.à.guisa.de.conclusão.

Considerações finais

Para.finalizar.este.texto.gostaria.de.pontuar,.ainda.que.brevemente,.alguns. nexos. entre. as. análises. levantadas. aqui. e. os. desafios. colocados. ao. trabalho. dos. assistentes.sociais.no.Brasil.contemporâneo.

Se.o.que.se.disse.precedentemente.faz.algum.sentido,.evidencia‑se.como.mais. uma.mistificação.da.“era”.Lula.da.Silva.o.fato.de.o.Brasil.ocupar.hoje.a.sexta.po‑ sição.no.ranking.da.economia.mundial O.crescimento.econômico.conseguido.com. as.medidas.ortodoxas.de.combate.à.inflação.e.manutenção.da.estabilidade.da.moe‑ da.—.base.da.política.macroeconômica.herdada.de.FHC.e.mantida.na.“era”.Lula. da.Silva.—.não.se.traduziu,.até.o.momento,.em.redução.da.desigualdade.social.

Conforme.exposto.anteriormente,.apesar.da.redução.das.taxas.de.desemprego. e.de.uma.“pretensa”.mobilidade.social.ascendente,.não.houve.nenhuma.regressão. estrutural.na.modalidade.de.exploração.do.trabalho.imperante.no.país Prova.disso. é. que. o. relatório. do. 20º. Programa. das. Nações. Unidas. para. o. Desenvolvimento.

(PNUD,.2010).ao.criar.um.novo.indicador,.o.Índice.de.Desenvolvimento.Humano.

Ajustado.à.Desigualdade.(IDH‑D),.aponta.que.o.Brasil.obteve.o.índice.de.0,629;.

ou.seja,.continuamos.com.mais.desigualdade.que.desenvolvimento.humano,.já.que.

o.índice.só.melhora.ao.atingir.valores.superiores.a.0,8.

O.que.explica.essa.contradição.é,.sem.dúvida,.a.conjugação.entre.a.superex‑

ploração.do.trabalho.(acentuada.com.o.processo.crescente.de.desassalariamento).e.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

445

das.dificuldades.de.enfrentamento.desse.quadro.pelos.sujeitos.políticos.organizados. —.cuja.“passivização”.ocorre.seja.pelo.assistencialismo.dos.programas.de.transfe‑ rência.de.renda,.seja.pela.cooptação Por.essa.razão.é.que.se.torna.evidente.a.reatu‑ alização.dessas.particularidades.da.“questão.social”.intimamente.relacionadas.com. as.características.que.o.capitalismo.assume.em.nossa.formação.sócio‑histórica.

Tendo.presentes.esses.elementos,.gostaria.de.sublinhar.a.grande.contribuição. que.o.trabalho.cotidiano.dos.assistentes.sociais.com.os.mais.diversos.segmentos. populacionais.pode.dar.para.desentranhar.as.mediações.necessárias.ao.processo. contínuo. de. particularização. da. “questão. social”. no. Brasil Na. setorialidade. do. mercado.de.trabalho.que.nos.absorve.o.aspecto.fundante.da.“questão.social”,.o. trabalho.e.suas.modalidades.de.exploração,.tende.a.ficar.obscurecido Nas.palavras. de.Netto,

Tomar.a.“questão.social”.como.problemática.configuradora.de.uma.totalidade.pro‑ cessual.específica.é.remetê‑la.concretamente.à.relação.capital/trabalho.—.o.que.sig‑ nifica.liminarmente,.colocar.em.xeque.a.ordem.burguesa Enquanto.intervenção.do. Estado.burguês.no.capitalismo.monopolista,.a.política.social.deve.necessariamente. constituir‑se.em.políticas sociais:.as.sequelas.da.“questão.social”.são.recortadas.co‑ mo. problemáticas. particulares. (o. desemprego,. a. fome,. a. carência. habitacional,. o. acidente.de.trabalho,.a.falta.de.escolas,.a.incapacidade.física.etc.).e.assim.enfrentadas (1992,.p 28)

Embora.a.setorialidade,.assim.entendida,.tenha.um.componente.estrutural.que.

não.se.supera.apenas.pela.ação.de.um.agente.profissional,.é.absolutamente.factível.

recuperar.essa.perspectiva.de.totalidade.no.plano.do.conhecimento.que.define.as.

estratégias.de.nossos.projetos.de.trabalho.

Cabe‑nos.articular.a.compreensão.de.como.se.plasmam.as.diferentes.formas. do.trabalho.e.do.não.trabalho.no.Brasil.contemporâneo,.já.que.essa.mediação.é,. sem.dúvida,.determinante.na.vivência.das.demais.expressões.da.“questão.social”. enfrentadas.institucionalmente Nesse.sentido,.é.preciso.forçar,.também.institucio‑ nalmente,.as.interfaces.entre.assistência.e.trabalho,.estando.atentos.para.não.refor‑ çar.ideologicamente.a.contramão.do.projeto.ético‑político.que.seria.subscrever.a. focalização.em.detrimento.da.universalidade,.já.que.isso.implica.uma.concepção. igualmente. reduzida. da. “questão. social” Quanto. a. isso. Netto. (2007,. p 38‑39). adverte.que

O elenco de objetivos do Serviço Social tem sido intencional e acintosamente mini‑ mizado mediante a centralização das suas funções no plano assistencial Esta.centra‑

446

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

lização.[ ].opera.a.efetiva.redução.do.Serviço.Social.à.“profissão.da.assistência” [

].

É.evidente.que.esta.redução.só.é.possível.porque.encontra.sólidos.suportes.no.corpo.

profissional.

Esses.suportes.à.“assistencialização”.referidos.pelo.autor,.que.subscrevem.a. perspectiva.focalizada.de.enfrentamento.da.“questão.social”,.são.constituídos.por. setores.da.categoria.profissional.que.se.diferenciam.no.interior.do.projeto.ético‑po‑ lítico Logo,.é.preciso.estar.atento.para.as.disputas.a.ser.travadas.fora.da.profissão,. mas.também.em.seu.interior.

Nesse. sentido,. nunca. é. demais. sublinhar. que. essa. diversidade,. apesar. de. legítima,.precisa.ser.identificada.e.discutida,.uma.vez.que.aponta.para.estratégias. que.reduzem.parte.dos.princípios.defendidos.a.certo.possibilismo prático (Idem) O.principal.risco.aí.envolvido.é.o.de.cairmos.na.“armadilha”.do.“transformismo”,. tal.qual.os.demais.setores.de.oposição.neutralizados.na.“era”.Lula.da.Silva.e,.com. isso,. termos. obscurecida. nossa. capacidade. crítica. ante. esse. contexto. de. tantas. mistificações.

Recebido em 13/6/2012

Aprovado em 19/6/2012

Referências bibliográficas

ALBUQUERQUE,. M

M

Pequena história da formação social brasileira. Rio. de. Janeiro:.

Graal,.1981.

ALENCAR,.M

M

T

de Políticas.públicas.de.emprego.e.renda.no.Brasil:.do.“nacional.desen‑

volvimentismo”.ao.“nacional‑empreendedorismo” In:.ALMEIDA,.M

R

de.Janeiro:.FSS/Uerj,.2008.

ALVES,.G

BEHRING,.E

BÓGUS,.L.;.YAZBEK,.M

O

H de;.BEHRING,.E

T

São.Paulo:.Cortez;.Rio.

(Orgs.)

Trabalho

e seguridade social no Brasil:.percursos.e.dilemas

Novo (e precário) mundo do trabalho

R

O

Brasil em Contra‑Reforma

São.Paulo:.Boitempo.Editorial,.2005.

São.Paulo:.Cortez,.2003.

C.;.BELFIORE‑WANDERLEY,.M

(Orgs.) Desigualdade e a ques‑

tão social São.Paulo:.Educ,.2000.

COSTA,.L de.S

nomia,.Universidade.de.Campinas,.2002.

COUTINHO,.C As.categorias.de.Gramsci.e.a.realidade.brasileira

estudo.sobre.seu.pensamento.político Rio.de.Janeiro:.Editora.Civilização.Brasileira,.1999.

O

N

desemprego e seus indicadores

Dissertação.(Mestrado).—.Instituto.de.Eco‑

In:

Gramsci:.um.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

447

DEDECCA, .

S.; . BALTAR, .

Notas . sobre . o . mercado . de . trabalho . no . Brasil . durante . a .

industrialização.restringida

1992 (Mimeo.)

Cadernos

do CESIT.—.texto.para.discussão.n

12,.Campinas:.I E.,.

FERNANDES,.F revolução burguesa no Brasil: ensaios.de.interpretação.sociológica ed.,.

Rio.de.Janeiro:.Globo,.2006.

GONÇALVES,.R Blindagem.do.Brasil.à.crise.externa.é.de.“papel.crepom” Entrevista.conce‑ dida.ao.Correio da Cidadania,.2.out 2008 Disponível.em:.<http://www.correiocidadania.com. br/index.php?option=com_content&task=view&id=2400&Itemid=79> Acesso.em:.9.maio.2012.

MANDEL,.E crise do capital:.os.fatos.e.sua.interpretação.marxista

Ensaio/Ed da.Unicamp,.1990.

MARX,.K capital

A

5

O

A

São.Paulo/Campinas:.Ed

18

ed Rio.de.Janeiro:.Civilização.Brasileira,.livro.1,.v 1,.2001.

;.ENGELS,.F A ideologia alemã 10

ed São.Paulo:.Hucitec,.1996.

MATTOSO,.J

MOTA,.A

Serviço.Social.brasileiro

E

A

desordem do trabalho

São.Paulo:.Scritta,.1995.

Ideologias

E Redução.da.pobreza.e.aumento.da.desigualdade:.um.desafio.teórico‑prático.ao.

da contrarreforma e o Serviço

In:.MOTA,.A E (Org.)

Social Recife:.Editora.Universitária‑UFPE,.2010.

;.AMARAL,.A do;.PERUZZO,.J O.novo.desenvolvimentismo.e.as.políticas.sociais.

S

F

na.América.Latina In:.MOTA,.A E (Org.)

Recife:.Editora.Universitária‑UFPE,.2010.

NETTO, .

São.Paulo:.Cortez,.1996.

Ideologias

da contrarreforma e o Serviço Social

Ditadura e Serviço Social : . uma . análise . do . Serviço . Social no . Brasil .

Capitalismo monopolista e Serviço Social São.Paulo:.Cortez,.1992.

Cinco.notas.a.propósito.da.questão.social

Das.ameaças.à.crise Revista Inscrita,.Brasília,.ano.7,.n 10,.nov 2007.

Revista Temporalis,.Brasília,.ano.2,.n 3,.2001.

face. contemporânea.da.barbárie In:.III.Encontro.Internacional.“civilização.ou.

barbárie” Serpa,.2010 Disponível.em:.<http://outroladodanoticia.com.br/inicial/2617‑uma‑fa‑

ce‑contemporanea‑da‑barbarie.html> Acesso.em:.2.mar 2012.

PASTORINI,.A

POCHMANN,.M Rumos.da.política.do.trabalho.no.Brasil In:.SILVA,.M

Políticas de trabalho e renda no Brasil contemporâneo São.Paulo/São.Luiz:.Cortez/Fapema,.2006.

Amigos Disponível.em:.<http://issuu.com/carosa‑

migos/docs/pdfs_ca_161leitor> Acesso.em:.13.maio.2012.

PNUD Relatório.de.Desenvolvimento.Humano.2010.—.edição.do.20º.aniversário A.Verdadei‑ ra.Riqueza.das.nações:.vias.para.o.desenvolvimento New.York:.PNUD,.2010 Disponível.em:. <www.idis.org.br/biblioteca/pesquisas/pnud_hdr_2010.pdf> Acesso.em:.10.maio.2012.

Uma.

A

categoria “questão social” em debate

São.Paulo:.Cortez,.2004.

O S.;.YAZBEK,.M C

Entrevista.concedida.à.revista.Caros

448

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

São.Paulo:.Editora.Brasiliense,.2004.

QUADROS,.W

Unicamp,.fev 2009 Disponível.em:.<http://www.eco.unicamp.br/> Acesso.em:.2.jan 2009.

Revista.Praia Vermelha,.Rio.de.Janeiro,.n 10,.2004.

Revista Ser Social,.Brasília,.n 6,.2000.

RODRIGUES,.M Assistencialização.da.Seguridade.e.do.Serviço.Social.no.Rio.de.Janeiro:.notas.

críticas.de.um.retrocesso

SANTOS,.W

ro:.Campus,.1987.

SANTOS,.J

do).—.Escola.de.Serviço.Social.da.Universidade.Federal.do.Rio.de.Janeiro,.2008.

SOUZA, .

Os . impasses . atuais . das . políticas . de . emprego . e .

Tese.(Doutora‑

Rio.de.Janei‑

Texto.para.discussão.n 156 Campinas:.IE/

PRADO.JÚNIOR,.C

História

econômica do Brasil

46 ed

Perfil

social do desemprego recente

In:.Serviço

Social & Sociedade São.Paulo:.Cortez,.n

91,.2007.

G

dos

Cidadania

e justiça:.as.políticas.sociais.na.ordem.brasileira

da “questão social” no capitalismo brasileiro

S

Particularidades

In: . BELLUZZO, . Campinas:.Unicamp,.

de;.COUTINHO,.R

1998 v 2.

TAVARES,. M Os fios (in)visíveis da produção capitalista:. informalidade.e.precarização.do.

trabalho São.Paulo:.Cortez,.2004.

(Orgs.)

Desenvolvimento

capitalista no Brasil

4

ed

A

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 430-449, jul./set. 2012

449

O negro no contexto das novas estratégias do capital:

desemprego, precarização e informalidade

Black people in the context of the new strategies of the capital:

unemployment, precariousnessandinformality

of the capital: unemployment, precariousnessandinformality Tereza Cristina Santos Martins* Resumo:

Tereza Cristina Santos Martins*

Resumo:.O.presente.artigo.parte.do.entendimento.de.que.apesar.da. crise.e.das.transformações.operadas.no.mundo.do.trabalho.atingirem. de.modo.geral.a.“classe‑que‑vive‑do‑trabalho”, 1 .as.novas.estratégias. de.produção.e.subordinação.do.trabalho.ao.capital.não.afetam.igual‑ mente. brancos. e. negros Nesse. sentido,. o. seu. objetivo. é. debater. a. condição.de.desigualdade.do.negro.no.contexto.das.novas.estratégias. de.produção.e.subordinação.do.trabalho.ao.capital Trata‑se.de.identi‑ ficar,.por.meio.dos.indicadores.das.desigualdades.raciais,.a.desigual‑ dade.do.trabalhador.negro.no.mercado.de.trabalho.brasileiro.

Palavras‑chave:.Desigualdade.racial Desemprego Trabalho.precário. e.informal.

Abstract:.This.paper.Takes.the.view.that.despite.the.crisis.and.the.transformations.wrought.in.the. work.world.in.general.reach.the.“class‑who‑livres‑of‑work”,.the.new.production.strategies.and.subor‑ dination.of.labor.to.capital.is.not.equally.affect.and.blacks In.this.sense,.the.goal.is.to.discuss.the. condition.of.inequality.in.the.black.in.the.context.of.new.production.strategies.an.subordination.of. labor.to.capital It.is.identified.by.the.indicators.of.racial.inequality,.the.inequality.of.black.work.

Keywords:.Racial.inequality Unemployment Precarious.employment,.informal.employment,.the.labor. market.

*.Doutora.em.Serviço.Social.pela.Universidade.Federal.de.Pernambuco/Recife,.Brasil;.membro.do.

Grupo.de.Pesquisa.Trabalho,.Questão.Social.e.Gênero.da.UFS

1 Antunes.(1997).

E‑mail:.trzamartins@gmail.com.

450

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

Apresentação

M esmo.considerando.o.caráter.estrutural.da.crise.capitalista.e,.conse‑

quentemente,.os.problemas.estruturais.por.ela.gestados,.e,.ainda,.

tendo.presente.que.o.desemprego.nesse.contexto.—.como.um.dos.

mais.importantes.problemas.contemporâneos.—.independe.de.re‑

quisitos.como.qualificação.e.escolarização.da.força.de.trabalho,.ainda.assim.obser‑

va‑se.que.o.desemprego,.as.ocupações.precárias.e.informais.têm.afetado.mais.os. trabalhadores.negros.do.que.os.brancos Desta.forma,.dar.conta.do.debate,.o.pre‑ sente.artigo.está.dividido.em.três.seções A.primeira.analisa,.em.traços.largos,.a. crise.do.capitalismo.e.as.mudanças.ocorridas.na.sociedade.do.trabalho Na.segun‑ da.seção.busca‑se,.a.partir.de.elementos.históricos.da.formação.social.do.Brasil,. compreender.a.discriminação.racial.como.uma.marca.impressa.na.constituição.do. capitalismo.brasileiro,.compreendendo,.ainda,.a.discriminação.racial.associada.às. determinações.econômicas.da.lógica.capitalista Nesse.sentido,.busca‑se.levantar,. na.gênese.do.capitalismo.brasileiro,.os.elementos.que.ajudam.a.pensar.o.desem‑ prego,.bem.como.as.inserções.da.força.de.trabalho.negra.nas.ocupações.precárias. e.informais Finalmente,.a.terceira.seção.traz.a.análise.percentual.de.desemprego. da.população.negra.(preta.e.parda).em.relação.à.população.branca,.bem.como.as. suas.inserções.nas.ocupações.precárias.e.informais.desencadeadas.pelas.antigas.e. novas.estratégias.de.produção.e.valorização.do.capital.

Crise e mudança na sociedade do trabalho

A.crise.do.sistema.capitalista.e.as.mudanças.no.mundo.do.trabalho.nunca,.na. história.do.desenvolvimento.capitalista,.afetaram.tão.profundamente.a.sociedade.e. a.“classe‑que‑vive‑do‑trabalho”.(Antunes,.1997).quanto.no.período.recente A.rigor,. as.transformações.no.mundo.do.trabalho.estão.relacionadas.à.crise.instaurada.no. capitalismo.mundial A.fase.expansionista.do.capitalismo.maduro.(Mandel,.1982). começa.a.dar.sinais.de.esgotamento.em.fins.dos.anos.1960 Na.verdade,.do.ponto. de.vista.econômico,.a.situação.excepcional.envolvendo.a.economia.de.guerra.e.a. ascensão.do.fascismo.esteve.na.base.dessa.terceira.onda.de.expansão.da.história. do. capital. (os. anos. de. ouro) Por. outro. lado,. os. fatores. políticos. vinculados. ao. contexto.da.Guerra.Fria.e.o.recente.Estado.socialista.possibilitaram.a.valorização. do. Welfare State Contudo,. o. capitalismo. “maduro”. cumprindo. uma. tendência.

inerente.a.sua.lógica,.inicia.uma.de.suas.crises.nos.anos.1970.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

451

É.preciso.observar,.no.entanto,.que.já.nos.fins.da.década.de.1960.a.busca.

contínua.de.extração.da.mais‑valia.conduziu.a.um.deslocamento.do.trabalho.vivo. pelo.trabalho.morto A.automação.intensificou.ainda.mais.as.contradições,.a.exem‑ plo. da. “socialização. crescente. do. trabalho. agregado. à. redução. do. emprego. e. à. apropriação.privada;.da.produção.de.valores.de.uso.e.a.realização.de.valores.de. troca;. o. processo. de. trabalho. e. o. de. valorização”. (Mandel,. 1982,. p 138‑139) Diante.da.incapacidade.do.sistema.de.manter.a.reprodução.da.mais‑valia.e.de.con‑ ter.as.contradições.que.lhes.são.inerentes,.tornou.urgente.instaurar.um.processo. heurístico. de. reconversão. da. ordem. do. capital. em. nível. internacional,. ou. seja,.

instaurar.a.acumulação.flexível.(Harvey,.1996).

O.que.se.colocou.na.base.da.crise.clássica.de.superprodução.dos.anos.de.1970.

foi.o.desemprego,.provocado.pela.adoção.de.técnica.de.produção.intensiva.e.eco‑ nomizadora.de.mão.de.obra;.a.isso.se.somam.a.alta.dos.preços.de.matéria‑prima,. a. queda. do. volume. do. comércio. mundial. e. um. poder. de. organização. da. classe. trabalhadora Todos.esses.elementos.contribuíram.para.a.queda.da.taxa.média.de. lucro Além.disso,.a.inflação.provocou.a.busca.de.valores‑refúgio.pela.via.da.espe‑ culação.financeira Por.sua.vez,.a.expansão.do.crédito.em.meio.a.um.processo.in‑ flacionário.resultou.na.aceleração.dos.processos.de.endividamento,.tanto.dos.seto‑ res.privados.quanto.dos.públicos.(Mandel,.1990,.p 39).

Para.fazer.frente.à.crise.que.se.instaura,.nos.anos.1980,.a.reação.burguesa.à.

corrida.tecnológica.em.busca.do.diferencial.de.produtividade.do.trabalho,.como. fonte.de.superlucros.(Mandel,.1982),.acaba.gerando.o.desemprego Desemprego. que,.diferentemente.do.fenômeno.vivenciado.nas.fases.anteriores.do.desenvolvi‑

mento.capitalista,.de.acordo.com.Mészáros.(2006),.diz.respeito.a.um.problema.de.

ordem. estrutural. e. mesmo. nos. países. chamados. de. “capitalismo. avançado”,. a. exemplo.do.Japão,.a.deterioração.das.condições.de.trabalho.não.permite.que.nem. a.falsa.ideia.de.“flexibilidade”.como.saída.redentora.oculte.as.sérias.implicações. decorrentes.da.expansão.e.da.acumulação.do.capital É.diante.da.essência.desse. fenômeno.que.o.autor.atribui.o.significado.de.trabalho.temporário.como.precariza‑ ção,.embora.se.pretenda.empregar‑lhe.o.termo.“emprego.flexível”.

Portanto,. estamos. diante. de. um. fenômeno. que. surgiu. como. característica. essencialmente.necessária.e.já.deteriorada.dessa.crise.estrutural,.cujos.desdobra‑ mentos.sob.as.condições.de.desemprego.se.apresenta.em.um

452

problema.que.não.se.restringe.[ ].[aos].trabalhadores.não.qualificados,.mas.atinge.

também [os].altamente

qualificados ].Da.mesma.forma,.a.tendência.da.amputação.

“racionalizadora”.não.está.mais.limitada.aos.“ramos.periférico.de.uma.indústria.obso‑

[

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

leta”,.mas.[os].mais.desenvolvidos.e.modernizados.setores.da.produção Portanto,.não. estamos.mais.diante.dos.subprodutos.“normais”.e.voluntariamente.aceitos.do.“cresci‑ mento.e.do.desenvolvimento”,.mas.de.um.movimento.em.direção.a.um.colapso;.nem. tampouco.diante.de.problemas.periféricos.dos.“bolsões.de.subdesenvolvimento”,.mas. diante.de.uma.contradição.fundamental.do.modo.de.produção.capitalista.como.um. todo,.que.transforma.até.mesmo.as.últimas.conquistas.do.“desenvolvimento”,.da.“ra‑ cionalização”. e. da. “modernização”. em. fardos. paralizantes. de. subdesenvolvimento. crônico E.o.mais.importante.de.tudo.é.que.quem.sofre.todas.as.consequências.dessa.

situação. não. é. mais. a. multidão. socialmente. impotente,. apática. e. fragmentada. das. pessoas.“desprivilegiadas”,.mas.todas.as.categorias.de.trabalhadores.qualificados.e.não.

qualificados:.ou.seja,.[ totalidade da força de trabalho.da.sociedade

2009,.p 1005)

(Mészáros,.

].a

Nesse.sentido,.o.desemprego.estrutural.se.coloca.como.característica.domi‑ nante.dessa.fase.do.desenvolvimento.histórico.do.capitalismo Essa.afirmação.se.

sustenta.no.fato.de.que.existem.mais.de.40.milhões.de.desempregados.nos.países.

industrialmente.mais.desenvolvidos A.Europa.possui.um.contingente.com.mais.de. 20.milhões,.a.Alemanha.ultrapassou.a.marca.dos.5.milhões A.Índia.encontra‑se. com.não.menos.do.que.336.milhões.de.pessoas.desempregadas A.intervenção.do. FMI.aprofunda.ainda.mais.as.condições.dos.desempregados Nos.antigos.países. pós‑capitalistas,.da.Rússia.à.Hungria.o.desemprego.é.maciço Na.Hungria.existem. cerca.de.500.mil.desempregados Na.Federação.Russa.a.situação.é.igualmente.ruim O. Vietnã. e. mesmo. a. China. não. se. colocam. como. exceções Embora. com. uma. economia. seja. especial. e. politicamente. controlada,. estima‑se. que. existam. 268.

milhões.de.desempregados.(Mészáros,.2006).

Não.por.acaso,.a.configuração.dessa.fase.de.desenvolvimento.faz.com.que.o. sistema.capitalista.se.constitua.de.uma.rede.fechada.de.inter‑relações.e.de.interde‑ terminações.por.meio.da.qual.não.é.possível.vislumbrar.saídas.paliativas.e.parciais. ao.desemprego Ao.contrário,.a.“globalização”,.como.uma.falsa.ideia.de.expansão. e.da.integração.do.capital,.como.um.fenômeno.supostamente.novo.e.destinado.a. responder.a.todos.os.problemas,.não.passa.de.um.“modo.antagônico.pelo.qual.o. avanço.produtivo.e.o.controle.do.metabolismo.social.lançam.parcela.crescente.da. humanidade.na.categoria.de.trabalho.supérfluo”.(Idem,.p 31)

Nessa. direção,. o. desenvolvimento.do. mais. dinâmico.sistema.produtivo.da. história.acaba.por.criar.um.número.cada.vez.maior.de.pessoas.supérfluas,.sem.com. isso.torná‑las.supérfluas.como.consumidores O.que.há.de.novo.no.fenômeno atual.

de.desemprego.do.sistema.globalmente.integrado,.segundo.Mészáros.(2006),.“é.

que.as.contradições.ocorridas.em.qualquer.uma.de.suas.partes.específicas.compli‑

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

453

cam.e.agravam.os.problemas.de.outras.partes.e,.consequentemente,.de.sua.totali‑ dade”.(p 32) Assim,.a.mesma.necessidade.de.diminuir.custos.significa.a.mesma. necessidade.de.produzir.desemprego.e.vice‑versa Essa.se.constitui.em.“imperati‑ vos.antagônicos.do.capital,.da.busca.de.lucro.e.da.acumulação,.aos.quais.[o.capital]. não.pode.renunciar.e,.[muito.menos].pode.se.restringir.segundo.princípios.racional. e.humanamente.gratificantes”.(Idem).

O.complexo.processo.sinalizado.até.agora.não.rebateu.apenas.no.plano.eco‑ nômico.e.político Repercutiu.e.serviu.de.base.de.sustentação,.no.plano.ideocultu‑ ral,.o.debate.acerca.do.pretenso.fim.da.história.e.do.capitalismo Nesse.sentido,. cabe,.ao.menos.sinteticamente,.lançar.alguns.elementos.que.contribuam.na.desmis‑ tificação.dessa.afirmação,.enquanto.detentora.do.caldo.ideocultural.pós‑moderno.

Segundo.Teixeira.(1996),.a.ideia.de.que.a.humanidade.teria.atingido.o.topo.

do. processo. histórico,. associada. a. uma. consciência. de. que. a. modernidade. teria. envelhecido,.levou.teóricos.a.afirmar.o.desaparecimento.das.determinações.que. sustentam.a.forma.capitalista,.tanto.de.organização.da.produção.quanto.da.distri‑ buição.da.riqueza.social.produzida.

De.fato,.os.princípios.padronizados,.especializados,.sincronizados,.centrali‑ zados.e.maximizados,.que.sustentaram.e.organizaram.a.produção.e.a.distribuição. da.riqueza.—.influenciando.as.diversas.dimensões.da.vida.—.sofreram.profundas. transformações.(Teixeira,.1996) No.entanto,.Teixeira.(1996).afirma.que.a.ideia.do. fim.do.capitalismo.parte.da.“consciência.imediata.da.práxis.utilitária.para.construir.

seus.conceitos.e.juízos.sobre.a.realidade” Na.verdade,.segundo.o.autor,.é.preciso. avançar.para.além.dessa.consciência,.retomando.o.resultado.das.análises,.no.sen‑ tido.de.investigar.para.perguntar.se.as.transformações.ocorridas.no.sistema.produ‑ tivo. significam. o. fim. do. capitalismo. como. “sistema. articulador. e. definidor. da.

produção,.do.consumo,.da.circulação.(da.troca).e.da.distribuição”.(Idem,.p

Aqui.se.impõe.a.necessidade.de.compreender.as.formas.de.produção.que.emergiram.

na.história.do.capitalismo,.como.exigência.a.valorização.do.capital.

É.com.a.grande.indústria.que.o.capitalismo.superou.as.barreiras.que.o.impe‑ diam.de.dominar.o.trabalho De.fato,.segundo.Teixeira.(1996),.a.partir.da.grande. indústria,.as.máquinas.passam.a.empregar.o.trabalhador O.trabalho.virtuoso.foi. destruído.e,.assim,.o.trabalho.abstrato.ganhou.realidade.“tecnicamente.tangível”,. ou.seja,.a.nivelação.geral.das.operações.possibilitou.deslocar.os.trabalhadores.de. uma. máquina. para. outra,. sem. que. com. isso. demandasse. treinamento. especial Ademais,.a.produção.de.máquinas,.equipamentos.e.instalações.etc possibilitou.a. substituição.do.trabalho.vivo.pelo.trabalho.morto,.dando‑lhe,.consequentemente,. condições.para.controlar.o.nível.e.o.movimento.dos.salários.

28)

454

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

A.despeito.dessa.superação,.“não.permite.ao.capital.se.afirmar.como.sujeito. absoluto”. (Idem,. p 68) Mesmo. porque,. para. dominar,. o. capital. desenvolve. as. forças.produtivas,.e.uma.vez.realizado.tal.feito,.“nega.as.bases.de.sua.própria.va‑ lorização:.o.trabalho.vivo.como.criador.de.valor”.(p 68) Nesse.sentido,.as.trans‑ formações.operadas.na.sociedade.do.trabalho,.ao.contrário.de.uma.indicação.do. fim.do.capitalismo,.como.quer.Habermas.e.Giannoti,.dizem.respeito.nada.mais.que. à.busca.de.novas.formas.de.produção.de.mercadorias,.sem.as.quais.o.sistema.não. tem.como.sair.de.sua.crise.estrutural.

É. nesse. contexto. que. o. desemprego,. enquanto. necessidade. impressa. pela. busca.de.“diminuição.dos.custos”.e.da.acumulação,.se.coloca.como.necessidade. do.capital,.ou.seja,.a.rigor

Ou.o.capital.mantém.seu.inexorável.impulso.em.direção.aos.objetivos.de.autoexpan‑ são,.não.importa.quão.devastadoras.sejam.as.consequências,.ou.se.torna.incapaz.de. controlar. o. metabolismo. social. da. reprodução [ as. soluções. parciais. não. serão. capazes.de.prestar.sequer.a.mais.superficial.atenção.aos.sofrimentos.humanos,.até. porque.é.a.primeira.vez.na.história.que.a.dinâmica.[ ].do.controle.social.metabólico. autoexpansivo.[que.o].sistema.expele.[ ].uma.maioria.esmagadora.de.seres.humanos. do.processo.de.trabalho Este.é.o.sentido.profundamente.perturbador.da.“globalização” (Mészáros,.2006,.p 32)

].

A.breve.reflexão.acerca.dos.elementos.que.se.colocam.no.debate.da.crise.e. das.transformações.desencadeadas.a.partir.da.necessidade.de.valorização.do.capi‑ tal. levanta. algumas. questões. fundamentais. para. pensar. os. fenômenos. advindos. desse.processo.na.realidade.das.sociedades A.primeira.diz.respeito.à.necessidade. de.compreendê‑los.a.partir.das.particularidades.e.dos.processos.sócio‑históricos. das.sociedades No.caso.brasileiro,.entendê‑los.a.partir.das.particularidades.presen‑ tes.desde.a.formação.social.do.país O.segundo.diz.respeito.aos.impactos.relativa‑ mente.desiguais.desses.fenômenos.na.sociedade.como.um.todo.e,.particularmente,. nas.classes.sócias.e.no.interior.destas No.caso.em.análise,.como.esses.fenômenos. atingem.desigualmente.a.classe.trabalhadora.negra.e.branca.

Nesses.termos,.antes.de.avançarmos.na.análise.acerca.dos.fenômenos.que. emergem. com. as. novas. estratégias. de. produção. e. subordinação. do. trabalho. ao. capital,.convém.realizar.uma.análise.sobre.o.processo.de.formação.social.brasilei‑ ro,.priorizando.a.constituição.do.capitalismo.no.país,.sem.a.qual.é.impossível.en‑ tender. o. porquê. de,. nessa. fase. de. desenvolvimento. do. sistema. capitalista,. ser. a. força.de.trabalho.negra.a.mais.atingida.pelos.fenômenos:.desemprego,.trabalho. precário.e.informal.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

455

O mercado de trabalho em formação: a construção do “lugar” do negro

Com.o.fim.do.trabalho.escravo.e.da.proclamação.da.República,.o.monopólio. do.poder,.o.controle.sobre.o.Estado.e.o.domínio.político.passam.a.ser.exercidos. pelos.grandes.proprietários Diante.dos.seus.interesses.econômicos.e.políticos,.o. índio,.o.negro.e.mesmo.o.branco.nacional.eram.questões.que.a.nascente.burguesia. remetia.a.último.plano Isso.porque.as.pretensões.de.redefinição.social.e.cultural. do.trabalho.conduziam‑se.no.sentido.de.uma.política.de.valorização.do.imigrante,. num.processo.em.que.o.negro.ao.entrar.nas.novas.condições.e.relação.de.produção. vê‑se.profundamente.bloqueado.pela.ideia.de.trabalho.assalariado.associado.a.uma. força.de.trabalho.estrangeira.e.branca Nesse.sentido,

o. “estrangeiro”. aparecia,. aí,. como. a grande esperança nacional. de. progresso. por. saltos Nos.demais.setores,.imperavam.as.conveniências.e.as.possibilidades,.escolhi‑ das.segundo.um.senso.de.barganha.que.convertia.qualquer.decisão.em.“ato.puramen‑ te.econômico” Desse.ângulo,.onde.o.“imigrante”.aparecesse,.eliminava.fatalmente.o. pretendente.“negro”.ou.“mulato”,.pois.entendia‑se.que.ele.era.o.agente natural.do. trabalho (Fernandes,.1978,.p 27)

Numa.conjuntura.em.que.o.processo.de.constituição.capitalista.se.efetivava,. o.trabalho.assalariado.se.coloca.numa.direção.essencialmente.deformada.e.exclu‑ dente,.de.valorização.do.trabalhador.branco.(o.imigrante.europeu).como.símbolo. da.redefinição.social.e.cultural.do.trabalho.no.país Daí.porque.a.constituição.do. capitalismo.no.país,.ao.imprimir.a.exploração.como.condição.fundamental.da.ló‑ gica. capitalista,. imprimiu. nessa. lógica. a. discriminação. racial. como. insígnia. do. modo.de.produção.baseado.no.trabalho.livre Sem.dúvida,.o.que.estava.em.jogo,.

segundo.Ianni.(1991),.era.“redefinir.o.trabalhador.para.redefinir.a.força.de.trabalho”.

(p 25) Tanto.assim.que.o.arianismo.que.pautava.o.processo.de.revolução.burgue‑ sa.partia.da.tese.da.luxúria.e.da.preguiça.do.negro,.do.índio.e.até.mesmo.do.branco. nacional O.que.está.posto.nesse.processo.é.a.busca,.por.parte.da.burguesia.emer‑ gente,.das.melhores.e.diferenciadas.condições.para.a.produção.e.a.ampliação.do. lucro Tanto.que

o.período.subsequente.de.domínio.republicano.teve.consequências.catastróficas.para. a.população.negra,.que,.particularmente.no.estado.de.São.Paulo,.sofreu.uma.exclusão. tripla.das.camadas.dominantes.da.vida.nacional As.práticas.formais.e.informais.da. República.negaram.a.participação.política.a.praticamente.toda.população O.esforço. para.refazer.o.Brasil.à.imagem.da.Europa,.e.a.doutrina.do.branqueamento,.excluíam.

456

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

intencionalmente.os.afro‑brasileiros.desta.nova.sociedade.republicana.que.estava.se. estabelecendo E.as.políticas.trabalhistas.do.governo.do.estado.de.São.Paulo.barraram. a. participação. dos. afro‑brasileiros. na. economia. que. rapidamente. se. desenvolvia (Andrews,.1998,.p 365‑366)

Os. efeitos. desse. processo. de. impressão. da. discriminação. racial. na. lógica. capitalista.vão.ser.evidenciados.no.período.anterior.à.industrialização.e.urbanização.

no.país.(décadas.de.1940.e.1950),.quando.a.abundância.de.força.de.trabalho.se.faz.

notar.no.contexto.brasileiro Esse.exército.de.desocupados.se.vincula.ao.processo. de.transição.do.escravo.ao.trabalho.livre,.período.em.que.grande.parte.da.população. de.ex‑escravos.e.seus.descendentes.passaram.a.se.constituir.em.excedente.para.as.

necessidades.médias.do.capital.agrário.(Pochmann,.2008).

Essa.aproximação.chama.a.atenção.para.o.fato.de.que.o.preconceito.racial.no. Brasil. acabou. definindo. “o. lugar”. do. negro. no. mercado. de. trabalho,. ou. seja,. o. negro.passa.a.ser.visto.preponderantemente.na.desocupação,.na.informalidade.e. nas.ocupações.com.precárias.relações.de.trabalho Assim,.fazendo‑se.evidentes.no. cenário.brasileiro.após.a.constituição.do.trabalho.livre,.a.desocupação.e.o.trabalho. precário,.com.que.o.negro.se.depara,.se.constituem.expressões.das.estratégias.de. produção.e.subordinação.do.trabalho.ao.capital.daquela.fase.histórica.do.capitalis‑

Enquanto.possuidor.da.mercadoria.força.de.trabalho,.os.negros,.a.partir.da.

mo

transformação.da.ordem.social,.começam.a.competir.com.a.força.de.trabalho.imi‑ grante Por. sinal,. situação. decorrente. da. política. desenvolvida. pela. elite. e. pelo. Estado.com.a.finalidade.de.integração.econômica,.mediante.a.qual.se.volta.para.o. “branqueamento. da. população. brasileira”,. resultando,. como. observa. Pochmann.

(2008),.na.“marginalização.do.negro”.no.mercado.de.trabalho.emergente.

Fernandes.(2007).observa.que.somente.a.partir.da.década.de.1930,.com.o.

desenvolvimento.urbano.e.a.expansão.agrícola,.o.negro.passa.a.se.inserir.no.mer‑ cado.de.trabalho,.embora.essa.inserção.esteja.associada.às.atividades.mais.degra‑ dantes. e,. obviamente,. às. ocupações. rejeitadas. pelo. trabalhador. branco Nesse. contexto,.a.transição.capitalista.no.Brasil.se.constituiu.em.um.processo.de profundas. transformações Iniciada.na.década.de.1930,.a.industrialização,.que.se.caracteriza.

inicialmente.por.ela.restringida.(1933‑55),.passa.a.um.novo.padrão.de.acumulação.

(industrialização.pesada).somente.a.partir.de.1956.(Draibe,.1985) A.despeito dessas. transformações.operadas,.o.lugar.do.negro.será.mantido.predominantemente.no. “exército.dos.desocupados”.e/ou.nas.ocupações.irregulares.e.degradantes.(Martins,. 2012) Portanto,.o.“lugar”.dos.negros.passa.a.ser.aquele.relegado.pelos.não.discri‑ minados.racialmente.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

457

Daí.porque.as.desigualdades.sociais.e.raciais.devem.ser.buscadas.na.lógica. capitalista,.nas.relações.de.produção,.na.estrutura.de.classes.e,.consequentemente,. na.forma.de.organização.do.poder.no.interior.da.formação.social.brasileira É.ine‑ rente.ao.modo.de.produção.capitalista.a.produção.e.reprodução.das.desigualdades É.intrínseco.também.a.esse.modo.de.produção.produzir.desigualdade.no.interior. das.desigualdades Daí.porque.as.relações.capitalistas.não.diminuem.a.distância. entre.todos.os.trabalhadores,.mesmo.como.“cidadãos”.da.mesma.classe As.relações. de.produção.reproduzem.as.desigualdades,.tanto.as.que.propiciam.a.alienação.do. produto.do.trabalho.e.do.trabalhador,.quanto.aquelas.que.no.interior.dessas.relações. fomentam.e.constroem.a.discriminação.racial.(Ianni,.1988) Não.por.outro.motivo,. as. mediações. entre. determinações. do. racismo. e. determinações. da. sociedade. de. classes.são.fundamentais.para.dar.conta.das.sequelas.que.a.articulação.dessas.de‑ terminações.deixaram.na.classe.trabalhadora.negra.no.país.

Parece‑me.evidente,.portanto,.que.as.desigualdades.do.negro.no.mercado.de. trabalho.brasileiro.estão.correlacionadas.com.as.crescentes.estratégias.de.produção. e.subordinação.do.trabalho.ao.capital,.ou.seja,.com.a.busca.cada.vez.mais.intensa. de.valorização.do.capital.e.extração.de.mais‑valia Contudo,.se.entrelaçam.os.ele‑ mentos.raciais.que,.a.partir.da.dinâmica.das.relações.sociais.do.capitalismo.brasi‑ leiro,.vão.evidenciando.os.mecanismos.que.constroem.e.reconstroem.—.embora. de.forma.velada.e.sob.a.égide.da.democracia.racial.—.os.elementos.constitutivos. da.discriminação.e.da.desigualdade.racial.no.Brasil.

O negro no mercado de trabalho brasileiro: desemprego, trabalho precário e informal

No.Brasil,.a.reestruturação.produtiva.tem.início.nos.anos.1980,.com.a.retração.

de.custo,.mediante.a.redução.da.força.de.trabalho,.via.organização.da.produção,. redução.do.número.de.trabalhadores,.intensificação.da.jornada.de.trabalho,.círculos. de.controle.de.qualidade.total.(CCQs).e.dos.sistemas.de.produção.just‑in‑time.e. Kanbam No.entanto,.é.na.década.de.1990.que.esse.processo.se.intensifica.median‑ te.a.intensificação.da.lean production,.dos.sistemas.just‑in‑time.e.Kanban,.do.pro‑ cesso.de.qualidade.total,.das.formas.de.subcontratação.e.terceirização.da.força.de. trabalho,.da.transferência.de.plantas.e.unidades.produtivas.(Antunes,.2006,.p 18).

Além.dessas.transformações,.evidencia‑se.um.processo.de.descentralização.

produtiva,.no.qual.indústrias,.a.exemplo.da.têxtil,.deflagram.um.movimento.de.

458

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

mudança.geográfica,.procurando.níveis.mais.rebaixados.de.remuneração.da.força.

de.trabalho.e.incentivos.fiscais.advindos.do.Estado.(Idem).

As.sequelas.desse.processo.de.acumulação.capitalista.se.evidenciam.no.de‑ semprego.estrutural,.a.partir.do.qual.observa‑se.um.grande.enxugamento.da.força. de.trabalho.que,.combinado.às.mutações.sociotécnicas.no.processo.produtivo.e.à. organização. do. controle. social. do. trabalho,. tem. acarretado. a. flexibilização. e. a. desregulamentação.dos.direitos.sociais,.principalmente.via.terceirização.

Esses.complexos.processos.se.somam.ao.contexto.de.desregulamentação.do. comércio.mundial,.que,.no.país,.desencadeou,.sobretudo.na.indústria.automobilís‑ tica,.uma.reestruturação.produtiva.via.inovação.tecnológica,.introdução.de.mudan‑ ças.organizacionais,.acompanhado.de.relativa.desverticalização,.forte.subcontrata‑ ção. e. novas. fábricas. de. tamanho. reduzido,. estruturas. com. base. em. células. produtivas,.além.da.ampliação.de.redes.de.empresas.fornecedoras.

No. mesmo. processo,. no. setor. financeiro. os. trabalhadores. foram. atingidos. pelas.mudanças.nos.processos.e.rotinas.de.trabalho,.impulsionadas.pela.tecnologia. de.base.microeletrônica.e.pelas.mutações.organizacionais As.políticas.gerenciais. são.viabilizadas.por.meio.de.programas.de.“qualidade.total”.e.“remuneração.va‑ riável” Assim,.as.práticas.flexíveis.de.contratação.da.força.de.trabalho.nos.bancos. —.mediante.a.ampliação.significativa.da.terceirização,.da.contratação.de.trabalha‑ dores.por.tarefas.ou.em.tempo.parcial,.da.introdução.dos.call centers.—.imprimiram. maior.precarização.dos.empregos.e.redução.dos.salários,.aumentando.o.processo. de.desregulamentação.do.trabalho.e.da.redução.dos.direitos.sociais.para.os.empre‑

gados.em.geral.e,.de.modo.mais.intenso,.para.os.terceirizados.(Antunes,.2006).

Nesse. contexto. de. desemprego. estrutural. e. crescentes. formas. precárias. de. contratação,.muitos.trabalhadores.dos.diversos.setores.foram.compelidos.a.desen‑ volver.uma.polivalência,.além.de.terem.aumentado.de.forma.extenuante.a.jornada. de.trabalho.

A.terceirização,.por.sua.vez,.ao.atingir.fortemente.alguns.setores.da.produção,. desencadeou.uma. ampliação.do. trabalho.em.domicílios,.nas.pequenas.unidades. produtivas Esse.processo,.além.de.alterar.o.espaço.familiar.e.as.condições.de.vi‑ vência,.vem.provocando.uma.degradação.dos.direitos.sociais.dos.trabalhadores,.a. exemplo. do. descanso. semanal. e. remunerado,. férias,. 13º. salário,. aposentadoria Ademais,.evidencia‑se.uma.ampliação.do.trabalho.infantil,.o.que.para.Mészáros.

(2006).constitui.um.retorno.da.mais‑valia.absoluta.

Nesse.sentido,.Mészáros.(2006).observa.que.a.precarização.do.trabalho,.ex‑

pressa.no.mito.da.flexibilidade,.está.geralmente.ligada.à.autoritária.legislação.an‑ titrabalho,. que. estabelece. lei. tendencial. da. equalização. descendente. da. taxa. de.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

459

exploração.diferencial Para.o.autor,.trata‑se.da.circunstância.necessária.à.existên‑

cia. da. globalização. nas. relações. de. produção. e. de. distribuição equalização.

descendente.das.taxas.de.exploração.diferenciais.afeta.cada.um.dos.países.capita‑ listas.avançados,.mesmo.os.mais.ricos O.que.torna.a.situação.grave.é.que.a.preca‑ rização.e.a.insegurança.avançam.pelos.quatro.cantos.do.mundo.

A.

[

ao.passo.que.mesmo.o.trabalho.mais.estável.está.sofrendo.uma.pressão.em.direção.à.

intensificação.sem.precedente.à.plena.disponibilidade.para.uma.submissão.aos.mais.

manifesto,.

diversificados.horários.de.trabalho

13/2/1998,.p 5,.apud.Mészáros,.2006,.p 37)

(Trentacinque.ore.della.mostra.vita,.Il

Em.se.tratando.das.novas.formas.de.trabalho,.Vasapollo.(2006).observa.que.

o.trabalho.atípico.e.a.precarização.se.colocam.como.elementos.estratégicos.domi‑ nantes.do.capital.no.paradigma.pós‑fordista Nesse.sentido,.a.flexibilização,.em.vez. de.aumentar.os.índices.de.ocupação,.impõe.a.aceitação.de.salários.reais.mais.baixos. e.em.piores.condições Nesse.contexto.de.reforço.às.novas.formas.de.ofertas.de. trabalho.difunde‑se.o.trabalho.irregular,.precário.e.sem.garantias.

Apesar.da.mundialização.do.desemprego.e.das.formas.precárias.de.trabalho.

é.preciso.observar.que,.embora.a.flexibilidade,.o.desemprego.e.a.precarização.sejam.

frequentemente.associados.à.fase.da.acumulação.flexível.do.capital,.no.Brasil,

460

tal.questão.aparece.com.traços.específicos.que.lhe.dão.complexidade.ainda.maior ]

É.importante.lembrar.que.em.nosso.país.a dualidade e a heterogeneidade do merca‑ do de trabalho são problemas histórico‑estruturais, que já estavam presentes antes mesmo da crise que atingiu a economia mundial como um todo. Assim, os problemas da “modernidade”, decorrentes do novo paradigma tecnológico, da abertura dos mercados e da globalização financeira, se superpõem aos problemas do atraso (alto grau de informalização e de precariedade das relações de trabalho, desigualdade social, deficiências do sistema de proteção social, baixíssimo nível de escolaridade da força de trabalho). [ ] Esses.fatores,.num.quadro.de.profundo.atraso.nas.relações.entre.capital.e.trabalho,. ajudam.a.entender.o.fato.do.país.nunca.ter.tido,.no. passado,. políticas. públicas.de. emprego Na.verdade,.o.próprio.conceito.de.política.social.tem.existência.recente.em. nosso.país,.pois.durante.décadas.acreditou‑se.que.a.melhoria.das.condições.de.vida.

da. população. e. do. perfil. de. distribuição. de. renda. seria. uma. consequência.direta.e.

inevitável.do.crescimento.econômico ]

Destaca‑se.o.grau.de.complexidade.dos.problemas.associados.ao.mercado.de.trabalho.

no.Brasil.e,.sobretudo,.a.dependência.do.enfrentamento.desta.questão.ao.equaciona‑

[

[

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

mento.de.inúmeros.problemas.no.plano.macroeconômico (Azeredo,.1998,.p.125‑126;. grifos.meus)

Nesse.sentido,.a.crise.capitalista.e.a.reação.burguesa.só.intensificaram.um.

processo.já.presente.no.regime.de.trabalho.brasileiro.—.evidentemente.resguardan‑

do.as.devidas.especificidades Contudo,.é.preciso.sinalizar.que.embora.esse.pro‑ cesso.tenha.desencadeado.efeitos.sobre.a.classe.trabalhadora,.as.novas.estratégias. de.produção.e.subordinação.do.trabalho.ao.capital.não.atingem.igualmente.traba‑

lhadores.brancos. e. negros contrário,.a.histórica.condição.de.precarização.e.

informalidade.do.trabalho.são.reforçadas.como.o.processo.de.crise.e.reestruturação. produtiva Nesse.sentido,.as.“novas”.formas.de.enfrentamento.da.crise,.pelo.capi‑ tal,.só.fortaleceram.e.aprofundaram.o.desemprego.da.população.negra,.bem.como. a.sua.inserção.no.trabalho.precário.e.informal.

Em.1998,.as.taxas.de.desemprego.dos.negros.em.seis.regiões.metropolitanas.

do.Brasil.foram.superiores.às.dos(as).brancos(as) Além.disso,.entre.o.total.de. desempregados(as),. igualmente. a. proporção. relativa. dos. afrodescendentes. era. maior.que.a.sua.taxa.de.participação.na.PEA,.chegando‑se.à.situação.extrema.em. Salvador,. onde. os. negros,. 79,9%. da. PEA,. correspondiam. a. 86,4%. do. total. de. desempregados.

Nota‑se.que.quando.os(as).racialmente.discriminados.não.estão.compondo.as. taxas. de. desocupação/desemprego,. a. sua. ocupação. e/ou. emprego,. nos. distintos. ramos.de.atividades,.está.relacionada.a.uma.maior.concentração.nas.funções.de. menor.prestígio.social.e.econômico Por.exemplo,.em.1998,.na.região.metropoli‑ tana.de.São.Paulo,.a.inserção.dos(as).ocupados(as).negros(as).nos.diferentes.seto‑ res.e.ramos.de.atividades.econômicas.foi.relativamente.maior.“nos.serviços.domés‑ ticos,.na.construção.civil,.na.indústria.têxtil,.nos.serviços.de.limpeza,.reformas.e. transportes,.e.menor.[ ].[na].indústria.química,.serviços.especializados,.creditícios,. educação,.saúde,.administração.e.utilidade.pública”.(Paixão,.2003,.p 107).

Esse. quadro,. mesmo. quando. se. avalia. considerando. aquela. “expulsão. de. massas.de.trabalhadores.dos.segmentos.industriais.e.não.industriais.urbanos.mais. estruturados”.a.que.se.referem.Baltar,.Dedecca.e.Henrique.(1996,.p 106).no.âm‑

bito.das.mudanças.estruturais.do.pós‑1990,.observar‑se‑á.que.em.1998,.“entre.os.

afrodescendentes,.a.proporção.de.negros.em.funções.precárias,.em.cinco.das.seis.

regiões.metropolitanas.cobertas.pela.PED,.era.superior.à.casa.dos.40%,.sendo.in‑

variavelmente.superior.à.proporção.de.brancos.na.mesma.situação”.(Paixão,.2003,.

p 108) Portanto,.isto.confirma.que.a.despeito.de.a.flexibilidade.estrutural.do.regi‑ me.de.trabalho.ter.se.aprofundado.e.se.expandido.na.conjuntura.que.demarca.o.

Ao.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

461

pós‑1990,.esse.fato.não.altera.a.determinação.da.raça.nos.processos.que.conformam.

as.relações.capitalistas.no.Brasil.

Exemplo.nesse.sentido.pode.ser.tomado.pela.proporção.de.trabalhadores(as). racialmente.discriminados(as).nas.ocupações.informais.e.precárias,.consideradas.

na.PED.(Dieese/Inspir,.1999).—.analisada.por.Paixão.(2003).—,.como.postos.de.

trabalhos.vulneráveis. 2 .Assim,.a.referida.pesquisa.deu.conta.de.que.a.proporção.de. ocupados.em.postos.de.trabalho.mais.vulneráveis,.segundo.cor/raça,.em.seis.regiões.

metropolitanas.do.Brasil,.em.1998,.é.assim.representada:.em.São.Paulo.42,2%.dos.

ocupados.nesses.postos.de.trabalho.são.afrodescendentes.(negros.e.pardos).e.32,2%.

são.da.cor/raça.branca.e.amarela;.em.Salvador,.enquanto.27,3%.são.da.cor/raça.

branca.e.amarela,.46,2%.são.afrodescendentes;.no.Recife.44,7%.são.afrodescen‑

dentes.e.36,8%.são.branca.e.amarela;.no.Distrito.Federal.essa.proporção.para.os.

afros.chega.a.35,4%.e.25,2%.para.a.branca.e.amarela;.em.Belo.Horizonte.40,3%.

são.afrodescendentes.e.31,1%,.branca.e.amarela;.em.Porto.Alegre,.enquanto.32,4%.

são.da.cor.branca.e.amarela,.43,3%.são.afrodescendentes.

Outro.exemplo.está.na.histórica.inserção.das.mulheres.negras.brasileiras.no. emprego.doméstico Em.1998,.nas.seis.regiões.metropolitanas.do.país,.as.negras. continuaram.a.se.concentrar.nessa.ocupação Em.São.Paulo,.enquanto.5,9%.da.PEA. branca.está.no.emprego.doméstico,.14,3%.nesse.emprego.é.da.negra Em.Salvador. são.12,1%.da.PEA.negra.e.3,7%.da.branca No.Recife,.11,5%.da.PEA.negra.está.

inserida.no.emprego.doméstico,.enquanto.apenas.6,6%.pertencem.à.PEA.branca

No.Distrito.Federal.o.percentual.chega.a.14,7%.da.negra.e.7,3%.da.branca Em.

Belo.Horizonte,.enquanto.13,6%.da.PEA.negra.ocupa.esse.emprego,.da.branca.é.

ocupado.por.6,5% Em.Porto.Alegre,.ao.contrário.da.participação.de.6,5%.da.PEA. branca,.a.negra.participa.com.16,4%.(Dieese/Inspir,.1999,.apud.Paixão,.2003) Esse. quadro.não.se.alterou Em.2009,.no.Brasil,.“pretos.e.pardos.são,.em.maior.propor‑ ção,.empregados.sem.carteira.[assinada].e.representam.a.maioria.dos.empregados. domésticos”.(IBGE/.PNAD,.2010,.p 230).

Dessa.situação.de.trabalho.resulta.uma.condição.de.vida.diferenciada,.seja.pelo. rendimento. do. trabalho. abaixo. do. rendimento. dos(as). demais. trabalhadores(as). brancos(as),. seja. pela. não. participação. no. produto. do. trabalho. social Em. 2008,.

“entre.os.10,0%.mais.pobres,.25,4%.se.declararam.brancos,.enquanto.73,7%.eram.

pretos.e.pardos Essa.relação.se.converte.entre.o.1,0%.mais.rico:.82,7%.eram.pessoas. brancas.e.apenas.15,0%.eram.de.cor.preta.e.parda”.(IBGE/PNAD,.2009,.p 187).

2 A.PED.toma.como.postos.de.trabalho.vulneráveis.os.assalariados.que.não.possuem.carteira.assinada,.

os.autônomos.que.trabalham.para.o.público,.os.trabalhadores.familiares.não.remunerados.e.os.empregados.

domésticos.

462

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

Paixão.e.Carvano.(2008),.ao.analisarem.o.desemprego,.no.período.de.1995.e.

2006,.tomando.como.referência.a.cor.ou.a.raça.e.o.sexo,.constataram.que.do.total.

de.desocupados.no.país,.60,4%.são.pretos.e.pardos,.dos.quais.22,2%.são.homens.

e.40,2%.são.mulheres Na.PEA.branca,.os.desocupados.chegam.a.38,3%,.sendo.

9,8%.de.homens.e.28,5%.de.mulheres.

Considerando.o.fato.de.que.a.reação.burguesa.à.crise,.no.Brasil,.fora.intensi‑ ficada.na.década.de.1990,.observa‑se.que.enquanto.em.1995, 3 .os.pretos.e.pardos.

correspondiam.a.48,6%.do.total.dos.desocupados,.sendo.25,3%.homens.e.23,3%.

mulheres,.em.2006, 4 .54,1%.do.total.de.desocupados.eram.pretos.e.pardos,.dos.quais. 23,9%.eram.homens.e.30,8%,.mulheres Assim.sendo,.em.onze.anos.houve.um. aumento.da.população.preta.e.parda.desocupada O.quadro.de.desemprego.da.po‑ pulação.preta.e.parda.se.confirma.quando.observada.também.por.regiões.do.país

Nesse.sentido,.verifica‑se.a.maior.taxa.de.desocupação.no.Sudeste.(11,3%.para.

homens.e.15,1%.para.mulheres) No.Norte,.observa‑se.a.menor.taxa.de.desocupa‑ ção.para.os.homens.(7,3%),.e.no.Sul,.para.as.mulheres.(10,4%) Apesar.dessas.

diferenças,.em.2006.as.taxas.de.desempregados.da.PEA.preta.e.parda.foram.supe‑

riores.à.branca.

Se.essa.fase.de.desenvolvimento.histórico.do.capitalismo.traz.como.condição. fundamental.o.desemprego,.as.novas.estratégias.de.produção.e.subordinação.do. trabalho.ao.capital.desencadeiam.ainda.uma.realidade.de.precarização.e.informa‑ lidade.que.atinge.toda.a.“classe‑que‑vive‑do‑trabalho” Nesse.contexto,.embora.os. trabalhadores.de.modo.geral.sejam.afetados,.são.os.grupos.que.historicamente.se. encontravam. em. desvantagem. social. que. se. inserem,. em. maior. proporção,. nas. ocupações/trabalhos. precários. e. informais Daí. porque. (entre. 1995. a. 2006). na. condição.assalariada.com.carteira.assinada.havia.uma.presença.maior.dos.trabalha‑ dores. brancos. (36,8%). do. que. entre. pretos. e. pardos. (28,5%);. entre. os. homens.

brancos.(39,8%).do.que.os.pretos.e.pardos.(33%);.e.entre.as.brancas.(33%).do.que.

entre.as.pretas.e.pardas.(22%) Da.mesma.maneira,.as.formas.precárias.de.contra‑

tação.são.evidenciadas.a.partir.dos.indicadores.trazidos.por.Paixão.e.Carvano.(2008),.

ou.seja,.“o.emprego.assalariado.sem.carteira.assinada.era.frequente.aos.homens. pretos.e.pardos.(25,2%).do.que.aos.brancos.(17,2%) Entre.as.mulheres,.o.percen‑ tual.de.pretas.e.pardas.era.ligeiramente.superior.(p 94).

Em. se. tratando. dos. trabalhos. que. garantiam. “maior. estabilidade”. e. maior. proteção.social,.a.exemplo.do.emprego.público,.observa‑se.que.este.“era.pouco.

3 Primeiro.ano.do.período.considerado.pela.pesquisa.

4 Último.ano.do.período.considerado.na.pesquisa.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

463

mais.frequente.às.mulheres.brancas.(9,9%).do.que.às.pretas.e.pardas.(7,5%).e.aos.

homens. brancos. (5,9%). do. que. aos. pretos. e. pardos. (4,6%)”. (Idem,. p 94) Em. contrapartida,.nas.ocupações.com.maior.instabilidade.e.com.menor.proteção.social,. a.exemplo.do.trabalho.doméstico,.das.pretas.e.pardas,.uma.em.cada.cinco.era.do‑ méstica.(21,8%) Já.a.probabilidade.de.encontrar.uma.mulher.branca.no.trabalho.

doméstico.era.8,9.pontos.percentuais.inferior.ao.de.pretas.e.pardas.(Idem).

Nesse.sentido,.quando.observamos.os.indicadores,.o.peso.relativo.do.empre‑ go. sem. a. carteira. assinada. na. PEA. ocupada. assalariada,. tanto. no. setor. privado.

quanto.no.público,.no.período.em.estudo,.era.de.25%.para.a.PEA.branca,.sendo.

que.nesse.grupo.de.cor.era.de.27,3%.para.a.masculina.e.de.23,9%.para.a.feminina

Inserida.nesses.mesmos.setores,.a.PEA.preta.e.parda.assalariada.detém.o.peso.re‑ lativo.de.37,6%.dos.empregados.sem.carteira.assinada Ao.decompor.esse.grupo.

de.cor.ou.raça.por.sexo,.verifica‑se.que.a.PEA.masculina.corresponde.a.40,1%,.

enquanto.a.feminina.é.de.32,5% Diante.desses.dados,.quando.analisado.tomando.

como.referência.a.cor.ou.raça,.evidencia‑se.que.enquanto.os.pretos.e.pardos.(55,5%).

ocupam,. em. maior. proporção,. os. trabalhos. informais,. sem. carteira. assinada,. a. presença. relativa. de. trabalhadores. brancos. nos. empregos. privados. com. carteira.

assinada.corresponde.a.57,1%.e.no.serviço.público,.nessa.mesma.condição,.equi‑

vale.a.57,8%.(Paixão.e.Carvano,.2008).

A.análise.do.trabalho.doméstico,.como.outra.modalidade.informal.de.ocupa‑

ção,.dá.conta.de.que.entre.os.pretos.e.pardos.chega‑se.ao.percentual.de.75,8%.sem.

carteira.assinada. 5 .Dentro.desse.grupo.de.cor.ou.raça.identifica‑se.que.76,1%.das.

mulheres.e.63,6%.dos.homens.encontram‑se.na.mesma.situação,.ou.seja,.não.pos‑

suem.carteira.assinada.e,.portanto,.não.possuem.os.seus.direitos.trabalhistas.garan‑ tidos Entre. os. brancos,. 68,9%. estavam. inseridos. no. trabalho. doméstico Desse. percentual,.57,1%.eram.homens.e.69,8%.eram.mulheres Ao.observar,.dentro.do.

trabalho.doméstico,.os(as).trabalhadores(as).que.possuíam.carteira.assinada,.53,8%.

eram.pretos.e.pardos,.sendo.que.do.total.de.empregados.sem.carteira.assinada,.o. peso. dos. homens. pretos. e. pardos. correspondia. a. 3,3%,. e. o. das. mulheres. desse.

grupo,.a.58,2%.

No.que.se.refere.ao.trabalho.autônomo,.observa‑se.o.fato.de.que.10,1%.dos.

brancos.possuíam.nível.superior 6 .e.apenas.1,9%.dos.pretos.e.pardos.possuía.esse.

5 Para.Paixão.e.Carvano.(2008),.“independentemente.das.clássicas.definições.da.OIT.e.considerando.

as.características.do.mercado.de.trabalho.brasileiro,.não.parece.razoável.ocultar.situações.diferenciadas.como. a.existência.ou.não.de.carteira.assinada,.no.caso.do.emprego.doméstico”.(p 96).

6 Da.mesma.forma,.Paixão.e.Carvano.(2008).observam.que.“independentemente.das.clássicas.defini‑

ções.da.OIT.e.considerando.as.características.do.mercado.de.trabalho.brasileiro,.não.parece.razoável.ocultar.

464

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

grau.de.escolaridade Assim,.dos.trabalhadores.por.conta.própria.80,7%.dos.bran‑ cos.tinham.ensino.superior.completo,.enquanto.entre.os.sem.ensino.superior.com‑

pleto,.52,3%.eram.pretos.e.pardos.

A.análise.dos.indicadores.que.apontam.para.as.ocupações.informais.permite. concluir. que. em. 2006. a. informalidade. atingiu. relativamente. mais. a. população. preta.e.parda Melhor.dizendo,.enquanto.53,3%.da.PEA.branca.estava.inserida.em. ocupações.informais,.esse.percentual.chegou.a.65%.da.PEA.preta.e.parda Fazendo. o. recorte. de. cor. ou. raça. e. de. gênero,. verifica‑se. que. 51,1%. da. PEA. branca. era. masculina,.enquanto.54,1%.era.feminina Da.PEA.preta.e.parda.inserida.na.infor‑

malidade,.61,5%.eram.homens.e.quase.75%.eram.mulheres.

Os.dados.acima.permitem.afirmar.que,.mesmo.considerando.o.contexto.das. novas.estratégias.de.produção.e.subordinação.do.trabalho.ao.capital,.os.trabalha‑ dores.brancos.concentram‑se.nas.ocupações/emprego.com.registro.em.carteira.de. trabalho,.no.serviço.público.e.militar,.nas.atividades.por.conta.própria.com.ensino. superior.concluído.e.na.condição.de.empregadores Em.relação.aos.trabalhadores. negros.(pretos.e.pardos),.estes.ocupam.postos.do.mercado.de.trabalho.sem.carteira. assinada,.com.predominante.inserção.no.emprego.doméstico,.no.trabalho.por.con‑ ta.própria.sem.ensino.superior.completo,.na.construção.para.benefício.próprio,.de. produção.para.o.próprio.consumo.e.não.remunerado Aqui.se.evidencia.a.condição. de.inserção.dos.trabalhadores.negros.no.mercado.de.trabalho:.com.vínculos.infor‑ mais.e.com.relações.de.trabalho.extremamente.precárias.

Considerações finais

A.tentativa.de.entender.os.impactos.das.novas.estratégias.de.produção.e.su‑ bordinação.do.trabalho.ao.capital.parece.evidenciar.que.a.reação.burguesa.à.crise. estrutural.do.capital.vem.afetando.em.dimensão.maior.a.parcela.da.classe.trabalha‑ dora.negra Essa.constatação.indica.que.embora.o.caráter.estrutural.das.transfor‑ mações.no.mundo.do.trabalho.ocorra.independentemente.de.fronteira.societária,. ele.não.isenta.a.possibilidade.de.impressão.das.marcas.particulares.de.cada.contex‑ to.social No.caso.do.Brasil,.o.racismo,.ao.se.associar.às.“novas”.relações,.tem.

situações.diferenciadas.como.[ ].a.posse.ou.não.do.diploma.de.nível.superior,.no.caso.das.ocupações.autô‑ nomas”.(p 96) Para.os.autores,.“ainda.que.o.diploma.não.garanta.atuação.profissional.na.respectiva.forma‑ ção,.não.deixa.de.ser.um.indicativo.sobre.as.diferentes.probabilidades.de.vínculo.com.o.mercado.de.trabalho. como.autônomo.profissionais.liberais”.(p 98).

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

465

influenciado. efetivamente. para. a. concentração. da. classe. trabalhadora. negra. no. desemprego. e/ou. nas. ocupações/empregos. informais,. com. precárias. relações. de. trabalho.

Recebido em: 27/4/2012

Referências bibliográficas

Aprovado em: 6/6/2012

ANDREWS,.G

R

Negros

e brancos em São Paulo (1888‑1988)

Bauru:.Edusc,.1998.

ANTUNES,.R

Adeus

ao trabalho?.Ensaios.sobre.a.metamorfose.e.a.centralidade.do.trabalho

São.Paulo:.Cortez,.1997.

A.era.da.informatização.e.a.época.da.informalização:.riqueza.e.miséria.no.Brasil

(Org.)

Riqueza

e miséria do trabalho no Brasil

São.Paulo:.Boitempo,.2006.

In:.

AZEREDO,.B Políticas.públicas.de.emprego.no.Brasil:.limites.e.possibilidades In:.OLIVEIRA,.

da.Unicamp,.

1998.

M

A

(Org.).Reforma

do estado e política do emprego no Brasil

Campinas:.Ed

BALTAR,

no.Brasil

modernidade.ou.volta.ao.passado?.São.Paulo:.Scritta,.1996.

DRAIBE,.S

neiro:.Paz.e.Terra,.1985.

FERNANDES,. F A integração do negro na sociedade de classes 3 ed São. Paulo:. Ática,.

Rio.de.Ja‑

.P.

.E.

.de .A.; .DEDECCA,

.C.

.S.; .HENRIQUE, .W.

.Mercado .de .trabalho .e .exclusão .social .

e trabalho no Brasil:.

In:.OLIVEIRA,.C A B.de;.MATTOSO,.J L (Orgs.)

E

Rumos

Crise

e metamorfoses: estado.e.industrialização no.Brasil.1930‑1960

1978

v 1.

A

revolução burguesa no Brasil:.ensaio.de.interpretação.sociológica ed São.Paulo:.

5

Globo,.2006.

O

negro no mundo dos brancos ed São.Paulo:.Global,.2007.

2

HARVEY,.D

Paulo:.Loyola,.1996.

IANNI,.O

Condição

pós‑moderna:.uma.pesquisa.sobre.as.origens.da.mudança.cultural

Rio.de.Janeiro:.Civilização.Brasileira,.1966.

Raças

e classes no Brasil

Escravidão

e racismo ed São.Paulo:.Hucitec,.1988.

2

São.

A.questão.racial.no.Brasil.In:.LOVELL,.Peggy.(Org.) contemporâneo Belo.Horizonte:.UFMG/Cedeplar,.1991.

Síntese

lise.das.condições.de.vida.da.população.brasileira Rio.de.Janeiro,.2009.

IBGE Pesquisa.Nacional.por.Amostra.de.Domicílios

Desigualdades sociais no Brasil

de Indicadores Sociais:.uma.aná‑

466

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

MANDEL,.E

O

capitalismo tardio

São.Paulo:.Nova.Cultural,.1982.

A

crise do capital São.Paulo:.Ensaio/Unicamp,.1990.

MELLO,.J

no mercado de trabalho:.limites à.participação.dos.trabalhadores.

negros.na.constituição.da.“questão.social”.no.Brasil Tese.(Doutorado).—.UFPE,.Recife,.2012.

MARTINS,.T C S

M

C.de

O

capitalismo tardio

Racismo

9

ed

São.Paulo:.Brasiliense,.1994.

MÉSZÁROS,.I Desemprego.e.precarização:.um.grande.desafio.para.a.esquerda In:.ANTUNES,.

R

(Org.)

Riqueza

e miséria do trabalho no Brasil

São.Paulo:.Boitempo,.2006.

Para

além do capital:.rumo.a.uma.teoria.da.transição reimpr São.Paulo:.Boitempo,.

3

2009.

NETTO, .

Cinco.

notas . a . propósito . da . questão .

Temporalis , . Brasília, . ano . 2, .

3, . 2001.

PAIXÃO,.M

Desenvolvimento

humano e relações raciais

Rio.de.Janeiro:.DP&A/LPP/Uerj,.

2003 (Col Políticas.da.Cor.)

PAIXÃO,.M.;.CARVANO,.L

Rio.de.Janeiro:.Garamond,.2008.

POCHMANN,.M Rumos.da.política.do.trabalho.no.Brasil In:.SILVA,.M

C Políticas

MA:.Fapema,.2008.

Desempregos.do.Brasil In:.ANTUNES,.R (Org.) Brasil São.Paulo:.Boitempo,.2006.

SODRÉ,. N W Historia da burguesia brasileira 3 ed Rio. de. Janeiro:. Civilização. Brasileira,.

e miséria do trabalho no

São.Paulo:.Cortez;.São.Luís,.

M Relatório

anual das desigualdades raciais no Brasil:.2007‑2008

O S.;.YAZBEK,.M

públicas de trabalho e renda no Brasil contemporâneo

Riqueza

1976.

TEIXEIRA,. F J S Modernidade. e. crise:. reestruturação. capitalista. ou. fim. do. capitalismo?. In:.

e reestruturação produtiva:.as.novas.determinações.do.mundo.do.

trabalho São.Paulo:.Cortez;.Fortaleza:.Uece,.1996.

VASAPOLLO,.L O.trabalho.atípico.e.a.precarização.se.coloca.como.elemento.estratégico.do‑

minante.do.capital.no.paradigma.pós‑fordista

Riqueza e miséria do

trabalho no Brasil São.Paulo:.Boitempo,.2006.

(Org.).Neoliberalismo

In:.ANTUNES,.R (Org.)

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 450-467, jul./set. 2012

467

Capitalismo, crise e lutas de classes contemporâneas:

questões e polêmicas*

Capitalism, crisisandcontemporaryclassstruggle: issuesandcontroversies

crisisandcontemporaryclassstruggle: issuesandcontroversies Marcelo Braz** Resumo:

Marcelo Braz**

Resumo:.O.texto.apresenta.questões.e.polêmicas.relacionadas.ao.

momento.atual.do.desenvolvimento.capitalista Divido.a.exposição.em. quatro.partes.que.se.relacionam.entre.elas Uma.primeira.discute.o.

capitalismo. contemporâneo. e. as. condições. de. sua. crise segunda.

mostra.os.dados.reais.que.condensam.o.desenvolvimento.contraditório. capitalista.em.dois.níveis:.barbárie.e.restauração A.terceira.parte.le‑ vanta.algumas.questões.práticas.e.teóricas.para.refletir.sobre.as.con‑ dições.atuais.das.lutas.de.classes Por.último,.um.breve.balanço.que. sugere.alguns.caminhos.

Palavras‑chave:.Capitalismo.contemporâneo Crise.contemporânea Lutas.de.classes Partido.político Movimentos.sociais.

A.

Abstract:.The.text.presents.issues.and.controversies.related.to.the.present.moment.of.capitalist. development Divided.the.exhibition.into.four.parts.that.relate.to.them The.first.discusses.the.conditions. of.contemporary.capitalism.and.its.crisis The.second.shows.the.actual.data.that.condense.the.contra‑ dictory.development.of.capitalism.in.two.levels:.barbarism.and.restoration The.third.part.raises.some. practical.and.theoretical.questions.to.reflect.on.the.current.conditions.of.class.struggle Finally,.a.brief. assessment.suggests.that.some.paths.

Keywords:. Contemporary. capitalism Contemporary. crisis Class. struggles Political. party Social. movements.

*.Este.texto.foi.preparado.a.partir.da.palestra.que.realizei.por.ocasião.do.evento.comemorativo.do.Dia. do.Assistente. Social,. promovido. pela. Cortez. Editora. com. o. apoio. do. Cress‑SP,. da.Abepss. e. da. Enesso,. ocorrido.no.dia.14.de.maio.de.2012 Sua.argumentação.central.foi.originalmente.preparada.para.a.exposição. da.palestra.

**.Doutor.em.Serviço.Social.pela.Universidade.Federal.do.Rio.de.Janeiro/RJ,.Brasil;.professor.adjun‑

to.III.da.Escola.de.Serviço.Social.da.UFRJ Professor.e.colaborador.da.ENFF.(Escola.Nacional.Florestan.

Fernandes)

E‑mail:.reis.braz@ig.com.br.

468

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

I

Capitalismo contemporâneo: crise e consequências sociais

A. partir.das.falas.que.me.antecederam,.procurarei.desenvolver.minha.

intervenção.seguindo.três.pressupostos.que.pretendem.dialogar.com.

o.que.trouxeram.os.companheiros.que.me.antecederam.na.mesa

São.eles:

i vivemos.a.plena.madurez.do.modo.de.produção.capitalista.(MPC),.o.que.

significa.que.vivemos.a.plena.barbarização.da.vida.social.que.se.expressa.

nos.indicadores.sociais,.no.padrão.destrutivo.do.desenvolvimento.das.for‑

ças.produtivas.e.na.financeirização.do.capital,.como.procurou.demonstrar.

José

a.natureza.tardo‑periférica.do.Brasil.não.coloca.nenhum.óbice.ao.desen‑ volvimento.dos.traços.deletérios.do.MPC.entre.nós;.antes.os.potencializa,. pois.que.se.combinam.com.as.heranças.arcaicas.que.persistem.no.país,. como.apontou.Josiane.S Santos; vivemos.uma.quadra.contrarrevolucionária.que.se.expressa.na.dificulda‑ de.de.construção.de.um.projeto.societário.alternativo,.ainda.que.estejamos. adentrando.uma.curva.ascendente.das.lutas.de.classes.nos.centro.do.ca‑ pitalismo.com.reflexos.no.Brasil,.como.procurarei.problematizar.

ii

.P.

.Netto; 1

2

iii

Do. primeiro. pressuposto. retomarei. algumas. questões. da. contribuição. de. Netto,.procurando.realçar.aquelas.que.incidirão.sobre.a.temática.que.me.cabe.na. mesa Especificamente,.partilho.de.suas.análise.e.corroboro.os.números.apontados,. mas.adicionaria.outros.mais.à.frente.que,.creio,.ajudarão.a.reafirmar.o.caráter atual. da.crise.do.capital Passemos.a.tratar.exatamente.dela.

Capitalismo: mais-valia, mais crise e mais barbárie

O.

capitalismo,.por.si.só,.sempre.dará.em.mais.capitalismo A.natureza.da.crise.do.

A.crise.capitalista.atual.não.nos.conduzirá.à.superação.da.ordem.burguesa

1 Netto.tratou.na.mesa.exatamente.do.capitalismo.contemporâneo,.discutindo.os.elementos.que.poten‑

cializam.a.crise.e.indicando.os.traços.que.conformam.a.barbárie.que.caracteriza.os.desdobramentos.sociais.

da.ordem.do.capital.

2 Josiane.S Santos.discutiu.a.formação.social.brasileira.procurando.relacioná‑la.à.dinâmica.do.capi‑ talismo.contemporâneo.e.modo.como.se.expressa.a.“questão.social”.no.Brasil.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

469

capital.que.se.aprofundou.a.partir.de.2008.não.é.diferente,.em.sua.essência,.das.

crises.que.abateram.o.sistema.em.tantas.outras.vezes,.tipificadas.pelos.traços.cons‑ titutivos. do. estágio. imperialista 3 . que. se. estruturou. justamente. a. partir. de. outra. grande.e.grave.crise,.a.de.1873 Ela.é.movida.pela.natureza.contraditótia.do.desen‑ volvimento.capitalista.que,.ao.potencializar.seu.processo.de.reprodução.ampliada. (sua.própria.acumulação.de.capital),.reproduz.os.fatores.que.exponenciam.suas. contradições.e.acionam.crises.que,.desde.as.últimas.décadas.do.século.XX,.têm. maior.duração.e.se.exprimem.em.períodos.menos.espaçados.(e.sem.ondas.longas. expansivas),.alternando.períodos.(espasmódicos).de.crescimento,.auge,.crise,.re‑ cessão/depressão,.retomada

A.contradição.central.(a.produção.social.e.a.apropriação.privada).e.o.caráter.

anárquico.da.produção.potencializam.e.assentam.o.desdobramento.das.crises.capi‑

talistas.que.podem.se.expressar.na.tendência.de.queda.da.taxa.média.de.lucro.e/ou. na.combinação.superprodução.de.mercadorias/subconsumo.das.massas.trabalha‑ doras E.é.o.aumento.da.população.sobrante.(do.exército.industrial.de.reserva).e.a. massa.de.capitais.excedentes.que.encontra.dificuldades.para.se.valorizar.(a.supe‑ racumulação).que.têm.tornado.o.metabolismo.social.do.capital.ainda.mais.sedento.

A.

e.voraz.na.busca.de.novos.espaços.de.acumulação.e.de.valorização.do.valor

análise.de.Mandel.é.formidável.porque.é.a.que.melhor.aponta.esses.elementos.como. aqueles.que.comandam.o.capitalismo tardio,.indicando.as.questões.centrais.para. pensar.o.capitalismo contemporâneo,.especialmente.duas:.o.aumento.da.composi‑ ção.orgânica.do.capital.e.o.problema.da.crescente.prevalência.do.capital.constante. sobre. o. variável. e,. decorrente. daí,. a. tendência. de. redução. do. trabalho. vivo. e. o. problema.da.relação.criação/realização.da.mais‑valia.

Além.desses.fatores.macroestruturais,.a.especificidade.da.crise.atual,.analisa‑ da.com.rigor.por.Mészáros,.está.assentada.em.duas.características.intrísecas.e.que. também.se.expressam.na.dinâmica.estrutural.do.MPC.contemporâneo:.ela.acentua o caráter destrutivo da produção capitalista,.de.modo.que.o.metabolismo.social. comandado.pelas.forças.do.capital.faz.predominar,.de.maneira.incomparável,.ten‑ dências.altamente.destruidoras.da.exploração.da.natureza.que.concorrem.até.mes‑ mo.para.criar.sérios.obstáculos.à.própria.reprodução.da.vida.social;.por.outro.lado,.

— fase superior do ca‑

pitalismo:.a.exportação.de.capitais,.a.formação.de.monopólios.industriais.e.bancários.e.a.tendência.progres‑

siva.de.associação/fusão.entre.eles.originando.o.capital.financeiro,.a.formação.e.o.controle.de.um.moderno.

sistema.de.crédito,.a.centralização.financeira.do.capital.que.faz.surgir.uma.oligarquia.financeira.controlado‑

ra.de.uma.massa.de.capitais.monumental;.em.decorrência,.estrutura‑se.uma.verdadeira.partilha.econômica.

(entre.os.grandes.grupos.monopolistas).e.territorial.(entre.os.países.imperialistas.sedes.dos.monopólios).

3 Tais.traços.são.aqueles.trabalhados.por.Lenin,.no.seu.clássico.Imperialismo

470

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

e.correlatamente,.esgotaram‑se os mecanismos estruturais.(posto.que.os.paliativos. sempre.hão.de.existir).de autorregulação.do sistema.sociometabólico.do.capital,. uma.vez.que.o caráter permanente da crise sobressai em detrimento da sua forma cíclica de se expressar,.prevalente.até.os.anos.1970 Mészáros.caracteriza.muito. bem.a.crise.adjetivando‑a,.corretamente.a.meu.ver,.como.uma.rastejante.

Aqui,.quero.salientar.duas observações:.a.primeira.diz.respeito.à.predomi‑ nância.de.análises catastrofistas.sobre.a.crise.contemporânea A.sua.forma.a‑his‑ tórica.de.apreender.a.realidade.só.conduzirá.a.“saídas”.igualmente.a‑históricas.que. podem.se.expressar.em.promessas voluntaristas,.como.as.que.pululam.nos.países. centrais. tocadas. pela. “juventude. indignada”. dos. setores. pequeno‑burgueses. das. grandes.cidades.e.pelos.ecoambientalistas.de.todo.tipo;.ou.em.“soluções”.fatalistas. que.podem.dar.tanto.nas.promessas.que.promovem.a.(improvável).ruptura.abrupta. com.a.ordem.burguesa.baseada.em.prognoses.fantásticas.sobre.o.futuro.(e,.eviden‑ temente,.numa.equivocada.análise.do.presente).ou,.ao.contrário,.podem.resultar.no. mais.absoluto.niilismo,.inofensivo.e.inepto.

Mesmo.que.não.possamos.debitar.à.teoria.o.rumo.de.algumas.das.expressões. das.lutas.sociais,.é.certo.que.ela.representa.parte.do.esforço.de.autores.que,.ainda. que.não.possam.ser.responsabilizados.por.seus.rumos,.mantêm.notória.influência. nesse.campo São.vários.os.exemplos.que.podemos.colecionar,.mesmo.que.partam. de.perspecivas.teóricas.diversas,.que.podem.nos.levar.a.caminhos.diferentes:.des‑

de.Kurz.nos.anos.1990,.passando.por.Negri/Hardt.na.década.de.2000.e.pelos.di‑

versos. estudos. que. colocam. o. acento. na. questão. ambiental. (que. é. de. fato. uma. questão.relevante,.mas.não a central).como.o.que.se.faz.notar.dos.textos.de.Boa‑ ventura.Sousa.Santos.

A.segunda observação diz.respeito.às.correntes.que.não.entendem.a.natureza. da.crise.contemporânea.e.que.acabam.compreendendo‑a.como.mais.uma.crise.do. capital,.passível.de.solução,.regulação.ou.medidas.anticíclicas Aqui.aposta‑se.na. administração.de.uma.dinâmica.que.é.cada.vez.mais.incontrolável.e.que.já.não.mais. comporta.formas.de.autorregulação Pior:.aposta‑se.no.controle.e.na.administração. das.consequências.sociais.do.inadministrável.sistema.do.capital Vê‑se.tal.equívo‑ co.nas.correntes.que.apostam.numa.terceira via tardia,.nas.saídas.ditas.neokeyne‑ sianas.(que.no.Brasil.têm.atendido.pelo.nome.de.neodesenvolvimentismo.que.se. expressa,.na.verdade,.como.um.arremedo.do.modelo.desenvolvimentista).ou.até. mesmo.no.sonho.de.uma.reedição.saudosa.de.um.novo.Welfare.State.

O.suposto.neodesenvolvimentismo,.quando.comparado.aos.traços.gerais.das. políticas.desenvolvimentistas.—.que,.de.modo.muito.problemático.e.diferenciado,.

conhecemos.ao.longo.do.período.1930.e.1980.no.Brasil.através.de.algumas.expe‑

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

471

riências.implementadas.—,.está.muito longe do modelo.original Segundo.especia‑ listas,.quando.comparado.ao.paradigma.desenvolvimentista.que.se.conheceu.no. século.passado,.a.hipótese.neodesenvolvimentista “se.desmancha.no.ar”,.e.as.razões. são.claríssimas,.seja.porque:.“a).apresenta.taxas.de.crescimento.bem.mais.modestas; 4 . b).confere.importância.menor.ao.mercado.interno,.isto.é,.ao.consumo.das.massas. trabalhadoras;.c).dispõe.de.menor.capacidade.de.distribuir.renda 5 ;.d).aceita.a antiga. divisão.internacional.do.trabalho,.promovendo.uma.reativação,.em.condições.his‑ tóricas.novas,.da.função.primário‑exportadora.do.capitalismo.brasileiro; 6 .e).é.diri‑ gida.politicamente.por.uma.fração.burguesa,.a.qual.denominamos.burguesia interna,. que.perdeu.toda.a.veleidade.de.agir.como.força.antiimperialista”. 7

Para.além.das.muitas.polêmicas.que.o.tema.suscita,.uma.definição.emprega‑

da.para.explicar.o.que.chamo.de.hipótese desenvolvimentista.é.esclarecedora:.“[ o.neodesenvolvimentismo.é.o.desenvolvimento.possível.dentro.do.modelo.capita‑

lista.neoliberal.[

8 .Ora,.sabemos.que.o.neoliberalismo.se.caracteriza.justamen‑

te.por.políticas e medidas que obstam o desenvolvimento e o crescimento.econô‑

mico,.tornando.muito.difícil.sustentar.tal.afirmação.

Ainda.sobre.a.segunda observação:.o.entendimento.do.capitalismo.contem‑ prâneo.parece.ser.levado.para.um.beco.sem.saída,.justamente.porque.mostram‑se. inúteis.as.saídas.de.administrá‑la Namora‑se.o.capital,.imperando.o.possibilismo. que.procura.agir.nos.espaços.cada.vez.mais.estreitos.e.restritos.e.que.atua.nas.su‑ postas.brechas.por.dentro.do.Estado.capitalista O.trabalho.torna‑se.parceiro.do. capital. e. seus. representantes,. os. representantes. do. capitalismo. nos. governos

4 Lembre‑se.que.um.dos.pilares.do.desenvolvimentismo.é.justamente.a.robustez.do.crescimento.eco‑

nômico.

5 Mercado.interno.forte.e.amplo,.dinamizado.por.políticas.de.distribuição.de.renda.que,.entre.outras.

funções,.ajudam.a.potencializar.o.consumo.das.massas:.eis.aí.dois.pilares.do.modelo.original.que.não.se.

sustentam.na.hipótese neodesenvolvimentista.

6 Aceitação.absolutamente.inaceitável.no.modelo.“clássico”!

7 O.tão.desejado.caráter.progressista.da.burguesia.nacional.se.esfumaçou.em.1964.e,.hoje,.ela.está.

perfeitamente.integrada,.associada.e.dependente.aos.circuitos.comandados.pelo.grande.capital.operante.no.

país

de Fato.(5.a.11/4/2012) É.importante.salientar.que.o.autor.tem.conclusões.diferentes.das.minhas.em.relação. ao.alcance.do.que.chamo.de.hipótese neodesenvolvimentista.(deve‑se.considerar.aqui.os.limites.que.uma. entrevista.coloca.para.uma.argumentação.mais.sólida) Para.ele,.apesar.dos.óbices.e.dos.limites.atuais,.tão. bem.apontados.no.trecho.reproduzido.acima,.é.possível.sustentar.o.neodesenvolvimentismo.que.inclusive. aponta,.politicamente,.para.a.formação.de.uma.“frente.política.neodesenvolvimentista”.formada.em.torno.de. grupos.sociais.muito.heterogêneos.que.disputam.o.governo.Dilma.Roussef.e.que.se.unem.pela.oposição.aos. grupos.(predominantemente.ligados.ao.PSDB.e.ao.DEM).neoliberais.ortodoxos.

Brasil

As.citações.às.quais.recorri.se.referem.a.uma.parte.da.entrevista.de.Armando.Boito.Jr ao.Jornal

8

Brasil

de Fato.(Idem).

472

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

Busca‑se.a.hegemonia.em.comunhão.com.os.interesses.maiores.do.capital.que.faz. do. Estado. e. dos. governos. de. plantão. seus. prepostos,. consolidando. aquilo. que.

Franscisco.de.Oliveira.(2007).denominou.de.“hegemonia.às.avessas”,.pela.qual.a.

esquerda.exerce.o.poder.para.realizar.o.projeto.do.capital,.por.intermédio.de.meios. políticos.que.rebaixam.sobremaneira.seus.horizontes Ela.(a.“hegemonia.às.avessas”).

é.recente.entre.nós.e.começou.em.2003,.mas.é.velha.conhecida.dos.europeus.cujos.

governos. tocados. por. partidos. socialistas. desde. os. anos. 1980. são. os. melhores. exemplos Recorde‑se.dos.casos.francês.(com.Mitterrand),.espanhol.(com.Gonza‑ les).e.português.(com.Soares).

II

Crise do capitalismo: barbárie e restauração

Diferentemente.do.que.disseram.os.apologetas.do.capital,.o.pleno.desenvol‑ vimento.da.ordem.burguesa.não.produziu.igualdade Pelo.contrário,.gerou.mais. desigualdades,.tanto.entre.os.países.centrais.e.os.da.periferia,.quanto.no.interior.de. cada.nação.em.que.as.assimetrias.sociais.foram.aumentadas Na.relação.entre.os.

países,.tal.fato.é.verificável.por.dados.insofismáveis.que.atestam.que.80%.da.po‑

pulação.que.vive.no.Hemisfério.Sul.dispõe.de.20%.da.riqueza.mundial,.ao.mesmo.

tempo.em.que.a.outra.parte,.menos.de.20%.da.população.que.vive.no.Hemisfério.

Norte,.desfruta.de.80%.da.riqueza.

Os.países.de.alta.renda,.onde.vive.16%.da.população,.concentram.55%.da.

produção.mundial Por.outro.lado,.os.países.de.renda.baixa.e.média,.que.abrigam. 84%.da.população.mundial,.respondem.por.45%.da.produção.global Os.dados. relativos.à.renda.são.sempre.insuficientes.para.dar.conta.da.realidade.social.que. caracteriza.a.relação.produção/distribuição.da.riqueza.no.mundo.capitalista Mesmo. assim,.veja‑se.os.seguintes.números:

•. considerando‑se.os.cerca.de.47.mil.dólares.que.expressam.a.renda.dos. mais. ricos. e. os. 2.300. dólares. que. cabem. aos. mais. pobres,. a. renda. per

•.

capita.destes.corresponde.a.apenas.5%.da.dos.mais.ricos;

a.renda.per capita.dos.Estados.Unidos.é.4,2 vezes maior do que a ren‑ da média mundial e 21.vezes.maior.do.que.a.renda.média.da.África. Subsaariana;

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

473

Para.além.da.renda,.vejamos.outros.dados:

•. 1/6.da.humanidade.passa.fome.(e.entre.estes,.852.milhões.sofrem.fome. crônica). enquanto,. segundo. dados. da. FAO. (Fundo. para.Agricultura. e. Alimentação.—.ONU),.a.produção de alimentos atual é capaz de alimen‑ tar 11 bilhões.de.pessoas,.quase.duas.vezes.a.população.mundial Note‑se. que.do.1.bilhão.dos.famintos,.75%.deles.estão.no.campo É.digno.de.nota. também.que.o.problema.da.sociedade.do.capital.não.se.resume.aos.aspec‑ tos.quantitativos,.pois.que.há.problemas.qualitativos.graves:.há.hoje.no.

mundo.capitalista.cerca.1.bilhão.de.obesos.

•. A.subnutrição.acomete.uma.entre.três.crianças.no.mundo Em.números.

absolutos,.a.subnutrição.e.a.fome.crônica.afetam.aproximadamente.250.

milhões.de.pessoas.na.Índia;.mais.de.220.milhões.na.África;.40.milhões.

em.Bangladesh;.22.milhões.no.Brasil,.15.milhões.no.Afeganistão Morrem.

cerca.de.9.milhões.de.pessoas.por.ano.devido.a.complicações.relacionadas.

à.fome.ou.aproximadamente.25.mil.mortes.por.dia.

•. De.acordo.com.a.FAO,.entre.1950.e.2000,.a.produção.mundial.de.grãos.

mais.que.triplicou,.passando.de.cerca.de.590.milhões.para.mais.de.2.trilhões.

da metade dos.grãos.hoje.é.destina‑

da.à.alimentação,.enquanto.a.maior.parte.serve.para.fabricar.rações.animais,.

O.desperdício na produção

de alimentos.beira.cifras.injustificáveis.de.30% a 40% da produção de

de.toneladas.métricas.ao.ano

Menos

biocombustíveis.e.outros.produtos.industriais

grãos.

•. Segundo.a.mesma.FAO,.praticamente.a.metade.da.população.vive.abaixo da faixa de pobreza. e,. nesse. universo,. 1 bilhão de pessoas vivem com menos de um dólar diário.

•. Mas.não.é.um.mal.apenas.dos.países.menos.desenvolvidos.do.continente

Nos.Estados.Unidos,.o.nível.de.pobreza.chegou.o.ano.passado.a.14,3%

Em.nível.mundial,.de.acordo.com.a.ONU,.há.sete.países.que.somam.dois. terços.da.pobreza.e.fome.do.mundo:.Bangladesh,.China,.Índia,.Indonésia,. Paquistão,. Congo,. e. Etiópia Na. Europa,. segundo. a. agência. estatística.

europeia,.há.84.milhões.de.pobres,.17%.da.população.

•. 30%.da.população.vive.problemas.crônicos.com.o.consumo.da.água,.e.a. ONU.admite.que.até.2050.cerca.de.60%.terá.graves.dificuldades.de aces‑ so.à.água.

•. Segundo.estudos.da.Royal Society, uma.criança de um país rico.consome.

de.30.a.50.vezes.mais.água.do.que.uma.criança.de.um.país.pobre.

474

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

•. Na.América.Latina,.segundo.dados.da.ONU,.168.milhões.vivem.abaixo. da. faixa. de. pobreza,. e. os. que. vivem. na. pobreza. extrema,. aqueles. com.

renda.inferior.a.dois.dólares.diários,.são.hoje.cerca.de.85.milhões.de.lati‑

no‑americanos.

•. No.Brasil,.segundo.dados.de.Pochmann.et.al (2005,.p 11),.identificou‑se.

no.contingente.de.5.mil.famílias.(aproximadamente.0,01%.da.população.

brasileira),.a.conformação.de.um.volume patrimonial equivalente a 42%. de.todo.o.PIB.brasileiro.

O.desenvolvimento.atual.das.forças.produtivas.não.tem.parâmetros Em.mea‑ dos.do.século.XIX.Marx.e.Engels.afirmavam.que.o.modo.de.produção.capitalista. já.havia.produzido.riquezas.num.volume.de.excedentes.maior.que.todas.as.outras. épocas.juntas A.“imensa.coleção.de.mercadorias”.do.mundo.capitalista.contem‑ porâneo.demanda.um.grau.muito.acentuado.de.exploração.da.natureza.que.requer. grande.mobilização.das.forças.sociais.do.trabalho.num.patamar.de.desenvolvimen‑ to.sem.par.na.história,.tornando.o.debate.do.fim.do.trabalho.e.da.sua.centralidade. um.exercício.ilógico.de.metafísica Alguns.dados.ilustram:

•. Hoje.aumentou.extraordinariamente.a.extração.mineral.da.natureza Além. da.extração.cada.vez.maior.do.petróleo.e.do.minério.de.ferro,.bases.fun‑ damentais. das. matérias‑primas. que. servem. às. mercadorias. capitalistas,. registre‑se.o.aumento.considerável.da.extração.de.minerais.voltados.para. as.mercadorias tecnológicas:.a.extração.de.lítio.(que.o.diga.a.Bolívia),.de. tântalo.e.a.de.nióbio.aumentou.extraordinariamente No.caso.do.nióbio,. ente.1960.e.2007,.a.produção.aumentou.77.vezes No.mesmo.período,. quadruplicou.a.de.cobre.e.de.chumbo.(Royal.Society).

•. Segundo.especialistas,.se.continuarmos.nesse.ritmo.para.atender.aos.pa‑ drões.de.consumo.atuais,.e.se.a.massa.populacional.da.China,.da.Índia,.do. Brasil.e.de.alguns.países.africanos.(como.a.África.do.Sul).consumir.em. proporções.mais.ou.menos.semelhantes.à.dos.países.centrais,.precisaremos. de.pelo.menos.mais.dois.planetas.Terra.para.suprir.essa.demanda.

Por.outro.lado,.a.financeirização.do.capital.resulta.numa.massa.de.valores. excedentes.que.torna.a.superacumulação.um.fenômeno.sistêmico.e.não.acidental. no.atual.período.do.imperialismo Tal.massa.de.valores.tem.encontrado,.fundamen‑ talmente,.quatro formas de se valorizar:

a). migrando para áreas ainda inexploradas que podem fornecer novos es‑ paços de acumulação de capital,.especialmente.para.os.segmentos,.ainda.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

475

não.explorados.do.setor.de.serviços.(saúde,.educação.e.previdência),.em. geral.a.cargo.do.Estado,.nos.quais.o.montante.de.mais‑valia.extraída.do. trabalho.vivo.se.valoriza.através.de.meios.que.mercantilizam.os.diversos. níveis.da.vida.social,.ao.mesmo.tempo.em.que.podem.ser.espaços.fecun‑ dos. para,. segundo. os. termos. de. Mandel,. transformar. serviços. (sociais,. culturais).em.mercadorias,.industrializando‑os O.setor.de.segurança.pri‑ vada.também.se.destaca.aqui.como.espaço.promissor.de.valorização.do. capital,.enquadrando‑se.nas.esferas.vinculadas.à.produção.bélica,.como. veremos.adiante;

b). avançando sobre a natureza, no sentido de industrializar e mercantilizar os recursos naturais.—.não.é.à.toa.que.a.Nestlé.e.a.Coca‑Cola.tentam.no. âmbito.da.OIT.tornar.a.água.um.bem.energético.que.a.torne.commodity;. e.não.é.à.toa.que.estamos.assistindo,.em.pleno.século.XXI,.à.pilhagem. contemporânea. de. terras. e. recursos. naturais. dos. países. periféricos. por. parte. de. grandes. grupos. do. capital. financeiro Na.América. Latina,. isto. avança. sobretudo. na. rica. região. amazônica,. mas. não. apenas. nela No. Uruguai,.por.exemplo,.toda.a.superfície.florestal.é.propriedade.de.apenas. três. empresas. (Brasil de Fato,. maio/2012) Outro. dado. importante:. em.

2011,.57%.dos.investimentos.estrangeiros.recebidos.pela.América.do.Sul.

(sem.contar.o.Brasil).foram.dirigidos.ao.setor.de.recursos.naturais.(Idem); 9

c). investindo nos setores rentistas,.preferencialmente.nos.segmentos.de.ren‑ da.fixa.que.melhor.remuneram.o.capital,.como.os.títulos.das.dívidas.pú‑ blicas.de.países.como.o.Brasil.onde.quase.metade.do.orçamento.federal. está.comprometida.com.o.pagamento.dos.serviços.da.dívida.(juros.e.amor‑ tizações);

d). ou,. ainda,. investindo na produção de artefatos bélicos,. o. que. supõe. a. criação.de.conflitos.e.guerras.que.possam.animar.a.indústria.bélica.e.que. possam.ser.espaços.de.destruição.de.forças.produtivas Aqui,.reitere‑se.o. papel.da.segurança.privada,.profícuo.para.a.potenciação.de.armamentos.e. acessórios. sofisticados. voltados. para. o. uso. civil. e. para. a. prestação. de. serviços.de.segurança As.mercadorias.que.daí.decorrem.são.diversas:.vão.

9 Esses.são.apenas.alguns.números.referentes.a.essa.àrea.cuja.expansão.do.capital.tem.sido.avassalado‑

ra,.como.mostram.os.dados As.preocupações.ambientais,.para.além.das.mais.catastrofistas,.são.absolutamen‑ te.pertinentes,.uma.vez.que.se.a.produção.destrutiva.capitalista.continuar.avançando.pelas.próximas.décadas. na.mesma.toada.com.que.se.desenvolveu.na.segunda.metade.do.século.XX.até.nossos.dias,.é.bem.provável. que.teremos.seriíssimas.dificuldades.de.manutenção.das.condições.da.vida.humana.para.o.século.XXII.

476

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

desde.automóveis.blindados,.circuitos.de.segurança.doméstica.e.empre‑ sarial,.aumento.da.produção.de.armas.para.uso.pessoal,.fornecimento.de. equipamentos.desenvolvidos.por.Forças.Armadas.nacionais.(a.de.Israel,. principalmente),.cuja.tecnologia.é.transladada.para.as.forças.policiais.(as. do.Rio.de.Janeiro.e.as.de.São.Paulo.têm.sido.compradores.regulares).que. as.adquirem.como.mercadorias.voltadas.para.funções.repressivas.contra. seus. próprios. cidadãos Registre‑se. ainda. o. universo. não. contabilizado. oficialmente. pelo. tráfico. de. armas. feito. por. pessoas. ligadas. a. grandes. empresas.e.a.governos;.ou,.ainda,.as.diversas.e.crescentes.forças.parami‑ litares.que.atuam.como.milícias.privadas.a.serviço.da.burguesia.e.de.seus. governos,.presentes.em.países.que.vivem/viveram.recentemente.golpes/ invasões.das.forças.imperialistas,.como.são.os.casos.do.Iraque,.da.Líbia. e,.ao.que.tudo.indica,.da.Síria De.modo.diverso.é.o.que.se.vê.também.no. Estado. protofascista. colombiano,. em. alguns. países. africanos,. ricos. em. recursos.minerais,.que.vivem.zonas.de.conflito.potencializadas.pelas.nações. imperialistas Registre‑se,.também,.o.que.ocorre.em.grandes.cidades.con‑ flagradas.por.milícias.ligadas.a.grandes.grupos.traficantes.de.drogas.en‑ raizados.nas.estruturas.de.poder,.como.são.os.casos,.entre.tantos,.de.algu‑ mas.regiões.da.Itália,.do.Japão,.dos.EUA,.do.México.e.do.Brasil.

Diante.de.tal.quadro,.que.apenas.esboçei.aqui.em.seus.traços.gerais.de.crise. e.suas.consequências,.quais.seriam.as.possilidades.concretas.para.o.reverso.dessa. realidade.sombria?.Num.contexto.em.que.ainda.parece.predominar.uma.tendência. contrarrevolucionária. é. possível. cogitar. a. construção. de. um. projeto. societário. alternativo?

III

Por onde andam as lutas de classes?

O.século.XXI.trouxe.consigo.a.expectativa,.entre.os.segmentos.da.esquerda. mundial,.de.superação.da.curva.descendente.das.lutas.de.classes De.fato,.o.desfe‑ cho.do.século.foi.o.pior.possível A.ideologia.neoliberal.ainda.gozava.de.relativa. força.no.mundo Os.movimentos.socialista.e.comunista.apenas.começavam.a.se. reerguer.da.avalanche.que.desmoronou.sobre.eles.com.a.queda.do.Muro.e.com.o. fim.da.experiência.soviética.

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

477

Para.além.dos.exemplos.de.resistência.à.agenda.regressiva.do.neoliberalismo. —.como.foram.os.casos.das.lutas.antiglobalização.e.das.lutas.nacionais.contra.as. políticas.neoliberais:.recorde‑se.da.emblemática.experiência.do.Partido.dos.Traba‑ lhadores.no.Brasil.—,.foram.as.lutas.em.torno.do.movimento.bolivariano.(Vene‑ zuela,.Bolívia.e.Equador).que.retomaram.a.ofensiva.dos.trabalhadores,.iniciando. um.movimento.de.deslocamento.da.curva.descendente.das.lutas.de.classes Passou‑se. a.imaginar.que.elas.seriam.portadoras.de.conteúdos.para.se.pensar.num.“socialismo.

do.século.XXI”,.como.discute.Atílio.Borón.(2010).

Ao.mesmo.tempo,.adentramos.a.atual.década.sob.os.efeitos.da.crise.que.ir‑

rompeu.em.2008.levando.consigo.empregos,.salários,.direitos.e.trilhões.de.dólares

Seus.desdobramentos.ainda.estão.por.se.apurar,.mas.já.há.dados.que.mostram.que,.

sob.todos.os.ângulos,.as.consequências.sociais.acometem.brutalmente.os.trabalha‑

dores.em.todo.o.mundo,.mesmo.sabendo.que.o.epicentro.da.crise.esteja.nos.países.

Há.

protestos.em.todo.o.mundo Greves.aparecem.em.todo.canto A.classe.trabalhado‑ ra,.enfim,.se.rearticula.para.uma.luta.que.até.aqui.é.defensiva Entretanto,.entre.

todas.as.mobilizações.às.quais.assistimos.desde.2008,.aquelas.que.mais.se.desta‑

caram,.que.gozaram.de.maior.repercussão.e.que.envolveram.um.número.maior.de. sujeitos.foram.as.que.culminaram.na.ocupação.de.espaços.públicos.próximos.aos. centros.financeiros,.como.em.Wall.Street Logo.chamado.de.Occupy,.suas.lideran‑ ças.autodenominaram‑se.“indignados”,.abdicando.de.hierarquias.entre.os.líderes,. abrindo.mão.de.métodos.considerados.“arcaicos”.de.fazer.política.e.apontando.para. horizontes.que.não.vislumbram.a.ruptura.com.o.capitalismo.(ainda.que.o.condenem). e.nem.a.perpectiva.de.construção.de.uma.outra.sociedade.

Este.sucinto.quadro.caracteriza.o.momento atual das lutas de classes Ele. nos.indica.que.não há no seu horizonte a articulação de um projeto societário. alternativo.ao.do.capital,.ainda.que.este.seja.repudiado.tanto.entre.as.lutas.defen‑ sivas.e.de.resistência.dos.trabalhadores.quanto.entre.as.mobilizações.dos.chama‑ dos.“indignados” O.difuso.“socialismo.do.século.XXI”.expressa‑se.mais.como. um.conjunto.de.princípios 10 .(que.devem.ser.considerados!).que.podem,.no.máxi‑ mo,.nortear.agendas.de.lutas.contra.o.capital.em.favor.do.trabalho,.apontando.para. uma.articulação anti‑imperialista,.o.que,.deve‑se.esclarecer.já.é.um.grande.passo.

Para.avançarmos,.comecemos.por.demarcar.uma.distinção.que.é.essencial:.a ausência de projeto societário alternativo não significa a ausência de lutas de classes A.questão.é.saber.qual.o.patamar.atual.das.lutas.de.classes.para.saber.o.que.

centrais.(primeiro,.em.2008‑2009,.nos.EUA;.e,.a.partir.de.2011,.na.Europa)

10 Uma.leitura.do.livro.preparado.pelo.intelectual.militante.Atílio.Borón.(2010).nos.dá.essa.clara.noção.

478

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

elas.podem.produzir O.que.podemos.dizer,.com.toda.a.certeza,.é.que.o.que.todos.

os.analistas.concordam:.a.partir.dos.anos.1990.as.lutas.de.classes.esmoreceram.

junto.com.a.crise.em.que.mergulharam.as.esquerdas.

E.isso.não.foi.à.toa!.A.dissolução.das.experiências.socialistas.lançou‑nos.numa. profunda.crise.e.abriu.as.vias.para.a.hegemonia.incomparável.das.forças.do.capital,. estabelecendo.uma.onda longa contrarrevolucionária.que.passamos.a.viver.

Vivemos.um.tempo.histórico.que.abriu.as.portas.para.uma.onda.conservado‑

ra.na.qual.navegam.duas.formas.de.conservadorismo:.um.conservadorismo.de.di‑

reita.e.um.conservadorismo.de.esquerda,.ambos.resultantes.de.uma.cultura.própria.

do.capitalismo.contemporâneo.que.se.coaduna.na.ideologia.pós‑moderna.

O.primeiro,.o.de.direita,.afirma.o.fim.da.história E.o.segundo,.o.de.esquerda,. afunda.no.possibilismo.pragmático.que.namora.o.capital,.apontado.anteriormente.

A.tarefa.(individual.e.coletiva).de.superar.esse.tempo.histórico.—.que.Agus‑ tín.Cueva.chamou.de.tempos conservadores.—.pela.teoria,.se.reafirma.pela.clareza. de.que.“sem.teoria.revolucionária.não.há.movimento.revolucinário”.(Lênin) En‑

tretanto,.tal.tarefa.teórica.não.poderia.sucumbir.a.três.riscos.altíssimos:.o.primeiro. seria.o.de.se.limitar.a.uma.tácita.aceitação.dos.limites.do.nosso.tempo,.caracteri‑ zando.um.claro.conformismo;.o.segundo,.aquele.cujo.resultado.estaria.aquém.do. seu.próprio.tempo,.incorrendo.em.tentativas.saudosistas.de.reeditar.formas.preté‑ ritas.que,.de.forma.anacrônica,.procuram.apenas.voltar.ao.passado.(é.a.“poesia.do. passado”.de.que.falava.Marx.no.18 Brumário de Luís Bonaparte);.e.o.terceiro,. aquele.no.qual.o.resultado.seria.uma.vã.tentativa.de.ir.além.do.seu.tempo.(recor‑

apenas ser melhor.que.

seu.tempo”),.incorrendo.em.elaborações.fantasiosas,.que.se.sustentam.na.prognose.

de.um.futuro.mágico.

Aqui,.o.risco.seria.o.de.construir.uma.teoria.e.um.projeto.em.que.a.frase.se. apresenta.maior.que.o.conteúdo,.bem.como.refletiu.Marx.no.18 Brumário.acerca. das.ilusões.utópicas:.“A.revolução.do.século.XIX.tem.que.deixar.os.mortos.enter‑ rarem.seus.mortos,.para.chegar.ao.seu.próprio.conteúdo” Ou.seja,.a.superação.de. que.fala.Marx.se.exprime.na.necessidade.de.uma.teoria.revolucionária.que,.como. escrevera.antes.com.Engels,.na.Sagrada Família,.só.“se.tornará.força.material.se. se.apoderar.das.massas”,.como.expressão.de.suas.necessidades.sociais.históricas Ou.seja,.a.revolução.do.século.XXI.também.“tem.que.deixar.os.mortos.enterrarem. seus.mortos.para.chegar.ao.seu.próprio.conteúdo”.

Tem.toda.a.razão.José.Paulo.Netto.quando.diz.que.o.problema.das.esquerdas.

está.no.plano.da.organização.política,.o.que.nos.lega.um.verdadeiro.“deficit.orga‑

demos.Hegel:.“ninguém é maior que.seu.tempo

É.possível

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

479

nizacional”. que. só. pode. ser. superado. se. conseguirmos. encontrar. meios. de. luta. adequados. aos. nossos. tempos Entretanto,. precisamos. continuar. avançando. na. compreensão. (teórica). do. momento. histórico. para. acertar. na. prática. política,. atentando‑se.para.a.observação.de.Togliatti.acerca.do.peso.dos.acertos.(e.dos.erros). na.análise.e.na.ação,.citada.parágrafos.atrás.

Nesse.sentido,.ainda.é.insuficiente.o.conhecimento.sobre.a.morfologia.atual. do.proletariado.(especialmente.a.análise de até onde vai a ampliação do “traba‑ lhador coletivo”. da. grande. indústria,. questão. decisiva. para. pensar. o. sujeito da revolução),.como.também.ainda.não.há.acúmulo.suficiente.para.entender.as.formas. de.lutas.atuais.que.têm.produzido.inúmeros.novos.sujeitos.coletivos.

O.fato.incontestável.que.temos.de.analisar.é.que.desde.os.anos.1970,.com.mais.

intensidade.a.partir.dos.anos.1990,.produziram‑se.lutas.sociais.que.diversificaram.

enormemente.o.universo.que.se.conhecia.até.então De.lá.pra.cá,.colecionamos.mais. derrotas.que.vitórias,.mas.o.universo.se.ampliou.consideravelmente,.envolvendo. desde.lutas.fabris.até.as.mais.variadas.lutas,.passando.por.questões.culturais,.étnicas. e.ambientais De.Seatle.ao.Ocuppy.W Street,.dos.zapatistas.à.luta.dos.sem‑terra.no. Brasil,.passando.pelos.piqueteiros.da.Argentina,.por.Oaxaca.no.México.e.pelas.lutas. altermundistas.(antiglobalização).nos.países.centrais.até.os.recentíssimos.mal.cha‑ mados.“movimento.dos.indignados”,.colecionamos.não.só.derrotas,.mas.também. exemplos concretos do perfil das lutas de classes contemporâneas.

Aqui.reside.um.“problema”.que.devemos.enfrentar,.ou.pelo.menos.situá‑lo Ele.aparece.como.problema.teórico‑conceitual.que.tem.a.ver.com.a.busca.em.dar. nomes.aos.“exemplos.concretos.do.perfil.das.lutas.de.classes” Até.que.ponto.os. conceitos.criados.por.pesquisadores.das.ciências.sociais.especializadas.(sociólogos,. cientistas.políticos.e.antropólogos),.filiados.às.mais.diferentes.perspectivas.teóricas,. explicam. a. realidade?. E. até. que. ponto. os. mesmos. conceitos. podem. servir. para. ocultar.ou.até.mesmo.mistificar.a.mesma.realidade.que.pretensamente.dizem.ex‑ plicar?.Cada.nova.conjuntura.origina.um.novo.conceito.para.designar.um.novo. sujeito.coletivo.surgido.das.lutas.de.classes Essa.busca.por.conceituar.a.sempre mutante luta de classes.não.nos.parece.uma.tormenta.sem.fim?

Para onde vão as lutas de classes? O tormento de Sísifo das Ciências Sociais

Se.nos.voltarmos.para.o.debate.que.as.Ciências.Sociais.vêm.desenvolvendo.

desde.a.década.de.1960,.veremos.que.os.diversos.estudiosos.das.chamadas.“lutas.

480

Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 111, p. 468-492, jul./set. 2012

sociais”.se.esmeraram.por.denominá‑las.e.classificá‑las.usando.conceitos.diversos. que.variaram.ao.gosto.dos.analistas A.cada.nova.mudança.na.conjuntura,.um.novo. conceito.surgia.para.designar.o.“novo.sujeito”.que.entrava.em.cena,.o.“novo.palco”. das.lutas,.as.“novas.especificidades”.que.as.moviam.

Sem.dúvida.que.esse.é.o.papel.dos.cientistas.sociais.e.que.as.“lutas.sociais”,. os.“novos.sujeitos”.etc são.parte.da.“matéria‑prima”.das.obras.que.criam.com.suas. pesquisas Entretanto,.o.que.mais.chama.a.atenção.aqui.é.o.fato.de.que.quanto.mais. se.esforçavam.para.entender.o.novo.que.lhes.reluzia.os.olhos,.mais.se.afastavam. da.possibilidade.de.revelar.a.estrutura.que.ele.esconde Quanto.mais.se.empenhavam. por.criar.novos.conceitos,.mais.estes.serviam.como.véu.que.encobre.a.essência,. acabando.por.reforçar.sua.“aparência.enganadora” À.medida.que.criavam.um.novo. conceito,.surgia.um.novo.sujeito.em.uma.nova.conjuntura.que.demandava.outro. conceito,.reproduzindo.assim.um.tormento.que.lembra.o.de.Sísifo. 11

A.tormenta.se.renova.a.cada.época Basta.uma.nova.onda.conjuntural.de. crises.capitalistas.(que.aparece.muitas.vezes.desgarrada.de.sua.crise.que.é,.em. si,.estrutural),.que.sempre.produzem.contestações.pelos.quatro.cantos.do.mundo,. para.que.uma.nova.onda.de.conceituações.surja.anunciando.a.novíssima.cena. contemporânea A.mais.nova.vem.de.2008‑2009,.e.o.esmero.está.em.entender.o. que.significam.as.lutas.que.pipocaram.nos.países.centrais,.como.as.que.se.deram. na.Espanha.e.as.que.se.desenrolaram.na.ocupação.de.Wall.Street Em.todos.os. casos,.é.a.luta.de.classes,.essa.velhíssima.senhora.que.dá.as.caras.com.fisiono‑. mias.que.lhe.dão.a aparência de nova Muitas.das.análises.se.esforçam,.com. notável.empenho,.para.identificar.o.caráter.dos.movimentos.de.protesto.recentes. que.vêm.sendo.denominado.de.Occupy Para.além.dos.relatos.puramente.des‑ critivos.que.predominam.nas.redes.sociais.em.muitos.dos.escritos.eletrônicos. que. circu