Вы находитесь на странице: 1из 2

 A Educação Física e o conteúdo jogo;

A Educação Física desde os anos 80 busca romper com os modelos tecnicistas e


tradicionais que atravessaram esta área de estudo, deixando de ser uma disciplina
exclusivamente prática, trazendo para as aulas o desafio de pensar e debater
assuntos do cotidiano que estejam direta ou indiretamente relacionados às práticas
desportivas. Com o surgimento de novas tendências pedagógicas na área, a
Educação Física tem contribuído para uma formação mais crítica dos alunos. Brasil
(1998) destaca que foram englobados objetivos educacionais mais amplos, não
apenas voltados para a formação do físico, mas que pudesse sustentar a atividade
intelectual, e conteúdos mais diversificados, não só restritos a exercícios ginásticos e
esportes.

Brasil (1998) também diz que a Educação Física é entendida como uma área que trata
de um tipo de conhecimento, denominado cultura corporal de movimento, que tem
como temas o jogo, a ginástica, o esporte, a dança, a capoeira e outras temáticas que
apresentarem relações com os principais problemas dessa cultura corporal de
movimento e o contexto histórico-social dos alunos.

Assim, dentre o conteúdo jogos, sendo classificado como jogos de tabuleiro, o xadrez
se destaca devido ao uso de raciocínio lógico e de outras capacidades intelectuais
que, consequentemente, permitem o desenvolvimento da inteligência.

 Escola defasada;

O ambiente escolar não acompanhou os padrões de modernização no qual


estamos vivenciando atualmente, e com isso deixou de se tornar algo interessante
e que pudessem prender a atenção dos alunos. E não é diferente com a
Matemática, que com seus cálculos e teorias muitas vezes podem se transformar
em aulas monótonas, em que o professor transfere conceitos fundamentais
através de aulas tediosas e maçantes.

 Utilização de materiais lúdicos e tecnológicos;

Acreditamos que a utilização de materiais concretos, lúdicos e da tecnologia na


pedagogia moderna auxilia e contribui para a eficácia do aprendizado do aluno
que, através do simples “brincar”, não apresenta limites, antes encontrados dentro
da sala de aula em certas matérias, ou seja, permite ao aluno evoluir segundo seu
próprio ritmo
 Uso do jogo de xadrez como recurso didático

Pretendemos buscar possibilidades do uso do jogo de xadrez como recurso


didático em aulas de matemática, com o intuito de utilizar o lúdico como
ferramenta facilitadora no progresso educacional.
Deste modo, faz-se necessário desenvolver metodologias pedagógicas que
promovam a aprendizagem dos alunos acerca da matemática, possibilitando que
de maneira interdisciplinar a Educação Física com o uso do xadrez, auxilie para
melhores resultados do raciocínio matemático no IDEPB.