Вы находитесь на странице: 1из 4

Cabo Verde com 15 árbitros internacionais na FIFA

 Escrito por jornal Expresso das Ilhas

O futebol cabo-verdiano conta, actualmente, com 15 árbitros internacionais


credenciados pela FIFA para 2012.
Luís Fernandes Barbosa (da Associação Regional de Santiago Sul) e Júlio Da
Conceição (da Associação Regional de São Vicente) são os juízes que passam a integrar
o lote dos árbitros cabo-verdianos internacionais.
O presidente federativo presidiu à cerimónia da entrega dos distintivos aos
árbitros da região de Santiago Sul: Manuel Timas (central) e aos auxiliares José Carlos
Pina Mendes, Álvaro Eliseu Cardoso, Carla Helena Caetano e o estreante Luís
Fernandes Barbosa.
Cerimónia idêntica realiza-se ainda esta semana com os seis árbitros de São
Vicente: Victor Lima, Nilton César Medina, Alcídia Silva Santos, Humberto Além
Costa e os recém admitidos na categoria de juízes internacionais, Júlio Da Conceição e
Irani Chantre Fortes.
A equipa destes 15 internacionais é integrada ainda por três árbitros da região
desportiva do Sal - Jacqueline Reis e António Rodrigues (central) e Albertino Rodrigues
e Verónica Araújo (auxiliar), da Associação Regional de Futebol do Fogo.Em relação
ao elenco de 2011, saíram José Freire, da Praia e Paulo de São Vicente.
O presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol, Mário Semedo, desafiou
os árbitros cabo-verdianos a aproveitarem as oportunidades de formação para serem
distinguidos nas instâncias internacionais da FIFA e ambicionarem metas alcançáveis.
Semedo garantiu que dentro das suas possibilidades, a FCF vai envidar todos os
esforços para que haja mais chamamentos de árbitros cabo-verdianos internacionais nas
provas da CAF e da FIFA, para colmatar a pouca presença dos árbitros nacionais nas
provas internacionais.
Isto porque acredita que o país está em condições para que a arbitragem possa
fazer um trabalho cada vez maior a nível das exigências dos organismos que regem o
futebol em África e no Mundo.
Quem também se mostra eufórico pela forma como Cabo Verde consegue ter 15
árbitros na FIFA é o presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Celestino
Almeida, para quem trata-se de um elenco extraordinário, se se tiver em conta que
setrata de países com muito mais expressão em termos dimensionais.

Manuel Timas quer apitar nos palcos internacionais


O árbitro internacional cabo-verdiano, Manuel Timas, era um atleta emocionado
por ter renovado as insígnias da FIFA, mas diz não compreender o porquê da arbitragem
cabo-verdiana ter estado a ficar fora das provas internacionais, realizadas quer pela
FIFA, quer pela CAF.
Timas, que fez questão de partilhar o seu reconhecimento com o trabalho que a
sua equipa tem feito para o futebol cabo-verdiano, disse que encara a falta de
oportunidades para a arbitragem cabo-verdiana nos palcos internacionais com uma certa
tristeza, porque "a gente trabalha para isto".
Acredita que a arbitragem cabo-verdiana está à altura de acompanhar o sucesso
do futebol crioulo na FIFA, pelo que remete esta responsabilidade às autoridades
desportivas.
Árbitro da FIFA desde 2007, Carla Caetano está sensibilizado por ter renovado
esta patente reconhecida junto da instância máxima que rege o futebol mundial, pelo
que incentiva todas as jovens que praticam o futebol a se enveredarem por este
caminho.

Formada na arbitragem em 2001, esta árbitra auxiliar garante que se sente confortável
nas suas actuações e que já passou o tempo que entrava num campo com algum
nervosismo de uma mulher que trabalha entre os homens.

Disse que agora integra uma equipa de arbitragem com muita confiança e determinação
e que só pensa em fazer o seu trabalho o mais perto da perfeição.
Carla Caetano, uma auxiliar moralizada
Árbitro da FIFA desde 2007, Carla Caetano está sensibilizado por ter renovado
esta patente reconhecida junto da instância máxima que rege o futebol mundial, pelo
que incentiva todas as jovens que praticam o futebol a se enveredarem por este
caminho.

Formada na arbitragem em 2001, esta árbitra auxiliar garante que se sente


confortável nas suas actuações e que já passou o tempo que entrava num campo com
algum nervosismo de uma mulher que trabalha entre os homens.
Disse que agora integra uma equipa de arbitragem com muita confiança e
determinação e que só pensa em fazer o seu trabalho o mais perto da perfeição.

sábado, 21 janeiro 2012 23:00


Publicado em Desporto

1 comentário
 O nome do recém inscrito pela FIFA da região desportiva de São Vicente é Júlio Manuel Faria
da Conceição, e não Júlio Correia como noticiado.
Reportar Atento 21-01-2012Ligação de comentário

Похожие интересы