Вы находитесь на странице: 1из 3

FÁBIO CAMPANA

Política, cultura e o poder por trás dos panos.

PÁGINA INICIAL SOBRE O AUTOR CONTATO

Publicidade Mais lidas


Cartazes expostos dentro
Odebrecht ameaça derrubar a
do Centro Politécnico República

revoltam acadêmicos Sergio Moro bloqueia


20 mi de cada executivo preso
quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 12:04 hs. Deixe um comentário.
na Lava Jato

Bolsa “eleitoral”

Aécio lidera corrida com 35%,


mostra Datafolha

Paraná Pesquisas: Haddad,


Russomanno e Marta lideram
disputa pela prefeitura de SP

Últimos
comentários

João em Em meio à crise do PT,


filho de José Dirceu assa quatro
bois para comemorar
aniversário

da Banda B, com informações do Jornal de Comunicação da UFPR: Creusa em Fernanda Richa


desabafa e fala sobre os boatos
O Centro Politécnico da Universidade Federal do Paraná (UFPR) foi centro de do fim de seu casamento, as
uma polêmica no início desta semana. Na segunda-feira (25), diversos cartazes de denúncias da Receita e os
cunho machista e homofóbico foram pregados na paredes, o que revoltou ataques nas redes
acadêmicos. Um dos cartazes diz: “Suas sapatas filhas da… Vou estourar suas… e
encher seus…” Outros cartazes estampados não se sabe por quem também Jeh em Salários nas
apresentavam frases se referindo a sexualidade de estudantes da universidade. universidades do PR
chegam a R$ 30 mil
Como resposta, o Centro Acadêmico de Arquitetura e Urbanismo (GAU)
promoveu ação para combater a perseguição. A ação aconteceu ontem (26), João em Com as galerias
quando o GAU realizou uma oficina com cartazes contra o machismo, a lotadas, deputados votam Plano
homofobia e as opressões. Já o Centro Acadêmico de Filosofia divulgou nota de Estadual de Educação
repúdio, pedindo que à ‘UFPR busque a responsabilização dos autores, além de
políticas preventivas a estes tipos de violações”. antonio carlos em De que Lula
tem
A Banda B entrou em contato com a assessoria de imprensa da UFPR referente tanto medo?
ao incidente e aguarda retorno.

 Facebook  Twitter 1
Política do blog

O blog informa os Termos e


Relacionado Arquivos Condições de Uso, sobre os
quais considera que você dá o
Greve pode adiar Estudantes da UFPR Resultado do 2015 (3320) seu consentimento.
início das aulas na passam fim de vestibular da UFPR
2014 (6680)
UFPR semana acampados disponível no site da
quarta-feira, 20 de na Reitoria Universidade. Clique 2013 (7226)
Publicidade
julho de 2011 sábado, 27 de agosto aqui 2012 (7486)
Com 1 comentário de 2011 quarta-feira, 4 de
Com 1 comentário janeiro de 2012 2011 (9166)
Com 1 comentário
2010 (5986)

2009 (5989)

« Romário desanca Marin, Del Nero e cartolas da CBF e da FIFA 2008 (5687)

CBF tenta sair do escândalo mas esquece que Marin ainda é vice » 2007 (1928)

5 comentários

soares quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 13:01 hs

Isso são cartazes dos proprios academicos militantes de esquerda, que promoveram a
oficina LGBT. É tipico desses movimentos de esquerda fazerem isso, se fazerem de
vitimas, fingir e plantar atentados e perseguições contra eles mesmo, para assim
poderem promover suas palestras e agenda LGBT e Femnistas dizendo que é para
combater esse tipo de coisa. Pode investigar a fundo, e irão descobrir que esses
cartazes foram escritos e plantados justamente por esses que deram as palestras
contra o machismo e homofobia.

O Nazismo fazia isso, promoviam atentados contra suas proprias sedes e acusavam os
judeus como responsaveis. Aqui tbm, Durante o governo militar, nos protestos de
esquerda, os militantes de esquerda promoviam atentados contra suas próprias
manifestações, atiravam contra seus proprios manifestantes para acusar o governo
militar. Jogar a opinião publica contra o governo militar.

Sergio Silvestre quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 14:13 hs

O Nazismo fazia isso e certos governos ainda continuam fazendo como jogar bombas
em trabalhadores e contratar um arsenal de ciber piratas para fazer todo tipo de
barbaridade.

Antonio Carlos quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 15:28 hs

Me perdoe Fábio, mas esse Soares é um beócio…

Beatrix Kiddo quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 18:35 hs

Meu Deus, aonde foi parar o fair play dos nossos acadêmicos? Eles não respeitam
mais as “diferenças”? O que será que se passa nas cabeças destes universitários? As
aulas de Filosofia recebidas lá no Ensino Médio não lhes ensinaram nada? Mas
também pudera, com os professores dos tipos que temos hoje, seria mesmo de se
admirar que a intolerância não fizesse parte da vida dos nossos acadêmicos. Tristes
tempos os vividos hoje na nossa Universidade, muito diferentes daqueles dos anos 70,
e eram os tais Anos de Chumbo.

Beatrix Kiddo quarta-feira, 27 de maio de 2015 – 18:36 hs

e o SS não é? Se liga Antonio Carlos.

Deixe seu comentário:


Nome *
Aloísio Leoni Schmid

Email
iso@ufpr.br Twitter

Site
Comentário

Acompanhe as atualizações do
blog pelo Twitter:
twitter.com/fabiocampana

Enviar comentário RSS

Acompanhe o blog
assinando o feed

Pesquisa
Encontrar

WordPress | Sandbox

Оценить